minas_sesi-alexandrearruda2016

[Superliga] Rodada repleta de clássicos estaduais agitam a noite de quinta-feira

A Superliga Masculina chega para a sua última rodada antes da folga para o Carnaval cheia de clássicos estaduais. Das seis partidas dessa rodada, cinco envolvem times do mesmo Estado. Em São Paulo, o Sesi-SP recebe o São José, hoje (4), às 20h, na Vila Leopoldina. As equipes paulistas já se enfrentaram pela Copa São Paulo, Campeonato Paulista, Superliga e Copa Brasil.

Apesar de conhecer bem os adversários, o técnico do Sesi, Marcos Pacheco, não espera um jogo fácil. “Temos enfrentado São José em momentos diferentes. É um time que a gente conhece bem e eles também nos conhecem muito bem. Então é pouco provável que aconteça uma grande mudança em termos de estratégia dos times. Mas será um jogo forte, intenso e equilibrado. Espero que nosso time mantenha o padrão de jogo e jogue como nos últimos confrontos contra eles”, explicou o treinador.

No turno, o Minas venceu o JF Vôlei por 3×1 em Juiz de Fora (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

O Sesi vem de derrota para o Minas Tênis Clube, que enfrenta o Juiz de Fora Vôlei nesta quinta-feira, em outro duelo estadual. O treinador do JF Vôlei, Alessandro Fadul, aposta na dedicação dos jogadores para buscar a vitória em Belo Horizonte e o terceiro triunfo na competição. “Não tem outro jeito. Eles venceram o Sesi, jogando bem, e chegam embalados. Sabemos que não será fácil. Podemos pensar em uma alteração ou outra como recurso estratégico para a partida, mas o fundamental é manter a concentração e a união em quadra. O grupo segue trabalhando, consciente do que vem sendo feito, e o objetivo é fazer uma boa partida para sair com um bom resultado”, disse.

Do lado minastenista está o cubano Escobar. Maior pontuador da Superliga, com 309 pontos, o atleta espera que a equipe mantenha o ritmo da vitória da última rodada. “Temos que jogar concentrados e com a mesma vontade do último jogo. Fizemos um jogo bom e conseguimos uma grande vitória. Já conhecemos o time do Juiz de Fora desde o Campeonato Mineiro e isso pode nos ajudar um pouco”, afirmou o jogador.

Confira abaixo os confrontos válidos pela quinta rodada do returno.

SUPERLIGA MASCULINA 15/16

QUINTA RODADA DO RETURNO

04.02 (QUINTA-FEIRA) – Minas Tênis Clube (MG) x JF Vôlei (MG), às 19h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)
04.02 (QUINTA-FEIRA) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) x Bento Vôlei/Isabela (RS), às 19h30, no Chico Neto, em Maringá (PR)
04.02 (QUINTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) x Montes Claros Vôlei (MG), às 20h, do Riacho, em Contagem (MG)
04.02 (QUINTA-FEIRA) – Sesi-SP x São José Vôlei (SP), às 20h, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP)
04.02 (QUINTA-FEIRA) – Brasil Kirin (SP) x Funvic/Taubaté (SP), às 20h, no Taquaral, em Campinas (SP)
04.02 (QUINTA-FEIRA) – Lebes/Gedore/Canoas (RS) x Voleisul/Paquetá Esportes (RS), às 20h, no La Salle, em Canoas (RS)

Com informações das Assessorias de Comunicação do Sesi-SP, JF Vôlei e Minas Tênis Clube
Foto destaque: Alexandre Arruda/CBV

canoas

[Superliga] JF Vôlei cai diante do Canoas; confira os outros resultados da rodada

O Juiz de Fora Vôlei foi a Canoas e não conseguiu manter a sequência positiva em quadra. Os mineiros saíram do Rio Grande do Sul com uma derrota amarga para o Lebes/Gedore/Canoas por 3×0 (25/20, 25/15 e 25/16), em partida válida pela quarta rodada do returno. O destaque do confronto foi o líbero Jeffe, vencedor do Troféu Viva Vôlei. Já o maior pontuador foi o central Victor Hugo, que até a última temporada defendia a equipe juiz-forana, com 13 acertos.

Na próxima quinta-feira (4), o Canoas recebe a Voleisul/Paquetá Esportes para o clássico gaúcho, enquanto o JF Vôlei vai a Belo Horizonte enfrentar o Minas Tênis Clube.

Em casa, Minas consegue virada sobre o Sesi

Diante de sua torcida, o Minas saiu perdendo por 2×0, porém conseguiu a recuperação e venceu o Sesi-SP no tie-break, parciais, de 23×25, 20×25, 25×22, 25×21 e 17×15. O levantador Everaldo foi eleito o melhor da partida em votação pelo site da CBV.

Apesar da derrota, o oposto do Sesi, Rafael, terminou a partida como maior pontuador com 24 pontos, sendo 22 de ataque. Na próxima rodada, o Sesi recebe, na Vila Leopoldina, o São José.

 

Confira abaixo os resultados da rodada.

SUPERLIGA MASCULINA 15/16

QUARTA RODADA DO RETURNO

30.01 (SÁBADO) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) 0 x 3 Sada Cruzeiro (MG), às 12h, no Chico Neto, em Maringá (PR) (26/28, 18/25 e 24/26)
30.01 (SÁBADO) – Minas Tênis Clube (MG) 3 x 2 Sesi-SP, às 14h45, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (23/25, 20/25, 25/22, 25/21 e17/15)
30.01 (SÁBADO) – Lebes/Gedore/Canoas (RS) 3 x 0 JF Vôlei (MG), às 18h, no La Salle, em Canoas (RS) (25/20, 25/15 e 25/16)
30.01 (SÁBADO) – Montes Claros Vôlei (MG) 1 x 3 Brasil Kirin (SP), às 18h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG) (19/25, 25/21, 25/21 e 25/16)
30.01 (SÁBADO) – Voleisul/Paquetá Esportes (RS) 0 x 3 Funvic/Taubaté (SP), às 20h, no Ginástica, em Novo Hamburgo (RS) (21/25, 26/28 e 19/25)
30.01 (SÁBADO) – Bento Vôlei /Isabela (RS) 0 x 3 São José Vôlei (SP), às 20h, no Municipal, em Bento Gonçalves (RS) (21/25, 21/25 e 23/25)

 

Com informações da CBV

Foto: Fernando Potrick | GAMA

DSC06518

[Superliga] Fora de casa, JF Vôlei conquista segunda vitória na temporada

O Juiz de Fora Vôlei foi a Maringá e venceu a equipe da casa por 2×3 (24×26, 25×27, 25×18, 25×20 e 10×15). Esta foi a segunda vitória dos mineiros que, apesar do triunfo, continuam na lanterna da competição. O ponteiro Djalma foi eleito o melhor em quadra e terminou o confronto como maior pontuador, com 22 acertos.

No próximo sábado (30), o Copel Telecom Maringá enfrenta o Sada/Cruzeiro enquanto o JF Vôlei vai ao Rio Grande do Sul para enfrentar o Canoas.

Rodada dos visitantes

A Voleisul/Paquetá Esportes foi a única equipe a vencer diante de seus torcedores nesta rodada. O triunfo veio no tie-break diante do São José. As duas equipes, que mudaram de treinador recentemente, fizeram grande partida em Novo Hamburgo, e que teve o oposto Franco como maior pontuador (23 pontos). Confira abaixo todos os resultados da rodada.

SUPERLIGA MASCULINA 15/16

TERCEIRA RODADA DO RETURNO

28.01 (QUINTA-FEIRA) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) 2 x 3 JF Vôlei (MG), às 19h30, no Chico Neto, em Maringá (PR) (24/26, 25/27, 25/18, 25/20 e 10/15)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Lebes/Gedore/Canoas (RS) 1 x 3 Sada Cruzeiro (MG), às 20h, no La Salle, em Canoas (RS) (25/14, 23/25, 21/25 e 14/25)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Montes Claros Vôlei (MG) 1 x 3 Sesi-SP, às 20h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG) (20/25, 25/23, 16/25 e 15/25)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Voleisul/Paquetá Esportes (RS) 3 x 2 São José Vôlei (SP), às 20h, no Ginástica, em Novo Hamburgo (RS) (25/19, 25/27, 20/25, 28/26 e 16/14)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Bento Vôlei/Isabela (RS) 2 x 3 Funvic/Taubaté (SP), às 20h, no Municipal, em Bento Gonçalves (RS) (25/16, 25/20, 21/25, 19/25 e 13/15)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Minas Tênis Clube (MG) 0 x 3 Brasil Kirin (SP), às 21h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (21/25, 22/25 e 21/25)

DSC02769

[Superliga] Maringá recebe o JF Vôlei e busca primeira vitória no returno

O Copel Telecom Maringá Vôlei faz hoje, às 19h30, o duelo dos lanternas com o Juiz de Fora Vôlei, no ginásio Chico Neto. O time paranaense, que ocupa a 11ª colocação, vem de derrota para o Sesi e busca a primeira vitória no returno da Superliga Masculina.

Lanterna da competição, o JF Vôlei está a cinco pontos do Maringá, que tem uma partida a menos, e precisa da vitória para diminuir a vantagem da equipe comandada por Horacio Dileo. Na partida do turno, o Maringá venceu os mineiros no tie-break. “Temos cinco pontos, contra dez da equipe deles. É ‘jogo de seis pontos’. Aproveitamos o período sem jogos para acertar o time nos treinos e nos concentrar ainda mais. Entraremos com tudo para buscar o resultado positivo, que pode nos deixar em uma situação melhor na tabela”, analisou o treinador do JF Vôlei, Alessandro Fadul.

Em boa fase, Sesi enfrenta o Montes Claros

Um dos primeiros sustos da equipe do Sesi foi a derrota para o equilibrado Montes Claros no turno da Superliga. O resultado favorável aos mineiros foi uma das grandes surpresas no início da temporada e agora a equipe paulista quer dar o troco. “Será um jogo muito complicado, já que Montes Claros vem fazendo uma ótima campanha na Superliga. Além disso, jogar fora de casa, no ginásio onde eles estão acostumados e têm é mais um fator que pesa. Teremos que estar muito bem para vencer”, disse o ponteiro Douglas Souza.

MOC e Sesi entram em quadra às 20h, no ginásio Tancredo Neves, e poderá ter uma novidade no Sesi. O central Riad, que rompeu seu contrato com o Funvic/Taubaté, viajou com a equipe para o Norte de Minas. Outra novidade na rodada é o retorno do ponteiro Lipe ao grupo do Taubaté,. Após de recuperar de lesão, o jogador estará entre os relacionados para a partida contra o Bento Vôlei, no Rio Grande do Sul.

Confira as partidas da 3ª rodada do returno

28.01 (QUINTA-FEIRA) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) x JF Vôlei (MG), às 19h30, no Chico Neto, em Maringá (PR)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Lebes/Gedore/Canoas (RS) x Sada Cruzeiro (MG), às 20h, no La Salle, em Canoas (RS)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Montes Claros Vôlei (MG) x Sesi-SP, às 20h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Voleisul/Paquetá Esportes (RS) x São José Vôlei (SP), às 20h, no Ginástica, em Novo Hamburgo (RS)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Bento Vôlei/Isabela (RS) x Funvic/Taubaté (SP), às 20h, no Municipal, em Bento Gonçalves (RS)
28.01 (QUINTA-FEIRA) – Minas Tênis Clube (MG) x Brasil Kirin (SP), às 21h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – SPORTV

Com informações da CBV, Assessoria de Comunicação do JF Vôlei e Sesi-SP

sadacopabrasil

Cruzeiro conquista a Copa Brasil pela segunda vez

Cerca de 2.600 torcedores presentes no Ginásio do Taquaral, em Campinas, viram o Sada/Cruzeiro conquistar seu segundo título da Copa Brasil. A vitória, na noite de ontem (23) sobre o Brasil Kirin, donos da casa, veio por 1×3 e de virada, parciais de 26×24, 16×25, 21×25 e 20×25.

Este foi o quarto título cruzeirense na temporada. Em 2015, a equipe mineira venceu o Estadual, o Mundial de Clubes e a Supercopa. O treinador Marcelo Mendez destacou a importância da conquista para o crescimento do grupo no restante da temporada. “É um título que é muito bom para os nossos patrocinadores, que investem no vôlei, e para os projetos sociais que representamos. Entramos sempre para ganhar, para melhorar o nosso jogo e evoluir. Parabéns a todo o grupo, os jogadores, a comissão técnica, pois todos se superam a cada dia, com muita responsabilidade. Vamos seguir trabalhando muito, para chegarmos bem no Sul-Americano que vamos disputar em fevereiro, e também nos play-offs da Superliga. O trabalho não para. Hoje vamos celebrar muito, mas a partir de amanhã já mudamos o nosso foco para o que vem pela frente”, disse o argentino que está no comando da equipe desde 2009.

Com informações da CBV e Sada/Cruzeiro

JF Volei 0 x 3 Montes Claros - 23.09.2015

[Superliga] MOC vence São José no tie-break

Foi acirrada a disputa entre Montes Claros e São José na noite de ontem (21). Fora de casa, o MOC conseguiu a vitória por 2×3 (19×25, 25×17, 34×36, 25×20 e 5×15), em pouco mais de 2h30 de jogo. O confronto marcou o encerramento da segunda rodada do returno da Superliga Masculina e deu à equipe do Norte de Minas a quarta colocação na tabela, enquanto São José permaneceu em nono.

No dia 28 de janeiro, o Montes Claros volta ao seu ginásio e enfrenta do Sesi. Já o São José vai a Novo Hamburgo e joga contra a Voleisul/Paquetá Esportes.

Confira os resultados da segunda rodada do returno

16.01 (SÁBADO) – Brasil Kirin (SP) 2 x 3 Lebes/Gedore/Canoas (RS), às 18h, no Taquaral, em Campinas (SP) (25/16, 21/25, 22/25, 25/21 e 14/16)

16.01 (SÁBADO) – JF Vôlei (MG) 1 x 3 Bento Vôlei/Isabela (RS), às 18h, na UFJF, em Juiz de Fora (MG) (20/25, 25/20, 19/25 e 18/25)

16.01 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 1 Voleisul/Paquetá Esportes (RS), às 19h, no Riacho, em Contagem (MG) (25/17, 23/25, 25/21 e 25/17)

16.01 (SÁBADO) – Sesi-SP 3 x 1 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 21h30, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) (24/26, 25/22, 27/25 e 25/21)

20.01 (QUARTA-FEIRA) – Minas Tênis Clube (MG) 0x3 Funvic/Taubaté (SP), às 19h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (24/26, 19/25 e 22/25)

21.01 (QUINTA-FEIRA) – São José Vôlei (SP) 2×3 Montes Claros Vôlei (MG), às 19h30, no Tênis Clube, em São José dos Campos (SP) (19/25, 25/17, 34/36, 25/20 e 5/15)

minas-copabrasil

[Superliga] Minas recebe o Taubaté e MOC enfrenta o São José em partidas adiadas da 2ª rodada

Em razão do mau tempo em Belo Horizonte no último sábado, as partidas Minas x Taubaté e São José x Montes Claros acabaram sendo adiadas para o meio da semana. Na noite de hoje (20), o Minas Tênis Clube recebe o Funvic/Taubaté. O confronto, que marca o retorno do central Otávio à Arena Minas – agora pelo lado visitante, será às 19h30.

A segunda rodada do returno da Superliga Masculina terá seu último confronto realizado na noite de amanhã (21) quando o São José entra em quadra para enfrentar o Montes Claros, às 19h30, no Tênis Clube.

Confira o resultados da 2ª rodada do returno.

16.01 (SÁBADO) – Brasil Kirin (SP) 2 x 3 Lebes/Gedore/Canoas (RS), às 18h, no Taquaral, em Campinas (SP) (25/16, 21/25, 22/25, 25/21 e 14/16)
16.01 (SÁBADO) – JF Vôlei (MG) 1 x 3 Bento Vôlei/Isabela (RS), às 18h, na UFJF, em Juiz de Fora (MG) (20/25, 25/20, 19/25 e 18/25)
16.01 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 1 Voleisul/Paquetá Esportes (RS), às 19h, no Riacho, em Contagem (MG) (25/17, 23/25, 25/21 e 25/17)
16.01 (SÁBADO) – Sesi-SP 3 x 1 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 21h30, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) (24/26, 25/22, 27/25 e 25/21)
20.01 (QUARTA-FEIRA) – Minas Tênis Clube (MG) x Funvic/Taubaté (SP), às 19h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)
21.01 (QUINTA-FEIRA) – São José Vôlei (SP) x Montes Claros Vôlei (MG), às 19h30, no Tênis Clube, em São José dos Campos (SP)

JF Volei 1 x 3 Bento Volei/Isabela - 16.01.2016

[Superliga] Fora de casa, Bento Vôlei vence JF Vôlei e conquista três pontos importantes

Neste sábado (16), a equipe do JF Vôlei recebeu o Bento Vôlei/Isabela (RS), em confronto pela segunda rodada do returno da competição. Embalada pela primeira vitória na competição e com ginásio lotado, a equipe mineira viu a euforia se transformar em frustração. Jogando melhor a maior parte da partida, a equipe gaúcha, comandada pelo campeão olímpico Paulão, freou os donos da casa e venceram por 3 sets a 1, parciais de 25×20, 20 x 25, 19x 25 e 18 x 25. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor jogador da partida, ficou com o ponteiro de Bento, Bruno Temponi, que fez 14 pontos no jogo.

JF Volei 1 x 3 Bento Volei/Isabela - 16.01.2016

Com a Arena UFJF lotada, os donos da casa não conseguiram manter o ritmo e caíram diante de Bento (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Com os três pontos conquistados, o Bento Vôlei chegou aos 17 pontos e voltou para o G8 da tabela, e agora já pensa no próximo confronto que será quinta-feira (28), contra o vice-líder Funvic/Taubaté (SP). Já Juiz de Fora, continua na lanterna da classificação, com apenas cinco pontos conquistados. O próximo jogo será fora de casa contra o Copel/ Telecom/Maringá (PR), também no dia 28 de janeiro.

O JOGO

A equipe de Bento iniciou a partida com um excelente saque, dificultando a recepção do time mineiro (3×8). Com o passe ruim, o levantador Maurício tinha dificuldades para realizar jogadas rápidas (6×11). O saque da equipe gaúcha continuava a fazer estrago na defesa do JF Vôlei (13×21). Depois de terem construído uma vantagem no set, os jogadores de Bento deram uma relaxada, com isso, Juiz de Fora tentou uma reação (18×23) e no ace de Leandrão, diminuíram a desvantagem para quatro pontos (20×24), mas na sequência, o Bento Vôlei fechou o 1º set (20×25), em 33 minutos.

2º set

O set começou com um rally de 30 segundos, que terminou com o oposto Rivaldo abrindo o marcador.  Com postura bem diferente do que a apresentada na parcial anterior, o JF Vôlei abriu margem logo no início (5×2).  Se no primeiro set o saque adversário foi o destaque, o bloqueio de Juiz de Fora foi o fundamento que mais se destacou, permitindo que os donos da casa abrissem vantagem (13×8). No ataque, o oposto do time mineiro Leandrão se destacava e ajudou a equipe a devolver o placar sofrido no set inicial (25×20), em 34 minutos.

JF Volei 1 x 3 Bento Volei/Isabela - 16.01.2016

Com a vitória, o Bento Volei/Isabela ganhou uma posição na tabela (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

3º set
Ao contrário do que demonstrou na parcial anterior, o JF Vôlei voltou à quadra de forma lenta e viu o adversário se impor logo no início (3×8). Com dificuldade de pontuar no ataque, o técnico Alessandro Fadul promoveu a troca de oposto, a mudança não fez efeito e o Bento Vôlei continuou dominando (9×16). Completamente sem reação, Juiz de Fora apenas observou a equipe gaúcha vencer o set, sem dificuldades, após ataque de Giovanni (19×25), em 30 minutos.

4º set
Precisando vencer o set para provocar o tie-break, os donos da casa fizeram um início de set equilibrado (4×4), porém, novamente com problemas na recepção, desta vez contra o saque balanceado de Bento Vôlei, a equipe mineira viu o adversário de distanciando cada vez mais na liderança do placar (8×14). Se por um lado Juiz de Fora demonstrava irregularidade, os visitantes mantiveram o equilíbrio e com uma ótima recepção, o levantador Marlon distribuía as jogadas sem dificuldades. Com ampla vantagem e facilidade, o Bento Vôlei/ Isabela fechou (18×25), em 27 minutos, após ataque do oposto Rivaldo.

EQUIPES:

JF VÔLEI: Maurício, Leandrão, Djalma, Renato, Diego, Ninão e Fábio

Entraram: Octacílio, Thiago, Felipe, Dhionathan, Igor

Técnico: Alessandro Fadul

BENTO VÔLEI/ ISABELA: Marlon, Giovanni, Temponi, Zé Ricardo, Rivaldo, Ocampo e Dani

Entraram: Pedro, Bergamo, Rivolli

Técnico: Paulo André Jukoski (Paulão)

JF Volei_Capa

[Superliga] Confiante na recuperação, JF Vôlei recebe o Bento Vôlei

Após conquistar o primeiro triunfo na temporada, a equipe do JF Vôlei colocou o time de volta à quadra para duas partidas amistosas contra o juvenil do Sada/Cruzeiro nesta semana. Apesar de não ter acompanhado a primeira partida, o técnico Alessandro Fadul pôde testar novas formações e observar os recém-chegados Dhionathan e Lucas Salles. “Foi bom que deu para rodar todo mundo e ver algumas formações diferentes. Conseguimos dar um pouquinho de ritmo aos nossos atletas, testar um saque diferente, observar a garotada que não vinha jogando”, disse Fadul, que na quarta-feira esteve no Rio de Janeiro para audiência do STJD sobre a confusão pós-jogo no confronto com Canoas no 1º turno da Superliga.

DSC06652

Equipe venceu os dois amistosos contra o Sada Cruzeiro Unifemm, que disputa a Superliga B (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Neste sábado (16), o JF Vôlei enfrenta o Bento Vôlei/Isabela que, apesar de ocupar a nona colocação na tabela, possui uma equipe experiente com jogadores como Rivaldo e Marlon. “Vai ser um confronto tão difícil quanto foi a última partida contra o Voleisul. O Bento tem uma equipe bem experiente, com jogadores rodados e de extrema qualidade. Na partida do turno nos apresentamos bem, voltamos de lá com um ponto e criamos até oportunidades de vencer a partida, mas acabou escapando. Esperamos fazer mais uma grande partida diante de nosso torcedor”, analisou Fadul.

Juiz de Fora e Bento Vôlei entram em quadra as 18h, no ginásio da Faefid no campus da UFJF.

Rodada terá partidas adiadas
A 2ª rodada do returno não será completa neste fim de semana. Duas partidas foram adiadas devido ao mau tempo em Belo Horizonte, o que provocou cancelamentos de pousos e decolagens no Aeroporto de Confins. Por isso, o Funvic/Taubaté não conseguiu desembarcar na capital mineira para o confronto com o Minas e o time de Montes Claros teve seu voo para São Paulo cancelado. O time do Norte de Minas enfrentaria o São José hoje.

sesi

[Superliga] Jogos da segunda rodada do returno

Após a segunda fase da Copa do Brasil no meio da semana, a Superliga Masculina está de volta neste sábado(16), com os confrontos válidos pela segunda rodada do returno da competição. Devido ao mau tempo que atinge a maior parte do Brasil, dois jogos foram cancelados.

A partida entre o quarto colocado Minas Tênis Clube e o  vice-líder Funvic/Taubaté(SP), que seria realizado na Arena Minas, às 18h, na Arena Minas foi adiado pois o Aeroporto de Confins está fechado desde sexta-feira(15), e a equipe paulista não conseguiu desembarcar na capital mineira. Ainda não foi divulgado uma nova data para o jogo.

Outro duelo adiado por motivos climáticos,  foi entre o oitavo colocado  São José Vôlei (SP)  e Montes Claros Vôlei (MG) seto colocado, que seria às 19h  na quinta-feira(14) no Tênis Clube, em São José dos Campos (SP).A partida foi remarcada para o dia 21 de janeiro.

Hoje, às 18h, serão duas partidas. O quinto colocado Brasil/Kirin(SP) recebe o Lebes/Gedore/Canoas(RS), sétimo colocado,no ginásio do Taquaral, em Campinas(SP).] No mesmo horário, o JF Vôlei, lanterna da competição, recebe, no Ginásio da UFJF, o Bento Vôlei/Isabela(RS), nono colocado.

O líder Sada/ Cruzeiro(MG) enfrenta o Voleisul/Paquetá(RS), às 19h, no Riacho, em Contagem(MG). Já às 21h30,  Sesi(SP) e Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) duelam na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP), com transmissão do canal Sportv.

*Com informações da CBV

Foto: Divulgação Sesi- SP

modena-civitanova

[Copa Itália] Após pausa para o Pré-olímpico, Copa Itália conhece hoje seus semifinalistas

Depois da pausa para as disputas do Pré-olímpico Europeu e Pré-olímpico da Norceca, as equipes italianas retornam às quadras para a definição dos semifinalistas da Copa Itália. DHL Modena, Gi Group Monza, Sir Safety Conad Perugia, Calzedonia Verona, Cucine Lube Banca Marche Civitanova, Ninfa Latina, Diatec Trentino e Exprivia Molfetta fazem as partidas de volta das quartas de final da competição. O Final Four da Copa Itália será disputado nos dias 6 e 7 de fevereiro

Campeão em 2015, o Modena, de Bruninho e Lucão, venceu a partida de ida contra o Monza por 3×2. Caso a equipe do Monza vença o confronto desta quinta-feira, a vaga será definida no Golden Set. Já o Exprivia Molfetta, do ponteiro João Rafael, precisa vencer o Trentino para ter chances de classificação – na partida de ida, a equipe do brasileiro foi derrotada por 3×0.

Confira abaixo os confrontos e o resultado das partidas de ida das quartas de final da Copa Itália.

copaitalia

Reprodução Legavolley

copabrasil_sada

[Copa Brasil] Cruzeiro, Sesi e Voleisul vão às semifinais

Sada/Cruzeiro, Sesi-SP e Voleisul/Paquetá Esportes venceram e avançaram para as semifinais da Copa Brasil. As três equipes se juntam ao Vôlei Brasil Kirin na Fase Final da competição quer será disputada nos dias 21 e 23 de janeiro, em Campinas.

Líder da Superliga, o Sada/Cruzeiro passou pelo Lebes/Gedore/Canoas por 3×0 (25×18, 25×15 e 25×14), em Contagem (MG). Já o atual campeão da Copa Brasil, Funvic/Taubaté, colocou a equipe reserva em quadra e foi derrotada pela Voleisul também por três sets a zero (25×23, 25×22 e 25×23).

No último confronto da 2ª rodada, o Sesi-SP venceu o duelo paulista contra a equipe de São José em mais um 3×0, parciais de 25×22, 25×18 e 25×21.

Confrontos definidos

Anfitrião das finais, o Brasil Kirin enfrentará a Voleisul em uma das semifinais. Na outra chave, Sesi e Sada/Cruzeiro buscam a vaga na decisão do dia 23.

A Fase Final terá transmissão do Sportv e da TV Brasil.

 

COPA BANCO DO BRASIL MASCULINA

Semifinais

Jogo 7 – 21.01 (QUI) – Brasil Kirin (SP) x Voleisul/Paquetá Esportes (RS), às 18h30, no Taquaral, em Campinas (SP) – SporTV / TV Brasil
Jogo 8 – 21.01 (QUI) – Sada Cruzeiro (MG) x Sesi-SP, às 21h, no Taquaral, em Campinas (SP) – SporTV / TV Brasil

Final

23.01 (SÁB) – Vencedor do jogo 7 x Vencedor do jogo 8, às 21h, no Taquaral, em Campinas (SP) – SporTV / TV Brasil

 

Foto: Alexandre Arruda/CBV

JF Volei 3 x 2 Voleisul/Paqueta Esportes - 09.01.2016

[Bola rápida] Base do Cruzeiro vai a Juiz de Fora para amistosos

A equipe do JF Vôlei, que disputa da Superliga Masculina, recebe hoje (13), às 18h, e amanhã (14), às 16h, a equipe do Sada/Cruzeiro – UNIFEMM para dois amistosos. Formada por atletas da base do Sada/Cruzeiro, o grupo disputa a Superliga B e são os atuais campeões da competição.

Os cruzeirenses estreiam no dia 20 de janeiro, em Sete Lagoas, contra o Montecristo Vôlei, às 19h. A abertura da Superliga B será no próximo sábado (16), às 16h, com o duelo entre o Super Vôlei/Santo André e Apan/Barão/Cremer.

 

JF Volei 0 x 3 Sada Cruzeiro - 18.09.2015

[Copa Brasil] Três confrontos definem semifinalistas da competição

Na noite de hoje (13) conheceremos os semifinalistas da Copa Brasil 2016. Serão três partidas válidas pela 2ª rodada da competição que reúne dez equipes que disputam a Superliga 2015/2016. Em Contagem, o líder da Superliga, Sada/Cruzeiro, recebe o Lebes/Gedore/Canoas, às 20h. No mesmo horário, o Sesi-SP enfrenta o São José Vôlei, na Vila Leopoldina.

Ainda sofrendo com desfalques, a Voleisul/Paquetá Esportes faz sua primeira partida sem Paulo Rose no comando e busca a classificação diante do Funvic/Taubaté, no Vale do Paraíba. Campeão em 2015, o Taubaté deverá entrar em quadra com um time mesclado, dando oportunidade aos recém-chegados Sanchez (ex-Sada/Cruzeiro) e Lucão (ex-JF Vôlei) e descansando os titulares para a disputa do Sul-americano de Clubes que será realizado em Taubaté em fevereiro.

Os vencedores passam para a fase final que será disputada em Campinas. O Vôlei Brasil Kirin já está classificado para as semifinais por ser a sede das finais da Copa Brasil.

 

Com informações da CBV

roese

[Superliga] Paulo Roese não é mais o treinador da Voleisul

Dois dias após a derrota para o lanterna JF Vôlei, a Voleisul/Paquetá Esportes não terá Paulo Roese como treinador para o restante da temporada. A decisão pelo desligamento foi tomada em conjunto entre Roese e a diretoria da equipe. Reinaldo Bacilieri, até então auxiliar de Roese, assumirá o comando da Voleisul.

Na próxima quarta-feira (13), a equipe tem confronto decisivo pela Copa Brasil contra o Funvic/Taubaté e no sábado (16) pega o Sada/Cruzeiro, fora de casa, pela Superliga.

Com informações da Assessoria de Impresa da Voleisul/Paquetá Esportes

DSC05942

[Superliga] Derrota para JF Vôlei chega como lição para a Voleisul

DSC05922

Roese chegou a se irritar com a equipe após perder o 4º set (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

A derrota para o JF Vôlei na 1ª rodada do returno da Superliga 2015/2016 serviu de lição para a equipe da Voleisul/Paquetá Esportes. Para o treinador da equipe, Paulo Roese, o grupo entrou em quadra pensando que seria fácil vencer um time que amargurava 19 derrotas seguidas. “Eles estão numa crescente, nós temos que respeitá-los e acho que nós falhamos um pouco nisso. Achamos que, por eles terem perdido 19 partidas seguidas, nós viríamos aqui e iríamos ganhar na camisa. Na Voleisul/Paquetá isso não existe, nós não temos bola para isso”, analisou Roese após o confronto do último sábado.

Na próxima quarta-feira (13) a equipe de Novo Hamburgo pega o Funvic/Taubaté pela Copa Brasil, no Vale do Paraíba, e no sábado (16) volta a Minas Gerais para enfrentar o Sada/Cruzeiro pela 2ª rodada do returno da Superliga. Com o retorno gradual de atletas lesionados, a sequência corrida de jogos pode atrapalhar ainda mais o planejamento da equipe que briga para entrar no grupo dos oito classificados para os playoffs. “Todo o nosso planejamento vem dando errado. Fomos para o Natal e Ano Novo esperando retornar com os jogadores recuperados e nada disso aconteceu. Estamos pagando caro pelos erros”, disse Roese.

Confira abaixo a entrevista com Paulo Roese.

cuba-pre

[Pré-olímpico] Cuba adia retorno canadense aos Jogos Olímpicos

Diante de sua torcida, a seleção canadense chegou como favorita para a conquista da vaga direta para os Jogos Olímpicos de 2016. Após vencer as duas primeiras partidas, os donos da casa decidiram, na noite de domingo (11), o Pré-olímpico da Norceca contra a seleção de Cuba.

Com Cepeda inspirado, os cubanos fizeram incríveis 3×0 (25×15, 25×21 e 25×21) e asseguraram presença nos Jogos do Rio.“Já era hora. Em 2012 perdemos a chance numa partida de cinco sets com a Alemanha. Viemos aqui buscando demais esta vitória. Já perdemos diversas vezes para os canadenses e é a primeira vez que conseguimos vencê-los desta maneira. É um novo começo para o voleibol cubano e acredito que temos um time para muitos anos. Estou muito feliz e não tenho palavras para expressar o que estou sentindo”, disse o capitão cubano Rolando Cepeda, responsável por 21 pontos na decisão.

Pelo lado canadense, o ponteiro Winters parabenizou os adversários pela incrível performance e analisou a derrota. “Sabíamos que seria nó contra Cuba pela vaga olímpica, e sabemos que não jogamos nosso melhor voleibol hoje [domingo], eles foram inacreditáveis. Foi o melhor que vi dos cubanos no último ano. É difícil, não cosneguimos pará-los, não conseguimos segurar o saque, muito menos segurá-los nos ataques. Foi uma partida veloz e não conseguimos mudar o ritmo. Ficamos à frente em alguns momentos, mas eles estavam pegando fogo no saque”, disse o ponteiro que agora retornará ao Brasil para se reintegrar ao grupo do Sada/Cruzeiro.

Aos canadenses resta buscar a vaga no Pré-olímpico Mundial no Japão no mês de maio para encerrar o jejum de 24 anos fora dos Jogos.

 

Com informações da Norceca e FIVb

Foto: FIVb

CEV-OQM_20160110-205109

[Pré-olímpico] Rússia para Ngapeth e conquista vaga para a Rio 2016

Jogando pro gasto na 1ª fase, a Rússia chegou a ter a vaga para os Jogos Olímpicos ameaçada, porém reencontrou o bom voleibol e assegurou presença na Rio 2016, onde defenderá o título conquistado diante da seleção brasileira na final épica em Londres 2012. Na final do Pré-olímpico Europeu neste domingo (10), os russos derrotaram os franceses por 1×3 (25×14, 16×25, 23×25 e 21×25). Apesar do revés, a França continua com chances e disputará o Pré-olímpico Mundial que será realizado em maio.

Poloneses comemoram a vitória e vaga no pré-olímpico mundial (Foto: CEV)

Na disputa do 3º lugar e última vaga ao Pré-olímpico Mundial, a Polônia conseguiu buscar forças para empatar a partida e vencer o tie-break diante da Alemanha, frustrando a torcida local. Dominados pelos alemães em boa parte do jogo, os poloneses tiveram match point contra e quase viram o sonho olímpico acabar mais uma vez. Depois de ter a vaga certa nas mãos na Copa do Mundo em 2015, os campeões mundiais conquistaram a última vaga européia para o Pré-olímpico Mundial e continuam na briga olímpica.

A final

Tranquila em quadra, a seleção francesa não teve dificuldades para abrir vantagem de cinco pontos. Com o bloqueio afiado, os campeões europeus abriram 10 pontos de frente (19×9). Com dificuldades para ajustar a defesa, os russos nada podiam fazer para parar os adversários. A equipe de Vladimir Alekno sofreu com os erros e pouca potência no ataque, dando o 1º set aos franceses (25×14).

A Rússia começou bem no 2º set e chegou a abrir quatro pontos (4×8) graças à melhora da equipe na linha de defesa e combinação saque-bloqueio. Com a recepção falhando, o levantador francês Toniutti não conseguia utilizar seus fortes centrais, concentrando as jogadas em Ngapeth e Rouzier. Os russos foram ampliando a vantagem enquanto o número de erros franceses aumentava. Reencontrando a potência nos ataques e com a ajuda de seis pontos de bloqueio, os russos fecharam a parcial em 25×16.

A França começou o 3º set perdida no bloqueio russo (5×8), mas logo conseguiu se recuperar e empatar a partida (8×8). O equilíbrio se manteve durante toda a parcial até que a defesa russa voltou a crescer(17×20). Sentindo a pressão adversária, os franceses não mostravam a vibração de sempre e aos poucos foram caindo de rendimento, principalmente o ponteiro Ngapeth que parou no bloqueio adversário em mais de uma oportunidade (19×22). A França chegou a encostar novamente, mas o ponteiro Berezhko fechou o set em 23×25 para a Rússia.

Precisando da vitória no 4º set para ter chances de vencer a partida, os franceses voltaram tensos para a partida. Confiantes, os russos continuaram forçando o saque e tirando a primeira bola francesa, o que facilitou a cobertura defensiva e aproveitamento nos contra-ataques (3×6). Com Berezhko e Mikhaylov com bom aproveitamento, a Rússia manteve o ritmo e chegou à primeira parada técnica com três pontos de frente (5×8). Com a recepção sofrendo com os saques adversários, os franceses viram a Rússia ampliando a vantagem (14×19). Dominante nos bloqueios, os russos fecharam a partida com bloqueio duplo de Grankin e Volkov em cima de Lyneel.

Fotos: CEV

taubate

[Superliga] Resultados da 1ª rodada do returno da Superliga Masculina de Vôlei

A Superliga Masculina de Vôlei 2015/2016 retornou no sábado (09), com cinco partidas, que marcaram o início do returno da competição. E a rodada não poderia ter sido melhor para os mandantes, que fizeram jus ao fator casa e saíram vitoriosos em todos os confrontos.

O atual campeão e líder da Superliga, Sada Cruzeiro (MG) levou a melhor sobre o Bento Vôlei/Isabela (RS) no ginásio do Riacho, em Contagem (MG), por 3 a 0. Com parciais de 25/19, 25/21 e 25/19, em 1h24 de partida, a equipe mineira contou com os destaques do ponteiro Filipe, que recebeu o Troféu VivaVôlei, e do oposto Wallace, maior pontuador, com 18 acertos.

O São José Vôlei (SP) venceu o Minas Tênis Clube (MG) por 3 sets a 2 (20/25, 25/21, 25/19, 22/25 e 15/13), em 2h40. O central do time paulista, Everton, recebeu o Troféu VivaVôlei, de melhor do jogo. Mesmo com o resultado negativo do seu time, o oposto Escobar foi o maior pontuador da partida, com 27 acertos.

Após 11 derrotas, o JF Vôlei (MG) venceu seu primeiro jogo na competição. A equipe mineira recebeu o Voleisul/Paquetá Esportes (RS), na UFJF, em Juiz de Fora (MG), e venceu por 3 sets a 2 (25/23, 20/25, 25/27, 25/23 e 15/11), em 2h44. O ponteiro Renato teve boa atuação e recebeu o Troféu VivaVôlei. E, apesar da derrota do seu time, o oposto Franco foi o maior pontuador da partida, com 22 acertos.

O Sesi-SP conseguiu a vitória sobre o Lebes/Gedore/Canoas (RS) por 3 sets a 2 (26/24, 20/25, 27/29, 25/18 e 15/12). O oposto Theo brilhou na vitória do seu time e foi premiado com o Troféu VivaVôlei. O atacante ainda saiu de quadra como maior pontuador do confronto, com 28 acertos.

E no último confronto do dia, o vice-líder Taubaté (SP), derrotou o Montes Claros Vôlei (MG) por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 27/25 e 25/19, em 1h55 de jogo disputado no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP). O ponteiro Lucarelli marcou 20 pontos e foi eleito, por votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), o melhor jogador em quadra.

A outra partida pela primeira rodada do returno, entre Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) e Brasil Kirin (SP), será realizada apenas no dia 19 de fevereiro, às 19h30, no ginásio Chico Neto, em Maringá (PR).

Com informações da CBV

DSC06518

[Superliga] No tie-break, JF Vôlei vence Voleisul e conquista a primeira vitória na competição

O ano não poderia ter começado de forma melhor para o JF Vôlei. A equipe, que ainda não tinha vencido na Superliga (11 jogos e 11 derrotas), começou 2016 conquistando a primeira vitória na competição e diante do seu torcedor, que lotou o ginásio da Universidade Federal de Juiz de Fora, na noite de sábado (9).  E o resultado positivo não poderia ter vindo de maneira mais dramática: jogadas polêmicas, confusão, viradas e emoção do início ao fim, que terminou com a vitória mineira por 3 sets a 2, parciais de (25×23, 20×25, 25 x 27,25 x 23 e 15 x11), diante do Voleisul/Paquetá (RS), em partida válida pela abertura do returno da Superliga 2015/2016.

A torcida, que lotou o ginásio, apoiou a equipe do início ao fim (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Com a vitória, os mineiros somaram dois pontos e chegaram a 5 na tabela. E mesmo com o resultado positivo, Juiz de Fora ainda é o lanterna da competição, já o Voleisul somou um ponto e tem 14, ocupando a 9ª posição. Na próxima rodada, os mineiros recebem o Bento Vôlei, sábado (16), às 18h. No mesmo dia, às 19h, os gaúchos vão a Belo Horizonte encarar o líder Sada Cruzeiro.

O JOGO

O set foi muito equilibrado do início ao fim. No primeiro tempo técnico o placar era (8 x 7). Na volta à quadra, a boa sequência de saques do ponteiro Renato colocou o JF Vôlei três pontos à frente (10×7), provocando o pedido de tempo técnico da equipe visitante. Na sequência, os gaúchos voltaram com um ótimo volume de jogo, reequilibraram o set (12×12) e chegaram ao segundo tempo técnico em vantagem (15×16). Com bons saques balanceados do central do Voleisul, a equipe abriu dois pontos (16 x 18) e o técnico de Juiz de Fora, Fadul, parou a partida. O tempo fez bem para a equipe que empatou a parcial, após bloqueio do central Igor. Após jogada mais bonita do 1º set, com longa troca de bola, o oposto Leandrão colocou a bola no chão e o JF retomou a liderança do marcador (23 x22). O ataque do ponteiro Tiago Mão bateu na rede e os donos da casa chegaram ao set point (24×22). Após 32 minutos, o set foi definido após o árbitro marcar dois toques no levantamento de Rafinha, levantador da equipe do Sul (25×23).

2º set

O set começou com cartão amarelo para o levantador do Voleisul, Rafinha, que reclamou muito ao fim do set com o juiz por não concordar com a marcação que determinou o fim do 1º set. No reinício da partida, com bons saques balanceado do central Robinho e no bloqueio de Acácio, os visitantes abriram (1×4). Já os donos da casa se desconcentraram e não conseguiam marcar pontos. Na primeira parada do set, os gaúchos venciam por 5 pontos, a maior vantagem do jogo (3×8). Apresentando um ótimo volume de jogo, o Paquetá chegou ao segundo tempo técnico com ótima vantagem (10×16). Com a equipe com dificuldade em pontuar, Alessandro Fadul promoveu a inversão do 5×1, retirou Leandrão e Maurício e promoveu a entrada de Felipe e Thiago Maciel, o que marcou a estreia do oposto na equipe. As mudanças fizeram efeito e a equipe encostou no placar (19×20), porém, a reação mineira foi freada, os gaúchos se acertaram no set e fecharam (20×25), em 28 minutos, após erro de saque do levantador Mauricio.

3º set

Assim como no primeiro set, o início da terceira parcial foi bastante equilibrado. Após dois bloqueios seguidos, Voleisul chegou à frente na parada obrigatória (6 x 8). No mesmo ritmo que terminaram o set anterior, os gaúchos abriram (9×12), mas Juiz de Fora foi buscar o placar (14 x 14). Na volta do tempo técnico, Paquetá voltou a abrir três pontos, depois de um bloqueio simples de Robinho (15×18), insatisfeito com o rendimento da sua equipe no momento, o técnico do JF Vôlei parou a partida. A parada fez bem aos seus comandados, que voltaram mais ligados e diminuíram a desvantagem (19×21). No bloqueio do central Ninão, o jogo estava novamente empatado (23×23) e, na sequência, Juiz de Fora teve a chance de fechar o set (24×23), mas Leandrão não conseguiu pontuar e, no contra-ataque, Franco recolocou Paquetá à frente (25x 26) e no erro de ataque dos mineiros, Voleisul fechou em (25×27), em 36 minutos.

 4º set

Querendo fechar logo a partida, os visitantes começaram melhor (2×4), mas, buscando a primeira vitória na competição, o JF Vôlei lutou e chegou ao tempo técnico (8×7), após ataque do ponteiro Renato. Com muito equilíbrio, as equipes ficaram alternando na liderança, sem ninguém conseguir abrir a vantagem mínima de dois pontos (15×16). Apenas no fim do set, os donos da casa abriram dois pontos (22×20), mas que rapidamente foi recuperado pelo Voleisul que deixou tudo igual (22×22) e passou à frente no vacilo da defesa mineira, que não defendeu o saque balanceado de Mão (22×23). Quando o set estava empatado (23×23), o oposto Franco atacou na rede e os mineiros tiveram a oportunidade de vencer o set (24×23), fato que se confirmou após 29 minutos (25 x23), levando a partida para o quinto e decisivo set.

5º set

O JF Vôlei começou na frente no tie break antes mesmo da bola rolar, após o Paquetá ser punido com cartão vermelho, depois de uma confusão envolvendo o técnico Paulo Roese, que supostamente teria chutado uma placa de substituição no final do quarto set, que foi parar na torcida de Juiz de Fora. Quando o set decisivo começou, Juiz de Fora começou melhor (3×1), mas viu o adversário passar à frente (5×6).  O Voleisul cometeu erro de ataque e os mineiros contaram com um bom saque do ponteiro Djalma para chegarem a troca de lados em vantagem (8×6).  Dentro de quadra, os jogadores de Juiz de Fora estavam focados e, nas arquibancadas, o torcedor torcia em pé, jogando junto com o time e secando o adversário.  Com Ninão bloqueando nas horas decisivas, Juiz de Fora abriu quatro pontos (12×8) e se encaminhou para a tão sonhada primeira vitória. Após 16 minutos de pura emoção, o JF Vôlei fechou o quinto set (15×11) e o jogo por 3 sets a 2. O ponteiro Renato recebeu o troféu Viva Vôlei como melhor jogador em quadra.

EQUIPES:

JF VÔLEI: Maurício, Renato, Igor, Djalma, Diego, Leandro, Fabio

Entraram: Tatinho, Tarik, Thiago, Felipe, Ninão

Técnico: Alessandro Fadul

VOLEISUL/PAQUETÁ: Rafinha, Jonatas, Robinho, Mão, Franco, Acácio, Thales

Entraram: Bernardo, Renan, Nicolas, Composto

Técnico: Paulo Roese

alemanha-polska

[Pré-olímpico] No Europeu, semifinais agitam o sábado; na Norceca, Canadá e Cuba vencem na estreia

Após a vitória por 3×2 para cima dos poloneses, a seleção alemã terminou como líder do Grupo A e enfrenta a Rússia por uma vaga na final do Pré-olímpico Europeu neste sábado (9). Sede do torneio, a Alemanha está invicta na competição assim como a seleção da França que faz a segunda semifinal contra a Polônia.

O torneio dá vaga direta para a Rio 2016 ao campeão, enquanto os 2º e 3º colocados ganham nova chance para disputar os Pré-olímpicos Mundiais. As partidas do Pré-olímpico Europeu serão transmitidas pelo site LaolaTV.

Sem surpresas no Canadá

Canadá e Cuba começaram a disputa do Pré-olímpico da Norceca com vitória contra México e Porto Rico, respectivamente. A seleção canadense abriu a rodada com o triunfo por 3×0 (25×19, 25×23 e 25×16) em cima dos mexicanos, dando o primeiro passo para encerrar os 24 anos de ausência em Jogos Olímpicos.

Na segunda partida da noite de sexta-feira (8), Cuba venceu Porto Rico também por 3×0 (25×22, 25×20 e 33×31). Na rodada de hoje, os canadenses pegam os porto-riquenhos, enquantos os cubanos enfrentam os mexicanos.

Sexta-feira, 08/01
Canadá 3 x 0 México
Cuba 3 x 0 Porto Rico

Sábado, 09/01
Canadá x Porto Rico
Cuba x México

Domingo, 10/01
Porto Rico x México
Canadá x Cuba

Com infomações da CEV, Norceca e FIVb
Fotos: CEV

canada-2

[Pré-olímpico] Sem Schmitt, Canadá abre a disputa do Pré-olímpico da Norceca contra o México

Sofrendo com lesões, Schmitt desfalca a seleção canadense (Foto: FIVb)

Sofrendo com lesões, Schmitt desfalca a seleção canadense (Foto: FIVb)

Sediado na cidade de Edmonton (Canadá), o Pré-olímpico da Norceca começa hoje (8) com quatro seleções na briga pela vaga direta para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro: Canadá (anfitrião), Cuba, Porto Rico e México.

Os canadenses, favoritos na disputa, abrem a competição às 22h (horário de Brasília) contra a seleção do México e não vão contar com o oposto Gavin Schmitt. Schmitt, que chegou ao Funvic/Taubaté em 2015, fará nova cirurgia para reparar uma fratura por stress na perna direita e desfalca a seleção. Por conta da lesão, o atleta teve seu contrato rescindido com a equipe brasileira após disputar apenas duas partidas da Superliga 2015/2016. “Nós jogamos várias partidas sem o Gavin. Ele está sempre lesionado, então eu acho que ninguém na equipe esteja preocupado”, brincou o jogador do Sada/Cruzeiro e capitão do Canadá, Winters, em entrevista à CBC. “Queremos que Gavin se recupere e esperamos que ele esteja bem para os Jogos do Rio”, completou o ponteiro.

O Pré-olímpico será no formato “todos contra todos” e o campeão garante vaga na Rio 2016. As seleções que terminarem a competição em 2º e 3º lugares ainda tersão chance de buscar a vaga nos Pré-olímpicos Mundiais que serão disputados entre maio e junho.

Confira a tabela do Pré-olímpico da Norceca

Sexta-feira, 08/01
Canadá x México
Cuba x Porto Rico

Sábado, 09/01
Canadá x Porto Rico
Cuba x México

Domingo, 10/01
Porto Rico x México

Canadá x Cuba

Com informações da CBC e Volleyball Canada

Fotos: FIVb

franca-preolimpico2

[Pré-olímpico] França vence Finlândia e assegura vaga na semifinal

Consistente, a seleção francesa não teve dificuldades para vencer a Finlândia por 3×0 (25×21, 25×20 e 25×16) na noite de ontem (7) pelo Pré-olímpico Europeu. Com o resultado, os finlandeses já estão eliminados e os franceses asseguraram presença nas semifinais de amanhã (9).

Na última rodada da fase de grupos, a França enfrenta a Bulgária, pelo Grupo B. Na outra chave, Sérvia e Bélgica cumprem tabela, enquanto Polônia e Alemanha decidem a liderança do Grupo A.

Confira os resultados de ontem e os confrontos desta sexta-feira

7 de janeiro
Grupo A
Polônia 3 x 0 Bélgica

Grupo B
Bulgária 0 x 3 Rússia
França 3
x 0 Finlândia

8 de janeiro
Grupo A
Sérvia x Bélgica
Polônia x Alemanha

Grupo B
França x Bulgária

Com informações da CEV

Fotos: CEV

russia-preolimpico

[Pré-olímpico] Ao ver vaga ameaçada, Rússia resolve jogar e vence a Bulgária

Depois de ser dominada pelos franceses, a seleção russa varreu a Bulgária em partida válida pelo Pré-olímpico Europeu. Precisando da vitória para ainda ter chances de classificação para as finais da competição – e consequentemente manter as chances da vaga olímpica –, a Rússia resolveu mostrar um voleibol melhor do que vinha apresentando nas últimas competições que disputou. Agressivos no saque e com o bloqueio em um bom dia, os campeões olímpicos fizeram 3×0 (25×20, 25×22 e 25×17), em 1h18.

Com o resultado de hoje (7), a Bulgária já pode dizer adeus ao sonho olímpico já que, mesmo se vencer a França por 3×0 amanhã, perde para os russos no saldo de sets vencidos/perdidos.

CEV-OQM_20160107-180913

Ausente no Mundial de 2014, Kurek tem feito a diferença para a Polônia (Foto: CEV)

Polônia vence e garante vaga nas semifinais

No primeiro jogo do dia, a Polônia venceu a Bélgica por 3×0 e garantiu vaga nas semifinais. Amanhã (8), os poloneses decidem a liderança do Grupo A com a Alemanha. Sérvia e Bélgica apenas cumprem tabela.

Fotos: CEV

minas-copabrasil

[Copa Brasil] Canoas, São José e Voleisul avançam para a 2ª rodada

Três partidas abriram a disputa da edição 2016 da Copa Brasil de Vôlei na noite de ontem (6). Lebes/Gedore/Canoas, Voleisul/Paquetá Esportes e São José Vôlei venceram seus confrontos e se classificaram para a 2ª rodada da competição.

No duelo gaúcho, o Canoas venceu o Bento Vôlei no tie-break e fez a alegria da torcida no ginásio La Salle, em Canoas. Em Montes Claros, a equipe local foi superada pela Voleisul por 2×3 (23×25, 25×20, 25×23, 26×28 e 13×15). Também em Minas Gerais, os visitantes levaram a melhor: o São José passou pelo Minas Tênis Clube por 0x3 (20×25, 20×25 e 21×25).

Na próxima fase, Canoas, Voleisul e São josé se juntam a Sada/Cruzeiro, Funvic/Taubaté – atual campeão do torneio – e Sesi-SP para definir os classificados para a fase final. A segunda rodada será disputada no dia 13 de janeiro. O Brasil Kirin, anfitrião da fase final, já está classificado para as semifinais do dia 21 de janeiro.

 

Copa Banco do Brasil – 1ª rodada

Minas Tênis Clube 0 x 3 São José Vôlei (20/25, 20/25 e 21/25)
Montes Claros Vôlei 2 x 3 Voleisul/Paquetá Esportes (23/25, 25/20, 25/23, 26/28 e 13/15)
Lebes/Gedore/Canoas 3 x 2 Bento Vôlei/Isabela (24/26, 16/25, 25/21, 27/25 e 15/12)

 

Foto: Orlando Bento

franca-preolimpico

[Pré-olímpico] França estreia com vitória e complica sonho russo

Campeã da Liga Mundial e do Europeu, a seleção francesa teve partida tranquila diante da Rússia, atual campeã olímpica. Apesar da derrota no 2º set, os franceses fizeram 1×3 (15×25,25×20,17×25 e 19×25), em quase 1h40 de jogo. O ponteiro francês Ngapeth foi o maior pontuador (26 pontos) e eleito melhor em quadra.

O líbero francês Grebennikov analisou a estreia contra a Rússia. “É sempre importante começar uma competição com uma vitória. Este é um torneio muito competitivo com as oito melhores seleções européias. Fomos bem agressivos, jogamos bem, nosso bloqueio e defesa funcionaram”, disse. “O mais importante é vencer. Espero que sejamos o melhor time, mas isso só veremos no domingo. O caminho para o Rio é longo”, completou o líbero que defende o Civitanova na série A1 da SuperLega italiana.

Sem o gigante Muserskiy, que pediu dispensa, e com o quarentão Tetyukhin, os russos não fizeram boa partida e cederam, ao todo, 23 pontos em erros aos franceses. A Rússia, que sofreu sua primeira derrota no Pré-olímpico, volta à quadra amanhã (7) para enfrentar a Bulgária, precisando do resultado positivo e outras combinações para ter chances de avançar para as semifinais e brigar pela vaga olímpica. “Não estou muito desapontado, porque jogamos o melhor que podíamos. A França fez uma bela partida e chegou a um ponto que senti que nós não tínhamos chance contra eles”, disse o novato Egor Kliuka.

Alemanha nas semis

Após conquistar a segunda vitória seguida em sets diretos, a seleção alemã assegurou uma das vagas do grupo A nas semifinais do pré-olímpico. Com a derrota para a Alemanha, a Sérvia tem poucas chances de avançar para a próxima fase e continuar na luta para a vaga nos Jogos do Rio.

Confira os resultados desta quarta-feira e os confrontos de amanhã

6 de janeiro
Grupo A
Alemanha 3 x 0 Sérvia

Grupo B
Bulgária 3 x 1 Finlândia
Rússia 1 x 3 França

7 de janeiro
Grupo A
Polônia x Bélgica

Grupo B
Bulgária x Rússia
França x Finlândia

 

Com informações da CEV
Fotos: CEV

canoas-copabrasil

[Copa Brasil] Competição começa hoje com três partidas

Nesta quarta-feira (6), o vôlei nacional volta às quadras, com o início da disputa da Copa Brasil Masculina. Em um novo formato, entram em quadra, na primeira fase classificatória, os times que terminaram o primeiro turno da Superliga 2015/2016 entre a quinta e décima posições.

O quinto colocado, Minas Tênis Clube (MG) recebe, em Belo Horizonte, o décimo colocado São José Vôlei (SP), às 19h30. No mesmo horário, outra equipe mineira, o Montes Claros Vôlei (6º) recebe a equipe gaúcha do Voleisul/Paquetá Esportes. E no último duelo do dia, às 20h, será o confronto gaúcho entre os sétimos e oitavos colocados, Lebes/Gedore/Canoase e  Bento Vôlei/Isabela. As partidas não serão transmitidas.

Em jogo único, os vencedores destes jogos passam para a segunda rodada da fase classificatória, que será disputada no dia 13 de janeiro, quando enfrentarão os três primeiros colocados no turno da Superliga: o líder Sada Cruzeiro (MG), o vice- líder Funvic/Taubaté (SP) e o Sesi-SP, terceiro colocado.

Na terceira fase, os times que vencerem as partidas da segunda fase, se juntam ao Brasil Kirin (SP), quarto colocado na classificação da Superliga, mas que já está garantido nesta fase por ser a sede do campeonato. A fase decisiva será realizada nos dias 21 de janeiro (semifinal) e a grande final no dia 22, no ginásio do Taquaral, Campinas (SP).

Primeira rodada

06.01 (QUARTA-FEIRA) – Minas Tênis Clube (MG) x São José Vôlei (SP), às 19h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)

06.01 (QUARTA-FEIRA) – Montes Claros Vôlei (MG) x Voleisul/Paquetá Esportes (RS), às 19h30, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG)

06.01 (QUARTA-FEIRA) – Lebes/Gedore/Canoas (RS) x Bento Vôlei/Isabela (RS), no La Salle, em Canoas (RS)

Fonte: CBV

Foto: [Matheus Beck | Vôlei Canoas]

poslka_preolimpico-head

[Pré-olímpico] Polônia perde set, mas se recupera diante da Sérvia

Apesar da derrota no primeiro set, os campeões mundiais se recuperaram na partida e venceram o primeiro desafio no Pré-olímpico Europeu diante da Sérvia por 1×3 (25×22, 18×25, 23×25 e 21×25). O oposto/ponteiro polonês Kurek foi escolhido o melhor da partida e dividiu o posto de maior pontuador com o oposto sérvio Atanasijevic, ambos com 26 acertos. “Em um determinado momento, a gente meio que parou de jogar – foi após o árbitro dar um ponto para a Polônia. Ficamos nervosos e perdemos o foco. Não importa o que aconteceu hoje, temos que vencer as próximas partidas apesar de sabermos que será difícil porque todas as equipes querem passar para as semifinais e continuarem na disputa por uma vaga nas Olimpíadas”, disse o atacante sérvio, Marko Ivovic.

Torcida polonesa compareceu em peso no ginásio em Berlim (Foto: CEV)

Pelo lado polonês, o capitão Kubiak enalteceu o papel da torcida polonesa presente no ginásio em Berlim. “Estamos felizes com a vitória. É um passo importante num torneio tão competitivo como este. Começamos bem, mas relaxamos e acabamos perdendo o primeiro set. Mesmo assim continuamos focados e vencemos as três parciais seguintes. Nossa torcida foi incrível, ficamos felizes em tê-la e gratos pelo apoio”, comentou.

Nesta quarta-feira (6) a Sérvia enfrenta a Alemanha, que venceu a Bélgica na estreia, enquanto Polônia e Bélgica descansam.

Confira os resultados do primeiro dia do Pré-olímpico Europeu e os confrontos desta quarta-feira

5 de janeiro
Grupo A
Bélgica 0 x 3 Alemanha
Sérvia 1 x 3 Polônia

Grupo B

Finlândia 0 x 3 Rússia

6 de janeiro
Grupo A
Alemanha x Sérvia

Grupo B
Bulgária x Finlândia
Rússia x França

Com informações da CEV

Fotos: CEV

preolimpicoeuro

Pré-olímpico europeu começa hoje em Berlim

Com mais de 25 mil ingressos vendidos antecipadamente, o Pré-olímpico Europeu começa nesta terça-feira (5), na Alemanha. Além dos donos da casa, também disputam a vaga olímpica: Bélgica, Polônia, Sérvia, Bulgária, Finlândia, França e Rússia.

“Sabemos que este é um torneio muito difícil, mas temos que aproveitar nossas chances e qualificar para os Jogos Também sabemos que, antes mesmo da competição começar, algumas das seleções mais fortes do continente não conseguirão a vaga, mas é como as coisas são. Estou convencido que motivação e atitude farão a diferença”, disse o treinador da Polônia, o francês Stéphane Antiga.

Campeão olímpico em Sydney, o comandante da seleção da Sérvia, Nikola Grbic, acredita que todas as seleções estão no mesmo barco. “Penso que compartilhamos a mesma situação: tivemos muito pouco tempo para nos prepararmos para este torneio porque nossos jogadores estiveram ocupados com seus respectios clubes até o Natal. Estamos tentando fazer o melhor e tenho certeza que todos escolhemos jogadores que estão em melhor forma no momento. Na minha opinião, talentos individuais e performances de jogadores-chave determinarão quem ficará com a vaga”, disse.

As oito seleções estão dividas em dois grupos e os dois melhores colocados avançam para as semifinais de sábado (9). A vaga direta para a Rio-2016 será decidida no domingo. Os vice-campeões e o terceiro colocado na competição continental terão nova chance para brigar pela vaga olímpica no Pré-olímpico Mundial a ser realizado no Japão.

Confira a tabela da competição

5 de janeiro
Grupo A
Bélgica x Alemanha
Sérvia x Polônia

Grupo B
Finlândia x Rússia

6 de janeiro
Grupo A
Alemanha x Sérvia

Grupo B
Bulgária x Finlândia
Rússia x França

7 de janeiro
Grupo A
Polônia x Bélgica

Grupo B
Bulgária x Rússia
França x Finlândia

 

Com informações da CEV

Fotos: CEV

sesi

[Superliga] Em jogo equilibrado, Sesi vence Campinas no tie break e termina o turno em 3º lugar

Foi dada a largada para a 11ª e última rodada do turno da Superliga Masculina de Vôlei 2015/2016. Nesta segunda feira (21), o SESI- SP venceu o BRASIL KIRIN/CAMPINAS, no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP). Em confronto muito equilibrado, os donos da casa levaram a melhor no tie-break, com parciais de 17×25,25×21,29×27,21×25 e15x7, e terminaram a primeira fase da Superliga com 22 pontos, em 3º lugar. Já Campinas, mesmo com a derrota, somou um ponto e encerra o turno com 20 pontos na tabela. Agora, as equipes só voltam à quadra no dia 9 de janeiro, com a 1ª rodada do returno.

O JOGO

As equipes entraram em quadra forçando o saque e cometendo muitos erros. No primeiro tempo técnico, Campinas liderava por dois pontos (6×8). Quando o saque dos visitantes finalmente entrou, dificultou a recepção do Sesi, e a vantagem campineira aumentou (12 x 16). O técnico do Sesi, Marcos Pacheco, promoveu a inversão do 5×1, com a entrada do levantador Vinhedo e o oposto Rafael nos lugares de Théo e Thiaguinho, mas os donos da casa permaneceram com dificuldades na virada de bola (14×20). Aproveitando o excesso de erros dos jogadores do Sesi,13 no total, o Brasil Kirin fechou sem dificuldades por (17×25), em 23 minutos.

2º set

O Sesi voltou para o segundo set com uma nova postura e sendo mais agressivo no saque. A tática deu certo e os donos da casa chegaram ao tempo técnico à frente (8X6). Na ótima sequência de saques do oposto Théo, o Sesi ampliou o marcador e chegou na segunda parada técnica com margem (16 x 11). Após longa troca de bolas com direito a belas defesas dos líberos Brendle, de Campinas, e Serginho, do Sesi, o ponto terminou com ataque de Piá (18 x 14).  Com ótima vantagem, os paulistas se encaminharam para fechar o set (24×19), Campinas tentou uma reação (24×21), mas Théo, destaque do set, deu números finais ao set (25×21), em 29 minutos.

3º set

O set começou com as equipes se alternando à frente do placar. Após linda defesa do líbero de Campinas, a equipe abriu dois pontos (3×5) e manteve até a parada técnica (6×8). Depois de três pontos consecutivos (7×11), o técnico Pacheco pediu tempo para tentar ajustar sua equipe. Na segunda parada obrigatória, os visitantes lideravam por quatro pontos (12×16). Após a paralisação, a equipe campineira manteve a boa margem (16×22), mas, com o setor defensivo bem e com uma ótima sequência de saques de Aracajú, o Sesi diminuiu a desvantagem para apenas dois pontos (20×22). Com a confiança de volta, os donos da casa foram empatar o set (24×24) e no contra-ataque, Thiago Alves colocou o Sesi à frente (27×26) e com essa bela reação, o Sesi venceu por (29×27), em 34 minutos.

4º set

Foi o início de set mais equilibrado, com o Sesi chegando ao primeiro tempo técnico com vantagem mínima (8×7). Na volta do jogo, Campinas voltou mais ligado e marcou quatro pontos consecutivos para tomar a liderança (8×11). Na parada, os visitantes venciam tinham três pontos à frente (13×16). Assim como aconteceu no set anterior, o Sesi foi buscar o placar desfavorável (19×20), porém, desta vez, Campinas não permitiu a virada e fecharam o set (21×25), levando o jogo para o quinto set.

5º set

O set decisivo começou com o Sesi forçando o saque, com o oposto Théo, dificultando a recepção adversária e forçando o técnico Alexandre Stanzioni pedir tempo logo no início (4×2).  Na virada de lado, os donos da casa tinham o dobro de pontos do adversário (8×4). Apresentando um ótimo volume de jogo, o Sesi manteve com ótima vantagem (14×7) e no saque de Aracajú, a equipe fechou o set (15×7) e o jogo por 3 sets a 2. O capitão e ponteiro Murilo, da equipe vencedora, ficou com o troféu Viva Vôlei, como melhor da partida.

[ Foto: Divulgação Sesi SP]

EQUIPES:

SESI SP: Thiaguinho, Murilo, Douglas, Aracajú, Gustavão, Théo e Serginho

Entraram: Vinhedo, Rafael Araújo, Johan, Douglas Pureza, Thiago Alves

Técnico: Marcos Pacheco

BRASIL KIRIN/CAMPINAS: Jotinha,Maurício, Piá, Wallace,Lucas Lóh, Luizinho, Thiago Brendle

Entraram: Ygor Ceará, Michael , Vini, Olteanu

Técnico: Alexandre Stanzioni

 

JF Volei 2x 3 Sao Jose  Volei - 19.12.2015

[Superliga] De virada, São José vence JF Vôlei

Ainda não foi dessa vez que saiu a primeira vitória do JF Vôlei na Superliga. A equipe mineira entrou em quadra neste sábado (19) contra o São José Vôlei (SP), em confronto válido pela décima rodada do turno da competição, e, diante de sua torcida, conquistou um ponto, mas foi superado pelos visitantes por 2 x 3 (25 x 21, 25 x 18, 26x 24, 18 x 25 e 20 x 22), em um jogo emocionante. O oposto Alemão, que entrou no decorrer do jogo no lugar de Lorena, ficou com o troféu Viva Vôlei. Pelo lado mineiro, o destaque foi o ponteiro Renato, que marcou 26 pontos.

Com esse resultado, Juiz e Fora segue sem vencer na competição, são dez jogos e dez derrotas e apenas três pontos conquistados. O próximo e último jogo do ano será na segunda (21), contra o líder Sada/Cruzeiro, na casa do adversário. Já São José chegou aos 12 pontos e conquistou a quarta vitória e na 11ª rodada enfrenta o vice-líder Taubaté.

O JOGO

Os donos da casa começaram melhor e com um bloqueio ajustado, pararam o ataque de Lorena e Diogo, principais atacantes da equipe paulista, abrindo vantagem logo no início da partida (8×4). Na sequência do jogo, São José voltou mais ligado e deixou tudo igual no set (10×10). No ótimo saque de Diogo, São Jose à frente pela primeira vez na partida (12×13), mas, rapidamente, Juiz de Fora retomou a liderança e chegou ao segundo tempo técnico com vantagem (16×14). Os visitantes voltaram a equilibrar o set (19 x19) e, novamente, o JF Vôlei abriu dois pontos importantes no fim do set (21×19) e se encaminhou para vencer o 1º set (25 x21), em 28 minutos.

2º set

Os jogadores de São José voltaram para a segunda parcial mais concentrados (1×4), forçando o técnico do time mineiro, Alessandro Fadul, gastar um tempo técnico de forma precipitada. A parada fez bem à equipe, que reequilibrou o set (6×7), após sequência de saques do ponteiro Renato. Com ótima recepção e aproveitando a queda de rendimento de Juiz de Fora, a equipe paulista chegou liderando a parcial no segundo tempo técnico (11 x 16). A equipe paulista aumentou a vantagem construída no set para sete pontos e fechou sem dificuldades (18×25), em 26 minutos.

3º set

O time paulista saiu na frente (1×3). No tempo técnico os visitantes tinham o dobro de pontos do adversário (4×8), após ataque do oposto Alemão que entrou no lugar de Lorena no decorrer do segundo set (10×13). O jogo seguiu nervoso e dois jogadores levaram cartão amarelo, Renato, pelo lado de Juiz de Fora, e Diogo, por São José. Na sequência, empurrados pelo torcedor, os mineiros empataram o set (23 x 23). Após erro de rodizio dos visitantes, os donos da casa retomaram o marcador e tiveram o set point (24 x 25) e fecharam após erro de São José (24×26), em 35 minutos.

 

4º set

O set começou polêmico antes mesmo da bola rolar, o juiz aplicou cartão vermelho para o líbero Mário Júnior, que na troca de lado das equipes, discutiu com seus companheiros de time. Na sequência, o ponteiro Diogo foi excluído da partida, pois na confusão, partiu para discutir com o líbero de sua equipe. Quando a bola enfim rolou, foi o começo de set mais equilibrado da partida (7×6). Após o tempo técnico, o time paulista voltou mais ligado e conseguiu abrir no marcador (15×19). Os jogadores de Juiz de Fora já pareciam pensar no quinto e último set e não reagiram (18×25), em 29 minutos.

 

5º set

O quinto set reservou muitas emoções para os torcedores que estavam no ginásio. Os visitantes começaram melhor e venciam por (5 x 8) na troca de lado. Quando parecia que o set ia se encaminhar facilmente para São José Vôlei, JF Vôlei reequilibrou o tie break. Depois de ótimos saques de Mark, os donos da casa encostaram (11 x 12), e empatou após o juiz aplicar outro cartão para os paulistas. Em seguida as equipes trocaram pontos, quando São José tinha match point, após outra reclamação dos jogadores paulistas, o árbitro mostrou novo cartão vermelho, o quarto do jogo, desta vez para o ponteiro Hugo, que já jogou pela equipe mineira. Após muita tensão em quadra e nas arquibancadas, os visitantes fecharam o tie break (20 x 22), em 30 minutos.

EQUIPES:

JF VÔLEI: Felipe, Djalma, Leandro, Renato, Igor Diego, Fabio Paes

Entraram: Tarik, Mark, Ricardo

Técnico: Alessandro Fadul

SÃO JOSÉ VÔLEI:  Rodriguinho, Cristian, Brunão, Lorena, Diogo, Hugo, Mário Junior

Entraram: Lucas Salim, Alemão, Éverton

Técnico: Leonardo de Carvalho

22400018384_0dfa8433e4_z

[Superliga] Canoas derrota Montes Claros e conquista a primeira vitória em casa

Na noite desta quinta-feira (17), Lebes/Gedore/Canoas e Montes Claros Vôlei se enfrentaram no ginásio La Salle, em Canoas (RS). Em partida que abriu a 10ª e penúltima rodada do turno da Superliga Masculina. Os donos da casa venceram 3 sets a 1, parciais de (25 x 15, 25 x 21, 22×25 e 25×22), concretizando a primeira vitória diante de sua torcida. Além disso, os gaúchos interromperam a sequência de quatro vitórias de MOC.

 Com o resultado positivo, o Canoas somou três pontos e chegou aos 15 pontos, mesma pontuação do Minas, 6º colocado, mas que ainda joga nessa rodada. Já o time mineiro manteve os 18 pontos, em 3º lugar, mas poderá ser ultrapassado por Sesi e Campinas, que têm a mesma pontuação e que ainda entram em quadra nesta rodada.

O jogo

A equipe da casa começou mais agressiva, com ótimo aproveitamento nos contra-ataques (8×3). Com saques forçados do adversário, Montes Claros encontrava dificuldades para recepcionar. No segundo tempo técnico, os donos da casa tinham ótima vantagem (16×9). Com o bloqueio funcionando muito bem, Canoas abriu dez pontos e fechou o set em (25 x 15), em 24 minutos, com destaque para Dennis, o oposto da equipe gaúcha, que marcou 9 vezes.

2º set

O início de set foi mais equilibrado do que a parcial anterior. No primeiro tempo técnico, a vantagem era mínima a favor dos visitantes (7 x 8). MOC voltou à quadra vibrando mais e, na sequência, com bloqueio de Rafael, os visitantes abriram dois pontos (7×9). Na segunda parada técnica, a equipe mineira tinha um ponto à frente (16X15). O set seguia muito igual, mas, no fim, Canoas se impôs, ampliou o marcador (22 x 19) e fechou o 2º set em (25×21), após ataque do central Victor Hugo, em 27 minutos.

3º set

Precisando da vitória para permanecer vivo na partida, Montes Claros começou agredindo mais e chegou com vantagem no primeiro tempo técnico (6×8). Aproveitando a queda de concentração da equipe de Canoas, MOC ampliou a vantagem (13 x16), com o ponteiro Kadu se destacando nos ataques.  À frente no marcador durante todo o set, os visitantes fecharam a terceira parcial por (22×25).

4º set

No embalo do set anterior, Montes Claros começou melhor e logo abriu boa vantagem (3×6). Na primeira parada obrigatória, os visitantes tinham o dobro de pontos (4×8).  Não desperdiçando os ataques, com destaque para o oposto Juninho que entrou no lugar de André Nascimento, a equipe mineira abriu sete pontos (5×12). Quando o set parecia se encaminhar facilmente para os mineiros, Canoas conseguiu uma boa sequência e diminuiu a desvantagem (13×15).

Depois de uma marcação da arbitragem, o levantador Rodriguinho de Montes Claros fez um comentário polêmico e a árbitra Ângela Grass aplicou cartão vermelho para o jogador, o que deu mais um ponto para Canoas. Na sequência do jogo, MOC perdeu a paciência e o set ficou empatado (15×15). O final do set foi polêmico, com mais dois cartões vermelhos aplicados para o time mineiro, o primeiro para o jogador Bob e o segundo para o auxiliar técnico, por reclamação e ofensa à arbitragem (24 x21). Após muito tempo de paralisação, Canoas conseguiu uma reação incrível, fechou o set em (25×22) e o set por 3 sets a 1. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor jogador da partida ficou com o oposto Dennis, da equipe gaúcha.

Equipes:

MONTES CLAROS: Rodriguinho, André Nascimento, Bob, Kadu, Salsa, Rafael e Kachel

Entraram: Índio, Juninho, Gean, Purificação

Técnico: Marcelinho Ramos

CANOAS: Sandro, Dennis, Tarcísio, Victor Hugo, Leo Caldeira, Bozko, Jeff

Entraram: Wanderson, Evandro, Mateus, Alison, Batagim

Técnico: Marcelo Fronckowiak

voleisul_danielnunes

[Superliga] Na briga pela recuperação, Voleisul recebe o Sesi

Apenas um ponto separa a oitava colocada Voleisul/Paquetá Esportes do São José e do Bento Vôlei/Isabela, em nono e décimo lugares, respectivamente. Para subir na tabela e ampliar a vantagem diante dos adversários, a Voleisul não pensa em nada além de vencer a forte equipe do Sesi, hoje (17), às 20h, diante da torcida gaúcha.

Os paulistas vivem um bom momento na competição e chegam a Novo Hamburgo com uma vitória importante para cima do Sada/Cruzeiro na última rodada. Apesar da boa fase, o técnico do Sesi, Marcos Pacheco, acredita que a equipe não terá vida fácil no confronto de logo mais. “Eles têm um time experiente e muito grande. É uma equipe com um bloqueio forte também. Se não conseguirmos encaixar a recepção e distribuir bem a bola, teremos dificuldades nesse aspecto. É um jogo perigoso, que precisaremos estar focados o tempo todo”, analisou o treinador.

Do lado dos donos da casa o momento é de colocar a cabeça no lugar e buscar a recuperação, apesar dos desfalques de Lukianetz, Samuel e Franco. A equipe do téncio Paulo Roese vem de três derrotas seguidas que tiraram a equipe gaúcha da terceira colocação. “O Sesi tem uma grande equipe, é uma das potencias da Superliga. Mesmo assim, acreditamos que se fizermos uma boa partida podemos vencer”, disse Roese.

Confira abaixo todos os confrontos da 10ª rodada do turno

17 de dezembro (quinta-feira)
18h30 – Lebes/Gedore/Canoas (RS) x Montes Claros Vôlei (MG) – SPORTV
20h – Voleisul/Paquetá Esportes (RS) x Sesi-SP
21h – Bento Vôlei/Isabela (RS) x Brasil Kirin (SP) – SPORTV

19 de dezembro (sábado)
11h30 – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) x Minas Tênis Clube (MG) – SPORTV
18h – JF Vôlei (MG) x São José Vôlei (SP)
19h30 – Sada Cruzeiro (MG) x Funvic/Taubaté (SP) – SPORTV

Foto destaque: Daniel Nunes

minas

[Superliga] Em partida adiada, Minas bate Bento Vôlei em Belo Horizonte

Na noite de ontem (14), o Minas Tênis Clube conquistou sua terceira vitória seguida na Superliga ao bater o Bento Vôlei/Isabela por 3×2 (28×26, 21×25, 25×14, 24×26 e 15×12), na Arena Minas. Eleito melhor da partida, o levantador Everaldo falou sobre o triunfo diante da equipe gaúcha. “Demos um pouco de azar no quarto set, mas aquela parcial foi importante para entramos vem no tie break. Crescemos naquele momento, os jogadores mais novos entraram no quarto set, com uma alegria enorme e isso nos ajudou muito. Ainda temos muitos jogos pela frente e temos que evoluir cada vez mais”, disse.

Para o Bento Vôlei, décimo colocado na tabela, resta concentrar os treinamentos no confronto de quinta-feira (17) contra o Brasil Kirin, em Bento Golçalves. Já o Minas viaja para o sul do país e enfrenta o Copel Telecom Maringá no sábado (19).

 

Foto e informações da Confederação Brasileira de Voleibol – CBV

DSC03563

[Superliga] Voleisul cai diante do Minas em Belo Horizonte; confira os outros resultados

O Minas Tênis Clube engatou sua terceira vitória seguida e chegou à 6ª posição na tabela da Superliga Masculina. Os três pontos vieram do triunfo sobre a Voleisul por 3×1 (25/17, 25/17, 21/25 e 25/22), na noite de ontem (12). Ainda sofrendo com desfalques importantes, como o do oposto Franco, a equipe de Paulo Roese estacionou nos 11 pontos.

O grande destaque do Minas foi o central Flávio, eleito melhor em quadra. Os cubanos Raidel e Escobar dividiram o posto de maior pontuador, com 15 acertos cada.

Amanhã (14), o Minas volta ao seu ginásio para enfrentar o Bento Vôlei/Isabela em partida adiada da 8ª rodada. O confronto será às 20h e terá transmissão do Sportv.

Confira os resultados da 9ª rodada do turno

Brasil Kirin 3×1 JF Vôlei (25/10, 25/19, 22/25 e 25/18)
Sesi-SP 3×2 Sada Cruzeiro (22/25, 25/19, 25/23, 15/25 e 15/12)
Montes Claros Vôlei 3×2 Bento Vôlei /Isabela (20/25, 25/23, 25/17, 17/25 e 15/6)
Funvic/Taubaté 3×2 Copel Telecom Maringá Vôlei (25/23, 25/15, 16/25, 22/25, 15/8)
São José Vôlei 2×3 Lebes/Gedore/Canoas (23/25, 25/18, 25/22, 24/26 e 12/15)
Minas Tênis Clube 3×1 Voleisul/Paquetá Esportes (25/17, 25/17, 21/25 e 22/25)

sesi

[Superliga] Derrota para o Sesi no tie-break tira Cruzeiro da liderança

O Sesi-SP suou para vencer o Sada/Cruzeiro na noite deste sábado. A equipe de Marcos Pacheco venceu o então líder Sada/Cruzeiro no tie-break, parciais de 22×25, 25×19, 25×23, 15×25 e 15×12. Com a derrota na Vila Leopoldina, o Sada perdeu a liderança já que o Funvic/Taubaté bateu Maringá também por 3×2 e leva vantagem nos critérios de desempate.

Eleito melhor do jogo, o ponteiro Murilo terminou a partida com 15 pontos. O maior pontuador foi o oposto do Sesi, Theo, com 18 acertos.

O jogo

Longos rallys e alto volume de jogo em ambos os lados mostraram que a partida seria equilibrada. Aproveitando erro na recepção do Sesi, William armou o contra-ataque com Filipe e o Sada chegou à primeira parada obrigatória com 6×8 no marcador. Com eficiência nos contra-ataques e aproveitando erros do Sesi, os cruzeirenses conseguiram abrir vantagem (7×10). Buscando encostar no placar, o técnico do Sesi, Marcos Pacheco, fez a inversão do 5-1 colocando Vinhedo e Rafael em quadra. A mudança surtiu efeito e, em dois bloqueios seguidos, os donos da casa empataram em 16×16. Na reta final do set, o Sesi voltou a errar e o Cruzeiro voltou a ter dois pontos de vantagem. Com o central Isac inspirado no ataque, o Sada manteve a boa atuação e fechou a parcial em 22×25.

Oposto Theo foi o maior pontuador do confronto. (Foto: Sesi-SP/Reprodução Facebook)

2º set

O início do 2º set não foi diferente do primeiro, as duas equipes foram trocando pontos até o bloqueio do Sesi pegar Wallace na saída de rede e, na sequência, pontuar no contra-ataque (7×4). Os erros mudaram de lado e o Sesi aproveitou para ampliar a vantagem (12×8). Na segunda parada técnica, o Sesi vencia por 16×11. Após erro de ataque do ponteiro Douglas Souza, Marcos Pacheco pediu tempo para tentar parar a reação cruzeirense (16×13). Em uma sequência de dois erros do ataque cruzeirense (Isac e Leal), o Sesi abriu seis pontos e Marcelo Mendez pediu tempo (19×13). Atentos na defesa, os paulistas pararam ataque adversário, ampliando a vantagem para sete pontos (21×14). Com o apoio da torcida, o Sesi fechou o set em 25×19 e empatou a partida.

3º set

Vibrante em quadra, o Sesi chegou embalado pela vitória no set anterior e, no contra-ataque do oposto Theo, chegou à primeira parada técnica com dois pontos na frente do Cruzeiro (8×6). Em um dos raros pontos do bloqueio cruzeirense, Leal, Isac e Wallace fecharam a porta para Theo e empataram o set em 9×9. A parcial continuou equilibrada e ninguém conseguia abrir vantagem considerável. No fim do set, prevaleceu o volume de jogo paulista que deu a vitória por 25×23 aos donos da casa.

4º set

Logo no início do set, Marcelo Mendez colocou Winters em quadra no lugar de Filipe. No bloqueio simples em cima do oposto Wallace, Murilo marcou o 5º ponto do Sesi (5×4) e levantou a torcida na Vila Leopoldina. Porém, o Cruzeiro passou à frente em erro de ataque da equipe paulista (6×8). Precisando da vitória para manter a liderança no campeonato, o Sada/Cruzeiro se manteve equilibrado e abriu quatro pontos (11×15). Após pedido de tempo de Marcos Pacheco, o Sesi voltou a errar e deu mais um ponto de graça aos cruzeirenses (11×16). Com Winters no saque, o Cruzeiro continuou a abrir no marcador (11×20). Marcos Pacheco colocou Thaigo Alves em quadra no lugar de Douglas Souza, mas os visitantes estavam inspirados e levaram o set (15×25), empatando o jogo em 2×2.

5º set

O canadense Winters continuou em quadra pelo Cruzeiro, enquanto Pacheco colocou em quadra o time que começou a partida. Após erro da arbitragem e bloqueio em cima de Wallace, o Sesi abriu dois pontos importantes (4×2). Na sequência, Thiaguinho acionou Gustavão no contra-ataque e Marcelo Mendez pediu tempo (5×2). O Sada conseguiu encostar num ponto de bloqueio em cima de Douglas Souza (6×5), mas desperdiçou o saque com o central Éder (7×5). Na troca de lados, o Sesi tinha a vantagem no placar (8×7). Mais uma vez o Sesi abriu vantagem após bloqueio de Aracaju pra cima de Wallace (10×7). Buscando a recuperação, Marcelo Mendez colocou Filipe de volta em quadra no lugar de Winters. O Cruzeiro conseguiu diminuir a vantagem, mas o ponteiro Murilo fechou o set em 15×12 e a partida em 3×2.

Sesi-SP

Thiaguinho, Theo, Aracaju, Gustavão, Murilo, Douglas. Líbero: Serginho (Escadinha)
Entraram: Vinhedo, Rafael, Johan, Thiago Alves
Técnico: Marcos Pacheco

Sada/Cruzeiro

William, Wallace, Isac, Éder, Filipe, Leal. Líbero: Serginho
Entraram: Cachopa, Alan, Vanderson, Winters
Técnico: Marcelo Mendez

Foto destaque: Sesi-SP/Divulgação

jf_volei_brkirin

[Superliga] Juiz de Fora amarga mais uma derrota

Em busca da recuperação, o Vôlei Brasil Kirin recebeu o JF Vôlei, no Ginásio do Taquaral, e venceu por 3×1 (25×10, 25×19, 22×25 e 25×18), na tarde deste sábado (12). Esta foi a nona derrota da equipe mineira que permanece na lanterna da competição, com dois pontos ganhos e nenhum triunfo.

Com tranquilidade em quadra, o levantador Gonzalez pôde distribuir bem as jogadas. O ponteiro Lucas Lóh foi o destaque da partida e foi eleito o melhor em quadra. Apesar da derrota, o ponteiro do JF Vôlei, Renato, foi o maior pontuador com 19 acertos.

O Jogo

Na passagem de Lucas Lóh pelo saque, o Brasil Kirin abriu 5×1, forçando pedido de tempo de Alessandro Fadul. JF Vôlei diminuiu a diferenaça com ataque de renato explorando o bloqueio pela entrada de rede (6×3). Aproveitando contra-ataque, os donos da casa voltaram a abrir e chegaram à primeira parada técnica com quatro pontos de vantagem (8×4). Com baixo rendimento da equipe, Fadul gastou seu segundo pedido de tempo quando o time de Campinas abriu 7 pontos (11×4). A sequência de erros de Juiz de Fora fez com que o Brasil Kirin abrisse 11 pontos de frente (16×5). Na tentativa de equilibrar a recepção, Fadul colocou o líbero Tatinho no lugar de Djalma. Apesar de melhorar o passe, a equipe voltou a cometer erros no ataque e o Brasil Kirin fechou o set em 25×10.

2º set

O equilíbrio marcou o início do 2º set com as duas equipes com bom volume de jogo. Logo no primeiro ponto, Juiz de Fora marcou seu primeiro ponto de bloqueio com Leandrão e Igor. Na primeria parada técnica, Campinas tinha apenas um ponto de vantagem (8×7). Com o saque em um bom dia, o Brasil Kirin abriu quatro pontos (12×8). Igor achou Luizinho no bloqueio e diminuiu a vantagem adversária para um ponto (13×12). A resposta campineira veio logo, no bloqueio duplo abriram três pontos (15×12). Na reta decisiva, os ponteiros do Brasil Kirin, Lucas Lóh e Piá, ajudaram a equipe a ampliar a vantagem no placar. Com Leandrão no saque, os mineiros conseguiram se recuperar no set (23×19), mas, no contra-ataque do central Luizinho, Campinas fechou a parcial em 25×19.

3º set

O Brasil Kirin voltou para a partida com mudanças: entraram Ceará, Jotinha e Michael no lugar de Lucas Lóh, Gonzalez e Wallace, respectivamente. No ponto de saque de Leandrão, Juiz de Fora abriu dois pontos de vantagem (2×4). Aproveitando a queda de rendimento adversário, o JF Vôlei chegou à primeira parada obrigatória com o placar marcando 6×8. Na volta, o Brasil Kirin não despediçou os contra-ataques de Michael e Ceará, e encostou (8×9). Com o saque juiz-forano começando a bagunçar a linha de recepção campineira, Alexandre Stanzioni gastou seu 1º pedido de tempo na partida (10×14). Com o placar marcando 14×19, Stanzioni parou o jogo novamente após bom saque de Maurício e o ponto de bloqueio de Juiz de Fora pra cima de Wallace na saída de rede. No contra-ataque de Leandrão, os visitantes abriram seis pontos (16×22). Stanzioni voltou com Lucas Lóh para partida e a vantagem mineira diminuiu (19×23), forçando pedido de tempo de Alessandro Fadul. Após uma boa passagem de Lucas Lóh no saque, um erro no fundamento deu o set point para o Juiz de Fora (20×24). Apesar do bom saque do central Vini, Juiz de Fora conseguiu fechar o set em 22×25, no ataque de Renato pelo fundo-meio.

4º set

Com Lucas Lóh e Piá de volta, o Brasil Kirin logo conseguiu reequilibrar a partida. No ace de Vini, os donos da casa empataram o placar (3×3). Numa combinação de erros, Campinas achou Leandrão no bloqueio e passou à frente (7×6). Recuperando a boa atuação nos dois primeiros sets, o Brasil Kirin forçou erros adversários e abriu três pontos (10×7). No ace de Maurício, Juiz de Fora voltou a encostar (16×14). Campinas abriu 21×16 e Juiz de Fora só voltou a pontuar com o líbero Tatinho, improvisado como ponteiro, em ataque pela entrada de rede. Embalado, o Brasil Kirin fechou o set em 25×18.

Vôlei Brasil Kirin
Gonzalez, Wallace, Lucas Lóh, Piá, Vini, Luizinho. Líbero: Brendle
Entraram: Jotinha, Michael, Ceará
Técnico: Alexandre Stanzioni

JF Vôlei
Maurício, Ricardo, Djalma, Renato, Diego, Igor. Líbero: Fábio Paes
Entraram: Leandrão, Tatinho, Ninão, Felipe Hernandez
Técnico: Alessandro Fadul

 

Foto destaque: Vôlei Brasil Kirin/Divulgação

JF Volei 0 x 3 Sada Cruzeiro - 18.09.2015

[Superliga] Com a derrota de Taubaté, Sada assume a liderança

A liderança da Superliga Masculina foi definida no tie-break na noite de ontem (10). Tanto Sada/Cruzeiro quanto o Funvic/Taubaté tiveram suas partidas decididas no set desempate, porém, os mineiros conseguiram os dois pontos e ultrapassaram os paulistas na tabela. Montes Claros também venceu e assumiu a 3ª colocação.

Em casa, o Taubaté foi derrotado pelo Lebes/Gedore/Canoas por 2×3 (24×25, 25×18, 31×33, 25×19 e 9×15). O central de Canoas, Tarcísio, foi eleito melhor em quadra e o ponteiro Léo Caldeira terminou a partida como maior pontuador (28 pontos).

Pelo mesmo placar, o Sada venceu o Brasil Kirin, em Campinas, com parciais de 28×26, 22×25, 26×24, 18×25 e 12×15. Os ponteiros Leal (Sada/Cruzeiro) e Lucas Lóh (Brasil Kirin) foram os maiores pontuadores, com 20 acertos. O também ponteiro Filipe recebeu o troféu Viva Vôlei.

A 8ª rodada do turno só será encerrada no dia 14, quando Minas e Bento Vôlei se enfrentam, em Belo Horizonte, às 20h. A partida terá transmissão do Sportv.

Amanhã, as 12 equipes disputam a 9ª rodada do turno e duas partidas terão transmissão: Brasil Kirin x JF Vôlei (Rede TV – 14h45) e Sesi-SP x Sada/Cruzeiro (Sportv – 18h).

Confira os resultados de ontem

Sesi-SP 3 x 0 JF Vôlei (25/16, 25/23 e 31/29)
Brasil Kirin 2 x 3 Sada Cruzeiro (28/26, 25/22, 26/24, 18/25 e 12/15)
Funvic/Taubaté 2 x 3 Lebes/Gedore/Canoas (21/25, 25/18, 31/33, 25/19 e 9/15)
Copel Telecom Maringá Vôlei 3 x 1 São José Vôlei (22/25, 29/27, 28/26 e 25/18)
Montes Claros Vôlei 3 x 1 Voleisul/Paquetá Esportes (25/23, 25/18, 28/30 e 25/18)

Jf Volei 1 x 3 Funvic/Taubaté - 05.12.2015

[Superliga] Ainda com desfalques, Funvic/Taubaté recebe o Canoas pela 8ª rodada

A temporada 2015/2016 começou com Funvic/Taubaté e Sada/Cruzeiro disputando o título da Supercopa, e não é surpresa encontrar as duas equipes dividindo a liderança da Superliga após sete rodadas disputadas. “No momento há muito equilíbrio entre as duas equipes, mas tem Sesi, Campinas e outras equipes estão crescendo dentro da competição. O importante é se manter ali na frente, entre as melhores, para conseguir vantagem nos playoffs”, disse o treinador do Funvic/Taubaté, Cezar Douglas, após vitória sobre o JF Vôlei no último sábado.

“O importante é se manter ali na frente, entre as melhores, para conseguir vantagem nos playoffs”, analisa o treinador do Taubaté, Cezar Douglas. (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Nesta quinta-feira (10), o Funvic/Taubaté recebe o Lebes/Gedore/Canoas, às 20h, enquanto o Sada/Cruzeiro enfrenta o Brasil Kirin, também em boa fase.

Apesar dos desfalques importantes – como o ponteiro Lipe –, Cezar Douglas está otimista para o restante da temporada e com a chegada de reforços. “O Leozão não saiu de quadra ainda. Ele vem atuando como titular desde julho, carregando essa carga e responsabilidade de ser o oposto e tem feito muito bem essa função. Com a chegada dos reforços [Schmitt, Sanchez e Lucão], queremos deixar a equipe mais consistente, com a parte coletiva sincronizada para chegar nas finais da Superliga e no Sul-americano com uma equipe bem equilibrada”, disse.

Canadense ainda é dúvida

O oposto Gavin Schmitt mal chegou à equipe e ainda é dúvida para a temporada. Recuperando-se de lesão, Schmitt deve voltar ao Canadá para a disputa do pré-olímpico da Norceca, que será realizado na cidade de Edmonton na primeira semana de janeiro. “A gente já vinha trabalhando com essa hipótese, e ele ainda está se recuperando de uma lesão que ainda não sabemos se vai permitir que ele atue, tanto em Taubaté quanto na seleção. As próximas duas semanas são definitivas para vermos a condição real de jogo dele para a Superliga e para o pré-olímpico. Dando tudo certo, ele volta do pré-olímpico e deverá ter um 2ª turno inteiro da Superliga e ainda o Sul-americano”, explicou Cezar Douglas.

Confira abaixo os confrontos da 8ª rodada do turno

10 de dezembro

19h30 – Copel Telecom Maringá Vôlei x São José dos Campos
20h – Sesi-SP x Juiz de Fora Vôlei
20h – Funvic/Taubaté x Lebes/Gedore/Canoas
20h – Montes Claros Vôlei x Voleisul/Paquetá Esportes
21h – Vôlei Brasil Kirin x Sada/Cruzeiro (SPORTV)

14 de dezembro

20h – Minas Tênis Clube x Bento Vôlei/Isabela (SPORTV)

DSC03563

[Superliga] Ligado no bloqueio, Minas vence o Canoas no Rio Grande do Sul

Com campanhas parecidas até então, Lebes/Gedore/Canoas e Minas Tênis Clube se enfrentaram pela 7ª rodada da Superliga Masculina 2015/2016, no Rio Grande do Sul. Diante de sua torcida, o Canoas não conseguiu parar o ataque minastenista e foi derrotado por 3×0 (23×25, 22×25 e 15×25), na tarde deste domingo (6).

Destaque para os centrais do Minas, Pétrus e Flávio, que juntos foram responsáveis por sete dos 12 pontos de bloqueio da equipe mineira, não dando chances para os ataques do Canoas. O prêmio Viva Vôlei foi para o oposto do Minas, Escobar. O jogador cubano também foi o maior pontuador, com 18 acertos.

O jogo

O equilíbrio marcou o início da partida e as equipes seguiram trocando pontos. Na primeira parada técnica, o Minas tinha dois pontos de vantagem (6×8). A reação do Canoas começou num bloqueio do central Tarcísio para cima do oposto Escobar e, em boa passagem do ponteiro Léo Caldeira pelo saque, o Canoas passou à frente (12×11). O Minas manteve a calma e conseguiu igualar o marcador quando o bloqueio mineiro achou Léo Caldeira (17×17). Num ataque para fora do oposto Angel Dennis, o Minas fechou o set em 23×25.

2° set

A disputa voltou acirrada entre os centrais das duas equipes. Logo no primeiro ponto, Tarcísio fechou a porta para Pétrus. Canoas chegou a abrir dois pontos (3×1), mas o Minas parou Léo Caldeira após rally. A conquista do ponto animou os minastenistas que colocaram quatro pontos de frente após dois bloqueios seguidos de Flávio para cima de Victor Hugo (10×14), que acabou substituído por Matheus. Apesar de ter sentido o jogo adversário, Canoas tentou a reação e, aproveitando erros do Minas, encostou no marcador e, na sequência, parou Escobar no bloqueio duplo de Mateus e Batagim (21×22). Depois de reclamação por uma decisão da arbitragem, os donos da casa tomaram o cartão vermelho e deram o set point para os visitantes, que tiveram calma para matar o ponto com o ponteiro Vanole pelo meio-fundo (22×25).

3º set

O terceiro set era o decisivo para o Canoas e, para buscar a recuperação na partida, o técnico Marcelo Fronckowiak fez várias alterações no time: Evandro, Wanderson, Matheus, Batagim e o líbero Pallotti entraram nos lugares de Sandro, Dennis, Victor Hugo, Alê e Jeffe, respectivamente. As mudanças fizeram bem no início do set, mas, na desatenção da equipe gaúcha, Bruno Canuto aproveitou uma bola de xeque e empatou (6×6). Com mais tranquilidade, o Minas chegou à primeira parada técnica na frente (7×8) e, na sequência, abriu três pontos (10×13), forçando pedido de tempo de Fronckowiak. Acuados, os jogadores do Canoas viram o Minas ampliar a vantagem e, num bloqueio de Flávio em Wanderson, fechar o set em 15×25.

Lebes/Gedore/Canoas
Sandro, Dennis, Victor Hugo, Tarcísio, Leo Caldeira, Alê. Libero: Jeffe
Entraram: Matheus, Batagim, Evandro, Wanderson e Pallotti
Técnico: Marcelo Fronckowiak

Minas Tênis Clube
Everaldo, Escobar, Flávio, Pétrus, Bruno Canuto, Raidel. Líbero: Lucianinho
Entraram: Vanole e Nicolas
Técnico: Nery Tambeiro

Jf Volei 1 x 3 Funvic/Taubaté - 05.12.2015

[Superliga] Funvic/Taubaté vence o lanterna e se mantém no topo da tabela

A equipe do JF Vôlei recebeu, neste sábado (5), a forte equipe do Funvic/Taubaté, pela 7ª rodada da Superliga Masculina. A partida marcou o confronto entre o lanterna, Juiz de Fora, contra o líder da competição. Após pequeno atraso para início do jogo, devido a uma forte chuva que caiu na cidade que provocou queda de luz no ginásio, os visitantes demonstraram a força e experiência da equipe, e venceram por 1×3, parciais de 22 x 25, 26×24, 17×25 e 18 x 25. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor jogador da partida, foi para o líbero de Taubaté, Felipe.

 Com 18 pontos, Taubaté se mantém à frente na tabela (com a mesma pontuação que o Sada/Cruzeiro) e se prepara para dois confrontos em casa.  Já o JF Vôlei permanece na lanterna, com apenas dois pontos conquistados e nenhuma vitória, e tem pela frente duas partidas fora de casa: Sesi e Campinas. Mesmo com mais uma derrota, foi a melhor apresentação dos mineiros na competição.

O JOGO

A equipe de Taubaté começou a partida à frente (2 x 4), mas uma ótima sequência de saques do ponteiro Renato, de Juiz de Fora, proporcionou contra-ataques da equipe, que assumiu o marcador (7×4), chegando no primeiro tempo técnico em vantagem (8×5). Na volta do jogo, Funvic diminuiu os erros e deixou tudo igual (10×10), mas, novamente, os donos da casa reabriram três pontos (13 x 10) e os visitantes foram buscar (15×15).  O jogo ficou equilibrado (19×19), porém, no final, a forte equipe paulista usou a sua força e experiência para assumir o placar (20 x 23) e no ataque de Japa, fechar o 1º set em 22 x 25, em 35 minutos.

2º set

Funvic começou aproveitando melhor os contra-ataques e abriu (1×4), mas antes da primeira parada técnica obrigatória, JF Vôlei já liderava (8×6). Jogando concentrados e com o apoio do torcedor, os mineiros ampliaram a vantagem para três pontos (16 x 13). Assim como aconteceu no primeiro set, os visitantes empataram o set, após erro de contra-ataque de JF (21 x 21). O equilíbrio permaneceu no fim do set, porém, o desfecho foi diferente (24 x 24), após ponto do ponteiro Djalma, o JF Vôlei venceu por 26×24, em 37 minutos.

3º set

 O início de set da equipe paulista foi avassalador.  Primeiro, com sequência de dois pontos de bloqueio do central Deivid (1 x 5) e depois com uma ótima sequência de saque de Lucarelli (1×8).  Na sequência do jogo, os donos da casa voltaram mais concentrados e diminuíram a imensa desvantagem (5×9).  Liderados pelo oposto Leozão, e com ótimo aproveitamento de ataques, Taubaté voltou a ampliar a diferença (13 x 19). Com ótima margem, Funvic se encaminhou para fechar a 3ª parcial, sem dificuldades, em 17×25, em 31 minutos.

4º set

Como aconteceu em todos os sets, os visitantes começaram imprimindo um ritmo intenso (3 x 7). Na primeira parada obrigatória o time paulista tinha o dobro de pontos de Juiz de Fora (4×8). Precisando vencer para pontuar, a equipe mineira parecia nervosa e cometia muitos erros bobos, ampliando a vantagem no placar de Taubaté (5 x11).  O técnico do time mineiro Alessandro Fadul, parou o jogo para tentar reajustar seus jogadores, mas a reação não aconteceu. A experiente equipe paulista aproveitou a ótima margem para encerrar o set (18×25), em 29 minutos, e o jogo por 3 sets a 1.

 [Foto:Lucilia Bortone/Sacandoovôlei]

EQUIPES:

JUIZ DE FORA VÔLEI:  Felipe, Ricardo, Renato, Djalma, Igor Diego e Fabio Paes

Entraram: Tatinho, Leandrão, Tarik, Ninão

Técnico: Alessandro Fadul

FUNVIC/TAUBATÉ: Rapha, Leozão, Lucarelli, Japa, Deivid, Otávio, Felipe

Entraram: Ricardo, Diego, Pedro, Igor, Ialisson

Técnico: Cézar Douglas

 

taubate

[Superliga] Líder, Funvic vai a Juiz de Fora enfrentar o lanterna

Com cinco vitórias e uma derrota na competição, o Funvic /Taubaté divide a liderança da Superliga com o Sada/Cruzeiro e está em Minas Gerais para enfrentar o Juiz de Fora Vôlei neste sábado (5). A partida será às 18h no ginásio da Faculdade de Educação Física (Faefid) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

A última visita de Taubaté a Juiz de Fora não foi das melhores. Os donos da casa souberam aproveitar os erros dos adversários e venceram por 3×1, fazendo a alegria da torcida.

Porém a realidade do JF Vôlei na temporada 2015/2016 é diferente. A equipe não vive um bom momento e acumula seis derrotas em seis partidas. A última foi para o Montes Claros, no norte de Minas. Já o/Funvic/Taubaté vem de vitória por 3×0 sobre o Sesi-SP.

Campanha de doação de água continua

O JF Vôlei segue arrecadando doações de água mineral para a cidade de Governador Valadares, que sofre com desabastecimento após o desastre ocorrido em Mariana, no início do mês de novembro. A equipe mineira realiza campanha para doação de garrafas de 1,5l de água mineral na entrada do ginásio da Faefid.

 

Confira abaixo os outros confrontos da 7ª rodada do turno

 

05.12 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) x São José Vôlei (SP), às 14h45 (RedeTV)
05.12 (SÁBADO) – JF Vôlei (MG) x Funvic/Taubaté (SP), às 18h
05.12 (SÁBADO) – Voleisul/Paquetá Esportes (RS) x Brasil Kirin (SP), às 20h
05.12 (SÁBADO) – Bento Vôlei/Isabela (RS) x Sesi-SP, às 20h
05.12 (SÁBADO) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) x Montes Claros Vôlei (MG), às 18h
06.12 (DOMINGO) – Lebes/Gedore/Canoas (RS) x Minas Tênis Clube (MG), às 12h15 (SPORTV)

superligab

Superliga B começa no dia 16 de janeiro

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) confirmou para 16 de janeiro o início da disputa da Superliga B. Serão oito equipes no feminino e 13 no masculino na busca por uma vaga na 1ª divisão da modalidade. A data prevista para a final de cada naipe é 19 de março.

Esta edição marca a participação de quatro clubes conhecidos por sua atuação no futebol: Flamengo e Botafogo (masculino), e Fluminense e Sampaio Corrêa (feminino).

Além de Flamengo e Botafogo, também disputarão o título: São Bernardo Vôlei (SP), equipe de base do Sesi-SP, Sandro André (AP), Caramuru (PR), ItajaíProVôlei – FMEL – Unificado – Shopmasp (SC), Blumenau (SC), ASPMA Araucária (PR), equipe de base do Sada Cruzeiro (MG), Montecristo (GO), Upis (DF) e Uberlândia/Gabarito (MG).

No feminino, além de Fluminense e Sampaio Corrêa, estarão na disputa: Uniara/Araraquara (SP), Cascavel (PR), São José dos Campos (SP), ACV/Chapecó (SC), São José dos Pinhais (PR) e Vôlei Itabirito (MG).

Em 2015, as vagas ficaram para o Bento Vôlei, no masculino, e com o Vôlei Bauru, no feminino.

 

Com informações da CBV

modena-civitanova

[Italiano] Apesar da boa atuação de Juantorena, Civitanova é derrotado pelo Modena

Líder da SuperLega, o Cucine Lube Banca Marche Civitanova recbeu o DHL Modena, no domingo (29), e sofreu sua primeira derrota na competição. Os visitantes venceram a partida por 2×3 (22×25, 19×25, 25×18, 25×19 e 15×17). Apesar da derrota, o ponteiro Juantorena (Civitanova) foi eleito o MVP do confronto e também foi o maior pontuador, com 28 acertos.

Com a vitória, o Modena, que já conta com o ponteiro Ngapeth, divide a liderança do Italiano com o Civitanova. As equipes estão empatadas com 20 pontos, porém, pelos critérios de desempate, a equipe de Bruninho e Lucão está na 2ª colocação da tabela.

Na próxima rodada, o Civitanova enfrenta o Exprivia Molfetta, do brasileiro João Rafael, fora de casa. Enquanto o Modena recebe o Perugia.

Confira os outros resultados da 8ª rodada da SuperLega

Diatec Trentinho 3 x 0 Ninfa Latina (25×22, 25×17, 25×16)

Sir Safety Conad Perugia 3 x 0 Exprivia Molfetta (25×22, 25×22, 25×16)

Calzedonia Verona 3 x 0 Revivre Milano (25×16, 25×20, 27×25)

Tonazzo Padova 3 x 0 CMC Romagna (30×28, 25×20, 28×26)

Cucine Lube Banca Marche Civitanova 2 x 3 DHL Modena (22×25, 19×25, 25×18, 25×19 e 15×17)

LPR Piacenza x Gi Group Monza – 01/12 – 20h30 (hora local)

 

 

Foto destaque: Facebook DHL Modena

voleisul

[Superliga] Voleisul recebe o Canoas em clássico gaúcho

O Voleisul/Paquetá Esportes enfrenta o Lebes/Gedore/Canoas na terça-feira (1) encerrando a 6ª rodada do turno da Superliga 2015/2016. A equipe de Novo Hamburgo joga em casa e busca a segunda vitória seguida. O Canoas, que ocupa 10ª posição na tabela, também vem de vitória na última rodada. As duas equipes entram em quadra às 20h.

Confira abaixo os outros resultados da 6ª rodada e a tabela de classificação

28.11 (sábado) – Montes Claros Vôlei 3 x 0 JF Vôlei (25/19, 25/17 e 25/15)
28.11 (sábado) – São José Vôlei 1 x 3 Brasil Kirin (17/25, 22/25, 27/25 e 26/28)
28.11 (sábado) – Bento Vôlei/Isabela 3 x 0 Copel Telecom Maringá Vôlei (25/22, 25/19 e 25/22)
28.11 (sábado) – Funvic/Taubaté 3 x 0 Sesi-SP (25/21, 25/23 e 25/22)
29.11 (domingo) – Sada Cruzeiro 3 x Minas Tênis Clube (25×21, 25×22, 25×17)
01.12 (terça-feira) – Voleisul/Paquetá Esportes x Lebes/Gedore/Canoas, às 20h, no Ginástica, em Novo Hamburgo (RS)

 

Foto destaque: Assessoria Voleisul/Paquetá

JF Volei 0 x 3 Sada Cruzeiro - 18.09.2015

[Superliga] Em partida com muitos erros de saque, Sada/Cruzeiro derrota o Minas

A 6ª rodada da Superliga viu dois clássicos mineiros neste fim de semana. O Montes Claros venceu o Juiz de Fora Vôlei por 3×0 (25/19, 25/17 e 25/15), no norte de Minas, e o Sada/Cruzeiro recebeu o Minas Tênis Clube, no ginásio do Riacho, e também venceu por 3×0 (25×21, 25×22, 25×17).

A partida, que foi marcada pelos erros de saque (31 , ao todo) e por mais uma boa atuação do jovem líbero do Minas, Maique, teve como melhor jogador o ponteiro Leal, eleito em votação pela internet. O cubano também foi o maior pontuador do jogo, com 18 acertos.

Na próxima rodada, o Sada/Cruzeiro recebe o São José, no sábado (5). No mesmo dia, o Minas vai ao sul do país enfrentar o Canoas.

O jogo

Com a vitória, o Sada permaneceu na vice-liderança da Superliga (Foto: Reprodução Twitter – Sada/Cruzeiro)

O Minas abriu três pontos (3×6) graças a erros do Cruzeiro, que demorou a pegar o ritmo da partida. Em um contra-ataque de Leal, os donos da casa diminuíram a vantagem (5×6), porém, os visitantes aproveitaram as oportunidades e voltaram a abrir no marcador (5×8). Com o passe na mão, o levantador Everaldo pôde escolher melhor as jogadas, dando ao Minas tranquilidade para matar os pontos (10×12). Os cruzeirenses voltaram a equilibrar o set quando William bloqueou o ataque de Canuto pela entrada de rede (11×12), e empatou a partida em um ponto de saque do ponteiro Filipe (12×12), forçando um pedido de tempo de Nery Tambeiro. A chamada deu resultado, e Canuto achou Wallace duas vezes no bloqueio, o que deu ao Minas três pontos de vantagem novamente (13×16). Na reta final do set, o Sada empatou a partida (18×18), e, em incrível contra-ataque de Leal, passou à frente (20×19). O Minas sentiu a virada e passou a errar. Com regularidade, o central Éder deu a vitória ao Sada/Cruzeiro no set (25×21).

2º set

Embalados pela recuperação no set anterior, o Sada abriu 3×1, mas a vantagem foi embora com o ponto de bloqueio do central minastenista, Flávio (3×3). Em um bom saque de Bruno Canuto, os visitantes chegaram à primeira parada técnica com vantagem de um ponto (7×8). No contra-ataque de Filipe, os cruzeirenses abriram dois pontos de vantagem (12×10). Em um belo bloqueio de Pétrus e Escobar pra cima de Leal, o Minas empatou o set (15×15). No ace de Escobar, o Minas abriu um ponto de vantagem (17×18) e Marcelo Mendez pediu tempo, e logo fez inversão do 5-1. A mudança surtiu efeito e, no bloqueio duplo de Alan e Éder, o Sada fez 20×19. Aproveitando os contra-ataques, o Sada fez 2×0 no jogo (25×22)

3º set

Com Vanole no lugar de Raidel, o Minas abriu 1×3 no início do 3º set. O equilíbrio voltou a marcar a partida e o Minas chegou, mais uma vez, à primeira parada obrigatória na frente (7×8). No ataque de fundo-meio, Leal fez 12×9 para o Cruzeiro. Em um erro de saque de Bruno Canuto, os cruzeirenses voltaram a abrir três pontos (16×13). Tentano a recuperação, o técnico Nery Tambeiro colocou Raidel no lugar de Bruno Canuto, mas o Cruzeiro ampliou a vantagem com bloqueios, fechando o set em 25×17, no contra-ataque de Isac, e a partida em 3×0.

Sada/Cruzeiro

Wallace, William, Éder, Isac, Leal, Filipe. Libero: Serginho
Entraram: Alan, Cachopa, Éder Levi
Técnico: Marcelo Mendez

Minas Tênis Clube

Escobar, Everaldo, Raidel, Canuto, Flávio, Pétrus. Libero: Maique
Entraram: Vanole, Madaloz, Carísio
Técnico: Nery Tambeiro

foroitalico

FIVB muda formato da Liga Mundial e resgata a Rússia; confira a tabela

Depois de mudar o formato da Liga Mundial para 2016, resgatando a Rússia do rebaixamento, a Federação Internacional de Voleibol (FIVb) divulgou a tabela da competição do próximo ano que começará no dia 17 de junho [Nota da redação: no release na FIVb consta o dia 16, porém a tabela informa o dia 17].

Ao contrário do que aconteceu no último ano, a edição 2016 será mais enxuta e a cada fim de semana uma seleção será a anfitriã de seu grupo. Na primeira rodada, Austrália, Brasil e Rússia serão as sedes dos grupos A, B e C, respectivamente. Nas semanas seguintes haverá rotação na composição dos grupos com a fase classificatória se encerrando no dia 3 de julho. A Fase Final será entre 13 e 17 de julho, ainda sem local definido.

franca-ligamundial2015

Franceses comemoram o título inédito da Liga Mundial. (Foto: FIVb)

A França é a atual campeã da Liga Mundial e chegou ao título com uma campanha fantástica ao vencer o Grupo 2, garantindo vaga no Final Six no Rio de Janeiro onde conquistou o ouro inédito.

Confira os confrontos da Fase Classificatória do Grupo 1 da Liga Mundial 2016  Continuar lendo

image

[Superliga] Em clássico mineiro, Sada/Cruzeiro derrota o Montes Claros Vôlei

A quinta rodada do turno da Superliga Masculina teve, nesta quinta-feira (26), o clássico mineiro entre Montes Claros Vôlei x Sada/Cruzeiro, marcado pela rivalidade. Até então com uma campanha igual, três vitórias e apenas uma derrota, a equipe do Norte de Minas recebeu, no seu ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG), o Cruzeiro, atual campeão da competição, e acabou derrotado por 1 x 3. Parciais de 24 x 26, 21 x 25, 26 x 24 e 22×25.

Uma curiosidade da partida é que ela reuniu jogadores familiarizados com os dois lados. Nesta temporada, o ponteiro Kadu e o líbero Kachel defendem MOC, mas pertencem ao Cruzeiro. Já o central Pedrão, que este ano atua pelo lado cruzeirense, na temporada anterior defendia a equipe do interior.  Essa troca se deve a uma parceria em que os times têm entre si.

O JOGO

Como se esperava, o clássico mineiro começou de forma muito equilibrada, com as equipes forçando muito o saque e tentando atrapalhar a recepção do rival. O set seguiu empatado (11×11), com os levantadores, William, do Cruzeiro, e Índio, de Montes Claros, acelerando as jogadas e levando vantagem sobre o bloqueio adversário (17 x17). Além disso, o set teve uma disputa de opostos, do lado cruzeirense, Wallace, oposto titular da seleção brasileira, do outro, o multicampeão André Nascimento, o Canha, que por muitos anos foi o dono incontestável da posição na seleção nacional. Com o ataque dos times se sobressaindo sobre a parte defensiva, o set seguiu empatado até o fim (23×23), quando, Leal, ponteiro do Sada desequilibrou e fechou o set para os visitantes (24×26), em 30 minutos.

2º set

Os visitantes começaram a segunda parcial mais concentrados (1×3). No tempo técnico, os cruzeirenses tinham o dobro de pontos de Montes Claros (4×8).  Na volta à quadra, a equipe do Cruzeiro seguiu mais agressiva e cometendo mais erros (5 x10). Com a recepção funcionando bem, William abusava das jogadas de meio com Isac. Na segunda parada obrigatória, a equipe de Belo Horizonte liderava por seis pontos (10×16). Na volta à quadra, MOC voltou melhor e reagiu, no bloqueio de Salsa, a equipe do Norte de Minas diminuiu a desvantagem para dois pontos (20×22). Mas no bloqueio de Isac, o Sada freou a reação do adversário e fechou a segunda parcial (21 x 25), em 29 minutos.

3º set

Precisando da vitória para permanecer vivo na partida, os donos da casa começaram impondo o ritmo, com destaque para o ponteiro Kadu, que começou o 3º set como titular (6×3).  O Cruzeiro foi buscar o marcador, porém, com contra-ataques eficientes de Bob, Montes Claros construiu novamente uma excelente vantagem (10 x 7). Com a torcida incentivando, os jogadores correspondiam dentro de quadra, após excelente defesa do líbero Kachel, MOC pontuou no contra-ataque e chegou ao tempo técnico com três pontos à frente (16×13). Na sequência do jogo, a equipe cruzeirense voltou mais regular e foi buscar o set (18×18). A parcial seguiu empatada (20×20), quando, no contra-ataque, o ponteiro Kadu explorou o bloqueio e deu vantagem para os donos da casa (22×20). OS visitantes voltaram a empatar a parcial (23 x 23) e tiveram a chance de tr a bola do jogo, mas Filipe atacou para fora, dando set point para Montes Claros (24×23), e aproveitando dois contra-ataques com Bob, a equipe da casa fechou o set (26×24), para o delírio da torcida presente.

4º set

Assim como na parcial anterior, MOC começou melhor (3 x 0). A recepção a equipe do Norte de Minas funcionava muito bem, facilitando a distribuição do levantador Índio (8×6). Na volta do jogo, o Cruzeiro equilibrou o set e passou à frente, com boa sequência de pontos (11×14).  Na segunda parada técnica obrigatória os visitantes lideravam com quatro pontos de vantagem (12 x 16). Após bela jogada do levantador Rodrigo, Montes Claros diminuiu a desvantagem para dois pontos (17×19) e encostou de vez no placar após erro de ataque do ponteiro Filipe (21 x22), provocando um pedido de tempo de Marcelo Mendez. Com um final de set nervoso, Cruzeiro fechou o set (22 x 25), após erro de ataque de Juninho.

[Foto: Jornal O Tempo]

EQUIPES

Montes Claros Vôlei – Índio,André Nascimento, Rafael, Bob, Renan, Salsa, e Kachel.

Entraram: Wagner, Kadu, Rodrigo, Juninho. Maicon, Rafael

Técnico: Marcelinho Ramos

Sada/Cruzeiro: William, Wallace, Éder Levi, Isac, Leal, Filipe e Serginho

Entraram: Alan, Fernando,

Técnico: Marcelo Mendez

DSC03563

[Superliga] Minas se impõe e vence o JF Vôlei

Na noite desta quarta-feira(25), o JF Vôlei recebeu o Minas Tênis Clube,em confronto válido pela 5ª rodada da Superliga Masculina e, novamente, não conseguiu uma vitória. Com uma partida irregular, os donos da casa foram derrotados por 1×3, com parciais de (23×25, 26×24, 17×25 e 15×25). O oposto Escobar foi o maior pontuador da partida, com 27 pontos. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor da partida, foi entregue ao líbero minastenista, Maique.

Com o resultado, Juiz de Fora segue na lanterna(12º) na tabela, com dois pontos conquistados e nenhuma vitória.  Já o Minas conseguiu a segunda vitória na Superliga e , com sete pontos, ocupa a 7ª colocação. Na próxima rodada, as duas equipes têm pela frente outro confronto estadual. No sábado(28), a equipe da Zona da Mata enfrenta o  Montes Claros(6º), na casa do adversário. Já o Minas Tênis Clube recebe, no domingo(29), o atual campeão Sada/Cruzeiro(3º).

O JOGO

Precisando da primeira vitória, JF Vôlei começou a partida de forma mais agressiva, sacando muito bem e aproveitando os contra-ataques (4×2). No primeiro tempo técnico, os donos da casa venciam por dois pontos (8×6). No bloqueio simples de Ninão em cima de Pétrus, abriu três pontos (8×6), porém, rapidamente, o Minas deixou tudo igual (11×11). Com o oposto da equipe de Belo Horizonte, Escobar, mais uma vez inspirado, os visitantes passaram à frente pela primeira vez no set (13×14). A vantagem permaneceu na parada obrigatória (15×16). Na volta à quadra, o Minas permaneceu mais regular e aumentou a vantagem (20×23). Juiz de Fora chegou a diminuir a desvantagem para um ponto (23×24), mas, após dois tempos técnicos pedidos na sequência pelo técnico Nery, seus comandados fecharam o set em 23×25.

2º set

A equipe do Minas Tênis Clube começou a segunda parcial melhor, fazendo o técnico Alessandro Fadul gastar um tempo precocemente (1×4). A parada fez bem a equipe de JF, que voltou à quadra e marcou três pontos consecutivos deixando tudo igual (4×4). O set permaneceu equilibrado (9×9). Na segunda parcial, os donos da casa lideravam por dois pontos (16 x 14). A vantagem de dois pontos permaneceu (24×22), mas a equipe de BH foi buscar o marcador e, com bons saques de Vanole, empataram novamente (24 x24).  Mais uma vez os donos da casa abriram vantagem, mas dessa vez não deixaram o adversário reagir (26×24).

Superliga Masculina 2015/2016 - JF Volei 1 x 3 Minas Tenis Clube - 25.11.2015

_O jovem líbero Maique, do Minas, foi eleito o melhor jogador da partida. [Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com

 

3º set

Empolgados com a vitória no set anterior, o JF Vôlei até começou melhor, mas a irregularidade da equipe logo falou mais alto. Com o aproveitamento de saque e ataque baixo, a equipe viu o Minas se distanciar no marcador (7×11). Do outro lado, o time de Belo Horizonte não desperdiçava os contra-ataques e ainda contava com o ótimo rendimento do oposto Escobar (12 x 16).  Com uma ótima sequência de saques do ponteiro minastenista Bruno Canuto, os visitantes ampliaram a vantagem (17×23) e fecharam sem dificuldades em 18×25.

4º set

Juiz de Fora precisava vencer o set para permanecer vivo na partida, mas o 4º set foi uma superioridade incontestável do Minas desde o início (1×8). O técnico de JF, Alessandro Fadul, promoveu substituições em sua equipe, mas não surtiram efeitos. Os bons saques dos visitantes dificultaram a recepção de Juiz de Fora (10 x 19), que via o adversário ampliar cada vez mais o marcador e se encaminhar para fechar o confronto. Com uma vantagem de 10 pontos, Minas fechou o set (15×25) e o jogo por 3 sets a 1.

 Confira a galeria de fotos da partida aqui.

Equipes:

JF VÔLEI: Maurício, Leandrão, Renato, Mark, Ninão, Diego e Fabio Paes

Entraram: Tatinho, Ricardo, Felipe, Djalma, Tarik, Igor

Técnico: Alessandro Fadul

MINAS TÊNIS CLUBE:  Everaldo, Escobar, Raidel, Bruno Canuto, Flávio, Pétrus e Maique

Entraram: Vanole , Eduardo, Lucas, Nicolas

Técnico: Nery Tambeiro

taubate_x_campinas_1

[Superliga]- Veja os confrontos da 5ª rodada da Superliga Masculina

 Com o início mais equilibrado dos últimos anos, começa nesta quarta-feira(25), a quinta rodada do turno da Superliga masculina de vôlei 2015/2016. A primeira partida será o confronto entre Funvic/Taubaté (2º) e Brasil Kirin (4º), às 18h15, no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP), com transmissão do Sportv. As duas equipes chegam com a mesma campanha: uma derrota e três vitórias

Ainda nesta quarta-feira, acontecerão outros dois jogos.  O JF Vôlei (12º), única equipe que ainda não venceu na competição, recebe o Minas Tênis Clube (9º), que tenta sua segunda vitória na Superliga. A partida será às 19h30, no ginásio da UFJF, em Juiz de Fora (MG).

 No mesmo horário, o líder São José Vôlei (1º) jogará contra o Sesi-SP (6º) no Tênis Clube, em São José dos Campos (SP), para tentar segurar o lugar mais alto da tabela por mais uma rodada.

Outros jogos da rodada

A rodada permanece nesta quinta-feira (26), com outras três partidas.  A primeira será um confronto mineiro entre Montes Claros (5º) e o atual campeão da Superliga,  Sada/Cruzeiro (3º), que se enfrentam no norte de Minas, no ginásio Tancredo Neves. As duas equipes venceram 3 rodadas e perderam 1 jogo e prometem fazer um dos melhores jogos da rodada. A partida terá transmissão do Sportv, às 19h15.

Às 20h, Voleisul/Paquetá Esportes (7º) e Copel Telecom Maringá Vôlei (11º) duelam no Ginástica, em Novo Hamburgo (RS). OS dois times vêm de derrotas, Maringá perdeu para o Sesi, por 3 sets a 1 e o Voleisul foi derrotado pelo Cruzeiro pelo mesmo placar. Assim, as equipes entram em quadra tentando a reabilitação na competição

No último confronto da rodada, o Bento Vôlei/Isabela (8º) enfrenta o Lebes/Gedore/Canoas (10º), às 20h, no Municipal, em Bento Gonçalves (RS), em mais um clássico estadual da rodada. Separados por apenas um ponto na tabela, a partida promete ser equilibrada.

[ Foto: Brasil Kirin/Divulgação]