australia

Austrália vence e se mantém na elite; Rússia é rebaixada

Campeões do Grupo 2 em 2014, os Volleyroos conseguiram importante vitória contra a Sérvia e continuam na 1ª divisão da Liga Mundial. Os australianos terminaram a fase classificatória com os mesmos cinco pontos conquistados pelos russos, porém com uma vitória a mais. A má campanha russa levou os atuais campeões olímpicos para a 2ª divisão na próxima temporada.

Austrália comemora a vitória em casa (Foto: FIVb)

Austrália comemora a vitória em casa (Foto: FIVb)

Apesar da vitória contra o Irã na última rodada, os russos terminaram a Liga Mundial com uma vitória e 11 derrotas. Após a segunda partida em Teerã, o capitão iraniano criou uma polêmica em relação ao rebaixamento russo e permanência australiana na 1ª divisão. “Infelizmente, perdemos. A Rússia precisava dos pontos muito mais do que nós (…) Parabéns para a Rússia. Nós preferimos ter a Rússia na 1ª divisão para aprender com eles”, disse o capitão iraniano, Mir Saeid Marouflakrani.

Capitão dos Volleyroos, Tom Edgar não gostou das declarações do capitão iraniano (Foto: FIVb)

Capitão dos Volleyroos, Tom Edgar não gostou das declarações do capitão iraniano (Foto: FIVb)

Em entrevista, o treinador Roberto Santilli e o capitão Tom Edgar falaram sobre as críticas feitas pelo capitão do Irã sobre a permanência da Austrália na elite. “Acordamos com um insulto do capitão iraniano. Nós sempre fomos muito profissionais em relação às outras equipes, então é decepcionante ouvir outros times falarem abertamente que a Rússia deveria ficar na 1ª divisão e nós não”, disse Edgar.

“Jogamos melhor que na primeira partida. Foi um jogo muito emocional. Conseguimos jogar bem nos momentos mais importantes”, analisou Santilli.

 

Egito sobe para o Grupo 2

Após cinco anos de ausência na Liga Mundial, o Egito venceu as finais do Grupo 3 e conquistou a vaga no 2º Grupo em 2016. A seleção egípcia venceu a seleção de Montenegro na final por 3×2, na Eslováquia. Os egípcios terminaram a Liga Mundial com apenas uma derrota, na primeira rodada para a Espanha, e sete vitórias.

italia-brasil

Itália se recupera da derrota e vence brasileiros

Após quase três horas e cinco sets, a Itália terminou sua participação na fase de grupos com vitória em cima do Brasil, repetindo o resultados dos confrontos na Itália. Em Cuiabá, as mudanças feitas por Mauro Berruto desta vez surtiram efeito e deram a vitória aos italianos por 3×2. Substituto de Vettori, o oposto/ponteiro Sabbi terminou a partida como maior pontuador com 19 pontos.

Italianos levaram a melhor na segunda partida (Foto: FIVb)

Italianos levaram a melhor na segunda partida (Foto: FIVb)

Além do Brasil – anfitrião da Fase Final -, Itália, Sérvia, Estados Unidos e Polônia estão classificados para as finais no Rio de Janeiro. As cinco seleções agora esperam o sexto e último classificado que virá das finais do Grupo 2 a serem realizadas na Bulgária na próxima semana. Em 2014, a Austrália foi a campeã do Grupo 2 e participou do Final 6 pela primeira vez.

brasil-italia

Em jogo morno, Brasil vence italianos em Cuiabá

por Lucilia Bortone

O terceiro clássico entre Brasil e Itália nesta Liga Mundial terminou com vitória brasileira diante da torcida mato-grossense. Em 1h32 jogados, a seleção brasileira fez 3×0 (25×20, 26×24, 25×19) em cima de uma apática seleção italiana. O ponteiro Lucarelli fez 12 pontos (10 de ataque, 1 de bloqueio e 1 de saque), e foi o maior pontuador da partida.

As duas seleções voltam a se enfrentar amanhã (Foto: FIVb)

As duas seleções voltam a se enfrentar amanhã (Foto: FIVb)

O triunfo brasileiro foi o 17º contra os italianos em toda a história da Liga Mundial. A partida desta quinta-feira também marcou o retorno do técnico Bernardinho às quadras, após suspensão de 10 jogos pela Federação Internacional de Voleibol (FIVb).

Brasil e Itália terminam sua participação na fase de grupos amanhã, às 14h, em Cuiabá. As duas seleções já estão classificadas para a Fase Final.

O jogo

1º set

Brasil começou mais ligado na partida, e logo abriu vantagem. Com um ace de Lucão (12×8), Mauro Berrutto pediu tempo. A parada não mexeu com os italianos, que foram para a segunda parada técnica em desvantagem após o bloqueio brasileiro parar Zaytsev (16×11). A Itália chegou a reagir (16×14), porém os donos da casa abriram cinco pontos (20×15) e mantiveram a vantagem para fechar o primeiro set em 25×20 em um ataque de Lucarelli.

No aniversário do filho, o capitão Bruninho, Bernardinho retorna à seleção (Foto: FIVb)

No aniversário do filho, o capitão Bruninho, Bernardinho retorna à seleção (Foto: FIVb)

2º set

No início do 2º set, os brasileiros não viram a cor da bola. Com a defesa mais ligada, a Itália abriu seis pontos e foi para o tempo técnico com o placar marcando 2×8. Porém, a vantagem italiana foi diminuindo quando o bloqueio brasileiro começou a parar o ataque adversário (16×13). Após saque de Lucarelli e erro da recepção italiana, Murilo matou uma bola de xeque (15×16). Confiante, Lucarelli voltou para o saque e empatou a partida com um ace (16×16). As duas equipes passaram a trocar pontos, até que o bloqueio brasileiro pegou o ataque de Sabbi e fechou a segunda parcial em 26×24.

3º set

Mesmo comandando o placar no início do 3º set, a seleção italiana continuava sem vibração dentro de quadro. Após erro de ataque de Sabbi, os brasileiros empataram o placar (10×10). Mauro Berrutto tirou Sabbi da partida e voltou com Vettori pro jogo. A mudança não mexeu com os italianos que voltaram a desperdiçar oportunidades. Com Murilo e Isac ligados na rede, o Brasil fez 23×18 em dois bloqueios seguidos. Aceitando a derrota, os italianos não viam mais saída para conter os atacantes brasileiros. Em 27 minutos, o Brasil fechou o set, e o jogo, em um erro de Zaytsev (25×19).

Brasil – Bruninho, Wallace, Isac, Lucão, Murilo, Lucarelli e Serginho (L)

Entraram: William, Evandro e Lipe

Itália –  Travica, Zaytsev, Birarelli, Anzani, Lanza, Vettori e Colaci (L)

Entraram: Mengozzi, Antonov e  Massari

Estatísticas

Ataque – Brasil 36 x 34 Itália

Bloqueio – Brasil 8 x 5 itália

Saque – Brasil 5 x 2 Itália

Erros do adversário – Brasil 27 x 22 Itália

brasil-australia

Repeteco em Sydney

por Lucilia Bortone

Repetindo os placares das partidas em São Bernardo no início do mês, a seleção brasileira venceu seus dois jogos em Sydney contra a seleção australiana (3×1 e 3×0) pela fase de grupos da Liga Mundial 2015.

Na primeira partida, os brasileiros não enfrentaram dificuldades nos dois primeiros sets. Com o saque afiado do ponteiro Lipe, o Brasil abriu 2 sets a 0 diante da torcida brasileira que fazia a festa mesmo fora de casa. Após a longa pausa entre o 2º e 3º sets, a seleção australiana voltou com novo ânimo e passou boa parte do 3º set na frente do placar. Contando com a vibração da torcida e do ponteiro Tom Douglas-Powell, os Volleyroos fecharam o set (25×23) e continuaram vivos na partida. O quarto set também seguiu equilibrado até a segunda parada técnica, quando o Brasil abriu três pontos e ampliou a vantagem fechando o set em 20×25, e a partida em 3×1.

Brasil vence as duas partidas contra a Austrália (Foto: FIVb.com)

Brasil vence as duas partidas contra a Austrália (Foto: FIVb.com)

Destaque da Austrália na primeira partida, o ponteiro Tom Douglas-Powell iniciou entre os titulares no domingo, ocupando a vaga de Walker. O levantador Sukochev também foi para o banco, dando lugar a Peacock. Porém, as mudanças de Roberto Santilli não surtiram efeito. Apesar de um 1º set equilibrado, que terminou em 25×22 para o Brasil, o restante da partida foi tranquilo para os brasileiros. Após 1h24 jogados, a seleção brasileira fechou o jogo em 3×0 (25/22, 25/20 e 25/15).

No próximo fim de semana, o Brasil enfrenta a Itália em Cuiabá (dias 2 e 3 de julho) e os australianos recebem a Sérvia, dias 4 e 5 de julho, em Melbourne.

lucarelli.png

Brasil se impõe e derrota Itália por 3×0

por Luara Herédia

A seleção brasileira devolveu neste domingo(21), a derrota sofrida na sexta-feira para a seleção italiana no histórico Fólico Itálico, em Roma. No segundo jogo válido pelo Grupo A da Liga Mundial, realizado no Fórum Nelson Mandela em Florença, os brasileiros venceram por 3 sets a 0.Parciais de 25 x 23, 25 x22 e 25 x 16.

Com a vaga garantida na fase final da competição, já que o Brasil é o país sede, o técnico Rubinho, substituto do técnico Bernardinho que está suspenso por 10 jogos, continuou com o rodízio de jogadores e fez duas mudanças na equipe titular em relação ao primeiro jogo. Começaram jogando:  o levantador Bruno, os ponteiros Murilo e Lucarelli, o líbero Serginho e o central Lucão. O outro meio de rede desta vez foi Isac, que entrou no lugar de Éder e o oposto Evandro, que substituiu Wallace e foi o maior pontuador da partida com 20 pontos.

_Brasil errou menos e soube aproveitar as falhas do adversário. O oposto Evandro(15) foi o maior pontuador da partida, com 20 pontos. ( Foto: FIVB)

Do outro lado, precisando somar pontos para a classificação para a próxima etapa, o técnico Mauro Berrutto entrou com sua força máxima em quadra: o levantador Travica, o ponteiros Zaytsev e Lanza, o líbero Colaci, os centrais Birarelli e Anzani e o oposto  Vettori.

No primeiro jogo os brasileiros erraram muitos saques. Em compensação, os donos da casa forçaram muito no segundo jogo e acabaram cometendo muitos erros e deram 27 pontos para o adversário, contra 24 dos brasileiros. O bloqueio foi outro fundamento em que o Brasil foi superior ao adversário- oito pontos contra somente um dos italianos.

Com a vitória, os sul-americanos chegaram aos 18 pontos e se isolaram na liderança. A Azzurra segue em segundo lugar, mas agora cinco pontos atrás do líder, com 13 pontos. Agora, os brasileiros se despedem da Europa e partem para a Austrália, para dois confrontos contra a seleção da Oceania. Já os Italianos enfrentam a Sérvia para continuar a disputa pelo segundo lugar do grupo.

foroitalico

Liga Mundial – Palco histórico para um dos maiores clássicos do vôlei

por Luara Herédia*

Nesta sexta-feira, às 15h (horário de Brasilia), Itália e Brasil, maiores vencedores da Liga Mundial – com oito e nove títulos, respectivamente -, se enfrentam pela primeira vez no ano. Desta vez, a partida entre as equipes que disputaram todas as edições da competição terá um cenário especial, com direito a céu aberto: o Foro Itálico, em Roma, palco do tradicional Masters 1000 de tênis. A expectativa é que os 11 mil lugares nas arquibancadas estejam ocupados.

Com condições climáticas diferentes, já que a maior parte dos jogos de voleibol são disputados em ginásios, os jogadores brasileiros procuraram minimizar eventuais problemas e preferiram focar na preparação para a partida. “A preparação para essa partida contra a Itália foi muito boa desde que chegamos a Roma. Sem dúvida, este vai ser um jogo diferente. Vamos jogar em um lugar aberto e a atmosfera que envolve esse confronto é completamente diferente”, destacou o levantador e capitão do Brasil, Bruninho.

O Foro Itálico recebeu a partida entre Itália x Polônia, na Liga Mundial de 2014. ( Foto: FIVB)

O Foro Itálico recebeu a partida entre Itália x Polônia, na Liga Mundial de 2014. ( Foto: FIVB)

O jogador ainda ressaltou a importância de jogar nesse grande palco mundial. “Tecnicamente, pode não ser uma partida perfeita de vôlei, mas mais importante é ter uma oportunidade como essa. Jogar no Foro Itálico, que é um lugar mundialmente conhecido, vai ser uma experiência inesquecível para rodos nós. Espero fazer um bom jogo e ajudar o Brasil a conseguir a vitória, mas, com certeza, vai ser algo bem incomum em relação ao que estamos acostumados”.

Classificação

A seleção brasileira lidera o Grupo A com 14 pontos. A equipe acumula cinco vitórias (sendo duas delas por 3×2) e uma derrota no tie-break.  A Itália está em segundo lugar no grupo com 11 pontos, são quatro vitórias em seis partidas.

Por ser sede da fase final, os brasileiros já estão garantidos para a fase decisiva da Liga Mundial, que será disputada entre os dias 15 e 19 de julho, no  Maracanãzinho, Rio de Janeiro.

(* Com informações da Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Vôlei)

Em jogo equilibrado, Brasil supera a Sérvia

*texto Folhapress

Após perder a invencibilidade na Liga Mundial de vôlei para a Sérvia, na última sexta-feira (12), a seleção masculina voltou a vencer no campeonato.A equipe brasileira derrotou os sérvios na tarde deste domingo (14) por 3 sets a 2, com parciais de 25/23, 20/25, 25/21, 22/25 e 15/13.

Na sexta-feira, o Brasil perdeu a primeira disputa pelos mesmos 3 sets a 2, em partida que marcou o retorno do levantador Bruninho ao campeonato. Ele foi poupado nas primeiras partidas da Liga.

Na próxima etapa, o Brasil enfrenta a Itália, em Roma. As partidas acontecem na sexta-feira (19) e no domingo (21).

_ Brasil se recuperou da derrota sofrida na sexta-feira. (Foto: Federação Internacional de Vôlei)

_ Brasil se recuperou da derrota sofrida na sexta-feira. (Foto: Federação Internacional de Vôlei)

Brasil leva virada da Sérvia e perde primeiro jogo na Liga Mundial

por Luara Herédia

Nesta sexta-feira,12, a seleção brasileira enfrentou a Sérvia em Novi Sad.  Mesmo começando melhor, o Brasil  levou a virada, que pôs fim à sequência vitoriosa. O time da casa venceu no tie- break por 3 a 2, parciais de 22/25, 23/25, 25/23, 25/21 e 15/13.

Apesar da derrota, a seleção ainda está na liderança do Grupo A com 12 pontos, seguida de Itália (8), Sérvia (7) e Austrália (3). Por ser o anfitrião, o Brasil tem presença garantida na fase final da competição, de 15 a 19 de julho, no Rio de Janeiro.

_ Foto: FIVB- Federação Internacional de Voleibol

_ Na estreia de Brunino, Brasil leva a virada diante da Sérvia (Foto: FIVB- Federação Internacional de Voleibol)

O oposto Wallace, maior pontuador do jogo com 24 pontos,falou depois do jogo – ” Faltou manter o bom ritmo que conseguirmos impor nos dois primeiros sets, quando agredimos bastante no saque. No terceiro e no quarto já não foi tão bom, assim como no quinto. Temos que repensar para o próximo jogo. Não podemos ser tão irregulares assim no domingo.As equipes voltam a se enfrentar neste domingo, às 15h10 (de Brasília), em Belgrado.

Apesar da derrota, a seleção ainda está na liderança do Grupo A com 12 pontos, seguida de Itália (8), Sérvia (7) e Austrália (3). Por ser o anfitrião, o Brasil tem presença garantida na fase final da competição, de 15 a 19 de julho, no Rio de Janeiro.

Pela Liga Mundial, Brasil volta a vencer a Austrália

por Luara Herédia

O Brasil conquistou, neste domingo(07.06) a sua quarta vitória seguida na Liga Mundial. Jogando em São Bernardo do Campo (SP), no Ginásio Adib Moysés Dib, a seleção venceu a Austrália por 3 sets a 0. Parciais de 31/29, 25/19 e 25/19.  Foi a quarta vitória brasileira em quatro partidas.  O time havia ganhado duas vezes da Sérvia, semana passada, em Belo Horizonte, e superado a Austrália também na sexta-feira.

O técnico Rubinho, que substitui o técnico Bernardinho, que sofreu uma punição da Federação Internacional de Vôlei por 10 jogos fez uma avaliação positiva de sua equipe“Acho que o conjunto foi bom. Passamos bem, o Raphael fez uma boa partida, trabalhou bem o Wallace e com os homens de meio. Os meios se apresentaram bem e o sistema como um todo funcionou bem. Até pelo perfil da equipe que estava em quadra, conseguimos manter um volume de ataque alto mesmo com o passe fora da rede. A equipe conseguiu ser eficiente nessa proposta. Fizemos um jogo consistente e acredito que o saldo desses quatro jogos no Brasil é bastante positivo, principalmente em termos dado tempo e rodagem aos atletas”.

O ponteiro Lucas Lóh e o levantador Raphael fizeram grande partida com a camisa brasileira. (Foto: FIVB)

O ponteiro Lucas Lóh e o levantador Raphael fizeram grande partida com a camisa brasileira. (Foto: FIVB)

Agora, a seleção viaja para a Europa, para enfrentar a  Sérvia, onde fará duas partidas na próxima semana, nos dias 12 e 14 de junho. E mais duas partidas contra a Itália nos dias 17 e 19 de junho.

Brasil vence a terceira partida consecutiva na Liga Mundial

por Luara Herédia

O Brasil segue invicto na Liga Mundial. Nesta sexta-feira (5), a seleção brasileira derrotou a Austrália e manteve o 100% de aproveitamento neste começo de competição. Jogando em São Bernardo do Campo (São Paulo), o time venceu os australianos por 3 sets a 1, com parciais de 25-20, 21-25, 25-19 e 25-18. O maior pontuador do jogo foi o oposto brasileiro Evandro, que marcou 19 pontos.

 _ Brasil segue 100% na Liga Mundial (Foto: Divulgação/ FIVB)

_ Brasil segue 100% na Liga Mundial (Foto: Divulgação/ FIVB)

Com o resultado, a seleção  chegou aos oito pontos, dois a mais que a vice-líder Itália, que enfrenta esta semana a Sérvia. Vale lembrar que o Brasil já está classificado para a fase decisiva da competição, porque é o país sede da final, que será realizado no Ginásio do Maracanãzinho, entre os dias 15 e 19 de julho.

Brasil vence a segunda partida contra Sérvia

por Luara Herédia

Jogando em casa, no Ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, a seleção brasileira voltou a vencer a seleção a Sérvia pela Liga Mundial. Desta vez, o placar foi 3 sets a 1. Parciais de 25×18, 25×20,19 x25 e 25 x 22.

O jogo contou com a volta do capitão Murilo, que não havia jogado na estreia por causa de uma punição da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) por indisciplina, que aconteceu durante o campeonato Mundial, disputado na Polônia no ano passado. O  técnico Bernardinho segue suspenso por mais 8 jogos. Ao todo, o treinador levou 10 jogos de suspensão

Na próxima semana, o Brasil volta a jogar diante da sua torcida. Os brasileiros enfrentam a Austrália na sexta- feira(05.06), às 15 horas e no domingo(07.06), às 10h, em São Bernardo do Campo.

_ Murilo fez sua estreia na competição. (Foto: Superesportes MG)

_ Murilo fez sua estreia na competição. (Foto: Superesportes MG)

Brasil estreia com vitória na Liga Mundial

por Luara Herédia

A seleção brasileira masculina sofreu, mas conseguiu estrear com vitória na Liga Mundial de Vôlei. Diante da Sérvia, o Brasil fechou a partida em 3 sets a 2, parciais de 24/26, 25/17, 25/22, 26/28 e 15/11, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte.O maior pontuador do jogo foi o oposto Leandro Vissotto com 16 pontos. Os destaques da Sérvia foram Uros Kovacevic e Marko Ivovic, que terminaram a partida com 14 pontos cada um. Brasil e Sérvia se enfrentam mais uma vez no próximo domingo (31), de novo no Mineirinho, às 10h.

 (Foto: FIVB)

(Foto: FIVB)

A partida remarcou a estreia do líbero Serginho, de 39 anos,  que não atuava pela equipe brasileira há mais de dois anos. Fora de quadra, o Brasil não pode contar com Bernardinho e ponteiro Murilo. Os dois estão suspensos por dez e um jogo, respectivamente, devido a uma punição da Federação Internacional de Vôlei, por causa de uma confusão durante o Campeonato Mundial, realizado na Polônia no ano passado, em que a seleção não compareceu a uma entrevista coletiva após o jogo e ainda se envolveu em confusão durante a partida.

Ponteiro Samuel Fuchs pede dispensa da seleção de vôlei

por Luara Herédia

Após sete anos sem defender a amarelinha, a última competição foi o vice campeonato Olímpico, em Pequim 2008,o ponteiro Samuel Funchs, 31 anos, atleta do Minas Tênis Clube, foi a grande surpresa da convocação do técnico Bernardinho para a Liga Mundial.

Porém, o atleta que fez uma campanha regular com o seu time na Superliga, surpreendeu a todos com um pedido de dispensa. Samuel disse que explicou o seus motivos pessoais ao técnico brasileiro e depois fez um post em seu perfil no Instagram para comunicar à torcida brasileira.

samueeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeel

Confira o post do ponteiro:

“Olá pessoal!Amigos, torcedores, e todos aqueles que me acompanham… Gostaria de dizer que estou muito feliz por ter meu trabalho reconhecido mais uma vez após quase 7 anos de ausência, pelas pessoas responsáveis por fazerem o vôlei brasileiro tão respeitado mundo afora!! Com certeza após tantos anos de luta, muitas delas comigo mesmo, fiquei orgulhoso de ter meu nome mais uma vez naquela lista!! Dito isso, também quero informar que no momento, tomei a decisão de não me apresentar no RJ segunda feira, ou seja, pedi liberação ou dispensa! O fiz porque no momento não me sinto em condições físicas para tal!! Reconheço que minha volta às quadras tenha sido o primeiro passo, muito importante por sinal…

Mas acredito que um retorno nesse momento seria um pouco precipitado da minha parte, após quase me aposentar precocemente, sinto que necessito ter um cuidado especial com meu ombro, isso inclui um tempo maior de intervalo entre uma competição e outra…Decisão muito difícil de ser tomada, mas acredito que seja a coisa certa a ser feita no momento!

Se no futuro for novamente chamado para representar meu país irei com muito orgulho, assim como fui em todas às outras vezes nas quais fui solicitado!! Um abraço e até logo!! (Não é o tamanho do cachorro que importa…Mas sim o tamanho da luta que existe dentro dele,
Abraços a todos!”

Bernardinho convoca seleção brasileira de vôlei

por Luara Herédia

Vai começar mais uma temporada para a seleção brasileira masculina de vôlei. Nesta segunda-feira (13.04), a comissão técnica, liderada pelo técnico Bernardinho, anunciou através de uma coletiva de imprensa, os 25 jogadores que irão disputar a Liga Mundial. O Brasil está no Grupo A da Liga Mundial, ao lado de Austrália, Itália e Sérvia.

           A grande novidade na convocação é a volta do líbero Serginho, que estava ausente da seleção há dois anos. A volta do jogador foi bastante comemorada e Bernardinho fez questão de destacar a importância do atleta:

          “O Serginho é um jogador que sempre esteve próximo do grupo. O convite foi meu e tive um feedback muito positivo. Teremos uma programação especial porque ele não é mais um garoto. E também será avaliado, principalmente em relação a continuidade, e não participará de viagens longas, por exemplo”, explicou o treinador, sobre o líbero de 39 anos.

            Outras novidades da lista ficam por conta do retorno do central Riad, do Sesi-SP, e do ponteiro Samuel, do Minas Tênis Clube (MG), que já fizeram parte do grupo brasileiro em outros momentos. O líbero Tiago Brendle, do Ziober Maringá (PR), também é um dos novos nomes.

             Outro ponto destacado na coletiva foi a programação ao longo do ano. Com o calendário repleto de competições e com datas coincidindo, a fase final da Liga será ao mesmo tempo que os Pan- Americano, Bernardo ressaltou que alguns atletas poderão ser aproveitados no Pan.

CONVOCADOS

LEVANTADORES

bruno          fernando      murilo   raphael
Bruno Mossa Rezende          Fernando Kreling                   Murilo Radke                          Raphael Oliveira
28 anos                                          19 anos                               26 anos                                  36 anos
Pallavolo Modena (ITA)          Sada/Cruzeiro( BRA)             Vôlei Canoas( BRA)               Funvic/Taubaté(BRA)
william

WILLIAM
William Arjona
36 anos
Sada Cruzeiro

OPOSTOS

evandro       Renan     vissotto         wallace
Evandro Guerra                    Renan Buiatti              Leandro Vissotto         Wallace de Souza
33 anos                                    24 anos                        31 anos                          27 anos
Suntory Sunbirds (JAP)       Ravenna Volley( ITA)     JT Thunders(JAP)       Sada Cruzeiro(BRA)

CENTRAIS
eder     isaac   lucao     mauricio  riad

Éder Carbonera            Isac Santos               Lucas Saatkamp                    Maurício Souza                 Riad Ribeiro
31 anos                          24 anos                    29 anos                                    26 anos                           33 anos
Sada Cruzeiro               Sada Cruzeiro           Sesi SP                                Taubaté/Funvic                 Sesi- SP

sidao
Sidnei dos Santos Júnior
32 anos
Taubaté/Funvic

PONTEIROS

lipe          lucarelli   loh
Luiz Felipe Fonteles             Ricardo Lucarelli         Lucas Lóh
31 anos                                    23 anos                        24 anos
Taubaté/Funvic                     SESI- SP                     Zaksa Kedzierzyn( POL)

maurico          murilo endres       samuel
Maurício Borges                  Murilo Endres                    Samuel Fuchs
26 anos                                34 anos                              31 anos
Sesi-SP                                 Sesi- SP                            Minas Tênis Clube

LIBEROS

felipe     mario jinio   Brendle seleção     sergiiiiiiiiiinho
Felipe Lourenço            Mário Júnior            Tiago Brendle                     Sergio Dutra
24 anos                              32 anos                29 anos                              39 anos
Taubaté/Funvic            Piacenza(ITA)         ZIober Maringá                    Sesi-SP

CEV_CLM_20150329-183112

Zenit Kazan é campeão europeu e garante vaga no Mundial de Clubes

Campeões em 2008 e 2012, o Zenit Kazan conquistou pela terceira vez o título do Campeonato Europeu de Clubes e garantiu vaga no Mundial. Com uma equipe de estrelas, a equipe russa venceu o Asseco Resovia Rzeszow, da Polônia, por 3×0 (25×22,25×23 e 25×21), em Berlim. Com a conquista do Zenit, a Rússia chega ao sétimo título em 15 anos de Champion’s League.

O cubano Leon foi eleito MVP, além de ter sido um dos ponteiros escolhidos para a seleção do campeonato.

O Zenit Kazan se junta às outras três equipes confirmadas para o Mundial de Clubes: Sada/Cruzeiro (Brasil – anfitriões), UPCN (Argentina – campeão sul-americano) e Ahly (Egito – campeão africano). Completarão a lista de participantes: um representante da Norceca, outro da Confederação Asiática, além de duas equipes convidadas pela Federação Internacional. O Mundial 2015 será realizado entre 27 de outubro e 1º de novembro, em Belo Horizonte.

Foto: CEV – Confédération Européenne de Volleyball

Prêmios individuais

MVP: Wilfredo LEON (Zenit Kazan)

Seleção do Campeonato

Levantador: Fabian DRZYGA (Asseco Resovia Rzeszow)

Oposto: Maxim MIKHAYLOV (Zenit Kazan)

Centrais: Piotr NOWAKOWSKI (Asseco Resovia Rzeszow) e Johannes BONTJE (Berlin Recycling Volleys)

Ponteiros: Wilfredo LEON (Zenit Kazan) e Facundo CONTE (PGE Skra Belchatov

Líbero: Teodor SALPAROV (Zenit Kazan)

Fair play: Scott TOUZINSKY (Berlin Recycling Volleys)

DSC05831-Edit

Sada/Cruzeiro e Sesi vencem primeiro jogo das semifinais

Atuais campeões da Superliga, os mineiros do Sada/Cruzeiro venceram o primeiro jogo da semifinal contra o Minas por 3×1 (25×23,26×24,23×25 e 25×21). Wallace e Leal, ambos do Cruzeiro, dividiram o posto de maior pontuador da partida com 18 pontos cada um. O ponteiro Filipe recebeu o troféu Viva Vôlei. A segunda partida entre Cruzeiro e Minas será na segunda-feira, 30, na Arena Minas, às 18h30. Em caso de vitória dos donos da casa, a terceira partida da melhor de três será no dia 4 de abril.

 

 _ Sada/Cruzeiro é o atual campeão da Superliga. ( Foto: Lucilia Bortone)

_ Sada/Cruzeiro é o atual campeão da Superliga.
( Foto: Lucilia Bortone)

Do lado paulista, Sesi-SP levou a melhor, fora de casa, contra o Funvic/Taubaté também em quatro sets (25/21, 27/25, 28/30 e 25/19). O central Lucão foi eleito o melhor da partida. Na terça-feira, 31, o Sesi recebe o Taubaté, na Vila Leopoldina, com a esperança de fechar a conta da semifinal e garantir mais uma final da Superliga.

DSC07802-2

UFJF vence, mas não consegue se classificar o para os playoffs

por Luara Herédia

 

    Em jogo disputado neste sábado,28, no ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos(FAEFID), a UFJF fez seu dever de casa e derrotou São Bernardo por 3 sets a o (25/19, 25/22 e 25/14), conquistando os três pontos que precisava para ainda sonhar com uma classificação para a próxima fase. O problema era que os mineiros dependiam de dois outros resultados: uma derrota da Voleisul para o Minas (o que acabou acontecendo, o time gaúcho perdeu por  1 x 3) e uma derrota, sem pontos, do Montes Claros diante  de Campinas. Porém, o time do norte de Minas foi superior e levou o jogo por 3 sets a 1, conquistando a última vaga e eliminando as chances do time de Juiz de Fora seguir na Superliga 2014/2015. Mesmo fora, a UFJF  tem motivos para comemorar, o time fez sua melhor campanha na competição nacional, terminando em 9º lugar, com 26 pontos conquistados, três atrás do 8º colocado.

 O JOGO

Torcida foi um dos destaques da noite (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Torcida foi um dos destaques da noite (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

      Apenas cumprindo tabela, São Bernardo começou melhor a partida e abriu vantagem (1 x 4). Após o primeiro tempo técnico obrigatório, a UFJF voltou melhor e virou o set (11×9). Impulsionados pela torcida que lotou o ginásio, os donos da casa ampliaram o marcador e foram para a parada técnica com seis pontos à frente (16×10). Com folga no marcador, Juiz de Fora fechou o primeiro set (25 x 19).

     2º set

      Assim como no set anterior, a equipe paulista começou melhor (3 x6).  Ansiosa, a UFJF cometia muitos erros de recepção, e viu o adversário ampliar (6 x 12).  Novamente o torcedor da Federal fez a diferença impulsionando o time em uma reação espetacular, os mineiros perdiam por 5 pontos (14 x 19), empataram o set (20 x 20) , e passaram à frente após um contra- ataque (21 x 20).  Com moral, Juiz de Fora levou o set (25 x 22) abrindo 2 sets a 0 no jogo.

 3º set

      O início do terceiro set foi o mais equilibrado, com os times se alternando à frente do marcador (7×8). Com o central Victor Hugo comandando o bloqueio, a equipe da casa abriu vantagem (12×9). Mesmo precisando do resultado positivo, a Federal jogava mais solta e foi ampliando o marcador, fechando  o terceiro  set com o placar mais largo da partida (25 x 14) .  O Troféu Viva Vôlei ficou com o central Victor Hugo.

CLASSIFICADOS

 Seguem para  a próxima fase: Sada/Cruzeiro, Taubaté/ Funvic, Sesi- SP, Minas Tênis Clube, Brasil Kirin/Campinas, Ziober/Maringá, Vôlei Canoas e Montes Claros Vôlei. Confira a Classificação (clique na tabela para ampliar):

 Equipes classificadas para os playoffs da Superliga 2014/2015. ( Fonte: CBV)

Equipes classificadas para os playoffs da Superliga 2014/2015.
( Fonte: CBV)

Ziober/Maringá e UFJF se enfrentaram pela penúltima rodada da Superliga

De virada, UFJF sofre derrota diante do Ziober/Maringá

por Luara Herédia

 

              Jogando na casa do adversário, o Vôlei UFJF foi derrotado por 1×3 pelo Ziober Maringá (25×22, 22×25, 18×25, 23×25) na noite desse sábado, 21, pela penúltima rodada do returno da Superliga 2014/2015.  Os maiores pontuadores foram o ponteiro Diogo, por Maringá, e o oposto Bergamo, pela UFJF. Ambos marcaram 19 vezes. Já o central Rodrigo Mudo, do time paranaense, foi considerado o melhor em quadra e ganhou o Troféu Viva Vôlei.

           O técnico Alessandro Fadul avaliou a partida: “Como esperávamos, foi um jogo extremamente difícil, bastante equilibrado. As duas equipes sacaram muito bem, o que foi um diferencial. Mas nos momentos decisivos dos sets, Maringá conseguiu dificultar nossa linha de passe e encaminhar a vitória. Agora precisamos vencer São Bernardo e aguardar o final da última rodada.”

  UFJF começou melhor, mas não conseguiu superar os donos da casa. (Foto:Ziober/Maringá- Divulgação)

UFJF começou melhor, mas não conseguiu superar os donos da casa.
(Foto:Ziober/Maringá- Divulgação)

O diretor técnico do Vôlei UFJF, Maurício Bara Filho, destacou que, apesar de Maringá ter feito uma partida muito consistente, ainda assim o jogo foi disputado de igual para igual. E já está convocando a torcida para o próximo compromisso da Federal: “O mais importante é que temos esperança de classificação na última rodada. Por isso convocamos a torcida para o jogo contra São Bernardo. Vamos lutar para vencer e conquistar nossa melhor campanha na Superliga até hoje, em termos de pontos e vitórias.”

 Chances de classificação

        Apesar de não ter pontuado, a Federal ainda tem chances de se classificar para os playoffs da competição. Para isso, precisa vencer a próxima partida no sábado, 28, às 21h30, contra o São Bernardo Vôlei, em Juiz de Fora. E torcer para Montes Claros e Voleisul Paquetá não pontuarem em seus jogos no mesmo dia – Montes Claros receberá o Brasil Kirin, enquanto Voleisul enfrentará, em casa, o Minas Tênis Clube.

*Texto: Assessoria de Imprensa Vôlei UFJF

DSC05649-Edit

UFJF vence São José e mantém as esperanças de classificação

por Luara Herédia

          O Vôlei UFJF conquistou mais uma importante vitória na noite desse sábado, 07. Jogando fora de casa, atropelou o São José por 0x3 (20×25, 16×25, 23×25) e ganhou mais três pontos na tabela, chegando a 23. Com isso, mantém vivas as chances de classificação para os playoffs da Superliga Masculina de Vôlei. O líbero Fábio Paes foi considerado o melhor em quadra e ganhou o Troféu Viva Vôlei. Os maiores pontuadores pela Federal foram Sérgio, com 18, e Bergamo, com 16 pontos. Pelo São José, Caio marcou 15 vezes.

          O levantador titular e capitão da equipe, Rodrigo Ribeiro, não teve condições de jogo devido a uma virose. Em seu lugar, jogou o levantador Victor Gelli, que foi bastante elogiado pelo técnico da UFJF, Alessandro Fadul: “O grupo todo está de parabéns, em especial o Gelli, que teve que entrar em uma situação complicada, já que o Rodrigo estava passando muito mal. Ele jogou muito bem e ajudou extremamente a equipe a conquistar a vitória.”

  UFJF vence fora de casa e ainda sonha com uma vaga entre os oito primeiros. (Foto: Assessoria São José Vôlei- site).

UFJF vence fora de casa e ainda sonha com uma vaga entre os oito primeiros.
(Foto: Assessoria São José Vôlei- site).

             Além disso,o técnico saiu mais uma vez satisfeito de quadra com o desempenho do seu time: “Imprimimos um ritmo de jogo forte do início ao fim. Sacamos muito bem, o que dificultou a saída de jogo por parte de São José e facilitou as nossas ações defensivas – nosso bloqueio e nossa defesa”, afirmou.

FAZENDO CONTAS

               Com a vitória, ao time de Juiz de Fora está em nono lugar, com 23 pontos, e mantém viva a possibilidade de uma classificação inédita para os playoffs (fase em que as oitos melhores equipes se classificam). Para isso, a Federal precisa  no mínimo vencer um de seus jogos (enfrenta Maringá no próximo dia 21, fora de casa e São Bernardo, dia 28, em Juiz de Fora) e  torcer para que Montes Claros, oitavo colocado,com 26 pontos, não vença nenhum dos seus dois jogos( a equipe enfrenta o Minas no Norte do estado e o Brasil/Kirin em Campinas.

*Texto: Assessoria de Imprensa Vôlei UFJF

DSC07883-Edit

UFJF surpreende e vence Funvic/Taubaté

por Luara Herédia

 Após erro de saque, UFJF vence o jogo e consegue derrubar o vice-líder da Superliga. (Foto:Lucila Bortone)

Após erro de saque, UFJF vence o jogo e consegue derrubar o vice-líder da Superliga. (Foto: Lucilia Bortone)

         A UFJF demonstrou mais uma vez, que gosta de complicar a vida dos “grandes” da Superliga. Depois de vencer o SESI  e só perder no quinto set para o Sada/Cruzeiro, os mineiros venceram, de virada, o  Funvic/Taubaté, por 3 sets a 1 (21 x 25, 25 x 21, 30, 28 e 25 x 17). Com os três pontos conquistados nesta quarta-feira, a UFJF chegou aos 20 pontos e mantém vivo o sonho de se classificar para os playoffs. Apesar da derrota, Taubaté segue em segundo lugar, com 40 pontos.

       Mesmo contando com quatro jogadores que defendem a seleção brasileira em seu elenco, o time paulista pecou pela irregularidade, como afirmou o técnico Cézar Douglas após o confronto. “Oscilamos muito dentro da partida. Conseguíamos recuperar o placar adverso, mas em seguida passávamos pela mesma dificuldade. Agora é analisar o jogo friamente e tentar se recuperar já no próximo jogo”, analisou.

 Jogadores de Taubaté lamentam erros durante a partida. ( Foto:Lucila Bortone


Jogadores de Taubaté lamentam erros durante a partida. ( Foto:Lucilia Bortone)

        Já pelo lado mineiro, o técnico da Federal, Alessandro Fadul, era só elogios a sua equipe: “Nesse nível de competição, os jogos são sempre equilibrados e decididos nos detalhes. E hoje fomos muito bem nos detalhes. Aproveitamos cada chance que criamos e jogamos muito bem, apesar do início do primeiro set, que foi ruim. Depois encontramos nosso ritmo e conseguimos dar sequência até o final do jogo. A vitória veio para coroar tudo o que o grupo fez ao longo da partida”.

      O ponteiro Manius, que jogou com limitações físicas devido a uma virose, ganhou o Troféu Viva Vôlei. Já o maior pontuador da UFJF foi o ponteiro Sérgio, que marcou 26 vezes e teve seu nome gritado pela torcida no fim do jogo. O ponteiro agradeceu os torcedores e comentou sobre a emoção de ter seu nome gritado pela torcida:”. É um privilégio jogar pela UFJF e contribuir para a alegria da torcida”.  Continuar lendo

UFJF vence de virada do Voleisul, na casa do adversário

 

 

         O Vôlei UFJF conquistou uma importante vitória na noite desse sábado, 30, pela Superliga. De virada, jogando na casa do adversário, a Federal venceu o Voleisul/Paquetá por 1×3, conquistando três pontos na tabela da competição – agora, o time de Juiz de Fora soma 17 pontos. As parciais da partida, disputada na Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo, foram 25×20, 22×25, 22×25 e 14×25. O oposto Bérgamo foi considerado o melhor do jogo e ganhou o Troféu Viva Vôlei. Bérgamo também foi o maior pontuador pela UFJF, tendo marcado 22 vezes. Pelo Voleisul, Leandrão fez 18 pontos.

Fora de casa a  UFJF venceu o Voleisul e devolveu a derrota sofrida no 1 turno. ( Foto/ Lucilia Bortone- arquivo).

Fora de casa a UFJF venceu o Voleisul e devolveu a derrota sofrida no 1 turno. (Foto Lucilia Bortone- arquivo).

O técnico da Federal, Alessandro Fadul, avaliou a partida: “Foi uma excelente vitória! Começamos errando muito. No primeiro set, tivemos erros individuais, coletivos e táticos. Do segundo set em diante, diminuímos o número de erros, o nosso saque melhorou e conseguimos pressionar mais a equipe do Voleisul. Nossa linha de passe e nosso ataque também funcionaram bem. Tudo isso fez nosso jogo fluir. A equipe estava muito empenhada e determinada. E conseguiu sair da situação difícil do primeiro set e reverter o placar, virando a partida e conquistando a vitória de três pontos, que era tão importante!”

O levantador Rodrigo, capitão da Federal, também destacou a boa atuação da equipe: “O elenco foi bem, soube sair das dificuldades impostas pelo Voleisul e neutralizar as principais armas do adversário.”

Mesmo com o resultado, o time de Juiz de Fora permanece em 10º lugar com 17 pontos, seis a menos que o time de Montes Claros, oitavo colocado, e ainda sonha com uma vaga nos playoffs. Na próxima quarta-feira, a UFJF enfrenta, em casa, o Taubaté, às 20h, no Ginásio da Faefid (campus).

 *Texto: Assessoria de Imprensa Volei UFJF

Montes Claros domina a partida do início ao fim e derrota UFJF

 

por Luara Herdia

 O Vôlei UFJF não conseguiu repetir os bons desempenhos das últimas partidas pela Superliga e perdeu para Montes Claros na noite dessa terça-feira, 27, por 0x3, no Ginásio da Faefid (20×25, 22×25, 22×25). Os maiores pontuadores da partida foram Sérgio e Bergamo, da Federal, com 16 pontos cada. Pela equipe do norte de Minas, Salsa, Polaco e Leo marcaram 12 vezes cada um. Leo ganhou o Troféu Viva Vôlei como o melhor do jogo.

      Para o técnico da Federal, Alessandro Fadul, Montes Claros jogou muito bem no contra-ataque, diferentemente da UFJF. “Eles fizeram uma boa partida, e nós não conseguimos aproveitar as chances que criamos. E como não conseguíamos pontuar nos contra-ataques, a partida foi ficando difícil para a gente. Sabíamos que seria um jogo difícil, e os próximos confrontos serão tão difíceisquanto o de hoje. Temos várias decisões pela frente. Vamos continuar trabalhando para buscarmos as vitórias”, afirmou Fadul.

 Montes Claros se impôs desde o início e não deu chances para Juiz de Fora. (Foto:Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com)

Montes Claros se impôs e não deu chances para Juiz de Fora. (Foto:Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com)

     O ponteiro Sérgio também avaliou o jogo: “Nós não conseguimos fazer o que vínhamos fazendo nas partidas anteriores. E eles montaram um planejamento de jogo que teve mais resultado que o nosso. Lutamos até o final, mas infelizmente não conseguimos a vitória. Mas não vamos desanimar para os próximos jogos. Vamos trabalhar e lutar até o final.”

O JOGO

         A partida entre UFJF e Montes Claros começou equilibrada. No primeiro tempo técnico, o placar era 8 x 7, a favor dos donos da casa. Após o retorno do jogo, os visitantes mostraram a força do bloqueio, abriram vantagem e chegaram à frente na parada técnica(11×16).  A parada fez bem para Juiz de Fora, que voltou mais ligada no set e diminuiu a desvantagem ( 18 x 19). Porém,  a UFJF voltou a cometer erros bobos e Montes claros fechou o set (20 x 25).

Apática em quadra, a UFJF não teve chances diante de Montes Claros. ( Foto: Lucilia Bortone)

Apática em quadra, a UFJF não teve chances diante de Montes Claros. ( Foto: Lucilia Bortone)

2º set

         O segundo set seguiu do mesmo jeito que terminou o set anterior, com a equipe do Norte de Minas dominando o marcador e a Federal lenta e previsível correndo atrás do prejuízo(13 x 16).  Assim como no 1º set, Juiz de Fora buscou o placar e até passou à frente(20 x 19), mas jogando mal, a equipe da Zona da Mata permitiu a reação do adversário, que aproveitou a oportunidade e fechou o segundo set (22x 25), e abriu 2 sets a 0.

3º set

Precisando vencer o set para se manter vivo na partida, a UFJF até tentou reagir, e o set se manteve equilibrado até o final (17 x 17), porém, os donos da casa encontravam pela frente a equipe de MOC, disposta a fechar o jogo o quanto antes. Novamente, os visitantes determinaram o ritmo e fecharam o set  (22 x 25) e o jogo por 0 x 3.

 Esse foi o quarto confronto das equipes do ano, e a primeira vitória de MOC. ( Foto: Lucilia Bortone)

Esse foi o quarto confronto das equipes do ano, e a primeira vitória de MOC. ( Foto: Lucilia Bortone)

Para acessar mais fotos da partida, clique aqui.

Fotos: Lucilia Bortone

UFJF joga bem, mas não consegue superar o Sada/Cruzeiro

 

por Luara Herédia

        A UFJF fez outro jogo bem equilibrado contra o Sada Cruzeiro nesse sábado, 17 – desta vez, pela Superliga Masculina de Vôlei. A equipe campeã brasileira venceu a Federal por 3×1, no Ginásio do Riacho (Contagem/MG), com parciais de 25×21, 25×22, 22×25 e 25×22. O oposto cruzeirense Wallace foi o maior pontuador da partida, com 19, enquanto o ponteiro Sérgio foi quem mais marcou pela UFJF, com 16 pontos. E o Troféu Viva Vôlei foi conferido ao ponteiro Filipe, eleito pela Comissão Técnica do Sada como o melhor em quadra.

O ponteiro cruzeirense Filipe(18) foi o maior pontuador do confronto. (Foto:Lucilia Bortone)

O ponteiro cruzeirense Filipe(18) foi o maior pontuador do confronto.
(Foto: Assessoria Sada/Cruzeiro- Reprodução Facebook)

         O técnico Alessandro Fadul afirmou que “a equipe do Sada foi ofensiva do início ao fim do jogo, sacando muito bem e exigindo muito da nossa linha de passe e do nosso ataque. Mas conseguimos corresponder e jogar de igual para igual. Os sets foram decididos em detalhes.” Fadul fez uma avaliação dos dois jogos contra o Sada Cruzeiro realizados nessa semana (pela Copa Brasil e pela Superliga): “Saímos de Contagem fortalecidos pelo desempenho que tivemos nos nove sets disputados contra o Sada. Precisamos continuar trabalhando, dando sequência ao que estamos fazendo, para conseguirmos manter este padrão de jogo contra os próximos adversários. Se conseguirmos, isso vai gerar resultados positivos.”

*Texto:  Assessoria de Imprensa Vôlei UFJF

UFJF perde para Sada/Cruzeiro e está fora da Copa do Brasil

por Luara Herédia

 

         O Vôlei UFJF perdeu por 2×3 para o Sada Cruzeiro na noite dessa quinta-feira, 15, pela Copa Brasil de Vôlei. O jogo foi realizado no Ginásio do Riacho, em Contagem, e teve parciais de 25×22, 22×25, 22×25, 25×19 e 15×13. Os maiores pontuadores das equipes foram o oposto Walace (Sada Cruzeiro), com 24, e o ponteiro Sérgio (UFJF), com 17 pontos. Com o resultado, a Federal foi eliminada da Copa Brasil, que tem o sistema de disputa de partidas eliminatórias.

 Em jogo equilibrado,  UFJF joga bem, mas não consegue superar o atual campeão da Copa do Brasil. ( Foto: Assessoria de Imprensa Sada/Cruzeiro- reprodução Facebook).

Em jogo equilibrado, UFJF joga bem, mas não consegue superar o atual campeão da Copa do Brasil. ( Foto: Assessoria de Imprensa Sada/Cruzeiro- reprodução Facebook).

O técnico Alessandro Fadul avaliou o desempenho da UFJF: “A equipe se portou muito bem. Conseguimos segurar bem o saque do Cruzeiro. Com isso, nossa linha de passe facilitou nossas ações ofensivas. O que não funcionou bem, como havia funcionado nas partidas anteriores, foi o nosso saque. Nós pressionamos pouco a equipe do Cruzeiro e isso acabou sendo um diferencial para eles.” Fadul se disse contente com o desempenho da equipe, mas triste com o resultado, já que a Federal foi a Contagem para buscar a vitória.

 *Texto: Assessoria de Imprensa Vôlei UFJF

Em jogo eletrizante, UFJF supera SESI

 

por Luara Herédia

           A UFJF bateu a equipe do SESI-SP na noite deste sábado, 10. O placar foi de 3×2, com parciais de 25×20, 20×25, 25×22, 21×25 e 15×12, em partida válida pela 4ª rodada do returno da Superliga 2014/15, disputada no Ginásio da Faefid (campus da UFJF). O maior pontuador do jogo foi o ponteiro Lucarelli, do SESI-SP, com 23 pontos. Pela Federal, Sergio marcou 19 vezes. O Troféu VivaVôlei dado ao melhor em quadra ficou com o Manius, ponteiro da UFJF.

 No coletivo: Com todos os jogadores muito bem e com o apoio da torcida, UFJF supera o SESI-SP por 3 sets a 2. ( Foto: Lucilia Bortone)

No coletivo: Com todos os jogadores muito bem e com o apoio da torcida, UFJF supera o SESI-SP por 3 sets a 2. ( Foto: Lucilia Bortone)

             O ponteiro Sergio falou sobre a importância da vitória para a equipe: “A gente vinha só perdendo, o que acaba desanimando o time. É sempre bom ganhar, faz bem para todo mundo, faz a gente acreditar mais na gente”, ressaltou,

 Com atuação de gala, o ponteiro Manius(13) foi eleito o melhor jogador em quadra. ( Foto:Lucilia Bortone)

Com atuação de gala, o ponteiro Manius(13) foi eleito o melhor jogador em quadra. ( Foto:Lucilia Bortone)

      O técnico Alessandro Fadul, que fez a sua estreia junto ao torcedor juiz-forano e teve seu nome gritado ao final do jogo, comentou sobre o triunfo: “A vitória é apenas o final do processo. O caminho é mais importante. A gente trabalhou muito ao longo dos dias para corrigir falhas apresentadas durante a temporada. Hoje a equipe conseguiu ser regular e manter o desempenho, em todos os fundamentos, do início ao fim e com muito volume de jogo”.

           Fadul  também fez questão de dividir os méritos: “A torcida nos empurrou do início ao fim. Eles terem gritado o meu nome foi bom. Mas quem esteve bem foi o grupo. Eu sou apenas uma das peças; quem faz todo o trabalho são os meus jogadores. São eles que merecem aplausos, por tudo que fizeram para superar o mau momento”, enfatiza o treinador.

 Para o técnico do SESI, a equipe ainda precisa de equilíbrio na competição. ( Foto:Lucilia Bortone)

Para o técnico do SESI, a equipe ainda precisa de equilíbrio na competição. ( Foto:Lucilia Bortone)

          Pelo outro lado, o técnico do SESI, Marcos Pacheco, elogiou o time mineiro, mas afirmou que faltou competência na sua equipe: “Nós podemos mais, estamos lutando para buscar a tal da regularidade, uma sequência de vitórias, porém, a gente infelizmente não está conquistando. Nós precisamos buscar o equilíbrio nas partidas.”

 Para acessar mais fotos da partida, clique aqui.

Fotos: Lucilia Bortone

Em Campinas, UFJF é derrotada pelo Brasil Kirin

por Luara Herédia

 

           A UFJF foi derrotada pelo Brasil Kirin, em Campinas, na noite desta quarta-feira, 7. O jogo terminou em três sets, com parciais de 19×25, 21×25 e 16×25. Com a derrota, a Federal continua com a 9ª colocação da Superliga 2014/15, enquanto a equipe paulista assume a vice-liderança da competição, com 34 pontos. Os maiores pontuadores foram os opostos Baiano, do Brasil Kirin, com 16 pontos, e Bergamo, da UFJF, com 13. O ponteiro Bravo, da equipe da casa, levou o Troféu Viva Vôlei, como melhor em quadra.

 Vice-líder da Superliga, Campinas venceu por 3 sets a 0 e assume ( Foto: Lucilia Bortone- arquivo)

Vice-líder da Superliga, Campinas venceu por 3 sets a 0 e assume ( Foto: Lucilia Bortone- arquivo)

A Federal continua em Campinas até a manhã da quinta-feira, 8, quando embarca para Juiz de Fora. A equipe volta a treinar na sexta-feira, nos turnos da manhã e da tarde. O próximo jogo é no sábado, 10, no Ginásio da Faefid (campus da UFJF), contra o SESI. A partida começa às 19h.

Jogadores

 UFJF: Rodrigo Ribeiro (levantador), Bergamo (oposto), Manius e Sergio (ponteiros), Guinter e Ialisson (centrais) e Fábio (líbero) começaram jogando pela UFJF.

 Entraram: o levantador Gelli, o oposto Alemão e os ponteiros Daivisson e Batagim.

Técnico: Alessandro Fadul

UFJF vence Montes Claros e avança na Copa do Brasil

por Luara Herédia

 

        A UFJF venceu Montes Claros, na noite deste domingo, e avançou na Copa Brasil de Vôlei. A Federal chegou a ficar duas vezes atrás no placar, mas conseguiu reverter o resultado. A partida aconteceu no Ginásio Tancredo Neves, no norte de Minas, e terminou em 2×3, com parciais de 25×21, 24×26, 25×21, 22×25 e 12×15. Com a vitória, a equipe avançou para a próxima fase da competição, e vai disputar uma vaga nas semifinais com o Sada/Cruzeiro, no dia 14 de janeiro, em Contagem (MG).

  Jogando fora de casa, UFJF vence o clássico mineiro.

Jogando fora de casa, UFJF vence o clássico mineiro.( Foto: Divulgação- Fredson Souza/MCV

É a primeira vez que o Vôlei UFJF disputa a Copa Brasil de Vôlei. A classificação inédita foi conquistada com o oitavo lugar no turno da fase classificatória da Superliga 2014/2015. Falando em Superliga, a equipe agora volta suas atenções para o Brasil Kirin, adversário da próxima quarta-feira, 7. A equipe permanece em Montes Claros até o dia 6, quando viaja direto para Campinas, local da partida.

*Texto: Assessoria de Imprensa Vôlei UFJF

UFJF estreia na Copa doo Brasil de Vôlei

por Luara Herédia

         A equipe do Vôlei UFJF viaja nesta noite para Montes Claros, onde disputará, no domingo, 04, a partida de estreia na Copa do Brasil de Vôlei. A classificação inédita para a competição foi conquistada com o oitavo lugar no turno da fase classificatória da Superliga Masculina 2014/2015. O jogo será contra o time da casa, no domingo, às 18h, no Ginásio Tancredo Neves. O sistema de disputa é eliminatório, com uma partida por fase. Portanto, quem vencer seguirá em frente e jogará contra o Sada Cruzeiro na segunda etapa da Copa do Brasil.

 O time de Juiz de Fora enfrenta Montes Claros. ( Foto: Luciia Bortone)

O time de Juiz de Fora enfrenta Montes Claros.
( Foto: Luciia Bortone)

       O novo técnico da Federal, Alessandro Fadul, relacionou 14 jogadores para a viagem (ver quadro na próxima página). É que, após o jogo pela Copa do Brasil, a equipe juiz-forana vai direto para Campinas, onde enfrentará, na quarta-feira, 7, o Brasil Kirin, pela Superliga. A expectativa de Fadul é de uma partida muito disputada contra Montes Claros: “Sabemos que será um jogo difícil, pois a equipe de Montes Claros vem evoluindo muito durante a temporada. Mas não é impossível sairmos de lá com uma vitória. Inclusive, conseguimos fazer isso no turno da Superliga. Nosso grupo está muito focado em readquirir um bom ritmo de jogo, em buscar um bom desempenho e lutar, até o fim, por uma vitória em Montes Claros. Vamos lutar para fazer um bom jogo e conseguir o resultado positivo.”

         O diretor técnico do Projeto Vôlei UFJF, Maurício Bara Filho, destacou a motivação de disputar a Copa do Brasil pela primeira vez: “É uma competição nova para a UFJF e com formato diferente. Temos dois objetivos muito importantes para este jogo: primeiro, a vitória e, consequentemente, a classificação para a próxima fase; segundo, a recuperação da alma da equipe, para que consigamos levar isso vivo para as próximas fases da Copa e também para a sequência da Superliga.”

 *Texto: Assessoria de Imprensa Vôlei UFJF

Pela Superliga, UFJF perde para o Minas

 

por Luara Herédia

 

                   Ainda não foi dessa vez que a UFJF conseguiu a sua primeira vitória do ano contra o Minas Tênis Clube.  Na noite de sábado, 20, Juiz de Fora recebeu o time de Belo Horizonte, no Ginásio da Faefid (Faculdade de Educação Física e Desportos) e foi derrotada por 0 sets a 3. Parciais de 15 x 25, 22x 25 e 27 x 29, em partida válida pela segunda rodada do returno da Superliga Masculina de Vôlei.

                    O oposto do Minas,Escobar,  foi o maior pontuador da partida com 20 pontos. Pelo lado da UFJF,  o ponteiro Sérgio marcou 13 vezes. O ponteiro Samuel, da equipe de Belo Horizonte, ganhou o Troféu Viva Vôlei como o melhor da partida.

 _ Minas vence UFJF fora de casa. (Foto: Lucilia Bortone/ SacandooVôlei.com)


_ Minas vence UFJF fora de casa. (Foto: Lucilia Bortone/ SacandooVôlei.com)

                  Após o jogo, o oposto Alemão afirmou que Juiz de Fora precisa manter o foco durante toda partida:  “Temos que manter a concentração o tempo todo, independentemente do placar.” Opinião defendida pelo central Victor Hugo:  “Infelizmente,  fomos  irregulares  nessa  partida.  Agora, devido ao Natal, teremos um tempo para descansar um pouco, colocar a cabeça no lugar e voltar a trabalhar forte.”

                 Do lado vitorioso, o técnico Nery Tambeiro era só elogios ao seu time: ” Fiquei muito feliz porque vínhamos de uma vitória importante diante de Taubaté e agora mais três pontos conquistados aqui, o returno não poderia ter começado melhor. Estávamos com três desfalques,  mas os jogadores que entraram mantiveram o mesmo padrão, mostrando que o Minas é um time de grupo.

O JOGO

              O jogo começou com o Minas impondo o ritmo do jogo. Com o bloqueio funcionando, comandado pelo central Pétrus, os minastenistas abriram vantagem 10 x 14. Com uma boa sequência de saques do ponteiro Samuel, os visitantes ampliaram o marcador 10 x 16. Com folga no placar, os visitantes fecharamo primeiro set com 10 pontos à frente 15 x 25.

  _ O oposto cubano Escobar, foi o maior pontuador do jogo, com 20 pontos. (Foto:Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com)


_ O oposto cubano Escobar, foi o maior pontuador do jogo, com 20 pontos.
(Foto:Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com)

2º set

                  A equipe de Belo Horizonte se manteve melhor no jogo e aproveitando os erros dos donos da casa tinham 5 x 8 no primeiro tempo técnico. Na volta do jogo, a UFJF conseguiu se recuperar no set, e com um bloqueio duplo do oposto Alemão e do central Victor Hugo deixaram tudo igual 14 x 14.

                  Após empatarem o set, Juiz de Fora não aproveitou o momento e voltou a cometer erros bobos, o que fez com que o adversário abrisse novamente uma boa vantagem e fechasse o segundo set por 22 x 25.

3º set

                  Precisando vencer o set para se manter vivo na partida, a UFJF começou mais agressiva 4 x1. Na primeira parada obrigatória, a Federal tinha o dobro de pontos do Minas 8 x 4. Aproveitando os contra-ataques e incentivados pela torcida, os juiz-foranos abriram ótima vantagem 11 x 5, o que provocou o pedido de tempo do técnico Nery, do Minas. A parada fez bem para o time da capital, que conseguiu uma ótima sequência e diminuiu a desvantagem do set para apenas dois pontos 16 x 14.

 _Minas reagiu no 3º set e fechou a partida por 0x3.


_Minas reagiu no 3º set e fechou a partida por 0x3. ( Foto: Lucilia Bortone/ Sacandoovolei.com

                    Embalados, o Minas seguiu mais confiante e após um contra-ataque viraram o set que já parecia perdido 17 x18. Na sequência, a UFJF voltou a abrir dois pontos e teve a chance de fechar o set 24 x 22, mas o adversário não estava disposto a perder o set após a reação e deixaram tudo igual novamente 24 x 24.  O fim do set seguiu equilibrado, mas após um bloqueio, o Minas fechou o set em 27x 29, e o jogo por 3 sets a 0.

 Para mais fotos da partida, clique aqui: 

CBV divulga seleção do 1º turno da Superliga

por Luara Herédia

 

          Após 11 rodadas, neste domingo, 14, chegou ao fim o primeiro turno da Superliga Masculina 2014/2015. Com 12 times na disputa, o atual campeão Sada/Cruzeiro mesmo perdendo a invencibilidade para o SESI na  última rodada, se manteve no topo. Porém, a equipe de Taubaté segue na cola do líder com 29 pontos, um a menos que os mineiros.

       Com o fim da primeira fase da competição, a Confederação Brasileira de Vôlei(CBV) divulgou nesta segunda- feira, 15, a seleção do campeonato.  Confira abaixo:

Levantador: William – Sada/ Cruzeiro

Oposto: Wallace – Sada/ Cruzeiro

Centrais: Riad – SESI e Victor Hugo – UFJF

Ponteiros: Lipe -Taubaté e Leal- Sada/Cruzeiro

Líbero: Lucianinho- Minas Tênis Clube

 _ Foto: (Reprodução Confederação Brasileira de Vôlei - CBV)


_ Foto: (Reprodução Confederação Brasileira de Vôlei – CBV)

Confira a classificação após o fim do 1º turno

 ( Foto: Reprodução Confederação Brasileira de Vôlei- CBV)

( Foto: Reprodução Confederação Brasileira de Vôlei- CBV)

 

UFJF vence Sao Bernardo e entra na zona dos playoffs

por Luara Herédia

      Em partida válida pela última rodada  do 1º turno da Superliga, realizado neste domingo,14, a UFJF foi à São Bernardo do Campo(SP) enfrentar os donos da casa e conseguiram vencer por 3 sets a 0. Parciais de 18×25 ,18 x 25 e . Com a vitória, a UFJF somou 3 importantes pontos na tabela e com 12 pontos conquistados, os mineiros subiram na tabela e beliscaram a última vaga para a Copa do Brasil, competição em que os oitos primeiros colocados da Superliga participam(UFJF e Voleisul têm a mesma pontuação, porém, Juiz de Fora tem quatro vitórias contra três dos gaúchos).Já São Bernardo permanece em último lugar, com 2 pontos.

          As duas equipes voltam à quadra na próxima quarta, 17. São Bernardo recebe Ziober/Maringá, às 19 horas e Juiz de Fora vai até Canoas(RS), enfrentar os gaúchos, às 20h. As partida são válidas pela primeira rodada do segundo turno.

O JOGO

         Sabendo da importância da partida para os planos na competição, a  UFJF começou impondo seu ritmo e logo abriu vantagem 7×12. Com os centrais Ialisson e Victor Hugo inspirados, o levantador Rodrigo de Juiz de de Fora explorava as jogadas rápidas. Com isso, a equipe mineira abriu 10 pontos 12×22, e fechou o 1º set sem dificuldades por 18×25.

2º set
O set começou mais equilibrado, mas no primeiro tempo técnico os visitantes estavam à frente 6x 8. O técnico de São Bernardo tentava acertar sua equipe, mas acumulando erros, o time mineiro abriu vantagem 8 x 15. Edy, ponteiro do time paulista  se destacava no set, porém, Juiz de Fora tinha boa margem 15 x 21. No final do set, os donos da casa tentaram reagir, mas a UFJF repetiu o placar do set anterior, fechando em 18 x 25.

3º set

            São Bernardo começou melhor o set e aproveitando os erros do adversário abriu três pontos de vantagem 4 x 1. Após pedido de tempo do técnico da Federal, os mineiros reagiram  e encostaram no placar 5 x 4. Após ponto de saque, os donos da casa foram para o primeiro tempo técnico à frente do marcador 8 x 5. Na sequência, a UFJF voltou melhor e empatou o jogo 9 x 9. O set seguiu equilibrado e após contra-ataque, Dede virou o jogo para os mineiros 13 x 15. Jogando à frente, os visitantes pararam de cometer erros e ampliaram a vantagem 14 x 20 e se encaminharam para fechar o terceiro set em 20 x 25. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor do jogo ficou com o levantador Rodrigo, de Juiz de Fora.

Com nova postura em quadra, UFJF supera Ziober/ Maringá

por Luara Herédia

_Vibrante, a UFJF voltou a vencer diante de sua torcida. (Foto:Lucilia Bortone)

_Vibrante, a UFJF voltou a vencer diante de sua torcida.
(Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

A UFJF conquistou neste sábado, 06, no ginásio da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), a sua terceira vitória na Superliga 2014/2015. Determinada a apagar a má impressão deixada nos últimos jogos em casa, os mineiros venceram a equipe paranaense Ziober/Maringá, por 3 sets a 0 (25×20, 26×24 e 25×20).

_ O ponteiro Sérgio, foi o maior pontuador do jogo, com 15 acertos. (Foto:Lucilia Bortone)

_ O ponteiro Sérgio, foi o maior pontuador do jogo, com 15 acertos. (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

O time de Juiz de Fora entrou em quadra bem em todos os fundamentos e com os jogadores atuando de forma exemplar. O troféu Viva Vôlei dado ao melhor jogador da partida, ficou com  o ponteiro da UFJF, Sérgio Félix, maior pontuador do confronto, com 15 acertos. Ao fim do jogo, o atleta falou sobre sua atuação e fez questão de dividir a conquista com o grupo: “É minha função chamar a responsabilidade pra mim e rodar as bolas, mas o troféu que ganhei hoje não é só meu, ele é todos que estão todos os dias aqui trabalhando juntos, da equipe, da Comissão Técnica e também da torcida”. Continuar lendo

São José supera UFJF e conquista primeira vitória

por Luara Herédia

_ Derrota amarga para os planos da UFJF. ( Foto: Leonardo Costa/Tribuna de Minas)

_ Derrota amarga para os planos da UFJF.
( Foto: Leonardo Costa/Tribuna de Minas)

              Após oito rodadas, a equipe do São José(SP) finalmente conquistou sua primeira vitória na Superliga 2014/2015. Em jogo realizado no Ginásio da Universidade Federal de Juiz de Fora( UFJF), o time do interior paulista superou os donos da casa por 1 x 3. Parciais de 21 x 25, 22/25, 27/25 e 21/25.  Com o triunfo, São José somou três pontos importantes e chegou aos quatro pontos na tabela.

           Pelo time paulista, dois jogadores que já atuaram pela UFJF se destacaram. O levantador Danilo Gelinski, responsável por armar as jogadas e o ponteiro Juninho, que pontuou 14 vezes, mesmo número pontos de Éverton, central de São José, que recebeu o Troféu Viva Vôlei, prêmio para o melhor do jogo.

           Se por um lado os visitantes eram só alegria, os donos da casa não tinham motivos para festejar. Afinal, o duelo contra o time do interior paulista era considerado um “jogo de seis pontos”, pois as equipes brigam diretamente por uma das oito vagas para os playoffs.

            Ao final do jogo, o técnico da UFJF, Carlos Augusto “Chiquita”, reuniu com seus jogadores e comissão técnica no meio da quadra e mostrou sua insatisfação com o resultado. E a conversa não parou por aí, o treinador mandou todos os jogadores para o vestiário e fez uma reunião no vestiário de portas fechadas.

         Já com a adrenalina mais baixa, o treinador do time mineiro analisou o jogo: “Estamos com dificuldade no ataque, fundamento  em  que  tivemos  muitos  erros.  E  nosso  saque não está  surtindo efeito.  Tentamos mudar algumas posições que não estavam dando certo. Os jogadores que entraram ajudaram um pouco, mas não foi suficiente.Infelizmente isso aconteceu na nossa casa e contra um adversário direto. Mas temos que levantar a cabeça e pensar para a frente. Temos que corrigir esses erros para sábado.”

   Sem tempo para lamentações

            Sem muito tempo para digerir a derrota, a UFJF volta suas atenções para a próxima partida. No sábado, 06, às 19h, Juiz de Fora recebe o time de Maringá(PR), do experiente levantador Ricardinho.  A equipe paranaense ocupa o sexto lugar na tabela, com 11 pontos conquistados. A Federal está em décimo, fora da zona de classificação, com seis pontos.

JOGADORES:

 UFJF: Rodrigo Ribeiro (levantador), Bergamo (oposto), Ialisson e Guinter (centrais), Manius e Sérgio (ponteiros), Fábio Paes (líbero).

TÉCNICO: Carlos Augusto “Chiquita”

ENTRARAM: Gelli (levantador), Alemão (oposto), Victor Hugo (central) e Deivison (ponteiro).

SÃO JOSÉ

Gelinski (levantador), Kaio (oposto), Everton e Maicon (centrais), Bob e Juninho (ponteiros), Túlio (líbero).

ENTRARAM: Pedro (levantador), Jean (oposto) e Rodrigo (ponteiro).

TÉCNICO:  Alexandre Rivetti

Taubaté passa por UFJF e conquista a sétima vitória

 

 

por Luara Herédia

 

                      A  UFJF foi à Taubaté (SP) para enfrentar os donos da casa na noite de sábado(29), e não conseguiu superar o forte time do Vale do Paraíba. Para essa partida, a equipe paulista contou com a volta do central Sidão e do levantador Rapha, e venceu por 3 sets a 1. Parciais de 25/20, 19/25, 25/20 e 25/20, garantindo a sétima vitória na Superliga.Os maiores pontuadores foram o central  da Federal, Guinter, com 18 pontos e o ponteiro Dante, pelo Taubaté, com 13.O oposto Lorena, de Taubaté, ganhou o Troféu Viva Vôlei como o melhor da partida.

_ O ponteiro Sérgio( UFJF) tenta superar o bloqueio da equipe Paulista. (Foto: Jonas Barbetta/ Tuddo Comunicação)

_ O ponteiro Sérgio( UFJF) tenta superar o bloqueio da equipe Paulista.
(Foto: Jonas Barbetta/ Tuddo Comunicação)

                         Foi a sexta derrota de Juiz de Fora, que ocupa a décima posição da tabela, com 6 pontos conquistados. Agora, o time mineiro tenta se recuperar na tabela diante da sua torcida, com dois próximos jogos em casa. Na quarta- feira, 3,  a UFJF recebe o time de São José,às 20h, e no sábado, 6, às 19h, a equipe de Maringá.

 

EQUIPES:

UFJF : Rodrigo Ribeiro (levantador), Bergamo (oposto), Ialisson e Guinter (centrais), Manius e Sérgio (ponteiros), Tatinho (líbero).

ENTRARAM:Alemão (oposto), Ninão (central) e Batagim (ponteiro).

TAUBATÉ:  Pedro (levantador), Lorena (oposto), Sidão e Maurício (centrais), Dante e Lipe (ponteiros), Filipe (líbero)

 

Fora de casa a  UFJF venceu o Voleisul e devolveu a derrota sofrida no 1 turno. ( Foto/ Lucilia Bortone- arquivo).

Vitória importante, derrota amarga

por Lucilia Bortone

Hugo (15) foi um dos destaques da Voleisul

Hugo (15) foi um dos destaques da Voleisul (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

No confronto direto entre Vôlei UFJF (MG) e Voleisul/Paquetá (RS) quem levou a melhor foi o time gaúcho. Na casa dos adversários, o Voleisul saiu de Juiz de Fora com uma vitória sonora por 3×0 (18×25, 17×25, 29×31).

Vindo de uma vitória em cima do Montes Claros, a UFJF estava confiante no resultado, mas não conseguiu se organizar em quadra e a recepção acabou minada pelos saques do Voleisul. Do lado gaúcho, cinco ex-jogadores da UFJF e um deles, o central Satiro, foi eleito o melhor em quadra e recebeu o troféu Viva Vôlei. O ponteiro Sérgio, da UFJF, foi o maior pontuador da partida com 13 pontos.

Insatisfeito com a postura da equipe, o técnico da UFJF, Chiquita, falou após a partida. “Perdemos o jogo em erros técnicos. A nossa estratégia de jogo não foi cumprida dentro de quadra. Nossos centrais não jogaram e todos os jogadores começaram a ficar irritados com a nossa situação de jogo. Perderam a paciência”, avaliou.

Com nove pontos, a Voleisul é agora a sexta colocada na Superliga. Feliz com a vitória, Paulo Roese, treinador da equipe de Novo Hamburgo, sabia que a partida seria difícil. “Nós sabíamos que ia ser assim, um jogo dificílimo contra uma equipe super qualificada que vinha num crescimento enorme. Respeitamos muito eles, mas foi uma vitoria importantíssima para nós”, disse. Para Roese, ex-levantador da seleção brasileira, contar com ex-jogadores da UFJF na equipe deu uma motivação a mais e o grupo ainda tem muito a mostrar na Superliga. “São jogadores diferenciados e que felizmente estão do nosso lado hoje. É um time muito bacana e a gente vai surpreender muita gente ainda”, completou.

Continuar lendo

UFJF conquista a primeira vitória fora de casa

por Luara Herédia

 

         A UFJF venceu nesta quarta, 19, seu primeiro jogo longe de sua torcida. Jogando em Montes Claros, norte de Minas Gerais. os juizforanos superaram os donos da casa por 1 x 3. Parciais de 22×25, 16×25, 25×23 e 20×25.

         O central Ialisson ganhou o Troféu Viva Vôlei como o melhor do jogo. Já Bergamo foi o maior pontuador da Federal, com 20 pontos, enquanto Polaco, com 15, foi quem mais marcou por Montes Claros.

O oposto Bergamo foi o maio pontuador da Federal, com 20 pontos. (Foto: Fredson Souza/ Montes Claros Vôlei)

O oposto Bergamo foi o maio pontuador da Federal, com 20 pontos.
(Foto: Fredson Souza/ Montes Claros Vôlei)

     Com a vitória, a Federal somou mais três pontos na tabela e, agora, está com seis. O próximo jogo será contra outro adversário direto na competição, o Voleisul Paquetá. O confronto está marcado para o próximo sábado, 22, às 19h, no Ginásio da Faefid, em Juiz de Fora.

 UFJF: Rodrigo Ribeiro (levantador), Bergamo (oposto), Ialisson e Victor Hugo (centrais), Manius e Sérgio (ponteiros), Tatinho (líbero).

Entraram: Gelli (levantador), Alemão (oposto) e Guinter (central).

Montes Claros: Rodriguinho (levantador), Léo (oposto), Acácio e Salsa (centrais), Polaco e Ceará (ponteiros).

(texto: Assesoria/ vôlei UFJF)

 Confira a classificação da Superliga 2014/2015:

_ (Fonte: CBV- Confederação Brasileira de Vôlei)

 

 

 

_ A UFJF começou melhor, mas n~çao conseguiu parar o forte poder de ataque dos cruzeirenses.
( Foto: Lucilia Bortone)

UFJF joga bem, mas não consegue superar o Sada/Cruzeiro

 por Luara Herédia

 

  _ A UFJF começou melhor, mas n~çao conseguiu parar o forte poder de ataque dos cruzeirenses. ( Foto: Lucilia Bortone)


_ A UFJF começou melhor, mas não conseguiu parar o forte poder de ataque dos cruzeirenses.
( Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

                   Jogando em casa, a UFJF foi derrotada pelo Sada/Cuzeiro, atual campeão da Superliga, por 3 sets a 1 (parciais de 28×26, 21×25, 20×25 e 21×25). Os maiores pontuadores da partida foram Wallace, pelo Sada/Cruzeiro, com 23 pontos, e Bérgamo, pela UFJF, com 15 . O central cruzeirense Isac ganhou o Troféu Viva Vôlei como o melhor do jogo.

                Agora, o time de Juiz de Fora tem dois jogos contra  adversários diretos na briga pela classificação aos playoffs. Na quarta-feira, 19, enfrenta o Montes Claros fora de casa. E no sábado, 22, pega o Voleisul Paquetá, em Juiz de Fora.

                  Satisfeitos contra a atuação diante da forte equipe cruzeirense, o central Victor Hugo afirmou que a equipe vem em uma crescente“: “Sustentamos bem a pressão deles nos primeiros sets. E estamos evoluindo a cada jogo, para atingir nosso objetivo que é chegar aos playoffs”.

                O técnico Chiquita também elogiou a sua equipe: “Perdemos para o campeão da Superliga, atual primeiro colocado e  uma  ótima  equipe. E  mesmo assim, eles  tiveram  muita  dificuldade  com  o  nosso jogo. Para confrontar com o Cruzeiro, temos que estar com a rodada de bola e o contra-ataque muito altos. E no primeiro set foi assim. Eles tiveram dificuldades para passar, mas se garantiram no ataque”, avaliou. Continuar lendo

__ Com a  vitoria, a UFJF  somou seus primeiros pontos na tabela.
 ( FOTO: Lucilia Bortone)

Enfim, a vitória: UFJF conquista primeiros pontos na Superliga

por Luara Herédia

                     Jogando em casa, a UFJF conquistou sua primeira vitória na Superliga 2014/2015. O time mineiro derrotou a forte equipe de Canoas por 3 sets a 0, parciais de 25 x 18, 25 x 16 e 34 x 32, em jogo adiado da primeira rodada. Com o resultado, a Federal somou os seus primeiros três pontos na tabela.

                 Os maiores pontuadores da partida foram os dois opostos. Pelo time de Canoas, o cubano Dennis marcou 25 vezes e, pela UFJF, Bergamo fez 18 pontos. O jogador da Federal foi eleito o melhor da partida e ficou com o Troféu Viva Vôlei. Após o jogo, Bérgamo falou sobre a importância da vitória diante do seu antigo clube. “Nossa equipe sacou e defendeu muito bem, e foi eficiente nos contra-ataques. Nós sabíamos que podíamos enfrentar o adversário de igual, e precisávamos dessa vitória para seguir com confiança na competição”.

 __ Com a  vitoria, a UFJF  somou seus primeiros pontos na tabela.  ( FOTO: Lucilia Bortone)


__ Com a vitoria, a UFJF somou seus primeiros pontos na tabela.
( FOTO: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

               Outro destaque do time mineiro foi o central Ialisson, que marcou seis vezes no bloqueio, fundamento importante para a vitória – foram 12 pontos da Federal em bloqueios ao longo da partida. O jogador, que faz sua primeira temporada em Juiz de Fora, apontou a força coletiva como ponto fundamental para a vitória. “A gente vinha de um bom jogo (contra o SESI), jogando nesse nível. Hoje, nossa equipe jogou muito bem, todos os jogadores cumpriram suas funções, e os que entraram também somaram. Estamos de parabéns, comemorar até o final do jogo e amanhã já pensar no próximo”.

              A UFJF volta à quadra no próximo sábado, 15, no Ginásio da Faefid, às 19h,  contra o Sada/ Cruzeiro, atual campeão da Superliga. Continuar lendo

UFJF sofre mais uma derrota

por Luara Herédia

            A vida da UFJF não está fácil nesse começo de Superliga 2014/2015. A equipe mineira já jogou três vezes e ainda não somou nenhum ponto na competição. Neste sábado, 08, os mineiros enfrentaram a forte equipe do Sesi- SP, na Vila Leopoldina em São Paulo, e perderam por 3 sets a 0. Paricias de 25 x 21, 25 x 22 e 25 x 22.

            Lucão, central do time paulista, foi eleito o melhor em quadra e ficou com o Troféu VivaVôlei. Seu companheiro, Riad, acabou o confronto como o maior pontuador, com 15 acertos, seguido de perto pelo ponteiro Lucarelli, com 13 pontos. Mesmo número de pontos que Victor Hugo, central da UFJF, marcou .

_   UFJF não consegue superar o Sesi, uma das equipes favoritas ao título. ( Foto: SESI- via facebook)

_ UFJF não consegue superar o Sesi, uma das equipes favoritas ao título. ( Foto: SESI- via facebook)

          Agora, o time de Juiz de Fora se prepara para outros dois difíceis confrontos em casa. Na quarta- feira, 12, a UFJF recebe o  Kappesberg/ Canoas, em partida adiada da primeira rodada e no sábado, 15, recebe o Sada/ Cruzeiro pela 5ª rodada.

JOGADORES

UFJF: Rodrigo Ribeiro (levantador), Bergamo (oposto), Ialisson e Victor Hugo (centrais), Manius e Sérgio (ponteiros), Tatinho (líbero).

ENTRARAM:  Gelli (levantador), Alemão (oposto) e Guinter (central).

TÉCNICO: Chiquita

SESI SP:  Marcelinho (levantador), Theo (oposto), Lucão e Riad (centrais), Lucarelli e Maurício (ponteiros), Serginho (líbero)

ENTRARAM: Thiaguinho (levantador) e Caio (oposto).

TÉCNICO: Marcos PAcheco

UFJF perde a segunda partida na Superliga

 

por Luara Herédia

 

              Na sua estreia em casa pela Superliga , a  UFJF não conseguiu superar a equipe do Brasil Kirin, de Campinas, uma das favoritas ao título da competição. Acumulando muitos erros, sobretudo no ataque, os mineiros foram derrotados por 3 sets a 0, parciais de 17 x 25, 19×25 e 20×25. O maior pontador do jogo foi o oposto Wallace, de Campinas, com 16 pontos. Pelo lado da UFJF, o ponteiro Batagim marcou 8 vezes. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor do jogo foi para o central Vini, da equipe paulista.

        Ao fim do jogo, o técnico da Federal, Carlos Augusto Chiquita mostrou o seu desapontamento com o desempenho de seu time.  “Nossa equipe jogou mal no primeiro set, abaixo do potencial. O adversário sacou bem, e nossa virada de bola estava ruim, em função da recepção. A partir do segundo set melhoramos, mas ainda com erros na virada de bola. Precisamos começar bem os jogos. Vamos conversar bastante com o grupo para reverter isso. Podemos nos apresentar melhor.”

         Para Batagim, falta calma para a equipe, mas o jogador fez questão de ressaltar que o time está em crescimento: “Começamos muito mal e eles abriram muito, e quando isso acontece, é difícil buscar. É preciso ter mais paciência e ser mais vibrante,  a vibração dá algo mais junto com a torcida, mas  acho que no decorrer da competição, a gente vai pegando esse ritmo.”

O JOGO

        Os vistantes começaram imprimindo seu ritmo e abriram cinco pontos (0 x 5). Na primeira parada técnica o Brasil Kirin vencia por (2 x 8). A Federal demorou para entrar no clima do jogo e errando muitos saques e desperdiçando ataques, viu o adversário abrir 10 pontos (7 x 17). Com o set praticamente decidido, Campinas deu uma relaxada e os donos da casa aproveitara para diminuir o placar para cinco pontos (17 x 22). Porém, no bloqueio de Vini, Campinas parou a reação dos mineiros e fecharam o set (17 x 25).

      2º set

       O set começou mais equilibrado, com as equipes se alternando no marcador.  A UFJF passou à frente pela primeira vez no jogo e foi com vantagem de dois pontos para a parada técnica (8 x 6). Na sequência do jogo os mineiros voltaram a cometer erros e permitiram que Campinas retomasse o marcador e abrisse vantagem (10 x 13).  A Federal reagiu e diminuiu a desvantagem para dois pontos ( 16 x 18), o que provocou o pedido de tempo do técnico Alexandre, do Brasil Kirin. A parada foi  importante para o time, que  abriu  quatro pontos (17 x 21). Com vantagem, os paulistas administraram o final do set e fecharam por 19 x 25.

    3º set

    Assim como no set anterior, o set começou equilibrado. No  primeiro tempo técnico, o placar era (8 x 7) para os donos da casa. O equilíbrio se manteve, com as equipes empatadas até a metade do set (12 x 12). No final do set, os erros  sucessivos prejudicaram a equipe de Juiz de Fora. Do outro lado,   Campinas  explorava os erros do adversário e pontuava, sobretudo no bloqueio, liderados pelo central Vini, e fecharam o set ( 20 x 25), e o jogo por 3 sets a 0.

os visitantes contaram com erros do Juiz de Fora para abrir 20 a 17. Para tentar tirar a diferença no bloqueio, Chiquita tirou o levantador Rodrigo e colocou Dedê, mas desfez em seguida. O Campinas manteve a troca do fim de set com entradas de Jotinha e Michael, para aumentar a rede. De novo, as falhas apareceram na defesa mineira e foram exploradas por Campinas, que abriu a vantagem e fez em 25 a 20, em 25 minutos, para fechar em 3 sets a 0.

JOGADORES

UFJF:   Rodrigo Ribeiro (levantador), Bergamo (oposto), Ialisson e Victor Hugo (centrais), Manius e Sérgio (ponteiros), Tatinho (líbero).

ENTRARAM:Gelli (levantador), Alemão (oposto), Guinter (central), Daivison e Batagim (ponteiros)

TÉCNICO: Chiquita.

BRASIL KIRIN:  Sandro (levantador), Wallace (oposto), Vini e Luizinho (centrais), João Paulo Bravo e João Paulo Tavares (ponteiros), Alan (líbero).

ENTRARAM: Jotinha (levantador) e Michael (central que jogou como oposto)

TÉCNICO:  Alexandre Stanzioni.

 

 

UFJF estreia com derrota na Superliga 2014/ 2015

 

          A UFJF perdeu por 3 x 1 para o Minas Tênis Clube na partida de abertura da Superliga de Vôlei Masculino 2014/2015. O jogo, adiantado da segunda rodada da competição, foi realizado na Arena do Minas, em Belo Horizonte. As parciais foram de 25 x 17, 25 x 21, 23 x 25 e 26 x 24.

          A Federal começou a partida contra o Minas com Rodrigo Ribeiro (levantador), Bergamo (oposto), Ialisson e Victor Hugo (centrais), Manius e Sérgio (ponteiros), Tatinho (líbero). Também entraram Gelli (levantador), Alemão (oposto), Guinter (central) e Daivison (ponteiro). O desfalque foi o líbero Fábio Paes, que se recupera de uma lesão e nem viajou para Belo Horizonte. Os maiores pontuadores foram o cubano Escobar, pelo Minas, que marcou 23 vezes, e o oposto Alemão, da UFJF, que fez 16 pontos.

 ___  Jogando na Arena Minas, os donos da casa levaram a melhor por 3 sets a 1. Foto: ALexandre Arruda ( CBV) Foto;


___ Jogando na Arena Minas, os donos da casa levaram a melhor por 3 sets a 1.
Foto: ALexandre Arruda ( CBV)
Foto;

Próxima rodada

           A equipe de Juiz de Fora realiza na quarta-feira, 5, o primeiro jogo diante da sua torcida. O time vai receber o Brasil Kirin, de Campinas, às 20h, no Ginásio da Faefid (Faculdade de Educação Física e Desportos), no campus da UFJF.

             Os ingressos para a partida podem ser adquiridos na loja Camorra  loja Camorra, na Rua São João  e custam R$10, 00( meia entrada) e R$ 20, 00( inteira).

UFJF perde na semifinal do Campeonato Mineiro

 

      por Luara Herédia

(texto: Assessoria de Impresna Vôlei UFJF)   

     A UFJF saiu na frente, mas permitiu a virada do Camponesa/Minas na semifinal do Campeonato Mineiro de Vôlei, nesta sexta-feira. O placar da partida, antes marcada para o sábado e antecipada de última hora pela Federação Mineira de Vôlei, foi de 3 sets a 1, com parciais de 28×26, 18×25, 25×27 e 15×25. O duelo aconteceu no Ginásio do Riacho, em Contagem, que também sedia, amanhã, a final da competição. Com o resultado, a equipe encerra sua participação no Mineiro, tendo ficado com o terceiro lugar na fase classificatória.

 __   UFJF não consegue superar  o Minas. (Foto: Orlando Bento.)


__ UFJF  saiu na frenta, mas não conseguiu superar o Minas.
(Foto: Orlando Bento.)

            O jogo marcou o retorno de Sergio. O ponteiro não viajou para a Argentina com a equipe devido a uma torção no tornozelo esquerdo. Assim, UFJF começou jogando com Ialisson e Victor Hugo (meios), Rodrigo (levantador), Bérgamo (oposto), Manius e Sergio (ponteiros) e Tatinho (líbero). O líbero Fábio Paes segue em tratamento.

             Após a partida, o técnico Chiquita lamentou a falta de padrão de jogo da equipe. “Nós erramos muito. Apesar de termos conseguido vencer o primeiro set, não conseguimos ter paciência para jogar e aproveitar a vantagem”, disse. Agora, a UFJF volta aos treinos com foco total na Superliga. A estreia na liga nacional é contra o mesmo Minas, em Belo Horizonte, no dia 25 de outubro, sábado.

UFJF vence segundo jogo da Copa Ciudad de Bolívar

 

___  UFJF precisou de 5 sets para vencer o Bolívar, que jogava em casa. (Foto: Bolívar Voley- via twitter)

___ UFJF precisou de 5 sets para vencer o Bolívar, que jogava em casa. (Foto: Bolívar Voley- via twitter)

                   Dois jogos, duas vitórias (e muita emoção). O Vôlei UFJF venceu, na noite dessa terça-feira, 7, mais uma partida pela Copa Ciudad de Bolívar, disputada na Argentina. A Federal ganhou por 3×2 do Personal Bolívar, dono da casa, com parciais de 23×25, 25×21, 25×23, 19×25 e 16×14

           Na segunda-feira, 6, a UFJF havia vencido o Lomas Vôlei, também da Argentina, por 3×2. O terceiro e último jogo pelo torneio será nesta 4ª feira, 8 de outubro, às 19h30, contra o Bento Vôlei, outro representante brasileiro na competição. 

A competição

               Na Copa Ciudad de Bolívar, as equipes jogam entre si, e a que acumular mais pontos será a vencedora. Esta é a primeira competição internacional do Vôlei UFJF, que também disputará na Argentina, nos próximos dias 10 e 11, a Copa Ciudad de Almirante Brown, contra Bolívar, Pilar e Bento Vôlei.

Texto: Assessoria Vôlei UFJF

DE VIRADA, UFJF VENCE PRIMEIRO JOGO INTERNACIONAL

 

UFJF perdia por 2 sets a 0, mas conseguiu levar a partida para o  tie-break. Foto: Bolívar Voley (via twitter)

UFJF perdia por 2 sets a 0, mas conseguiu levar a partida para o tie-break.
Foto: Bolívar Voley (via twitter)

             O Vôlei UFJF venceu, nesta noite, sua primeira partida internacional. Pela Copa Ciudad de Bolívar, disputada na Argentina. A  Federal ganhou por 3×2, de virada, do Lomas Vôlei (Argentina). As parciais foram 20×25, 17×25, 25×19, 25×20 e 19×17. O segundo jogo pelo torneio será nesta 3ª feira, 7 de outubro, às 21h30, contra o time da casa, o Personal Bolívar. 

 __  Disputando a sua primeira partida internacional, UFJF venceu, de virada, o Lomas Voley, da argentina. Foto: (Voley ACLAV- via twitter)


__    Disputando a sua primeira partida internacional, UFJF venceu, de virada, o Lomas Voley, da argentina.
Foto: (Voley ACLAV- via twitter)

                Na segunda partida,  o Bolívar Voley, donos da casa, derrotaram a equipe brasileira Bento Vôlei por 3 sets a 0. Parciais 25-15, 25-12 y 25-14.

A competição

          A Copa Ciudad de Bolívar é disputada por dois representantes argentinos (Personal Bolívar e Lomas Vôlei) e por dois brasileiros (Bento Vôlei e UFJF). As equipes jogarão entre si, e a que acumular mais pontos será a vencedora. Esta é a primeira competição internacional do Vôlei UFJF, que também disputará na Argentina, nos próximos dias 10 e 11, a Copa Ciudad de Almirante Brown.

(texto Assessoria UFJF)

 

UFJF terá sua primeira experiência fora do país

 

por Luara Herédia

 

                   A equipe de vôlei da  UFJF  embaca no domingo, 5, para sua primeira viagem  internacional.  A Federal recebeu o convite do time argentino do Bolívar, ara disputar dois quadrangulares: a Copa Ciudad de  Bolívar e a Copa Ciudad de Almirante Brown.

___ Excursão internacional vai servir como preparação para a fase final do Mineiro e para a disputa da Superliga, que começa no dia 25 deste mês. Foto: Lucila Bortone

                  Além de Bolívar e UFJF, o quadrangular irá contar com as participações do  Lomas (Argentina)  e  Bento  Vôlei  (Brasil).  Alguns  jogos  serão  transmitidos  ao  vivo  pela  televisão argentina. A UFJF retorna para Juiz de Fora no dia 12 de outubro, para finalizar sua preparação para as semifinais do Campeonato Mineiro, que serão realizadas no dia 18 deste mês.

UFJF conquista o Desafio Brasil x Argentina de Vôlei

por Luara Herédia

 

___ O oposto da UFJF, Bérgamo, marcou o último ponto do jogo. Foto: Lucilia Bortone

___ O oposto da UFJF, Bérgamo, marcou o último ponto do jogo.
Foto: Lucilia Bortone

        A UFJF conquistou o título do Desafio Brasil x Argentina de Vôlei, após vencer, de virada, o segundo jogo contra o UPCN, nesta quarta- feira (1), no Ginásio da FAEFID, por 3 sets a 1(20/25, 27/25, 25/20 e 25/19), e a vitória no set desempate por 25 x 23.

        O técnico da Federal, Chiquita, avaliou como positiva a atuação de Juiz de Fora e apontou como destaque, a tranqüilidade nas horas decisivas: “No geral, melhoramos. Ontem (primeiro jogo), nós arriscamos muito, por isso não conseguimos fechar o set. Hoje, fomos mais cautelosos. Na hora que tinha que sacar mais taticamente, sacamos.Às vezes, a gente colocava três ou quatro pontos de vantagem e continuava arriscando, mas quem tem que arriscar é o time adversário. Nós  temos que continuar tendo calma e manter nossa rodada de bola.”

      Apesar do título, Chiquita, tem motivos para ficar preocupado, a sua equipe sofreu duas baixas. No primeiro jogo contra os argentinos, o líbero Fábio Paes sofreu uma lesão Fábio sofreu um estiramento grau 2 no músculo da panturrilha esquerda e ficará duas semanas em tratamento. Já no segundo confronto, o ponteiro Sérgio sentiu o tornozelo esquerdo e deixou a partida. O jogador será avaliado nesta- quinta-feira para saber a gravidade da contusão.

O JOGO

     A UPCN começou melhor na partida e abriu uma ampla vantagem logo no início do set (5 x 10). Juiz de Fora melhorou, mas continuou em desvantagem no set. No segundo tempo técnico, o placar era (12 x 16) para os visitantes. Os argentinos se mantiveram à frente no set,e fecharam por (21 x 25).

  2º set

     Os visitantes novamente começaram melhor o set (0 x 3), mas com quatro pontos seguidos, a Federal tomou a liderança do placar(4 x 3).No tempo técnico, a UFJF liderava por (8 x 7). As  equipes se alternavam na liderança do placar (15 x 16). Após a segunda parada técnica, o equilíbrio foi a palavra chave do set,com os times empatados até o fim ( 24 x 24), e só decidido após erro dos argentinos,o que deu o segundo set para Juiz de Fora (27 x 25).

A equipe do UPCN é tetracampeã argentina.

A equipe do UPCN é tetracampeã argentina.

3º set

      A UFJF entrou mais vibrante e quadra e após bloqueio, abriu vantagem sobre o adversário (10 x 8). A Federal apresentava muito volume de jogo, e chegou ao segundo tempo técnico em vantagem (16 x 13). A começou a acreditar mais na vitória, o que animou ainda mais os juizforanos, que venceram o set (25 x 20), e viraram o jogo.

4º set

          Empolgados com a vitória no set anterior, a UFJF impôs seu ritmo, e chegaram a abrir sete pontos de vantagem. A torcida presente incentivava o time, i que animou ainda mais os juizforanos, que venceram o set por (25 x 19) e fecharam o jogo por 3 sets a 1.

O set do título

           Como cada uma das equipes ganhou um jogo,o desafio foi definido no set desempate. As equipes não queriam se arriscar muito, e o jogo permaneceu empatado boa parte do set decisivo(8 x 8). O sistema defensivo da Federal funcionava muito bem, o que permitiu que a equipe pontuasse nos contra-ataques e abrisse vantagem ( 20 x 16). Porém, a UPCN foi buscar o placar. Com um saque flutuante e eficiente,que atrapalho a recepção da UFJF, os argentinos deixaram tudo igual (20 x 20). No fim, os donos da casa voltaram a apresentar um alto volume de jogo, e fecharam o set após ataque do aposto Bérgamo, (25 a 23), conquistando o título.

 ___  Equipe posa com o troféu do Desafio Brasil X Argentina de Vôlei.  Foto: Lucilia Bortone

___ Equipe posa com o troféu do Desafio Brasil X Argentina de Vôlei.
Foto: Lucilia Bortone

Mais fotos da partida AQUI

UFJF: Rodrigo (levantador), Bérgamo (oposto), Manius e Sérgio (ponteiros), Ialisson e Victor Hugo (centrais) e Tatinho (líbero).

Entraram: Xuxa( levantador), Alemão oposto), Tarcísio ( central)

UPCN: Gonzalez (levantador), Uchicov (oposto), Bengolea e Peres Lopes (ponteiros), Ualas e Ramos (centrais) e Garrocq (líbero).

Entraram: Brakkovic, Molina, Filardi

UPCN vence o primeiro amistoso contra UFJF

 por Luara Herédia

          UFJF x UPCN - Amistoso IO Desafio Brasil x Argentina de Vôlei, disputado entre as equipes da  UFJF e UPCN, começou com vitória argentina. Os visitantes venceram o primeiro dos dois confrontos por 3 sets a 0. Parciais de 23×25, 25×27, 20×25.

      Após os três sets, foi disputado um set extra, como treinamento, também vencido pelo UPCN por 25×20. Nesta quarta-feira (1), os times retornam à quadra, às 19h30,no ginásio da FAEFID. A entrada é gratuita. Em caso de vitória da equipe de Juiz de Fora por qualquer placar, haverá um set desempate de 25 pontos para definir o ganhador do torneio.

 O jogo

A equipe de Fabian Armoa venceu a primeira partida do desafio

A equipe de Fabian Armoa venceu a primeira partida do desafio (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

O UPCN começou melhor (3 x 6), fazendo o técnico da Federal pedir tempo. Na volta, os donos da casa voltaram mais concentrados e passaram á frente (9 x 8). O bloqueio da UFJF funcionava bem, e a equipe abriu vantagem (14 x 10). O UPCN demostrou a sua força e foram buscar o empate  (16 x 16).  O equilíbrio  permaneceu até o fim do set, quando os argentinos venceram por (23 x 25).

2º set

        O jogo permaneceu muito equilibrado no início do 2º set, no primeiro tempo técnico o placar era (8 x 7) para Juiz de Fora. A Federal permaneceu à frente do placar até a segunda parada técnica ( 16 x 14). Na sequência, o time argentino deixou tudo igual (16 x 16). A UFJF foi se mantendo à frente e com dois bloqueios seguidos fez (20 x 17). O UPCN novamente foi buscar o placar, empatando novamente o set (23 x 23). Na hora decisiva, os argentinos foram mais regulares e fecharam o set(25 x 27), abrindo 2 sets a 0.

UFJF x UPCN - Amistoso I3º set

          A UFJF começou o terceiro set desligada, os argentinos aproveitaram, e abriram vantagem (2 x 5). Ansiosa para pontuar, a Federal acumulava erros (10 x 14). A vantagem de quatro pontos dos argentinos permaneceu  no tempo técnico (12 x 16). Com um ótimo volume de jogo, o UPCN não deu chances de reação para o adversário, e com um um bloqueio, fecharam o set (20 x 25), e o jogo por 3 sets a 0

Jogadores

UFJF:  Rodrigo(levantador), Bérgamo (oposto), Manius e Sérgio (ponteiros), Ialisson e Tarcísio (centrais) e Fábio Paes (líbero)

Entraram: Xuxa (levantador), Alemão(oposto), Daivison (ponteiro), Victor Hugo e Ninão (centrais) e Tatinho (líbero)

UPCN: Gonzalez (levantador), Uchicov (oposto), Bengolea e Filardi (ponteiros), Ualas e Ramos (centrais) e Garrocq (líbero).

Entraram: Brakkovic, Molina, Peres Lopes

Confira aqui mais fotos da partida.

UFJF realiza dois amistosos contra UPCN, da Argentina

por Luara Herédia

 

              A UFJF faz nesta semana, em Juiz de Fora, dois amistosos contra a equipe argentina do UPCN, tetracampeão argentino, no Desafio Brasil x Argentina de Vôlei. O primeiro será na terça-feira, 30 de setembro. E o segundo, na quarta, 01 de outubro. Ambas as partidas serão às 19h30, no Ginásio da Faefid, com entrada gratuita.

 __     O primeiro amistoso entre UFJF e UPCN, será na terça-feira,30, às 19h30,no ginásio da FAEFID, com entrada gratuita.


__ O primeiro amistoso entre UFJF e UPCN, será na terça-feira,30, às 19h30,no ginásio da FAEFID, com entrada gratuita.   Foto: Lucilia Bortone

 

         O técnico Chiquita destacou a importância dos jogos contra o UPCN na preparação da Federal para a segunda etapa do Campeonato Mineiro: “A equipe argentina é muito habilidosa, tem muito volume de jogo, sabe trabalhar a bola e vende caro cada ponto. Vai ser um confronto interessante, porque é uma escola que valoriza a posse de bola”, destacou o treinador.

                 Essa será  a segunda vez em que o UPCN vem a Juiz de Fora enfrentar a UFJF. No ano passado, as equipes se enfrentaram em duas partidas, com os argentinos vencendo o primeiro amistoso  por 3 a 0 (21/17, 21/14 e 21/17). Já no segundo jogo, os mineiros venceram por 3 a 2 (25/17, 22/25, 27/25, 17/25 e 15/13).

UFJF conquista sua primeira vitória na temporada

 

 por Luara Herédia

 __     UFJF terminou a primeira fase do Campeonato Mineiro com 4 pontos conquistados. Foto: Lucilia Bortone

__ UFJF terminou a primeira fase do Campeonato Mineiro com 4 pontos conquistados.
Foto: Lucilia Bortone

 

A UFJF entrou em quadra neste sábado,27, precisando da vitória, e cumpriu o seu dever. Jogando diante de sua torcida, a equipe de Juiz de Fora venceu o Montes Claros por 3×1. Parciais de 25×17, 25×23, 17×25 e 25×14. Com a vitória, a Federal terminou a primeira fase da competição com quatro pontos, e aguarda os resultados das partidas que faltam para o Montes Claros contra Sada/Cruzeiro e Minas, para definir a classificação e os cruzamentos nas semifinais.

Para o técnico da UFJF, Chiquita, a equipe teve uma evolução em relação aos últimos jogos: “Durante todo o jogo tivemos um alto nível em todos os fundamentos; recepção, ataque e contra-ataque, o que facilitou o nosso trabalho. Também tivemos um mérito grande no saque. Forçamos bem e conseguimos um bom resultado”.

O jogo

        Os visitantes logo abriram vantagem (0 x 2), mas a UFJF se recuperou, e com três pontos seguidos, assumiram o placar (3 x 2). Na primeira parada técnica, a UFJF liderava o placar por dois pontos (8 x 6). Os donos da casa aproveitavam os contra-ataques e ampliaram o marcador (9 x 6).  Com um saque forçado, a Federal abriu seis pontos (13 x 7). Montes Claros aproveitou dois erros seguidos da UFJF para diminuir a diferença no set (13 x 10). No tempo técnico, Juiz de Fora se manteve à frente (16 x 12). Com um ótimo volume de jogo, a equipe da Zona da Mata fechou o primeiro set  por (25 x 17).

 

      2º set

          Empolgados com a vitória no set anterior, a UFJF começou melhor (3 x 0). Na parada técnica obrigatória o placar era (8 x 6) para os donos da casa.  A UFJF manteve uma boa  vantagem, provocando o pedido de tempo do técnico de Montes Claros, Scwanke (18 x 14),  Após a paralisação, MOC voltou melhor e empatou o jogo (20 x 20). O final de set foi muito equilibrado, com a UFJF vencendo pela diferença mínima (25 x 23), após um ponto de saque.

 __   Sérgio foi o maior pontuador do jogo, com 22 pontos. Foto: Lucilia Bortone


__ Sérgio foi o maior pontuador do jogo, com 22 pontos.
Foto: Lucilia Bortone

 

  3º set

Precisando vencer o set para se manter vivo na partida, Montes Claros começou o set impondo seu ritmo (0 x 3). No tempo técnico, a equipe do norte do estado liderava por dois pontos (6 x 8).  O saque da UFJF caiu de rendimento, o que facilitou o trabalho de recepção do adversário, que aproveitou muito bem o momento, e abriu ótima vantagem (10 x 16). Com folga no set, Montes Claros fez (25 x 17), e levou o jogo para o quarto set.

 

   4º set

 

         Precisando somar três pontos no jogo, a UFJF voltou mais concentrada. No tempo técnico liderava por (8 x 5).  OS donos da casa jogavam bem em todos os fundamentos, o que facilitou que abrissem vantagem (16 x 10). Com excelentes saques, a Federal fechou o set por (25 x 14), e  jogo por 3 sets a 1. O maior pontuador da partida foi o  ponteiro Sérgio, da  UFJF, com 22 pontos.

Mais fotos da partida AQUI .

Bola Rápida – Estaduais

Vôlei Brasil Kirin já está garantido nas semifinais do Paulista (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei - arquivo)

Vôlei Brasil Kirin já está garantido nas semifinais do Paulista (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei – arquivo)

– No Campeonato Paulista, os encontros da fase quartas-de-final já estão definidos: Funvic/Taubaté x ACBD Rio Claro; Santo André x São José dos Campos; São Bernardo x Sesi-SP. Como terminou a fase classificatória na liderança, o Vôlei Brasil Kirin já está garantido nas semifinais do Paulista.

– O Vôlei UFJF faz, no próximo sábado, seu último jogo na fase de classificação do Campeonato Mineiro. O time da Zona da Mata recebe o Montes Claros Vôlei às 19h* no Ginásio da Faculdade de Educação Física da UFJF. Os ingressos já estão à venda nas lojas Camorra (da Rua São João) e Planeta Corrida (no calçadão da Rua Halfeld). A inteira custa R$10,00 e a meia-entrada, R$5,00. No dia da partida os ingressos também serão vendidos na bilheteria do ginásio.

– A Federação Gaúcha fez modificações na tabela do Estadual 2014. O pedido do adiamento das partidas partiu dos clubes que disputam a competição e que tem jogadores disputando o Campeonato Brasileiro de Seleções. Somente Bento Vôlei e Passo Fundo entram em quadra nesta semana.

* Atualizado 24/09 – 22h: A partida entre UFJF e Montes Claros estava marcada anteriormente para às 17h.