Sada/Cruzeiro e SESI- SP decidem a final da Superliga Masculina

Destacado

por Luara Herédia

 

Foto: DIvulgação CBV/ Alexandre Arruda.

Foto: DIvulgação CBV/ Alexandre Arruda.

Neste domingo, 13, Sada/Cruzeiro e  SESI- SP entram em quadra para disputar o título da Superliga 2013/2014. O duelo vai colocar frente a frente os dois melhores times da competição, o time mineiro terminou o  returno na  1ª colocação, enquanto os paulistas  ficaram  em segundo. A partida será às 10h, no Ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte  (MG), com transmissão da Rede Globo.

 O jogo será uma reedição da final da Superliga 2010/ 2011. Naquela oportunidade, o SESI superou o mando de campo cruzeirense e venceu por 3 sets a 1, conquistando sua primeira taça da competição.

_ Foto: Lucilia Bortone

_ Foto: Lucilia Bortone

Mesmo depois de três temporadas, as equipes permaneceram com a base de seus  elencos,  e oito jogadores que estavam no primeiro duelo continuam nos times. Do lado paulista, o ponteiro Murilo, o central Sidão e o líbero Serginho foram campeões naquela oportunidadee. Já do lado cruzeirense, o levantador William, o central Douglas Cordeiro, o oposto Wallace, o ponteiro Filipe e o libero Serginho ficaram com o vice-campeonato.

 Playoffs

_ Foto: Lucilia Bortone

_ Foto: Lucilia Bortone

 Depois de terminar as 22 rodadas (turno e returno) na liderança, o Sada/Cruzeiro superou nas quartas de final o Moda Maringá e mas semifinais passou tranquilo pelo Vivo / Minas. O SESI eliminou nas quartas de final o São Bernardo Vôlei e na semifinal superou o Brasil Kirin.

 Ingressos

A venda de  ingresso para o jogo final da Superliga aconteceu através do site  livepass.com, mas os 11 mil bilhetes colocados à disposição do torcedor se esgotaram em apenas 2 horas. Agora, restam 3 mil  entradas, que poderão ser adquiridas na bilheteria do Mineirinho ou na sede do Sada/ Cruzeiro( Rua Ouro Preto, s/n – Barro Preto), em Belo Horizonte, a partir das 10 horas desta quarta- feira, 09.

Os ingressos custam R$ 40 ( inteira) arquibancada inferior e R$ 20( inteira) arquibancada superior. Estudantes  e idosos têm direito à meia entrada diante comprovação de documento.

UFJF vence, mas não consegue se classificar para os playoffs

Destacado

 por Luara Herédia 

Equipe cumpriu o dever de casa, mas não contou com "ajuda" de Maringá para se classificar. - Foto: Lucilia Bortone

__Equipe cumpriu o dever de casa, mas não contou com “ajuda” de Maringá para se classificar.
- Foto: Lucilia Bortone

A UFJF  cumpriu o dever de casa e venceu a equipe do Brasil Kirin por 3 sets a 1(parciais de 21 x 19, 22 x 24, 21 x 15 e 21×19), em partida válida pela última rodada do returno da Superliga. Mesmo com a vitória, o resultado não foi  suficiente para classificar o time de Juiz de Fora para os playoffs( apenas os oito primeiros se classificaram).

Para avançar, os mineiros precisavam vencer, e torcer para o Moda/ Maringá não somar pontos diante de Volta/ Redonda, porém, o time paranaense saiu vitorioso por 3 sets a 1, terminando em oitavo lugar, e conquistando a última vaga. Já a UFJF encerrou sua  participação  em 9º lugar, com 25 pontos e 8 vitórias,  a melhor classificação em três temporadas.

Agora, a equipe de Juiz de Fora aguarda uma resposta da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) para definir o futuro na temporada. Ainda não se sabe qual o critério para definir o time rebaixado ou se haverá um torneio com os quatro últimos colocados ( do 9º ao 12) para definir quem permanece na elite do vôlei na Superliga 2014/2015.

 O jogo

camp

 Precisando da vitória, a UFJF começou a partida  mais nervosa e viu o adversário abrir três pontos 6 x3. Após o tempo técnico, a equipe da casa voltou melhor e empatou o jogo 8 x 8, e  liderava  o placar na segunda parada técnica por 14 x 13. O set seguiu equilibrado e empatado até os 19 pontos, mas na  bola de xeque, Juiz de Fora venceu o 1º set por 21 x 19.

2º set

O equilíbrio permaneceu no início do segundo set,com a UFJF à frente com apenas um ponto de vantagem na parada técnica 7 x 6. Empurrados pela torcida, a equipe mineira abriu três pontos 10 x 7, mas viu a equipe de Campinas reagir e virar o set para 11 x 10. O fim do set foi bastante disputado, com as equipes se alternando na liderança e após várias chances, Campinas fechou em 24 x 22, e empatou o jogo.

_Após set equilibrado, Campinas vence o 2º set e empata a partida. Foto: Lucilia Bortone

_  Após set equilibrado, Campinas vence o 2º set e empata a partida.
Foto: Lucilia Bortone

3º set

O terceiro set foi o mais tranquilo do confronto. Os donos da casa ficaram à frente durante todo o set. Na primeira parada técnica lideravam por 7 x 5,  vantagem  que permaneceu no segundo tempo técnico 14 x 12.   Com o poder ofensivo e defensivo funcionando muito bem a equipe de Juiz de Fora não deu chances ao  Brasil Kirin e venceu por 21 x 15.

4º set

Os visitantes começaram melhor  e venciam por 7 x 6. Na sequência do jogo a  UFJF se recuperou e com apoio da torcida virou o set para 14 x 11.  Campinas se recuperou e deixou  o set empatado em 16 pontos.  A UFJF voltou a liderar o set e na largadinha teve a primeira oportunidade de fechar o jogo 20 x 18, Campinas buscou mais uma reação, mas a Federal não permitiu, fechando o set em 21 x 19 e o jogo por 3 sets a 1. O central Lucão recebeu o troféu Viva Vôlei de melhor da partida, já o oposto Jardel   foi o maior pontuador com 17 pontos.

Torcida compareceu ao ginásio da Faefid e lutou com o time até o fim. Foto: Lucilia Bortone.

_  Torcida compareceu ao ginásio da Faefid e lutou com o time até o fim.
Foto: Lucilia Bortone.

 

Para conferir mais fotos da partida, clique aqui.

UFJF vence Canoas e ainda sonha com a classificação

Destacado

 por Luara Herédia

A UFJF  segue sonhando com a última vaga para os playoffs da Superliga, embalados, a equipe mineira conseguiu a quinta vitória. nos últimos seis confrontos. Desta vez, os juizforanos venceram a equipe do Kappesberg/Canoas, na casa do adversário, por  3 sets a 1 (parciais de 18/21, 23/21, 23/21 e 31/18).  Com o resultado, a UFJF  soma  22 pontos, permanecendo com a 9ª colocação na tabela.

- Crédito: UFJF/ Divulgação

– Crédito: UFJF/ Divulgação

Para conseguir a  classificação inédita para a próxima fase da Superliga( os oitos primeiros se classificam), o time de Juiz de Fora precisa vencer  a próxima partida diante do Vôlei Brasil Kirin e torcer por uma derrota do Moda/Maringá, que, com 24 pontos, ocupa atualmente a 8ª colocação . A última rodada do returno da Superliga será na quarta- feira, 26, na arena da Faculdade de Educação Física da UFJF, às 19h.

UFJF vence Volta Redonda e sobe na tabela

Destacado

por Luara Herédia

Equipe conquistou a sexta vitória na Superliga e ainda sonha com a classificação para os playoffs. - Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei

Equipe conquistou a sexta vitória na Superliga e ainda sonha com a classificação para os playoffs.
- Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei

A UFJF segue embalada nesta reta final do returno da Superliga e diante da torcida venceu o Volta Redonda por 3 sets a 1. Parciais de 17 x 21, 32 x 30, 21 x 19 e 21 x 14. Com o resultado, os mineiros conquistaram a sexta vitória na competição, somaram 19 pontos e pularam para o 9º lugar.

Os destaques de Juiz de Fora foram os ponteiro Dede com 17 pontos, e o levantador Rivoli, que levou o Troféu Viva Vôlei, dado ao melhor jogador da partida, que foi entregue pelo reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora, Henrique Duque, que acompanhou a partida.

O supervisor da UFJF,Heglison Toledo, o professor Renato Miranda e o reitor, Henrique Duque comemoram a vitória . Foto: Lucilia Bortone

O supervisor da UFJF,Heglison Toledo, o professor Renato Miranda e o reitor, Henrique Duque comemoram a vitória .
Foto: Lucilia Bortone

A UFJF segue sonhando com a classificação para os playoffs (os oito primeiros colocados se classificam), mas não dependem apenas dos próprios resultados. A equipe volta à quadra no próximo sábado,22, para o penúltimo jogo do returno, contra o Kappensberg/Canoas, na casa do adversário. Com 31 pontos, o Canoas está em sexto lugar e já está garantido na próxima fase da Superliga.

O jogo
A partida já começou com um rally, que terminou em ponto para a UFJF, no ataque do ponteiro Dede. As equipes se alternavam à frente do marcador e Volta Redonda chegou à frente no primeiro tempo técnico 7 x 6. O jogo seguiu equilibrado e após bloqueio, os visitantes abriram dois pontos 14 x 12. O técnico de Juiz de Fora, Carlos Augusto “Chiquita” parou o jogo para tentar ajustar sua equipe, mas não evitou que o adversário saísse com a vitória no 1º set por 21 x 17.

2º set
O segundo set foi o mas eletrizante do confronto. A UFJF começou melhor e abriu 2 x 0. Na parada obrigatória , os mineiros venciam por 7 x 6. Mas na sequência do jogo, o Voltaço passou à frente e abriu 13 x 10. Com a torcida jogando junto a UFJF foi buscar o resultado e no erro do adversário deixou tudo igual em 16 pontos.Errando menos, a UFJF passou à frente no placar e teve a primeira chance de vencer o set 20 x 19. Porém, Volta Redonda não se entregou e deixou tudo igual em 20 x 20, e após excelente saque, retomou à frente do placar: 21 x 20. O set seguiu emocionante,com as duas equipes tendo oportunidade de vencer. Depois de quase 40 minutos de disputa, a UFJF fechou em 32 x 30, no bloqueio de Victor Hugo.

volta
3º set
Embalados com a vitória no set anterior, a UFJF abriu vantagem logo no início 3×1.Com dois pontos à frente, a UFJF liderava o set no primeiro tempo técnico por 7 x 5. Os donos da casa permaneceram à frente e no bloqueio de Jardel foram para a na parada técnica com 14 x 12. Na volta do jogo, o juiz deu cartão vermelho para o time fluminense, o que deu um ponto a mais para Juiz de Fora, 15 x 12. Com vantagem, o time mineiro fechou o set em 21 x 16 e virou o jogo para 2 sets a 1.

4º set
Determinados a fecharem o jogo, a UFJF começou de forma arrasadora e liderava por 6 x 2. Já Voltaço, precisando da vitória para levar a partida para o quinto set empatou em 7 x 7. No ponto se saque de Dede, a UFJF abriu dois pontos e no segundo tempo técnico liderava por 14 x 12. Os donos da casa aumentaram a vantagem para quatro pontos 16 x 12, e com folga no placar, fecharam o set em 21 x 14 e o jogo em 3 sets a 1.

uf final

Para conferir mais fotos da partida, clique aqui.

UFJF vence São Bernardo fora de casa

Destacado

por Luara Herédia

sao bernardo

O time de Juiz de Fora foi ao interior de São Paulo e conquistou a 5ª vitória na Superliga Masculina de Vôlei.Mesmo jogando fora de casa, os mineiros venceram os paulistas por 3 sets a 1, parciais de 22 x 20, 7×21, 21 x 15 e 24 x 22. Com o resultado, a UFJF soma 16 pontos e sobe para o 11º lugar na tabela.
Os destaques da partida foram os jogadores Jardel, que marcou 17 pontos e o ponteiro Japa, que ganhou o Troféu Viva Vôlei, prêmio dado ao melhor jogador da disputa.

O ponteiro Japa recebeu o Troféu Viva Vôlei.  Foto: UFJF

O ponteiro Japa recebeu o Troféu Viva Vôlei.
Foto: UFJF

Agora, depois de dois jogos fora de casa, a UFJF se prepara para voltar à jogar diante de sua torcida no próximo sábado, 15, às 18h, contra Volta Redonda, em confronto direto na tabela. A equipe fluminense é a 10ª colcoada, com 17 pontos, um a mais que o time de Juiz de Fora, em 11º lugar.

Fora de casa, UFJF não consegue superar Moda/Maringágá

Destacado

por Luara Herédia

Foto: Moda Maringá ( divulgação)

Foto: Moda Maringá ( divulgação)

Depois de duas vitórias consecutivas na Superliga, a equipe da UFJF voltou à quadra para enfrentar o Moda/ Maringá na casa do adversário. Em partida equilibrada, o time mineiro levou a partida para o quinto set, mas não conseguiu superar os donos da casa, que venceram por 3 sets a 2( parciais de 21 x19 ,13×21, 21 x 19, 21 x 23 e 18 x 16.)
O técnico da Federal, Carlos Augsto “Chiquita” segue utilizando o central Jardel na posição de oposto e escalou sua equipe com os seguintes jogadores: levantador Rivoli, ponteiros Japa e Daivisson, centrais Ninão e Victor Hugo e o líbero Octacílio. Com o resultado , Juiz de Fora somou apenas um ponto na tabela e com isso permanece em 12º lugar na competição, com 13 pontos conquistados.
Agora a equipe viaja para São Bernardo do Campo ( SP), para enfrentar na próxima terça -feira, 11, às 20h30, os donos da casa. A partida é válida pela 8ª rodada do segundo turno da Superliga Masculina.

UFJF vence a segunda partida seguida na Superliga

Destacado

por Luara Herédia

A equipe de vôlei da UFJF conseguiu a segunda vitória consecutiva na Superliga. Embalados depois de quebrar o jejum de oito derrotas seguidas diante do Minas Tênis Clube, na quarta-feira, a equipe de Juiz de Fora voltou à quadra neste sábado, 1º, e, em um jogo eletrizante, venceu o Funvic/Taubaté adversário direto na tabela por 3 sets a 2 (18×21, 21×18, 21×16, 17×21 e 23×21).

Reffatti (19) enfrenta o bloqueio adversário

Reffatti (19) enfrenta o bloqueio adversário (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com)

Com o resultado, os mineiros somaram 12 pontos e quatro vitórias na competição. Após o jogo, o técnico da UFJF, Carlos Augusto “Chiquita” aprovou a atuação da equipe, sobretudo pela nova formação do time. Insatisfeito com o rendimento dos opostos do elenco, o comandante testou pela segunda vez o central Jardel na função de oposto e saiu satisfeito com o resultado e com o desempenho dos jogadores.

Os próximo confronto da Federal  será no próximo sábado, 8, às 19h30, em Maringá, contra os donos da casa.

O Jogo:

A UFJF logo marcou 2 x 0. Jogando melhor, a equipe da casa foi para o primeiro tempo técnico quatro pontos na frente dos adversário (7 x 3). Correndo atrás do placar, Taubaté reagiu e encorou no marcador 13 x 12, provocando o pedido de tempo de Chiquita. No contra-ataque eficiente dos visitantes a partida ficou empatada. Na seqüência, no ataque do central  Ninão, a UFJF voltou a  liderar o placar 14 x 13. Na volta do jogo, após erro de ataque dos mineiros, os visitantes passaram à frente e abriram 16 x 14. A equipe paulista controlou a vantagem adquirida e fechou o set em 21 x 18.

2º set

Novamente os donos da casa começaram melhor o set e abriram 3 x 1. Na parada técnica a UFJF liderava por 7 x 4. Precisando do resultado e contando com o apoio das arquibancadas, a Federal ampliou o marcador e no segundo tempo técnico o placar era 14 x 10. Com quanto pontos à frente, a UFJF chegou ao set point 20 x 16, mas, na hora de fechar o set, o time enfrentou dificuldades e viu o adversário encostar (20 x 18). Após o susto os mineiros fecharam o set em 21 x 18, devolvendo o placar do 1º set.

3º set

O bloqueio foi uma das armas da vitória mineira

O bloqueio foi uma das armas da vitória mineira (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com)

Logo no início do set os mineiros acharam o tempo de bloqueio e fizeram três pontos seguidos que ajudaram a Federal a abrir vantagem de 7 x 3. Enquanto o adversário cometia muitos erros no saque, a UFJF tinha um bom rendimento e abriu oito pontos de vantagem: 12 x4.  Na segunda parada obrigatória o marcador era 14 x 5 para a equipe mineira. Jogando melhor e aproveitando os contra-ataques, os donos da casa abriram dez pontos 18 x 8 e encaminharam para fechar o set. Taubaté até tentou uma reação e diminuiu a desvantagem para quatro pontos 20 x 16, mas no erro de saque do levantador do time paulista os mineiros fecharam o set em 21 x 16, e viraram o jogo para 2 sets a 1.

4º set
Precisando vencer para permanecer vivo no jogo, os visitantes fizeram 2 x 0. No tempo técnico, Funvic/Taubaté liderava por 7 x 5. Os mineiros começaram  a errar mais e viram o adversário abrir 12 x 8. Após duas defesas da UFJF, a equipe contou com o erro do adversário para pontuar 12 x 10. No bloqueio a equipe diminuiu a desvantagem para um ponto 12 x 11, mas voltaram a errar e viram os paulistas abrirem no marcador 16 x 12 e fecharem o set em 21×17, depois do erro de saque de Juiz de Fora.

5º set

O set decisivo começou com o ponto de Taubaté. A UFJF passou à frente depois do ataque pelo meio 3 x 2 e abriu dois pontos após bloqueio 4×2. Na troca de lado o Funvic liderava por 8 x 7. Na sequência o set mas curto seguiu equilibrado, com as equipes se revezando nos pontos 11 x 11. No bloqueio a UFJF retomaram o placar 12 x 11, mas os visitantes tiveram a chance de fechar o jogo, após erro de recepção da UFJF (14 x 13). Porém, o time mineiro manteve a tranquilidade dentro de quadra e deixou o set novamente empatado até os 18 pontos, quando tiveram a chance de fechar o jogo após erro de Taubaté (19 x 18). Foi a vez dos paulistas manterem a tranquilidade e impedir a vitória dos donos da casa, 19 x 19. Em fim de jogo eletrizante, o set ficou empatado até os 21 pontos, após rally a Federal teve mais uma chance de fechar o jogo e na sequência, depois de um erro de ataque de Funvic, a UFJF fechou o tie-break em 23 x 21 e o jogo por 3 sets a 2.

O  Viva Vôlei ficou com Dede, ponteiro da UFJF.