NÃO ESTAVA NOS PLANOS…

 

A seleção brasileira entrou em quadra sabendo das as principais características do time cubano : o vigor físico e o saque forte, no primeiro set a tática brasileira até funcionou bem, porém, Cuba cresceu muito no jogo e venceu a partida por 3 sets a 2 (17X 25, 25X 22, 25 X 22, 20 X 25 e 15 X 12),  segunda derrota do Brasil na competição.

1º set:

      O Brasil começou de forma arrasadora, quando o placar marcava 4 a 2 , a seleção já tinha  marcado  1 ponto de ataque,2 de bloqueios e 1 de saque.

Com o oposto Hernandez e o ponteiro passador Leon jogando abaixo do que sabem a vantagem brasileira foi se estendendo, na segunda parada técnica obrigatória o placar marcava 16 X 9. No final do set Cuba marcou 4 pontos seguidos, mas a folga no placar a favor do Brasil era extensa e não deu para Cuba reagir: 25 X 17. A seleção marcou 8 pontos de bloqueio e Giba foi o maior pontuador do set.

2º set:

     O saque cubano começou a entrar com Hernandez, do lado brasileiro o capitão Giba continuava sendo o destaque. Com um bloqueio, a seleção caribenha chegou na frente do placar, 8 X 6.

Murilo, discreto no ataque era fundamental na recepção e principalmente no saque, assim a seleção virou o jogo: 11 X 9, mas com um erro brasileiro de saque e um ace de Hernandez, Cuba igualou o placar e na seqüência com um saque e um bloqueio chegaram a abrir 2 pontos.

A seleção jogava bem, após belas defesas e um saque forçado de Murilo  ficaram na frente do placar,20 X 19. Cuba pontuava no contra- ataque e contando com ótimos ataques do canhoto Hernandez, Cuba fechou o set: 25 X 22.

     3º set:

     A vitória no segundo set deu moral a  seleção cubana, no primeiro tempo técnico a vantagem era de 5 pontos : 8 x 3. Bernardinho promoveu a inversão do 5:1 , mas optou por colocar Wallace no lugar do Théo, saíram Marlon e Vissotto.

Wallace marcou 2 pontos importantes, no outro lado da rede Leon, (ponteiro passador de 18 anos e titular da seleção desde os 14) crescia no jogo 10 X 6 para Cuba no marcador.

A seleção buscava o marcador, após uma recuperação de bola sensacional de Giba o Brasil encostou no placar, 12 X 10, obrigando o técnico Orlando Samuels a parar o jogo. A parada fez bem ao time cubano, marcando 3 pontos seguidos abriram 15 X 10.

O Brasil até empatou o marcador, mas não conseguia passar na frente, Leon e Hernandez fizeram a diferença, 20 X 17. Após erro de saque de Vissotto, 25 X 22 Cuba.

4º set:

Atrás do placar , só restava ao Brasil vencer e provocar o tiebreak, Bruninho e Wallace começaram como titular.   Com dois  aces de Giba, 6 X 4 no placar a favor do Brasil.

Na segunda parada técnica a folga no marcador era de 5 pontos: 16 X 11. Administrando a folga no placar, a seleção fechou o set por 25 X 20

5 ºset:

No set de desempate Cuba liderou na maior parte,  abriram 3 pontos  7 X 4, mas após a troca de lado obrigatória o Brasil emaptou o jogo, 8 X 8 mas nao conseguia ficar a frente no marcador. Cuba voltou a abrir 2 pontos, Leon foi o grande destaque do set. A seleção não consgeuiu reagir e Cuba fechou o set por 15 X 12 e o jogo por 3 sets a 2.

 

Foi a segunda derrota brasileira na Copa do Mundo de Volei, mas o Brasil ainda sonha com o titulo pois ainda tem um confronto direto com a líder Polônia( jogo acontece na madrugada de sexta para sábado).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s