MUNDIAL DE CLUBES: SADA/CRUZEIRO CONQUISTA SUA SEGUNDA VITÓRIA

O Sada/Cruzeiro conquistou sua segunda vitória no Mundial de Clubes que acontece em Doha, no Quatar. Jogando contra a equipe da casa, o Al-Rayyan ( do central Rodrigão e do americano David Lee),o  time brasileiro encontrou uma certa dificuldade, mas mostrando o entrosamento da equipe, e com boa distribuição de jogadas do  levantador William, fechou o jogo por 3 sets a 1. Parciais de 25 X 20, 23 x 25, 25 x 16 e  25 x 21

Os jogadores do Sada/Cruzeiro comemoram a segunda vtória , liderança do grupo e a classificação para as semifinal do Mundial de Clubes.

O JOGO:

Os times começaram se estudando. Com um ace de Maurício, a equipe brasileira abriu 2 pontos de vantagem: 4 x 2. Mas a pequena vantagem logo foi embora e as equipes seguiam empatadas: 7 x 7. Na primeira parada técnica, o placar era 8 x 7 para os brasileiros. Na volta do tempo técnico, o bloqueio e o saque do Sada fizeram a diferença e a equipe ampliou o placar 12 x 8, provocando o pedido de tempo do técnico da equipe do Al-Rayyan. No segundo tempo técnico 16 x 12 par o Cruzeiro.

O ponteiro Filipe em uma boa seqência de saques, ajuda a equipe do Sada/Cruzeiro a levar o 1ºset

      O ponteiro Filipe com boa    seqüência no saque provocou o   segundo pedido de tempo do técnico do time árabe quando o placar era 18x 13. Porém, não adiantou, na volta do tempo o jogador fez mais um ponto de saque e em seguida quebrou a recepção do adversário. Com bola de xeque, o Cruzeiro mandava no placar: 20 x 13. O Al- Rayyan até tentou reagir defendendo e pontuando no contra ataque: 22 x 18, o técnico Macelo Mendez pediu tempo para conversar com sua equipe. No fim, o  Sada/Cruzeiro   fechou o set com 25 x 20 no placar.

  

  2º SET:

O Cruzeiro começou abrindo    3    x 0, mas o time do Quatar se recuperou e pontuando quatro vezes seguidas, passou a frente: 4 X 3. A equipe brasileira começou a errar muitas jogadas. Do outro lado, o Al-Rayyan cresceu na partida e foi pela primeira vez no jogo foi na  frente na parada técnica: 8×4.  A parada fez bem ao time brasileiro que diminuiu a vantagem para dois pontos 8 x 6.  O central americano  David Lee, bloqueou o central brasileiro Douglas e a equipe do Quatar abriu quatro pontos: 14 x 10. 

               A equipe do Al- Rayyan  errou dois ataques consecutivos o que fez a equipe mineira aproximar no marcador: 14 x 13, o técnico do time do Quatar parou a partida para evitar a reação do time brasileiro. Pontuando no contra-ataque o time árabe foi com vantagem de dois pontos para a parada técnica obrgatória: 16-14.

Na reta final, o Cruzeiro conseguiu a virada:19 x 18. Em um ponto que gerou dúvidas na marcação, o

Time do Al-Rayan empata a partida
FOTO: FIVB

Al-Rayyan pediu a utilização de imagens,novidade que está sendo testada nesse campeonato ( leia mais sobre) para tirar a dúvida. Revendo as imagens da jogada o ponto foi para o Cruzeiro que abriu dois pontos: 20 x 18. Com muito equilíbrio,a partida ficou novamente empatada  21 x 21. Com ace de Acácio, o Sada fez 23 x 22. A equipe brasileira desperdiçou um contra- ataque  e novamente o set ficou empatado: 23 x 23. Pontuando duas vezes consecutivas, o Al- Rayyan fechou por 25 x 23, empatando a partida em 1 set  1.

3º SET

O set começou equilibrado, 4 x 4 . Na primeira parada  técnica ocorreu um fato curioso. O juiz deu ponto para o Cruzeiro que fez  8X 6 no placar, mas  o capitão  David Lee do Al-Rayyan pediu o uso das imagens acusando que o central brasileiro Douglas Cordeiro invadiu a quadra adversária com a bola ainda em jogo.  Analisando as imagens, o juiz voltou atrás na marcação e o placar se transformou em 7 x 7.  As equipes voltaram para a quadra esó depois de uma nova jogada disputada o Cruzeiro fez 8 x 7.

            O oposto Wallace começou a se destacar na partida com a potência de seus  ataques: 11X 8 Cruzeiro. Jogando melhor, o Sada abriu 4 pontos e foi para a parada técnica em vantagem 16 x 12. Com o sistema defensivo(bloqueio e defesa) funcionando, a equipe brasileira foi ampliando o marcador: 22 x 15.  Com vantagem, o time fechou o set por 25 x 16. 

O bloqueio do Sada para o central norte americano David Lee , do Al- Rayyan

 

4º SET

Determinada a fechar a partida, a equipe brasileira começou melhor e em um contra-ataque fez 4 x 2. No tempo técnico o Sada/Cruzeiro estava com 8 x 7 no marcador.  Com uma defesa o time brasileiro fez: 11 X 9 .Usando o recurso das imagens pela primeira vez, o Cruzeiro que foi favorecido pelo  desafio do vídeo, após um ataque de Douglas Cordeiro. Na segunda parada obrigatória  o placar era 16 x 12 para a equipe brasileira.

Na volta do jogo, o Al- Rayyan reagiu no set e encostou no placar, 17 X 16. O técnico do Sada, Marcelo Mendez pediu tempo quando a partida estava empatada em 20 x 20.  O levantadordo Cruzeiro, William, fez um bloqueio  e a equipe retomou a frente do marcador: 22 x 21. Wallace atacou e a bola esbarrou no bloqueio adversário. Em hora decisiva a equipe brasileira abriu dois pontos no fim do set: 23 x 21. O cubano Leal do Sada foi para o saque e conseguiu um ace, o que virou match point para  a equipe.  O time brasileiro fechou o set por 25 x 21 e o jogo por 3 sets a 1, conquistando três pontos importantes que deu a liderança  do grupo A e a classificação para a semifinal.

O próximo jogo do Sada/Cruzeiro será na terça- feira, às 9 horas, contra o atual tricampeão Mundial de Clubes, o Trentino, da Itália. O canal BANDSPORTS transmite a partida.

 Fotos: FIVB( Federação Internacional de Voleibol)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s