Sada/Cruzeiro conquista o Campeonato Mundial de Clubes

por Luara Herédia

Quase 7000 torcedores compareceram ao Centro Poliesportivo Divino Braga, em Betim e viram o Cruzeiro se impor do início ao fim, e conquistar o título do Mundial de Clubes diante do time russo do Lokomotiv por 3 x 0. Parciais de 25 x 20, 25 x 19 e 25 x 20, título inédito para o voleibol brasileiro.

Crédito: FIVB

Crédito: FIVB

Em atuação quase impecável e com um entrosamento perfeito do levantador William  com seus atacantes, sobretudo com o central Douglas  Cordeiro,  o time brasileiro entrou disposto a devolver a derrota imposta pelo Lokomotiv na primeira fase do torneio, além de se recuperar da derrota na final do Mundial do ano passado no Qatar, quando a equipe perdeu o título para a equipe italiana do Trentino.

O cubano Leal foi o maior pontuador do jogo. Crédito: FIVB

O cubano Leal foi o maior pontuador do jogo. Crédito: FIVB

O maior pontuador do jogo foi o  ponteiro Leal, do Sada/ Cruzeiro, com 13 pontos.  Os outros destaques do time mineiro foram o oposto Wallace, que marcou 12 vezes  e os  centrais  Éder, com 10 pontos e Douglas Cordeiro, que saiu do banco, e  pontuou 11 vezes na partida.

 O JOGO

 O Sada/Cruzeiro  entrou em quadra  com  o levantador William,  o oposto  Wallace, os ponteiros  Leal e Filipe, os centrais Isac e Éder e o líbero Serginho. No contra ataque desperdiçado por Leal, o Lokomotiv  abriu o jogo 1 x 0. No bloqueio explorado por Filipe, o jogo ficou empatado 2 x 2.  No ponto de saque, Filipe deixou o Cruzeiro na frente 5 x 4.  Sem bloqueio, Wallace, recolocou os cruzeirenses na frente  6 x 4.  O técnico russo parou a partida para tentar parar os donos da casa, quando o placar era 7 x 4. O tempo fez efeito, e os russos encostaram no marcador 7 x 6. No primeiro tempo técnico, o placar era 8 x 6 para o Sada. Na marcação de dois toques do levantador William, o jogo ficou igual 8 x 8.

 O central Isac voltou a sentir o tornozelo, e deixou à quadra para a entrada de Douglas

O central Isac sentiu o tornozelo e deixou o jogo. Crédito: FIVB

O central Isac sentiu o tornozelo e deixou o jogo. Crédito: FIVB

Cordeiro. A arbitragem voltou a fazer uma marcação equivocada , dando o ponto para os russos 11 x11.No segundo tempo técnico, o Sada/Cruzeiro voltou a ter vantagem no placar 16 x14. No bloqueio simples, Leal parou  o ataque russo 17 x14.  No erro do ataque russo 20 x 15. Wallace deu o set point para o Cruzeiro 24 x19, e o  levantador Wiliam fechou o set para o Cruzeiro por 25 x 20.

2º set

O Lokomotiv começou o set abrindo 2 x 0, mas o Cruzeiro deixou tudo igual 2 x 2. O time russo voltou a ter vantagem 4 x 2. No bloqueio, o Cruzeiro empatou 5 x 5. No erro russo, o time brasileiro passou à frente 6 x 5. Após jogada de recuperação, o ponteiro Filipe no bloqueio simples marcou o sétimo ponto cruzeirense. Na sequência, Éder parou o ataque adversário, colocando o Sada com dois pontos de vantagem na parada obrigatória 8 x 6.O técnico russo parou o jogo para tentar acertar o time , quando o placar era 10 x 7  para os  cruzeirenses.

No segundo tempo técnico obrigatório, o Sada liderava por 5 pontos, 16 x11.  O Lokomotiv forçando o saque, diminuiu a desvantagem do set para três pontos 19 x 16, o técnico Marcelo Mendez parou o jogo para frear a reação do adversário. Na largadinha, Wallace deu o ponto do set para o Cruzeiro 24 x 18, forçando o técnico russo gastar o segundo tempo técnico. No erro de saque, o Sada/Cruzeiro fechou o set em 25 x 19, fazendo 2 sets a 0.

Filipe começou como titular pela primeira vez.

Filipe começou como titular pela primeira vez.

3º set

O time russo abriu o set 1 x 0. No erro de ataque de Camejo, o Cruzeiro passou à frente 2 x 1. O set seguiu equilibrado 5 x 5. O  time da casa  começou a errar mais e permitiu a virada dos russos 7 x 5, o técnico cruzeirense parou o jogo. No primeiro tempo técnico, o placar era 8 x 7 para os  russos. Após rally, Douglas Cordeiro deixou tudo igual 9 x 9. Com dois pontos de saque na sequência, Leal colocou o Cruzeiro na frente do marcador 12×10, forçando o pedido de tempo russo.

Na sequência, Leal marcou mais um ponto de saque, 13 x 10. O time cruzeirense seguiu agressivo no set, fazendo o  Lokomotiv cometer muitos erros. No ataque de Wallace pela saída de rede, o placar era 16 x 11, para os donos da casa. Após invasão da linha dos três do atacante russo, o treinador russo pediu tempo para tentar diminuir a desvantagem de cinco pontos 19 x 14.  O central Douglas Cordeiro cravou mais uma bola para os cruzeirenses: 23 x 18. Em seguida, o levantador do Lokomotiv cometeu os dois toques e o time brasileiro chegou ao match point 24 x 19,  e no erro de saque do adversário, o Sada/ Cruzeiro fechou o set em 25 x 20, conquistando o título de campeão mundial de clubes.

sada

MELHORES DO CAMPEONATO

Ponteiros: Leal ( Cruzeiro) e  Divis (Lokomotiv)

Líbero: Serginho ( Cruzeiro)

Oposto:  Sokolov ( Trentino )

Levantador: William ( Cruzeiro)

Centrais:  Birarelli ( Trentino) e Burgsthaler

MVP: Wallace( Cruzeiro)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s