[Superliga] Ligado no bloqueio, Minas vence o Canoas no Rio Grande do Sul

Com campanhas parecidas até então, Lebes/Gedore/Canoas e Minas Tênis Clube se enfrentaram pela 7ª rodada da Superliga Masculina 2015/2016, no Rio Grande do Sul. Diante de sua torcida, o Canoas não conseguiu parar o ataque minastenista e foi derrotado por 3×0 (23×25, 22×25 e 15×25), na tarde deste domingo (6).

Destaque para os centrais do Minas, Pétrus e Flávio, que juntos foram responsáveis por sete dos 12 pontos de bloqueio da equipe mineira, não dando chances para os ataques do Canoas. O prêmio Viva Vôlei foi para o oposto do Minas, Escobar. O jogador cubano também foi o maior pontuador, com 18 acertos.

O jogo

O equilíbrio marcou o início da partida e as equipes seguiram trocando pontos. Na primeira parada técnica, o Minas tinha dois pontos de vantagem (6×8). A reação do Canoas começou num bloqueio do central Tarcísio para cima do oposto Escobar e, em boa passagem do ponteiro Léo Caldeira pelo saque, o Canoas passou à frente (12×11). O Minas manteve a calma e conseguiu igualar o marcador quando o bloqueio mineiro achou Léo Caldeira (17×17). Num ataque para fora do oposto Angel Dennis, o Minas fechou o set em 23×25.

2° set

A disputa voltou acirrada entre os centrais das duas equipes. Logo no primeiro ponto, Tarcísio fechou a porta para Pétrus. Canoas chegou a abrir dois pontos (3×1), mas o Minas parou Léo Caldeira após rally. A conquista do ponto animou os minastenistas que colocaram quatro pontos de frente após dois bloqueios seguidos de Flávio para cima de Victor Hugo (10×14), que acabou substituído por Matheus. Apesar de ter sentido o jogo adversário, Canoas tentou a reação e, aproveitando erros do Minas, encostou no marcador e, na sequência, parou Escobar no bloqueio duplo de Mateus e Batagim (21×22). Depois de reclamação por uma decisão da arbitragem, os donos da casa tomaram o cartão vermelho e deram o set point para os visitantes, que tiveram calma para matar o ponto com o ponteiro Vanole pelo meio-fundo (22×25).

3º set

O terceiro set era o decisivo para o Canoas e, para buscar a recuperação na partida, o técnico Marcelo Fronckowiak fez várias alterações no time: Evandro, Wanderson, Matheus, Batagim e o líbero Pallotti entraram nos lugares de Sandro, Dennis, Victor Hugo, Alê e Jeffe, respectivamente. As mudanças fizeram bem no início do set, mas, na desatenção da equipe gaúcha, Bruno Canuto aproveitou uma bola de xeque e empatou (6×6). Com mais tranquilidade, o Minas chegou à primeira parada técnica na frente (7×8) e, na sequência, abriu três pontos (10×13), forçando pedido de tempo de Fronckowiak. Acuados, os jogadores do Canoas viram o Minas ampliar a vantagem e, num bloqueio de Flávio em Wanderson, fechar o set em 15×25.

Lebes/Gedore/Canoas
Sandro, Dennis, Victor Hugo, Tarcísio, Leo Caldeira, Alê. Libero: Jeffe
Entraram: Matheus, Batagim, Evandro, Wanderson e Pallotti
Técnico: Marcelo Fronckowiak

Minas Tênis Clube
Everaldo, Escobar, Flávio, Pétrus, Bruno Canuto, Raidel. Líbero: Lucianinho
Entraram: Vanole e Nicolas
Técnico: Nery Tambeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s