[Superliga] Funvic/Taubaté sofre para vencer o Minas e fecha confronto em 2×0

Jogando diante da sua torcida, o Minas Tênis Clube precisava da vitória para forçar o terceiro jogo e continuar vivo na briga por uma vaga nas semifinais da Superliga 2015/2016. A vitória quase veio, porém os visitantes levaram a melhor no tie-break e fecharam o confronto de quartas de final em 2×0 com o triunfo por 2×3 (19×25, 25×14, 27×25, 22×25 e 18×16) na tarde deste domingo (20). Eleito o melhor da partida, o ponteiro Lucarelli saiu de quadra com o Troféu VivaVôlei.

Lucarelli venceu eleição no site da CBV e recebeu o Troféu VivaVôlei (Foto: Reprodução Facebook Vôlei Taubaté)

Com a classificação para as semifinais, o Funvic/Taubaté briga pela vaga na decisão com o Vôlei Brasil Kirin. Sesi e Sada/Cruzeiro fazem o confronto da outra chave.

O jogo

A partida começou com as duas equipes atentas na defesa, dando um bom volume de jogo ao confronto apesar dos muitos erros de saque de ambos os lados. Mantendo a calma na definição dos pontos no sideout, o Funvic/Taubaté abriu dois pontos e chegou à primeira parada técnica com o placar em 6×8. Com a ajuda da rede, o central Flávio colocou o Minas a um ponto dos visitantes (11×12) e em outro ponto de saque, agora do levantador Everaldo, os donos da casa empataram (13×13). Voltando a errar ataques, o Minas deu de graça a liderança para o Taubaté (15×17). Confiante em quadra e eficiente no ataque, o Funvic deslanchou no set e fechou a parcial em 19×25, em mais um erro de saque do Minas.

2º set

Com o saque potente de Lipe, Taubaté marcou seu primeiro ponto no 2º set. Porém, o bloqueio do Minas cresceu e deu aos donos da casa dois pontos seguidos (3×1). Incomodado com a desvantagem no placar, Taubaté perdeu a concentração e não definia os pontos com a mesma intensidade da parcial anterior. A reação dos visitantes parecia tomar forma após bloqueio de Deivid cima de Escobar (8×10), mas foi parada após dois pontos do Minas, um deles em bloqueio duplo pra cima de Sanchez (8×12), forçando o pedido de tempo de César Douglas. Com inúmeros erros de ataque da equipe do Vale do Paraíba, o Minas não quis saber e abriu seis pontos no bloqueio do central Flávio em cima do também central e cria do Minas, Otávio (16×10). Com mais três erros de ataque seguidos (Lipe, Lucarelli e Sanchez), a vantagem mineira chegou a nove ponto (19×10). Sem dificuldades, o Minas fechou o set em 25×14.

3º set

Tentando esquecer a má atuação do set anterior, o Funvic/Taubaté chegou para o 3º set com a mesma atitude do 1º e logo abriu dois pontos com bloqueios em cima do oposto Escobar (2×4). Foi também com dois bloqueios que o Minas empatou a parcial (6×6), porém o Taubaté voltou a abrir dois pontos (6×8). Com bom volume de jogo, as duas equipes protagonizaram bons rallys que os donos da casa aproveitaram para diminuir a vantagem de Taubaté (10×12). Na bola de xeque do central Pétrus, os minastenistas encostaram (13×14) e na sequência mataram mais um ponto no bloqueio de Pétrus em cima de Lucarelli (14×14). Taubaté voltou a abrir dois pontos de frente, porém o Minas não deixava os visitantes ampliarem. No momento decisivo, o Minas virou o placar (24×23) e teve um set point desperdiçado em erro de saque de Everaldo. No terceiro set point, os donos da casa fecharam a parcial em 27×25, virando o jogo para 2×1.

4º set

Precisando da vitória no set para ainda ter chances de evitar o terceiro jogo, o Funvic/Taubaté chegou fulminante no saque, dificultando a vida da recepção mineira (0x2). Apesar da atenção no fundamento, Taubaté voltou a errar e deu ao Minas a chance de equilibrar o set, mas os minastenistas não aproveitaram (5×8). Parando no bloqueio adversário, o ataque no Minas foi caindo de rendimento e deu quatro pontos de vantagem para o Taubaté (8×12). Administrando a vantagem, o Taubaté levou a decisão para o tie-break (22×25).

5º set

As duas equipes foram para a decisão com mudanças: Japa no lugar de Lipe, no Taubaté, e Cléber no lugar de Raidel, pelo Minas. No ponto de saque de Escobar, o Minas abriu dois pontos importantes na frente (4×2) e, na sequência, Sanchez desperdiçou ataque pela saída de rede (5×2), o que provocou pedido de tempo de César Douglas. No ace de Lucarelli, Taubaté encostou (6×5) e Nery Tambeiro também parou a partida. Após rally, Taubaté conseguiu empatar a parcial em 9×9 no bloqueio em cima do ponteiro Cléber. Na reta final da partida, o Minas conseguiu mais um ponto de saque com Cléber fazendo 13×11. Taubaté se recuperou (14×14), mas o bloqueio de Pétrus em cima do Deivid deu mais um match point para o Minas. No contra-ataque de Sanchez, Taubaté conseguiu virar a vantagem e ter seu primeiro match point. Os visitantes acabaram fechando o tie-break em 16×18.

Minas Tênis Clube

Titulares: Everaldo, Escobar, Flávio, Pétrus, Bruno Canuto, Raidel. Líbero: Lucianinho

Entraram: Léo, Carísio, Cléber

Técnico: Nery Tambeiro

Funvic/Taubaté

Titulares: Rapha, Sanchez, Deivid, Otávio, Lipe, Lucarelli. Líbero: Felipe

Entraram: Leozão, Pedro, Japa, Diego (líbero)

Técnico: César Douglas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s