[Seleção Brasileira] Após 16 anos, ‘Era Bernardinho’ chega ao fim; seleção já tem novo treinador

Depois de 16 anos no comando da seleção masculina, Bernardo Rezende, o Bernardinho, não é mais técnico do Brasil. Após meses de especulações, dúvidas e pedidos de “Fica, Bernardinho”, o anúncio foi feito oficialmente nesta quarta-feira (11), pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), na sede da empresa, no Rio de Janeiro. No lugar do comandante multicampeão, entra Renan Dal Zotto, que nos últimos anos estava trabalhando como coordenador das seleções de quadra.

Renan, foi jogador da “geração de prata” (1984), e técnico da extinta equipe da Cimed, Florianópolis, revelando Bruno, Éder, Lucão, Sidão e outros para a seleção principal. Dal Zotto também é amigo pessoal de Bernardinho. “ Quando recebi o convite, tive que ligar para o Bernardo. Além de ser uma referência técnica, ele é um amigo. E só aceitei porque o Bernardo disse que participaria desse processo”.

bernardinho12-e1474888241903

-Renan  é amigo pessoal do ex técnico. E faz questão de contar com o auxilio de Bernardo nesse momento. (Foto: Arquivo/Reprodução Internet)

De acordo com o diretor da CBV, Radamés Lattari, o ex técnico da seleção brasileiro ocupará o cargo de coordenador técnico da equipe brasileira. “O Bernardo será coordenador da seleção masculina e fará também um trabalho com a base, porque ele gosta bastante deste trabalho de formação. ”

 A ERA BERNARDINHO

Bernardinho chegou à seleção masculina no dia 04 de maio de 2001, em amistoso contra a Noruega, que servia como preparação para a Liga Mundial, competição que o Brasil se saiu vencedor naquele ano. Depois, o técnico ainda iria ganhar mais sete títulos desta mesma competição (2002,2004,2005,2006, 2007, 2009 e 2010).

2004

– Ouro em 2004, com a geração mais vitoriosa da Era Bernardinho. Foto: Reprodução Internet)

São mais de 30 títulos com o time brasileiro, incluindo três títulos mundiais (2002,2006 e 2010), duas pratas olímpicas (2008 e 2012), dois ouros olímpicos (2004 e 2016), sendo a medalha olímpica conquistada nas Olimpíadas do Rio, a última conquista do técnico à frente do time verde e amarelo.  Na Era Bernardinho, o Brasil disputou todas as finais de Olimpíadas e Mundial que disputou.

Além disso, antes de assumir a seleção masculina, Bernardo conquistou duas medalhas de bronze olímpicas (1996 e 2000) como treinador da seleção brasileira feminina, totalizando seis medalhas olímpicas no vasto e vencedor currículo do treinador.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s