[Sul-Americano] Sada Cruzeiro passa fácil pelo UPCN e está em mais uma final

A equipe do Sada Cruzeiro está em mais uma final!  Jogando no Ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG), sede do Sul-americano de Clubes, a equipe mineira venceu os argentinos do UPCN San Juan por 3 sets a 0, parciais de (25×21, 25×19 e 25×23), e segue viva na briga pelo quarto título do continente.

O time celeste aguarda o resultado da partida entre Montes Claros e Bolívar, para saber quem será o adversário. A finalíssima será no sábado de carnaval (25), às 17h10, com transmissão do canal Sportv.

O JOGO

 O UPCN começou melhor na partida. Após excelente sequência de saques de Lazo e aproveitando os erros da equipe brasileira, quatro em nove pontos do adversário, os argentinos dominavam o marcador e o técnico Marcelo Mendez parou a partida (6×9. Porém, na volta à quadra, o San Juan continuou melhor e com dois pontos de bloqueio, Filardi e Gustavão, aumentou a diferença para cinco pontos (6×11). Na inversão de 5-1 pelo lado cruzeirense, Cachopa e Alan entraram e deram um novo ritmo para os mineiros, que diminuíram a desvantagem (13×14) e com dois aces seguidos de Simón viraram o marcador (15×14). O saque seguiu como melhor fundamento do Sada Cruzeiro e foi o diferencial para o time reagir e passar a comandar o placar da primeira parcial, que terminou com erro de ataque do UPCN San Juan (25×21).

2º set

O segundo set começou quente, após provocação na rede do ponteiro Leal, o juiz amarelou o jogador. Assim como aconteceu no set anterior, Lazo conseguiu outra boa sequência de saques (8×10). A parcial seguiu equilibrada, com as equipes com um bom percentual em ataques (16×16), do lado argentino, destaque para Uchikov.  Se o bloqueio cruzeirense não havia funcionando no primeiro set, nesse foram três, fundamento que contribuiu para o time brasileiro abrir vantagem no placar (21×18). Os ânimos na rede seguiram à flor da pele e foi a vez do árbitro amarelar o UPCN. Com dois pontos de saque de Simón, o time brasileiro fechoi mais um set (25×19).

3º set

Se Evandro não estava aparecendo muito no ataque, o jogador estava sacando e bloqueando muito bem, ajudando o Sada abrir o dobro de pontos do adversário logo no início do set (8×4). Precisando vencer para continuar com chances de disputar a final, o UPCN buscou uma reação e promoveu algumas mudanças na equipe (15×13). No ponto de saque de Filardi, os Hermanos diminuíram a desvantagem para apenas um ponto (21×20) e no bloqueio do central Gustavão, deixaram tudo igual (22×22).  O central Éder Levi veio para quadra e mercou um ponto direto no saque, tendo o primeiro match point da semifinal (24×22). Após saque errado do San Juan, o Cruzeiro fechou o set (25×23) e carimbou uma vaga na final do Sul-americano de Clubes.

EQUIPES:

Sada Cruzeiro: William, Leal, Rodriguinho, Evandro,Simon, Isac, e Serginho

Entraram: Cachopa, Alan, Éder Levi

Técnico: Marcelo Mendez

 UPCN San Juan : Brajkovic, Uchikov, Gustavão, Martín Ramos, Filardi, Lazo e Garrocq (líbero)

Entraram: Mariano, Guzmán,Martín

Técnico: Fabian Armoa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s