[Pré-mundial] Argentina não decepciona e garante vaga no Mundial 2018

Após cair na semifinal do Sul-americano, a Argentina se recuperou e venceu o Pré-mundial disputado em Delmi de Salta no último fim de semana. A seleção comandada por Julio Velasco venceu, no sábado (2), a Venezuela por 3×0 (25×19, 25×16, 25×12). Esta era a última oportunidade para as seleções da América do Sul de conquistar uma vaga para o Campeonato Mundial de 2018 que será disputado na Itália e Bulgária.

ARG-VEN-(4).jpgO Pré-mundial contou com Argentina, Chile e Venezuela, sendo disputado como um triangular. Os argentinos venceram seus dois confrontos, enquanto os chilenos, que terminaram em 2º lugar, triunfaram diante dos venezuelanos.

Além da Argentina, já estão com vaga garantida: Brasil (campeão Sul-americano); China, Irã, Japão e Austrália (qualificatória asiática); Itália e Bulgária, países sede; Polônia (campeã Mundial 2014); França, Holanda, Eslovênia, Rússia, Sérvia, Finlândia e Bélgica (qualificatória europeia). As cinco vagas da Norceca serão definidas no Pré-mundial da região que será realizado entre os dias 24 de setembro e 2 de outubro. Não há informações sobre os critérios de classificação para as três vagas para as seleções africanas.

O Campeonato Mundial Itália-Bulgária está programado para começar no dia 10 de setembro de 2018 e a final está prevista para o dia 30 do mesmo mês.

Com informações da Feva e FIVb.
Fotos: Feva

Anúncios

[Sul-americano] Brasil conquista o 31º título continental e se garante no Mundial do ano que vem

Sem perder nenhum set em cinco jogos, a seleção masculina de vôlei conquistou, nesta sexta-feira (11), o primeiro título no comando do técnico Renan dal Zotto. Jogando no Centro Nacional de Entreinamento, em Santiago, Chile, os brasileiros venceram a final diante da Venezuela por 3 a 0, parciais de (25×21, 25×6 e 25 x 18), em 1h07 minutos de partida e carimbaram o passaporte para o Mundial de 2018, que terá como sede a Itália e a Bulgária.

Com mais esse resultado positivo, o Brasil venceu seu 31º título do Sul-americano, mantendo a hegemonia na competição continental.  São 32 edições do campeonato e apenas em 1964 houve um outro campeão, porém, os brasileiros não participaram naquele ano.

Essa foi a nona vez em que Brasil e Venezuela se enfrentaram em uma final de Sul-americano, sendo que a última vez havia sido em 2003, no Rio de Janeiro, quando os brasileiros levaram o ouro, a Venezuela ficou com a prata e a Argentina completou o pódio. Nesta atual edição, as posições das equipes se manteve: na disputa de terceiro lugar, a Argentina superou o Chile, donos da casa por 3 sets a 0, parciais de (25×18,25×22 e 25×21).

Sem muito tempo para descansar, o Brasil já entra em quadra novamente neste domingo (13), às 10h, quando recebe os Estados Unidos, em São Paulo. A partida terá transmissão do Sportv e Globo. Na terça-feira (15), os times voltam a se enfrentar, só que desta vez em Manaus (AM). As partidas servem de preparação para as duas seleções que irão disputar a Copa dos Campeões entre os dias 12 a 17 de setembro no Japão. Além de Brasil e Estados Unidos, França, Itália, Irã participarão da competição.

 Seleção do Campeonato

sleeeee

Os melhores atletas do Sul-americano. [Foto: Max Montecinos]

Campeão e invicto, o Brasil dominou a seleção do campeonato, que é formado pelos melhores jogadores de acordo com as estatísticas. Confira os eleitos: levantador Bruno (Brasil), oposto Wallace (Brasil), centrais: Jordi Verdi (Venezuela) e Sebastián Solé (Argentina), ponteiros: Lucarelli (Brasil) e Vicente Parraguirre (CHILE) e líbero: Héctor Mata (Venezuela). O ponteiro brasileiro Maurício Borges foi eleito o MVP, ou seja, o jogador mais valioso do campeonato.

Veja como foi o campeonato:

07.08
20h – Venezuela 3 x 1 Colômbia (25×22, 25×18, 22×25 e 26×24
22h – Brasil 3 x 0 Paraguai (25×4, 25×14 e 25×10)
19h30 – Argentina 3×0 Uruguai (25×16, 25×18 e 25×20)
21h30 – Chile 3 x 0 Peru (25×19, 25×12 e 25×22

08.08
20h – Colômbia 3 x 0 Paraguai (25/18, 25/16, 25/17)
22h –Brasil 3 x 0 Venezuela (25×10, 25×16 e 25×14)
19h30 – Argentina 3 x 0 Peru (25×15, 25×22 e 25×12)
21h30 – Chile 3 x 0 Uruguai (25×19, 25×12 e 25×19)

09.08
13h – Venezuela 3×0 Paraguai(25×17, 25×9 e 25×14)
15h – Brasil 3×0 Colômbia(25×14,25×11 e 25×21)
19h30 – Uruguai 3×2 Peru(22×25, 27×25, 28×26 e 20×25)
21h30 – Argentina 3×0 Chile (25×18, 21×25, 25×15 e 25/21)

10.08 – Semifinais:

19h30 _ Brasil 3×0 Chile (25×20, 25 x12 e 25×14)

21h30 _ Venezuela 3×2 Argentina ( 26/24, 15/25, 24/26, 26/24 e 15/13)

11.08 

3º lugar: Argentina 3 x 0 Chile(25×18,25×22 e 25×21)

Final: Brasil 3×0 Venezuela(25×21, 25×6 e 25×18)

Com informações da CBV e CSV
Foto destaque:  Max Montecinos/ CSV

[Sul-americano] Para manter a hegemonia, Brasil encara a Venezuela na final

Jogando com apoio da torcida que lotou o Centro de Treinamento Olímpico CEO2 localizado na na capital Santiago, a equipe chilena dificultou a vida dos brasileiros no início do jogo, ficando à frente do placar em muitos minutos, mas, após chamada do técnico Renan dal Zotto, o Brasil se impôs em quadra e venceu mais uma partida por 3 a 0, parciais de (25×20,25×12 e 25×14), em uma hora e nove minutos e se classificou para a final do Sul-americano.

O saque brasileiro foi um fundamento chave para, como destacou o levantador e capitão brasileiro Bruno Rezende. “ Nós jogamos uma boa partida. Eles jogaram muito bem o primeiro set, mas começamos a sacar muito forte e deu resultado. Queremos ganhar esse Sul-americano e cumprir nosso objetivo. ” Vale ressaltar que o campeão do Sul-americano conquista uma vaga para o Mundial 2018.

Na outra semifinal, a Argentina não confirmou seu favoritismo e está fora da final. Em uma partida emocionante e só decidida no tie-break, a Venezuela venceu por 3 sets a 2, parciais de (26/24, 15/25, 24/26, 26/25 e 15/13), em duas horas e três minutos.

Brasil e Venezuela já se enfrentaram na primeira fase dessa edição. Essa será a oitava vez em que Brasil e Venezuela disputam a finalíssima da competição. Enquanto o Brasil tem 30 títulos, os venezuelanos têm nove medalhas de prata.  O Sul-americano está em sua 32ª edição e tem uma hegemonia da seleção brasileira, que venceu todas as edições, exceto em 1964, da qual não participou. A final do campeonato será às 21h30 (horário de Brasilia) e terá transmissão do Sportv e online.

07.08
20h – Venezuela 3 x 1 Colômbia (25×22, 25×18, 22×25 e 26×24
22h – Brasil 3 x 0 Paraguai (25×4, 25×14 e 25×10)
19h30 – Argentina 3×0 Uruguai (25×16, 25×18 e 25×20)
21h30 – Chile 3 x 0 Peru (25×19, 25×12 e 25×22

08.08
20h – Colômbia 3 x 0 Paraguai (25/18, 25/16, 25/17)
22h –Brasil 3 x 0 Venezuela (25×10, 25×16 e 25×14)
19h30 – Argentina 3 x 0 Peru (25×15, 25×22 e 25×12)
21h30 – Chile 3 x 0 Uruguai (25×19, 25×12 e 25×19)

09.08
13h – Venezuela 3×0 Paraguai(25×17, 25×9 e 25×14)
15h – Brasil 3×0 Colômbia(25×14,25×11 e 25×21)
19h30 – Uruguai 3×2 Peru(22×25, 27×25, 28×26 e 20×25)
21h30 – Argentina 3×0 Chile (25×18, 21×25, 25×15 e 25/21)

10.08 – Semifinais:

19h30 _ Brasil 3×0 Chile (25×20, 25 x12 e 25×14)

21h30 _ Venezuela 3×2 Argentina ( 26/24, 15/25, 24/26, 26/24 e 15/13)

11.08 – Final:

21h30 – Brasil x Venezuela

Com informações da CSV.
Foto destaque: CSV

[Sul-americano] Em busca de mais uma final, Brasil enfrenta Chila na semi

A seleção brasileira confirmou seu favoritismo e venceu seus três jogos da primeira fase do Sul-americano. Nesta quarta-feira(9), no encerramento da primeira fase, o time brasileiro conseguiu outra vitória por 3 a 0, desta vez sobre a Colômbia, com parciais de: (25×14, 2511 e 25×21). Agora a equipe se despede da cidade de Tamuco e segue rumo às semifinais, que serão disputadas em Santiago. Os campeões olímpicos enfrentarão o Chile, às 19h30, enquanto a Argentina buscará uma vaga na final diante da Venezuela, às 21h30. A partida do Brasil terá transmissão do canal Sportv 2 e a Confederação Sul-americana de Voleibol também transmitirá os jogos online.

O técnico Renal dal Zotto escalou o Brasil com a terceira formação diferente: Bruno (levantador), Renan (oposto), Douglas Souza e Maurício Borges (ponteiros), Isac e Maurício Souza (centrais) e o líbero Tiago Brendle. Ao longo da partida entraram: Rodriguinho (ponteiro), Rapha (levantador), Otávio (central) e Thales (líbero). O treinador falou sobre essa primeira fase, em que pôde dar ritmo a todos os atletas:  “Nessa primeira fase conseguimos fazer com que todos os jogadores jogassem, de forma muito semelhante, os resultados foram muito bons e agora é pensar na semifinal. Vamos esperar pela definição do adversário e, sem dúvida, entrar com força máxima”, concluiu Renan.

Confira os próximos confrontos e os resultados do Sul-americano:

*Horário de Brasília

07.08
20h – Venezuela 3 x 1 Colômbia (25×22, 25×18, 22×25 e 26×24
22h – Brasil 3 x 0 Paraguai (25×4, 25×14 e 25×10)
19h30 – Argentina 3×0 Uruguai (25×16, 25×18 e 25×20)
21h30 – Chile 3 x 0 Peru (25×19, 25×12 e 25×22

08.08
20h – Colômbia 3 x 0 Paraguai (25/18, 25/16, 25/17)
22h –Brasil 3 x 0 Venezuela (25×10, 25×16 e 25×14)
19h30 – Argentina 3 x 0 Peru (25×15, 25×22 e 25×12)
21h30 – Chile 3 x 0 Uruguai (25×19, 25×12 e 25×19)

09.08
13h – Venezuela 3×0 Paraguai(25×17, 25×9 e 25×14)
15h – Brasil 3×0 Colômbia(25×14,25×11 e 25×21)
19h30 – Uruguai 3×2 Peru(22×25, 27×25, 28×26 e 20×25)
21h30 – Argentina 3×0 Chile (25×18, 21×25, 25×15 e 25/21.

10.08 – Semifinais:

19h30 _ Brasil x Chile

21h30 _ Argentina x Venezuela

11.08 – Final: 21h30

 

Com informações da CBV e CSV
Foto destaque:  Felipe Andaur Suárez/CSV

[Sul-americano] Brasil arrasa Paraguai na estreia da competição

A seleção brasileira masculina estreou, esta noite de segunda-feira (7), com uma vitória arrasadora na 32ª edição do Sul-americano, competição que define uma das vagas para o Mundial de 2018. Em pouco mais de uma hora, os campeões olímpicos venceram o Paraguai por 3 sets a 0, com parciais de (25×4, 25x 14 e 25 x 10).  A partida foi realizada no Ginásio Olímpico Regional UFRO, em Temuco, no Chile.

 O Brasil, campeão de todas as edições do campeonato Sul-americano que disputou [ são 30 títulos em 32 edições], entrou em quadra com o time misto: Rapha (levantador), Otávio e Isac (centrais), oposto (Renan), Rodriguinho e Douglas Souza (ponteiros) e o líbero Thales, e não demorou muito para se impor e demonstrar a diferença de nível técnico entre as seleções.

Ao fim da partida, o técnico Renan dal Zotto elogiou a postura de sua equipe. “Tivemos a oportunidade de dar uma mexida boa no time hoje. Jogamos com jogadores que vinham atuando um menos e todos estão de parabéns porque ditaram o ritmo do jogo o tempo todo”. O treinador também falou sobre o adversário de estreia e sobre o próximo adversário.

otavio

Brasil não enfrentou dificuldades no jogo. [Foto: Felipe Andaur Suárez]

“Esse era jogo difícil por termos poucas informações sobre o Paraguai. Seguramente, era a equipe que nos daria menos trabalho no grupo, já que esperamos um ritmo completamente diferente nos dois próximos jogos. A Venezuela, com certeza, vai exigir muito do nosso time. Tem tudo para ser um jogo equilibrado”, concluiu Renan.O Brasil volta à quadra nesta terça-feira (8), às 22h, com transmissão online no site da Confederação Sul-americana.

Confira os próximos confrontos e os resultados da 1ª rodada:

*Horário de Brasília

07.08
20h – Venezuela 3 x 1 Colômbia (25×22, 25×18, 22×25 e 26×24
22h – Brasil 3 x0 Paraguai (25×4, 25×14 e 25×10)
19h30 – Argentina 3×0 Uruguai (25×16, 25×18 e 25×20)
21h30 – Chile 3 x0 Peru (25×19, 25×12 e 25×22

08.08
20h – Colômbia x Paraguai
22h – Venezuela x Brasil
19h30 – Argentina x Peru
21h30 – Chile x Uruguai

09.08
13h – Venezuela x Paraguai
15h – Brasil x Colômbia
19h30 – Uruguai x Peru
21h30 – Chile x Argentina

10.08 – Semifinais: 19h30/21h30
11.08 – Final: 21h30

 

Com informações da CBV e CSV
Foto destaque:
 Felipe Andaur Suárez

[Sul-americano] Na briga pela vaga no Mundial, Brasil estreia nesta segunda (7)

Após breve descanso e treinamentos em Saquarema, a seleção masculina desembarcou no Chile onde disputa, a partir de hoje (7), o Sul-americano de Seleções. O torneio define uma das vagas diretas do continente para o Campeonato Mundial de 2018.

268677299_coleticatemucoO grupo comandado por Renan dal Zotto faz sua primeira partida às 22h (horário de Brasília), contra o Paraguai. Venezuela e Colômbia completam a chave do Brasil, que tem como sede a cidade de Temuco. No Grupo B, Argentina, Chile, Peru e Uruguai fazem seus confrontos em Santiago – a capital chilena também será a sede das finais. “O Brasil é o atual campeão olímpico, tem uma equipe muito forte, mas cada competição é diferente da outra. Para nós, o Sul-Americano tem uma importância muito grande. Neste momento, estamos bem, mas sabemos que, antes de pensar em uma final, temos que pensar jogo a jogo. Por isso, essa fase aqui em Temuco é muito importante”, disse Renan.

Favoritos no Grupo B e maior força ao lado do Brasil, a seleção Argentina chega embalada pelo título da Copa Pan-americana conquistado na última semana. Em 31 edições do torneio, o Brasil saiu campeão em 30 oportunidades.

Todas as partidas terão transmissão da Confederação Sul-americana de Voleibol, enquanto na TV teremos apenas as fases semifinais e final no Sportv.

Confira a tabela completa do Sul-americano 2017:

(Horário de Brasília)

07.08
20h – Colômbia x Venezuela
22h – Brasil x Paraguai
19h30 – Argentina x Uruguai
21h30 – Chile x Peru

08.08
20h – Colômbia x Paraguai
22h – Venezuela x Brasil
19h30 – Argentina x Peru
21h30 – Chile x Uruguai

09.08
13h – Venezuela x Paraguai
15h – Brasil x Colômbia
19h30 – Uruguai x Peru
21h30 – Chile x Argentina

10.08 – Semifinais: 19h30/21h30
11.08 – Final: 21h30

Com informações da CBV e CSV.
Foto destaque: CBV
Foto interna: CSV

Após a Liga Mundial, agenda cheia para a seleção masculina

Depois da conquista da medalha de prata na Liga Mundial, a seleção brasileira recomeçou seus trabalhos visando o Sul-americano no próximo mês. A competição, que será realizada no Chile entre os dias 7 e 11 de agosto, dará vaga para o Campeonato Mundial de 2018. “O Sul-Americano é mais uma competição onde a seleção brasileira entra para buscar o título. Mas, não podemos esquecer que o voleibol sul-americano tem crescido muito nos últimos anos e precisamos estar atentos a todos os adversários. Por isso, estamos nos preparando para chegar no Chile com o grupo pronto para disputar mais um título”, disse o técnico Renan dal Zotto.

Além do Sul-americano, o grupo comandado por dal Zotto fará dois amistosos com seleção americana nos dias 13 e 15 de agosto. O primeiro encontro será no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, e o segundo na Arena Amadeu Teixeira, em Manaus. Os ingressos já foram colocados à venda. As partidas servirão de preparação para a Copa dos Campeões, última competição no calendário da seleção brasileira em 2017.

Com informações da CBV e FIVb.
Foto destaque: FIVb.