[Superliga] Ainda com desfalques, Funvic/Taubaté recebe o Canoas pela 8ª rodada

A temporada 2015/2016 começou com Funvic/Taubaté e Sada/Cruzeiro disputando o título da Supercopa, e não é surpresa encontrar as duas equipes dividindo a liderança da Superliga após sete rodadas disputadas. “No momento há muito equilíbrio entre as duas equipes, mas tem Sesi, Campinas e outras equipes estão crescendo dentro da competição. O importante é se manter ali na frente, entre as melhores, para conseguir vantagem nos playoffs”, disse o treinador do Funvic/Taubaté, Cezar Douglas, após vitória sobre o JF Vôlei no último sábado.

“O importante é se manter ali na frente, entre as melhores, para conseguir vantagem nos playoffs”, analisa o treinador do Taubaté, Cezar Douglas. (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Nesta quinta-feira (10), o Funvic/Taubaté recebe o Lebes/Gedore/Canoas, às 20h, enquanto o Sada/Cruzeiro enfrenta o Brasil Kirin, também em boa fase.

Apesar dos desfalques importantes – como o ponteiro Lipe –, Cezar Douglas está otimista para o restante da temporada e com a chegada de reforços. “O Leozão não saiu de quadra ainda. Ele vem atuando como titular desde julho, carregando essa carga e responsabilidade de ser o oposto e tem feito muito bem essa função. Com a chegada dos reforços [Schmitt, Sanchez e Lucão], queremos deixar a equipe mais consistente, com a parte coletiva sincronizada para chegar nas finais da Superliga e no Sul-americano com uma equipe bem equilibrada”, disse.

Canadense ainda é dúvida

O oposto Gavin Schmitt mal chegou à equipe e ainda é dúvida para a temporada. Recuperando-se de lesão, Schmitt deve voltar ao Canadá para a disputa do pré-olímpico da Norceca, que será realizado na cidade de Edmonton na primeira semana de janeiro. “A gente já vinha trabalhando com essa hipótese, e ele ainda está se recuperando de uma lesão que ainda não sabemos se vai permitir que ele atue, tanto em Taubaté quanto na seleção. As próximas duas semanas são definitivas para vermos a condição real de jogo dele para a Superliga e para o pré-olímpico. Dando tudo certo, ele volta do pré-olímpico e deverá ter um 2ª turno inteiro da Superliga e ainda o Sul-americano”, explicou Cezar Douglas.

Confira abaixo os confrontos da 8ª rodada do turno

10 de dezembro

19h30 – Copel Telecom Maringá Vôlei x São José dos Campos
20h – Sesi-SP x Juiz de Fora Vôlei
20h – Funvic/Taubaté x Lebes/Gedore/Canoas
20h – Montes Claros Vôlei x Voleisul/Paquetá Esportes
21h – Vôlei Brasil Kirin x Sada/Cruzeiro (SPORTV)

14 de dezembro

20h – Minas Tênis Clube x Bento Vôlei/Isabela (SPORTV)

Anúncios

[Superliga] Ligado no bloqueio, Minas vence o Canoas no Rio Grande do Sul

Com campanhas parecidas até então, Lebes/Gedore/Canoas e Minas Tênis Clube se enfrentaram pela 7ª rodada da Superliga Masculina 2015/2016, no Rio Grande do Sul. Diante de sua torcida, o Canoas não conseguiu parar o ataque minastenista e foi derrotado por 3×0 (23×25, 22×25 e 15×25), na tarde deste domingo (6).

Destaque para os centrais do Minas, Pétrus e Flávio, que juntos foram responsáveis por sete dos 12 pontos de bloqueio da equipe mineira, não dando chances para os ataques do Canoas. O prêmio Viva Vôlei foi para o oposto do Minas, Escobar. O jogador cubano também foi o maior pontuador, com 18 acertos.

O jogo

O equilíbrio marcou o início da partida e as equipes seguiram trocando pontos. Na primeira parada técnica, o Minas tinha dois pontos de vantagem (6×8). A reação do Canoas começou num bloqueio do central Tarcísio para cima do oposto Escobar e, em boa passagem do ponteiro Léo Caldeira pelo saque, o Canoas passou à frente (12×11). O Minas manteve a calma e conseguiu igualar o marcador quando o bloqueio mineiro achou Léo Caldeira (17×17). Num ataque para fora do oposto Angel Dennis, o Minas fechou o set em 23×25.

2° set

A disputa voltou acirrada entre os centrais das duas equipes. Logo no primeiro ponto, Tarcísio fechou a porta para Pétrus. Canoas chegou a abrir dois pontos (3×1), mas o Minas parou Léo Caldeira após rally. A conquista do ponto animou os minastenistas que colocaram quatro pontos de frente após dois bloqueios seguidos de Flávio para cima de Victor Hugo (10×14), que acabou substituído por Matheus. Apesar de ter sentido o jogo adversário, Canoas tentou a reação e, aproveitando erros do Minas, encostou no marcador e, na sequência, parou Escobar no bloqueio duplo de Mateus e Batagim (21×22). Depois de reclamação por uma decisão da arbitragem, os donos da casa tomaram o cartão vermelho e deram o set point para os visitantes, que tiveram calma para matar o ponto com o ponteiro Vanole pelo meio-fundo (22×25).

3º set

O terceiro set era o decisivo para o Canoas e, para buscar a recuperação na partida, o técnico Marcelo Fronckowiak fez várias alterações no time: Evandro, Wanderson, Matheus, Batagim e o líbero Pallotti entraram nos lugares de Sandro, Dennis, Victor Hugo, Alê e Jeffe, respectivamente. As mudanças fizeram bem no início do set, mas, na desatenção da equipe gaúcha, Bruno Canuto aproveitou uma bola de xeque e empatou (6×6). Com mais tranquilidade, o Minas chegou à primeira parada técnica na frente (7×8) e, na sequência, abriu três pontos (10×13), forçando pedido de tempo de Fronckowiak. Acuados, os jogadores do Canoas viram o Minas ampliar a vantagem e, num bloqueio de Flávio em Wanderson, fechar o set em 15×25.

Lebes/Gedore/Canoas
Sandro, Dennis, Victor Hugo, Tarcísio, Leo Caldeira, Alê. Libero: Jeffe
Entraram: Matheus, Batagim, Evandro, Wanderson e Pallotti
Técnico: Marcelo Fronckowiak

Minas Tênis Clube
Everaldo, Escobar, Flávio, Pétrus, Bruno Canuto, Raidel. Líbero: Lucianinho
Entraram: Vanole e Nicolas
Técnico: Nery Tambeiro

[Superliga] Funvic/Taubaté vence o lanterna e se mantém no topo da tabela

A equipe do JF Vôlei recebeu, neste sábado (5), a forte equipe do Funvic/Taubaté, pela 7ª rodada da Superliga Masculina. A partida marcou o confronto entre o lanterna, Juiz de Fora, contra o líder da competição. Após pequeno atraso para início do jogo, devido a uma forte chuva que caiu na cidade que provocou queda de luz no ginásio, os visitantes demonstraram a força e experiência da equipe, e venceram por 1×3, parciais de 22 x 25, 26×24, 17×25 e 18 x 25. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor jogador da partida, foi para o líbero de Taubaté, Felipe.

 Com 18 pontos, Taubaté se mantém à frente na tabela (com a mesma pontuação que o Sada/Cruzeiro) e se prepara para dois confrontos em casa.  Já o JF Vôlei permanece na lanterna, com apenas dois pontos conquistados e nenhuma vitória, e tem pela frente duas partidas fora de casa: Sesi e Campinas. Mesmo com mais uma derrota, foi a melhor apresentação dos mineiros na competição.

O JOGO

A equipe de Taubaté começou a partida à frente (2 x 4), mas uma ótima sequência de saques do ponteiro Renato, de Juiz de Fora, proporcionou contra-ataques da equipe, que assumiu o marcador (7×4), chegando no primeiro tempo técnico em vantagem (8×5). Na volta do jogo, Funvic diminuiu os erros e deixou tudo igual (10×10), mas, novamente, os donos da casa reabriram três pontos (13 x 10) e os visitantes foram buscar (15×15).  O jogo ficou equilibrado (19×19), porém, no final, a forte equipe paulista usou a sua força e experiência para assumir o placar (20 x 23) e no ataque de Japa, fechar o 1º set em 22 x 25, em 35 minutos.

2º set

Funvic começou aproveitando melhor os contra-ataques e abriu (1×4), mas antes da primeira parada técnica obrigatória, JF Vôlei já liderava (8×6). Jogando concentrados e com o apoio do torcedor, os mineiros ampliaram a vantagem para três pontos (16 x 13). Assim como aconteceu no primeiro set, os visitantes empataram o set, após erro de contra-ataque de JF (21 x 21). O equilíbrio permaneceu no fim do set, porém, o desfecho foi diferente (24 x 24), após ponto do ponteiro Djalma, o JF Vôlei venceu por 26×24, em 37 minutos.

3º set

 O início de set da equipe paulista foi avassalador.  Primeiro, com sequência de dois pontos de bloqueio do central Deivid (1 x 5) e depois com uma ótima sequência de saque de Lucarelli (1×8).  Na sequência do jogo, os donos da casa voltaram mais concentrados e diminuíram a imensa desvantagem (5×9).  Liderados pelo oposto Leozão, e com ótimo aproveitamento de ataques, Taubaté voltou a ampliar a diferença (13 x 19). Com ótima margem, Funvic se encaminhou para fechar a 3ª parcial, sem dificuldades, em 17×25, em 31 minutos.

4º set

Como aconteceu em todos os sets, os visitantes começaram imprimindo um ritmo intenso (3 x 7). Na primeira parada obrigatória o time paulista tinha o dobro de pontos de Juiz de Fora (4×8). Precisando vencer para pontuar, a equipe mineira parecia nervosa e cometia muitos erros bobos, ampliando a vantagem no placar de Taubaté (5 x11).  O técnico do time mineiro Alessandro Fadul, parou o jogo para tentar reajustar seus jogadores, mas a reação não aconteceu. A experiente equipe paulista aproveitou a ótima margem para encerrar o set (18×25), em 29 minutos, e o jogo por 3 sets a 1.

 [Foto:Lucilia Bortone/Sacandoovôlei]

EQUIPES:

JUIZ DE FORA VÔLEI:  Felipe, Ricardo, Renato, Djalma, Igor Diego e Fabio Paes

Entraram: Tatinho, Leandrão, Tarik, Ninão

Técnico: Alessandro Fadul

FUNVIC/TAUBATÉ: Rapha, Leozão, Lucarelli, Japa, Deivid, Otávio, Felipe

Entraram: Ricardo, Diego, Pedro, Igor, Ialisson

Técnico: Cézar Douglas

 

[Superliga] Líder, Funvic vai a Juiz de Fora enfrentar o lanterna

Com cinco vitórias e uma derrota na competição, o Funvic /Taubaté divide a liderança da Superliga com o Sada/Cruzeiro e está em Minas Gerais para enfrentar o Juiz de Fora Vôlei neste sábado (5). A partida será às 18h no ginásio da Faculdade de Educação Física (Faefid) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

A última visita de Taubaté a Juiz de Fora não foi das melhores. Os donos da casa souberam aproveitar os erros dos adversários e venceram por 3×1, fazendo a alegria da torcida.

Porém a realidade do JF Vôlei na temporada 2015/2016 é diferente. A equipe não vive um bom momento e acumula seis derrotas em seis partidas. A última foi para o Montes Claros, no norte de Minas. Já o/Funvic/Taubaté vem de vitória por 3×0 sobre o Sesi-SP.

Campanha de doação de água continua

O JF Vôlei segue arrecadando doações de água mineral para a cidade de Governador Valadares, que sofre com desabastecimento após o desastre ocorrido em Mariana, no início do mês de novembro. A equipe mineira realiza campanha para doação de garrafas de 1,5l de água mineral na entrada do ginásio da Faefid.

 

Confira abaixo os outros confrontos da 7ª rodada do turno

 

05.12 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) x São José Vôlei (SP), às 14h45 (RedeTV)
05.12 (SÁBADO) – JF Vôlei (MG) x Funvic/Taubaté (SP), às 18h
05.12 (SÁBADO) – Voleisul/Paquetá Esportes (RS) x Brasil Kirin (SP), às 20h
05.12 (SÁBADO) – Bento Vôlei/Isabela (RS) x Sesi-SP, às 20h
05.12 (SÁBADO) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) x Montes Claros Vôlei (MG), às 18h
06.12 (DOMINGO) – Lebes/Gedore/Canoas (RS) x Minas Tênis Clube (MG), às 12h15 (SPORTV)

[Italiano] Apesar da boa atuação de Juantorena, Civitanova é derrotado pelo Modena

Líder da SuperLega, o Cucine Lube Banca Marche Civitanova recbeu o DHL Modena, no domingo (29), e sofreu sua primeira derrota na competição. Os visitantes venceram a partida por 2×3 (22×25, 19×25, 25×18, 25×19 e 15×17). Apesar da derrota, o ponteiro Juantorena (Civitanova) foi eleito o MVP do confronto e também foi o maior pontuador, com 28 acertos.

Com a vitória, o Modena, que já conta com o ponteiro Ngapeth, divide a liderança do Italiano com o Civitanova. As equipes estão empatadas com 20 pontos, porém, pelos critérios de desempate, a equipe de Bruninho e Lucão está na 2ª colocação da tabela.

Na próxima rodada, o Civitanova enfrenta o Exprivia Molfetta, do brasileiro João Rafael, fora de casa. Enquanto o Modena recebe o Perugia.

Confira os outros resultados da 8ª rodada da SuperLega

Diatec Trentinho 3 x 0 Ninfa Latina (25×22, 25×17, 25×16)

Sir Safety Conad Perugia 3 x 0 Exprivia Molfetta (25×22, 25×22, 25×16)

Calzedonia Verona 3 x 0 Revivre Milano (25×16, 25×20, 27×25)

Tonazzo Padova 3 x 0 CMC Romagna (30×28, 25×20, 28×26)

Cucine Lube Banca Marche Civitanova 2 x 3 DHL Modena (22×25, 19×25, 25×18, 25×19 e 15×17)

LPR Piacenza x Gi Group Monza – 01/12 – 20h30 (hora local)

 

 

Foto destaque: Facebook DHL Modena

[Superliga] Voleisul recebe o Canoas em clássico gaúcho

O Voleisul/Paquetá Esportes enfrenta o Lebes/Gedore/Canoas na terça-feira (1) encerrando a 6ª rodada do turno da Superliga 2015/2016. A equipe de Novo Hamburgo joga em casa e busca a segunda vitória seguida. O Canoas, que ocupa 10ª posição na tabela, também vem de vitória na última rodada. As duas equipes entram em quadra às 20h.

Confira abaixo os outros resultados da 6ª rodada e a tabela de classificação

28.11 (sábado) – Montes Claros Vôlei 3 x 0 JF Vôlei (25/19, 25/17 e 25/15)
28.11 (sábado) – São José Vôlei 1 x 3 Brasil Kirin (17/25, 22/25, 27/25 e 26/28)
28.11 (sábado) – Bento Vôlei/Isabela 3 x 0 Copel Telecom Maringá Vôlei (25/22, 25/19 e 25/22)
28.11 (sábado) – Funvic/Taubaté 3 x 0 Sesi-SP (25/21, 25/23 e 25/22)
29.11 (domingo) – Sada Cruzeiro 3 x Minas Tênis Clube (25×21, 25×22, 25×17)
01.12 (terça-feira) – Voleisul/Paquetá Esportes x Lebes/Gedore/Canoas, às 20h, no Ginástica, em Novo Hamburgo (RS)

 

Foto destaque: Assessoria Voleisul/Paquetá

[Superliga] Em partida com muitos erros de saque, Sada/Cruzeiro derrota o Minas

A 6ª rodada da Superliga viu dois clássicos mineiros neste fim de semana. O Montes Claros venceu o Juiz de Fora Vôlei por 3×0 (25/19, 25/17 e 25/15), no norte de Minas, e o Sada/Cruzeiro recebeu o Minas Tênis Clube, no ginásio do Riacho, e também venceu por 3×0 (25×21, 25×22, 25×17).

A partida, que foi marcada pelos erros de saque (31 , ao todo) e por mais uma boa atuação do jovem líbero do Minas, Maique, teve como melhor jogador o ponteiro Leal, eleito em votação pela internet. O cubano também foi o maior pontuador do jogo, com 18 acertos.

Na próxima rodada, o Sada/Cruzeiro recebe o São José, no sábado (5). No mesmo dia, o Minas vai ao sul do país enfrentar o Canoas.

O jogo

Com a vitória, o Sada permaneceu na vice-liderança da Superliga (Foto: Reprodução Twitter – Sada/Cruzeiro)

O Minas abriu três pontos (3×6) graças a erros do Cruzeiro, que demorou a pegar o ritmo da partida. Em um contra-ataque de Leal, os donos da casa diminuíram a vantagem (5×6), porém, os visitantes aproveitaram as oportunidades e voltaram a abrir no marcador (5×8). Com o passe na mão, o levantador Everaldo pôde escolher melhor as jogadas, dando ao Minas tranquilidade para matar os pontos (10×12). Os cruzeirenses voltaram a equilibrar o set quando William bloqueou o ataque de Canuto pela entrada de rede (11×12), e empatou a partida em um ponto de saque do ponteiro Filipe (12×12), forçando um pedido de tempo de Nery Tambeiro. A chamada deu resultado, e Canuto achou Wallace duas vezes no bloqueio, o que deu ao Minas três pontos de vantagem novamente (13×16). Na reta final do set, o Sada empatou a partida (18×18), e, em incrível contra-ataque de Leal, passou à frente (20×19). O Minas sentiu a virada e passou a errar. Com regularidade, o central Éder deu a vitória ao Sada/Cruzeiro no set (25×21).

2º set

Embalados pela recuperação no set anterior, o Sada abriu 3×1, mas a vantagem foi embora com o ponto de bloqueio do central minastenista, Flávio (3×3). Em um bom saque de Bruno Canuto, os visitantes chegaram à primeira parada técnica com vantagem de um ponto (7×8). No contra-ataque de Filipe, os cruzeirenses abriram dois pontos de vantagem (12×10). Em um belo bloqueio de Pétrus e Escobar pra cima de Leal, o Minas empatou o set (15×15). No ace de Escobar, o Minas abriu um ponto de vantagem (17×18) e Marcelo Mendez pediu tempo, e logo fez inversão do 5-1. A mudança surtiu efeito e, no bloqueio duplo de Alan e Éder, o Sada fez 20×19. Aproveitando os contra-ataques, o Sada fez 2×0 no jogo (25×22)

3º set

Com Vanole no lugar de Raidel, o Minas abriu 1×3 no início do 3º set. O equilíbrio voltou a marcar a partida e o Minas chegou, mais uma vez, à primeira parada obrigatória na frente (7×8). No ataque de fundo-meio, Leal fez 12×9 para o Cruzeiro. Em um erro de saque de Bruno Canuto, os cruzeirenses voltaram a abrir três pontos (16×13). Tentano a recuperação, o técnico Nery Tambeiro colocou Raidel no lugar de Bruno Canuto, mas o Cruzeiro ampliou a vantagem com bloqueios, fechando o set em 25×17, no contra-ataque de Isac, e a partida em 3×0.

Sada/Cruzeiro

Wallace, William, Éder, Isac, Leal, Filipe. Libero: Serginho
Entraram: Alan, Cachopa, Éder Levi
Técnico: Marcelo Mendez

Minas Tênis Clube

Escobar, Everaldo, Raidel, Canuto, Flávio, Pétrus. Libero: Maique
Entraram: Vanole, Madaloz, Carísio
Técnico: Nery Tambeiro