[Superliga] Confira como foi a 10ª rodada e a classificação da competição

Na abertura da 10ª rodada, o Lebes Gedore Canoas recebeu o Minas Tênis Clube no ginásio La Salle, em Canoas (RS), e conquistou uma importante vitória por 3 sets a 1, parciais de (25×22,25×13,16×25 e 25×19), em 1hora e 40 minutos de partida.  Com três pontos conquistados, o time gaúcho chegou aos 12 pontos e pulou do décimo para o sétimo lugar na tabela, posição que pertencia ao Minas. Com a derrota o time de Belo Horizonte permanece com 10, e agora está em oitavo lugar.

Embalados pela vitória na rodada anterior diante do Sesi SP, o Brasil Kirin (SP) foi ao ABC paulista e conseguiu mais um resultado positivo. De virada, o time campineiro bateu o São Bernardo Vôlei (SP) por 3 sets a 1 (21×25, 25×13, 25×23 e 25×20), em 1h50, no ginásio Baetão, em São Bernardo do Campo (SP).  O central Maurício fez 17 pontos e foi eleito o melhor em quadra.  Com a sequência de resultados positivos, Campinas subiu para o terceiro lugar, com 22 pontos. Já São Bernardo permanece com 9, e caiu do oitavo para o décimo lugar.

Com casa cheia no ginásio da UFJF, em Juiz de Fora (MG), o JF Vôlei foi superado pelo Sesi SP por 3 sets a 1, parciais de (27×25,25×15,24×26 2 25×17), em 2horas e 3minutos de jogo. O central Lucão, marcou 18 vezes e foi eleito o melhor jogador em quadra. Com a vitória, o time paulista chegou aos 23 pontos e assumiu a vice-liderança da competição. Já o time de Minas permanece em sexto lugar, com 16 pontos.

No jogo mais esperado da rodada, Sada Cruzeiro(MG) e Funvic Taubaté(SP) se enfrentaram em Contagem (MG), em partida que colocou o oposto Wallace para enfrentar seu ex-time pela primeira vez na temporada. Se a expectativa era de um duelo equilibrado, quando a bola subiu, o que se viu foi um Cruzeiro avassalador, que deu poucas chances ao adversário. Vitória mineira por 3 sets a 0(25×17,25×18 e 30×28), em 1 hora e 28 minutos, com o oposto Evandro escolhido para receber o troféu Viva Vôlei. O resultado deixou os mineiros com 29 pontos, seis pontos de frente para o segundo colocado, Sesi. Já Taubaté não somou pontos e permaneceu com 20 pontos, mas caiu do segundo para o quinto lugar.

O Bento Vôlei Isabela recebeu no ginásio Municipal, em Bento (RS), a equipe do Copel Telecom Maringá (PR), e em um jogo muito equilibrado, foi derrotado no quinto set pelos paranaenses, parciais de (25×16,19×25,25×22,12×25 e 13×15), em 2horas e 22minutos de partida. O líbero Felipe foi escolhido o melhor jogador em quadra e recebeu o Viva Vôlei. Mesmo com a derrota, Bento somou um ponto e chegou aos 10, mantendo o nono lugar da tabela.  Os paranaenses somaram dois pontos e chegarão ao seis e também mantiveram a posição da rodada anterior, o 11º lugar.

 No último jogo da 10ª rodada, Montes Claros (MG) confirmou toda a excelente campanha nesse turno, vencendo mais uma partida, desta vez contra o Caramuru (PR), por 3 sets a 0, fora de casa, com parciais de (28×26,25×21 e 25×23), em 1hora e 33 minutos. Com 12 pontos, o central Robinho foi escolhido o melhor em quadra.  Foi a décima derrota do time paranaense, que ainda não venceu na competição, e ocupa a lanterna da tabela, com dois pontos. Já MOC chegou aos 21 pontos, e está em quarto lugar.

Confira a classificação:

10-ronda

[Foto de capa:  Renato Araújo/ Divulgação Sada Cruzeiro]

Anúncios

[Superliga] Diante do Sesi, bloqueio salva invencibilidade do Cruzeiro no tie-break

O confronto entre Sesi-SP e Sada Cruzeiro na tarde de hoje (10) foi, para dizer o mínimo, nervoso. Apesar de ter dominado a partida, o Sesi acabou derrotado, em casa, pelos visitantes por 2×3 (23×25, 25×18, 27×29, 25×16 e 11×15).

Sem poder contar com Murilo, lesionado, o Sesi apostou no jovem ponteiro Fábio que não decepcionou, se destacando com 6 pontos importantes de bloqueio. O troféu VivaVôlei ficou com Leal (Sada Cruzeiro) mais votado pelo portal da CBV. O ponteiro dividiu o posto de maior pontuador com o oposto Theo (Sesi), com 22 acertos.

O jogo

Sesi abriu o set com uma boa sequência de saques do ponteiro Douglas e se manteve à frente no placar durante todo o set. Apesar das inúmeras reclamações de marcações da arbitragem, o Sada conseguiu se recolocar no jogo e, no finalzinho, encaixou três saques e fechou a primeira parcial em 23×25.

Os visitantes voltaram ligados e abriram quatro pontos no início do 2º set (1×5). Depois do pedido de tempo de Marcos Pacheco, Douglas Souza trouxe o Sesi de volta em outra bela sequência de saques (5×6). Numa sequência de erros dos cruzeirenses, os paulistas conseguiram abrir vantagem (14×10). Errando pouco e sem deixar o Sada crescer novamente, os donos da casa empataram o jogo (25×18).

A terceira parcial começou morna e equilibrada. Após mudanças na equipe, o Sada Cruzeiro voltou a abrir vantagem de dois pontos (11×13). A vantagem logo mudou de lado com o bloqueio de Fábio pra cima de Leal e o contra-ataque de Theo (17×15). Os mineiros conseguiram reencontrar o equilíbrio no saque e recuperar a vantagem mínima para fazer 2×1 na partida (27×29).

O 4º set também começou nervoso e com as equipes trocando pontos. Forçando o saque e desequilibrando o passe adversário, o Sesi abriu quatro pontos (12×8). Perdido nos próprios erros, o Sada Cruzeiro sentiu a pressão do Sesi e viu o tie-break se aproximar (19×11). Tranquilo em quadra, o Sesi fechou a parcial em 25×16 no erro de saque do central Isac.

No set decisivo, o Sada Cruzeiro entrou concentrado no bloqueio e contra-ataque (2×5). Na virada de lado, os visitantes mantinham a vantagem no marcador (5×8). Consistente no tie-break, o Sada Cruzeiro fez 11×15 e segue sem perder na Superliga 2016/2017.

Sesi-SP

Bruninho, Theo, Douglas Souza, Fábio, Aracaju, Lucão. Líbero: Serginho (Escada).
Entraram: Riad, Rafa, Alan, Vaccari
Técnico: Marcos Pacheco

Sada Cruzeiro

William, Evandro, Leal, Rodriguinho, Isac, Simon. Líbero: Serginho
Entraram: Alan, Cachopa, Filipe, Leozinho, Éder Levi
Técnico: Marcelo Mendez

Foto destaque: Helcio Nagamine/Divulgação Fiesp

[Superliga] Embalado, JF Vôlei vence Bento Vôlei por 3 a 0

Nesta noite de quarta-feira(7), o JF Vôlei voltou à quadra em seu ginásio em Juiz de Fora(MG) e conquistou mais uma vitória, a sexta consecutiva, na competição. Desta vez, o time mineiro superou o Bento Vôlei Isabela(RS) por 3 a 0, parciais de(25×23, 25x 20 e 25×20), em 1h32 de partida. Como já virou rotina, o oposto Renan foi o maior pontuador, com 23 pontos, mas o troféu para o melhor jogador em quadra foi para o ponteiro Ricardo, que voltou ao time depois de sofrer uma lesão.

Com seis vitórias em oito partidas, o JF Vôlei encaminhou sua classificação para a Copa do Brasil, chega ao 16 pontos e ocupa o sexto lugar na tabela. Já o Bento Vôlei Isabela, que começou a oitava rodada em oitavo lugar,  não somou pontos, segue com seis. Os gaúchos perderam duas posições, sendo ultrapassados  pelo Lebes Gedore Canoas, com nove, e Minas Tênis Clube, com sete.

A torcida juiz-forana prestou homenagem à Chapecoense (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

A torcida juiz-forana prestou homenagem à Chapecoense (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

O JOGO

 O jogo começou disputado e sem nenhuma equipe conseguir abrir vantagem mínima de dois pontos (8×8).  Com um bloqueio, os visitantes tomaram a liderança do placar (12×13), mas a parcial seguiu com os times se alternando à frente do marcador.  Depois de uma longa troca de bolas, JF explorou o bloqueio e pontuou (17×16). O equilíbrio permaneceu até o fim, após contra-ataque de Renan, os mineiros fecharam o set (25×23), em 29 minutos.

2º set

 O segundo set começou melhor para os visitantes (0x3). Mas, rapidamente, os donos da casa passaram (5×4). O time gaúcho errava muitos ataques e, do outro lado, o JF Vôlei não encontrava dificuldades para definir (14×9). Paulão, técnico de Bento, paralisou a partida para cobrar mais atitude de seus comandados, mas os mineiros seguiram dominando a parcial (20×15) e, novamente, coube ao oposto Renan dar números finais ao set (25×20), em 27 minutos.

3º set

Na virada de lado, o técnico do Bento Vôlei reuniu seus jogadores e cobrou uma postura mais aguerrida. O chamado até parecia que ia fazer bem ao time (1×3), porém, com ataques de Renan e Ricardo, Juiz de Fora abriu vantagem (7×3), porém, com o ponteiro Clinty liderando o time gaúcho deixou tudo igual (7×7).  O set seguiu nervoso e houve uma discussão na rede, que o árbitro acabou punido o líbero Daniel, do time gaúcho, com cartão vermelho, dando um ponto ao adversário (13×9). Na sequência, a torcida voltou a ser o sétimo jogador de Juiz de Fora e incentivava o time que respondeu dentro de quadra e ampliou a diferença (24×20) e se encaminhou para fechar o set (25×20), em 29 minutos, e o jogo por 3 a 0

Equipes: 

JF VÔLEI: Rodrigo, Raphael ,Rammé, Renan, Rômulo, Bruno e Fábio Paes

Entraram: Juan Mendez, Franco e Ricardo

Técnico: Henrique Furtado

BENTO VÔLEI ISABELA:  Sandro, Clinty, Bérgamo, Michel,  Zé Ricardo, Deivid e Daniel

Entraram: Guinter, Wagner, Gabriel e Rivoli

Técnico: Paulão

[Superliga] Estreando na competição, Sada Cruzeiro vence o JF Vôlei por 3 a 0

 

Em Juiz de Fora, diante de um ginásio lotado, o Sada Cruzeiro começou com o pé direito a briga por mais um título na temporada. Atual campeão, a equipe cruzeirense venceu o JF Vôlei em sets diretos em 1h30, mas a partida não foi tão fácil assim como o placar demonstra. Com parciais de (25×23, 25×23 e 25×17), a jovem equipe da Zona da Mata, que é formada em sua maioria por jogadores da base do Cruzeiro, equilibraram a partida, mas nos momentos decisivos, a experiência fez a diferença a favor dos visitantes. Com 13 pontos, o oposto Evandro foi eleito o melhor jogador do confronto.

Foi a segunda derrota de Juiz de Fora, que na estreia perdeu para o Brasil Kirin, vice-campeão da última edição da Superliga, mas o técnico Henrique Furtado está animado com a evolução de seus comandado, sobretudo diante de um adversário fortíssimo, e afirmou que seguirá trabalhando para aperfeiçoar os erros. “Fizemos coisas boas. Seguiremos evoluindo para levar os nossos fundamentos ao melhor patamar possível, visando jogar de igual para igual contra qualquer adversário. O saque do Sada Cruzeiro é extremamente agressivo. Nós respondemos bem, em alguns momentos. Em outros, nem tanto. Além disso, em boa parte do jogo nosso ataque conseguiu um percentual próximo ao deles. Infelizmente, no terceiro set nossos erros foram mais frequentes e vimos o oponente se distanciar no placar”.

O JOGO

A partida começou equilibrada, com Rodrigo acionando bastante o oposto Renan. Após o primeiro rali da partida, o ponteiro Rodriguinho botou a bola no chão (4×5) e os cruzeirenses assumiram o marcador. O Cruzeiro abriu quatro pontos (8×12), mas o bloqueio do JF Vôlei com Rômulo e Rodriguinho diminuíram a desvantagem dos donos da casa (14×15). Em ótima passagem no saque do levantador William, os cruzeirenses voltaram a ter uma folga no placar (14×19). Novamente Juiz de Fora reagiu e com um ótimo saque do levantador Rodrigo, o time foi buscar o set (23×24). Porém, o bloqueio do Sada parou o ataque adversário para dar números finais ao set (25×23).

2º set

O equilíbrio permaneceu no início, com ambas as equipes demonstrando muito volume de jogo (7×8). O JF Vôlei começou a cometer mais erros e viu o adversário abrir três pontos (11×14), provocando um pedido de tempo do técnico Henrique Furtado. A parada fez bem aos donos da casa que voltaram mais ligados à quadra e conseguiram uma virada (17×16) para a loucura da torcida presente. Só que, assim como no set anterior, a experiência pesou e William jogou a responsabilidade para Evandro, o oposto respondeu a altura e decidiu para o Sada Cruzeiro (25×23), mesmo placar do 1º set.

3º set

A igualdade prevaleceu no início do terceiro set (10×10) com os opostos Renan, do JF Vôlei, e Evandro, Sada Cruzeiro, sendo os maiores pontuadores de suas equipes e a bola de segurança de seus levantadores (11×13). Com mais regularidade e consistência, os visitantes comandavam o marcador e ampliavam a diferença (15×19). Desta vez, diferente do que aconteceu nas parciais anteriores, Juiz de Fora não conseguiu reagir e viu os cruzeirenses ampliarem a vantagem e se encaminharem para fechar o set (25×17) e o jogo por 3 a 0.

EQUIPES:

JF VÔLEI: Rodrigo, Ricardo, Rammé,Renan, Rômulo,  Bruno  e Fabio Paes

Entraram: Juan Mendez, Adami, Moreno, Franco

Técnico: Henrique Furtado

SADA CRUZEIRO: William,  Rodriguinho, Filipe, Evandro, Éder Levi, Isac e Serginho

Entraram: Alan, Cachopa

Técnico: Marcelo Mendez

 

 

 

 

 

 

[Mundial de Clubes] Enquanto Sada segue 100%, Minas sofre segunda derrota

alexisgonzlezofbolivarencourageshisteammatesO segundo dia do Mundial de Clubes começou com o clássico argentino UPCN e Bolívar. Em sua estreia na competição, o time comandado por Javier Weber fez 3×1 no UPCN em um duelo emocionante, com parciais de 33×31, 22×25, 30×28 e 27×25. “Estou muito feliz porque esta foi uma partida importantíssima para nós, muito emocional em vários aspectos. Viemos de um torneio ruim na Argentina na última semana e precisávamos jogar como jogamos hoje contra novo arquirrival, um time bem formado e preparado. Trabalhamos bem nos contra-ataques e apesar de não termos marcado muitos pontos, estivemos fortes mentalmente para trabalhar as jogadas”, avaliou Weber.

Sem poder contar com o ponteiro Filipe, que se lesionou na partida de ontem (18), o Sada Cruzeiro não teve dificuldades para vencer o Tala’ea El-Geish. A equipe brasileira fez 3×0, com parciais de 25×18, 25×20, 25×15. “Estamos jogando muito bem, mas penso que temos melhorar bastante ainda nosso saque, nosso ataque, temos que melhorar. O Zenit Kazan é um dos favoritos e temos que jogar muito bem para enfrentá-los. Meu compatriota Leon é um grande jogador, e não somente ele, mas todo o time. Mas temos que trabalhar bem e fazer nosso jogo amanhã”, afirmou o central Simon.

Mais cedo, o Minas não conseguiu se recuperar da derrota para o UPCN e caiu diante o Trentino por 3×0 (25×23, 25×19, 25×23). O time de Belo Horizonte segue sem vencer um set e olha de longe o sonho de uma vaga nas semifinais.

O Mundial de Clubes segue com transmissões ao vivo da Federação Internacional e dos canais ESPN e Sportv.

Resultados

Terça-feira – 18/10

Zenit Kazan 3 x 0 Tala’ea El-Gaish

Minas Tênis Clube 0 x 3 UPCN San Juan

Sada Cruzeiro 3 x 0 Taichung Bank

Quarta-feira – 19/10

Bolívar 3 x 1 UPCN San Juan

Diatec Trentino 3 x 0 Minas Tênis Clube

Sada Cruzeiro 3 x 0 Tala’ea El-Gaish

Quinta-feira – 20/10

15h – Tala’ea El-Gaish x Taichung Bank

17h30 – Diatec Trentino x Bolívar

20h – Sada Cruzeiro x Zenit Kazan

Sexta-feira – 21/10

15h – Bolívar x Minas Tênis Clube

17h30 – Zenit Kazan x Taichung Bank

20h – UPCN San Juan x Diatec Trentino

Sábado – 22/10 – Semifinais

15h – 1º do Grupo A x 2º do Grupo B

18h – 2º do Grupo A x 1º do Grupo B

Domingo – 23/10 – Final

14h – Disputa de 3º lugar

16h15 – Decisão

Grupo A

Sada Cruzeiro (BRA)

Taichung Bank (TPE)

Tala’ea El-Gaish (EGY)

Zenit Kazan (RUS)

Grupo B

Bolivar (ARG)

UPCN San Juan (ARG)

DIATEC Trentino (ITA)

Minas Tênis Clube (BRA)

Com informações da FIVb e Sada Cruzeiro
Fotos: FIVb

[Mineiro] Minas e Sada Cruzeiro vencem e decidem título estadual mais uma vez

Pelo sétimo ano seguido, Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube decidirão o título do Campeonato Mineiro. Atual campeão, o Cruzeiro garantiu sua vaga ao vencer o JF Vôlei, por 3×0 (25×16, 25×17 e 25×21), na noite de ontem (4). Já o Minas duelou em cinco sets com o Montes Claros e calou a torcida do Pequi Atômico no Tancredo Neves. Após abrir 2×0 (24×26, 19×25), os visitantes sofreram o empate (25×21, 25×22), porém conseguiram aproveitar as oportunidades de ataque para selar a vaga na final (15×13).

Minas e Sada Cruzeiro fazem a partida final na próxima sexta-feira (7), no ginásio do Riacho, em Contagem. Após o Estadual, as duas equipes voltam suas atenções para o Mundial de Clubes que começa no dia 18 de outubro, em Betim.

Com informações do Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube

[Mineiro] É vencer ou vencer: finalistas serão conhecidos hoje (4)

Sem surpresas na fase classificatória, o Campeonato Mineiro conhecerá seus finalistas na noite desta terça-feira (4). Em Contagem, o Sada Cruzeiro recebe o JF Vôlei em uma das semifinais, enquanto o Minas vai a Montes Claros brigar por uma vaga na final do estadual. As duas partidas serão realizadas às 20h.

Líder isolado e atual campeão, o Sada Cruzeiro divide o foco entre o Mineiro e o Mundial de Clubes. “É semifinal e vamos com tudo. Nosso objetivo é conquistar mais esse título do Mineiro. Agora é jogo decisivo e todo mundo vai querer fazer o seu melhor dentro de quadra. A equipe de Juiz de Fora tem os garotos criados no Sada Cruzeiro, nessa parceria importante para o vôlei nacional, e o time é mesclado também com outros jogadores mais experientes, todos vão querer mostrar serviço. Então temos que entrar muito firmes e atentos. O nosso time está crescendo bastante neste início de temporada e temos que seguir assim, pensando também no Mundial de Clubes”, analisou o ponteiro Filipe.

Contando também com o apoio de seu torcedor, o Montes Claros conquistou o direito de jogar sua semifinal em casa após boa campanha na primeira fase. Será a primeira vez que o Pequi Atômico disputa uma vaga na final do Mineiro diante de seu torcedor. “Vimos no último jogo que o Minas está preparado para enfrentar nossa equipe, mas, apesar disso, acredito na nossa capacidade e no nosso sucesso. Ficamos na expectativa mais uma vez de fazer um grande jogo e lutaremos por esta vaga na final”, disse o técnico Marcelinho Ramos.

Com informações do Sada Cruzeiro e Montes Claros Vôlei