[Europeu] Em campanha histórica, Alemanha disputa o ouro contra a Rússia

Andrea Giani conseguiu de novo. O italiano levou mais uma seleção à disputa inédita do título europeu: em 2015, levou a Eslovênia ao vice-campeonato, e, em 2017, foi a vez de conduzir a Alemanha a seu primeiro pódio no torneio. A conquista veio ao bater a favorita Sérvia na semifinal, ontem (2), em Cracóvia, por 3×2 (24×26, 15×25, 25×18, 27×25, 15×13).

202133_CEV_EUROVOLLEY_M_20170902-200539Após abrir 2×0 na partida, a Sérvia perdeu dois match points no quarto set, viu a Alemanha ressurgir nos erros adversários para levar o jogo para o tie-break. Bem disputado do início ao fim, o quinto set terminou com vitória alemã na vantagem mínima. “Foi uma partida incrível, especialmente depois de perdermos dois sets no início. É importante que nossos jogadores acreditem que poderiam vencer, e é igualmente importante lutar até o fim. Vencemos vários jogos antes deste torneio, porque trabalhamos muito e melhoramos nosso sistema de jogo. Quando voltamos à quadra depois da pausa [do 2º para o 3º set], fizemos um bom trabalho com nossos atacantes e bloqueadores. Nosso jogo defensivo foi muito importante nessa partida também”, avaliou Andrea Giani, treinador da seleção alemã.

Do lado sérvio, algumas críticas ao sistema de desafio e à parada de dez minutos entre o 2º e 3º sets – algo comum em competições no Japão, por exemplo, e “regra” do torneio que vai de encontro às tentativas estranhas da Federação Internacional para diminuir o tempo de jogo e atrair visibilidade na TV, como o teste realizado no Mundial Sub-23 –, porém sem diminuir o mérito adversário. “Após essa longa parada entre os sets, a Alemanha melhorou bastante seu jogo, enquanto nós cometemos alguns erros. Ficamos surpresos que começamos a perder o controle, mas agora temos que nos preparar para a próxima partida e lutar com todas as forças pela medalha de bronze”, disse o oposto Atanasijevic.

Rússia atropela Bélgica
Na outra semifinal, os russos venceram a Bélgica em tranquilos 3×0, parciais de 25×14, 25×17 e 25×17. A Rússia segue sem perder sets nessa Fase Final do Europeu e briga pelo 14º título na competição hoje (3) contra a Alemanha.

A final entre Alemanha e Rússia começa às 15h30 (horário de Brasília) e terá transmissão da ESPN Extra.

Com informações da CEV.
Fotos: CEV.lu

 

[Europeu] Rússia, Sérvia, Alemanha e Bélgica na briga pelo ouro

A edição 2017 do Europeu Masculino de Seleções tem sido cheia de surpresas com as eliminações da anfitriã Polônia, da atual campeã França e da atual vice-campeã olímpica Itália na fase mata-mata. Hoje (2), as quatro seleções restantes brigam pela vaga na final do torneio. Às 12h30 (horário de Brasília), Sérvia e Alemanha fazem a primeira semifinal, na sequência, Rússia e Bélgica decidem a segunda vaga.

Após levar a Eslovênia ao vice-campeonato em 2015, o treinador Andrea Giani chega mais uma vez às semifinais, agora com a seleção alemã e tentará mais uma campanha histórica: a Alemanha nunca conseguiu terminar o Europeu com um pódio, sendo seu melhor resultado um quarto lugar em 1967 e 1971. Enquanto isso, seus adversários chegam ao Top 4 pela décima vez em 12 edições. “Todos na Sérvia já falam em uma medalha de ouro, mas temos que nos concentrar apenas na Alemanha. Temos que tentar e superar isso, e então podemos pensar em algo além”, disse o capitão da Sérvia Stankovic.

A Rússia é a única seleção entre as semifinalistas a chegar a esta etapa sem perder um set, o que a coloca como grande favorita. “Sabemos que a Bélgica é um bom time e não seria justo entrar em detalhes, já que só acompanhamos a última partida contra a Itália”, comentou o treinador russo Sergey Shylapnikov.

Os canais ESPN transmitem as semifinais do Europeu 2017.

Com informações da CEV.
Foto: CEV.lu

[Liga Mundial] Itália termina como lanterna e Bulgária perde vaga na última partida; confira os resultados

Após França e Sérvia garantirem antecipadamente suas vagas na Fase Final da Liga Mundial 2017, o último fim de semana da fase de classificação foi cheio de emoção. Com Bélgica, Polônia, Rússia, Estados Unidos, Bulgária e Canadá brigando pelas últimas vagas. Russos, canadenses e norte-americanos ficaram com as últimas três vagas e vão às finais em Curitiba.

A polêmica escalação dos reservas na derrota para o Brasil custou a classificação da Bulgária para o Final Six. Precisando superar a Argentina e, assim, eliminar os Estados Unidos, a Bulgária foi com força máxima para sua partida derradeira nesta edição. Confiantes após o triunfo diante dos campeões olímpicos, os argentinos acabaram com os sonhos dos europeus e venceram por 3×1, em Córdoba.

Surpresa das primeiras semanas, a Bélgica não conseguiu manter a sequência de vitórias e terminou sua campanha na 7ª colocação, perdendo a última vaga para os americanos no saldo de sets. Enquanto isso, a Itália foi a grande decepção pós-olimpíada. Com uma campanha irregular, a seleção de Gianlorenzo Blengini terminou como lanterna da competição (duas vitórias e sete derrotas) e aguarda mudanças no regulamento da próxima edição para saber se será rebaixada para o Grupo 2.

Confira todos os resultados da terceira semana do Grupo 1 da Liga Mundial 2017:

Grupo H1 – Katowice e Lodz, Polônia
15.06 – Irã 0 x 3 Estados Unidos (17×25, 22×25, 28×30)
15.06 – Polônia 0 x 3 Rússia (22×25, 17×25, 21×25)
17.06 – Estados Unidos 2 x 3 Rússia (29×31, 25×17, 19×25, 29×27, 13×15)
17.06 – Polônia 3 x 0 Irã (25×17, 25×18, 25×22)
18.06 – Rússia 3 x 0 Irã (26×24, 25×18, 25×18)
18.06 – Polônia 1 x 3 Estados Unidos (31×29, 17×25, 25×27, 20×25)

Grupo I1 – Antuérpia, Bélgica
16.06 – Itália 3 x 2 França (20×25, 25×21, 24×26, 25×20, 16×14)
16.06 – Bélgica 2 x 3 Canadá (23×25, 13×25, 26×24, 25×22, 10×15)
17.06 – França 3 x 0 Canadá (25×16, 25×15, 25×21)
17.06 – Itália 1 x 3 Bélgica (22×25, 24×26, 27×25, 16×25)
18.06 – Canadá 3 x 1 Itália (20×25, 25×22, 25×14, 25×22)
18.06 – Bélgica 0 x 3 França (21×25, 16×25, 16×25)

Grupo G1 – Córdoba, Argentina

16.06 – Brasil 3 x 0 Bulgária (25×15, 25×19, 25×22)
16.06 – Argentina 2 x 3 Sérvia (22×25, 25×19, 22×25, 30×28, 12×15)
17.06 – Bulgária 3 x 2 Sérvia (25×18, 20×25, 25×23, 24×26, 15×12)
17.06 – Argentina 3 x 1 Brasil (19×25, 25×21, 25×22, 25×19)
18.06 – Sérvia 1 x 3 Brasil (22×25, 16×25, 25×17, 23×25)
18.06 – Argentina 3 x 1 Bulgária (25×16, 25×21, 23×25, 25×19)

Com informações da FIVb

[Liga Mundial] Estados Unidos decepcionam e Bélgica surpreende; confira todos os resultados

O primeiro fim de semana da Liga Mundial 2017 foi repleto de estreias de treinadores e muitas surpresas, a começar pela apresentação da Bélgica no Grupo B1 da 1ª divisão. A seleção europeia já havia feito boas partidas na temporada passada e conseguiu bons resultados na estreia neste ano ao bater Estados Unidos e a atual campeã Sérvia, em Novi Sad. Os americanos foram a decepção do fim de semana: perderam todas as suas partidas, vencendo apenas quatro sets. “A única maneira de melhorar é jogar sob pressão. Temos muitos novos jogadores, é um processo. Aprendemos muito aqui [em Novi Sad], veremos se conseguiremos fazer o melhor das próximas duas semanas”, disse o treinador dos Estados Unidos, John Speraw.

Já classificado para a Fase Final como país-sede, o Brasil iniciou sua campanha com derrota para a Polônia. Porém, o primeiro fim de semana de Renan Dal Zotto à beira da quadra terminou com duas vitórias ainda com um pouco de desconfiança.

No Grupo C1, a França alcançou três vitórias e lidera o ranking geral da competição que definirá os cinco classificados que se juntarão à seleção brasileira, em Curitiba, para o Final Six no próximo mês. Sobre a campanha, o treinador Laurent Tillie se disse surpreso. “Queríamos vencer e estou satisfeito porque o time jogou muito bem e não esperávamos vencer todas as três partidas”.

Na próxima sexta-feira (9), a competição continua em novas sedes e novas composições de grupos: em Teerã, os iranianos recebem Sérvia, Argentina e Bélgica; a Bulgária será a anfitriã para Brasil, Polônia e Canadá; e os franceses terão russos, americanos e italianos como adversários.

Confira todos os resultados da primeira semana do Grupo 1 da Liga Mundial 2017:

Grupo A1 – Pesaro, Itália

02.06 – Brasil 2 x 3 Polônia (20×25, 25×20, 25×19, 22×25, 8×15)
02.06 – Itália 3 x 0 Irã (25×22, 25×23, 25×22)
03.06 – Itália 1 x 3 Polônia (25×21, 17×25, 18×25, 23×25)
03.06 – Irã 1 x 3 Brasil (25×21, 19×25, 22×25, 22×25)
04.06 – Itália 1 x 3 Brasil (15×25, 25×17, 23×25, 22×25)
04.06 – Polônia 1 x 3 Irã (25×18, 23×25, 23×25, 22×25)

Grupo B1 – Novi Sad, Sérvia
02.06 – Bélgica 2 x 3 Canadá (22×25, 25×19, 24×26, 25×22, 13×15)
02.06 – Sérvia 3 x 1 Estados Unidos (25×18, 23×25, 25×20, 25×21)
03.06 – Canadá 3 x 2 Estados Unidos (23×25, 25×19, 18×25, 25×23, 15×11)
03.06 – Bélgica 3 x 0 Sérvia (25×20, 25×18, 25×23)
04.06 – Estados Unidos 1 x 3 Bélgica (23×25, 16×25, 25×22, 26×28)
04.06 – Canadá 1 x 3 Sérvia (23×25, 21×25, 25×20, 20×25)

Grupo C1 – Kazan, Rússia
02.06 – França 3 x 0 Bulgária (25×23, 25×15, 25×22)
02.06 – Rússia 3 x 0 Argentina (25×17, 25×18, 25×19)
03.06 – Bulgária 2 x 3 Argentina (23×25, 25×23, 25×20, 21×25, 12×15)
03.06 – Rússia 1 x 3 França (13×25, 20×25, 25×22, 21×25)
04.06 – Argentina 0 x 3 França (17×25, 25×27, 22×25)
04.06 – Rússia 2 x 3 Bulgária (25×21, 25×15, 22×25, 25×27, 13×15)

Com informações da FIVb.
Foto destaque: FIVb.

[Europeu] Bulgária e Holanda vencem no tie-break

por Lucilia Bortone

O segundo dia da fase decisiva do Campeonato Europeu terminou sem grandes surpresas, apesar da derrota alemã para a Holanda em partida super disputada, que terminou no tie-break, e do susto que a seleção da Bulgária deu em sua torcida. Os búlgaros também precisaram de cinco sets para bater a República Tcheca. Apesar da derrota, o tcheco Michal Finger foi o maior pontuador do confronto com 18 acertos.

Belgas passaram fácil por Belarus e se recuperaram da derrota para a Polônia (Foto: CEV)

Em Varna, pelo Grupo C, a Bélgica passou sem dificuldades por Belarus em sets diretos. O treinador belga, Dominique Beayens disse que o resultado deste sábado foi bastante importante para a equipe. “Nós precisávamos de uma vitória; esses tipos de jogos nunca são fáceis, uma vez que você sabe que tem a obrigação de vencer e não tem outra escolha senão vencer. Isso traz uma pressão a mais, mas nosso time conseguiu lidar bem com isso. Controlamos o jogo do início ao fim, estávamos focados o tempo todo e cometemos poucos erros” disse. Amanhã, a Bélgica enfrenta a seleção eslovena comandada pelo italiano Andrea Giani, que hoje foi derrotada pela Polônia (3×1). “Contra a Eslovênia, as chances são 50/50. O time esloveno é muito bom e acredito que será uma grande partida”, completou o treinador.

Domingo decisivo

Amanhã, as seleções entram em quadra para a última rodada da fase de grupos. Os primeiros colocados passam automaticamente para as quartas de final, enquanto as que terminarem em 2º e 3º jogam os playoffs na terça-feira.

Pelo Grupo A, Alemanha enfrenta a República Tcheca e a Holanda medirá forças com a Bulgária. No Grupo B, Estônia e Croácia se enfrentam, e os italianos terão partida difícil contra os franceses, campeões da Liga Mundial 2015 .

Em partidas válidas pelo Grupo C, a Bélgica pega a Eslovênia e a Polônia enfrenta Belarus. E, em Busto Arsizio (sede do Grupo D), a Finlândia terá a Eslováquia pela frente, enquanto Sérvia e Rússia fazem o grande clássico da rodada.

Confira abaixo os outros resultados do dia

10 de outubro

Grupo A – Sófia (BUL)

Holanda 3 x 2 Alemanha (15×25, 25×23, 22×25, 25×21 e 15×13)
República Tcheca 2 x 3 Bulgária (25×19, 20×25, 25×16, 19×25 e 9×15)

Grupo B – Turim (ITA)

França 3 x 1 Estônia (25×13, 25×22, 22×25, 25×18)
Croácia 0 x 3 Itália (22×25, 21×25 e 19×25)

Grupo C – Varna (BUL)

Belarus 0 x 3 Bélgica (17×25, 18×25 e 17×25)
Eslovênia 1 x 3 Polônia (21×25, 30×28, 26×28, 13×25)

Grupo D – Busto Arsizio (ITA)

Sérvia 3 x 0 Finlândia (25×19, 25×15 e 25×21)
Eslováquia 0 x 3 Rússia (14×25, 10×25 e 15×25)

*Com informações da CEV – Confédération Européenne de Volleyball

Fotos: CEV – Confédération Européenne de Volleyball