Sem recursos, Bento Vôlei desiste da Superliga 2017/2018

Após anunciar parceria com o Minas Tênis Clube, o Bento Vôlei desistiu de participar da Superliga 2017/2018. Em Nota Oficial publicada na página da equipe no Facebook, o clube agradeceu os esforços de sua diretoria para captação de recursos para a disputa da competição nacional, porém não alcançaram o mínimo necessário para dar continuidade aos trabalhos para a temporada. “Esta decisão tomada veio após um grande esforço da diretoria em buscar alternativas de diversos âmbitos que garantissem a nossa permanência na elite do voleibol gaúcho e nacional”, diz a nota.

Além da dificuldade em angariar recursos da iniciativa privada, o Bento Vôlei não pôde mais contar com a ajuda do projeto Pró-esporte da Prefeitura da cidade gaúcha e que beneficiava a equipe desde 2013 através da Lei de Incentivo ao Esporte. Em 2017, o Bento Vôlei já sofreu com atraso de repasses para o seu projeto social Sacada Solidária. “No momento em que um dos principais apoiadores, o Pró-Esporte, se encontrou fechado até este presente momento e a prefeitura municipal cessando a disponibilidade de recursos financeiros ao clube, ficamos dependentes apenas do setor privado, mas os recursos da iniciativa privada não foram suficientes para viabilizar a participação do clube na Superliga”.

Na edição 2016/2017, o Bento Vôlei terminou na 9ª colocação. Hoje (23), será realizada a reunião dos clubes participantes da Superliga para definição da tabela e regulamento da competição.

Confira abaixo a nota completa:

“NOTA OFICIAL

A Sociedade Educativa, Cultural e Poliesportiva Bento Gonçalves (Bento Vôlei), comunica, com extremo desalento de toda a sua diretoria, a sua desistência de participar da Superliga 2017/2018, disponibilizando nossa vaga relativa a competição nacional à Confederação Brasileira de Voleibol.
Apesar de todos os esforços e da força-tarefa desempenhada por todos os membros da diretoria para que possibilitássemos a participação do clube na principal competição de voleibol do país, esbarramos na crise econômica do país e infelizmente não obtivemos a captação mínima necessária para atingirmos os recursos essenciais que garantissem a realização plena da temporada. Desta forma, fomos obrigados a tomar essa decisão almejando não comprometer a saúde financeira do clube e sua tradição de cumprir severamente com o seu dever.
Queremos agradecer ao setor privado, em especial a empresa Isabela/Grupo M.Dias Branco, a qual soma a sua quarta temporada apoiando o esporte do nosso município e que mais uma vez se propôs a manter o patrocínio junto ao clube; a Rede de Hotéis Dall’Onder por novamente estar conosco apoiando a equipe para a temporada 2017/18 e, por fim, ao Minas Tênis Clube, na pessoa Carlos Alberto Villar Castanheira, o Cebola, que se propôs a criar uma parceria com o Bento Vôlei com o intuito de viabilizar a nossa participação na Superliga.
Esta decisão tomada veio após um grande esforço da diretoria em buscar alternativas de diversos âmbitos que garantissem a nossa permanência na elite do voleibol gaúcho e nacional. Desde a retomada do voleibol profissional pelo Bento Volei Bento Vôlei, os alicerces para a manutenção das atividades da equipe de alto-rendimento sempre foram a iniciativa privada e o setor público, assim como todos os demais clubes da Superliga. No momento em que um dos principais apoiadores, o Pró-Esporte, se encontrou fechado até este presente momento e a prefeitura municipal cessando a disponibilidade de recursos financeiros ao clube, ficamos dependentes apenas do setor privado, mas os recursos da iniciativa privada não foram suficientes para viabilizar a participação do clube na Superliga.
Esta decisão não se deve a vontade individual de nenhum dos membros da diretoria, porém a situação nos obrigou a tomar essa medida, por mais difícil que ela seja. Precisamos ter responsabilidade para com a história e com a tradição do clube, honrando os princípios do clube, que vem desempenhando um papel importante e fundamental no município de Bento Gonçalves.
Agradecemos a toda a comunidade de Bento Gonçalves e a todos que estiveram nestes anos apoiando e levando ao ginásio um dos maiores públicos da Superliga, bem como quebrando recordes de público em um evento esportivo no município. Agradecemos a cada torcedor e a cada família pelo apoio e o incentivo de que sempre foi nos dado com muito amor e carinho. O Bento Vôlei não para por aqui, muito pelo contrário. Continuaremos o nosso trabalho e dever com a base do clube e com todas as nossas crianças do projeto social, visando sempre um mundo melhor através do esporte.
O clube estará aberto para mais esclarecimentos em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, dia 23, às 17h, no Ginásio Municipal de Esportes.”

Com informações do Bento Vôlei

Anúncios

[Superliga] Mantendo a boa fase, Sesi vence Bento Vôlei de virada

Sem o ponteiro Murilo, lesionado, e o central Lucão, com uma virose, o Sesi-SP segue na vice-liderança da Superliga 2016/2017. A equipe da Vila Leopoldina venceu, em casa, o Bento Vôlei/Isabela, na noite de ontem (4) por 3×1 (21×25, 25×17, 25×23, 25×19). O troféu VivaVôlei ficou com Bruninho, eleito em votação no portal da CBV.

Com a derrota, o Bento Vôlei mantém os 15 pontos conquistados, dois a menos que o oitavo colocado Lebes Gedore Canoas. Na próxima quarta-feira (8), o time gaúcho enfrenta o Funvic Taubaté, no Vale do Paraíba. Enquanto o Sesi recebe o Montes Claros no mesmo dia.

O jogo

Logo no início da partida, o saque pesado do Sesi desestabilizou a recepção do Bento que errou dois ataques seguidos (3×0). O começo ruim fez com que o técnico Paulão queimasse seu primeiro pedido de tempo (4×0). Aos poucos, Bento se colocou na partida aproveitando seu volume de jogo e contra-ataques (9×7). O time visitante encostou no placar com um belo bloqueio do central Michel pra cima de Riad, empatando na sequência no contra-ataque de Clinty pela entrada de rede (10×10). Com o confronto equilibrado, nenhuma das equipes conseguia desgarrar no placar (15×15). O bloqueio do Bento Vôlei colocou os visitantes dois pontos na frente (17×19). Os donos da casa chegaram a empatar (20×20), porém dois erros de ataque seguidos do Sesi deram ao time gaúcho o set point (21×24). Com a defesa atenta, Clinty fechou o set para o Bento Vôlei no contra-ataque de meio-fundo (21×25).

2º set

A segunda parcial começou equilibrada e com rallys (6×4). Variando o saque, o Sesi conseguiu dificultar o passe e desacelerar o ataque de Bento (10×7). Com Bruninho no saque, o Sesi não desperdiçou as oportunidades e ampliou a vantagem no bloqueio simples de Douglas pra cima de Wagner (13×8). Errando ataques, Bento viu os paulistas abrirem nove pontos no marcador (17×8). Com a recepção falhando, Paulão colocou Deivid e Dante nos lugares de Gabriel e Clinty. Administrando a vantagem e jogando solto, o Sesi fechou o set em 25×17.

3º set

Os erros de saque dividiram a atenção no início da terceira parcial com a discussão entre os técnicos das duas equipes. Aproveitando os erros do Sesi, o time gaúcho abriu três pontos no marcador (6×9). Os paulistas encostaram com o bloqueio de Theo e Aracaju, parando o ataque do central Michel, e empataram no erro de ataque do meio-de-rede de Bento (10×10). No saque do levantador Bruninho, o Sesi passou à frente (19×18). Na reta final, uma bola duvidosa deu ao Sesi a vitória pela vantagem mínima (25×23).

4º set

Buscando salvar um ponto, Bento começou o 4º set quente no saque, desestabilizando o passe do Sesi (2×4). Com a marcação de bloqueio pesada, Bento foi ampliando a vantagem e forçou pedido de tempo de Marcos Pacheco (5×9). Aracaju e Douglas Souza recolocaram o Sesi no set após pegarem Wagner no bloqueio (9×10). Em um erro da arbitragem, Bento viu o Sesi empatar a parcial e passar à frente no ace de Bruninho (11×10). A entrada do ponteiro Vaccari deu novo gás ao Sesi que abriu quatro pontos (18×14). Sem grandes problemas, o Sesi fez 25×19 e garantiu os três pontos.

Sesi-SP
Bruninho, Theo, Fábio, Douglas Souza, Riad, Aracaju. Líbero: Serginho
Entraram: Alan, Rafinha, Leitzke, Vaccari
Técnico: Marcos Pacheco

Bento Vôlei/Isabela
Sandro, Wagner, Gabriel, Clinty, Ze Ricardo, Michel. Líbero: Daniel
Entraram: Deivid, Dante, Rivoli, Tarcísio
Técnico: Paulão

Fotos: Divulgação Sesi-SP/Facebook

[Superliga] Confira os resultados da rodada e veja como ficou a classificação

A quarta rodada da Superliga Masculina começou na terça-feira de feriado (15), em jogo isolado entre Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) e Sada Cruzeiro (MG), todas as outras partidas foram realizadas no sábado (19). Jogando no ginásio Chico Neto, em Maringá (PR), os visitantes levaram a melhor por 3 a 0, parciais de (25×21,25×22 e 25×23), em 1h30 de partida.  O ponteiro Leal foi o maior pontuador do confronto, com 18 pontos, mas o melhor jogador em quadra foi outro ponteiro celeste, Rodriguinho, que recebeu o troféu Viva Vôlei.

No ginásio Abid Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP), a equipe da casa recebeu o Montes Claros Vôlei (MG) e viu os visitantes levarem a melhor por 3 a 0, parciais de (25/22, 25/21 e 25/19), em 1h23 de jogo. O central da equipe mineira Robinho foi o maior pontuador da partida, com 14 acertos e eleito o melhor jogador do duelo.

 Em jogo muito equilibrado e decidido em um quinto set eletrizante, Vôlei Brasil Kirin (SP) e Lebes/Gedore/Canoas (RS), se enfrentaram no ginásio do Taquaral, em Campinas (SP) e a equipe gaúcha começou melhor e abriu 2 sets a 0, mas viu o time paulista reagir e levar o jogo por 3 a 2, parciais de (21-25, 22-25, 25-17, 25-21 e 19-17). O central Maurício Souza marcou 14 pontos e ganhou o troféu Viva Vôlei.

Em Juiz de Fora, o JF Vôlei (MG) conquistou a primeira vitória em casa. Jogando diante do Caramuru Vôlei/Castro (PR), os mineiros venceram por 3 a 0, parciais de (25×19,25×15 e 25×18). Com 20 pontos, o oposto Renan Buiatti foi o maior pontuador e recebeu o Troféu Viva Vôlei.

O time do Bento Vôlei/Isabela (RS) enfrentou o time do Sesi-SP, no Municipal, em Bento Gonçalves (RS) e o time paulista levou a melhor em sets diretos, 3 a 0, parciais de (25×13, 25×19 e 25×22). O oposto Théo, o ponteiro Douglas e o central Leandro Santos, conhecido como Aracaju, marcaram 12 pontos. O meio de rede foi escolhido o melhor jogador da partida.

Encerrando a rodada, o Funvic Taubaté (SP) recebeu o Minas Tênis Clube (MG) no ginásio do Abaeté e venceu por 3 a 0, parciais de (25×21,25x25x25x18), em 1h22 de partida, mantendo a invencibilidade na competição. Com 14 pontos, o central taubateano Otávio foi eleito o melhor da partida.

Classificação:

Após quatro rodadas, Sada Cruzeiro(1º) e Funvic Taubaté(2º) seguem invictos, mas a equipe mineira leva vantagem pois venceu todos os jogos por 3 sets a 0. Na parte de baixo da tabela, Lebes Gedore Canoas(9º), São Bernardo(10º), Copel Telecom Maringá Vôlei(11º) e Caramuru Vôlei/ Castro(12º)  ainda não venceram na competição.

tabela-sup

 

Foto de capa: Lucilia Bortone/Sacandoovolei