[Superliga] Cruzeiro volta a vencer Campinas e está a uma vitória de mais uma decisão

Na noite de quinta-feira (13), o Sada Cruzeiro foi à Campinas (SP), enfrentar o Vôlei Brasil Kirin, e levou a melhor sobre os donos da casa, no confronto válido pela semifinal da Superliga Masculina. Em duas horas de partida, Sada venceu por 3 sets a 1, parciais de (25×21,25×19, 21×25 e 25×22), abriu 2 a 0 na série melhor de cinco jogos, e está a uma vitória da sétima final consecutiva da competição.

Com Leal mais uma vez se destacando, foram 18 pontos no jogo, o jogador ficou com o Troféu Viva Vôlei, prêmio dado ao melhor jogador do confronto, através de votação popular via internet. Agora, as equipes voltam a se enfrentar no sábado (22), no ginásio do Riacho, em Contagem (MG), casa do Cruzeiro, podendo ser a partida da classificação mineira.

O jogo:

No saque de Maurício Souza, que atrapalhou a recepção cruzeirense, os donos da casa abriram vantagem (4×0), provocando o pedido de tempo do técnico Marcelo Mendez. A parada fez bem para o time mineiro, que voltou mais ligado, e, no bloqueio de Isac, empatou a parcial (6×6).  Na sequência, o Sada Cruzeiro apresentou mais volume de jogo, aproveitando os contra-ataques e aumentando a vantagem no placar (11×15). Quando parecia que os mineiros iam vencer o set com facilidade, o ponteiro Diogo, de Campinas, foi para o saque, conseguiu uma sequência de quatro pontos para o time campineiro (20×22), mas o poder ofensivo cruzeirense fez a diferença, foram 17 pontos de ataque contra 11 do time paulista, e o Sada Cruzeiro fechou o set (21×25), em 29 minutos.

2º set

O início foi equilibrado (5×5), mas, assim como aconteceu no set anterior, o Cruzeiro se impôs e foi abrindo margem (9×13). O técnico Horácio Dileo parou o set para conversar com seus jogadores, que assimilaram os pedidos do treinador e voltaram à quadra mais agressivos. Com Diogo se destacando, saque e ataque a equipe da casa foi diminuindo a desvantagem (14×16).  A parcial seguiu nervosa e as duas equipes foram advertidas com cartão amarelo, em lances diferentes, por reclamação. O poder de ataque do Brasil Kirin aumentou, foram 11 pontos contra 12 do Cruzeiro, mas a vantagem cruzeirense a no set foi no fundamento bloqueio, foram três para a equipe visitante contra apenas um de Campinas (17×21). Após erro do central Maurício, os cruzeirenses fecharam o set (19×25), em 25 minutos.

temponi

_Ao lado de Leal, Bruno Temponi(2) foi o maior pontuador da partida,com 18 pontos, e aprovou a atuação da equipe. (Foto: Cinara Piccolo)

3º set

 

Os jogadores do Sada voltaram à quadra dispostos a fechar o jogo no terceiro set (0x3), mas, do outro lado, os jogadores do Brasil Kirin não estavam dispostos a facilitarem a vida do adversário.  Com o trio Rivaldo, Bruno Temponi e Diogo crescendo na partida, Campinas virou a parcial e abriu vantagem (9×6), para incendiar a torcida que marcou presença e jogava junto com o time. Se o ataque cruzeirense foi superior nos sets anteriores, a equipe mineira encontrava dificuldades em colocar a bola no chão, o que levou o técnico Marcelo Mendez colocar Alan, o oposto reserva, no lugar de Evandro. Em um momento melhor, o time paulista fez mais aces, bloqueou e atacou mais que o adversário, e levou o set (25×21), após 27 minutos.

4º set

Embalados com a vitória no set anterior, Campinas seguiu comandando o placar (5×3). Evandro, que voltou à quadra no início do quarto set, seguiu com dificuldades no ataque e, novamente, foi substituído por Alan, o oposto titular não gostou da substituição e reclamou com o técnico cruzeirense. Porém, parece que a pequena discussão recolocou os jogadores da equipe mineira mais ligados e, no bloqueio de Isac, os visitantes passaram à frente (5×6). Comandados pelos ataques de Leal, o sada foi abrindo (8×12). Do outro lado, Temponi se destacava nesse fundamento, passava pelo bloqueio adversário, e comandava Campinas que foi buscar o placar (12×13). Alan, que não entrou bem mais uma vez, voltou para a reserva, o tempo no banco fez bem a Evandro, que voltou marcando um ponto de bloqueio e vibrando muito, o que deu um gás mais aos seus companheiros que voltaram a abrir vantagem (17×20).  Valentes, os jogadores do Brasil Kirin se recuperaram e deixaram tudo igual (21×21), mas no final, o bloqueio cruzeirense apareceu, e foi o responsável por dar números finais ao set (22×25) e ao jogo.

Equipes:

Brasil Kirin: Rodriguinho, Rivaldo, Bruno Temponi, Diogo, Vini, Maurício Souza e o líbero Tiago Brendle.

Entraram Jotinha, Baiano e Matheus.

Técnico: Horácio Dileo.

Sada Cruzeiro: William, Evandro, Leal, Filipe, Isac, Simon e o líbero Serginho.

Entraram Alan, Fernando Cachopa e Éder Levi.

Técnico: Marcelo Mendez.

 

[Foto: Cinara Piccolo/Vôlei Brasil Kirin]

[Copa Brasil] Definidos os confrontos da fase semifinal

Já estão definidos os confrontos da próxima fase da Copa do Brasil. Sada Cruzeiro (MG), Sesi (SP) e Funvic Taubaté (SP), que haviam vencido na primeira rodada Lebes Gedore Canoas, JF Vôlei e Montes Claros (MG), respectivamente,  avançaram para a fase semifinal da competição, e se juntaram ao Brasil Kirin, que já estava automaticamente classificado para a semifinal, por ser sede da Fase Final, que será  realizada entre os dias 19 a 21 de janeiro, em Campinas.  Veja como ficaram os cruzamentos:

Semifinais:

copa-do-brasil-sadaaa

_ A equipe cruzeirense é a atual campeã. [Foto: InovaFoto/Divulgação CBV]

19.01 (QUINTA-FEIRA) – Vôlei Brasil Kirin (SP) x Funvic Taubaté (SP), às 19h, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV
19.01 (QUINTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) x Sesi-SP, às 21h30, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV

Final:

21.01 (SÁBADO) – Vencedor do jogo 4 x Vencedor do jogo 5, às 16h30, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV

 A competição:

A Copa Banco do Brasil é disputada por sete equipes mais bem classificadas na tabela da Superliga após o término do primeiro turno. Os quatro classificados se reunirão em Campinas (SP) de 19 a 21 deste mês.

Resultados 1ª rodada:

Sada Cruzeiro 3 x 1 Lebes Gedore Canoas (25×20, 25×20 e 25×16)

Montes Claros 1 x 3 Funvic Taubaté (17x 25,25×19,15×25 e 21×25)

Sesi SP 3x 0 JF Vôlei (25×21, 25×18 e 25×22)

[Copa do Brasil] Competição começa com dois jogos nesta terça-feira(10)

A Superliga dá uma pausa por alguns dias, para o início da  primeira rodada da Copa do Brasil Masculina de Vôlei 2017. Com sete times na disputa – os primeiros colocados no turno da Superliga – a competição terá início nesta terça-feira (10), com dois confrontos: Sesi SP x JF Vôlei, às 19h, no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo, e Montes Claros x Funvic Taubaté, às 20h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG). Na quarta-feira (11), o Sada Cruzeiro, atual campeão, estreia diante do Lebes Gedore Canoas, às 20h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG). As partidas da primeira fase não terão transmissão.

Em jogo único, as três equipes que vencerem as partidas estarão classificadas para as semifinais e se juntaram ao Brasil Kirin, que já está garantido nesta fase por ser a sede da Fase Final, que será realizada nos dias 19 a 21 de janeiro, no ginásio do Taquaral, em Campinas (SP).Confira a programação:

sesi

_ O Sesi  SP, do técnico Marcos Pacheco, recebe o JF Vôlei(MG), às 19h, na Vila Leopoldina, em partida de abertura da Copa do Brasil. [Foto:Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com]


10.01 (TERÇA-FEIRA) – Sesi-SP x JF Vôlei (MG), às 19h, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP)

10.01 (TERÇA-FEIRA) – Montes Claros Vôlei (MG) x Funvic Taubaté (SP), às 20h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG)

11.01 (QUARTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro Vôlei (MG) x Lebes/Gedore/Canoas (RS), às 20h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG)

Semifinais:

19.01 (QUINTA-FEIRA) – Equipe sede x Equipe 4, às 19h, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV

19.01 (QUINTA-FEIRA) – Equipe 2 x Equipe 3, às 21h30, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV

Final:
21.01 (SÁBADO) – Vencedor do jogo 4 x Vencedor do jogo 5, às 16h30, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV

[Superliga] Confira os resultados da 9ª rodada

No clássico  recheado de campeões olímpicos, o Sada Cruzeiro (MG) levou a melhor sobre o SESI -SP, na casa dos paulistas. Em um jogo extremamente disputado, a equipe mineira superou o Sesi por 3 sets a 2 (25×23, 18×25, 29×27, 16×25 e 15×11), em 2h15 de jogo, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP). Com 22 pontos, o ponteiro Leal foi eleito o melhor atleta em quadra.Foi a nona vitória consecutiva da equipe cruzeirense que se manteve na liderança de forma invicta e agora com 26 pontos. O Sesi-SP aparece em segundo lugar, com 20 pontos (seis resultados positivos e dois negativos).

O Minas Tênis Clube recebeu em seu ginásio na Arena KF, em Belo Horizonte, a equipe do Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) e fez valer o mando de campo, vitória de virada dos donos da casa por 3 sets a 1, parciais de 24×26, 25×20, 25×14 e 2×22), em 1h48 minutos.  O oposto Bisset ficou com o troféu VivaVôlei.Essa foi a segunda vitória consecutiva do Minas, que chegou aos 10 pontos e ocupa a sétima colocação da tabela. Já os paranaenses perderam a oitava partida e com quatro pontos ocupam o 11º lugar.

 O São Bernardo Vôlei visitou o Lebes Gedore Canoas, e saiu do Sul com três pontos importantes para a briga de uma das vagas entre os oito primeiros colocados.  Vitória por 3 sets a 1, parciais de (23×25, 16×25 ,25×14 e 23-25), em 2horas de jogo. Com 23 pontos, Gabriel Cândido foi o melhor em quadra.  São Bernardo e Canoas têm a mesma pontuação, nove, porém, os paulistas ocupam a oitava colocação (três vitórias e seis derrotas) e Canoas é o décimo colocado (2 vitórias e sete derrotas).

No clássico mineiro da rodada, os embalados Montes Claros e JF Vôlei se enfrentaram no norte do estado.  Em um duelo equilibrado, os donos da casa superaram os visitantes por 3 sets a 1, parciais de (2×22, 25×15, 18×25 e 25×20), em 2h e14 minutos, e acabaram com a invencibilidade de Juiz de Fora que já durava seis rodadas.  O levantador de MOC, Murilo Radke, foi escolhido o melhor jogador em quadra. Com os três pontos, o Pequi Atômico subiu na tabela e ocupa o 4º lugar, com 18 pontos. O JF Vôlei tem 16 pontos, e a sexta posição da tabela.

Após duas derrotas seguidas, o Funvic Taubaté (SP) reencontrou o caminho das vitórias. A equipe derrotou o Brasil Kirin (SP) por 3 a 1, parciais de (25×17, 22×25, 25×19 e 25×20), em 2horas e 8minutos. Com 26 pontos, o oposto Wallace foi o maior pontuador, mas o levantador Rapha recebeu o troféu de melhor jogador.  Com o triunfo, Taubaté chegou aos 20 pontos, mesma pontuação do vice-líder Sesi, porém, eles têm a vantagem no número de vitórias.  Já o Campinas fica com 17 pontos e caiu para a quinta colocação no campeonato.

 O Bento Vôlei Isabela (RS) não encontrou dificuldades para vencer o Caramuru Castro (PR) por 3 a 0, parciais de (25×20, 25×23 e 25×20), em 1hora e 22minutos, no Ginásio Municipal. O levantador Sandro, de Bento, foi escolhido o melhor jogador em quadra e recebeu o troféu Viva Vôlei.  Com mais três pontos conquistados, a equipe gaúcha chegou aos nove pontos e ocupa o nono lugar, já Castro segue sem vencer e é o lanterna da competição, com quatro pontos.

9

Foto: Helcio Nagamine/Divulgação Fiesp

[Superliga] Veja os resultados da sétima rodada

Na abertura da 7ª rodada, o Montes Claros (MG) venceu o Brasil Kirin (SP), de virada, por 3 sets a 1(21×25, 25×17, 25×18 e 25×22), em 2h2min, quebrando a invencibilidade de outra equipe, já que na rodada anterior, o time mineiro havia derrotado o Funvic Taubaté (SP), que também estava invicto até enfrentar MOC. Em ótima fase, o oposto Luan Weber foi o maior pontuador, com 22 pontos, porém, o troféu VivaVôlei ficou com o líbero Gian, que fez defesas espetaculares ao longo do confronto.

Fora de casa, o Sada Cruzeiro (MG) bateu o Bento Vôlei Isabela (RS) por 3 sets a 0, parciais de (14×25,25x27e18x25), em 1h21minutos. Essa foi a sétima vitória dos cruzeirenses, que se isolaram na liderança da competição, e agora é a única equipe invicta na Superliga Masculina. O central cubano Simón foi eleito o melhor jogador da partida.

No confronto de mineiros da rodada, o Minas Tênis Clube recebeu o JF Vôlei na Arena JF, em Belo Horizonte, e foi superado pelos visitantes por 3 a o, parciais de (24×26,25×27 e 20×25), em 1h41minutos de partida. O central Bruno recebeu o troféu Viva Vôlei.  Com mais esse resultado positivo, Juiz de Fora chegou à quinta vitória consecutiva, superando a melhor sequência da equipe em seis anos disputando a Superliga.

Fora de casa, o São Bernardo (SP) venceu a segunda na competição e entrou na zona de classificação para os playoffs. O time paulista venceu o Copel Telecom Maringá (PR) por 3 sets a 1 (25×23, 25×22, 19×25 e 25×18), entrando no G8, zona de classificação para a próxima fase da competição.  O central Wennder saiu do banco de reservas para ajudar sua equipe, somou 17 pontos, sendo sete de bloqueio, e ganhou o VivaVôlei.

No duelo entre equipes que ainda não tinham conquistando vitórias, o Lebes Gedore Canoas (RS) saiu de quadra com o primeiro triunfo ao superar o Caramuru Castro (PR), de virada, por 3 sets a 1, parciais de (21×25, 25×20, 25×20 e 25×21), em 2horas e 01 minuto. Com nove pontos, sendo quatro em saques, o central Giovanni foi eleito o melhor jogador da partida.

No último jogo da rodada, o confronto SESI (SP) e Funvic Taubaté (SP) reuniu sete campeões olímpicos em quadra no ginásio da Vila Leopoldina e era o duelo mais esperado da rodada. Porém, com um saque arrasador, o time do Sesi não deu chances ao adversário e venceu por 3 a 0, parciais de (25×23,25×18 e 25×18), em 1he 30minutos. Com 14 pontos, o ponteiro Douglas Souza saiu de quadra como o melhor jogador da partida.

[Foto: Reprodução Facebook  Sesi SP)

 

[Superliga] Os visitantes levaram a melhor em todos os confrontos da 5ª rodada; confira os resultados

O mando de campo não foi um ponto diferencial nesta quinta rodada, em todos os seis jogos da quinta rodada da Superliga Masculina os visitantes levaram a melhor sobre os anfitriões. O Sada Cruzeiro (MG), atual campeão, segue invicto e na liderança isolada da competição; Brasil Kirin (SP) e Funvic Taubaté (SP) também ainda não perderam e seguem a caça ao líder; em jogo conturbado, o São Bernardo (SP) venceu o Caramuru Castro (PR) no tie break e conseguiu o primeiro triunfo na competição. Confira como foi a rodada:

Na partida que abriu a rodada, o Montes Claros (MG) recebeu o SESI (SP) no seu ginásio Tancredo Neves, que teve cinco mil pessoas presentes, recorde de público nesta edição.  Porém, a presença da torcida mineira não impediu que os paulistas saíssem com a vitória por 3 a 1, parciais de (23×25,25×21, 24×26 e 20×25) em 2h05min de jogo. O ponteiro Douglas Souza foi eleito o melhor do confronto.

Copel Telecom Maringá (PR) e JF Vôlei (MG) se enfrentaram no Paraná e os mineiros derrotaram os donos da casa por 3 a 1, parciais de (31×29,25×20,19×25 e 25×12) em 2h06min de partida, conquistando a terceira vitória consecutiva na Superliga. O levantador Rodrigo Ribeiro levou o troféu Viva Vôlei, prêmio entregue ao melhor jogador em quadra.

Com jogo disputado até o fim, o Caramuru (PR) enfrentou o São Bernardo (SP), em partida decidida apenas no quinto set a favor dos paulistas, que conquistaram a primeira vitória no torneio 3 a 2, parciais de (22×25,25×19,24×26,25×15 e 15×12), em 2h11min. No final do jogo houve uma confusão entre as comissões técnicas das equipes que acabou em briga. A confusão foi anotada na súmula e será avaliada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Em Canoas (RS), o Lebes Gedore recebeu o Sada Cruzeiro (MG) e foi um mais anfitrião superado pelos visitantes. Foi a quinta vitória do Cruzeiro por 3 a 0, que segue sem perder sets na competição. Parciais de (25×22, 25 x23 e 25×21), em 1h22 de jogo.  O ponteiro cruzeirense Filipe foi escolhido o melhor jogador da partida.

Bento Vôlei Isabela (RS) e Funvic Taubaté (SP) se enfrentaram em Bento, no ginásio Municipal, e os paulistas saíram vitoriosos em sets diretos, 3 a 0, parciais de (25×21,25×20 e 25×23), mantendo a invencibilidade. O central Éder recebeu o prêmio de melhor em quadra.

No último duelo da rodada, o Minas Tênis Clube (MG) enfrentou o Brasil Kirin (SP), na Arena JK, em Belo Horizonte.  Em confronto muito disputado, o time de Campinas se impôs nas horas decisivas e venceu o jogo por 3 a 1, parciais de (28×26, 21×25,25×19 e 25×21).  O líbero Tiago Brendle recebeu o troféu Viva Vôlei.

 Veja a tabela de classificação:

tabela-5

[Foto Rafinha Oliveira/Funvic Taubaté]

[Superliga] De virada, Brasil Kirin vence JF Vôlei na abertura da competição

A temporada 2016/2017 da Superliga começou oficialmente nesta quarta-feira (26). Em Juiz de Fora (MG), JF Vôlei (MG) e Vôlei Brasil Kirin (SP) fizeram a partida de abertura da competição, que terminou com vitória dos visitantes e atuais vice-campeões, de virada, por 3 a 1, parciais de (23×25,25×17,25×21 e 25×17). O oposto Rivaldo foi eleito o melhor jogador do jogo e recebeu o troféu Viva Vôlei.

Sem muito tempo para comemorar a vitória, o Brasil Kirin deixa um pouco a Superliga e embarca para Fortaleza (CE), onde no sábado (29), às 21h30, vai enfrentar o Sada Cruzeiro, campeão mundial, na final da Supercopa, competição que reúne as duas melhores equipes da temporada anterior. Vale ressaltar que os cruzeirenses venceram a última Superliga contra o Campinas.

Já Juiz de Fora também terá como próximo adversário a fortíssima equipe cruzeirense. O confronto mineiro será no sábado (5.11), às 14h, no Ginásio da Faculdade de Educação Físicas e Deportes (Faefid), em partida válida pela segunda rodada da Superliga, com transmissão da Rede TV.

O JOGO

O primeiro set da Superliga 2016/17 começou de forma equilibrada e com os opostos, Renan, JF Vôlei, e Rivaldo, Campinas, sendo bastante acionados por seus levantadores (8×8). O bloqueio das equipes estava afiado, o fundamento foi o responsável pelas viradas no comando do placar (14×14). Com o JF Vôlei atrás, Henrique pediu tempo (15×17), a parada fez bem ao time da casa que foi buscar o marcador (21×21). No bloqueio do levantador Rodrigo, o time mineiro retomou à frente (23×22) e manteve a vantagem para fechar a primeira parcial (25×23), em 28 minutos, após contra-ataque de Ricardo.

2º set

O Brasil Kirin voltou com mais volume de jogo e comandada pelos ataques de Rivaldo e Diogo, a equipe visitante rapidamente abriu margem (3×7). O central Maurício também começou a fazer a diferença com os bloqueios e o time visitante foi ampliando. Atrás do marcador, a jovem equipe juiz-forana sentiu o momento e caiu na partida, sobretudo na recepção. Do lado campineiro, Ygor Ceará colocava todas as bolas no chão (14×21) e Campinas seguiu para fechar o set (17×25) e igualar o jogo em 1 set a 1, após 24 minutos.

Superliga 2016/2017 - JF Volei 1 x 3 Volei Brasil Kirin - 26.10.

_ Ygor Ceará foi um dos destaques do Brasil Kirin.(Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com)

3º set

O set começou do mesmo jeito que terminou a parcial anterior, com a equipe paulista se impondo (4×8). O técnico do JF Vôlei, Henrique Furtado, fez a troca de seu levantador e do oposto, querendo dar um novo ritmo para seus comandados, mas a inversão não deu resultado e os mineiros erraram três ataques seguidos (10×18). Empurrados pela torcida, Juiz de Fora até buscou uma reação e diminuiu a desvantagem para três pontos (21×24), mas viram Ceará atacar na paralela e encerrar o set (21×25), em 26 minutos.

4º set

O início do set foi marcado pelos erros bobos e sucessivos da equipe mineira. Após toque na rede de Renan, Campinas passou à frente (7×9).  Muito experientes, os centrais campineiros Vini e Maurício, fechavam a rede e não davam espaço para os atacantes do JF Vôlei (10×15). Com o ataque com dificuldades em pontuar, o time visitante aproveitou para ir aumentando a vantagem (13×19).  Com placar largo ao seu favor, o Brasil Kirin se encaminhou para dar números finais ao set (17×25) e ao jogo.

Equipes:

JF VÔLEI:  Rodrigo, Bruno, Raphael, Ricardo, Renan, Rômulo e Fábio

Entraram: Juan, Franco, Adami, Moreno, Rammé, Victor

Técnico: Henrique Furtado

 Vôlei Brasil Kirin:  Diogo, Rodrigo, Rivaldo, Vini, Ceará, Maurício, Brendle

Entraram: Jotinha, Baiano, Matheus

Técnico: Horácio Dileo

Primeira rodada do turno:

26.10 (QUARTA-FEIRA) – JF Vôlei (MG) 1 x 3 Brasil Kirin (SP), às 20h, no ginásio da UFJF, em Juiz de Fora (MG) (25/23, 17/25, 21/25 e 17/25).

27.10 (QUINTA-FEIRA) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) x Sesi-SP, às 21h30, no ginásio Chico Neto, em Maringá (PR) – SPORTV.

29.10 (SÁBADO) – Minas Tênis Clube (MG) x Bento Vôlei/Isabela (RS), às 14h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – REDETV.

29.10 (SÁBADO) – Montes Claros Vôlei (MG) x Lebes/Gedore/Canoas (RS), às 18h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG).

29.10 (SÁBADO) – Caramuru Vôlei/Castro (PR) x Funvic/Taubaté (SP), às 20h, no Padre José Pagnacco, em Castro (PR).

17.11 (QUINTA-FEIRA) – São Bernardo Vôlei (SP) x Sada Cruzeiro Vôlei (MG), às 21h45, no Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP) – REDETV.