[Superliga] Confira os resultados da rodada de abertura

A primeira partida da Superliga 2016/17 foi realizada em Juiz de Fora (MG), com a equipe da casa, JF Vôlei(MG), sendo superado, de virada, pelos atuais vice-campeões, o Vôlei Brasil Kirin(SP).Com 21 pontos, o oposto campineiro Rivaldo foi o maior pontuador e eleito, pela comissão técnica, o melhor jogador em quadra, recebendo o Troféu Viva Vôlei.

O Sesi(SP) estreou com uma vitória importante por 3 a 0(25/18, 25/16, 25/20), fora de casa, diante do Copel Telecom Maringá Vôlei (PR). A partida marcou a reestreia do levantador Bruno e do central Lucão na competição nacional, depois que ambos atuaram pelo Modena, da Itália, na última temporada. Em votação pela internet, Bruninho foi eleito o melhor jogador em quadra e recebeu o troféu de melhor da partida.

Em Belo Horizonte, Minas Tênis Clube (MG) e Bento Vôlei Isabela (RS) fizeram um jogo equilibrado e quem levou melhor foram os mineiros, 3 a 1, parciais de (23/25, 25/18, 25/18 e 25/23).  Mesmo com a derrota, o ponteiro Deivid foi o maior pontuador do confronto, com 21 acertos. Mão, ponteiro minastenista, foi eleito o melhor jogador da partida, em votação popular realizada no site da CBV(Confederação Brasileira de Vôlei).

Em outro duelo envolvendo equipes mineiras e gaúchas, o Montes Claros Vôlei(MG) recebeu no Ginásio Tancredo Neves a equipe do Lebes Gedore Canoas (RS) e levou a melhor por 3 a 1, parciais de (25×22,22×25,25×20 e 25×23). O central Thiago Salsa recebeu o troféu Vila Vôlei como o melhor em quadra, indicação da comissão técnica.

O time paranaense do Caramuru Vôlei Castro estreou na Superliga B recebendo o Funvic Taubaté (SP). E a equipe paulista levou a melhor em sets diretos, 3 a 0, parciais de (25/20, 25/21 e 25/22), em 1h15. O oposto Wallace foi eleito o melhor da partida e recebeu o Troféu Viva Vôlei. O ponteiro Robinho, do Castro, foi o maior pontuador com 12 acertos.

A rodada inicial da Superliga só irá se completar no dia 17 de novembro,  quando o São Bernardo Vôlei (SP) receberá o Sada Cruzeiro Vôlei (MG), às 21h45, no Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP). A partida foi adiada  pois o Sada Cruzeiro estava disputando o Mundial de Clubes e , logo em seguida, disputou a final da Supercopa, vale ressaltar que os cruzeirenses saíram vitoriosas nas duas competições.

Foto de capa: Washington Alves/Inovafoto/CBV

[Copa Brasil] Canoas, São José e Voleisul avançam para a 2ª rodada

Três partidas abriram a disputa da edição 2016 da Copa Brasil de Vôlei na noite de ontem (6). Lebes/Gedore/Canoas, Voleisul/Paquetá Esportes e São José Vôlei venceram seus confrontos e se classificaram para a 2ª rodada da competição.

No duelo gaúcho, o Canoas venceu o Bento Vôlei no tie-break e fez a alegria da torcida no ginásio La Salle, em Canoas. Em Montes Claros, a equipe local foi superada pela Voleisul por 2×3 (23×25, 25×20, 25×23, 26×28 e 13×15). Também em Minas Gerais, os visitantes levaram a melhor: o São José passou pelo Minas Tênis Clube por 0x3 (20×25, 20×25 e 21×25).

Na próxima fase, Canoas, Voleisul e São josé se juntam a Sada/Cruzeiro, Funvic/Taubaté – atual campeão do torneio – e Sesi-SP para definir os classificados para a fase final. A segunda rodada será disputada no dia 13 de janeiro. O Brasil Kirin, anfitrião da fase final, já está classificado para as semifinais do dia 21 de janeiro.

 

Copa Banco do Brasil – 1ª rodada

Minas Tênis Clube 0 x 3 São José Vôlei (20/25, 20/25 e 21/25)
Montes Claros Vôlei 2 x 3 Voleisul/Paquetá Esportes (23/25, 25/20, 25/23, 26/28 e 13/15)
Lebes/Gedore/Canoas 3 x 2 Bento Vôlei/Isabela (24/26, 16/25, 25/21, 27/25 e 15/12)

 

Foto: Orlando Bento

[Superliga] Canoas derrota Montes Claros e conquista a primeira vitória em casa

Na noite desta quinta-feira (17), Lebes/Gedore/Canoas e Montes Claros Vôlei se enfrentaram no ginásio La Salle, em Canoas (RS). Em partida que abriu a 10ª e penúltima rodada do turno da Superliga Masculina. Os donos da casa venceram 3 sets a 1, parciais de (25 x 15, 25 x 21, 22×25 e 25×22), concretizando a primeira vitória diante de sua torcida. Além disso, os gaúchos interromperam a sequência de quatro vitórias de MOC.

 Com o resultado positivo, o Canoas somou três pontos e chegou aos 15 pontos, mesma pontuação do Minas, 6º colocado, mas que ainda joga nessa rodada. Já o time mineiro manteve os 18 pontos, em 3º lugar, mas poderá ser ultrapassado por Sesi e Campinas, que têm a mesma pontuação e que ainda entram em quadra nesta rodada.

O jogo

A equipe da casa começou mais agressiva, com ótimo aproveitamento nos contra-ataques (8×3). Com saques forçados do adversário, Montes Claros encontrava dificuldades para recepcionar. No segundo tempo técnico, os donos da casa tinham ótima vantagem (16×9). Com o bloqueio funcionando muito bem, Canoas abriu dez pontos e fechou o set em (25 x 15), em 24 minutos, com destaque para Dennis, o oposto da equipe gaúcha, que marcou 9 vezes.

2º set

O início de set foi mais equilibrado do que a parcial anterior. No primeiro tempo técnico, a vantagem era mínima a favor dos visitantes (7 x 8). MOC voltou à quadra vibrando mais e, na sequência, com bloqueio de Rafael, os visitantes abriram dois pontos (7×9). Na segunda parada técnica, a equipe mineira tinha um ponto à frente (16X15). O set seguia muito igual, mas, no fim, Canoas se impôs, ampliou o marcador (22 x 19) e fechou o 2º set em (25×21), após ataque do central Victor Hugo, em 27 minutos.

3º set

Precisando da vitória para permanecer vivo na partida, Montes Claros começou agredindo mais e chegou com vantagem no primeiro tempo técnico (6×8). Aproveitando a queda de concentração da equipe de Canoas, MOC ampliou a vantagem (13 x16), com o ponteiro Kadu se destacando nos ataques.  À frente no marcador durante todo o set, os visitantes fecharam a terceira parcial por (22×25).

4º set

No embalo do set anterior, Montes Claros começou melhor e logo abriu boa vantagem (3×6). Na primeira parada obrigatória, os visitantes tinham o dobro de pontos (4×8).  Não desperdiçando os ataques, com destaque para o oposto Juninho que entrou no lugar de André Nascimento, a equipe mineira abriu sete pontos (5×12). Quando o set parecia se encaminhar facilmente para os mineiros, Canoas conseguiu uma boa sequência e diminuiu a desvantagem (13×15).

Depois de uma marcação da arbitragem, o levantador Rodriguinho de Montes Claros fez um comentário polêmico e a árbitra Ângela Grass aplicou cartão vermelho para o jogador, o que deu mais um ponto para Canoas. Na sequência do jogo, MOC perdeu a paciência e o set ficou empatado (15×15). O final do set foi polêmico, com mais dois cartões vermelhos aplicados para o time mineiro, o primeiro para o jogador Bob e o segundo para o auxiliar técnico, por reclamação e ofensa à arbitragem (24 x21). Após muito tempo de paralisação, Canoas conseguiu uma reação incrível, fechou o set em (25×22) e o set por 3 sets a 1. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor jogador da partida ficou com o oposto Dennis, da equipe gaúcha.

Equipes:

MONTES CLAROS: Rodriguinho, André Nascimento, Bob, Kadu, Salsa, Rafael e Kachel

Entraram: Índio, Juninho, Gean, Purificação

Técnico: Marcelinho Ramos

CANOAS: Sandro, Dennis, Tarcísio, Victor Hugo, Leo Caldeira, Bozko, Jeff

Entraram: Wanderson, Evandro, Mateus, Alison, Batagim

Técnico: Marcelo Fronckowiak

[Superliga] Voleisul recebe o Canoas em clássico gaúcho

O Voleisul/Paquetá Esportes enfrenta o Lebes/Gedore/Canoas na terça-feira (1) encerrando a 6ª rodada do turno da Superliga 2015/2016. A equipe de Novo Hamburgo joga em casa e busca a segunda vitória seguida. O Canoas, que ocupa 10ª posição na tabela, também vem de vitória na última rodada. As duas equipes entram em quadra às 20h.

Confira abaixo os outros resultados da 6ª rodada e a tabela de classificação

28.11 (sábado) – Montes Claros Vôlei 3 x 0 JF Vôlei (25/19, 25/17 e 25/15)
28.11 (sábado) – São José Vôlei 1 x 3 Brasil Kirin (17/25, 22/25, 27/25 e 26/28)
28.11 (sábado) – Bento Vôlei/Isabela 3 x 0 Copel Telecom Maringá Vôlei (25/22, 25/19 e 25/22)
28.11 (sábado) – Funvic/Taubaté 3 x 0 Sesi-SP (25/21, 25/23 e 25/22)
29.11 (domingo) – Sada Cruzeiro 3 x Minas Tênis Clube (25×21, 25×22, 25×17)
01.12 (terça-feira) – Voleisul/Paquetá Esportes x Lebes/Gedore/Canoas, às 20h, no Ginástica, em Novo Hamburgo (RS)

 

Foto destaque: Assessoria Voleisul/Paquetá

[Superliga] Fora de casa, Canoas vence JF Vôlei e conquista a primeira vitória

JF Vôlei e Lebes/Gedore/Canoas se enfrentaram, neste sábado (14), pela 3ª rodada da Superliga Masculina 2015/2016, no ginásio de Juiz de Fora. Já que ambas ainda não haviam vencido na Superliga 2015/2016, os nervos estavam aflorados e o jogo foi muito catimbado. Melhor para a equipe gaúcha, que venceu fora de casa por 3 sets a 1, parciais de 25×13, 21×25, 25×19 e 25 x 19.

JF Volei 1 x 3 Lebes/Gedore/Canoas - 14.11.2015

Marcelo Fronckowiak viu sua equipe vencer a primeira partida na Superliga (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Se das arquibancadas Juiz de Fora tinha o apoio de sua torcida, que compareceu em bom número, Canoas tinha um único “torcedor” que foi uma atração à parte. Cumprindo suspensão – pena aplicada na época em que comandava o RJX – , o técnico Marcelo Fronckowiak não conseguia ficar parado nas arquibancadas, gritando e gesticulando para seus comandados. Quem dirigiu o time gaúcho foi o auxiliar técnico Vinícius Gamino “Alegrete”.

O JOGO

Com sequência de pontos de bloqueio, Canoas abriu vantagem logo no início (1×4). No tempo técnico, os gaúchos tinham o dobro de pontos dos donos da casa (4×8). A equipe mineira parecia nervosa em quadra, cometendo erros bobos (5×14). Com a recepção do JF Vôlei muito abaixo do ideal, os visitantes abriram dez pontos de vantagem (11×21), e ampliaram a margem para fecharam sem grandes dificuldades em (13×25), em 30 minutos.

2º set

Os jogadores do JF Vôlei voltaram à quadra vibrando e mais concentrados (2 x 0). Na parada técnica, a vantagem era mínima para os donos da casa (8 x 7). O set seguia equilibrado (10×10), quando o setor defensivo de Juiz de Fora começou a funcionar melhor, abrindo três pontos de vantagem (18 x 15).  No saque, Canoas diminuiu a desvantagem para dois pontos (22×20). Mas com a torcida vibrando muito nas arquibancadas, a equipe da casa fechou o set (25×21), em 32 minutos.

JF Volei 1 x 3 Lebes/Gedore/Canoas - 14.11.2015

A partida foi quente e com muita reclamação sobre a arbitragem (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

3º set

A terceira parcial começou com Juiz de Fora abrindo boa vantagem (5×1). No tempo técnico, a equipe local tinha o dobro de pontos do adversário (8×4). Na volta à quadra, Canoas voltou melhor e, com sequência de três pontos, encostaram no marcador (11×10). O jogo seguiu equilibrado até o segundo tempo técnico, quando Angel Dennis, o oposto canhoto de Canoas, começou a desequilibrar (16×20).  Aproveitando os contra-ataques, a equipe gaúcha venceu por (19×25), em 32 minutos.

4º set

O início de set foi mais equilibrado (7×7).  No ritmo do cubano Dennis, que pontuava no ataque e defendendo muito bem, o time gaúcho conseguiu ficar à frente no marcador (11×14). Após bloqueio, Canoas chegou ao segundo tempo técnico obrigatório com quatros pontos de vantagem (16×20). Se por um lado, Canoas vibrava a cada ponto, JF Vôlei parecia se conformar com o placar desfavorável. Melhor para os visitantes que aproveitaram a oportunidade para fechar o set (19×25) e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES:

 

JF VÔLEI: Renato, Djalma, Ninão, Diego, Mauricio, Leandrão e Fabio

ENTRARAM:  Tatinho, Tarik ,Mark, Ricardo, Felipe, Igor,

TÉCNICO: Alessandro Fadul

LEBES/GEDORE/CANOAS Sandro, Dennis, Leo Caldeira, Alê, Victor Hugo, Mateus e Jeff

ENTRARAM: Evandro, Wanderson, Batagim, Tarcísio, Evandro, Wanderson, Bosko

TÉCNICO: Vinícius Gamino “Alegrete”

[Superliga] Sada/Cruzeiro perde set, mas estreia com vitória

A segunda rodada da Superliga Masculina 2015/2016 começou nesta quarta-feira (11), com o jogo entre o atual campeão da Superliga, Sada Cruzeiro (MG), e o Lebes/Gedore/Canoas (RS), no ginásio do Riacho, em Contagem (MG). Melhor para os donos da casa, que venceram por 3 sets a 1, parciais de 25 x 20, 36 x 38,25 x 29 e 25 x 13. Este foi o primeiro jogo do Cruzeiro na competição. Devido à série de jogos seguidos no Mundial de Clubes e na Supercopa, a partida da 1ª rodada contra Bento Vôlei foi adiada para o dia 18 de novembro. Já a equipe de Canoas acumulou a segunda derrota na Superliga.

O JOGO

O início do set foi marcado por muitos erros das duas equipes (5 x 5). Na parada técnica obrigatória, o Sada tinha apenas um ponto à frente (8 x7). Essa vantagem foi ampliada no segundo tempo técnico (16 x 12). Após bela passagem de saque do ponteiro Rodriguinho, que começou jogando no lugar de Leal, o Cruzeiro ampliou o marcador (22 x 15). A equipe gaúcha marcou três pontos consecutivos e tentou reequilibrar o set (22 x 18), mas os cruzeirenses frearam a reação do adversário e fecharam o set em (25 x 20)

2º set

Assim como no set anterior, prevaleceu o equilíbrio no início do set, com Canoas chegando no tempo técnico à frente (7 x 8).  Com a equipe gaúcha mais regular, o bloqueio começou a pontuar, ampliando a vantagem do time visitante (15 x 19). Quando parecia que o set ia se encaminhando para Canoas, os cruzeirenses foram buscar a reação e empataram a segunda parcial (23 x 23) e, no contra-ataque, viraram o marcador (24 x 23) e tiveram a chance de encerrar o set, mas Canoas deixou tudo igual de novo. Daí por diante, as duas equipes tiveram oportunidades de vencer o set, porém os gaúchos levaram o set com a incrível parcial de 36 x 38, após 41 minutos de disputa.

3º set

Os donos da casa começaram impondo um ritmo mais agressivo (4 x 1), porém, empolgados com a vitória no set anterior, Canoas virou o marcador (7 x 8). Atrás do marcador e com o ponteiro cruzeirense Filipe tendo dificuldades em pontuar, o técnico Marcelo Mendez colocou Leal para jogar (11 x 12). A mudança deu mais regularidade ao Cruzeiro, que chegou com vantagem no tempo técnico (16 x13). À frente do marcador, e com Isac se destacando no bloqueio, os cruzeirenses ampliaram a vantagem para cinco pontos e fecharam o set em (25 x 20).

4º set 

O início do set foi disputado(5×5). No témpo técnico, os donos da casa lideravam por dois pontos ( 8×6).  Sendo mais agressivos no saque, os cruzeirenses conseguiram ampliar a margem(16 x 11). Na volta à quadra, determinados a fecharem o set e o jogo, os cruzeirenses impuseram um ritmo alucinante e, aproveitando contra-ataques, além de ótimo desempenho no bloqueio, ampliaram o marcador e tinham o  dobro de pontos do adversário (21×11). Com folga, venceram o set por (25 x13). Em votação popular, os internautas escolheram o central Isac como o melhor jogador da partida.

EQUIPES:

SADA/CRUZEIRO: William, Wallace, Rodriguinho, Filipe, Éder, Isac e Serginho

ENTRARAM: Fernando, Alan, Leal

TÉCNICO: Marcelo Mendez

LEBES/GEDORE/CANOAS:  Sandro, Dennis, Leo Caldeira, Alê, Victor Hugo, Mateus e Jeff

ENTRARAM: Evandro, Wanderson, Batagim, Tarcísio

TÉCNICO: Marcelo Fronckowiak*

* Suspenso, o técnico de Canos foi substituído por seu auxiliar Vinícius Gamino “ Alegrete”.

JOGOS DA 2ª RODADA:

11.11 (QUARTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) x Lebes/Gedore/Canoas (RS), às 18h30, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG)
12.11 (QUINTA-FEIRA) – Juiz de Fora Vôlei (MG) x Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 19h30, na UFJF, em Juiz de Fora (MG)
12.11 (QUINTA-FEIRA) – Sesi-SP x Montes Claros Vôlei (MG), às 20h, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP)
12.11 (QUINTA-FEIRA) – Vôlei Brasil Kirin (SP) x Minas Tênis Clube (MG), às 20h, no Taquaral, em Campinas (SP)
12.11 (QUINTA-FEIRA) – Funvic/Taubaté (SP) x Bento Vôlei/Isabela (RS), às 20h, no Abaeté, em Taubaté (SP)
12.11 (QUINTA-FEIRA) – São José dos Campos (SP) x Voleisul/Paquetá Esportes (RS), às 19h30, no Tênis Clube, em São José dos Campos (SP)

_ Foto: Sada/Cruzeiro( divulgação)

[Superliga] Diante de sua torcida, Canoas é derrotado pelo Sesi

A noite de segunda-feira (9) não foi boa para o Lebes/Gedore/Canoas. A equipe gaúcha foi dominada pelo Sesi-SP, que venceu a partida, válida pela 1ª rodada da Superliga, por 3×0 (22×25, 15×25 e 11×25) no ginásio La Salle, em Canoas. O jovem ponteiro Douglas Souza (Sesi) foi eleito melhor em quadra em votação na internet e também foi o maior pontuador com 15 acertos.

Para o confronto, o Canoas não pôde contar com o treinador Marcelo Fronckowiak, suspenso. Quem dirigiu a equipe na estreia foi o auxiliar Alegrete que rodou a equipe para tentar uma reação para equilibrar a partida. As mudanças não surtiram efeito e o Canoas continuou a cometer erros. Ao todo, a equipe do Rio Grande do Sul cedeu 29 pontos ao Sesi, enquanto os paulistas cederam 19 pontos aos adversários.

“O nosso time começou muito concentrado. Como sempre, estudamos muito bem o adversário e pressionamos desde o começo. Não desperdiçamos contra-ataque e todos jogaram muito bem”, disse o ponteiro do Sesi, Douglas Souza.

O ponteiro do Canoas, Leo Caldeira, também avaliou a partida e a atuação da equipe na estreia. “Não conseguimos mostrar o mesmo vôlei que apresentamos no Campeonato Gaúcho. Não pressionamos o time deles no saque e contra uma equipe grande como o Sesi-SP isso não pode acontecer. Agora vamos procurar fazer um bom jogo contra o Sada Cruzeiro e o nosso time pode surpreender. Acredito muito no nosso grupo”, disse Leo Caldeira.

Na quarta-feira (11), o Canoas vai para Minas Gerais enfrentar o Sada/Cruzeiro. Já o Sesi-SP fará sua primeira partida em casa, na quinta-feira (12), contra o Montes Claros, que vem de vitória emocionante contra o Funvic/Taubaté.

EQUIPES

LEBES/GEDORE/CANOAS
Sandro, Dennis, Victor Hugo, Tarcísio, Leo Caldeira e Alê. Líbero – Jeffe
Entraram: Matheus, Evandro, Wanderson, Palocci, Batagim e Bozko
Técnico: Alegrete

SESI-SP
Thiaguinho, Theo, Gustavão, Aracaju, Murilo e Douglas Souza. Líbero – Serginho
Entraram: Rafael Araújo, Vinhedo e Thiago Alves
Técnico: Marcos Pacheco

Com informações da CBV

Foto: Matheus Beck/Vôlei Canoas