[Superliga] Ainda com desfalques, Funvic/Taubaté recebe o Canoas pela 8ª rodada

A temporada 2015/2016 começou com Funvic/Taubaté e Sada/Cruzeiro disputando o título da Supercopa, e não é surpresa encontrar as duas equipes dividindo a liderança da Superliga após sete rodadas disputadas. “No momento há muito equilíbrio entre as duas equipes, mas tem Sesi, Campinas e outras equipes estão crescendo dentro da competição. O importante é se manter ali na frente, entre as melhores, para conseguir vantagem nos playoffs”, disse o treinador do Funvic/Taubaté, Cezar Douglas, após vitória sobre o JF Vôlei no último sábado.

“O importante é se manter ali na frente, entre as melhores, para conseguir vantagem nos playoffs”, analisa o treinador do Taubaté, Cezar Douglas. (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Nesta quinta-feira (10), o Funvic/Taubaté recebe o Lebes/Gedore/Canoas, às 20h, enquanto o Sada/Cruzeiro enfrenta o Brasil Kirin, também em boa fase.

Apesar dos desfalques importantes – como o ponteiro Lipe –, Cezar Douglas está otimista para o restante da temporada e com a chegada de reforços. “O Leozão não saiu de quadra ainda. Ele vem atuando como titular desde julho, carregando essa carga e responsabilidade de ser o oposto e tem feito muito bem essa função. Com a chegada dos reforços [Schmitt, Sanchez e Lucão], queremos deixar a equipe mais consistente, com a parte coletiva sincronizada para chegar nas finais da Superliga e no Sul-americano com uma equipe bem equilibrada”, disse.

Canadense ainda é dúvida

O oposto Gavin Schmitt mal chegou à equipe e ainda é dúvida para a temporada. Recuperando-se de lesão, Schmitt deve voltar ao Canadá para a disputa do pré-olímpico da Norceca, que será realizado na cidade de Edmonton na primeira semana de janeiro. “A gente já vinha trabalhando com essa hipótese, e ele ainda está se recuperando de uma lesão que ainda não sabemos se vai permitir que ele atue, tanto em Taubaté quanto na seleção. As próximas duas semanas são definitivas para vermos a condição real de jogo dele para a Superliga e para o pré-olímpico. Dando tudo certo, ele volta do pré-olímpico e deverá ter um 2ª turno inteiro da Superliga e ainda o Sul-americano”, explicou Cezar Douglas.

Confira abaixo os confrontos da 8ª rodada do turno

10 de dezembro

19h30 – Copel Telecom Maringá Vôlei x São José dos Campos
20h – Sesi-SP x Juiz de Fora Vôlei
20h – Funvic/Taubaté x Lebes/Gedore/Canoas
20h – Montes Claros Vôlei x Voleisul/Paquetá Esportes
21h – Vôlei Brasil Kirin x Sada/Cruzeiro (SPORTV)

14 de dezembro

20h – Minas Tênis Clube x Bento Vôlei/Isabela (SPORTV)

Anúncios

Cruzeiro e Taubaté estreiam no Sul-Americano de Clubes

por Lucilia Bortone

Sada/Cruzeiro e Funvic/Taubaté estreiam hoje no Sul-Americano de Clubes na Argentina. A competição dá ao campeão uma vaga no Mundial de Clubes. Na primeira partida da noite, Taubaté enfrenta a equipe do Bohemios, do Uruguai. Na sequência, o Sada pega o San Martin, da Bolívia.

Antes de viajar para San Juan, o técnico do Funvic/Taubaté, Cézar Douglas, falou sobre a primeira participação de sua equipe no Sul-americano. “O primeiro objetivo é tentar recuperar todos os jogadores. A expectativa é ver como a equipe vai se portar dentro de um campeonato mais curto”, disse.

Do lado mineiro, a equipe do Sada/Cruzeiro ainda teve que superar uma viagem longa até San Juan. Após atrasos nos vôos partindo de Belo Horizonte e Rio de Janeiro, os cruzeirenses só chegaram à Argentina na manhã de ontem. “Eu acho que tudo que aconteceu no caminho até aqui não pode servir de muleta para nós. A gente veio aqui com o objetivo de vencer esse campeonato, de conquistar o terceiro título. Cada um deve se empenhar ao máximo para se recuperar”, disse o líbero Serginho.

No Sul-americano Cruzeiro e Taubaté estão no Grupo B ao lado de Bohemios (Uruguai) e San Martin (Bolívia). No Grupo A estão os donos da casa UPCN, Club Linares (Chile) e Lomas de Zamora (Argentina).
As semifinais estão marcadas para sábado e a final para o domingo.

UFJF surpreende e vence Funvic/Taubaté

por Luara Herédia

 Após erro de saque, UFJF vence o jogo e consegue derrubar o vice-líder da Superliga. (Foto:Lucila Bortone)

Após erro de saque, UFJF vence o jogo e consegue derrubar o vice-líder da Superliga. (Foto: Lucilia Bortone)

         A UFJF demonstrou mais uma vez, que gosta de complicar a vida dos “grandes” da Superliga. Depois de vencer o SESI  e só perder no quinto set para o Sada/Cruzeiro, os mineiros venceram, de virada, o  Funvic/Taubaté, por 3 sets a 1 (21 x 25, 25 x 21, 30, 28 e 25 x 17). Com os três pontos conquistados nesta quarta-feira, a UFJF chegou aos 20 pontos e mantém vivo o sonho de se classificar para os playoffs. Apesar da derrota, Taubaté segue em segundo lugar, com 40 pontos.

       Mesmo contando com quatro jogadores que defendem a seleção brasileira em seu elenco, o time paulista pecou pela irregularidade, como afirmou o técnico Cézar Douglas após o confronto. “Oscilamos muito dentro da partida. Conseguíamos recuperar o placar adverso, mas em seguida passávamos pela mesma dificuldade. Agora é analisar o jogo friamente e tentar se recuperar já no próximo jogo”, analisou.

 Jogadores de Taubaté lamentam erros durante a partida. ( Foto:Lucila Bortone


Jogadores de Taubaté lamentam erros durante a partida. ( Foto:Lucilia Bortone)

        Já pelo lado mineiro, o técnico da Federal, Alessandro Fadul, era só elogios a sua equipe: “Nesse nível de competição, os jogos são sempre equilibrados e decididos nos detalhes. E hoje fomos muito bem nos detalhes. Aproveitamos cada chance que criamos e jogamos muito bem, apesar do início do primeiro set, que foi ruim. Depois encontramos nosso ritmo e conseguimos dar sequência até o final do jogo. A vitória veio para coroar tudo o que o grupo fez ao longo da partida”.

      O ponteiro Manius, que jogou com limitações físicas devido a uma virose, ganhou o Troféu Viva Vôlei. Já o maior pontuador da UFJF foi o ponteiro Sérgio, que marcou 26 vezes e teve seu nome gritado pela torcida no fim do jogo. O ponteiro agradeceu os torcedores e comentou sobre a emoção de ter seu nome gritado pela torcida:”. É um privilégio jogar pela UFJF e contribuir para a alegria da torcida”.  Continuar lendo