[Copa Brasil] Semifinais agitam a quinta-feira na Vila Leopoldina

Chegou o dia! O ginásio do Sesi Vila Leopoldina abre os portões para a Fase Final da Copa Brasil Masculina nesta quinta-feira (25). Sesi-SP, Sada Cruzeiro, EMS Taubaté Funvic e Sesc-RJ entram em quadra em busca de uma vaga na final do próximo sábado. Todas as partidas terão transmissão dos canais Sportv.

DSC08633.jpgEstreante na competição, o Sesc enfrenta o Sada Cruzeiro na primeira semifinal, às 19h.  “Chegamos este ano e estamos curtindo a felicidade de poder estar no grupo de elite do voleibol brasileiro e espero que o meu time jogue com alegria e curtindo cada ponto desse momento tão importante do calendário”, comentou o treinador da equipe carioca Giovane Gávio.

Para o ponteiro Filipe, do Sada Cruzeiro, o ponto principal para fazer uma boa fase final é o foco. “O nosso time está bem focado, bem concentrado, coeso. Acho que todos estão crescendo em um bom momento e a equipe está bem fechada, para chegar firme nesta fase final da Copa Brasil. Com certeza será uma partida difícil contra o Sesc, mas jogo é jogado. Dependemos muito do nosso trabalho, da gente sacar bem, estruturar bem o nosso bloqueio-defesa. Eles têm um poder de ataque também muito bom, mas eu acho que se a gente sacar bem, uma coisa que nós não fizemos contra eles lá no Rio de Janeiro, pela Superliga, nós podemos sobressair. Temos que nos preocupar com o nosso time. Essa semifinal é uma grande decisão, contra um adversário forte, mas as atenções precisam ser voltadas para nós, para fazermos o nosso melhor e com certeza as coisas vão fluir para a gente”, analisou o capitão cruzeirense.

Na segunda semifinal, teremos mais um clássico paulista entre o Sesi e o Taubaté, atual campeão da competição. “Para nós, o ano tem dois momentos mais importantes: a Copa Brasil e o playoff da Superliga. Então, é um momento que o jogador sente, quer jogar, são momentos importantes e chegamos aqui querendo ser protagonistas e nos organizamos para estes dois momentos. Sem dúvida, são os momentos auges do ano”, disse o treinador do Taubaté Daniel Castellani.

Do lado do Sesi, Rubinho também destacou a importância de torneios com esse formato. “Essas são competições que colocam as equipes em chance de mais um título e de criar essa situação de competitividade. É algo extremamente utilizado no exterior, e é um momento muito interessante, no meio da Superliga, colocando esses times a prova, em jogos eliminatórios. É mais uma competição, uma fase final e, com isso, temos como nos desenvolver ainda mais”, comentou.

COPA BRASIL MASCULINA 2018
Fase classificatória – 09.01
Sada Cruzeiro 3 x 2 Vôlei (25/15, 24/26, 21/25, 25/22 e 15/9)
Sesc RJ 3 x 0 Corinthians-Guarulhos (26/24, 25/17 e 25/20)
EMS Taubaté Funvic 3 x 1 Minas Tênis Clube (19/25, 25/22, 25/21 e 26/24)

Semifinal – 25.01
Sada Cruzeiro x Sesc RJ, às 19h, no Sesi-SP Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) – SPORTV
Sesi-SP x EMS Taubaté Funvic, às 21h, no Sesi-SP Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) – SPORTV

Final – 27.01
Vencedor do jogo 4 x Vencedor do jogo 5, às 21h30, no Sesi-SP Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) – SPORTV


Com informações da CBV e Sada Cruzeiro

[Copa Brasil] Depois de estar perdendo por 2 sets a 0, Sesi leva o jogo para o tie break e conquista uma vitória eletrizante

Nesta quinta-feira à noite (19), Sesi (SP) e Sada Cruzeiro (MG) entraram no ginásio do Taquaral, em Campinas (SP), para a disputa da segunda partida da semifinal da Copa do Brasil. Em jogo eletrizante, com direito a viradas espetaculares, o Sesi SP  venceu o jogo no tie break, após estar perdendo por  2 sets a 0. Resultado final: 3 sets a 2 para os paulistas, parciais de (23×25,23×25, 25×23, 25×20 17×15) e agora vai enfrentar o Funvic Taubaté na grande decisão de sábado (21), às 15h0, com transmissão do Sportv 2.

 O jogo

As equipes iniciaram a partida forçando o saque e com isso cometeram muitos erros.  Após

mendez

_ O técnico Marcelo Mendez cobrou muito dos seus jogadores, que responderam dentro de quadra no 1º set. [Foto: Bruno Miani/ Inovafoto/CBV]

invasão por baixo da rede do levantador William, o time paulista abriu dois pontos (9×7). Com Bruninho distribuindo bem as bolas, o Sesi foi ampliando o marcador (16×12). Quando parecia que os paulistas iriam se encaminhar para fechar o set com facilidade, o técnico Marcelo Mendez parou o jogo e cobrou atitude de seus jogadores (21×14). O puxão de orelha fez bem aos cruzeirenses que, na ótima sequência de saques do ponteiro Filipe que proporcionou muitos contra-ataques e bolas de xeque, buscaram uma reação que parecia impossível (21×20). A atitude celeste assustou o Sesi, foi a vez de Marcos Pacheco pedir tempo, mas os seus comandados sentiram o momento e, sem agressividade, viram o adversário virar a parcial (22×23) e sair na frente na semifinal (23×25), em 24 minutos.

 2º set

Os erros voltaram a se acumular, sobretudo no fundamento de saque, e o início foi equilibrado (10×10). No ataque de Théo, a bola pegou na antena e com isso o Cruzeiro abriu dois pontos (14×16).  Sabendo da importância de se manter agressivo para não deixar o Sada se impor, o Sesi aproveitou o contra-ataque para diminuir a desvantagem para apenas um ponto (19×18). Os paulistas não baixaram a guarda, mas, do outro lado, William distribuía bem as jogadas, dificultando o bloqueio adversário que ainda não tinha pontuado na partida. Após ataque de Leal, os mineiros repetiram o placar do set inicial (23×25), abrindo 2 sets a 0, em 48 minutos de partida.

3º set

Os times começaram se revezando à frente do marcador (9×8). Com o passe melhor, Bruno começou a arriscar as bolas de meio com seus centrais Lucão e Aracaju (14×11).  No saque de Leal, o Sada igualou o placar (16×16), provocando o pedido de tempo de Marcos Pacheco. A parada não fez efeito no saque do ponteiro cruzeirense que marcou mais um ponto direto nesse fundamento (16×17). O setor defensivo do Sesi melhorou, bloqueio e contra-ataque, e o time passou a comandar o set no final (24×22). E, no ataque indefensável do oposto Théo, os paulistas fecharam o set (25×23), em 29 minutos.

seeeee

– Após estar perdendo por 2 a 0, o Sesi levou a partida para o quinto set. [Foto: Bruno Miani/Inovafoto/CBV]

4º set

A parcial começou tensa, com os jogadores demonstrando um certo nervosismo. Em disputado ponto, com direito a excelentes defesas, Douglas Souza botou a bola no chão (7×5).Após o segundo árbitro relatar com o juiz principal um xingamento de um integrante da comissão técnica cruzeirense, os mineiros levaram um cartão vermelho, o que resultou em ponto para o adversário (11×10). O Cruzeiro voltou a cometer mais erros e os Sesi aproveitou o momento para abrir vantagem (15×11). No saque de Lucão, a bola bateu na fita e caiu no chão do lado adversário (18×15). Vibrando mais e mais soltos em quadra, os paulistas ditaram o ritmo do final do set (18×22). Apático, o Sada cometia mais erros de jogada que o normal e assistiram o Sesi fechar o set (25×20), em 25 minutos, e levar a decisão da semifinal para o tie-break.

5º set

A primeira metade do set decisivo foi disputado ponto a ponto, com Théo e Douglas se destacando no time paulista; e Evandro e Leal comandando o ataque cruzeirense. No no placar, (8×7) a favor do Sesi. Depois de mais uma longa troca de bolas, Leal botou a bola no chão e o Cruzeiro em vantagem (9×10). Após erro de ataque de Théo, Marcos Pacheco parou a partida (11×13).  Na volta à quadra, rapidamente o Sesi, no bloqueio de Lucão, deixou tudo igual (13×13), foi a vez de Mendez pedir tempo.  O Cruzeiro teve dois pontos do jogo, mas não aproveitou. Na primeira oportunidade que teve, o time paulista botou a bola no chão (17×15) e deu números finais ao jogo.

Equipes:

Sada Cruzeiro: William, Evandro, Leal, Filipe, Isac, Simón e Serginho.

Entraram:  Alan, Cachopa, Éder Levi

Técnico: Marcelo Mendez

 Sesi SP:  Bruno, Théo, Douglas Souza, Murilo, Sidão, Aracaju e Serginho.

Entraram: Fábio, Alan, Rafa, Leitzke

Técnico: Marcos Pacheco

[Foto de capa: Bruno Miani/Inovafoto/CBV]

[Copa Brasil] Definidos os confrontos da fase semifinal

Já estão definidos os confrontos da próxima fase da Copa do Brasil. Sada Cruzeiro (MG), Sesi (SP) e Funvic Taubaté (SP), que haviam vencido na primeira rodada Lebes Gedore Canoas, JF Vôlei e Montes Claros (MG), respectivamente,  avançaram para a fase semifinal da competição, e se juntaram ao Brasil Kirin, que já estava automaticamente classificado para a semifinal, por ser sede da Fase Final, que será  realizada entre os dias 19 a 21 de janeiro, em Campinas.  Veja como ficaram os cruzamentos:

Semifinais:

copa-do-brasil-sadaaa

_ A equipe cruzeirense é a atual campeã. [Foto: InovaFoto/Divulgação CBV]

19.01 (QUINTA-FEIRA) – Vôlei Brasil Kirin (SP) x Funvic Taubaté (SP), às 19h, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV
19.01 (QUINTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) x Sesi-SP, às 21h30, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV

Final:

21.01 (SÁBADO) – Vencedor do jogo 4 x Vencedor do jogo 5, às 16h30, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV

 A competição:

A Copa Banco do Brasil é disputada por sete equipes mais bem classificadas na tabela da Superliga após o término do primeiro turno. Os quatro classificados se reunirão em Campinas (SP) de 19 a 21 deste mês.

Resultados 1ª rodada:

Sada Cruzeiro 3 x 1 Lebes Gedore Canoas (25×20, 25×20 e 25×16)

Montes Claros 1 x 3 Funvic Taubaté (17x 25,25×19,15×25 e 21×25)

Sesi SP 3x 0 JF Vôlei (25×21, 25×18 e 25×22)