[Jogos Olímpicos] Canadá, Polônia e Egito realizam amistosos com equipes brasileiras

Falta pouco mais de uma semana para a abertura dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro e diversas seleções já estão em solo brasileiro para aclimatação. Campeões mundiais em 2014, os poloneses escolheram Belo Horizonte e o CT do Sada/Cruzeiro para seus treinamentos; já o Canadá, que venceu o Grupo 2 da Liga Mundial em 2016, está em Taubaté.

Treino Egito 25072016

Egito treina em Juiz de Fora desde a última segunda-feira (25) [Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei]

Apesar de não figurarem entre as grandes equipes no cenário mundial, a seleção egípcia é uma das delegações que utiliza o Centro Olímpico da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Entretanto, a preparação dessas equipes não se limita a treinamentos. Na noite de hoje (28) e na tarde de amanhã (29), o Egito faz amistosos com o Minas Tênis Clube no ginásio da UFJF. A entrada é restrita para aqueles que se cadastraram no Portal da Universidade.

Também na sexta-feira, o ginásio do Riacho, em Contagem, será o palco do primeiro confronto entre Sada/Cruzeiro e Polônia; o segundo encontro entre poloneses e cruzeirenses acontece na terça-feira (2). A venda de ingressos começou nesta quinta-feira na Sede Administrativa do clube mineiro.

No sábado (30), o Funvic/Taubaté abre os portões do Abaeté para o amistoso contra o Canadá, que chegou ontem (27) à cidade do Vale do Paraíba. Para o Taubaté esta será uma oportunidade de fortalecer a preparação da equipe para a Copa São Paulo que será disputada no próximo mês.

Com informações do Sada/Cruzeiro, UFJF e Vôlei Taubaté

[Jogos Olímpicos] Com surpresa na lista, Bernardinho divulga os 12 atletas convocados

Depois de conquistar o vice-campeonato da Liga Mundial, nesta segunda-feira (18), Bernardinho definiu os 12 atletas que irão disputar os Jogos Olímpicos.A grande surpresa foi o corte do bicampeão mundial Murilo, o jogador que se recuperava de uma contusão na panturrilha esquerda e já não tinha participado da fase final da Liga Mundial, era o ponteiro mais experiente do Brasil. Os outros dois jogadores cortados foram o central Isac , que também vinha se recuperando de lesão nas costas e o líbero Tiago Brendle, que perdeu a disputa para o experiente Serginho.

Murilo Endres é bicampeão mundial (2006 e 2010), e foi escolhido como o melhor jogador do mundo em 2010. Nas duas últimas Olimpíadas (2008 e 2012), foi vice-campeão olímpico, sendo eleito o MVP dos Jogos de Londres.  Porém, nos últimos anos o jogador vem sofrendo com lesões, foram duas cirurgias no ombro, algumas leves contusões e só nesta Liga Mundial, o ponteiro sofreu com estiramento no peito e uma contusão na panturrilha.

A seleção brasileira chega na manhã desta terça- feira(18) no país e os jogadores terão dois dias de folga e se reapresentam na sexta-feira(22), em Saquarema, Rio de Janeiro para o treinamento final para a Olimpíada.

O Brasil está no grupo A da Olimpíada, ao lado de Canadá, Estados Unidos, França, México e Itália. A estreia brasileira será no dia 07/08, contra os mexicanos. O grupo B tem Argentina, Cuba,Egito, Irã, Polônia e Rússia.

Lista de convocados

Levantadores: Bruno e William

Opostos: Wallace e Evandro

Ponteiros: Lucarelli, Maurício Borges, Lipe e Douglas Souza

Centrais: Lucas, Éder e Maurício Souza

Líbero: Serginho

[ Foto: Internet]

[Liga Mundial] Com destaque para o saque, Brasil vence na estreia por 3 sets a 0

Se a seleção brasileira estava sem ritmo de jogo a torcida não percebeu. Com saques eficientes[foram dez pontos diretos nesse fundamento contra apenas dois do adversário], o Brasil venceu o Irã por 3 sets a 0, parciais de (25×19,25×16 e 28×26), na estreia da Liga Mundial, competição que acontece nesse primeiro final de semana na Arena Carioca 1, Rio de Janeiro. O maior pontuador da partida foi o central Lucão com 17 acertos: sendo 12 em ataques, 1 de bloqueio e 4 em aces.

Lucarelli, ponteiro do Brasil ,foi outro destaque da partida com 16. O jogador falou da vontade brasileira de estrear bem. “Estávamos ansiosos para começar o campeonato, treinamos muito e sabíamos do volume de jogo do Irã, que é uma equipe que defende muito bem e por isso tínhamos que ter  paciência para enfrentá-los”.

O capitão e levantador Bruno também falou sobre a partida de estreia. “É um bom primeiro passo, mas sabemos que temos que melhorar muito. É disso para melhor. Falta um pouco de entrosamento, mas é o tempo que vai dar isso para a gente. Agora é descansar e se preparar para amanhã”.

Nesta sexta-feira (17), os brasileiros voltam à quadra, dessa vez para um clássico sul-americano contra a Argentina. A partida será às 14h10, com transmissão do Sportv e Rede Globo.

O JOGO:

A seleção brasileira começou a partida impondo seu ritmo. Com a recepção funcionando, o levantador Bruno abusava das jogadas rápidas, sobretudo com o central Lucão (5×1). Do outro lado, o levantador Marouf não conseguia distribuir as jogadas e viu o adversário abrir no marcador (16×10).  O técnico argentino Raul Lozano, que comanda o Irã modificou sua equipe, mas os asiáticos não conseguiam reagir. Bernardinho também fez a inversão de levantador e oposto e, ao contrário do adversário, não perdeu o ritmo e seguiu avassalador. Após bloqueio de Lucão, o Brasil fechou o set (25×19).

 2º set

O Irã começou à frente (0x2), mas já no primeiro tempo técnico o Brasil comandava o placar com dois pontos de vantagem (8×6), após ponto de saque de Bruno. O saque balanceado do adversário não fazia muito efeito na recepção brasileira comandada por Serginho, o que facilitava a distribuição de bolas do levantador brasileiro com seus atacantes (16×12). No ataque de Lucarelli, os brasileiros venceram com grande margem o segundo set(25×16).

3º set

Precisando da vitória para sobreviver no jogo, o Irã voltou com uma nova postura, vibrando mais e jogando a responsabilidade para os donos da casa (3×5). Após ace de Mahmoudi, Bernardinho parou a partida para frear o ritmo do adversário (3×6), mas a equipe visitante chegou à frente pela primeira vez no tempo técnico (7×8). O set seguiu mais equilibrado que os anteriores e o Brasil só tomou a liderança no segundo tempo técnico, após lindo ataque na paralela de Lucarelli (16×15).

O set seguiu com equilíbrio e as equipes trocando pontos. Lucão deixou o Brasil com chances de definir a partida (24×22), mas o Irã reagiu e empatou a parcial (24×24) e até chegou a ter o set point (24×25). Porém, com Maurício, os brasileiros voltaram a empatar (26×26), quando Lucarelli foi para o saque. Com dois pontos nesse fundamento, o ponteiro brasileiro definiu o set (28×26) e o Brasil fechou em 3 x 0.

EQUIPES:

BRASIL: Bruno, Lucarelli, Murilo, Maurício Souza, Lucão, Wallace e Serginho

Entraram: Evandro, William

Técnico: Bernardinho

IRÃ: Marquf, Ebadipour, Gholami, Mahmoudi, Zarini,Seyed, Maran

Entraram: Mobasheri,Mahdavi, Mirzajanpour, Manavinezhad

Técnico: Raul Lozano

 Fotos: FIVb/ Divulgação

[Liga Mundial] Em casa, Brasil enfrenta Irã na estreia da competição

A 50 dias do início dos Jogos Olímpicos, a seleção brasileira masculina de vôlei faz nesta quinta-feira (16), sua estreia na Liga Mundial, competição que definirá os 12 jogadores que irão defender o Brasil nas Olimpíadas. Maior vencedora da competição com nove conquistas, a seleção de Bernardinho começa sua caça pelo décimo título diante do Irã, às 14h10, com transmissão do Sportv e Globo. As partidas serão realizadas na Arena Carioca 1, que fica dentro do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. Os brasileiros ainda vão enfrentar mais dois adversários neste primeiro final de semana, na sexta – feira (17)  enfrentará a Argentina, às 14h10, e no sábado(18), às 23h10 os Estados Unidos.

A equipe brasileira participou de todas as edições da Liga Mundial, são 27 participações e são nove títulos conquistados (1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2010). Já o Irã participa pela 4ª vez do torneio e tem uma semifinal disputada em 2014 como melhor participação. Essa será a sexta partida entre as equipes na Liga Mundial e se engana quem acha que o Brasil leva vantagem nos confrontos diretos. Nos cinco primeiros duelos, todos aconteceram em 2014, a seleção asiática lidera por três vitórias, contra duas dos brasileiros.

bernardo

_ A seleção de Bernardinho é a equipe com maior números de títulos da Liga Mundial, mas não vence desde 2010. (Fotos: Inovafoto/CBV)

Bernardinho ressaltou a importância da competição, mas sem esconder que é um teste para ajustar e definir sua equipe para a Olimpíada. “A Liga Mundial é o grande evento teste antes dos Jogos Olímpicos, mas é claro que é uma competição importante em si. Estamos há algum tempo engasgados na busca por esse decacampeonato, mas a preocupação maior é crescer, jogar bem e se sentir confiante durante a disputa da Liga para, em agosto, chegarmos no melhor momento”.

 – Com fotos e informações da CBV(Confederação Brasileira de Vôlei) 

[Jogos Olímpicos] Seleção de Bernardinho cai em ‘grupo da morte’

Com o fim do pré-olímpico de vôlei e a definição das 12 seleções masculinas que irão disputar a Olimpíada, competição que acontece entre os dias 7 a 21 de agosto, no Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira (6), foram divulgados como ficou a divisão. A equipe da casa está no Grupo A, ao lado de Canadá, Estados Unidos, França, México e Itália. Do outro lado, no Grupo B, estão Argentina, Cuba, Egito, Polônia, Rússia e Irã, que fará sua estreia na principal competição esportiva. Se classificam para a segunda fase os quatro primeiros colocados de cada grupo.

O Grupo A  já pode ser considerado o “da morte” da fase  inicial dos Jogos Olímpicos, pois conta com rivais tradicionais como Itália, segunda maior vencedora da Liga Mundial,apenas atrás dos brasileiros; EUA que foram campeões olímpicos em 2008; a França, que vem crescendo no cenário mundial nos últimos anos e é a atual campeã da Liga Mundial; além de Canadá e México que podem aprontar diante de seus adversários.

Veja como cada seleção garantiu a classificação para os Jogos Olímpicos:

MenGroupsOGArgentina –Pré-olímpico sul-americano; Brasil – País sede; Canadá – Pré-olímpico Mundial/Tóquio;
Cuba –Pré-olímpico Norceca; Egito –  Pre- olímpico africano; EUA – Campeã da Copa do Mundo 2015; França – Pré-olímpico Mundial/Tóquio; Itália –Vice-campeã da Copa do Mundo 2015; Irã –  Pré-olímpico Mundial/Tóquio; México – Pré-olímpico Mundial/Cidade do México; Polônia – Pré-olímpico Mundial/Tóquio; Rússia –Pré-olímpico Europeu
Com fotos e informações da FIVb

[Pré-olímpico] Após vitória contra a Polônia, Irã conquista vaga inédita para os Jogos Olímpicos

A seleção do Irã vem sendo a maior surpresa no cenário mundial e todo o trabalho, que começou com o argentino Julio Velasco, foi recompensado na madrugada de hoje (4) durante o Pré-olímpico disputado no Japão. Os iranianos bateram a Polônia por 3×1 (25×20, 25×18, 20×25 e 34×32), e garantiram vaga nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Esta será a primeira vez em que a seleção masculina de vôlei do Irã se classifica para os Jogos.

“É momento para comemorar: é a primeira vez que isso acontece na história para o Irã. Estou muito feliz que conseguimos a vaga para as Olimpíadas. Não conseguimos a classificação há quatro anos, perdemos a vaga por um set para a Austrália, e era uma memória ruim. Esta deve ter sido a última chance para alguns dos jogadores. Fizemos história”, disse o capitão iraniano, o levantador Marouf.

fran_venAlém dos iranianos, os franceses também conseguiram vaga na Rio 2016. A conquista veio após vitória apertada contra a Venezuela por 3×2 (25×21, 23×25, 25×11, 20×25 e 15×9)

Austrália mantém chance viva

No primeiro confronto do dia, os australianos conseguiram uma vitória importante diante da China. O triunfo por 3×1 (25×23, 25×22, 20×25 e 26×24) manteve a esperança dos volleyroos viva para alcançar a última vaga olímpica do Pré-olímpico.

Os australianos ocupam a 4ª posição na tabela, empatados com o Canadá, que por critérios de desempate ocupam a 5ª posição. Os canadenses também venceram nessa rodada: 3×1 contra o Japão, parciais de 23×25, 25×19, 25×21 e 25×19.

O Pré-olímpico termina na madrugada deste domingo (5) com os confrontos: Irã x Venezuela (hoje, às 22h10 – horário de Brasília); Canadá x China (domingo, 0h55 – horário de Brasília); Austrália x Polônia (domingo, 3h40 – horário de Brasília); e França x Japão (domingo, 7h20 – horário de Brasília).

Com informações e imagens da FIVb

[Pré-olímpico] Polônia conquista vaga olímpica de forma antecipada

A equipe polonesa conquistou a primeira vaga olímpica disponível no Pré -olímpico Mundial, depois de derrotarem a Venezuela por 3×0 (25-21, 25-18, 25-17) no Tokyo Metropolitan Gymnasium (Japão).  Foi a quinta vitória em cinco jogos dos poloneses, que garantiram a classificação para a Olimpíada com duas rodadas de antecipação.

Após não conseguirem se classificar na Copa do Mundo e ter visto o sonho mais uma vez adiado no Pré-olímpico europeu, os atuais campeões mundiais foram ao Japão decididos a carimbar o passaporte para o Rio. Esta será a nona vez da Polônia na maior competição esportiva do mundo, que conquistou a medalha de ouro uma vez, em 1976, nos Jogos Olímpicos de Montreal (Canadá).

Na entrevista coletiva, o técnico Stéphane Antiga comentou sobre esse longo caminho percorrido pela seleção polonesa. “Este foi um longo processo com muitos torneios e jogos [mais de 20 partidas]. Nós finalmente estamos classificados. Somos uma equipe mais forte por causa desta experiência. Nós queríamos a classificação hoje. Estou muito feliz pelos jogadores.”

PolandqualifyfortheRio2016OlympicGames

_ Seleção polonesa comemora a vaga para os Jogos Olímpicos, a terceira participação seguida. (Foto: FIVb/Divulgação)

O ponteiro e capitão polonês Michal Kubiak, foi o maior pontuador da partida com 13 pontos e não escondeu a felicidade pelo feito. “É uma sensação incrível ir aos Jogos Olímpicos duas vezes seguidas. É um sonho se tornado realidade. Nós não conseguimos nos classificar através Copa do Mundo ou campeonatos europeus, mas, finalmente, nós estamos indo para os Jogos Olímpicos. Vencemos cinco partidas seguidas, embora o nosso nível não esteja tão bom. Agora, vamos para o Rio e tentar vencer lá “, concluiu.

Classificação

Quem também está muito próximo de se classificar é a França, que na abertura da rodada venceu o Canadá por 3 sets a 0.  Confira a tabela

polskaCom fotos e informações da FIVb