[Mundial Sub-23] Argentina faz história e fica com o título; Brasil fora do pódio

Após uma semana de disputas, o Mundial Masculino Sub-23 terminou ontem (25), no Egito, e viu a Argentina conquistar a competição pela primeira vez. Na final contra a Rússia, os hermanos venceram por 4×2 (15×10, 15×11, 16×14, 14×16, 13×15, 15×9). Esta foi a primeira vez que uma seleção da Argentina vence um Mundial. “Não acredito que vencemos. É a primeira vez que uma seleção argentina conquista um título mundial, uma vitória histórica que nunca alcançamos em outros anos ou categorias. Parabenizo meu time porque fomos capazes de superar um forte oponente como é a Rússia”, disse o treinador argentino Camillo Soto.

DREAMT~1.JPGO oposto argentino Johansen foi eleito MVP e o levantador Matias Sanchez foi escolhido para a seleção do campeonato. Completaram o Deam Team: os ponteiros Denis Bogdan (Rússia) e Miguel Gutierrez Suarez (Cuba); os centrais Ivan Iakovlev (Rússia) e Matheus (Brasil); o líbero Rogerinho (Brasil); e o oposto Hisham Ewais (Egito).

Na disputa do bronze, o Brasil, comandado por Giovane Gávio, foi superado por Cuba e ficou fora do pódio. Os cubanos venceram a partida por 4×1, parciais de 18×16, 15×13, 15×13, 20×22 e 15×11.

“Não jogamos bem, Cuba foi superior. Eles jogaram muito bem, especialmente nas bolas altas. Tentamos forçar no saque, mas não tivemos sucesso porque Cuba foi excelente. Foi uma partida difícil”, avaliou o treinador brasileiro.

Durante a competição foram testadas as novas regras da modalidade, que não têm agradado muito, como a mudança no número de sets e pontos disputados.

Com informações da FIVb
Fotos: FIVb

Anúncios