[Superliga] Taubaté Funvic se impõe e vence JF Volei por 3 sets a 1

Nesta quinta- feira(8), o  JF Vôlei  voltou à quadra para mais uma rodada da Superliga  e fez uma boa partida, mas não o suficiente para vencer o EMS Taubaté Funvic (SP), um dos favoritos ao título da competição. Com destaque para ponteiro Madalóz, que jogou como titular no lugar do veterano Dante, e levou o Troféu Viva Vôlei, Taubaté venceu por 3 sets a 1 , com parciais de 21×25, 19×25, 25×20 e 22×25).

Com o resultado,   Funvic somou três pontos e,  com a vitória do Minas diante do Sesi SP, o time paulista voltou para o terceiro lugar na classificação, com 36 pontos. Já  JF Vôlei segue na vice-lanterna da Superliga Masculina, com apenas quatro.

 O jogo

A partida começou com o time visitante demonstrando seu forte poder ofensivo e, com fortes ataques de Madalóz e Wallace, foram abrindo vantagem no marcador (10×15).  Com Leozinho aparecendo mais, Juiz de Fora tentou reagir e diminuiu a desvantagem para dois pontos (20×22). Porém, com a recepção de Taubaté funcionando muito bem, o levantador Rapha distribuía com facilidade. No bloqueio de Solé, o time fechou a primeira parcial (21x 25).

Os donos da casa equilibraram o início da segunda parcial (10×10).  Após o bloqueio de Rammé, o JF Vôlei liderou o placar (13×12), mas dois erros consecutivos dos mineiros recolocaram Taubaté à frente do marcador (17×19). O bloqueio e o saque paulista fizeram a diferença e Funvic conseguiu se distanciar no marcador, após bloqueio de Madalóz(19×25).

O JF Vôlei voltou com três alterações para a quadra: Rammé, Emerson e Bruno foram substituídos por Raphael, Wellinton e Matheus, respectivamente. As mudanças deram

IMG-20180209-WA0044

JF Vôlei não s eentregou e consegiu conquistar o terceiro set.(Fot: Mari- angela Herédia)

um novo gás para Juiz de Fora, que abriu uma boa margem pela primeira vez no jogo (8×4). A vantagem mineira se estabeleceu até a metade do set (15×10), quando o oposto Wallace foi para o saque e emendou uma boa sequência com pontos diretos no fundamento e outros que atrapalharam a recepção adversária e deixou tudo igual (15×15). Diferente dos outros sets, o JF Vôlei não baixou a guarda e seguiu muito regular, com dois bloqueios seguidos conseguiu retornar à liderança (20×18). Após ace de Drago, que havia entrado para sacar, o time da casa ganhou o terceiro set (25×20), para a alegria do seu torcedor.

 

Parecia que o time da Zona da Mata mineira iria continuar ditando o ritmo (10×8), com boa marcação em Wallace, o oposto tinha dificuldades em rodar a bola e foi substituído por Renan. Depois do pedido de tempo, o time do Vale da Paraíba voltou mais ligado e, aproveitando os erros de Juiz de Fora, abriram quatro pontos (15×19).  O técnico Henrique Furtado incentivava sua equipe todo tempo e os seus jogadores foram buscar o set (19×20), mas viram o adversário utilizar da sua experiência e se encaminhar para fechar o set (22×25) e o jogo por 3 a 1.

Equipes:

JF Vôlei: Adami, Émerson Rodriguez, Rammé, Leozinho, Rômulo, Bruno. Líbero: Juan Mendez

Entraram: Matheus, Felipe, Raphael, Wellinton, Franco

Técnico: Henrique Furtado

Taubaté Funvic: Rapha, Wallace, Madalóz, Ivovic, Solé, Otávio. Líbero: Thales

Entraram: Nicolas, Renan

Técnico: Daniel Castellani

Anúncios

[Superliga] SESI SP confirma favoritismo, vence JF Vôlei e mantém o terceiro lugar na classificação

Na noite de sábado (3), o JF Vôlei recebeu o Sesi SP, no Ginásio da UFJF, em partida válida pela quarta rodada do returno da Superliga Masculina 2017/18. Com um elenco estrelado, composto pelos campeões olímpicos Lipe,Lucão, Douglas Souza e William, além do agora líbero Murilo Endres, os paulistas  venceram por 3 sets a 1, com parciais de 25×16, 25×16, 23×25 e 17×25). Apesar da experiência de seus jogadores, o destaque da partida foi o jovem oposto do Sesi, Alan, que recebeu o Troféu Viva Vôlei como o melhor em quadra.

DSC01032.jpgA quinta vitória seguida mantém a equipe do técnico Rubinho em terceiro lugar, com 35 pontos. Já o time mineiro segue sem vencer diante do seu torcedor e,  com apenas quatro pontos, amargura a vice-lanterna da competição. As duas equipes voltam à quadra nesta quinta-feira(8). O Sesi-SP recebe o Minas, às 19h, na Vila Leopoldina. Já o JF Vôlei encara o Taubaté, às 19h30, na Arena UFJF.

O jogo

O início foi equilibrado (5×5), mas com Lucão no saque, os visitantes começaram a abrir uma vantagem (7×12).  Com  o passe “ A” chegando nas mãos de William, o levantador distribuía as bolas para seus jogadores e dificultava o trabalho do bloqueio adversário(11×18). O treinador Henrique Furtado pediu tempo técnico e promoveu a troca do levantador e oposto. Porém, as mudanças não surtiram muito efeito e o SESI fechou a parcial, sem dificuldades em 16×25, após erro de saque de Juiz de Fora.

O segundo set estava apenas no início e após uma marcação da arbitragem a JF Vôlei a favor do JF Vôlei gerou muita reclamação por parte do Sesi, que acabou resultando em um cartão amarelo para Lipe (4×4). Assim como no set anterior, a jovem equipe mineira equilibrou nos momentos iniciais, mas abusou dos erros de saque, fundamento que funcionou muito bem para os paulistas, sobretudo com Aracaju e Alan (15×21), que se encaminharam para repetir o placar da parcial anterior: 16×25.

DSC01727.jpgJuiz de Fora voltou à quadra com uma postura mais agressiva e com o ataque funcionando muito bem, sobretudo com o ponteiro Leozinho (9X9). Foi o início de parcial mais equilibrado, com os times se alternando à frente do marcador. Só que, ao contrário do que havia acontecido nos dois sets anteriores, a equipe da casa não deixou o adversário desgarrar no placar e manteve a liderança na reta final do set (23×20). Com o saque forçado os paulistas buscaram uma reação (24×23), mas no ataque de Emerson Rodriguez pela saída de rede, JF deu números finais ao set: 25×23.

Animados com o resultado e incentivados a todo tempo pelo técnico Henrique, Juiz de Fora tentou repetir a boa atuação do set anterior. Do outro lado, dispostos a não perderem mais um set e consequentemente um ponto, o Sesi voltou a se impor, com dois pontos seguidos de Vaccari, que entrou no lugar de Douglas no terceiro set e não saiu mais (5×7).  Com muito volume de jogo, os paulistas ditavam o ritmo da parcial e foram abrido no placar(12×17). Com uma boa margem o time foi administrando a vantagem construída até darem números finais ao set (17×25) e a partida.

Equipes:

JF VÔLEI: Adami, Emerson Rodriguez, Rômulo, Bruno, Rammé, Leozinho e líbero Juan Mendez

Entraram: Felipe, Franco, Wellinton, Raphael

Técnico: Henrique Furtado

SESI SP: William, Alan, Lucão, Leandro Aracaju, Lipe, Douglas Souza e líbero Murilo

Entraram: Evandro, Franco, Vaccari

Técnico: Rubinho

 

Fotos: Lucilia Bortone/Sacandoovolei

[Superliga] Experiência faz a diferença e Vôlei Renata supera o JF Vôlei fora de casa

Neste sábado (28), em partida válida pela 3ª rodada do turno da Superliga Masculina 2017/2018, o JF Vôlei(MG) recebeu o Vôlei Renata(SP) no Ginásio da UFJF, e foi superado pelo time campineiro por 3 a 0(14×25, 25×27 e 17×25).  Com uma atuação segura, o ponteiro Tiago Mão foi eleito o melhor jogador em quadra e ficou com o Troféu Viva Vôlei.

Um fator determinante do confronto foi a experiência de jogadores da equipe visitante, que conta em seu elenco com jogadores veteranos como o ponteiro Diogo, o central Vini, além do oposto Vissotto, que nos momentos decisivos jogaram com tranquilidade; contra a juventude do time de Juiz de Fora, o atleta mais velho da equipe tem 25 anos, e com isso, muitas vezes ansiedade em pontuar se transforma em  erros cruciais nos momentos decisivos dos sets.

Foi a terceira derrota dos mineiros, enquanto o time paulista se recuperou da derrota na rodada anterior e conquistou a segunda vitória na competição. Na próxima rodada, que será no sábado (4), Juiz de Fora enfrenta o SESI- SP, às 21h30, na casa do adversário. Enquanto o Vôlei Renata joga em casa, no Ginásio do Taquaral, às 15h, diante do Minas Tênis Clube.

 O jogo

Contando com jogadores experientes, como o ponteiro Diogo, o central Vini, além do oposto Vissotto, o Vôlei Renata entrou em quadra demonstrando mais agressividade e volume de jogo. Após uma marcação da arbitragem a favor do time visitante, os jogadores do time da casa reclamaram muito, perderam a concentração e viram o adversário abrir vantagem. (7×11). Com Vissotto tendo uma excelente passagem no saque e aproveitando os inúmeros erros do time da casa, Campinas abriu dez pontos (12×22) e caminhou com facilidade para definir a primeira parcial (14×25).

O segundo set foi bem equilibrado, a tônica foi o saque, quem foi melhor nesse fundamento conseguia comandar o placar com vantagem mínima(9×8). Após erros consecutivos do time da casa, forçando o pedido de tempo do técnico Henrique Furtado (9×12). A parada fez bem para o time mineiro que voltou mais ligado, tirando a desvantagem(14×14) e até passou à frente (16×15). Com dois saques balanceados de Bruno, Juiz de Fora abriu dois pontos (21×19) e chegou a ter o ataque para vencer o set (24×23), porém, a ansiedade em definir acabou se transformando em erros e o Vôlei Renata aproveitou para retomar o comando do placar e definir mais um set (25×27).

 O JF Vôlei começou abrindo 3×0, mas com o saque forçado do adversário, a recepção enfrentava muita dificuldade e a bola não chegava em boas condições para o levantador Felipe, deixando o jogo do time mineiro previsível. Do outro lado, com a bola na mão, o levantador Rodriguinho distribuía muito bem as jogadas e seus atacantes respondiam botando a bola na quadra adversária(14×22). Após mais um erro dos donos da casa, o Vôlei Renata venceu o set (17×25) e o jogo por 3 a 0.

Equipes:

 JF VÔLEI:  Felipe, Emerson, Leozinho, Rammé, Bruno, Franco. Líbero: Juan Mendez

Entraram: Adami, Raphael, Matheus

Técnico: Henrique Furtado

VÔLEI RENATA :  Rodrigo,  Vissotto, Diogo, Mão, Vini e Júnior . Líbero Bello

Entraram: Daniel, Krauchuck, Salsa

Técnico: Horácio Dileo

[Foto: Mônica Cury/Assessoria JF Vôlei]

[Mineiro] Minas vence JF Vôlei por 3 a 0 fora de casa e garante o terceiro lugar na fase de classificação

O JF Vôlei fez, nesta terça(26), seu primeiro jogo oficial no ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos(FAEFID) da temporada 2017/2018. Em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Mineiro, o time recebeu o Minas Tênis Clube e foi derrotado por 3 sets a 0, parciais (25×20, 22×25 e 12×25). O grande nome da partida foi o oposto canhoto minastenista Felipe Roque, que curiosamente nasceu e foi revelado nas categorias de base de Juiz de Fora.

Mesmo com mais uma derrota, o treinador do time da Zona da Mata, Henrique Furtado, comentou sobre a evolução do seu time, que comandou o placar por um bom período nos dois primeiros sets e elogiou o adversário.  “O Minas impôs um ritmo de saque muito agressivo e alguns jogadores tiveram uma constância muito grande na virada de bola, o que nos impediu de rodar a  bola no mesmo nível durante todo o tempo. Nós  acabamos deixando  o placar muito elástico e não conseguindo ter o mesmo rendimento dos outros dois sets, mas seguimos lutando por uma evolução no sistema ofensivo, por jogar bem por mais tempo”, afirmou Henrique.

Nesta quarta-feira (27)  Juiz de Fora e Minas voltam a se enfrentar pela última rodada do Estadual, mas as posições e os confrontos das semifinais já estão definidos. Com mais três pontos adquiridos, o Minas chegou aos seis pontos,  se garantiu no terceiro lugar na tabela e irá à Montes Claros, que terminou a fase de classificação em segundo com sete pontos, para a disputa da semifinal. Ainda sem marcar pontos, o JF Vôlei é o quarto colocado e vai enfrentar o Sada Cruzeiro, líder isolado da primeira fase com 17 pontos.

 O JOGO

O JF Vôlei iniciou a partida com muito volume de jogo, bons ataques de Emerson Rodriguez e Leozinho, além de boas defesas do líbero Juan, que proporcionaram contra-ataque para o time da Zona da Mata (12×9). Após o pedido de tempo do técnico Nery, sua equipe voltou mais ligada, errando menos e empataram a parcial (15×15). Mesclando a experiência, como a do levantador Marlon, e a juventude do oposto Felipe Roque, o Minas passou a liderar o marcador e a abrir vantagem (17×21). A combinação saque e  bloqueio dos minastenistas fizeram a diferença e o time se encaminhou para fechar a primeira parcial (20×25) em 26 minutos.

Mineiro 2017 - JF Vôlei x Minas Tenis Clube

Defendendo as cores do Minas, o juizforano Felipe Roque foi eleito o melhor jogador da partida.

Assim como no primeiro set, Juiz de Fora começou à frente do marcador (14×11) e viu o time de Belo Horizonte se ajustar, aproveitar os erros do adversário, além de contar com uma noite inspirada de Roque, que manteve um alto aproveitamento e eficiência de ataque. O treinador de Juiz de Fora, Henrique Furtado, chamou a atenção de seus comandados, mas os mandantes sacavam mal e não conseguiram parar o poder ofensivo do outro lado da quadra(22×25), em 27 minutos.

O time da Capital voltou impondo um ritmo muito forte (1×8). Abatido, o JF Vôlei não conseguia buscar uma reação. O bloqueio do Minas com Flávio e Pétrus incomodava os atacantes adversários que não conseguiam botar a bola no chão(4×11).  A parcial seguiu muito favorável para os visitantes que abriram dez pontos de vantagem(5×15). Do lado da quadra Henrique Furtado tentava incentivar seus jogadores, mas o set se encaminhava tranquilamente a favor da equipe de Belo Horizonte(12×25) em 19 minutos.

Equipes:

JF VÔLEI: Felipe, Emerson Rodríguez, Leozinho, Rammé, Bruno, Drago e líbero Juan Mendez

Entraram: Adami e Raphael

Técnico: Henrique Furtado

Minas Tênis Clube: Marlon, Felipe Roque, Bisset, Bob, Flávio, Pétrus e líbero Rogerinho

Entraram: Maique, Carísio,  Davy e Vanole

Técnico: Nery Tambeiro

[Mineiro] Sem Evandro, Sada mantém ritmo e vence o JF Vôlei

Após mais uma rodada dupla, o Sada Cruzeiro segue líder e invicto no Mineiro 2017. Tanto na quinta (7) quanto ontem (8), a equipe de Marcelo Mendez manteve o ritmo e venceu o JF Vôlei por duplo 3×0.  Sofrendo bastante com o saque do Cruzeiro, o trabalho dos levantadores de Juiz de Fora, Felipe Hernandez e Adami, foi bem complicado. “Esses dois jogos com o Sada foram muito difíceis. Um time que dispensa comentários. Um time muito organizado pelo seu treinador e tem dois grandes levantadores. A gente tinha que sacar agressivo, e sacou agressivo e eles tem uma ótima recepção também. É um campeonato difícil, a gente tem que seguir crescendo em todos os desafios. Foi muito importante começar com esses jogos contra o Sada Cruzeiro para que a gente pudesse melhorar para a sequência do campeonato” disse o comandante do JF Vôlei que já pôde contar com o oposto venezuelano Emerson Rodriguez na equipe.

IMG_6558.jpgA Raposa teve como destaque o jovem ponteiro Pablo que fez sua primeira partida como titular na sexta-feira. O jogador substituiu o cubano Leal, poupado, e saiu de quadra como o Melhor da Partida. “Marcelo conversou comigo e me disse que eu poderia começar jogando, então vim preparado para isso. Treino firme com essa galera para isso. Então eu sei que, quando tiver oportunidade, tenho que mostrar que não estou aqui à toa. Tentei fazer meu máximo em quadra e também contei com a equipe, que é muito especial. Eles me ajudaram muito, me deram apoio e isso ajuda bastante. Fiquei feliz demais por ainda ter o reconhecimento da torcida e sair com o troféu. Eu não acho que fui o melhor em quadra, mas é que a responsabilidade de jogar no lugar do Leal é muito grande. E acho que o fato de eu ter entrado no lugar dele sem deixar o nível do time cair deve ter sido a razão para eles votarem em mim”, disse o jovem Pablo.

Do lado cruzeirense, Marcelo Mendez não pôde utilizar o oposto Evandro nas duas partidas, o titular foi o recém-chegado Alemão. “A gente ainda não disputou muitos jogos, então estamos buscando o entrosamento a cada partida. Para mim foi importante jogar hoje, estou há muito tempo parado e venho de uma lesão no início desta temporada. Mas me senti bem em quadra, isso que é importante. Vamos aproveitar o confronto contra o Bolívar para conseguir evoluir ainda mais e ganhar mais ritmo para a sequência da temporada”, disse o oposto.

Atual campeão da competição, o Sada Cruzeiro faz uma breve pausa no Estadual para um amistoso na quarta-feira (13) contra o Personal Bolívar (Argentina), em Contagem. O encontro faz parte da preparação das duas equipes para o Mundial de Clubes de dezembro, na Polônia. Também na quarta-feira, o JF Vôlei faz a primeira partida contra o Montes Claros, No Norte de Minas.

Confira todos os resultados do Mineiro 2017

25.08 – Sada Cruzeiro 3 x 0 Montes Claros Vôlei (25×22, 25×21, 25×20)
30.08 – Minas Tênis Clube 0 x 3 Sada Cruzeiro (27×29, 33×35, 20×25)
02.09 – Montes Claros Vôlei 2 x 3 Sada Cruzeiro (25×23, 19×25, 20×25, 25×23, 8×15)
07.09 – Sada Cruzeiro 3 x 0 JF Vôlei (25×15, 25×18, 26×24)
08.09 – Sada Cruzeiro 3 x 0 JF Vôlei (25×16, 25×14, 25×23)

Com informações do Sada Cruzeiro e FMV.
Fotos: Renato Araújo/Sada Cruzeiro

[Pré-temporada] JF Vôlei e Sesc-RJ se enfrentam em amistosos

A poucos dias da estreia no Campeonato Mineiro, o JF Vôlei continua sua preparação com amistosos. O desafiante da vez é o SESC-RJ, atual campeão da Superliga B e um dos adversários da equipe mineira na Superliga 2017/2018. As partidas serão hoje (30), às 18h, e amanhã (31), às 11h, no Ginásio da Faefid na Universidade Federal de Juiz de Fora.

Do lado carioca estão velhos conhecidos da torcida juiz-forana, a começar pelo treinador Giovane Gávio, cria da cidade, e os jogadores Victor Hugo, Juninho, Hugo e Japa que têm passagens por Juiz de Fora. Renan Buiatti, destaque do JF Vôlei na temporada passada, defenderá a equipe carioca neste ano e no momento está com a seleção brasileira que se prepara para a Copa dos Campeões no Japão.

[Superliga] Fora de casa, Funvic Taubaté se impõe, vence JF Vôlei e sai na frente nos playoffs

O JF Vôlei recebeu, neste sábado (18), em Juiz de Fora (MG), a equipe do Funvic Taubaté (SP), na primeira partida da série melhor de cinco jogos dos playoffs. Ao contrário do jogo da semana anterior, quando os mineiros venceram por 3 a 2, desta vez, a experiente equipe de Taubaté, que conta com três campeões olímpicos: Wallace, Lucarelli e Éder, venceram por 3 a 0, parciais de (29×27, 25x 23 e 25×18), em 1h45minutos.

Agora, os paulistas irão realizar as duas próximas partidas em casa, no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP). O próximo jogo entre as equipes será na quinta-feira (23), às 21h55, com transmissão da RedeTV e do SporTV.com.

O JOGO

A partida começou muito equilibrada. Com os ataques de ambas as equipes muito bem, nenhuma equipe conseguia abrir (8×8).  O set seguiu com os times se revezando à frente do marcador (16×17). Em um set tão equilibrado, o oposto Wallace fez a diferença e, no contra-ataque, colocou o time paulista com vantagem de dois pontos (18×20). A diferença a favor dos visitantes permaneceu e a equipe chegou a ter duas chances de fechar o set (22×24), mas foi a vez do oposto de Juiz de Fora, Renan, chamar a responsabilidade e deixar tudo igual (24×24), para delírio da torcida presente. Porém, na sequência, a experiência de Taubaté pesou e depois de um saque de Lucarelli que dificultou a recepção mineira, a equipe do Funvic Taubaté fechou o set (27×29), em 33minutos.

2º set

No bloqueio de Diego, os donos da casa abriram o placar (1×0), mas, rapidamente, com boa sequência de saques de Wallace, que proporcionou contra-ataques para os paulistas, o Funvic abriu ótima vantagem (4×10). Juiz de Fora sentiu o ritmo adversário e acumulou erros, fazendo o treinador promover a troca de seu oposto e levantador, entraram Moreno e Adami, nos lugares de Rodrigo e Renan, respectivamente. A mexida deu resultado e o time mineiro foi tirando a desvantagem no set pouco a pouco, com o bloqueio do JF Vôlei crescendo, sobretudo com o central Bruno (13×15). A equipe da Zona da Mata até teve a bola na mão para deixar tudo igual (20×21), mas a jovem equipe desperdiçou ataque e o time taubateano seguiu à frente (23×24). O ponteiro de Juiz de Fora, Ricardo foi tentar uma deixadinha e o bloqueio de Taubaté botou a bola no chão no lado adversário (23×25), dando números finais ao segundo set, em 33 minutos.

3º set

Assim como aconteceu no set anterior, o time paulista começou ditando o ritmo do set (2×7), com Otávio bloqueando muito bem e recebendo muitas bolas do levantador Rapha (3×12). A torcida tentava jogar junto com o time e tentava empurrar a equipe mineira que, mais uma vez, tentava fazer um set de recuperação (10×16). Com Rapha fazendo uma distribuição perfeita, o bloqueio adversário encontrava dificuldades para parar o ataque de Taubaté (12×19). Determinados a não cometer o erro do set anterior, quando deixaram Juiz de Fora crescer na parcial, Wallace botava no chão todas as bolas que recebia (15×22), encaminhando a vitória no set (18×25), em 27 minutos, e no jogo por 3 a 0. Em votação popular, o oposto Wallace foi escolhido o melhor jogador da partida e recebeu o Troféu Viva Vôlei.

EQUIPES:

JF VÔLEI: Rodrigo, Ricardo, Rammé, Renan, Bruno Diego e Fábio Paes

Entraram: Juan Mendez, Franco, Raphael, Moreno e Adami,

Técnico: Henrique Furtado

FUNVIC TAUBATÉ:  Raphael, Lucas Lóh, Lucarelli, Otávio, Éder, Wallace e Mário Jr.

Entraram: Matheus, Gelinski e Renan

Técnico: Cézar Douglas