Não, nós não paramos de escrever…

Estamos sumidas, mas só por aqui! Nosso perfil no Instagram (@sacandoovolei) e nossa página no Facebook continuam sendo atualizados, com fotos, vídeos e muita informação sobre o vôlei masculino!

SEGUE A GENTE 🙂

Att,

Luara Herédia (luaraheredia ) e Lucilia Bortone ( lubortha)

[Superliga] JF Vôlei vence Maringá por 3 a 0 e conquista a primeira vitória diante de seu torcedor

Neste sábado (24), jogando no Ginásio da UFJF pela 8ª rodada do returno da Superliga 2017/18, o JF Vôlei enfrentou o Copel/Telecom/Maringá, do experiente levantador Ricardinho, e derrotou o adversário por 3 a 0 (25/22, 25/16, 25/20), conquistando sua primeira vitória dentro de casa. Diante de uma apresentação convincente e agressiva de toda equipe mineira, o prêmio de melhor e quadra ficou com o levantador Henrique Adami, de 21 anos, responsável por armar as jogadas.

Henrique Furtado, técnico de Juiz de Fora, que já vinha aprovando a atuação de sua

Superliga 2017/2018 - JF Vôlei 3 x 0 Copel Telecom Maringa 24.0

– O levantador Adami, 21 anos, que ganhou a titularidade no início do segundo turno, fez uma partida excelente e foi premiado com o prêmio de melhor jogador  da partida. [Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com]

equipe nos últimos confrontos, não poupou elogios aos seus jogadores. “O resultado veio com muita luta, com todos jogando bem e com um grande trabalho coletivo”, elogiou. “Não nos deixamos abalar pelas derrotas. É um grupo jovem, que não desiste e que precisa jogar para mostrar todo o potencial.”

Do outro lado, o técnico Alessandro Fadul, que já comandou  o JF Vôlei por duas temporadas, não escondeu a insatisfação com o resultado. “Fizemos um jogo ruim, com muitos erros de saque e recepção que comprometeram nosso jogo”, analisou. “Não tiramos os méritos do JF Vôlei, que fez uma grande partida, mas é decepcionante porque tivemos duas vitórias muito boas e esperávamos manter esse ritmo”, revelou.

Brigando contra o rebaixamento, os três pontos foram fundamentais para o JF Vôlei continuar sonhando com a chance de escapar, faltando ainda três partidas para o encerramento da fase de classificação.  Com o resultado, os mineiros chegaram aos oito pontos e estão em 11º lugar, ultrapassando justamente Maringá, que com sete pontos voltaram para a lanterna da competição.

O jogo

As equipes entraram em quadra demonstrando um ótimo aproveitamento no ataque. Do lado mineiro, Leozinho e Emerson se destacavam nesse fundamento. Do outro, um lado, Ricardinho acionava bastante Alison e Alê, e Maringá se manteve com um ponto de vantagem até a metade da parcial (12×13). Porém, os donos da casa não diminuíram o ritmo e não deixavam o adversário desgarrar no marcador (16×17).  Na reta final do set, os paranaenses cometeram mais erros e viram o bloqueio de Juiz de Fora aparecer para passar à frente do marcador, abrir vantagem e se encaminhar para definir (25×22).

O Copel Telecom não se abateu com a derrota e voltou à quadra ditando o ritmo (6×9), mas essa vantagem não durou muito. Com bloqueios de Rômulo e um saque balanceado de Bruno, que fez estrago na recepção adversária, o JF Vôlei se ajustou e virou o placar (16×12). Maringá voltou a acumular erros e viu os donos da casa abrirem ótima margem (22×14) e se encaminharem para fechar mais um set (25×16), desta vez com maior tranquilidade.

Precisando somar pontos, os paranaenses não se entregaram e, assim como foi no set anterior, comandavam o marcador (3×5), após dois bloqueios seguidos de Wennder. Esse fundamento também foi o destaque de Juiz de Fora, e o time mineiro marcou cinco vezes consecutivas, três vezes com o bloqueio, virando o placar (14×11).  Fadul pediu tempo e modificou algumas vezes sua equipe. A parada fez bem para os visitantes, que voltaram mais ligados e igualaram o set (16×16). Porém, o JF Vôlei permaneceu sólido, não permitiu que o adversário crescesse na reta final e voltou a se impor, abrindo vantagem (23×20) até fechar o set (25×20).

EQUIPES:

JF Vôlei: Adami, Bruno, Rômulo,Leozinho, Raphael,  Emerson. Líbero: Juan Mendez

Entraram: Felipe, Rammé, Wellinton

Técnico: Henrique Furtado

Copel  Telecom Maringá Vôlei: Ricardinho,Ialisson, Wennder, Secco, Alison, Alê, Líbero: Dani

Entraram: Gian, Kaio, Bruno, Matheus, Johan

Técnico: Alessandro Fadul

[Superliga] Na última rodada do turno, Corinthians vence JF Vôlei fora de casa

Pela última rodada do turno da Superliga 2017/2018, o JF Vôlei(MG) recebeu, na noite de ontem (14), no ginásio da UFJF, a equipe do Corinthians-Guarulhos (SP). Ao som de  uma bateria de escola de samba, convidada pelo time da casa para comandar a torcida, quem ditou o ritmo foi adversário, que se impôs e venceu por 3 a 0, parciais  de 25×16, 23×25 e 22×25. O ponteiro corintiano Fábio, através de votação popular, foi eleito o melhor jogador da partida e recebeu o Troféu Viva Vôlei.

Com os três pontos conquistados em Minas Gerais, o Corinthians chegou aos 19 pontos, sendo sete vitórias e quatro derrotas, e ocupa  quinto lugar da tabela, mas poderá cair uma posição até o fechamento da rodada. Já o JF Vôlei termina o turno com somente uma vitória e dez derrotas. Tendo apenas dois pontos ocupa a vice lanterna da competição.

Superliga 2017/2018 - JF Vôlei 0 x 3 Corinthians-Guarulhos - 14Na abertura do returno e para fechar o ano, Juiz de Fora vai enfrentar o Minas, em Belo Horizonte, no dia 21. Com o recesso do fim de ano e a disputa da Copa Brasil (confronto entre os seis primeiros colocados do turno mais o Sesi-SP, anfitrião da edição deste ano), o timo corintiano só voltará a atuar pela Superliga no dia 13 de janeiro, curiosamente também contra o time do Minas, em Belo Horizonte.

O JOGO

 Sem a presença do treinador Henrique Furtado, que está na Polônia com a comissão técnica do Sada Cruzeiro disputando o Mundial de Clubes, o JF Vôlei foi comandado pelo auxiliar Marcos Nascimento, que viu sua equipe começar muito mal na recepção e permitir que o adversário abrisse ótima vantagem (1×8).  Do lado corinthiano, com o passe funcionando, o levantador Rodrigo Ribeiro, que atuou na última temporada em Juiz de Fora, fazia ótima distribuição, acionando bastante o ponteiro Fábio e o oposto Rivaldo(12×21). O JF colocou em quadra  o ponteiro Raphael, mas que entrou como oposto, e o levantador Adami em uma tentativa de melhorar as coisas dentro de quadra, a mudança deu um gás a mais para o time que se ajustou, porém a vantagem corinthiana era grande e o time paulista fechou a primeira parcial sem dificuldades(16×25), em 19 minutos.

Os donos da casa voltaram melhor  e comandaram o placar pela primeira vez no jogo (3×0). Porém, rapidamente o  Corinthians Garulhos empatou a parcial, após boa passagem de saque do ponteiro Mineiro. O set seguiu equilibrado. mas o bloqueio fez a diferença e os paulistas abriram (11×14), provocando a parada técnica. A parada fez  bem para Juiz de Fora, que voltou mais regular e Adami pôde trabalhar com o passe na mão e distribuir melhor as jogadas, com destaque para o central Rômulo e para Raphael, e empataram o set (18×18) . O final foi disputado ponto a ponto, mas  o JF Vôlei voltou a cometer erros de ataque e desperdiçar contra-ataque, mais experiente, os corinthianos aproveitaram o momento para definir (23×25), em 30 minutos.

Com 2 sets a 0 no placar, o técnico Stanzione modificou a sua equipe e colocou Riad, no lugar de Sidão, e Ygor Ceará no lugar de Fábio. As alterações não mudaram o intenso ritmo forte dos visitantes que continuaram comandando o placar (10×13). Com  os ponteiros Leozinho e Rammé, muito bem no ataque, o JF Vôlei foi buscar o placar e virou a parcial (17×16). Só que a história do set anterior se repetiu, o Corinthians cresceu nos momentos decisivos e definiu o set (22×25) e o jogo por 3 a 0, para a alegria da sua torcida Fiel, que incentivou o time do início ao fim.

Equipes

JF VÔLEI
Felipe, Emerson, Rammé, Leozinho, Bruno, Rômulo e líbero Juan Mendez
Entraram: Raphael, Adami, Matheus
Técnico: Marcos Nascimento

CORINTHIANS GUARULHOS
Rodrigo, Rivaldo, Mineiro, Fábio, Sidão, Luizinho e líbero  Felipe
Entraram: Cesinha, Gabriel
Técnico: Alexandre Stanzione

Fotos: Lucilia Bortone/Sacandoovolei