[Mundial] Sada Cruzeiro atropela Zenit Kazan e conquista o tricampeonato mundial

O Sada Cruzeiro conquistou o título do Mundial de Clubes pela terceira vez na história. Em Betim (MG), neste domingo (23), o time brasileiro venceu o Zenit Kazan, da Rússia, por 3 sets a 0, parciais de (25-21, 25-23, 25-15), em reedição da final do ano passado, que também foi vencida pelos cruzeirenses.

aaa

_ o cubano naturalizado brasileiro Leal foi o principal pontuador da partida. (Foto: FIVB)

Em final recheada de estrelas do voleibol mundial, o ataque foi o destaque da partida, com domínio dos mineiros, 38 contra 26 dos russos. O oposto Evandro com 60% de acertos e 14 pontos foi o maior pontuador da partida decisiva, seguido de perto do ponteiro Leal, com 13 acertos. Do lado do Zenit, Leon foi o principal pontuador, com 13 pontos e o oposto Mihaylov marcou 10 vezes. O norte americano Matt Anderson, foi o destaque negativo do confronto, com apenas cinco pontos.

 

O JOGO

 A partida começou com o oposto Evandro virando todas as bolas quando acionado (5×3). Com a recepção cruzeirense bem, o levantador William optava pelas jogadas rápidas pelo meio com o central Simón (16×13). Se do lado brasileiro o ataque era muito eficiente com destaque para Rodriguinho, e Leal, pelo lado russo Anderson e Mikhaylov enfrentavam uma certa dificuldade em pontuar (19×15). O cubano naturalizado polonês Leon chamou a responsabilidade e diminuiu a desvantagem do Zenit (22×20), mas o Kazan voltou a falhar e viu o Sada vencer o primeiro set (25×21).

 2º set

llllllllllllll.jpg

_ Leon(9), foi o atacante mais eficiente do time do Zenit. (Foto:FIVB)

O Zenit Kazan voltou com uma outra postura para a segunda parcial e logo impôs uma boa margem (3×7), fazendo com que o técnico Marcelo Mendez parasse a partida logo no início. O tempo fez bem aos cruzeirenses que voltaram mais ligados e com uma sequência de cinco pontos viraram o marcador (8×7).  Daí por diante o set seguiu equilibrado e só houve uma vantagem após Simón parar o ataque de Anderson (19×17). A jogada fez bem para o Sada que voltou a se impor e, no ataque de Evandro que explorou o bloqueio adversário, o Cruzeiro fechou mais um set da final (25×23).

 

3º set

Com os times se revezando na liderança do placar (10×10), foi o início mais equilibrado da grande final. Os cubanos Leal e Leon seguiram sendo os destaques no ataque de Cruzeiro e Zenit, respectivamente.  Cuba ainda teve outro destaque, o meia Simón, do Cruzeiro, que no bloqueio deu vantagem para os mineiros (13×11). Com a arquibancada inflamada e incentivando o Sada, os jogadores respondiam em quadra e ampliavam a diferença (20×14).  O time do Zenit sentiu a pressão e não conseguiu reagir, o resultado foi um massacre celeste, que fechou o set com dez pontos à frente (25×15) e se consagrou tricampeão mundial de clubes.

triiiiiiiiiiiiiiii

_ Jogadores cruzeirenses vibram com mais um ponto. (Foto: FIVB)

EQUIPES:

Sada Cruzeiro: William, Evandro, Rodriguinho, Leal, Isac, Simón e Serginho

Entraram: Cachopa, Renan

Técnico:  Marcelo Mendez

Zenit Kazan:  Butko,Mikhaylov, Leon, Anderson,Ashchev, Volvich e Verbov

Entraram: Kobzar, Sivozhelez, Gutsalyuk,

Técnico:  Vladimir Alekno

SELEÇÃO DO CAMPEONATO:

Confira quais foram os jogadores que se destacaram nas estatísticas e foram eleitos na seleção do Mundial:

wwwwwwwwww

_  Com atuação acima da média durante todo o campeonato, William Arjona( Sada Cruzeiro) foi eleito o MVP, o jogador mais valioso do Mundial de Clubes. (Foto: FIVB)

Levantador: Giannelli( Trentino)

Ponteiros: Leal(Cruzeiro) e Leon ( Zenit)

Centrais: Volvich (Zenit) e Crer (Bolívar)

Líbero: Serginho (Cruzeiro)

Oposto: Evandro (Cruzeiro)

MVP: William (Cruzeiro)

 (Foto: Reprodução Facebook Sada Cruzeiro Vôlei)

Anúncios

[Mundial] Sada vence Zenit e avança em primeiro no grupo

Já classificado para as semifinais do Mundial de Clubes de Vôlei Masculino, o Sada Cruzeiro confirmou nesta quinta-feira (20), a primeira colocação do Grupo A. Diante de sua torcida, os cruzeirenses levaram a melhor no confronto mais esperado da primeira fase diante do atual bicampeão europeu Zenit Kazan (RUS) por 3 sets a 1, parciais de (25×20, 20×25, 26×24 e 25×20).

No jogo contra os russos – uma reedição da final do ano passado, vencida pelos brasileiros, o ponteiro Leal foi o principal pontuador, com 18 pontos. Do lado da equipe russa, o cubano León marcou 17 vezes.

Na semifinal, que será disputada no próximo sábado(22), a equipe enfrentará o segundo colocado do grupo B, que poderá ser o Trentino (ITA) ou os argentinos do UPCN ou Bolívar.

[Mundial] Sada Cruzeiro estreia com vitória; Minas é derrotado

Em menos de uma hora, o Sada Cruzeiro, atual campeão do Mundial de Clubes fez o dever de casa e venceu o Taichunk Banco, do Taipé Chinês, por 3-0 (25×10, 25×16, 25×13), em partida disputada no ginásio Divino Braga, em Betim (MG).

A superioridade cruzeirense era visível, o que foi demonstrado nos números da partida. Foram 11 pontos de saque dos brasileiros contra apenas um dos asiáticos. No ataque a diferença fica ainda mais evidente, foram 44 pontos nesse fundamento para o Sada e apenas 18 do adversário. O maior pontuador da partida foi o ponteiro Leal, com 16 acertos e 80% de aproveitamento de ataque.

taichungbankschienchenchenspikesagainsttheblock

_ Leal foi o destaque do confronto. (Foto: FIVB/Divulgação)

Com a partida longe de ser complicada, o técnico Marcelo Mendez aproveitou para mexer bastante em sua equipe, dando a chance para o ponteiro Rodriguinho, o levantador Cachopa e o oposto Renan atuarem mais na partida.  Nesta quarta-feira (19), às 19h, o Cruzeiro volta à quadra, desta vez diante do Tala’ea El-Gaish, do Egito.

Minas estreia com derrota para argentinos

 O time minas-tenista foi superado pelo UPCN da Argentina por 3 sets a 0(25×22, 25x 18 e 25x 18).

Com dificuldades em parar os ataques do oposto búlgaro Nikolay Uchikov e do meio de rede Martin Ramos, que marcaram 12 e 11 pontos, respectivamente, o time brasileiro

yordanbissetofminastenisclubefacesthedoubleblock-1

_Bisset foi o maior pontuador, mas não impediu a derrota do Minas. (Foto: FIVB/Divulgação)

pareceu nervoso em quadra e cometeu muitos erros. Mesmo com a derrota, o oposto cubano Yordan Bisset foi o maior pontuador do jogo, com 13 pontos de ataque.

A derrota dificultou o caminho do Minas na competição, para continuar sonhando com uma classificação, os mineiros precisam vencer nesta quarta-feira (19), o Trentino, sendo que a equipe italiana é um dos favoritos a conquistar o Mundial. A partida será às 16h30, com transmissão do Sportv e Espn +.

Zenit Kazan vence com facilidade

No jogo de abertura do Mundial de Clubes, o time russo do Zenit Kazan, atual campeão europeu e um dos favoritos ao título, não encontrou dificuldades para vencer o Tala’ea El-Geish do Egito por 3 a 0 (25×14,25×19 e 25×15).

maximmikhaylovofzenitkazanspikesovertheblock

_ O oposto Mikhaylov  ataca por cima do bloqueio egípcio para marcar mais um ponto. (Foto: FIVB/Divulgação)

Recheados de astros do voleibol mundial, como o cubano naturalizado polonês Wilfredo Leon, o americano MattAnderson, além do russo Maxim Mikhaylov, que foi o maior pontuador do confronto com 11 pontos, o Zenit foi superior em todos os fundamentos, com destaque para o bloqueio, 10 pontos contra zero dos adversários.

Com o resultado, Zenit e Sada Cruzeiro lideram o grupo A, com três pontos conquistados. Os russos folgam na quarta-feira (19) e na quinta-feira (21), às 20h, têm um duelo direto pela liderança com o Sada Cruzeiro, atual campeão mundial.

[Mundial de Clubes] Em jogo eletrizante, Sada/Cruzeiro derruba o poderoso Zenit Kazan e se consagra bicampeão mundial

  O Sada/Cruzeiro demostrou que jogo se ganha dentro de quadra. Neste sábado(31), a equipe cruzeirense jogou de forma impecável, para derrubar o favorito time russo do Zenit Kazan e se consagrar bicampeão Mundial de Clubes, competição disputada no Ginásio Divino Braga, Em Betim(MG).  Apostando na força do grupo, com uma dose extra de  competência de Leal, e empurrados pela torcida que lotou as arquibancadas, a equipe brasileira devolveu a derrota sofrida na fase classificatória e levou a melhor por 3 sets a 1, parciais de(25 x 20, 21x 25, 27x 25 e 25 x 21), conquistando mais uma vez um título mundial. Mais cedo, a equipe do UPCN (ARG) venceu, de virada, o time iraniano do Paykan Tehran por 3 a 2( 21-25, 22-25, 25-20, 25-23 e 16-14) e conquistou o terceiro lugar.

 A  partida decisiva foi marcada por equilíbrio e pelo duelo de cubanos.Pelo lado europeu, Leon, já no lado sul-americano ,Leal. Melhor para o atacante da equipe brasileira, que foi o maior pontuador, com 15 acertos e ainda foi eleito o MVP da competição, seu compatriota fez 12 pontos no jogo. Outro destaque da final foi o jovem oposto reserva cruzeirense Alan, de 19 anos, que em determinados momentos entrou com muita personalidade no lugar de Wallace e foi determinante, terminando a partida com seis pontos, segundo maior pontuador do Sada/Cruzeiro.

O jogo

O jogo começou com as equipes se alternando na liderança do marcador (5X5). Após erro de saque do central Éder, o Zenit Kazan chegou à frente no primeiro tempo técnico (7×8). O set seguiu com muito equilíbrio, com destaque para o duelo de cubanos: Leal, do Cruzeiro, e Leon, do Zenit (13 x 13). Após belo rally, a equipe russa chegou a parada obrigatória com um ponto de vantagem (15x 16). Na volta à quadra, dois pontos seguidos de bloqueio de Mikhaylov e Gutsauyuk respectivamente, ampliaram a vantagem dos russos (16 x 18).

Valentes, os cruzeirenses foram buscar o marcador, e o jovem oposto Alan (que entrou no lugar de Wallace), virou o set a favor da equipe brasileira (20 x 19).  Com três erros consecutivos do Zenit, o Sada/Cruzeiro abriu uma ótima margem no final do set (23 x 19), que se ampliou após Alan, no bloqueio, parar o ataque de Leon (24 x 19). E no ataque de Filipe, os cruzeirenses venceram o 1º set (25 x 20), em 27 minutos.

2º set

Determinante na virada no set anterior, o oposto Alan começou como titular na segunda parcial.  Com ótimos saques de Leon, que dificultaram a recepção cruzeirense, o adversário abriu quatro pontos logo no início (2 x 6), vantagem que continuou até o tempo técnico (4 x8).  Aproveitando os contra-ataques, o Sada diminuiu a desvantagem para apenas um ponto (7 x 8). Muito marcado e sem conseguir pontuar, o oposto Mikhaylov foi substituído por Poletaev. O oposto russo já entrou no jogo fazendo um estrago no saque e os russos abriram seis pontos (10 x 16). Com excelente aproveitamento no ataque, o Zenit Kazan abriu cinco pontos (17 x 22), e se encaminharam para fechar o 2º set (21 x 25).

3º set

Após muito equilíbrio, Wallace, que voltou à quadra, colocou os cruzeirenses em vantagem (8 x 7).   No segundo tempo técnico, o Zenit liderava por três pontos (13 x 16). Na volta à quadra, os cruzeirenses voltaram mais ligados e diminuíram o marcador (15 x 16).  No saque balanceado do oposto celeste, a equipe brasileira deixou tudo igual (18 x18) e no contra-ataque virou o set (19 x 18).  O Cruzeiro abriu dois pontos (21 x 19), mas os russos foram buscar (21 x 21). Daí por diante, o equilíbrio no set se restabeleceu (25 x 25). No contra-ataque, Filipe explorou o bloqueio adversário para vencer o 3º set por (27 x 25).

4º set

Com o ponteiro Matt Anderson se destacando no início de set, a equipe russa chegou à frente no primeiro tempo técnico (6 x 8). Precisando do resultado positivo no set para continuar no jogo, o Zenit forçava o ataque e cometia mais erros, o que deu uma vantagem para os cruzeirenses (12 x 10). Confiantes e embalados pela torcida, os cruzeirenses lideravam (16 x 13).  Com ritmo alucinante, o Sada/ Cruzeiro não dava chances para reação da equipe russa (21 x 17). Com a torcida fazendo sua parte nas arquibancadas, os jogadores retribuíram em quadra, e fecharam o set (25 x 21), o jogo por 3 sets a 1, e o Sada/Cruzeiro se consagrou bicampeão mundial.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William Arjona, Wallace De Souza, Yoandy Leal , Isac Santos, Eder Carbonera, Filipe Ferraz e Sergio Nogueira

Entraram: Alan Souza, Fernando Kreling, Rodrigo Leão

Técnico: Marcelo Mendez

Zenit Kazan: Matthew Anderson, Alexey Kuleshov, Teodor Salparov, Wilfredo Leon, Igor Kobzar, Alexander Gutsalyuk, Maxim Mikhaylov

 Entraram: Nikolay Apalikov, Evgeny Sivozhelez, Victor Poletaev, Sergey Bagrey

Técnico: Vladimir Alekno

[Mundial de Clubes] Zenit Kazan vence UPCN e espera adversário da final

Zenit Kazan (RUS) e UPCN (ARG), entraram em quadra nesta sexta-feira (30), no Ginásio Divino Braga, em Betim (MG), para o primeiro jogo válido pelas semifinais do Mundial de Clubes. Em um jogo equilibrado, os sul-americanos até tentaram parar o favorito Zenit, mas a equipe russa demostrou em quadra que segue firme para brigar pelo título e confirmar o favoritismo. Vitória por 3 sets a 0, parciais de (25 a 23, 25 x 21 e 25 x 20).

O destaque da partida foi o cubano naturalizado polonês, Leon. O ponteiro passador do Zenit Kazan fez 21 pontos, sendo 14 de ataque, 2 de bloqueio e 5 de saque. No jogo, os russos marcaram 35 pontos de ataque, 12 de bloqueio e 9 pontos de saque, contra 31 pontos de ataque, 5 de bloqueio e apenas 1 ace, da equipe argentina.

Os europeus esperam o adversário da final, que será o vencedor da partida entre Sada/Cruzeiro (BRA) e Paykan Tehran (IRÃ), a ESPN transmite o confronto às 20 horas. A grande final do Mundial será no sábado (31), às 14h, com transmissão da ESPN. Antes, às 11h30 será realizada a disputa de 3º lugar.

O jogo

A equipe da Rússia começou de forma arrasadora no saque e no bloqueio (4 x 0), mas os argentinos não se entregaram e foram buscar o placar, aproveitando os erros de ataques cometido pelos Zenit (13 x 12).  Novamente com bons saques e bloqueios, os russos abriram vantagem (17 x 13), mas, de novo, o UPCN equilibrou o set (23 x 22). Após uma longa troca de bolas, o atacante Leon conseguiu pontuar, dando o set point para os europeus (24 x 22). À frente durante todo o primeiro set, o Zenit Kazan fechou (25 x23), em 27 minutos.

2º set

O time argentino começou a segunda parcial com mais ritmo de jogo, chegando no tempo técnico obrigatório à frente (5 x 8), mas a boa vantagem adquirida pelo UPCN diminuiu no segundo tempo técnico (15 x 16).  Os russos foram buscar o marcador e empataram o set (17 x 17). O equilíbrio do set permaneceu, mas, Aleksiev, jogador do UPCN, levar um cartão vermelho, o que significa ponto para o adversário, que passou à frente (19 x 18).  Embalados com a reação, o Zenit Kazan conquistou o segundo set (25 x 21), em 32 minutos.

3º set

Com um início de set mais equilibrado que os dois anteriores, as equipes chegaram no tempo técnico com o placar de (8×7) para o time russo. Determinados em encerar a partida, o Zenit pontuava no contra-ataque, o que permitiu a equipe abrir vantagem (16 x 13). Precisando vencer o set, o UPCN até encostou no marcador (16 x 15), mas, liderados pelo ponteiro Leon, que pontuou em todos os fundamentos e marcou dois pontos seguidos de saque, a equipe europeia se encaminhou sem dificuldades para fechar o set (25 x 20), e o jogo por 3 sets a 0, carimbando um lugar na final do Mundial de Clubes.

  • Foto: Federação Internacional de Voleibol(FIVB)

Equipes:

ZENIT KAZAN: Matthew Anderson, Nikolay Apalikov, Teodor Salparov, Wilfredo Leon, Igor Kobzar, Alexander Gutsalyuk, Maxim Mikhaylov

Entraram: Alexey Kuleshov

Técnico: Vladimir Alekno

UPCN SAN JUAN: Sebastian Garrocq, Nikolay Uchikov, Axel Jacobsen, Petar Krsmanovic Javier Filardi, Todor Aleksiev, Martin Ramos

Entraram: Pablo Guzman e Mariano Vildosola

Técnico: Fabian Armoa

Zenit Kazan é campeão europeu e garante vaga no Mundial de Clubes

Campeões em 2008 e 2012, o Zenit Kazan conquistou pela terceira vez o título do Campeonato Europeu de Clubes e garantiu vaga no Mundial. Com uma equipe de estrelas, a equipe russa venceu o Asseco Resovia Rzeszow, da Polônia, por 3×0 (25×22,25×23 e 25×21), em Berlim. Com a conquista do Zenit, a Rússia chega ao sétimo título em 15 anos de Champion’s League.

O cubano Leon foi eleito MVP, além de ter sido um dos ponteiros escolhidos para a seleção do campeonato.

O Zenit Kazan se junta às outras três equipes confirmadas para o Mundial de Clubes: Sada/Cruzeiro (Brasil – anfitriões), UPCN (Argentina – campeão sul-americano) e Ahly (Egito – campeão africano). Completarão a lista de participantes: um representante da Norceca, outro da Confederação Asiática, além de duas equipes convidadas pela Federação Internacional. O Mundial 2015 será realizado entre 27 de outubro e 1º de novembro, em Belo Horizonte.

Foto: CEV – Confédération Européenne de Volleyball

Prêmios individuais

MVP: Wilfredo LEON (Zenit Kazan)

Seleção do Campeonato

Levantador: Fabian DRZYGA (Asseco Resovia Rzeszow)

Oposto: Maxim MIKHAYLOV (Zenit Kazan)

Centrais: Piotr NOWAKOWSKI (Asseco Resovia Rzeszow) e Johannes BONTJE (Berlin Recycling Volleys)

Ponteiros: Wilfredo LEON (Zenit Kazan) e Facundo CONTE (PGE Skra Belchatov

Líbero: Teodor SALPAROV (Zenit Kazan)

Fair play: Scott TOUZINSKY (Berlin Recycling Volleys)