[Superliga] Fora de casa, Canoas vence JF Vôlei e conquista a primeira vitória

JF Vôlei e Lebes/Gedore/Canoas se enfrentaram, neste sábado (14), pela 3ª rodada da Superliga Masculina 2015/2016, no ginásio de Juiz de Fora. Já que ambas ainda não haviam vencido na Superliga 2015/2016, os nervos estavam aflorados e o jogo foi muito catimbado. Melhor para a equipe gaúcha, que venceu fora de casa por 3 sets a 1, parciais de 25×13, 21×25, 25×19 e 25 x 19.

JF Volei 1 x 3 Lebes/Gedore/Canoas - 14.11.2015

Marcelo Fronckowiak viu sua equipe vencer a primeira partida na Superliga (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Se das arquibancadas Juiz de Fora tinha o apoio de sua torcida, que compareceu em bom número, Canoas tinha um único “torcedor” que foi uma atração à parte. Cumprindo suspensão – pena aplicada na época em que comandava o RJX – , o técnico Marcelo Fronckowiak não conseguia ficar parado nas arquibancadas, gritando e gesticulando para seus comandados. Quem dirigiu o time gaúcho foi o auxiliar técnico Vinícius Gamino “Alegrete”.

O JOGO

Com sequência de pontos de bloqueio, Canoas abriu vantagem logo no início (1×4). No tempo técnico, os gaúchos tinham o dobro de pontos dos donos da casa (4×8). A equipe mineira parecia nervosa em quadra, cometendo erros bobos (5×14). Com a recepção do JF Vôlei muito abaixo do ideal, os visitantes abriram dez pontos de vantagem (11×21), e ampliaram a margem para fecharam sem grandes dificuldades em (13×25), em 30 minutos.

2º set

Os jogadores do JF Vôlei voltaram à quadra vibrando e mais concentrados (2 x 0). Na parada técnica, a vantagem era mínima para os donos da casa (8 x 7). O set seguia equilibrado (10×10), quando o setor defensivo de Juiz de Fora começou a funcionar melhor, abrindo três pontos de vantagem (18 x 15).  No saque, Canoas diminuiu a desvantagem para dois pontos (22×20). Mas com a torcida vibrando muito nas arquibancadas, a equipe da casa fechou o set (25×21), em 32 minutos.

JF Volei 1 x 3 Lebes/Gedore/Canoas - 14.11.2015

A partida foi quente e com muita reclamação sobre a arbitragem (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

3º set

A terceira parcial começou com Juiz de Fora abrindo boa vantagem (5×1). No tempo técnico, a equipe local tinha o dobro de pontos do adversário (8×4). Na volta à quadra, Canoas voltou melhor e, com sequência de três pontos, encostaram no marcador (11×10). O jogo seguiu equilibrado até o segundo tempo técnico, quando Angel Dennis, o oposto canhoto de Canoas, começou a desequilibrar (16×20).  Aproveitando os contra-ataques, a equipe gaúcha venceu por (19×25), em 32 minutos.

4º set

O início de set foi mais equilibrado (7×7).  No ritmo do cubano Dennis, que pontuava no ataque e defendendo muito bem, o time gaúcho conseguiu ficar à frente no marcador (11×14). Após bloqueio, Canoas chegou ao segundo tempo técnico obrigatório com quatros pontos de vantagem (16×20). Se por um lado, Canoas vibrava a cada ponto, JF Vôlei parecia se conformar com o placar desfavorável. Melhor para os visitantes que aproveitaram a oportunidade para fechar o set (19×25) e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES:

 

JF VÔLEI: Renato, Djalma, Ninão, Diego, Mauricio, Leandrão e Fabio

ENTRARAM:  Tatinho, Tarik ,Mark, Ricardo, Felipe, Igor,

TÉCNICO: Alessandro Fadul

LEBES/GEDORE/CANOAS Sandro, Dennis, Leo Caldeira, Alê, Victor Hugo, Mateus e Jeff

ENTRARAM: Evandro, Wanderson, Batagim, Tarcísio, Evandro, Wanderson, Bosko

TÉCNICO: Vinícius Gamino “Alegrete”

Anúncios

SUPERLIGA 2012/ 2013- RJX está na final da competição

          por Luara Herédia

           A final da SUPERLIGA MASCULINA 2012/ 2013 está definida. Se de um lado o SADA/ CRUZEIRO venceu com facilidade as duas partidas da semifinal e aguardava o seu adversário, RJX X VIVO/ MINAS fizeram três ótimos jogos. No primeiro jogo,  a equipe carioca venceu no tie- break. No segundo jogo, o MINAS empatou a série vencendo por 3 x 0 em casa.

            Hoje, no terceiro jogo da série , o RJX voltou a jogar em casa e em mais um jogo eletrizante com a força da torcida soube fazer o mando de campo  e conquistou a vaga na final por 3 sets a 1.Parciais de 29 x 27, 25  x 17, 22 x 25 e 27 x 25. O central Lucão foi eleito o melhor jogador em quadra.

               A final entre RJX X SADA/ CRUZEIRO será no ginásio do Maracãnazinho , no dia 14/04, às 10h. A Globo transmite a partida ao vivo.

 

Imagem

RJX garante vaga na final da SUPERLIGA 2012/ 2013 e enfrenta o SADA/ CRUZEIRO na decisão

O JOGO

           O primeiro ponto do jogo, já demostrou o que seria um jogo> defesas, ataques e rallys.  O primeiro ponto do jogo foi do MINAS, no erro do ponteiro Dante. Thiago Alves, pela entrada de rede colocou o time carioca na frente: 2 x 1. Na jogada de meio, Maurício empatou o jogo: 3 x 3. Com dois pontos de bloqueio seguidas o time mineiro  abriu vantagem no placar: 6 x 4. O oposto Filip errou o ataque  e o RJX diminuiu a diferença. Na primeira parada técnica, o placar era 8 x 6, VIVO/MINAS. Na  volta do jogo, Théo marcou pela saída de rede: 8 x7.  NO erro de ataque de Lucarelli, o jogo ficou novamente empatado : 9 x 9. Filip recolocou o Minas na frente:  10×9. Após saque de Lucão, a bola voltou para o time carioca que errou a formação da jogada: 11 x 1 0, Minas.  O RJX teve a bola do contra-ataque para virar o set, mas cometeu o erro que virou ponto do Minas: 14 x 13. Após rally,  Quiroga cometeu o erro e o set ficou igual. No saque, o levantador Bruninho colocou o time carioca na frente. Na sequência, Dante no bloqueio colocou o time da casa com dois pontos de vantagem: 16 x 1 4.

           Dante, de novo colocou o time carioca com três pontos de vantagem. O Minas encostou no placar com Lucarelli: 19 x 18, RJX. Na bola de xeque, Filip empatou o set: 20 x 20. No erro de Thiago Alves, o VIVO/ MINAS passou a frente: 2 1 x 20.  No bloqueio duplo de Dante e Riad, o RJX retomou o placar, fazendo o técnico minastenista parar a partida : 22 x 2 1, RJX. O ponteiro da equipe carioca pisou na linha dos três e o set ficou igual de novo. Após o erro, Thiago Alves saiu para a entrada de Thaigo Sens. Quando o placar era 23 x23, o técnico Marcelo Fronckowiak pediu tempo. Empatado em 24 x 24, o  fim do  primeiro set seguiu emocionante. O levantador Evandro entrou para aumentar a rede do Minas. Lucarelli, no contra-ataque recolocou o Minas na frente: 25 x 24. Lucão deixou tudo igual: 25 x 25. Lucão, no bloqueio deu mais um set point para a equipe da casa: 26 x 25. O técnico, Horacio Dileo gastou sue segundo tempo técnico. No bloqueio, Thiago Alves fechou o primeiro set para o RJX: 29 x 27, em 36 minutos.

          2º set        

            No erro de saque de Dante, o Minas abriu o primeiro ponto. Após rally, Lucarelli cometeu o erro e o jogo empatou: 1 x 1. Outro erro do jovem ponteiro  e o time carioca passou a frente: 3 x 2. No bloqueio mineiro tudo igual novamente: 4 x 4. No contra-ataque, Théo colocou a bola no chão e a equipe carioca  abriu dois pontos: 6 x 4. Com dois bloqueios, um pela entrada e o outro pela saída o RJX foi para a parada técnica obrigatória com o dobro de pontos do adversário: 8 x 4. A equipe mineira errava demais e  Horácio Dileo parou a partida para conversar com sua equipe:10 x 5, RJX. O central Henrique marcou ponto de saque e diminuiu a diferença no placar para quatro pontos: 11 x 8. Em mais um erro do time minastenista, o RJX abriu novamente cinco pontos: 14 x 9. Na segunda parada técnica o placar era 16 x 1 1 a favor do RJX.

            No saque forçado de Riad, a bola voltou para o time carioca, na bola de xeque, Dante ampliou a vantagem do RJX. Horácio Dileo parou novamente a partida. NA sequência, o técnico promoveu a inversão do 5 x 1. O RJX demonstrou muito mais volume de jogo, mais sólido e Imagemerrando bem menos que o adversário, o time abriu oito pontos: 21 x 13. Com ampla vantagem e empurrados pela torcida a equipe carioca se encaminhava para vencer fácil o  set. O central Riad fechou o segundo set em 25 x 7, em 22 minutos.

 3º set

           O primeiro ponto do set foi do time carioca. No ponto de saque, Dante colocou o RJX com dois pontos de frente: 2 x 0.  No erro de Lucão, o Minas diminuiu a desvantagem: 3 x 2, RJX.  O VIVO/ MINAS continua mais irregular e cometendo muitos erros viu o adversário abrir vantagem no set: 7 x 4. No primeiro tempo técnico o placar era 8 x 5, para o time da casa. Filip, na largadinha marcou o sétimo ponto da equipe mineira: 9 x 7. O time carioca matinha três pontos de vantagem: 12 x 9. No bloqueio, o VIVO/ MINAS tentou reagir no set e encostou no marcador: 14 x 13, RJX. E usando novamente o bloqueio, o Minas empatou o set: 15 x 15. O MINAS foi com vantagem na segunda parada técnica: 16 x 15.  

           Filip, no saque ampliou a vantagem mineira para dois pontos : 19 x 17, o técnico da equipe carioca parou o jogo. No erro  de ataque de Théo, o Minas abriu Três pontos: 20 x 17.  Inversão de 5 x 1 no time carioca: Da Silva e Guilherme entraram  para o jogo no lugar de Bruno e Théo.  Thiago Sens entrou no lugar de Thiago Alves,  Fronckowiak parou o jogo para ajustar sua equipe. O placar marcava 22 x 19 para o VIVO/ MINAS. O oposto, Da Silva invadiu a quadra adversária e com isso o time mineiro fez: 24 x 20. No saque balanceado de Bruno, o líbero Lukinha errou a Imagemrecepção: 24 x 22, Horácio Dileo parou o jogo. Na sequência, o RJX cometeu erro  que deu o set para o adversário. Em 32 minutos, o Minas venceu por 25 x 22.

 

4º set            

            O central Maurício abriu o set para o Minas. Dante deixou tudo igual: 1  x1 . Henrique, pelo meio fez:  3 x 2, VIVO/ MINAS. No erro de ataque de Thiago Alves, a equipe minastenista abriu dois pontos:  5x 3. No bloqueio, o Minas abriu três pontos e o técnico do RJX, gastou logo um dos seus tempos técnicos. Na primeira parada técnica obrigatória, o placar era 8 x5 a favor dos visitantes. Após rally, Riad marcou o ponto no contra- ataque 8 x 6. Na sequência, o central fez ace  8 x 7. Após invasão por baixo do central Maurício ( que torceu o pé), o set voltou a ficar empatado: 8 x 8. Lucão colocou o RJX com dois pontos de vantagem: 11x 9. Horácio Dileo parou o jogo para reorganizar o time mineiro. Filip, pela saída de rede diminuiu a desvantagem mineira 12  x 11. No bloqueio, Henrique empatou o set. Depois do bloqueio do central Maurício, o Minas tinha dois pontos de vantagem: 16 x14.

Imagem

O aniversariante do dia, Henrique, não recebeu o presente que gostaria.
FOTO: CBV- ALEXANDRE ARRUDA

                Na volta do jogo, o Minas parou mais um ataque do time carioca: 17 x 14. O oposto Da Silva entrou no jogo no lugar de Théo. Lucarelli ampliou a vantagem mineira 18 x14. O ponteiro, Lucas Loh que se recuperou de uma lesão entrou na partida para sacar: 20 x 16, Minas. Lucão diminuiu a desvantagem dos cariocas para dois pontos e o técnico do VIVO/ MINAS pediu tempo para evitar a reação do adversário. O central Lucão, cresceu no set e virou mais uma bola para o RJX: 22x x 20, Minas. Da Silva , enfrentando o bloqueio duplo marcou para os donos da casa: 22 x 21, Minas. A comissão técnica do Minas atrasou a troca de jogadores e a equipe ficou sem o central na rede. Pelo lado do RJX, o central Uallas entrou  no lugar de Bruno para aumentar a rede. O placar era 24 x 23, Minas, Thiago Alves foi para o saque e empatou o set: 24 x 24. Na sequência, Da Silva deu o ponto do jogo  e da final para o RJX: 25 x 24. Lucarelli errou o saque e o time carioca teve mais um match point 26 x 25. A  equipe carioca fechou o set em 27 x 25 , o jogo por 3 x 1 e agora  enfrenta outro time mineiro, o SADA/ CRUZEIRO.

Imagem

VIVO/ MINAS: Marcelinho( levantador), Quiroga e Lucarelli ( ponteiros), Maurício e Henrique ( centrais),  Filip ( oposto) e o líbero Lukinha. Técnico Horacio Dileo

ENTRARAM: Evandro, Michel, Lucas Loh

 RJX:  Bruninho ( levantador) , Dante e Thiago Alves ( ponteiros), Lucão e  Riad (centrais). Théo (oposto) e o líbero Mário Jr. Técnico Marcelo Fronckowiak

ENTRARAM: Thiago Sens, Guilherme, Da Silva, Uallas

 

FOTOS: CBV 

 

SUPERLIGA 2012/ 2013- RJX vence a primeira partida das semifinais

Por Luara Heredia


As semifinais da Superliga Masculina 2012/ 2013 começaram com um ótimo jogo na manhã de sábado no Maracanãzinho. RJX x VIVO/ MINAS se enfrentaram na primeira partida da semifinal e fizeram um dos melhores confrontos dessa Superliga. O time mineiro foi mais agressivo, mas o RJX mostrou o porque de ter sido a melhor equipe da primeira fase da Sperliga e usando a seu favor o fator casa  e a força do seu conjunto, o saque do central Lucão no primeiro set e a entrada do jovem oposto Paulo Victor, o Da Silva , mudaram o rumo do jogo, resultado: RJX 3 x 2 VIVO/ MINAS. Parciais de 25 x 23, 21 x 25, 19 x 25, 25 x 22 e 15 x 13. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, 30/ 03, em Belo Horizonte.

semi 1O JOGO:
O jogo começou equilibrado , no ace de Lucarelli e o Minas passou no placar: 4×3. Em um disputado rally, o Rjx empatou. No erro de contra ataque de Quiroga: 5×4 RJX. No bloqueio duplo do Minas: 6×5. Na parada técnica, o placar era 8×7 VIVO/MINAS. No contra- ataque inas fez 9 x 7. Usando o bloqueio, o RJX empatou a partida: 9 x 9. O set seguiu equilibrado até os quatorze pontos. Após um ponto de saque do oposto tcheco FIlip, o Minas foi para o segundo tempo técnico com dois pontos de vantagem: 16 x 14.Na volta da parada obrigatória, o time mineiro seguiu melhor e no erro do adversário abriu três pontos no marcador. O VIVO/ MINAS seguia mais regular no jogo e logo abriu vantagem no set : 20 x 15.
O técnico do RJX, Marcelo Fronckowiak parou o jogo. Após um saque forçado, o RJX pontuou no contra-ataque e marcou dois pontos consecutivos: 20 X 17, VIVO/MINAS. O time mineiro começou a errar muito e a equipe carioca soube aproveitar o momento e diminuiu a desvantagem do placar para dois pontos: 21 x 19, forçando o técnico, Horácio Dileo parar a partida. No erro de saque, a diferença do set caiu para apenas um ponto a favor dos visitantes: 21 x 20. Com dois pontos seguidos, sendo um no bloqueio simples do central MAurício, o Minas se encaminhava para fechar o set: 23 x 20.
Foi aí que um jogador mudou o rumo do set. O central Lucão foi para o saque e ajudou o RJX a virar o set de forma surpreendente. Forçando os saques, o central atrapalhou a recepção do time mineiro e aproveitou os contra- ataques para pontuar e buscar o set: 23 x 22, MINAS. O técnico argentino da equipe mineira parou novamente o jogo para parar a sequência do central do RJX, mas a estratégia não adiantou. Na volta do set, Lucão sacou muito bem novamente e Thiago Alves, empatou o set: 23 x 23. O RJX soube aproveitar o momento e fechou o set em 25 x 23, fazendo 1 set a 0 na semifinal.
2º set
O oposto Filip fez o primeiro ponto do set para a equipe mineira: 1 x0. Erro de ataque do RJX e o Minas abriu 2 x0. Na bola de segunda, Bruninho fez o primeiro ponto do RJX: 2 x 1. No saque de Dante o set empatou: 3 x 3. Erro de Lucão: 5 x 4, Minas. Na largadinha, Riad deixou tudo igual: 6 x 6. Riad na disputa fez: 7 x 6. No erro de recepção de Lukinha, o RJX foi para o tempo técnico com dois pontos de vantagem: 8 x 6. Na volta do tempo técnico o Minas empatou 8 x 8. Ace de Henrique 9 x 8. Filip explorou o bloqueio e marcou mais um ponto para o time mineiro: 12 x 10. Erro de ataque de Lucão e o Minas abriu três ponto:14x 11 , Marcelo Fronckowiak parou a partida. Na segunda parada técnica, o placar era 16 x 13 para o VIVO/MINAS.
O RJX se recuperou no set e encostou no placar 17 x 16, Horácio Dileo parou o jogo. Invasão de Lucarelli por baixo de Lucarelli e o set empatou: 17 x 17. No contra-ataque o time carioca passou no placar: 18 x 17. Filip , virou mais uma e Minas passou 19 x18. O levantador Bruninho tocou na rede e o Minas abriu dois pontos: 20 x 18. Tempo pedido pelo técnico da equipe carioca. Após rally, Lucarelli marcou: 21 x 18, Minas. Erro de jogada do RJX e Minas abriu quatro pontos: 23 x 19. Quiroga atacou na entrada de rede e o Minas teve o primeiro set point: 24 x 20. Erro de saque de Lucão e o Vivo/ Minas fechou o set em 25 x 21 e empatou a partida em 1 x 1.

3º set
1. Ace de Marcelinho: 3 x 1, Minas. No bloqueio , o Vivo/Minas passou no placar 4 x 3. No ace, o ponteiro Lucarelli deu vantagem de dois pontos para o time mineiro: 5 x 3. Ace de Filip 8 x5. Filip ace d enovo 9 x 5. Marcelo Fronckowiak trocou o oposto de sua equipe. Théo saiu para a entrada de Da Silva. Dois toques do levantador Bruno e Minas abriu cinco pontos no placar: 10 x 5. 12 x 7, Minas e o técnico do RJX gastou seu primeiro tempo técnico. Erro de ataque do Minas: 13 x 10. Com mais volume de jogo, o Minas pontuou em mais um contra-ataque com Filip: 15 x 10.
Na segunda para técnica, o placar era 16 x 13 para o Vivo/ Minas. No contra-ataque, Da Silva pontuou: 17 x 14. No erro de Lucarelli, RJX diminuiu a desvantagem no placar: 17 x 15, Horácio Dileo parou o jogo. Bloqueio mineiro parou o ataque de Dante: 19 x 15, foi a vez do técnico do RJX, Fronckowiak parar a partida para conversar com sua equipe. Bloqueio simples 20 x 15. Uallas no lugar de Lucão pelo RJX. Thiago Alves, no contra- ataque marcou mais um ponto para a equipe carioca: 22 x 19. Lucarelli atacou na diagonal curta e o Minas fez : 24 x 19. No bloqueio triplo o Minas fechou o set.
4º set
Filip errou o ataque 1 x 0, RJX. No contra- ataque, Lucão marcou mais um ponto para o time carioca 2 x0. Maurício, pelo meio marcou o primeiro ponto do Minas: 2 x 1. Mais um erro do oposto Filip e RJX abriu três pontos: 4 x 1. Ace de Lucarelli: 4 x 3, RJX. NA bola fundo –meio, o jovem ponteiro empatou o set: 4 x 4. Bloqueio duplo do RJX que abriu dois pontos 6 x 4. Outro ponto de bloqueio na sequência de Lucão e o time da casa abriu três pontos 7 x 4. Na bola de xeque, Thiago Alves pontuou para o RJX e a equipe carioca foi para o tempo técnico com vantagem de três pontos no set: 8 x 5.                   Após excelente saque de Lucão, Da Silva marcou mais um ponto para o RJX: 9 x 5. Horácio Dileo parou o jogo. Erro de recepção de Quiroga 10 x 5, RJX. Após bela sequencia no saque do central Lucão, o central errou o saque e o Minas voltou a pontuar: 11 x 6, Minas. 13 x 7, RJX. Filip, pela saída de rede: 13 x 8, RJX. No contra-ataque, Minas pontuou e diminuiu a desvantagem para quatro pontos: 14 x 10. Bloqueio de Lucarelli e a diferença caiu para três pontos, fazendo o técnico Marcelo Fronckowiak parar a partida: 14 x 11. Outro bloqueio do Minas 14 x 12. Da Silva virou para o RJX, 15 x 12. Na segunda parada técnica: 16 x 13.
O oposto Filip, seguia se destacando e marcou mais um ponto 17 x 15, RJX. Troca de levantadores na equipe mineira, Evandro entrou no lugar de Marcelinho para aumentar a altura do bloqueio da equipe mineira. Da Silva pontuou 19 x 16. No contra-ataque, Lucarelli pontuou para o minas: 19 x 17. No bloqueio, Riad parou o ataque de Lucarelli: 20 x 17. Lucão, virou mais uma bola pelo meio: 22 x 19, RJX. Após erro de saque do Minas, o técnico Horácio Dileo pediu tempo técnico. O placar era 23 x 20, para o RJX. No erro de passe, RJX teve o set point: 24 x 21. No ataque de Riad, o RJX fechou o quarto set em 25 x22.
5º set
O set decisivo começou com um rally . O RJX defendeu três ataques do time mineiro e pontuou no contra-ataque com Da Silva: 1 x0. No erro de saque de Riad 1 x 1. O oposto , Paulo Victor( Da Silva) pontuou duas vezes seguidas: 3 x 1, RJX. Filip diminuiu o placar: 4x 3 rjx. O oposto do RJX chamou a responsabilidade para si e seguiu virando todas as bolas que recebia: 6 x3, RJX. Da Silva explorou o bloqueio: 7 x 4, RJX. Após bloqueio de Riad em cima de Filip, o placar do jogo na troca de lado de quadra era: 8 x 5, a favor da equipe da casa.

           No contra- ataque, Dante pontuou para a equipe carioca: 9 x 5, Horácio Dileo parou o jogo. No contra-ataque, Lucarelli diminuiu a desvantagem do placar para dois pontos: 9 x 7, Marcelo Fronckowiak , técnico do RJX pediu tempo técnico para parar a reação do adversário. Ace de Henrique 9 x 8, RJX. No erro do oposto do RJX, Da Silva o jogo empatou: 10 x 10. Do outro lado, o oposto Filip virou mais uma bola para a equipe mineira: 11 x 11. Samuel no lugar de Quiroga no placar 13 x 13, Minas . Match point RJX 14 x 12. Após ótimo defesa 14 x 13, Minas. Evandro no lugar de Marcelinho. No erro de saque de Filip, o jogo terminou com vitória do time da casa.

RJX: Bruno Rezende( levantador), Dante e Thiago Alves( ponteiros), Théo( oposto), Riad e Lucão (centrais), Mário Junior( líbero). Técnico: Marcelo Fronckowiak
ENTRARAM: Da Silva( oposto), Guilherme ( levantador)

VIVO/ MINAS: Marcelinho (levantador), Lucarelli e Quiroga ( ponteiros), Filip (oposto), Henrique e Maurício ( centrais), Lukinha( líbero) . Técnico: Horácio Dileo
ENTRARAM: Samuel ( ponteiro), Evandro ( levantador)

SUPERLIGA 2012/ 2013: Equipe da UFJF perde para o RJX, líder da competição

por Luara Herédia

Imagem

UFJF vibra com mais um ponto
FOTO: Alexandre Arruda/CBV

          A UFJF ainda sonha com a vaga para playoffs , mas a missão da 7ª rodada do returno da Superliga não era fácil, enfrentar o líder da competição RJX na casa do adversário. A equipe de Juiz de Fora começou bem a partida, cometeu poucos erros ( apenas dois) e liderou boa parte do set, mas a partir do segundo set o time mineiro começou a errar mais, a recepção e o ataque caíram muito e assim a experiente equipe carioca aproveitou os erros do adversário, se impôs e fechou a partida em 3 sets a 0( 25 x 21, 25 x 17 e 25 x 17 ).

Com o Carnaval, a Superliga para por alguns dias e só volta no dia 21/ 02. O próximo desafio do time de Juiz de Fora será em Contagem, contra o Sada/ Cruzeiro, atual campeão da competição, jogo válido pela oitava rodada do segundo turno da Superliga 2012/ 2013.

O jogo
A equipe de Juiz de Fora começou com a seguinte formação: o levantador Gelinski( que se recuperou de uma contusão no tornozelo), os ponteiros: Hugo e Japa, o oposto Luan, os centrais Lucão e Victor Hugo e o líbero Fábio Paes. O jogo começou com ponto de ataque do oposto da UFJF, Luan. Na sequência, o levantador Bruninho cometeu erro dando ponto para o adversário: 2 x 0.No contra-ataque, Luan marcou mais um 3x 0. O oposto Théo explorou o bloqueio e fez o primeiro ponto da equipe carioca: 3 x1. Em mais um ataque de Théo: 5×3. Thiago Alves marcou um ponto de saque e o RJX encostou no placar: 6 x 5. Invasão da linda dos três do ponteiro Thiago Alves e a UFJF chegou no primeiro tempo técnico com três pontos de vantagem: 8 x 5. Ponto do central Lucão , da UFJF: 9 x 7. No bloqueio , o RJX diminuiu o marcador: 10 x 9. O central Lucão, do RJX com um ótimo saque marcou mais um ponto para o time carioca: 11 x 10. Após rally, Riad empatou a partida: 13 x 13. No contra-ataque Théo pontuou e virou o jogo: 14 x 13. No saque de Thiago Alves que bateu na fita e caiu na quadra do adversário, o RJX chegou na segunda parada técnica com dois pontos a frente: 16 x 14.
Na volta o ponteiro Dante fez mais um ponto no ataque: 17 x 15. O levantador da UFJF, Danilo Gelinski pontuou na bola de segunda: 17 x 16. Luan, pela saída de rede empatou a partida : 19 x 19 , o técnico Marcelo Fronkowiak pediu tempo técnico. No bloqueio, Thiago Alves parou o ataque de Luan e o RJX abriu dois pontos: 21 x 19, foi a vez do técnico da UFJF, Maurício Bara parar a partida. Lucão fez mais um ace e aumentou a vantagem da equipe da casa: 22 x19. No bloqueio triplo o RJX fez marcou de novo e Bara paralisou a partida: 23 x 19. Mais um bloqueio do RJX: 24 x 19. Após saque de Lucão, Dante errou na recepção: 24 x 21, mas na sequência o central da equipe de Juiz de Fora errou o saque e o RJX fechou o set em 25 x 21.

2º set
Após rally, Théo marcou o primeiro ponto do set: 1 x 0. o central da equipe carioca Lucão encostou na rede o juíz viu e marcou ponto para a UFJF que passou no placar: 2 x 1. O juíz assinalou dois toques da equipe da UFJF e o RJX passou na frente. Na sequência , dois bloqueios de Riad em cima do oposto Luan e a equipe carioca abriu dois pontos no set: 6x 3. O ponteiro Japa parou no bloqueio os ataques de Théo e Riad e a UFJF empatou o set: 7x 7.Após erro de saque, o RJX foi com vantagem para o tempo técnico: 8 x 7. Em ataque pela entrada de rede, Dante marcou para o RJX: 10 x 8. Japa rcepcionou e atacou, marcando mais um ponto para o time mineiro que encostou no placar: 10 x 9. No bloqueio,o RJX abriu três pontos: 13 x 10. Após rally, Victor Hugo pontuou para a UFJF: 14 x 13, RJX. No segundo tempo técnico o placar era: 16 x 14 para o time da casa.
No ataque de Bruninho: 17 x 14. Japa tentou explorar o bloqueio, mas errou o ataque: 18 x 14, o técnico da UFJF parou o jogo para tentar ajustar sua equipe. Na sequência, Wanderson entrou no lugar de Luan, troca de opostos na UFJF. Após mais um erro de ataque do time de Juiz de Fora, Maurício Bara parou a partida novamente.

Imagem

O técnico da UFJF tenta ajustar sua equipe.
FOTO: Alexandre Arruda/CBV

O placar era 20 x 14 para o RJX. A recepção da UFJF seguiu cometendo muitos erros o que deu  vantagem no marcador para a equipe carioca: 22 x 15. O técnico da UFJF fez uma troca de ponteiros, Clinty entrou no lugar de Hugo. No bloqueio, a UFJF impediu o primeiro ste point do adversário: 24 x 17. Uallas, em ataque pelo meio fechou o set para o RJX em 25 x 17.

   3º set
A UFJF começou o set modificada: Clinty permaneceu no lugar de Hugo. O primeiro ponto do set foi um erro de ataque da UFJF, na sequência o cnetral Lucão ficou no bloqueio de Uallas: 2 x 0, RJX. A equipe mineira pontuou duas vezes e empatou a partida: 2 x 2. No bloqueio de Victor Hugo, a UFJF passou na frente: 5 x 4. No erro de ataque de Clinty, o RJX virou o placar: 6 x 5. No primeiro tempo técnico o placar era: 8 x 6 para o time carioca. Ataque do ponteiro Japa: 9 x 8. Bara mexeu mais uma vez em sua equipe, o central Aureliano da UFJF entrou no jogo no lugar de Lucão. NA sequência do jogo, Luan errou o ataque: 11 x 8, RJX. Clinty errou mais um ataque e Bara parou a partida, 12 x 8. A equipe de JUiz de Fora cometia muitos erroas, não conseguia rodar seu ataque. Já o RJX virava todas duas bolas com facilidade. No segundo tempo técnico, o time carioca tinha sete pontos de vantagem no placar: 16 x 9.

Imagem

Equipe do RJX comemora mais uma vitória
FOTO:Alexandre Arruda/CBV

          Juninho entrou no lugar de Clinty e marcou mais um ponto para a UFJF: 16 x 12. No saque de Uallas, o RJX marcou mais uma vez: 20 x 12. Gelinski saiu para a entrada de Wanderson. Luan atacou e marcou: 20 x 14. Bara completou a inversão e o levantador Xuxa entrou no lugar do oposto Luan. Outro erro de ataque do time mineiro: 22 x 14. No bloqueio, Thiago Alves marcou para o RJX: 23 x 14, Maurício Bara pediu tempo. Bloqueio de Wanderson: 24 x 15, RJX. Ace de Juninhio: 24 x 17. No erro de ataque de Juiz de Fora, RJX fechou o set por 25 x 17 e o jogo por 3 sets a 0. O central Uallas foi eleito o melhor jogador da partida e ganhou o troféu Viva Vôlei.

SUPERLIGA 2012/2013- Entrevista Luan Weber e Marcelo Fronckowiak

por Luara Herédia

O time da UFJF pode não ter vencido seu jogo de estreia na SUPERLIGA, mas um jogador da equipe foi o destaque da partida.  O Oposto  Luan José Weber, 21 anos, saiu do banco e foi responsável por 17 pontos. Luan caiu nas graças da torcida que gritava seu nome pelas arquibancadas. Batemos um papo com o oposto e perguntamos sobre seu desempenho individual e de sua equipe.

O  blog também  conversou com o técnico da equipe do RJX, Marcelo Fronckowiak. O técnico gaúcho, dirigiu a equipe do Minas na temporada 2011/2012 e agora enfrenta o desafio de dirigir  a equipe carioca que  conta com seis jogadores que defendem a seleção brasileira.

Edição e Imagens: Lucilia Bortone.