Maurício Bara: “O ginásio merece, a energia do ginásio merece”

Casa do JF Vôlei desde sua criação, em 2008, o ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) já recebeu campeões olímpicos e outras estrelas do voleibol mundial quando ainda eram promessas, e viveu, no último sábado (18), mais um momento histórico: a classificação da equipe mineira para os playoffs da Superliga Masculina. “A única coisa que me passou na cabeça quando estava 14 a 9, 14 a 10 foi o primeiro treino aqui quando o ginásio era velho”, palavras do idealizador do projeto e primeiro treinador do JF Vôlei, Maurício Bara, hoje diretor técnico da equipe.

dsc05886Na última temporada, o JF Vôlei terminou a competição na lanterna e só permaneceu na elite após vencer um torneio seletivo. Porém, o sonho dos playoffs já esteve próximo em duas oportunidades. “A gente sabia, no início do ano [temporada], que não era o objetivo principal – o principal era não cair, não é segredo –, mas as coisas foram acontecendo, os jogadores abraçando a ideia, o Henrique [Furtado] trabalhando de uma maneira espetacular com a comissão técnica. […] Tem a hora certa. Como perdemos a hora certa há dois, três anos quando nós perdemos a classificação nos jogos mais fáceis dentro de casa, deixando para reagir no final. Isso gera uma tensão natural e os meninos souberam lidar com isso de maneira espetacular. Agora vamos ladeira abaixo, soltar o freio de mão e ver até onde esse time vai”, avaliou Bara se referindo às campanhas das temporadas 2013/2014 e 2014/2015 quando a equipe ficou na nona posição.

Apoio local segue como desafio

A equipe surgiu como projeto de extensão da Faculdade de Educação Física e, em 2009, o JF Vôlei – que na época se chamava UFJF – disputou a Liga Nacional pela primeira vez. Dois anos depois foi vice-campeã da competição garantindo vaga para a Superliga. Apesar do acesso e permanência na Superliga A, conseguir apoio das empresas da cidade continua sendo um dos maiores desafios. “Não espero nada. A gente saiu de um time que jogava Jogos de Minas e passou para Liga Nacional e nada mudou; da Liga Nacional, fomos vice-campeões, subimos [para a Superliga], nada mudou; subimos para brigar por uma vaga nos playoffs e nada mudou; e agora não vai mudar. O trabalho não para. A única coisa que sei hoje é que vamos investir nossos esforços nas categorias de base. Fora isso é esperar”, comentou Bara.

Anúncios

[Superliga] JF Vôlei anuncia parceria com Sada Cruzeiro para a temporada 2016/2017

O JF Vôlei convocou a imprensa nesta manhã de quarta-feira (29) para anunciar a parceira com o Sada/Cruzeiro para a disputa da temporada 2016/2017 da Superliga Masculina de Vôlei. No encontro realizado no Independência Trade Hotel, em Juiz de Fora, o diretor esportivo da equipe de Belo Horizonte, Flávio Pereira, definiu a junção como uma cooperação técnica, já que os cruzeirenses irão ceder 10 jogadores da base, além do treinador, Henrique Furtado, que atuou como auxiliar técnico da equipe profissional da Raposa na última temporada. O restante da comissão técnica será definida em algumas semanas.

Flávio explicou a importância dessa fusão para as duas equipes. “O Sada Cruzeiro tem a necessidade de colocar esses jovens para jogar. Esses meninos olham o Leal [um dos melhores jogadores do mundo], e sabem que se jogam na mesma posição [ponteiro passador], dificilmente conseguirão uma vaga no time titular e terão que trabalhar muito para conseguir ser até o 3º ponteiro da equipe. Então, para atrair mais jogadores e ajudar na formação destes, é interessante e motivacional saber que eles têm a possibilidade de jogar, aparecer, evoluir e amadurecer na prática do voleibol. E é bom para Juiz de Fora que terá uma base de onde partir, porque é diferente ter que contratar 14 jogadores, para apenas 4 ou 5. Além disso, os jogadores já são entrosados e estão treinando desde janeiro”.

IMG_5043

– Mauricio Bara explica que a parceria foi fundamental para a sexta participação consecutiva do JF Vôlei na Superliga. (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovôlei.com).

O diretor do JF Vôlei, Maurício Bara Filho, foi enfático ao declarar que sem essa solução, a equipe do interior não iria participar da Superliga, principal competição da modalidade no país. “ Sem a parceria a gente não jogaria, tentei minimizar isso, mas é a realidade, a gente ia ter que refazer todo o nosso planejamento. Ela veio em um momento e em um modelo muito importante. Esse ano provavelmente serão cedidos cerca de 10 atletas, e vamos trabalhar pontualmente para reforçar a equipe, isso é uma necessidade”.

Quem também esteve presente no encontro foi Marcelo Mendez, técnico do Sada Cruzeiro. O comandante celeste declarou que vai acompanhar de perto esse projeto e tentará vir a Juiz de Fora  de 15 em 15 dias para participar de reuniões. “A expectativa é muito boa.  Para nós é muito importante esse tipo de projeto, pois temos muitos meninos com potencial”. Questionado sobre a necessidade de se ter paciência no comando com essas jovens promessas, sem cobrar muitos resultados, Mendez falou. “ É preciso um equilíbrio entre resultados e evolução técnica. Sabemos que o aprendizado é muito mais fácil quando se ganha, mas será muito difícil pois serão jogos contra equipes adultas. Nós temos que estar cientes de que eles são jovens e focar na evolução, de onde começaram e de onde finalizaram”, concluiu.

IMG_5044

– Marcelo Mendez, técnico da equipe profissional do Sada Cruzeiro, tem boas expectativas para o projeto. (Foto: Lucilia Botone/Sacandoovolei.com).

Ainda sem datas definidas, a previsão é de que esses atletas se apresentem em Juiz de Fora no começo de agosto, junto com os reforços, visando o Campeonato Mineiro, primeira competição do ano, que  ocorrerá no final de agosto.

UFJF apresenta elenco para a temporada

Alessando Fadul (esquerda) continua no comando da equipe (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Alessando Fadul (esquerda) continua no comando da equipe (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Após meses de especulações e mistérios sobre o elenco, a equipe da UFJF foi apresentada à imprensa nesta segunda-feira. Além do técnico Alessandro Fadul, os líberos Fábio Paes e Tatinho, o central Ninão e o oposto Alemão permanecem na equipe. Para o Campeonato Mineiro, a UFJF também irá contar com o retorno do central Diego e com a chegada dos ponteiros Phillip Fuchs e Mark Plotyczer e do levantador Felipe Hernandez. Completam o grupo o levantador Tarik, formado no Bom Pastor e que estava em São José, e mais três atletas da base: Laerte (ponteiro), Matheus (central) e Arthur (líbero/ponteiro).

Atletas participaram do primeiro treino oficial (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Atletas participaram do primeiro treino oficial (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Para o diretor do projeto, Maurício Bara esta é uma temporada de sobrevivência. “O que vier, além da sobrevivência, é lucro. Vamos com o pé no chão. Esse time tem que render o máximo que ele puder“, disse. Maurício afirmou que o elenco ainda não está fechado e que novas cotratações vão depender das condições financeiras da equipe para a Superliga. Para a temporada 2015/2016, a UFJF sofreu um corte de 75% no orçamento, o que não significa queda na qualidade da equipe. Dos 12 atletas apresentados, metade saiu das categorias de base de clubes de Juiz de Fora: Diego, Tatinho, Tarik, Laerte, Matheus e Arthur. “É um orgulho muito grande de contarmos com seis jogadores formados na cidade”, completou Bara.

UFJF apresenta equipe para a temporada 2014/2015

por Luara Herédia

Jogadores  se reuníram para acertarem os últimos detalhes. _ Foto: Lucilia Bortone

_ Jogadores  acertarem os últimos detalhes.
                                                  Foto: Lucilia Bortone

 Na última terça-feira,15, a UFJF apresentou à imprensa a equipe que irá disputar a temporada 2014/2015. No primeiro encontro, a comissão técnica se reuniu com os jogadores por mais de uma hora e traçaram os objetivos da temporada, entre eles, a vaga para a final do Campeonato Mineiro e a classificação para os playoffs da Superliga.

Com um elenco bastante modificado, a equipe agora conta com 14 jogadores, sendo apenas cinco jogadores remanescentes da última temporada: o líbero Octacílio Netto, os centrais Ninão e Victor Hugo, o levantador Vitor Gelli e o  ponteiro Daivison.

Os outros jogadores contratados foram o levantador Rodrigo, que jogava em São Bernardo, os centrais Ialisson e Tarcísio, que vieram respectivamente das equipes de Volta Redonda e Sesi, os ponteiros Sérgio, de Taubaté, Manius e Batagim, do Sesi, os opostos Bérgamo, ex- Canoas e Alemão, do RJ Vôlei. A temporada 2014/2015 marca a volta do líbero Fábio Paes, que defendeu a UFJF na temporada 2012/2013.

Maurício Bara, diretor técnico da UFJF fala sobre a temporada. _Foto: Lucilia Bortone

_ Maurício Bara, diretor técnico da UFJF fala sobre a temporada.
             Foto: Lucilia Bortone

A comissão técnica do time também está modificada e tem agora três treinadores que já vivenciaram a Superliga; além do diretor técnico Mauricio Bara, que comandou a UFJF em duas temporadas e Carlos Augusto, o “Chiquita”, que permanece à frente do time, Alessandro Fadul ex- técnico de Volta Redonda  assume o cargo de auxiliar técnico do projeto. Para Chiquita, essa experiência fora de quadra vai servir para o crescimento da equipe “Nós somos bem abertos à discussão. A gente vai discutir voleibol, estratégias, formação técnica, formação tática para montar nosso plano de jogo”, afirmou.

Para a temporada, a equipe aposta na mescla de jovens jogadores e atletas experientes, como o ponteiro Manius, 38 anos, que já defendeu  grandes equipes, como o Minas, RJX e SESI “Acredito que trabalhando com esse grupo, podemos formar uma equipe que possa trazer grandes conquistas”, explicou o atleta.

O treinador Chiquita está confiante em sua equipe “No papel, a princípio, nós estamos acertando. Na temporada passada a gente bateu na trave, mas com muitos problemas: contusões, rendimento técnico, ajuste da equipe. Foram muitas coisas que aconteceram e mesmo assim a gente conseguiu chegar a um patamar acima das temporadas anteriores. Tenho certeza que este grupo vai trazer muitas coisas boas para a torcida de Juiz de Fora e para o nosso grupo da Universidade”, finalizou.

 Calendário

Ainda sem datas definidas para as competições, na próxima sexta-feira (18), a Federação Mineira de Voleibol(FMV) irá fazer uma reunião com os representantes dos times mineiros para definir as datas e o formato do Campeonato Mineiro de 2014. A previsão é que o campeonato aconteça em setembro. Já quanto a Superliga, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) ainda não se pronunciou, mas está previsto que a principal competição da modalidade comece entre outubro e novembro, uma vez que as seleções masculinas e femininas estarão disputando o Campeonato Mundial adulto em setembro.

 

Fotos: Lucila Bortone

 

Entrevista com Maurício Bara, diretor técnico da UFJF

 

por Luara Herédia

Garantida na elite do voleibol masculino pelo quarto ano consecutivo, a  UFJF  se prepara para mais uma temporada. Conversamos com Maurício Bara,  diretor técnico do time, para saber as novidades da equipe de Juiz de Fora. Confira o bate papo:

bara 3

Maurício foi técnico da UFJF por duas temporadas e atualmente é diretor técnico. _ Foto: Lucilia Bortone

 

            Sobre a montagem do elenco para a temporada…

 Bara: Estamos em um processo avançado agora, não posso ainda anunciar 100% quem vem, quem não vem, mas a gente já avançou bastante com vários atletas e algumas renovações pontuais. A tendência é que a gente tenha uma renovação significativa do elenco, permanecendo uns cinco atletas e trazendo uns oito ou nove novos jogadores, tentando sempre aprimorar. É continuar o que a gente tem feito ao longo dos anos, e isso exige uma mágica financeira, você precisa tentar fazer um time melhor, com o mesmo orçamento, que na verdade é um orçamento menor, porque as coisas se inflacionam. Esse é o nosso desafio do momento, e de todo ano, enquanto a gente não tiver uma verba crescente ou maior. Continuar lendo

Começa a temporada 2013/2014 para a UFJF

por Luara Herédia 

Imagem

Começou a temporada para os jogadores da UFJF. Na tarde de ontem, os atletas se reapresentaram na Faculdade de Educação Física e Desportos  (FAEFID) para os primeiros testes físicos.

No primeiro contato, time e comissão técnica se reuniram para uma conversa. Nesta temporada, Maurício Bara, que foi técnico do time por duas temporadas deixou o cargo e assumiu a direção da equipe. O novo técnico é Chiquita, que foi assistente técnico da UFJF na última Superliga.

A equipe manteve alguns jogadores no elenco, os levantadores Danilo Gelinski e Vitor Gelli (Xuxa), o líbero Tatinho, o ponteiro Japa e os centrais Sequela, Victor Hugo e Lucas Rangel, que não se reapresentou ontem, pois está com a seleção brasileira sub-23 em treinos na Europa.Imagem

As novidades no elenco do time de Juiz de Fora são os experientes jogadores Rivoli, Daivison, Reffati, De Paula e Daniel, além do central Jardel, que retorna à equipe, depois de uma passagem polêmica quando o jogador foi afastado do elenco no meio da Superliga.

RECOMEÇO

Jardel, que jogou no último ano na França, conversou sobre esse retorno para a UFJF: “Participei da primeira temporada da equipe e tentei fazer as coisas da melhor maneira possível, da forma como eu aprendi no profissional . Eu já vivi algumas coisas e já vi o caminho que tinha que ser trilhado para conseguir essas coisas [vitórias] e a gente tentou implantar na equipe. Em algum momento fomos incompreendidos, mas o meu retorno mostra um bom relacionamento coma diretoria, com os atletas  que permaneceram, e com os patrocinadores”.

Imagem

Jardel, com seu filho Matheus, espera uma temporada vencedora para a equipe – (Foto: Lucilia Bortone)

O atleta disse estar confiante para a temporada:”Estou muito feliz,  a gente espera ter um ano muito próspero. As condições que o time oferece pra gente são as melhores possíveis. A gente tem um time competitivo para chegar bem nesta temporada . A partir de hoje é ficar focado para fazer uma temporada melhor que essas duas primeiras”, concluiu o jogador.

CONTATO COM A TORCIDA

O primeiro contato da torcida com o novo time da UFJF já tem data marcada. Será amanhã (quarta-feira),  às 16h30 no primeiro treino aberto para a torcida. “Contamos com apoio das arquibancadas, e nada melhor que uma apresentação para a torcida para começarmos bem mais uma temporada”, explica o diretor técnico, Maurício Bara.

UFJF divulga primeira mudança no elenco

 A UFJF começa a se modificar para a temporada 2013/2014. Maurício Bara, técnico da equipe por duas temporadas deixou o comando do time para assumir o cargo de diretor da Faculdade de Educação Física e Desportos da UFJF (FAEFID). De acordo com Bara, a mudança foi tomada porque seria inviável assumiras duas responsabilidades ao mesmo tempo.
Imagem
 Maurício Bara é professor de Educação Física e foi um dos responsáveis em criar o projeto do voleibol da UFJF em 2008.  Na frente do time de Juiz de Fora, conquistou os Jogos do Interior de Minas Gerais (JIMI- Divisão A2) e o vice-campeonato da Liga Nacional, competição que carimbou a UFJF na Superliga, maior campeonato nacional de voleibol.

 Ainda não foi divulgado o novo técnico, mas o nome de  Carlos Augusto de Oliveira, o Chiquita, auxiliar de Bara na última temporada aparece como primeira opção.