[Mineiro] Com Simón inspirado, Sada Cruzeiro conquista 9º título estadual

Diante de seu torcedor, o Sada Cruzeiro superou o Minas Tênis Clube e levantou seu nono título do Campeonato Mineiro. Na final de ontem (7), os cruzeirenses venceram por 3×1, parciais de 25×23, 25×15, 22×25 e 25×14, e o central Simón foi eleito melhor jogador da decisão. “Estamos treinando bastante e é o resultado de um bom trabalho. Agora temos que continuar centrados para as competições que estão chegando, porque estamos apenas no início. Hoje nós jogamos bem. Em alguns momentos não entrava o saque, mas o bloqueio ia bem. Quando o bloqueio não ia bem, compensávamos no ataque. Isso mostra como jogamos como um time, como uma família. Juntos sempre. Se ajudando, apoiando. Isso é muito lindo e temos que continuar trabalhando assim”, comentou o jogador cubano.

O saque do Cruzeiro foi um dos fatores que contribuíram para o resultado, desestabilizando a recepção adversária e dificultando o trabalho do levantador Marlon. Apesar do equilíbrio no primeiro set e a vitória na quarta parcial, o Minas não conseguiu manter o ritmo. Uma das referências da equipe minastenista, o central Flávio acredita que a equipe amadureceu durante a competição, algo importante para a disputa da Superliga a partir da próxima semana. “O primeiro set foi decidido no finalzinho. O segundo set, fomos mal. No terceiro sabíamos que era vida ou morte, precisávamos ganhar para continuar na disputa e entramos focados para levar o set. E no quarto, o Simón sacou muito forte e foi mérito deles. Agora é focar na Superliga. O Campeonato Mineiro agregou muita coisa para que a equipe ganhasse entrosamento. É uma pena que não tenhamos outras equipes na competição, mas foram boas experiências para começar bem o torneio nacional” disse.

Minas Tênis Clube e Sada Cruzeiro fazem suas primeiras partidas na Superliga no dia 14 de outubro. Antes da estreia diante do Corinthians-Guarulhos, que joga sua primeira temporada na elite, os cruzeirenses disputam a Supercopa no dia 11 contra o EMS Taubaté Funvic. Já o Minas pega o JF Vôlei na 1ª rodada da Superliga 2017/2018.

Com informações do Sada Cruzeiro e Federação Mineira de Vôlei.
Foto: Renato Araújo/Sada Cruzeiro

Anúncios

[Mineiro] Minas vence JF Vôlei por 3 a 0 fora de casa e garante o terceiro lugar na fase de classificação

O JF Vôlei fez, nesta terça(26), seu primeiro jogo oficial no ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos(FAEFID) da temporada 2017/2018. Em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Mineiro, o time recebeu o Minas Tênis Clube e foi derrotado por 3 sets a 0, parciais (25×20, 22×25 e 12×25). O grande nome da partida foi o oposto canhoto minastenista Felipe Roque, que curiosamente nasceu e foi revelado nas categorias de base de Juiz de Fora.

Mesmo com mais uma derrota, o treinador do time da Zona da Mata, Henrique Furtado, comentou sobre a evolução do seu time, que comandou o placar por um bom período nos dois primeiros sets e elogiou o adversário.  “O Minas impôs um ritmo de saque muito agressivo e alguns jogadores tiveram uma constância muito grande na virada de bola, o que nos impediu de rodar a  bola no mesmo nível durante todo o tempo. Nós  acabamos deixando  o placar muito elástico e não conseguindo ter o mesmo rendimento dos outros dois sets, mas seguimos lutando por uma evolução no sistema ofensivo, por jogar bem por mais tempo”, afirmou Henrique.

Nesta quarta-feira (27)  Juiz de Fora e Minas voltam a se enfrentar pela última rodada do Estadual, mas as posições e os confrontos das semifinais já estão definidos. Com mais três pontos adquiridos, o Minas chegou aos seis pontos,  se garantiu no terceiro lugar na tabela e irá à Montes Claros, que terminou a fase de classificação em segundo com sete pontos, para a disputa da semifinal. Ainda sem marcar pontos, o JF Vôlei é o quarto colocado e vai enfrentar o Sada Cruzeiro, líder isolado da primeira fase com 17 pontos.

 O JOGO

O JF Vôlei iniciou a partida com muito volume de jogo, bons ataques de Emerson Rodriguez e Leozinho, além de boas defesas do líbero Juan, que proporcionaram contra-ataque para o time da Zona da Mata (12×9). Após o pedido de tempo do técnico Nery, sua equipe voltou mais ligada, errando menos e empataram a parcial (15×15). Mesclando a experiência, como a do levantador Marlon, e a juventude do oposto Felipe Roque, o Minas passou a liderar o marcador e a abrir vantagem (17×21). A combinação saque e  bloqueio dos minastenistas fizeram a diferença e o time se encaminhou para fechar a primeira parcial (20×25) em 26 minutos.

Mineiro 2017 - JF Vôlei x Minas Tenis Clube

Defendendo as cores do Minas, o juizforano Felipe Roque foi eleito o melhor jogador da partida.

Assim como no primeiro set, Juiz de Fora começou à frente do marcador (14×11) e viu o time de Belo Horizonte se ajustar, aproveitar os erros do adversário, além de contar com uma noite inspirada de Roque, que manteve um alto aproveitamento e eficiência de ataque. O treinador de Juiz de Fora, Henrique Furtado, chamou a atenção de seus comandados, mas os mandantes sacavam mal e não conseguiram parar o poder ofensivo do outro lado da quadra(22×25), em 27 minutos.

O time da Capital voltou impondo um ritmo muito forte (1×8). Abatido, o JF Vôlei não conseguia buscar uma reação. O bloqueio do Minas com Flávio e Pétrus incomodava os atacantes adversários que não conseguiam botar a bola no chão(4×11).  A parcial seguiu muito favorável para os visitantes que abriram dez pontos de vantagem(5×15). Do lado da quadra Henrique Furtado tentava incentivar seus jogadores, mas o set se encaminhava tranquilamente a favor da equipe de Belo Horizonte(12×25) em 19 minutos.

Equipes:

JF VÔLEI: Felipe, Emerson Rodríguez, Leozinho, Rammé, Bruno, Drago e líbero Juan Mendez

Entraram: Adami e Raphael

Técnico: Henrique Furtado

Minas Tênis Clube: Marlon, Felipe Roque, Bisset, Bob, Flávio, Pétrus e líbero Rogerinho

Entraram: Maique, Carísio,  Davy e Vanole

Técnico: Nery Tambeiro

[Mineiro] Montes Claros garante vice-liderança e semifinal em casa

O Montes Claros Vôlei recebeu o Minas Tênia Clube na terça (19) e na quinta (21), e conseguiu garantir a vice-liderança do Campeonato Mineiro. Desta maneira, o Pequi Atômico terá o direito de disputar a semifinal do Estadual diante de seu torcedor no ginásio Tancredo Neves.

No primeiro confronto, o Minas levou a melhor e superou, de virada, os donos da casa. Os erros foram determinantes para a queda de rendimento da equipe de Chico dos Santos e o Minas não perdeu as oportunidades que teve, principalmente no final do 2º set.

Na quinta-feira, o MOC devolveu o placar com parciais de 27×25, 20×25, 25×21 e 25×18. Cometendo menos erros, o Montes Claros teve ainda o levantador Sandro eleito como melhor jogador da partida.

A fase classificatória do Mineiro termina na próxima semana com as duas partidas do Minas Tênis Clube contra o JF Vôlei. Os juiz-foranos recebem os minastenistas nos dias 26 e 27 no ginásio da UFJF.

Foto: Montes Claros Vôlei/Divulgação

[Mineiro] Sada fecha fase classificatória com vitória diante do Minas

Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube fizeram mais um clássico estadual no Ginásio do Riacho, em Contagem. Em partida válida pelo Campeonato Mineiro 2017, a Raposa venceu o duelo por 3×1, parciais de 25×22, 25×21, 20×25 e 26×24, e o ponteiro Leal foi eleito o melhor da noite de sexta-feira (15).

Desta maneira, o Sada terminou a fase classificatória de maneira quase perfeita, não fosse o ponto perdido na vitória contra o Montes Claros, os comandados de Marcelo Mendez teriam 100% de aproveitamento em pontos. Invictos, os cruzeirenses agora dão uma pausa no Estadual e viajam para a Argentina onde disputam um torneio amistoso como parte da preparação para o Mundial de Clubes.

O Minas, por sua vez, viaja a Montes Claros para duas partidas contra a equipe local nos dias 19 (terça) e 21 (quinta).

O jogo

Com bloqueio bem colocado e com o passe na mão do levantador Uriarte, o Sada Cruzeiro comandou o placar do início ao fim na primeira parcial. Errando bastante, o Minas só conseguiu um respiro na reta final quando melhorou seu saque flutuante. Porém, o Sada Cruzeiro levou o primeiro set em 25×22.

DJzg7x7UIAAEft8.jpgMantendo o equilíbrio no saque, o Minas começou melhor no 2º set, entretanto voltou a cometer erros no fundamento. O Sada Cruzeiro conseguiu abrir dois pontos no placar mesmo sendo incomodado com a presença do bloqueio adversário (19×17). Aproveitando mais as oportunidades, os donos da casa fecharam o set em 25×21 no ponto de Leal na pipe.

O Minas chegou com várias mudanças em sua formação no 3º set que deram novo gás à equipe, com destaque para o jovem ponteiro Honorato. A defesa do Minas também mostrou melhora assim como o saque. Enquanto isso, o Sada parecia bagunçado em quadra, errando bastante no ataque (11×17). Os minastenistas mantiveram o ritmo e conseguiram vencer a parcial em 20×25, após erro de saque de Pablo.

O 4º set foi inteiro de alternâncias no placar e o jogo teve uma esquentada nos ânimos devido a marcações da arbitragem em lances difíceis. O Minas caiu um pouco de rendimento e o volume de jogo do Sada voltou a aparecer (12×10). Após pedido de tempo e com o retorno do ponteiro Bob, o Minas reequilibrou o jogo (19×19). Na reta final do set, ambas as equipes voltaram a se exaltar com a arbitragem. Os visitantes chegaram a ter um set point a favor, porém dois erros seguidos deram o match point para os cruzeirenses que não desperdiçaram. No contra-ataque de Filipe, o Sada fez 26×24 e fechou o jogo em 3×1.

Sada Cruzeiro
Uriarte, Evandro, Simon, Éder Levi, Filipe, Leal. Líbero: Serginho.
Entraram: Pablo, Cachopa, Alemão e Robert.
Técnico: Marcelo Mendez

Minas Tênis Clube
Marlon, Davy, Flávio, Pétrus, Bob, Bisset. Líbero: Maique.
Entraram: Carísio, Felipe Roque, Honorato, Rogerinho e Vanole.
Técnico: Nery Tambeiro

Fotos: Sada Cruzeiro/Reprodução Twitter

[Mineiro] Sada Cruzeiro e Minas se enfrentam hoje (30) em Mariana

Após vencer o Montes Claros na estreia, o Sada Cruzeiro vai a Mariana, no interior do Estado, enfrentar o Minas Tênis Clube nesta quarta-feira (30). O clássico mineiro está marado para às 19h30 e terá transmissão do Jornal O Tempo. Além de poder acompanhar a partida por streaming, os torcedores terão, mais uma vez, a oportunidade de votar no melhor jogador da partida através do portal da Federação Mineira de Vôlei

Esta será a primeira partida do Minas no Estadual que retorna à cidade histórica, vítima do maior desastre ambiental do país. “Receber esses jogos em nossa cidade é de grande relevância. Além de fortalecer a Associação Marianense de Vôlei, irá movimentar a economia dos hotéis, restaurantes, e elevar o nome da cidade no estado como um forte turismo esportivo. Além disso, vamos receber duas das melhores equipes do cenário nacional. Abrir as portas da Arena Mariana para mostrar ao país e mundo sua capacidade de desenvolvimento para com o esporte” disse Wagner Ramos, Assessor Técnico de Deporto do Município.

Toda a renda arrecadada com as vendas dos ingressos para o clássico será doada a instituições locais como Apae, Comunidade da Figueira, Casa Lar Estrela, Lar Santa Maria e Associação Marianense de Vôlei.

Com informações do Minas Tênis Clube, Sada Cruzeiro e FMV.
Foto: Renato Araújo/Sada Cruzeiro

Com novidades, Superliga 2017/2018 já tem tabela definida

Representantes dos 12 times participantes da Superliga se reuniram com os dirigentes da CBV na tarde desta quarta-feira (23) para definição da tabela e regulamento da competição nacional. Com início marcado para o dia 14 de outubro, a Superliga proxima-edicao-tem-tabela-e-regulamento-definidos.jpgMasculina chega com novidades, entre elas o fim da decisão em jogo único após nove temporadas de muitas críticas em relação ao formato. Dessa maneira, as duas partidas que definirão o título também deixam de ser em “campo neutro” com mando da CBV. Além da final em dois jogos e desempate no golden set (o que já vimos no Campeonato Paulista), as quartas de final serão em melhor de três jogos e as semifinais em melhor de cinco. O regulamento, ao contrário da tabela, ainda não está disponível no portal da Confederação.

Nesta temporada temos o retorno de Castro e os acessos de Sesc-RJ, vencedor da Superliga B, e Corinthians, campeão da Taça Ouro. Com a desistência do Bento Vôlei, o Castro herdou a última vaga como 2º colocado na Taça Ouro. As 12 equipes participantes desta edição são: de Minas Gerais, Sada Cruzeiro, Montes Claros Vôlei, Minas Tênis Clube e JF Vôlei; de São Paulo, EMS Funvic Taubaté, Sesi-SP, Vôlei Renata (antigo Brasil Kirin) e Corinthians Guarulhos; do Paraná, Copel Telecom Maringá Vôlei e Caramuru Castro; do Rio de Janeiro, Sesc-RJ; e do Rio Grande do Sul, Lebes Gedore Canoas.

Com início no dia 14 de outubro, a Superliga 2017/2018 tem previsão de término no dia 6 de maio de 2018. Clique aqui para conferir a tabela completa da competição masculina.

Superliga Masculina 2017/2018
1ª Rodada – TURNO 14.10.2017

18h – Sesc-RJ x EMS Funvic Taubaté
18h – Caramuru Castro x Vôlei Renata
18h – Lebes Gedore Canoas x Montes Claros Vôlei
18h – JF Vôlei x Minas Tênis Clube
18h30 – Copel Telecom Maringá Vôlei x Sesi-SP
20h – Corinthians Guarulhos x Sada Cruzeiro

Com informações da CBV.
Foto destaque: Lucilia Bortone/Sacandoovolei
Foto interna: Roberto Casimiro – Fotoarena

Em dificuldade, Bento Vôlei acerta parceria com o Minas para a Superliga

20479885_707023642822796_6052379095828786335_nA parceria entre Sada Cruzeiro e JF Vôlei não será a única nesta temporada: Bento Vôlei e Minas Tênis Clube juntarão forças para a manutenção da equipe gaúcha. O anúncio foi feito nesta semana, e o Minas cederá mais de 10 jogadores e parte da comissão técnica ao Bento. “Para essa temporada (2017/2018), fizemos uma parceria com a equipe do Minas, um dos times mais tradicionais do país, onde receberemos alguns atletas por empréstimo, tudo isso resultado da credibilidade que a equipe conquistou no cenário do vôlei brasileiro”, disse o diretor executivo do Bento Vôlei e ex-jogador Dentinho.

Na última temporada, quando terminou a Superliga em nono lugar, o time sofreu bastante com atrasos em repasses de programas estaduais, o que refletiu nos projetos sociais e categorias de base. Ainda buscando recursos e apoiadores, a equipe gaúcha não descarta realizar suas partidas fora de Bento Gonçalves ou até mesmo do estado do Rio Grande do Sul.

 

Com informações do Bento Vôlei
Foto destaque: Lucilia Bortone/Sacandoovolei
Foto interna: Bento Vôlei/Reprodução Facebook