[Superliga] Em confronto direto, Montes Claros leva a melhor sobre o JF Vôlei

Empatados em números de vitórias e derrotas, JF Vôlei e Montes Claros entraram em quadra na noite de ontem (13) com a pressão do confronto direto. Prevaleceu a experiência, e a equipe do Norte de Minas levou a melhor e venceu os juiz-foranos por 3×1, no ginásio da UFJF, com parciais de 23×25, 20×25, 25×20 e 23×25. O troféu Viva Vôlei ficou com o oposto Lorena, do Montes Claros.

Com uma campanha muito aquém do potencial da equipe, Montes Claros comemorou bastante a vitória fora de casa. “A importância, mais do que nunca, foi de o grupo ganhar confiança. Não treinamos mal, fazemos jogos muito bons, perdemos alguns sets para times grandes jogando de igual para igual. Temos passado por situações difíceis e o grupo tem tomado atitudes de que quer passar por cima dos problemas. Foi importante a vitória para já pensar longe, em querer estar entre os oito, e, num confronto direto de seis pontos, não podemos dar mole”, disse o técnico do Montes Claros, Sérgio Cunha.

DSC00665.jpgBastante criticada nas arquibancadas, a recepção de Juiz de Fora sofreu com a variação de saque de Montes Claros nos momentos decisivos. “A nossa recepção funcionou por muito tempo com pouquíssimos erros, talvez, em alguns momentos, ela não estava perfeita na mão do levantador. Eles praticamente não fizeram ponto de saque, o que foi um ponto positivo. O flutuante deles foi um flutuante muito agressivo, acelerado e próximo à rede, um saque muito difícil de receber. É trabalhar cada vez mais que os passes C virem passes B e que os passes B virem passes A para que a gente possa fazer uma boa saída de jogo e elevar o nível do ataque”, avaliou Henrique Furtado, treinador do JF Vôlei.

Na próxima rodada, Montes Claros recebe o Minas Tênis Clube, em mais um clássico estadual, no dia 19 de janeiro. No dia seguinte, o JF Vôlei enfrenta o Vôlei Renata, no ginásio do Taquaral, em Campinas.

O jogo

A partida começou bem equilibrada, porém Montes Claros pecava bastante no saque (13×12). Mesmo sem muitas oportunidades no side-out (devido aos erros de MOC no fundamento), a distribuição de jogo do levantador Adami proporcionou dinamismo ao jogo de Juiz de Fora. Na reta final do set, os donos da casa abriram quatro pontos de vantagem, forçando dois pedidos de tempo de Sérgio Cunha. Após as pausas e as entradas de Cristiano, Alemão e Luan, Montes Claros conseguiu encostar com dois bloqueios do central Mesa. Confiante na recuperação, o MOC empatou a parcial e virou o jogo para vencer o 1º set em 23×25.

DSC00608.jpgAssim como no set inicial, o jogo se manteve equilibrado e com o bloqueio de Juiz de Fora incomodando. Porém, Montes Claros se manteve focado na defesa e, aproveitando a melhora de seu saque, conseguiu fazer com que a recepção do JF Vôlei dificultasse os levantamentos (10×12). Com o ataque caindo de produção, os juiz-foranos pouco puderam fazer para reequilibrar o duelo e foram superados por 20×25. Destaque para a boa distribuição de jogo do levantador Sandro, principalmente nos contra-ataques com o oposto Lorena.

Precisando da vitória no set para poder sonhar com pelo menos um ponto a mais na classificação, o JF Vôlei conseguiu manter a calma para aproveitar os erros de Montes Claros (15×13). Ao contrário do 1º set, os juiz-foranos não deixaram MOC encostar após abrir quatro pontos no placar (20×16). No fim, Juiz de Fora devolveu o placar do set anterior e se manteve vivo no jogo.

Os donos da casa começaram bem no 4º set, chegando a abrir quatro pontos com a ajuda do bloqueio e contra-ataques (5×1). Após sequência de saques do oposto Lorena, Montes Claros conseguiu a reação e passou à frente (14×15). E foi neste mesmo fundamento que o central Tarcísio voltou a bagunçar a recepção de Juiz de Fora, dando ao Pequi Atômico boa vantagem no final do set (16×19). Juiz de Fora esboçou uma reação após dois erros de ataque de Lorena, porém o oposto não desperdiçou a terceira oportunidade e fechou o set em 23×25 para os visitantes.

JF Vôlei
Adami, Emerson, Bruno, Rômulo, Leozinho, Rammé. Líbero: Juan.
Entraram: Welinton, Felipe, Athos
Técnico: Henrique Furtado

Montes Claros Vôlei
Sandro, Lorena, Mesa, Tarcísio, Zanotti, Najari. Líbero: Vanderson.
Entraram: Cristiano, Alemão, Luan

Fotos: Lucilia Bortone/Sacandoovolei

[Mineiro] No tie break, JF Vôlei bate Minas e conquista primeira vitória no Estadual

JF Vôlei e Minas Tênis Clube voltaram à quadra nesta quarta-feira (27) para a última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro. Em um jogo muito equilibrado, diferente da partida da noite anterior, o time da Zona da Mata venceu no quinto set, com parciais de (25×21,22×25, 25×21, 23×25 e 15×8), conquistando a primeira vitória no Estadual. O ponteiro e capitão de Juiz de Fora, Leozinho, foi escolhido o melhor jogador do confronto. Com o resultado, o JF Vôlei somou seus primeiros pontos, terminando a classificação com dois pontos e o quarto lugar. O Minas terminou em terceiro, com seis pontos, enquanto Montes Claros foi o segundo, com sete, e o Sada Cruzeiro, líder com 17 pontos.

Sem chances de mudar a posições na tabela, o time de Belo Horizonte colocou seus jovens jogadores em quadra, enquanto os titulares voltaram para Belo Horizonte, já visando o confronto de semifinal diante de Montes Claros, que será realizado no sábado (30), às 17h, na casa do Pequi Atômico, como explicou o técnico Nery Tambeiro:  “Nós já estamos pensando em MOC, tanto é que os titulares já estão em casa descansando, se preparando. Normalmente a gente coloca a força máxima e acaba sobrando pouco oportunidade para esses jovens. Eles fizeram um ótimo jogo, foi um 3 a 2, e eles tiveram a oportunidade de mostrar o trabalho deles, ver o que está dando certo e o que está dando errado para corrigir”, explicou o técnico do Minas.

Satisfeito com a primeira vitória, o treinador do JF Vôlei, Henrique Furtado, comemorou o crescimento de sua equipe. “O time teve uma evolução muito grande no sistema ofensivo e trabalhou muito bem no ataque contra uma equipe que jogou muito agressivo no saque. Nós conseguimos ter um equilíbrio muito grande na recepção, no levantamento e no ataque. Todo mundo atacou bem, isso é muito mérito do nosso levantador, que fez uma partida muito boa, trabalhou com muita precisão, qualidade e a equipe como um todo evoluiu bastante. ” Agora o time tem pela frente o Sada Cruzeiro, a partida será na semana, mas a data oficial ainda não foi divulgada.

O jogo

A partida começou equilibrada, com os times se alternando à frente do marcador. Após boa sequência de saques de Honorato (11×13), o JF Vôlei pediu tempo. A parada fez bem ao time da casa, que voltou mais ligado e retomou o comando do placar (15×13). A recepção de Juiz de Fora funcionava bem e o levantador Felipe fazia uma boa distribuição das jogadas. Do outro lado, com bons ataques, com destaque para Davy, os visitantes equilibravam o set e não deixavam o adversário deslanchar no placar (21×19). Após erro dos minastenistas, o JF Vôlei fechou o primeiro set (25×21).

 Na segunda parcial o Minas abriu vantagem logo no início, após boa sequência de saques de Vanole (0x3). O time da casa buscou o placar e tomou a liderança (12×11) equilibrando o set (17×17). O JF Vôlei desperdiçou chances, viu  e viu o adversário abrir vantagem mínima e se encaminhar para fechar o set (22×25), em 26 minutos.

Mineiro 2017 - JF Vôlei 3x2 Minas Tenis Clube - 27.09.2017

Mineiro 2017 – JF Vôlei 3×2 Minas Tenis Clube – 27.09.2017

Foi o início mais equilibrado  dos sets (10×10). Porém,  o time de Belo Horizonte cometeu mais erros do que anteriormente e viu os donos da casa se distanciarem no placar (19×14). Com Leozinho sendo o principal nome no ataque e o bloqueio dando trabalho ao ataque adversário, Juiz de Fora fez (25×21).

No set decisivo,  o JF Vôlei começou com um bom saque balanceado de Bruno, o que dificultou a recepção adversária(3×0). O time da Zona da Mata continuou ditando o ritmo e na troca de lado de quadra tinha cinco pontos de vantagem (8×3).  Após uma linda recuperação do levantador Felipe, a equipe de Juiz de Fora foi premiada com o erro de ataque do Minas (11×4). Superior durante todo o tie break, o time da casa fechou o set (15×8) e o jogo, conquistando os primeiros pontos no Mineiro.

Equipes:

JF VÔLEI: Felipe, Emerson Rodríguez, Leozinho, Rammé, Bruno, Drago e líbero Juan Mendez

Entraram: Adami e Raphael

Técnico: Henrique Furtado

Minas Tênis Clube: Carísio,Davy, Honorato, Vanole, Elian, Mascarenhas e líbero Maique

Entrou: Rogerinho

Técnico: Nery Tambeiro

[Mineiro] Minas vence JF Vôlei por 3 a 0 fora de casa e garante o terceiro lugar na fase de classificação

O JF Vôlei fez, nesta terça(26), seu primeiro jogo oficial no ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos(FAEFID) da temporada 2017/2018. Em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Mineiro, o time recebeu o Minas Tênis Clube e foi derrotado por 3 sets a 0, parciais (25×20, 22×25 e 12×25). O grande nome da partida foi o oposto canhoto minastenista Felipe Roque, que curiosamente nasceu e foi revelado nas categorias de base de Juiz de Fora.

Mesmo com mais uma derrota, o treinador do time da Zona da Mata, Henrique Furtado, comentou sobre a evolução do seu time, que comandou o placar por um bom período nos dois primeiros sets e elogiou o adversário.  “O Minas impôs um ritmo de saque muito agressivo e alguns jogadores tiveram uma constância muito grande na virada de bola, o que nos impediu de rodar a  bola no mesmo nível durante todo o tempo. Nós  acabamos deixando  o placar muito elástico e não conseguindo ter o mesmo rendimento dos outros dois sets, mas seguimos lutando por uma evolução no sistema ofensivo, por jogar bem por mais tempo”, afirmou Henrique.

Nesta quarta-feira (27)  Juiz de Fora e Minas voltam a se enfrentar pela última rodada do Estadual, mas as posições e os confrontos das semifinais já estão definidos. Com mais três pontos adquiridos, o Minas chegou aos seis pontos,  se garantiu no terceiro lugar na tabela e irá à Montes Claros, que terminou a fase de classificação em segundo com sete pontos, para a disputa da semifinal. Ainda sem marcar pontos, o JF Vôlei é o quarto colocado e vai enfrentar o Sada Cruzeiro, líder isolado da primeira fase com 17 pontos.

 O JOGO

O JF Vôlei iniciou a partida com muito volume de jogo, bons ataques de Emerson Rodriguez e Leozinho, além de boas defesas do líbero Juan, que proporcionaram contra-ataque para o time da Zona da Mata (12×9). Após o pedido de tempo do técnico Nery, sua equipe voltou mais ligada, errando menos e empataram a parcial (15×15). Mesclando a experiência, como a do levantador Marlon, e a juventude do oposto Felipe Roque, o Minas passou a liderar o marcador e a abrir vantagem (17×21). A combinação saque e  bloqueio dos minastenistas fizeram a diferença e o time se encaminhou para fechar a primeira parcial (20×25) em 26 minutos.

Mineiro 2017 - JF Vôlei x Minas Tenis Clube

Defendendo as cores do Minas, o juizforano Felipe Roque foi eleito o melhor jogador da partida.

Assim como no primeiro set, Juiz de Fora começou à frente do marcador (14×11) e viu o time de Belo Horizonte se ajustar, aproveitar os erros do adversário, além de contar com uma noite inspirada de Roque, que manteve um alto aproveitamento e eficiência de ataque. O treinador de Juiz de Fora, Henrique Furtado, chamou a atenção de seus comandados, mas os mandantes sacavam mal e não conseguiram parar o poder ofensivo do outro lado da quadra(22×25), em 27 minutos.

O time da Capital voltou impondo um ritmo muito forte (1×8). Abatido, o JF Vôlei não conseguia buscar uma reação. O bloqueio do Minas com Flávio e Pétrus incomodava os atacantes adversários que não conseguiam botar a bola no chão(4×11).  A parcial seguiu muito favorável para os visitantes que abriram dez pontos de vantagem(5×15). Do lado da quadra Henrique Furtado tentava incentivar seus jogadores, mas o set se encaminhava tranquilamente a favor da equipe de Belo Horizonte(12×25) em 19 minutos.

Equipes:

JF VÔLEI: Felipe, Emerson Rodríguez, Leozinho, Rammé, Bruno, Drago e líbero Juan Mendez

Entraram: Adami e Raphael

Técnico: Henrique Furtado

Minas Tênis Clube: Marlon, Felipe Roque, Bisset, Bob, Flávio, Pétrus e líbero Rogerinho

Entraram: Maique, Carísio,  Davy e Vanole

Técnico: Nery Tambeiro