[Superliga] Em confronto direto, Montes Claros leva a melhor sobre o JF Vôlei

Empatados em números de vitórias e derrotas, JF Vôlei e Montes Claros entraram em quadra na noite de ontem (13) com a pressão do confronto direto. Prevaleceu a experiência, e a equipe do Norte de Minas levou a melhor e venceu os juiz-foranos por 3×1, no ginásio da UFJF, com parciais de 23×25, 20×25, 25×20 e 23×25. O troféu Viva Vôlei ficou com o oposto Lorena, do Montes Claros.

Com uma campanha muito aquém do potencial da equipe, Montes Claros comemorou bastante a vitória fora de casa. “A importância, mais do que nunca, foi de o grupo ganhar confiança. Não treinamos mal, fazemos jogos muito bons, perdemos alguns sets para times grandes jogando de igual para igual. Temos passado por situações difíceis e o grupo tem tomado atitudes de que quer passar por cima dos problemas. Foi importante a vitória para já pensar longe, em querer estar entre os oito, e, num confronto direto de seis pontos, não podemos dar mole”, disse o técnico do Montes Claros, Sérgio Cunha.

DSC00665.jpgBastante criticada nas arquibancadas, a recepção de Juiz de Fora sofreu com a variação de saque de Montes Claros nos momentos decisivos. “A nossa recepção funcionou por muito tempo com pouquíssimos erros, talvez, em alguns momentos, ela não estava perfeita na mão do levantador. Eles praticamente não fizeram ponto de saque, o que foi um ponto positivo. O flutuante deles foi um flutuante muito agressivo, acelerado e próximo à rede, um saque muito difícil de receber. É trabalhar cada vez mais que os passes C virem passes B e que os passes B virem passes A para que a gente possa fazer uma boa saída de jogo e elevar o nível do ataque”, avaliou Henrique Furtado, treinador do JF Vôlei.

Na próxima rodada, Montes Claros recebe o Minas Tênis Clube, em mais um clássico estadual, no dia 19 de janeiro. No dia seguinte, o JF Vôlei enfrenta o Vôlei Renata, no ginásio do Taquaral, em Campinas.

O jogo

A partida começou bem equilibrada, porém Montes Claros pecava bastante no saque (13×12). Mesmo sem muitas oportunidades no side-out (devido aos erros de MOC no fundamento), a distribuição de jogo do levantador Adami proporcionou dinamismo ao jogo de Juiz de Fora. Na reta final do set, os donos da casa abriram quatro pontos de vantagem, forçando dois pedidos de tempo de Sérgio Cunha. Após as pausas e as entradas de Cristiano, Alemão e Luan, Montes Claros conseguiu encostar com dois bloqueios do central Mesa. Confiante na recuperação, o MOC empatou a parcial e virou o jogo para vencer o 1º set em 23×25.

DSC00608.jpgAssim como no set inicial, o jogo se manteve equilibrado e com o bloqueio de Juiz de Fora incomodando. Porém, Montes Claros se manteve focado na defesa e, aproveitando a melhora de seu saque, conseguiu fazer com que a recepção do JF Vôlei dificultasse os levantamentos (10×12). Com o ataque caindo de produção, os juiz-foranos pouco puderam fazer para reequilibrar o duelo e foram superados por 20×25. Destaque para a boa distribuição de jogo do levantador Sandro, principalmente nos contra-ataques com o oposto Lorena.

Precisando da vitória no set para poder sonhar com pelo menos um ponto a mais na classificação, o JF Vôlei conseguiu manter a calma para aproveitar os erros de Montes Claros (15×13). Ao contrário do 1º set, os juiz-foranos não deixaram MOC encostar após abrir quatro pontos no placar (20×16). No fim, Juiz de Fora devolveu o placar do set anterior e se manteve vivo no jogo.

Os donos da casa começaram bem no 4º set, chegando a abrir quatro pontos com a ajuda do bloqueio e contra-ataques (5×1). Após sequência de saques do oposto Lorena, Montes Claros conseguiu a reação e passou à frente (14×15). E foi neste mesmo fundamento que o central Tarcísio voltou a bagunçar a recepção de Juiz de Fora, dando ao Pequi Atômico boa vantagem no final do set (16×19). Juiz de Fora esboçou uma reação após dois erros de ataque de Lorena, porém o oposto não desperdiçou a terceira oportunidade e fechou o set em 23×25 para os visitantes.

JF Vôlei
Adami, Emerson, Bruno, Rômulo, Leozinho, Rammé. Líbero: Juan.
Entraram: Welinton, Felipe, Athos
Técnico: Henrique Furtado

Montes Claros Vôlei
Sandro, Lorena, Mesa, Tarcísio, Zanotti, Najari. Líbero: Vanderson.
Entraram: Cristiano, Alemão, Luan

Fotos: Lucilia Bortone/Sacandoovolei

Anúncios

[Mineiro] No tie break, JF Vôlei bate Minas e conquista primeira vitória no Estadual

JF Vôlei e Minas Tênis Clube voltaram à quadra nesta quarta-feira (27) para a última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro. Em um jogo muito equilibrado, diferente da partida da noite anterior, o time da Zona da Mata venceu no quinto set, com parciais de (25×21,22×25, 25×21, 23×25 e 15×8), conquistando a primeira vitória no Estadual. O ponteiro e capitão de Juiz de Fora, Leozinho, foi escolhido o melhor jogador do confronto. Com o resultado, o JF Vôlei somou seus primeiros pontos, terminando a classificação com dois pontos e o quarto lugar. O Minas terminou em terceiro, com seis pontos, enquanto Montes Claros foi o segundo, com sete, e o Sada Cruzeiro, líder com 17 pontos.

Sem chances de mudar a posições na tabela, o time de Belo Horizonte colocou seus jovens jogadores em quadra, enquanto os titulares voltaram para Belo Horizonte, já visando o confronto de semifinal diante de Montes Claros, que será realizado no sábado (30), às 17h, na casa do Pequi Atômico, como explicou o técnico Nery Tambeiro:  “Nós já estamos pensando em MOC, tanto é que os titulares já estão em casa descansando, se preparando. Normalmente a gente coloca a força máxima e acaba sobrando pouco oportunidade para esses jovens. Eles fizeram um ótimo jogo, foi um 3 a 2, e eles tiveram a oportunidade de mostrar o trabalho deles, ver o que está dando certo e o que está dando errado para corrigir”, explicou o técnico do Minas.

Satisfeito com a primeira vitória, o treinador do JF Vôlei, Henrique Furtado, comemorou o crescimento de sua equipe. “O time teve uma evolução muito grande no sistema ofensivo e trabalhou muito bem no ataque contra uma equipe que jogou muito agressivo no saque. Nós conseguimos ter um equilíbrio muito grande na recepção, no levantamento e no ataque. Todo mundo atacou bem, isso é muito mérito do nosso levantador, que fez uma partida muito boa, trabalhou com muita precisão, qualidade e a equipe como um todo evoluiu bastante. ” Agora o time tem pela frente o Sada Cruzeiro, a partida será na semana, mas a data oficial ainda não foi divulgada.

O jogo

A partida começou equilibrada, com os times se alternando à frente do marcador. Após boa sequência de saques de Honorato (11×13), o JF Vôlei pediu tempo. A parada fez bem ao time da casa, que voltou mais ligado e retomou o comando do placar (15×13). A recepção de Juiz de Fora funcionava bem e o levantador Felipe fazia uma boa distribuição das jogadas. Do outro lado, com bons ataques, com destaque para Davy, os visitantes equilibravam o set e não deixavam o adversário deslanchar no placar (21×19). Após erro dos minastenistas, o JF Vôlei fechou o primeiro set (25×21).

 Na segunda parcial o Minas abriu vantagem logo no início, após boa sequência de saques de Vanole (0x3). O time da casa buscou o placar e tomou a liderança (12×11) equilibrando o set (17×17). O JF Vôlei desperdiçou chances, viu  e viu o adversário abrir vantagem mínima e se encaminhar para fechar o set (22×25), em 26 minutos.

Mineiro 2017 - JF Vôlei 3x2 Minas Tenis Clube - 27.09.2017

Mineiro 2017 – JF Vôlei 3×2 Minas Tenis Clube – 27.09.2017

Foi o início mais equilibrado  dos sets (10×10). Porém,  o time de Belo Horizonte cometeu mais erros do que anteriormente e viu os donos da casa se distanciarem no placar (19×14). Com Leozinho sendo o principal nome no ataque e o bloqueio dando trabalho ao ataque adversário, Juiz de Fora fez (25×21).

No set decisivo,  o JF Vôlei começou com um bom saque balanceado de Bruno, o que dificultou a recepção adversária(3×0). O time da Zona da Mata continuou ditando o ritmo e na troca de lado de quadra tinha cinco pontos de vantagem (8×3).  Após uma linda recuperação do levantador Felipe, a equipe de Juiz de Fora foi premiada com o erro de ataque do Minas (11×4). Superior durante todo o tie break, o time da casa fechou o set (15×8) e o jogo, conquistando os primeiros pontos no Mineiro.

Equipes:

JF VÔLEI: Felipe, Emerson Rodríguez, Leozinho, Rammé, Bruno, Drago e líbero Juan Mendez

Entraram: Adami e Raphael

Técnico: Henrique Furtado

Minas Tênis Clube: Carísio,Davy, Honorato, Vanole, Elian, Mascarenhas e líbero Maique

Entrou: Rogerinho

Técnico: Nery Tambeiro

[Mineiro] Montes Claros vence a primeira no Estadual

O Montes Claros recebeu o JF Vôlei na noite de ontem (13) pelo Campeonato Mineiro e conquistou sua primeira vitória na competição. Diante de sua torcida, o Pequi Atômico fez 3×0, parciais de 25×21, 25×23 e 28×26, em pouco mais de 1h20.

Podendo contar com sua força máxima, o MOC teve no saque seu maior trunfo diante do JF Vôlei combinado com a boa atuação do central Tarcísio, eleito melhor da partida. O meio-de-rede se apresentou bem na rede com pontos importantes no bloqueio.

moc-jfvolei_mineiro2017_.jpgAinda sofrendo com a recepção e erros nos momentos decisivos, o JF conseguiu equilibrar o confronto no sistema defensivo e boa marcação em cima do oposto Lorena. “O saque do Montes Claros é muito agressivo. Tivemos alguns momentos em que conseguimos colocar o passe em boas condições, mas também apresentamos algumas falhas que sem dúvidas vamos tratar de melhorar. É um ponto que precisamos seguir crescendo, assim como todos”, comentou o treinador do JF Vôlei, Henrique Furtado.

Amanhã (15), as duas equipes voltam a se enfrentar no Ginásio Tancredo Neves no Norte de Minas, às 20h, mesmo horário do clássico entre Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube, que será realizado em Contagem.

O Sada lidera a competição com 14 pontos e cinco vitórias, seguido do Montes Claros com quatro pontos e uma vitória.

Montes Claros Vôlei
Sandro, Lorena, Tarcísio, Mesa, Luan, Zanotti. Líbero: Alan
Entraram: Vivaldi, Alemão, Cristiano
Técnico: Chico dos Santos

JF Vôlei
Felipe, Emerson Rodriguez, Bruno, Franco, Rammé, Leozinho. Líbero: Juan
Entraram: Raphael, Adami, Vítor
Técnico: Henrique Furtado

Fotos: Letícia Soares/MCV

[JF Vôlei] Emerson Rodriguez é apresentado e demonstra confiança: “Tenho capacidade para crescer e prometo dar o melhor de mim”

Antes mesmo de pisar em Juiz de Fora (MG), o oposto venezuelano Emerson Rodriguez estreou com a camisa do JF Vôlei, nas duas derrotas diante do Sada Cruzeiro pelo Campeonato Mineiro. Nesta-segunda-feira (11), em ritmo do bom e quase sempre eficiente “portunhol, o atleta foi apresentado oficialmente a imprensa, em coletiva realizada no Ginásio da Escola Móvel SESI SENAI, e se mostrou bastante animado com o novo desafio.

Emerson já jogou na posição de central, atuou na Eslováquia, Líbano, defende a sua seleção desde os 17 anos e recentemente foi vice-campeão Sul-americano, perdendo a final para o Brasil. O atleta chega para suprir a falta de um oposto no elenco, já que outros jogadores estavam sendo revezados na posição. Apesar dos seus 25 anos, o oposto será o jogador mais velho do time mineiro. “Fiquei surpreso que a equipe é muito jovem e eu sou o mais velho, mas a equipe tem uma qualidade de jogo impressionante. Apesar de serem jovens, eles têm um potencial muito grande e o melhor é que são boas pessoas e me abriram as portas.”

O treinador Henrique Furtado elogiou Rodriguez e comentou como foi o processo até a contratação. ” É um prazer contar com Emerson aqui no elenco, ele é um jogador que já acompanho há dois anos. Ele me foi indicado pelo ex-capitão da Venezuela para Superliga 2016/2017, mas nós acabamos trabalhando com outro oposto. Nesta temporada retornamos a conversa e as coisas se concretizaram. Emerson é um atleta jovem de muito potencial em alguns fundamentos e que pode crescer muito em outros. Tenho certeza que ele vai acrescentar muito o nosso time e sem dúvida nenhuma vai ser uma peça importante”.

DSC05559

_ Antes do treino, Emerson ouve as instruções do Diretor Técnico, Maurício Bara. [Foto; Lucilia Bortone/Sacandoovôlei.com]

O atleta retribuiu agradecendo a confiança e a oportunidade de jogar no Brasil. “Na Venezuela nós não temos uma boa Liga e estamos há quilômetros de chegar no Brasil, por isso me sinto muito feliz de estar aqui, agradeço a oportunidade do professor Henrique que é muito competente e sempre esteve falando comigo sobre essa oportunidade até que se cumpriu. Tenho capacidade para crescer e prometo dar o melhor de mim”.

Campeonato Mineiro

O JF Vôlei ainda não venceu no Campeonato Estadual, mas o treinador Henrique Furtado fez uma análise em relação aos dois jogos diante do Sada Cruzeiro. “Foram jogos interessantes, porque é sempre muito importante estrear com um adversário de alto nível, como é o Sada Cruzeiro, que é uma referência para nós. Eles foram agressivos o tempo inteiro no saque e nos colocaram em dificuldades, então foi um aprendizado jogar contra esse bloqueio e saque tão eficientes e espero que esse aprendizado sirva para as outras partidas. ”

O técnico do JF Vôlei também falou sobre o crescimento do time  comentou sobre o pouco tempo de treinamento com sua equipe completa. “A equipe tem muito o que evoluir, não dá para mensurar exatamente a evolução, mas acho que nós evoluímos muito no passe e estamos tendo um crescimento no levantamento. Nós tivemos pouco tempo para treinar com a equipe inteira, o Leozinho já chegou e foi para os dois amistosos contra o SESC RJ e agora o Emerson que já chegou e foi direto para um jogo oficial, mas tenho certeza que dentro de um tempo nós vamos estar jogando um voleibol de muita qualidade”.

A equipe da Zona da Mata terá mais um desafio pelo Mineiro nesta quarta (13). O time está Montes Claros para enfrentar o Pequi Atômico. Na sexta (15), os times voltam à quadra para mais uma rodada do Estadual. As duas partidas serão às 20h e terão transmissão online do Jornal O Tempo.

[Pré- temporada] Montes Claros vence os dois jogos contra JF Vôlei e fatura o Desafio Mineiro

A equipe de Montes Claros veio à Juiz de Fora enfrentar o JF Vôlei em dois amistosos e vai voltar para casa com duas vitórias na bagagem. Na primeira partida, disputada na quinta-feira (17), os visitantes venceram por por 3 a 2, com parciais de (24×26, 21×25, 25×20, 25×18 e 09×15), nesta sexta-feira (18), MOC venceu, de virada, mais uma no quinto set, desta vez com parciais de (17×25, 25×22, 29×31, 26×24 e 15×5), conquistando o troféu do Desafio Mineiro.

Em pré-temporada, o que significa muito treino, porém pouco ritmo de jogo, os técnicos comemoram a oportunidade de testar suas equipes às vésperas da estreia no Campeonato Mineiro. O técnico Chico dos Santos, que levou o Pequi Atômico ao vice-campeonato da Superliga na temporada 20009/2010 e retornou ao comando do time nessa temporada, fez uma avaliação positiva. “A gente precisava jogar e estávamos sem jogo. As equipes de São Paulo já estavam envolvidas com o [Campeonato] Paulista e não foi possível jogar, teve também a disputa da Taça Ouro que também impossibilitou jogos, mas quando a equipe de Juiz de Fora nos convidou, nós aceitamos na hora. Foram dois jogos excelentes, a equipe deles é muito forte e para nós valeu muito. ”

chico e henrique

_ À beira da quadra Chico dos Santos, com a prancheta na mão e, do outro lado, Henrique Furtado; os treinadores aprovaram os amistosos.   [Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovôlei.com]

 O treinador de Juiz de Fora, Henrique Furtado, também avaliou o adversário e, apesar da derrota, gostou do que viu. “Faço um balanço positivo. Foram dois jogos de altíssimo nível contra um time muito experiente e que nos exigiu em todos os fundamentos. Foi muito importante passar por esses jogos antes da estreia no Mineiro”, explicou Henrique.

O time do Norte de Minas estreia na próxima sexta-feira (25) no campeonato estadual contra o Sada/Cruzeiro, em Contagem.  Já o time da Zona da Mata só entra em quadra no dia 08 de setembro, também diante do time cruzeirense. JF Vôlei e Montes Claros se enfrentam nos dias 14 e 16 de setembro,  com mando do time do Pequi Atômico.

[Sul-Americano] Em 5 sets, Bolívar vence o anfitrião Montes Claros e fará a final contra o Sada Cruzeiro

O  anfitrião do Sul -americano de Clubes, a equipe do Montes Claros(MG), lutou e foi buscar um placar contra de 2 sets a 0 diante do Personal Bolívar, mas o time argentino se impôs nos momentos importantes, freou a reação mineira e ganhou por 3 sets a 2, parciais de (28×26, 25×21,23×25, 24×26 e 15×10), em partida realizada no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros(MG).

Com a vitória, os hermanos carimbaram uma vaga na final da competição e terão pela frente outra equipe mineira, o atual campeão do continente Sada Cruzeiro, que mais cedo venceo o UPCN San Juan, da Argentina. A final será amanhã(25), às 17h30, com transmissão do canal Sportv.

O  jogo

A segunda semifinal da competição começou com um ponto de saque do ponteiro Jonatas. Os anfitriões foram liderando o placar com uma boa vantagem (13×10), mas o bloqueio argentino começou a entrar e a parar o ataque brasileiro (15×16). Com o saque de MOC chegando fácil para a recepção, o oposto Edgar e o ponteiro Aleksiev se destacavam pelo lado argentino (20×21). O final do set foi equilibrado, mas o ataque do Personal estava mais apurado que o do adversário, 16 pontos contra 12 dos brasileiros, e foi o fundamento responsável pela vitória dos hermanos (26×28), após ponto de Edgar.

2º set

O Bolívar seguiu embalado e liderando o placar (10×13). A equipe de MOC estava mais acuada em quadra, com o oposto Luan Weber cobrando atitude (11×14). Os centrais do Bolívar, Crer e Gauna, seguiam virando todas as bolas que recebiam e dificultando a defesa do time brasileiro (15×20). A equipe brasileira seguia errando muitos saques e dando muitos pontos para o Personal Bolívar que fechou mais um set, desta vez por (21×25), no ataque do oposto australiano Edgar.

3º set

Precisando vencer, MOC voltou à quadra com uma postura mais agressiva, assim como a torcida, que começou a vibrar e a fazer mais barulho nas arquibancadas (6×4).  O time mineiro melhorou o aproveitamento nos contra-ataques e seguiram à frente do marcador (14×13). Com uma sequência de dois bloqueios de Alê e um ponto de saque de Luan, os anfitriões ampliaram a vantagem (19×16) e parecia que se encaminhavam para fechar com certa folga (24×21), mas os argentinos reagiram (24×23). Porém, no ataque de Luan, os mineiros levaram o 3º set (25×23).

4º set

Logo no início da parcial, o ponteiro Jonatas saiu contundido, sentiu o joelho direito, e com isso Bob voltou à quadra (1×2). O bloqueio do Bolívar voltou a fazer diferença (4×7), provocando um tempo técnico de Marcelinho Ramos. Na sequência, MOC fez a inversão 5 -1, entrando Wanderson e Índio, nos lugares de Murilo e Luan Weber, respectivamente.  A mudança deu resultado e os brasileiros foram buscar o placar (17×17), com dois bloqueios do levantador Índio.  Após bloqueio de Salsa (21×20), Pablo Crer reclamou muito e recebeu cartão amarelo, MOC aproveitou o momento de desconcentração do adversário para abrir vantagem (23×20), mas o Personal voltou a buscar placar e teve o primeiro ponto da partida (23×24) no bloqueio simples de Piá.  Porém, os mineiros voltaram a se impor, e depois da invasão da linha dos três do jogador argentino, Montes Claros fecharam o set (26×24) e levaram a decisão da semifinal para o tie- break.

5º set

Ocampo começou se destacando no set decisivo (2×4), mas na boa sequência de saques de Bob e ótimo ataque de Wanderson na paralela, recolocaram os mineiros na frente (5×4). Porém, aproveitando a virada de bola e com mais ritmo, na virada de lado o Personal Bolívar dominava o marcador (6×8).  Montes Claros pareceu sentir o momento e voltou a acumular erros, com isso o adversário abriu quatro pontos (12×8).  No ponto de saque de Aleksiev, o Personal Bolívar fechou o tie break (15×10) e carimbou vaga na final do Sul-americano de Clubes.

EQUIPES:

MONTES CLAROS: Murilo, Weber, Jonatas, Bob, Robinho, Salsa e  Gian

Entraram: Alê, Wanderson, Índio

Técnico: Marcelinho Ramos

PERSONAL BOLÍVAR:  Gonzalez, Edgar, Gauna, Crer, Aleksiev, Piá e A. González

Entraram:  Patti, Kukartsev, Chirivino, Ocampo

Técnico: Javier Weber

 

 

[Foto: Alexander Sezko]

[Sul-americano] Sada Cruzeiro tem estreia tranquila contra Montes Claros

A segunda rodada do Sul-americano Masculino de Clubes prometia um grande clássico entre Montes Claros e Sada Cruzeiro no ginásio Tancredo Neves, na noite de ontem (22). Porém, o que vimos foi uma partida abaixo do normal para o Montes Claros. Os donos da casa foram superados pelos cruzeirenses por 3×0 (21×25, 23×23, 15×25), em partida válida pelo Grupo A da competição.

Enquanto o Sada Cruzeiro foi bastante eficiente no ataque e saque, o Pequi Atômico não conseguiu consistência no passe durante a partida – apesar da boa atuação no 2º set – e pecou bastante no sideout.

UPCN San Juan e Personal Bolívar venceram suas partidas e hoje (23) disputam o primeiro lugar do Grupo B, às 20h.

Confira a tabela completa e os resultados:

21.02.2017 – Terça-feira
16h45 – Bolívar 3 x 0 Unilever (GRUPO B)
18h15 – UPCN 3 x 0 San Martín (GRUPO B)
20h15 – Montes Claros Vôlei 3 x 0 Bohemios (GRUPO A)

22.02.2017 – Quarta-feira
17h – Bolívar 3 x 0 San Martín (GRUPO B)
18h30 – UPCN 3 x 1 Unilever (GRUPO B)
20h – Sada Cruzeiro x Montes Claros Vôlei (GRUPO A)

23.02.2017 – Quinta-feira
17h – Unilever x San Martín (GRUPO B)
18h30 – Sada Cruzeiro x Bohemios (GRUPO A)
20h – UPCN x Bolívar (GRUPO B)

24.02.2017 – Sexta-feira
17h – Definição 5º lugar: 3º Grupo A x 3º Grupo B
19h – SEMIFINAL I: 1º Grupo B x 2º Grupo A
21h – SEMIFINAL II: 1º Grupo A x 2º Grupo B

25.02.2017 – Sábado
A definir – 3º Lugar
A definir – FINAL

Foto: Ana Flávia Goulart/Divulgação Sada Cruzeiro