[Sul-americano] Sada Cruzeiro conquista o pentacampeonato; Simon é MVP

A noite de sábado (3) em Montes Claros foi marcada pela bela apresentação do Sada Cruzeiro na final do Sul-americano Masculino de Clubes 2018. Diante de pouco mais de quatro mil espectadores, a Raposa levantou o seu quinto troféu de campeão continental (2012, 2014, 2016, 2017, 2018), igualando o Banespa e Paulistano em número de conquistas.

Na decisão, os cruzeirenses bateram o Lomas Voley por 3×0, parciais de 25×19, 25×18 e 25×20, e se garantiram no Mundial de Clubes. “A Polônia nos espera. Acredito que será muito legal jogar mais um Mundial no final do ano e esse era um dos nossos grandes objetivos. Mas antes disso precisamos pesar em fechar bem a temporada e concentrar todo o nosso trabalho na Superliga. Vamos com tudo! É hora de festejar bastante mais este título do Sul-Americano e desfrutar deste momento antes de voltar a trabalhar pelo próximo título”, comentou o central Simon.

WhatsApp Image 2018-03-04 at 11.26.49Além do título e da vaga para o Mundial, a equipe brasileira teve quatro jogadores escolhidos para a seleção do campeonato: o central Isac, o levantador Uriarte, o ponteiro Leon e o líbero Serginho. Completaram o time o oposto Lorena (Montes Claros), o ponta Lucas Ocampo (LomasVoley) e o central Jonadabe Carneiro (Lomas Voley). O central cubano do Sada Cruzeiro, Simon, levou o prêmio de melhor do campeonato.

MOC é bronze
Anfitriões da competição, o Montes Claros Vôlei venceu a disputa do terceiro lugar contra o Personal Bolívar (ARG). O Pequi Atômico fez 3×1, parciais de 26×28, 25×23, 25×23, 25×15.

Com informações da CSV, Lomas Voley e Sada Cruzeiro.
Foto destaque: Uarlen Valerio/O Tempo (via Sada Cruzeiro)
Foto interna: Reprodução Instagram Sada Cruzeiro

[Mundial de Clubes] Com organização tática e saque potente, Civitanova vence Sada Cruzeiro em sets diretos

O primeiro dia do Mundial de Clubes Masculino, realizado na Polônia, prometia grandes duelos, principalmente a partida entre o atual campeão Sada Cruzeiro e o Lube Civitanova. Solta em quadra, a equipe italiana fez um sonoro 3×0 (25×21, 25×16, 25×18) nos cruzeirenses, que estiveram bem longe do que nos acostumamos a ver e cederam 22 pontos em erros aos italianos.

A equipe do Civitanova conseguiu anular os brasileiros principalmente no saque e na boa distribuição de jogo do levantador Christenson, mesmo com Juantorena sendo o grande alvo dos saques do Cruzeiro. O grande destaque da partida foi o oposto Sokolov responsável por 20 pontos, sendo seis de saque.

Além da má atuação, a equipe brasileira ainda foi responsável por uma discussão acalorada. Durante um pedido de tempo, já no final da partida, o ponteiro Leal e o líbero Serginho se desentenderam e Marcelo Mendez os tirou de quadra.

Na outra partida do Grupo A, a equipe polonesa Zaksa Kedzierzyn-Kozle precisou suar para passar pelo Tehran VC por 3×2. Após estar perdendo por 2×0, o saque do Zaksa passou a entrar no 3º set e marcou a virada da equipe polonesa no jogo. Confiante na recuperação, os locais conseguiram levar a partida para o tie-break e vencer o Tehran VC de virada.

Amanhã (13), o Sada Cruzeiro busca a recuperação e pega o Tehran VC, às 17h30, com transmissão do Sportv2. Mais cedo, às 14h30, Zaksa Kedzierzyn-Kozle enfrenta o Lube Civitanova.

ZenitKazan.jpgPra variar, Zenit vence sem brilho
No Grupo B, o Zenit Kazan fez o de sempre no Mundial, jogou o bastante para não deixar o Personal Bolívar com chances. A equipe russa segurou o jogo trocando pontos até a metade de cada set e atropelou os argentinos no bloqueio depois das paradas técnicas do 16º ponto.

Fechando a primeira rodada no grupo sediado em Lódz, o Skra Belchatow não teve dor de cabeça para fazer 3×0 no Shanghai VC, que conta com o ponteiro Facundo Conte, estrela da seleção argentina, como referência da equipe. “Foi muito importante impor rapidamente um ritmo de jogo, porque era nossa primeira partida. Skra mostrou que é um time bom. Colocamos muita pressão no saque, mas, para ser honesto, cometemos muitos erros”, avaliou o italiano Roberto Piazza, treinador do Belchatow.

Confira a tabela do Mundial de Clubes 2017:

12.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
Zaksa Kedzierzyn-Kozle 3 x 2 Tehran VC (19×25, 20×25, 25×16, 31×29, 17×15)
Sada Cruzeiro 0 x 3 Lube Civitanova (21×25, 16×25, 18×25)

Grupo B – Sede: Lódz
Zenit Kazan 3 x 0 Personal Bolívar (25×20, 25×19, 25×17)
Skra Belchatow 3 x 0 Shanghai VC (25×18, 25×19, 25×21)

13.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
14h30 – Zaksa Kedzierzyn-Kozle x Lube Civitanova
17h30 – Tehran VC x Sada Cruzeiro

Grupo B – Sede: Lódz
14h30 – Zenit Kazan x Shanghai VC
17h30 – Skra Belchatow x Personal Bolívar

14.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
14h30 – Zaksa Kedzierzyn-Kozle x Sada Cruzeiro
17h30 – Lube Civitanova x Tehran VC

Grupo B – Sede: Lódz
14h30 – Shanghai VC x Personal Bolívar
17h30 – Skra Belchatow x Zenit Kazan

Com informações da FIVB
Fotos: FIVB

ZenitKazan.jpg

Mais forte e repleto de estrelas, Mundial de Clubes começa amanhã (12)

A espera acabou. O Mundial de Clubes Masculino começa amanhã (12) na Polônia e de cara já teremos confrontos diretos por uma vaga nas semifinais da competição. Defendendo o título, o Sada Cruzeiro enfrenta o Lube Civitanova, atual campeão italiano, às 17h30 (horário de Brasília), pelo Grupo A. “Estou feliz que estamos aqui para jogar contra as melhores equipes do mundo. Sabemos que temos um bom time, então esperamos fazer nosso melhor”, disse o treinador do Civitanova, Giampaolo Medei. A partida terá transmissão do Sportv2.

CoachesofparticipatingteamsofgroupAinOpoleGiampaoloMedeiLubeMarceloMendezSadaCruzeiroMostafaKarkhanehTehranAndreaGardiniZaksa.jpgTambém pelo Grupo A, o time polonês do Zaksa Kedzierzyn Kozle enfrenta o Teheran VC, às 14h30 (horário de Brasília). A equipe polonesa é comandada por um dos maiores nomes do voleibol italiano: Andrea Gardini. Para Gardini, o campeonato é uma grande oportunidade para o time, que ocupa a vice-liderança na Plus Liga e é a atual bicampeã nacional. “Estamos orgulhosos de poder fazer parte deste torneio [Mundial]. Estou feliz por ser realizado na Polônia e tenho certeza de que os espectadores nos apoiarão. Espero que possamos jogar a semifinal”, comentou Gardini durante a coletiva dos treinadores e capitães.

Enquanto o Grupo A joga em Opole, o Grupo B realiza seus jogos em Lódz e também terá boa briga pelas duas vagas nas semifinais. Assim como na outra chave, a abertura já promete ser um grande jogo. Vice-campeão em duas oportunidades, o Zenit Kazan enfrenta o Personal Bolívar, a partir das 14h30 (horário de Brasília). “É uma grande honra participar da competição. Acredito que o nível deste torneio está bem alto. Será uma grande celebração do nosso esporte e uma importante oportunidade para vencermos o Mundial de Clubes pela primeira vez”, disse Vladimir Alekno, velho conhecido dos brasileiros e técnico do Zenit.

A primeira rodada se completa com a estreia do Skra Belchatow, outra equipe polonesa classificada para o Mundial, que enfrenta o Shanghai VC, às 17h30 (horário de Brasília). No banco do Belchatow teremos ainda o ídolo polonês Michal Winiarski que encerrou a carreira como jogador na última temporada atuando pelo próprio Belchatow e agora é assistente de Roberto Piazza na equipe.

Com informações da FIVB.
Fotos: FIVB