[Mundial de Clubes] Com organização tática e saque potente, Civitanova vence Sada Cruzeiro em sets diretos

O primeiro dia do Mundial de Clubes Masculino, realizado na Polônia, prometia grandes duelos, principalmente a partida entre o atual campeão Sada Cruzeiro e o Lube Civitanova. Solta em quadra, a equipe italiana fez um sonoro 3×0 (25×21, 25×16, 25×18) nos cruzeirenses, que estiveram bem longe do que nos acostumamos a ver e cederam 22 pontos em erros aos italianos.

A equipe do Civitanova conseguiu anular os brasileiros principalmente no saque e na boa distribuição de jogo do levantador Christenson, mesmo com Juantorena sendo o grande alvo dos saques do Cruzeiro. O grande destaque da partida foi o oposto Sokolov responsável por 20 pontos, sendo seis de saque.

Além da má atuação, a equipe brasileira ainda foi responsável por uma discussão acalorada. Durante um pedido de tempo, já no final da partida, o ponteiro Leal e o líbero Serginho se desentenderam e Marcelo Mendez os tirou de quadra.

Na outra partida do Grupo A, a equipe polonesa Zaksa Kedzierzyn-Kozle precisou suar para passar pelo Tehran VC por 3×2. Após estar perdendo por 2×0, o saque do Zaksa passou a entrar no 3º set e marcou a virada da equipe polonesa no jogo. Confiante na recuperação, os locais conseguiram levar a partida para o tie-break e vencer o Tehran VC de virada.

Amanhã (13), o Sada Cruzeiro busca a recuperação e pega o Tehran VC, às 17h30, com transmissão do Sportv2. Mais cedo, às 14h30, Zaksa Kedzierzyn-Kozle enfrenta o Lube Civitanova.

ZenitKazan.jpgPra variar, Zenit vence sem brilho
No Grupo B, o Zenit Kazan fez o de sempre no Mundial, jogou o bastante para não deixar o Personal Bolívar com chances. A equipe russa segurou o jogo trocando pontos até a metade de cada set e atropelou os argentinos no bloqueio depois das paradas técnicas do 16º ponto.

Fechando a primeira rodada no grupo sediado em Lódz, o Skra Belchatow não teve dor de cabeça para fazer 3×0 no Shanghai VC, que conta com o ponteiro Facundo Conte, estrela da seleção argentina, como referência da equipe. “Foi muito importante impor rapidamente um ritmo de jogo, porque era nossa primeira partida. Skra mostrou que é um time bom. Colocamos muita pressão no saque, mas, para ser honesto, cometemos muitos erros”, avaliou o italiano Roberto Piazza, treinador do Belchatow.

Confira a tabela do Mundial de Clubes 2017:

12.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
Zaksa Kedzierzyn-Kozle 3 x 2 Tehran VC (19×25, 20×25, 25×16, 31×29, 17×15)
Sada Cruzeiro 0 x 3 Lube Civitanova (21×25, 16×25, 18×25)

Grupo B – Sede: Lódz
Zenit Kazan 3 x 0 Personal Bolívar (25×20, 25×19, 25×17)
Skra Belchatow 3 x 0 Shanghai VC (25×18, 25×19, 25×21)

13.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
14h30 – Zaksa Kedzierzyn-Kozle x Lube Civitanova
17h30 – Tehran VC x Sada Cruzeiro

Grupo B – Sede: Lódz
14h30 – Zenit Kazan x Shanghai VC
17h30 – Skra Belchatow x Personal Bolívar

14.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
14h30 – Zaksa Kedzierzyn-Kozle x Sada Cruzeiro
17h30 – Lube Civitanova x Tehran VC

Grupo B – Sede: Lódz
14h30 – Shanghai VC x Personal Bolívar
17h30 – Skra Belchatow x Zenit Kazan

Com informações da FIVB
Fotos: FIVB

ZenitKazan.jpg

Anúncios

Mais forte e repleto de estrelas, Mundial de Clubes começa amanhã (12)

A espera acabou. O Mundial de Clubes Masculino começa amanhã (12) na Polônia e de cara já teremos confrontos diretos por uma vaga nas semifinais da competição. Defendendo o título, o Sada Cruzeiro enfrenta o Lube Civitanova, atual campeão italiano, às 17h30 (horário de Brasília), pelo Grupo A. “Estou feliz que estamos aqui para jogar contra as melhores equipes do mundo. Sabemos que temos um bom time, então esperamos fazer nosso melhor”, disse o treinador do Civitanova, Giampaolo Medei. A partida terá transmissão do Sportv2.

CoachesofparticipatingteamsofgroupAinOpoleGiampaoloMedeiLubeMarceloMendezSadaCruzeiroMostafaKarkhanehTehranAndreaGardiniZaksa.jpgTambém pelo Grupo A, o time polonês do Zaksa Kedzierzyn Kozle enfrenta o Teheran VC, às 14h30 (horário de Brasília). A equipe polonesa é comandada por um dos maiores nomes do voleibol italiano: Andrea Gardini. Para Gardini, o campeonato é uma grande oportunidade para o time, que ocupa a vice-liderança na Plus Liga e é a atual bicampeã nacional. “Estamos orgulhosos de poder fazer parte deste torneio [Mundial]. Estou feliz por ser realizado na Polônia e tenho certeza de que os espectadores nos apoiarão. Espero que possamos jogar a semifinal”, comentou Gardini durante a coletiva dos treinadores e capitães.

Enquanto o Grupo A joga em Opole, o Grupo B realiza seus jogos em Lódz e também terá boa briga pelas duas vagas nas semifinais. Assim como na outra chave, a abertura já promete ser um grande jogo. Vice-campeão em duas oportunidades, o Zenit Kazan enfrenta o Personal Bolívar, a partir das 14h30 (horário de Brasília). “É uma grande honra participar da competição. Acredito que o nível deste torneio está bem alto. Será uma grande celebração do nosso esporte e uma importante oportunidade para vencermos o Mundial de Clubes pela primeira vez”, disse Vladimir Alekno, velho conhecido dos brasileiros e técnico do Zenit.

A primeira rodada se completa com a estreia do Skra Belchatow, outra equipe polonesa classificada para o Mundial, que enfrenta o Shanghai VC, às 17h30 (horário de Brasília). No banco do Belchatow teremos ainda o ídolo polonês Michal Winiarski que encerrou a carreira como jogador na última temporada atuando pelo próprio Belchatow e agora é assistente de Roberto Piazza na equipe.

Com informações da FIVB.
Fotos: FIVB

Bola Rápida – Lucarelli fora da Superliga e lances do Italiano

DSC02901.jpg

Peça importante para o Taubaté e para a seleção brasileira, Lucarelli ficará fora da 1ª fase da Superliga (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei – arquivo)

– Durante a derrota para o Vôlei Renata, o ponteiro Lucarelli se lesionou. Ontem (26), o jogador da EMS Taubaté Funvic passou por exames que constataram ruptura do tendão de Aquiles do pé direito e terá que passar por cirurgia. Lucarelli ficará fora das quadras por pelo menos quatro meses, perdendo, portanto, o restante do turno e o returno da Superliga. Em nota divulgada pelo Vôlei Taubaté, o médico da equipe, Alexandre de Paiva, não garante o retorno do atleta para a fase final da Superliga.

– Atuando pelo Personal Bolívar no Campeonato Argentino, o oposto brasileiro Theo é o segundo maior pontuador da competição com 129 acertos (111 de ataque,  8 de saque, 10 de bloqueio) em sete partidas disputadas. A equipe argentina participará do Mundial de Clubes no próximo mês e está no Grupo B com o Shanghai VC, Skra Belchatow e Zenit Kazan.

– O Campeonato Italiano está na 9ª rodada do turno e o Civitanova segue líder da competição com 26 pontos. Olha só o que o levantador Christenson aprontou na vitória contra o Perugia no domingo (26).

Com informações da EMS Taubaté Funvic, Lube Volley Civitanova e Aclav

 

[Sul-Americano] Sada Cruzeiro confirma favoritismo, derrota o Personal Bolívar e conquista o quarto título das Américas

A equipe do Sada Cruzeiro é a grande campeã do Sul-Americano de Clubes 2017.  Jogando no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, em Montes Claros (MG), o time mineiro derrotou o time argentino do Personal Bolívar por 3 sets a 0, parciais de (28×26 25×23 e 25×23) e conquistou o tetracampeonato das Américas. Com mais um título, os cruzeirenses carimbaram o passaporte para jogar o Mundial de Clubes que este ano será realizado na Polônia, em dezembro, vale ressaltar que o Cruzeiro é o atual campeão.

O JOGO

A equipe brasileira começou o jogo errando muitos lances[ e dez pontos ao longo do 1º set]. Mais regular e contando com as viradas de bola de Edgar e Piá, o Personal Bolívar foi abrindo vantagem (11×15). Se o passe não estava muito bem, o saque do Cruzeiro estava afiado[foram cinco pontos diretos nesse fundamento, contra um dos hermanos], o que fez com que o Sada reequilibrasse o set. No final da parcial, com bons ataques de Leal, os cruzeirenses erraram menos, conseguiram virar e vencer o set (26×24).

2º set

O Bolívar continuou sendo mais regular, mesmo tendo perdido o primeiro set, e liderava o

boliiiiiiiiiiiiiivar

_ Equipe argentina não conseguiu derrubar  o favoritismo cruzeirense. (Foto: Reprodução/Twitter Bolivar Voley]

placar (1×5), novamente contando com muitos erros do time cruzeirense. No saque flutuante de Isac, o set ficou empatado (13×13). Regular, o ponteiro Rodriguinho pontuava sempre que acionado (17×14), o bloqueio mineiro também cresceu, com destaque para o levantador William que fez dois pontos nesse fundamento (21×14). Quando parecia que o set se encaminharia fácil para o Sada, o central Gauna emendou uma sequência excelentes de saques e recolocou os argentinos no jogo (21×19), mas o time brasileiro freou a reação do adversário, e no ataque de Leal encerrou o set (25×23).

3º set

Diferente dos dois sets anteriores, o Sada Cruzeiro começou melhor e liderando o placar (5×3) e com o Bolívar cometendo mais erros do que antes. Com Simón aparecendo mais no set, no ataque e bloqueio, o time brasileiro abriu quatro pontos (16×12), quando o técnico Javier Weber parou a partida para conversar com seus jogadores. A parada fez bem ao Bolívar, que conseguiu uma sequência de seis pontos, e virou o marcador (16×18).  No momento que era desfavorável, os centrais Simón e Isac chamaram a responsabilidade e ajudaram o time a retomar a liderança do marcador (24×23). O ponteiro Filipe entrou na partida para sacar no match point e conseguiu um ponto direto desse fundamento para dar números finais ao set (25×23) e ao jogo 3 a 0.

Equipes:

SADA CRUZEIRO: William, Leal, Rodriguinho, Evandro,Simon, Isac, e Serginho

Entraram: Cachopa, Alan, Éder Levi, Filipe

Técnico: Marcelo Mendez

PERSONAL BOLÍVAR:  Gonzalez, Edgar, Gauna, Crer, Aleksiev, Piá e A.González

Entraram:  Patti, Kukartsev, Chirivino, Ocampo

Técnico: Javier Weber

 

Seleção do Campeonato:

Confira como ficou a seleção do Campeonato Sul-Americano

Levantador: William(Cruzeiro)

Ponteiros: Leal( Cruzeiro) e Rodriguinho(Cruzeiro)

Centrais: Simón( Cruzeiro) e Crer(Bolívar)

Líbero: A. Gonzalez(Bolívar)

Oposto: Edgar(Bolívar)

MVP: Leal(Cruzeiro)

 

[Foto de Capa: Reprodução Twitter Sada Cruzeiro]

 

[Sul-Americano] Em 5 sets, Bolívar vence o anfitrião Montes Claros e fará a final contra o Sada Cruzeiro

O  anfitrião do Sul -americano de Clubes, a equipe do Montes Claros(MG), lutou e foi buscar um placar contra de 2 sets a 0 diante do Personal Bolívar, mas o time argentino se impôs nos momentos importantes, freou a reação mineira e ganhou por 3 sets a 2, parciais de (28×26, 25×21,23×25, 24×26 e 15×10), em partida realizada no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros(MG).

Com a vitória, os hermanos carimbaram uma vaga na final da competição e terão pela frente outra equipe mineira, o atual campeão do continente Sada Cruzeiro, que mais cedo venceo o UPCN San Juan, da Argentina. A final será amanhã(25), às 17h30, com transmissão do canal Sportv.

O  jogo

A segunda semifinal da competição começou com um ponto de saque do ponteiro Jonatas. Os anfitriões foram liderando o placar com uma boa vantagem (13×10), mas o bloqueio argentino começou a entrar e a parar o ataque brasileiro (15×16). Com o saque de MOC chegando fácil para a recepção, o oposto Edgar e o ponteiro Aleksiev se destacavam pelo lado argentino (20×21). O final do set foi equilibrado, mas o ataque do Personal estava mais apurado que o do adversário, 16 pontos contra 12 dos brasileiros, e foi o fundamento responsável pela vitória dos hermanos (26×28), após ponto de Edgar.

2º set

O Bolívar seguiu embalado e liderando o placar (10×13). A equipe de MOC estava mais acuada em quadra, com o oposto Luan Weber cobrando atitude (11×14). Os centrais do Bolívar, Crer e Gauna, seguiam virando todas as bolas que recebiam e dificultando a defesa do time brasileiro (15×20). A equipe brasileira seguia errando muitos saques e dando muitos pontos para o Personal Bolívar que fechou mais um set, desta vez por (21×25), no ataque do oposto australiano Edgar.

3º set

Precisando vencer, MOC voltou à quadra com uma postura mais agressiva, assim como a torcida, que começou a vibrar e a fazer mais barulho nas arquibancadas (6×4).  O time mineiro melhorou o aproveitamento nos contra-ataques e seguiram à frente do marcador (14×13). Com uma sequência de dois bloqueios de Alê e um ponto de saque de Luan, os anfitriões ampliaram a vantagem (19×16) e parecia que se encaminhavam para fechar com certa folga (24×21), mas os argentinos reagiram (24×23). Porém, no ataque de Luan, os mineiros levaram o 3º set (25×23).

4º set

Logo no início da parcial, o ponteiro Jonatas saiu contundido, sentiu o joelho direito, e com isso Bob voltou à quadra (1×2). O bloqueio do Bolívar voltou a fazer diferença (4×7), provocando um tempo técnico de Marcelinho Ramos. Na sequência, MOC fez a inversão 5 -1, entrando Wanderson e Índio, nos lugares de Murilo e Luan Weber, respectivamente.  A mudança deu resultado e os brasileiros foram buscar o placar (17×17), com dois bloqueios do levantador Índio.  Após bloqueio de Salsa (21×20), Pablo Crer reclamou muito e recebeu cartão amarelo, MOC aproveitou o momento de desconcentração do adversário para abrir vantagem (23×20), mas o Personal voltou a buscar placar e teve o primeiro ponto da partida (23×24) no bloqueio simples de Piá.  Porém, os mineiros voltaram a se impor, e depois da invasão da linha dos três do jogador argentino, Montes Claros fecharam o set (26×24) e levaram a decisão da semifinal para o tie- break.

5º set

Ocampo começou se destacando no set decisivo (2×4), mas na boa sequência de saques de Bob e ótimo ataque de Wanderson na paralela, recolocaram os mineiros na frente (5×4). Porém, aproveitando a virada de bola e com mais ritmo, na virada de lado o Personal Bolívar dominava o marcador (6×8).  Montes Claros pareceu sentir o momento e voltou a acumular erros, com isso o adversário abriu quatro pontos (12×8).  No ponto de saque de Aleksiev, o Personal Bolívar fechou o tie break (15×10) e carimbou vaga na final do Sul-americano de Clubes.

EQUIPES:

MONTES CLAROS: Murilo, Weber, Jonatas, Bob, Robinho, Salsa e  Gian

Entraram: Alê, Wanderson, Índio

Técnico: Marcelinho Ramos

PERSONAL BOLÍVAR:  Gonzalez, Edgar, Gauna, Crer, Aleksiev, Piá e A. González

Entraram:  Patti, Kukartsev, Chirivino, Ocampo

Técnico: Javier Weber

 

 

[Foto: Alexander Sezko]

[Sul-americano] Primeira rodada sem surpresas; Sada Cruzeiro estreia hoje (22)

O Sul-americano Masculino de Clubes começou ontem (21) sem surpresas em Montes Claros, norte de Minas Gerais. A primeira rodada foi aberta com o confronto entre Personal Bolívar (ARG) e Club Unilever (PER), válido pelo Grupo B. Os argentinos venceram por 3×0 (25×16, 25×20, 25×12) e o búlgaro Aleksiev terminou a partida como maior pontuador.

upcn_sanmartin_fredsonsouzamocCampeão em 2013 e 2015, o UPCN San Juan (ARG) também estreou com vitória. A equipe de Fabián Armoa não teve dificuldades para fazer 3×0 diante do Club San Martin (BOL), parciais de 25×13, 25×19 e 25×10.

O primeiro dia do Sul-americano se encerrou com o triunfo dos donos da casa, o Montes Claros Vôlei, também por 3×0 (25×15, 25×9, 25×21), em cima do Bohemios (URU). Diante de sua torcida, o Pequi Atômico aproveitou a partida para dar mais ritmo a jogadores do banco, poupando titulares para o clássico desta quarta-feira (22) com o Sada Cruzeiro.

Confira a tabela completa do Sul-americano de Clubes:

21.02.2017 – Terça-feira
16h45 – Bolívar 3 x 0 Unilever (GRUPO B)
18h15 – UPCN 3 x 0 San Martín (GRUPO B)
20h15 – Montes Claros Vôlei 3 x 0 Bohemios (GRUPO A)

22.02.2017 – Quarta-feira
17h – Bolívar x San Martín (GRUPO B)
18h30 – UPCN x Unilever (GRUPO B)
20h – Sada Cruzeiro x Montes Claros Vôlei (GRUPO A)

23.02.2017 – Quinta-feira
17h – Unilever x San Matín (GRUPO B)
18h30 – Sada Cruzeiro x Bohemios (GRUPO A)
20h – UPCN x Bolívar (GRUPO B)

24.02.2017 – Sexta-feira
17h – Definição 5º lugar: 3º Grupo A x 3º Grupo B
19h – SEMIFINAL I: 1º Grupo B x 2º Grupo A
21h – SEMIFINAL II: 1º Grupo A x 2º Grupo B

25.02.2017 – Sábado
A definir – 3º Lugar
A definir – FINAL

Com informações da Confederação Sul-americana de Voleibol (CSV) e Montes Claros Vôlei
Fotos: Fredson Souza / MCV