[Superliga] Fora de casa, Funvic Taubaté se impõe, vence JF Vôlei e sai na frente nos playoffs

O JF Vôlei recebeu, neste sábado (18), em Juiz de Fora (MG), a equipe do Funvic Taubaté (SP), na primeira partida da série melhor de cinco jogos dos playoffs. Ao contrário do jogo da semana anterior, quando os mineiros venceram por 3 a 2, desta vez, a experiente equipe de Taubaté, que conta com três campeões olímpicos: Wallace, Lucarelli e Éder, venceram por 3 a 0, parciais de (29×27, 25x 23 e 25×18), em 1h45minutos.

Agora, os paulistas irão realizar as duas próximas partidas em casa, no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP). O próximo jogo entre as equipes será na quinta-feira (23), às 21h55, com transmissão da RedeTV e do SporTV.com.

O JOGO

A partida começou muito equilibrada. Com os ataques de ambas as equipes muito bem, nenhuma equipe conseguia abrir (8×8).  O set seguiu com os times se revezando à frente do marcador (16×17). Em um set tão equilibrado, o oposto Wallace fez a diferença e, no contra-ataque, colocou o time paulista com vantagem de dois pontos (18×20). A diferença a favor dos visitantes permaneceu e a equipe chegou a ter duas chances de fechar o set (22×24), mas foi a vez do oposto de Juiz de Fora, Renan, chamar a responsabilidade e deixar tudo igual (24×24), para delírio da torcida presente. Porém, na sequência, a experiência de Taubaté pesou e depois de um saque de Lucarelli que dificultou a recepção mineira, a equipe do Funvic Taubaté fechou o set (27×29), em 33minutos.

2º set

No bloqueio de Diego, os donos da casa abriram o placar (1×0), mas, rapidamente, com boa sequência de saques de Wallace, que proporcionou contra-ataques para os paulistas, o Funvic abriu ótima vantagem (4×10). Juiz de Fora sentiu o ritmo adversário e acumulou erros, fazendo o treinador promover a troca de seu oposto e levantador, entraram Moreno e Adami, nos lugares de Rodrigo e Renan, respectivamente. A mexida deu resultado e o time mineiro foi tirando a desvantagem no set pouco a pouco, com o bloqueio do JF Vôlei crescendo, sobretudo com o central Bruno (13×15). A equipe da Zona da Mata até teve a bola na mão para deixar tudo igual (20×21), mas a jovem equipe desperdiçou ataque e o time taubateano seguiu à frente (23×24). O ponteiro de Juiz de Fora, Ricardo foi tentar uma deixadinha e o bloqueio de Taubaté botou a bola no chão no lado adversário (23×25), dando números finais ao segundo set, em 33 minutos.

3º set

Assim como aconteceu no set anterior, o time paulista começou ditando o ritmo do set (2×7), com Otávio bloqueando muito bem e recebendo muitas bolas do levantador Rapha (3×12). A torcida tentava jogar junto com o time e tentava empurrar a equipe mineira que, mais uma vez, tentava fazer um set de recuperação (10×16). Com Rapha fazendo uma distribuição perfeita, o bloqueio adversário encontrava dificuldades para parar o ataque de Taubaté (12×19). Determinados a não cometer o erro do set anterior, quando deixaram Juiz de Fora crescer na parcial, Wallace botava no chão todas as bolas que recebia (15×22), encaminhando a vitória no set (18×25), em 27 minutos, e no jogo por 3 a 0. Em votação popular, o oposto Wallace foi escolhido o melhor jogador da partida e recebeu o Troféu Viva Vôlei.

EQUIPES:

JF VÔLEI: Rodrigo, Ricardo, Rammé, Renan, Bruno Diego e Fábio Paes

Entraram: Juan Mendez, Franco, Raphael, Moreno e Adami,

Técnico: Henrique Furtado

FUNVIC TAUBATÉ:  Raphael, Lucas Lóh, Lucarelli, Otávio, Éder, Wallace e Mário Jr.

Entraram: Matheus, Gelinski e Renan

Técnico: Cézar Douglas

 

Anúncios

[Superliga] Estreando na competição, Sada Cruzeiro vence o JF Vôlei por 3 a 0

 

Em Juiz de Fora, diante de um ginásio lotado, o Sada Cruzeiro começou com o pé direito a briga por mais um título na temporada. Atual campeão, a equipe cruzeirense venceu o JF Vôlei em sets diretos em 1h30, mas a partida não foi tão fácil assim como o placar demonstra. Com parciais de (25×23, 25×23 e 25×17), a jovem equipe da Zona da Mata, que é formada em sua maioria por jogadores da base do Cruzeiro, equilibraram a partida, mas nos momentos decisivos, a experiência fez a diferença a favor dos visitantes. Com 13 pontos, o oposto Evandro foi eleito o melhor jogador do confronto.

Foi a segunda derrota de Juiz de Fora, que na estreia perdeu para o Brasil Kirin, vice-campeão da última edição da Superliga, mas o técnico Henrique Furtado está animado com a evolução de seus comandado, sobretudo diante de um adversário fortíssimo, e afirmou que seguirá trabalhando para aperfeiçoar os erros. “Fizemos coisas boas. Seguiremos evoluindo para levar os nossos fundamentos ao melhor patamar possível, visando jogar de igual para igual contra qualquer adversário. O saque do Sada Cruzeiro é extremamente agressivo. Nós respondemos bem, em alguns momentos. Em outros, nem tanto. Além disso, em boa parte do jogo nosso ataque conseguiu um percentual próximo ao deles. Infelizmente, no terceiro set nossos erros foram mais frequentes e vimos o oponente se distanciar no placar”.

O JOGO

A partida começou equilibrada, com Rodrigo acionando bastante o oposto Renan. Após o primeiro rali da partida, o ponteiro Rodriguinho botou a bola no chão (4×5) e os cruzeirenses assumiram o marcador. O Cruzeiro abriu quatro pontos (8×12), mas o bloqueio do JF Vôlei com Rômulo e Rodriguinho diminuíram a desvantagem dos donos da casa (14×15). Em ótima passagem no saque do levantador William, os cruzeirenses voltaram a ter uma folga no placar (14×19). Novamente Juiz de Fora reagiu e com um ótimo saque do levantador Rodrigo, o time foi buscar o set (23×24). Porém, o bloqueio do Sada parou o ataque adversário para dar números finais ao set (25×23).

2º set

O equilíbrio permaneceu no início, com ambas as equipes demonstrando muito volume de jogo (7×8). O JF Vôlei começou a cometer mais erros e viu o adversário abrir três pontos (11×14), provocando um pedido de tempo do técnico Henrique Furtado. A parada fez bem aos donos da casa que voltaram mais ligados à quadra e conseguiram uma virada (17×16) para a loucura da torcida presente. Só que, assim como no set anterior, a experiência pesou e William jogou a responsabilidade para Evandro, o oposto respondeu a altura e decidiu para o Sada Cruzeiro (25×23), mesmo placar do 1º set.

3º set

A igualdade prevaleceu no início do terceiro set (10×10) com os opostos Renan, do JF Vôlei, e Evandro, Sada Cruzeiro, sendo os maiores pontuadores de suas equipes e a bola de segurança de seus levantadores (11×13). Com mais regularidade e consistência, os visitantes comandavam o marcador e ampliavam a diferença (15×19). Desta vez, diferente do que aconteceu nas parciais anteriores, Juiz de Fora não conseguiu reagir e viu os cruzeirenses ampliarem a vantagem e se encaminharem para fechar o set (25×17) e o jogo por 3 a 0.

EQUIPES:

JF VÔLEI: Rodrigo, Ricardo, Rammé,Renan, Rômulo,  Bruno  e Fabio Paes

Entraram: Juan Mendez, Adami, Moreno, Franco

Técnico: Henrique Furtado

SADA CRUZEIRO: William,  Rodriguinho, Filipe, Evandro, Éder Levi, Isac e Serginho

Entraram: Alan, Cachopa

Técnico: Marcelo Mendez

 

 

 

 

 

 

Brasil volta a vencer a Rússia em amistoso

por Luara Herédia

 Foto: Divulgação CBV

Foto: Divulgação CBV 

A seleção brasileira masculina de vôlei voltou à quadra para a disputa do segundo jogo amistoso contra a Rússia, novamente o Brasil saiu com a vitória por 3 x1. Parciais de  25-20,25-20, 19-25 e 25-17. Assim como ontem, um quinto set foi disputado e os russos venceram por 25 x 22.

Para os jogos amistosos, a seleção viajou com os seguintes jogadores: os levantadores Bruno e William Arjona, os opostos Leandro Vissotto, Wallace e Renan, os centrais Lucão, Eder, Maurício Souza e Isac, os ponteiros Dante, Thiago Alves, Lipe, Maurício Borges e Lucarelli e os líberos Mário Jr. e Alan. 

As partidas serviram como teste final  para o Brasil, que estreia na  Liga Mundial na próxima sexta- feira(7) contra a Polônia, atual campeã da competição. O canal Sportv transmite a partida a partir de 12h35min.

Bernardinho escalou o mesmo time que iniciou a partida ontem: Bruninho( levantador) Leandro Vissotto( oposto), Éder e  Maurício( centrais), Lucarelli e  Dante( ponteiros) e Mário Júnior ( líbero). Porém, ao contrário do primeiro jogo, poucas mudanças ocorreram, entraram apenas o central Isac, o ponteiro Lipe, o levantador William e o oposto Wallace.

Confira a lista dos 22 jogadores convocados para a Liga Mundial:

Levantadores: Bruno Rezende, William Arjona, Raphael e  Murilo Radke

Ponteiros: Dante, Lucarelli,Lipe, Maurício Borges e Thiago Alves e Ary

Opostos: Leandro Vissotto, Wallace, Renan , Thèo, João Paulo Bravo

Centrais: Éder, Lucas Saatkamp, Isac e Maurício Souza, Sidão

Líberos: Mário Júnior e Alan

Se preparando para a Liga Mundial, Brasil vence Rússia em amistoso

 por Luara Herédia

A seleção brasileira de vôlei  embarcou para a Europa na quarta-feira(29) para início da disputa da Liga Mundial, a estreia do Brasil será na próxima sexta- feira (7) contra os poloneses, atuais campeões. Porém, antes de um jogo oficial, a seleção de Bernardinho fez uma escala na cidade de Moscou para disputar 2 amistosos contra os russos, algozes dos brasileiros na última final olímpica.

A seleção voltou às quadras com mudanças importantes, sem Giba , Rodrigão e Serginho(que se aposentaram da seleção)  e Murilo e Sidão( que se recuperam de lesões), Bernadinho escalou o time com:  Bruno( levantador), Leandro Vissotto( oposto), Éder e Maurício (centrais), Lucarelli  e Dante(ponteiros) e o líbero Mário Júnior. O placar da partida foi  3 sets a 1 para o Brasil. Parciais de  25-17, 25-17, 23-25 e 25-23.

Depois da vitória brasileira, as equipes disputaram mais um set mas  por se tratar de uma partida amistosa, o quinto set foi disputado em 25 pontos, a vitória foi da Rússia por 25 x 22.Amanhã as equipes voltam a se enfrentar ao meio dia ( horário de Brasília).

8406cfb594b839b1b4c465e59869d613_XL

Foto: Divulgação CBV

O jogo serviu para a comissão técnica mexer bastante no time. No decorrer da partida o oposto  Wallace e o levantador William, que fez sua estreia na seleção entraram e ajudaram  o Brasil a fazer 25 x 17 e abrir 2 sets a 0 no placar.

No início do 3º set, o central Isac e os ponteiros Lipe e Thiago Alves se juntaram a Bruno, Wallace, Éder e Mário Jr, mas a vitória no set foi dos anfitriões: 25 x 23.No quarto set, William, Maurício e o líbero Alan começaram como titular no lugar de Bruninho, Éder e Mário Junior. A vitória da parcial foi brasileira que fecharam o set em 25 x 23.

Um quinto set foi disputado, e o oposto Renan e  o ponteiro Maurício Borges ao lado de William,Maurício, Isac , Thiago Alves e Alan formaram uma seleção totalmente renovado em relação ao início do jogo. A Rússia voltou a vencer um set do Brasil  por 25 x 22.