Sada/Cruzeiro e Sesi vencem primeiro jogo das semifinais

Atuais campeões da Superliga, os mineiros do Sada/Cruzeiro venceram o primeiro jogo da semifinal contra o Minas por 3×1 (25×23,26×24,23×25 e 25×21). Wallace e Leal, ambos do Cruzeiro, dividiram o posto de maior pontuador da partida com 18 pontos cada um. O ponteiro Filipe recebeu o troféu Viva Vôlei. A segunda partida entre Cruzeiro e Minas será na segunda-feira, 30, na Arena Minas, às 18h30. Em caso de vitória dos donos da casa, a terceira partida da melhor de três será no dia 4 de abril.

 

 _ Sada/Cruzeiro é o atual campeão da Superliga. ( Foto: Lucilia Bortone)

_ Sada/Cruzeiro é o atual campeão da Superliga.
( Foto: Lucilia Bortone)

Do lado paulista, Sesi-SP levou a melhor, fora de casa, contra o Funvic/Taubaté também em quatro sets (25/21, 27/25, 28/30 e 25/19). O central Lucão foi eleito o melhor da partida. Na terça-feira, 31, o Sesi recebe o Taubaté, na Vila Leopoldina, com a esperança de fechar a conta da semifinal e garantir mais uma final da Superliga.

Anúncios

CBV divulga seleção do 1º turno da Superliga

por Luara Herédia

 

          Após 11 rodadas, neste domingo, 14, chegou ao fim o primeiro turno da Superliga Masculina 2014/2015. Com 12 times na disputa, o atual campeão Sada/Cruzeiro mesmo perdendo a invencibilidade para o SESI na  última rodada, se manteve no topo. Porém, a equipe de Taubaté segue na cola do líder com 29 pontos, um a menos que os mineiros.

       Com o fim da primeira fase da competição, a Confederação Brasileira de Vôlei(CBV) divulgou nesta segunda- feira, 15, a seleção do campeonato.  Confira abaixo:

Levantador: William – Sada/ Cruzeiro

Oposto: Wallace – Sada/ Cruzeiro

Centrais: Riad – SESI e Victor Hugo – UFJF

Ponteiros: Lipe -Taubaté e Leal- Sada/Cruzeiro

Líbero: Lucianinho- Minas Tênis Clube

 _ Foto: (Reprodução Confederação Brasileira de Vôlei - CBV)


_ Foto: (Reprodução Confederação Brasileira de Vôlei – CBV)

Confira a classificação após o fim do 1º turno

 ( Foto: Reprodução Confederação Brasileira de Vôlei- CBV)

( Foto: Reprodução Confederação Brasileira de Vôlei- CBV)

 

SUPERLIGA 2012/ 2013 ( SEMIFINAL)- VIVO/ MINAS provoca o terceiro jogo no duelo contra RJX

por Luara Herédia

           

                O SADA/ CRUZEIRO já está na final da SUPERLIGA, mas o time mineiro vai precisar esperar o terceiro jogo das semifinais entre RJX x VIVO/ MINAS, para saber quem será seu adversário. No primeiro jogo entre essas duas equipes, a vitória foi para o RJX por 3 sets a 2, um dos melhores jogos dessa edição da competição. No segundo confronto, em Belo Horizonte, o time mineiro venceu pela primeira vez o RJX nessa temporada.  Para a equipe minastenista era vencer e continuar na competição e foi isso que aconteceu, impulsionada pela torcida que lotou o ginásio do Minas Tênis Clube. Dentro de quadra o time apresentou   muito volume de jogo e não  deu chances para o adversário. Vitória por 3 x 0. Parcias de 25 x 21, 27 x 25 e 25 x20.

           Pelo lado do RJX, insatisfeito com o seu time, o técnico Marcelo Fronckowiak tirou no decorrer da partida o central Lucão, um dos responsáveis pela vitória no primeiro duelo. As duas equipes voltam a se enfrentar, no ginásio do Maracanãzinho na próxima sexta- feira.

Imagem

                                         FOTO: CBV

 

O JOGO:

                O Minas foi para o jogo com o levantador Marcelinho e o oposto Filip contundidos( Marcelinho não treinou durante a semana). Filip fez o primeiro ponto do jogo. No erro de jogada do Minas, o jogo ficou empatado: 1 x 1. O oposto Théo cometeu os dois toques e o juiz parou a jogada e deu ponto para o time mineiro: 3 x 2. Após saque forçado de Filip, o ponteiro Lucarelli marcou : 5 x 3, Minas. No primeiro tempo técnico a equipe do VIVO/ MINAS tinha o dobro de pontos do adversário: 8 x 4. As duas equipes forçavam muito o saque e com isso cometiam muitos erros.  Após rally, o RJX diminuiu a diferença do placar com Dante: 9 x 7.  O ponteiro do RJX foi para o saque e conseguiu um ace: 10 x 9, Minas. Lucarelli, pelo meio fundo  fez: 12 x 10 para o time da casa. Théo, no ponto de saque deixou tudo igual no set: 12 x 12. Filip, com um ace deu a vantagem de dois pontos para a equipe minastenista: 14 x 12. Lucarelli, pela entrada de rede ampliou a vantagem do placar para três pontos: 15 x 12, o técnico do RJX, Marcelo Fronckowiak, parou a partida. Na bola de segunda  de Marcelinho, o placar era  16 x 13 a favor do time mineiro.

                Henrique, no bloqueio aumentou para quatro pontos a vantagem mineira : 17 x 13. Após erro de jogada da equipe carioca, Fronckowiak parou novamente o jogo: 19 x 14, Minas. Thiago Alves , na jogada fundo- meio diminuiu a desvantagem no placar:  19 x 16, Minas.  Horacio Dileo pediu tempo.  Após erro de recepção, o  levantador Bruninho  cometeu infração, dando um ponto de graça para o adversário: 21 x 16.  Guilherme e Da Silva entraram no time carioca no lugar de Théo e Bruno. O bloqueio triplo do RJX , parou o ataque de Filip: 23 x 20, Minas. Lucarelli fez o Minas voltar a pontuar: 24 x 20. Da Silva marcou para o RJX: 24 x 21.  NO erro de saque do adversário, o Minas fechou o primeiro set: 25 x 21.

 2º set

                O RJX marcou o primeiro ponto do set no erro de saque do adversário. O Minas passou na frente no erro do oposto Théo: 2 x 1. No bloqueio com Dante , o RJX assumiu o placar: 3 x 2. Quiroga abriu dois pontos de vantagem para o time da casa : 5 x 3. O  time do RJ empatou o set  no erro da equipe mineira: 5 x 5. Thiago Alves, explorando o bloqueio colocou a equipe carioca na frente: 7 x 6. No primeiro tempo técnico o placar era: 8 x 7 para o o RJX.  Théo, marcou o décimo ponto do time carioca: 10 x 9. Maurício colocou o Minas na frente do placar: 11 x 10. No erro do central Lucão, o  VIVO/ MINAS abriu dois pontos :13 x 11, provocando um pedido de tempo do técnico do RJX.  Na largadinha, Quiroga  marcou mais um ponto para o Minas  14 x 12. Na segunda parada técnica o placar era 16 x 14 para o time da casa.

                 No contra-ataque, Riad marcou para a equipe carioca: 16 x 15, Minas. No erro de recepção de Lucareli, o ponto foi do RJX 17 x 16. No bloqueio de Dante, o set ficou empatado: 17 x 17, o técnico Horacio Dileo, gastou o tempo técnico. No ace de Bruninho, o RJX passou na frente do placar: 19 x 18. O Minas errou o ataque e na sequência foi parado pelo bloqueio carioca, com isso os visitantes abriram três pontos: 21 x 18.  Empurrado pela torcida, o VIVO/ MINAS  empatou o set: 21 x 21. No saque de Lucarelli,  o Minas passou na frente 22 x 21.  O levantador Bruninho cometeu os dois toques e o Minas  e abriu dois pontos: 23 x 21. O líbero do Minas errou o levantamento  23 x 22, Minas.  Após saque de Lucão, o jogo ficou novamente empatado: 24 x 24. Quiroga desperdiçou a bola do set e o jogo seguiu empatado 25 x 25. Filip deu a vantagem para o Minas: 26 x 25. Lucarelli no contra-ataque  fechou o set em 27 x 25.

         3º set

                     O set começou no erro de saque de Lucão: 1  x0. O central Maurício cometeu os dois toques e o jogo ficou empatado: 1 x 1. As duas equipes erravam muitos saques e o set seguia empatado: 4 x 4. Filip, colocou o time mineiro na frente de novo: 6 x 5. Thiago Alves, errou o ataque e o time da casa abriu dois pontos: 7 x 5. No tempo técnico o placar era:  8 x 6 para o VIVO/ MINAS. O técnico Marcelo Fronckowiak, tirou o central Lucão e colocou UAllas.  O central Henrique no ace ampliou a vantagem mineira:  10 x 6. O técnico da equipe carioca parou o jogo. Após erro de jogada do Minas, o RJX encostou no marcador: 11 x 9. Henrique, no bloqueio simples parou o ataque carioca: 14 x 10. No  segundo tempo técnico o placar era 16 x 13, VIVO/ MINAS.

                Lucarelli, no contra-ataque marcou mais um ponto para o time mineiro: 17 x 13. O ponteiro argentino Quiroga caiu na quadra sentindo dores  e deixou a partida. O ponteiro Samuel Fuchs entrou no lugar.  Lucarelli, na paralela fez 19 x 15, Minas. Da Silva, na bola de xeque marcou para o time carioca: 19 x 16. Na bola de segunda, Marcelinho fez 22 x 19.  Dante, diminuiu o placar: 23 x 20.  No ace de Henrique o Minas fechou o set em 25 x 20 e o jogo por 3 sets a 0. O troféu Viva Vôlei de melhor da partida foi para o ponteiro de 21 anos, Ricardo Lucarelli.

   VIVO/ MINAS:  Henrique e Mauricio( centrais), Lukinha (líbero) Marcelinho( levantador), Filip( oposto) , Quiroga e Lucarelli (ponteiros) .Técnico: Horacio Dileo

ENTRARAM: Evandro

RJX: Riad e Lucão( centrais), Mário Júnior(líbero),Bruno( levantador), Théo( oposto)  Thiago Alves e  Dante ( ponteiros). Técnico: Marcelo Fronckowiak

ENTRARAM:  Guilherme, Da Silva, Uallas

     

SUPERLIGA 2012/ 2013- MELHORES JOGADORES DA SEMIFINAL

por Luara Herédia

A primeira rodada dos jogos da semifinal da Superliga 2012/ 2013 acabou. No primeiro confronto o RJX venceu o MINAS por 3 x 2. Na outra semifinal, o CRUZEIRO venceu o SESI por 3 x 0 e também deu um passo para a final da competição. OS quatro times da semifinal tiveram jogadores como melhores da rodada. Confira os jogadores que se destacaram na rodada:
O cubano Leal foi o melhor jogador da rodada. O ponteiro da equipe do SADA/ CRUZEIRO aparece nas estao 2º no saque, 3º na recepção, o 4º na defesa e 10º melhor ataque.

 Yoandry Leal, eleito o melhor jogador da rodada.FOTO: MELHOR DO VÔLEI

      Yoandry Leal, eleito o melhor jogador da rodada.
                                     FOTO: MELHOR DO VÔLEI

O oposto tcheco do VIVO/MINAS, Filip, foi o maior pontuador da rodada. O jogador da equipe mineira fez 26 pontos na partida contra o RJX, mas não conseguiu evitar a derrota da sua equipe.

 O oposto Filip fez 26 pontos FOTO: CBV

O oposto Filip fez 26 pontos
FOTO: CBV

 

 

 

 

 

 

 

 

O oposto do SADA / CRUZEIRO, Wallace foi o melhor ataque. A equipe mineira tabém teve o melhor levantamento, com William, a melhor defesa com Serginho e o líbero também foi eleito o melhor da sua posição.

da esquerda para a direita:
 Wallace, William e Serginho.

O melhor bloqueio foi do central RIAD, do RJX. A melhor recepção do líbero Serginho, do SESI e o ponteiro Lucarelli, do VIVO/ MINAS , o melhor saque.

Da esquerda para direita: Riad (RJX), Serginho ( SESI) e Lucarelli ( VIVO-MInas)

SUPERLIGA 2012/ 2013- RJX vence a primeira partida das semifinais

Por Luara Heredia


As semifinais da Superliga Masculina 2012/ 2013 começaram com um ótimo jogo na manhã de sábado no Maracanãzinho. RJX x VIVO/ MINAS se enfrentaram na primeira partida da semifinal e fizeram um dos melhores confrontos dessa Superliga. O time mineiro foi mais agressivo, mas o RJX mostrou o porque de ter sido a melhor equipe da primeira fase da Sperliga e usando a seu favor o fator casa  e a força do seu conjunto, o saque do central Lucão no primeiro set e a entrada do jovem oposto Paulo Victor, o Da Silva , mudaram o rumo do jogo, resultado: RJX 3 x 2 VIVO/ MINAS. Parciais de 25 x 23, 21 x 25, 19 x 25, 25 x 22 e 15 x 13. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, 30/ 03, em Belo Horizonte.

semi 1O JOGO:
O jogo começou equilibrado , no ace de Lucarelli e o Minas passou no placar: 4×3. Em um disputado rally, o Rjx empatou. No erro de contra ataque de Quiroga: 5×4 RJX. No bloqueio duplo do Minas: 6×5. Na parada técnica, o placar era 8×7 VIVO/MINAS. No contra- ataque inas fez 9 x 7. Usando o bloqueio, o RJX empatou a partida: 9 x 9. O set seguiu equilibrado até os quatorze pontos. Após um ponto de saque do oposto tcheco FIlip, o Minas foi para o segundo tempo técnico com dois pontos de vantagem: 16 x 14.Na volta da parada obrigatória, o time mineiro seguiu melhor e no erro do adversário abriu três pontos no marcador. O VIVO/ MINAS seguia mais regular no jogo e logo abriu vantagem no set : 20 x 15.
O técnico do RJX, Marcelo Fronckowiak parou o jogo. Após um saque forçado, o RJX pontuou no contra-ataque e marcou dois pontos consecutivos: 20 X 17, VIVO/MINAS. O time mineiro começou a errar muito e a equipe carioca soube aproveitar o momento e diminuiu a desvantagem do placar para dois pontos: 21 x 19, forçando o técnico, Horácio Dileo parar a partida. No erro de saque, a diferença do set caiu para apenas um ponto a favor dos visitantes: 21 x 20. Com dois pontos seguidos, sendo um no bloqueio simples do central MAurício, o Minas se encaminhava para fechar o set: 23 x 20.
Foi aí que um jogador mudou o rumo do set. O central Lucão foi para o saque e ajudou o RJX a virar o set de forma surpreendente. Forçando os saques, o central atrapalhou a recepção do time mineiro e aproveitou os contra- ataques para pontuar e buscar o set: 23 x 22, MINAS. O técnico argentino da equipe mineira parou novamente o jogo para parar a sequência do central do RJX, mas a estratégia não adiantou. Na volta do set, Lucão sacou muito bem novamente e Thiago Alves, empatou o set: 23 x 23. O RJX soube aproveitar o momento e fechou o set em 25 x 23, fazendo 1 set a 0 na semifinal.
2º set
O oposto Filip fez o primeiro ponto do set para a equipe mineira: 1 x0. Erro de ataque do RJX e o Minas abriu 2 x0. Na bola de segunda, Bruninho fez o primeiro ponto do RJX: 2 x 1. No saque de Dante o set empatou: 3 x 3. Erro de Lucão: 5 x 4, Minas. Na largadinha, Riad deixou tudo igual: 6 x 6. Riad na disputa fez: 7 x 6. No erro de recepção de Lukinha, o RJX foi para o tempo técnico com dois pontos de vantagem: 8 x 6. Na volta do tempo técnico o Minas empatou 8 x 8. Ace de Henrique 9 x 8. Filip explorou o bloqueio e marcou mais um ponto para o time mineiro: 12 x 10. Erro de ataque de Lucão e o Minas abriu três ponto:14x 11 , Marcelo Fronckowiak parou a partida. Na segunda parada técnica, o placar era 16 x 13 para o VIVO/MINAS.
O RJX se recuperou no set e encostou no placar 17 x 16, Horácio Dileo parou o jogo. Invasão de Lucarelli por baixo de Lucarelli e o set empatou: 17 x 17. No contra-ataque o time carioca passou no placar: 18 x 17. Filip , virou mais uma e Minas passou 19 x18. O levantador Bruninho tocou na rede e o Minas abriu dois pontos: 20 x 18. Tempo pedido pelo técnico da equipe carioca. Após rally, Lucarelli marcou: 21 x 18, Minas. Erro de jogada do RJX e Minas abriu quatro pontos: 23 x 19. Quiroga atacou na entrada de rede e o Minas teve o primeiro set point: 24 x 20. Erro de saque de Lucão e o Vivo/ Minas fechou o set em 25 x 21 e empatou a partida em 1 x 1.

3º set
1. Ace de Marcelinho: 3 x 1, Minas. No bloqueio , o Vivo/Minas passou no placar 4 x 3. No ace, o ponteiro Lucarelli deu vantagem de dois pontos para o time mineiro: 5 x 3. Ace de Filip 8 x5. Filip ace d enovo 9 x 5. Marcelo Fronckowiak trocou o oposto de sua equipe. Théo saiu para a entrada de Da Silva. Dois toques do levantador Bruno e Minas abriu cinco pontos no placar: 10 x 5. 12 x 7, Minas e o técnico do RJX gastou seu primeiro tempo técnico. Erro de ataque do Minas: 13 x 10. Com mais volume de jogo, o Minas pontuou em mais um contra-ataque com Filip: 15 x 10.
Na segunda para técnica, o placar era 16 x 13 para o Vivo/ Minas. No contra-ataque, Da Silva pontuou: 17 x 14. No erro de Lucarelli, RJX diminuiu a desvantagem no placar: 17 x 15, Horácio Dileo parou o jogo. Bloqueio mineiro parou o ataque de Dante: 19 x 15, foi a vez do técnico do RJX, Fronckowiak parar a partida para conversar com sua equipe. Bloqueio simples 20 x 15. Uallas no lugar de Lucão pelo RJX. Thiago Alves, no contra- ataque marcou mais um ponto para a equipe carioca: 22 x 19. Lucarelli atacou na diagonal curta e o Minas fez : 24 x 19. No bloqueio triplo o Minas fechou o set.
4º set
Filip errou o ataque 1 x 0, RJX. No contra- ataque, Lucão marcou mais um ponto para o time carioca 2 x0. Maurício, pelo meio marcou o primeiro ponto do Minas: 2 x 1. Mais um erro do oposto Filip e RJX abriu três pontos: 4 x 1. Ace de Lucarelli: 4 x 3, RJX. NA bola fundo –meio, o jovem ponteiro empatou o set: 4 x 4. Bloqueio duplo do RJX que abriu dois pontos 6 x 4. Outro ponto de bloqueio na sequência de Lucão e o time da casa abriu três pontos 7 x 4. Na bola de xeque, Thiago Alves pontuou para o RJX e a equipe carioca foi para o tempo técnico com vantagem de três pontos no set: 8 x 5.                   Após excelente saque de Lucão, Da Silva marcou mais um ponto para o RJX: 9 x 5. Horácio Dileo parou o jogo. Erro de recepção de Quiroga 10 x 5, RJX. Após bela sequencia no saque do central Lucão, o central errou o saque e o Minas voltou a pontuar: 11 x 6, Minas. 13 x 7, RJX. Filip, pela saída de rede: 13 x 8, RJX. No contra-ataque, Minas pontuou e diminuiu a desvantagem para quatro pontos: 14 x 10. Bloqueio de Lucarelli e a diferença caiu para três pontos, fazendo o técnico Marcelo Fronckowiak parar a partida: 14 x 11. Outro bloqueio do Minas 14 x 12. Da Silva virou para o RJX, 15 x 12. Na segunda parada técnica: 16 x 13.
O oposto Filip, seguia se destacando e marcou mais um ponto 17 x 15, RJX. Troca de levantadores na equipe mineira, Evandro entrou no lugar de Marcelinho para aumentar a altura do bloqueio da equipe mineira. Da Silva pontuou 19 x 16. No contra-ataque, Lucarelli pontuou para o minas: 19 x 17. No bloqueio, Riad parou o ataque de Lucarelli: 20 x 17. Lucão, virou mais uma bola pelo meio: 22 x 19, RJX. Após erro de saque do Minas, o técnico Horácio Dileo pediu tempo técnico. O placar era 23 x 20, para o RJX. No erro de passe, RJX teve o set point: 24 x 21. No ataque de Riad, o RJX fechou o quarto set em 25 x22.
5º set
O set decisivo começou com um rally . O RJX defendeu três ataques do time mineiro e pontuou no contra-ataque com Da Silva: 1 x0. No erro de saque de Riad 1 x 1. O oposto , Paulo Victor( Da Silva) pontuou duas vezes seguidas: 3 x 1, RJX. Filip diminuiu o placar: 4x 3 rjx. O oposto do RJX chamou a responsabilidade para si e seguiu virando todas as bolas que recebia: 6 x3, RJX. Da Silva explorou o bloqueio: 7 x 4, RJX. Após bloqueio de Riad em cima de Filip, o placar do jogo na troca de lado de quadra era: 8 x 5, a favor da equipe da casa.

           No contra- ataque, Dante pontuou para a equipe carioca: 9 x 5, Horácio Dileo parou o jogo. No contra-ataque, Lucarelli diminuiu a desvantagem do placar para dois pontos: 9 x 7, Marcelo Fronckowiak , técnico do RJX pediu tempo técnico para parar a reação do adversário. Ace de Henrique 9 x 8, RJX. No erro do oposto do RJX, Da Silva o jogo empatou: 10 x 10. Do outro lado, o oposto Filip virou mais uma bola para a equipe mineira: 11 x 11. Samuel no lugar de Quiroga no placar 13 x 13, Minas . Match point RJX 14 x 12. Após ótimo defesa 14 x 13, Minas. Evandro no lugar de Marcelinho. No erro de saque de Filip, o jogo terminou com vitória do time da casa.

RJX: Bruno Rezende( levantador), Dante e Thiago Alves( ponteiros), Théo( oposto), Riad e Lucão (centrais), Mário Junior( líbero). Técnico: Marcelo Fronckowiak
ENTRARAM: Da Silva( oposto), Guilherme ( levantador)

VIVO/ MINAS: Marcelinho (levantador), Lucarelli e Quiroga ( ponteiros), Filip (oposto), Henrique e Maurício ( centrais), Lukinha( líbero) . Técnico: Horácio Dileo
ENTRARAM: Samuel ( ponteiro), Evandro ( levantador)

SEMIFINAL SUPERLIGA MASCULINA- No terceiro jogo Volei Futuro garante vaga na decisão

   

     Uma sexta feira 13 que vai ficar marcada( de forma diferente) para  Volei Futuro  e RJX. As duas equipes que buscavam uma vaga na final da Superliga se enfrentaram nessa noite de sexta no 3 jogo da semifinal, melhor para a equipe paulista que agora enfrenta o Sada/Cruzeiro na final.

O JOGO:

Impulsionado por Michael,destaque do 1 set, o  Volei Futuro começou o jogo de forma arrasadora, não dando chances para a equipe carioca. Com bons saques dos centrais Michael e Vini o time de ARAÇATUBA logo abriu uma ampla vantgem obrigando ao técico Marcos Miranda parar o jogo logo no início quando o placar mostrava 5 x 2  para o time da casa.

O VF  mantinha a folga no placar e na segunda parada técnica o placar era 16 x 9. Na volta do set, Michael aplicou mais um ace( terceiro dele no set)  provocando uma nova parada técnica da equipe carioca.

O time do RJX  sofreu alterações, Sens, Guilherme e Da Silva entraram no lugar de Chupita, Théo e Marlon, o time conseguiu melhorar no set mas não foi o suficiente. Vitória tranquila do Volei Futuro em 26 minutos  por 25 x 18.

No segundo set  o RJX entrou com uma postura diferente e logo abriu uma vantagem de 3 pontos, 3 x 0 mas o Volei Futuro foi buscar o placar, empatando o jogo em 5 X 5. Na primeira parada técnica 8 x 7  para a equipe do RJX. O jogo se manteve equilibrado mas no tempo técnico obrigatório o time de Araçatuba abriu 2 pontos, 16 x 14. 

A equipe carioca muito apática no jogo e Da Silva (oposto da  equipe carioca) não conseguindo virar suas bolas  contribuiu para a equipe paulista ampliar o placar 19 X 15 .O técnico do RJX parou o jogo para tentar acertar e acordar sua equipe, o time carioca até buscou uma reação mas embalados pela torcida o  Volei Futuro fechou  também o 2º set: 25 x 22, em 31 minutos.

O SET DA EMOÇÃO…

O 3º set  que podia decidir o confronto começou de forma confusa, sob pressão a equipe do RJX não soube controlar o emocional , Marlon  e Riad discutiram. Marcão parou o jogo para acalmar os ânimos dos seus jogadores mas não funcionou, Riad foi substituido e não quis nem ficar no banco, indo para o vestiário. A confusão desestabilizou mais a equipe carioca, no primeiro tempo obrigatório o placar era 8 X 5 para o Volei Futuro.

O experiente Dante  chamou a responsabilidade e disposto a incendiar a partida comandou a reação do RJX. Riad voltou e se juntou aos companheiros de time no banco mas Michael, novamente no saque impediu a reação da equipe carioca. As equipes se igualaram no placar, no segundo tempo técnico obrigatório o placar era 16 x 15 pro VF.

Vini, central do time de Araçatuba foi para o saque e com uma boa sequência abriu vantagm no placar, 18 X 15 mas dispostos a lutar até o fim o RJX igualou o marcador: 18 x 18. Novamente no saque( melhor fundamento da equipe paulista no jogo) dessa vez com Lorena, o time de Araçatuba abriu 2 pontos mas com o bloqueio o RJX foi buscar. Com o placar  igual, 22 x 22 as duas equipes mostravam nervosismo, 24 x 24. 

O jogo seguiu com as duas equipes tendo oportunidades de fechar. De um lado o bloqueio do RJX do outro os saques poderosos do Volei Futuro, no placar 28 X 28. Depois de 43 minutos, RJX consegue fechar o set, 31 x 29.

O 4º set foi o que  mais começou equilibrado no confronto e o momento de perder a cabeça ficou por conta do time da casa, Ricardinho não gostou de uma comemoração do central Lucão e  se exaltou, juiz advertiu o levantador e capitão do time de Araçatuba.

O Volei Futuro não estava afim de levar o jogo para o 5º e último set. O cubano Camejo comandou a equipe que logo abriu 14 X 9 no placar. Depois de um bloqueio simples do Dentinho o time da casa tinha 16 X 11 no marcador.  O bloqueio do VF tocou em todos os ataques da equipe do RJX, a equipe já tinha marcado 15 pontos nesse fundamento e sete pontos de vantagem. Com tudo dando certo para a equipe paulista

ANÁLISE:

Volei Fututo veio com uma tática certa; forçar o saque para impedir o passe e evitar que Marlon fizesse as bolas de primeiro tempo. Vini e Michael com saques forçados e que muitas vezes no jogo se transformaram em ACE foram fundamentais nessa bela vitória do time de Araçatuba.

O RJX pecou muito, o lado emocional falhou na hora crucial o que prejudicou e muito a equipe carioca.

A final está formada SADA/ CRUZEIRO x VOLEI FUTURO ( primeiro e segundo colocados respectivamente na fase de classificação da Superliga 2011/2012 ) vão em busca do título. Certo desse confronto mesmo só que teremos um vencedor inédito…