[Superliga] Ricardinho diz que a equipe de Maringá pode fechar as portas

Campeão olímpico em 2004, o levantador Ricardinho também é presidente do Maringá Vôlei (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

A pré-temporada curta, campanha irregular na Superliga e a lesões marcaram a temporada 2015/2016 do Copel Telecom Maringá. A equipe está em Juiz de Fora para a disputa da Seletiva para a Superliga Masculina 2016/2017 e decide hoje (30), às 19h30, a última vaga para o campeonato nacional contra o Juiz de Fora Vôlei.

Logo após a vitória de Maringá sobre o UPIS/Brasília, o levantador e presidente do clube paranaense, Ricardinho, disse ser um absurdo a existência de uma seletiva e também afirmou não ser certa a continuidade da equipe caso a vaga não seja conquistada esta noite. “Uma das equipes ficará fora e se a gente não permanecer, o projeto [de Maringá] acaba porque nossos patrocinadores são baseados na Superliga A. Uma das minhas reclamações como presidente é que a gente tem verba para permanecer na Série A e seria um absurdo a gente ter que ficar fora tendo uma equipe, enquanto outras caem e deixam de existir. Vamos ver, senão vou ter que fechar as portas e seguir a minha vida”, declarou.

Ricardinho também não poupou a CBV. “Como presidente, reclamo muito da existência de uma seletiva como essa. É um absurdo tanto para quem vem da Superliga B quanto para quem disputa a Série A. Acho que foi feita da forma errada. Fico triste, por tudo que fiz e venho fazendo pelo voleibol, em ver o que vem acontecendo principalmente com as equipes com recurso menor que sofrem bastante. Acho que a CBV deveria ajudar e estimular a equipe a permanecer [no esporte] e isso não vem acontecendo, é uma pena”, completou.

O jogador afirmou ainda que a partir de quinta-feira (31), o clube apresentará reclamações à Confederação. “As reclamações necessárias vão acontecer por parte de Maringá, não sei o que vai acontecer com Juiz de Fora. [Maringá e Juiz de Fora] São equipes que já tem um projeto de sucesso, independente se é de time grande, pequeno ou médio, são projetos reais e importantes que geram emprego para esse voleibol que dizem ser o melhor do mundo. Acredito que a CBV deveria fazer algo um pouco diferente do que foi feito nessa seletiva”, disse.

[Superliga] Fora de casa, Sesi-SP vence Maringá

Neste sábado (21), Copel/Telecom Maringá e Sesi- SP se enfrentaram no ginásio Chico Neto, em Maringá, em partida válida pela 4ª rodada da Superliga Masculina de vôlei.  A partida foi a estreia do levantador de Maringá, Ricardinho, na competição. O jogador de 40 anos, completados nesta semana, se recuperou de uma contusão no ligamento do dedo da mão direita.  Porém, mesmo com esse importante reforço, os donos da casa não conseguiram sair com a vitória. De virada, a equipe do Sesi conquistou a vitória por 3 sets a 1, parciais de (23 x 25, 25 x 13, 25 x 12 e 25 x 19).

O JOGO:

A equipe do Sesi começou melhor e abriu vantagem (2×5). No primeiro tempo técnico, os paulistas tinham o dobro de pontos do adversário (4×8). Na volta à quadra os donos da casa voltaram mais regular e diminuíram a diferença para dois pontos (12x 14). Com o bloqueio de Maringá parando o ataque do Sesi, Maringá deixou tudo igual (15 x 15) e passou à frente no placar após uma recepção ruim do Sesi, que permitiu uma bola de xeque dos paranaenses (16×15). O set seguiu equilibrado (20×20). Sesi abriu dois pontos, mas, novamente, Maringá deixou tudo igual (22×22). No erro de recepção de Murilo, Maringá teve seu primeiro set point (24 x 23) e, no contra-ataque, fecharam o primeiro set (25×23), em 30 minutos.

2º set:

Assim como no set anterior, a equipe do Sesi começou muito bem nos contra-ataques e abriu três pontos (0x 3). Pressionando o adversário, os paulistas chegaram no tempo técnico com uma ótima vantagem (2 x 8). Com bons saques de Thiago Sens, Maringá diminuiu a desvantagem para três pontos (6×9). A boa vantagem dos visitantes se manteve, com o time sacando muito bem e com ótimo aproveitamento no ataque (10x 16).  Com um ritmo avassalador, o time visitante não deu chances para os donos da casa e abriram onze pontos à frente (12×23). Sem dificuldades, o SESI venceu a segunda parcial, empatando o jogo (13×25), em 22minutos.

3º set:

Após sofrer a derrota no set anterior, Maringá começou melhor (2 x0), mas, rapidamente, o Sesi retomou a liderança do marcador (4x 8). Desconcentrada, a equipe paranaense errava muitos ataques e via o adversário deslanchar no placar (5×12).  No segundo tempo técnico, o time paulista liderava com boa vantagem (9x 16). Com ótima sequência de saque do central Johan, o Sesi repetiu o placar da parcial anterior (13 x 25), em 23 minutos.

4º set:

Os visitantes começaram melhor (1×4), porém, querendo reagir depois de fazer dois sets muito irregulares, Maringá reequilibrou o set (5×6) e após excelente saque do ponteiro Thiago Sens, que atrapalhou a recepção adversária, a parcial ficou empatada (6×6). Na volta à quadra, mais regular, o Sesi retomou a liderança do placar (11 x 15).  Concentrados e errando pouco, o Sesi se encaminhou para fechar o set (19x 25) e o jogo por 3 sets a 1. O troféu Viva Vôlei, entregue ao melhor jogador da partida, ficou com o jovem oposto do Sesi, Douglas Souza.

[Foto: Arquivo Sesi-SP/ via facebook]

EQUIPES:

Copel/Telecom Maringá: Ricardinho, Ualas, Thiago Sens, Fukuzawa, Edinho, Aureliano e Rogerinho

 Entraram:  Thiago Gelinski, Deivid, Guilherme, Arthur, Michel

Técnico: Horácio Dileo

 Sesi -SP:  Thiaguinho, Theo, Murilo, Douglas, Gustavão, Aracaju e Serginho

Entraram: Vinhedo, Rafael Araújo, Johan

Técnico: Marcos Pacheco

JOGOS OLÍMPICOS:ESTREIA PARA RECUPERAR A CONFIANÇA…

 

               Imagem

 O adversário não era o dos mais fortes, mas a seleção masculina de volei voltou a vencer, passo importante para recuperar a confiança após uma campanha irregular na Liga Mundial 2012. Na estreia dos Jogos Olímpicos e diante da Tunísia, a seleção brasileira venceu por 3 sets a 0 . Parciais de 25 x 17, 25 x 21 e 25 x 18.

 O técnico Bernardinho optou por começar com os seguintes jogadores: Bruninho, Dante, Murilo, Lucão, Sidão,Vissotto e o líbero Serginho. Deixando Thiago Alves, Giba, Rodrigão, Walace e Ricardinho no banco.

 O JOGO:

A seleção começou bem e logo abriu 4-0. Com saques eficientes a seleção foi para a primeira parada obrigatória com 8-2 no placar. Com o bloqueio ajustado o Brasil foi ampliando a vantagem,no segundo tempo técnico a vantagem era de nove pontos: 16 a 7. Quando o placar estava 19 a 12, o técnico brasileiro promoveu uma inversão, Wallace no lugar de Bruno, após Vissotto sair  do saque a inversão foi completada, saiu o oposto Vissotto e entrou Ricardinho, completando  a inversão do 5×1. Com vantagem no placar foi só administrar, 25 x 17 e 1 set a 0 para o Brasil.

O inicio do segundo set foi mais equilibrado, no primeiro tempo técnico a vantagem era de 2 pontos para a equipe brasileira: 8-6. Com os ponteiros Murilo e Dante eficientes no ataque e com o bloqueio parando o ataque da Turquia a vantagem aumentou, 16 a 12. Novamente com folga  no placar, Bernardinho fez novamente a inversão do 5×1. Placar: 25 a 21 e dois sets a zero.

 

No terceiro set Bernardinho promoveu mudanças: Giba, Wallace e Rodrigão começaram como titular. 8-5 era o placar na primeira parada técnica.  Promovendo mais mudanças na seleção, Bernardo promoveu a troca de levantadores Bruninho deixou a quadra para a entrada de Ricardinho.a seleção continuou a administrar  a vantagem no placar,com um ace de Wallace, o placar era 16 a 12 para o Brasil. Mexendo novamente no time  Thiago Alves entrou para jogar e ganhar ritmo. Sem sustos a seleção fechou o set e o jogo: 25 x 18.

               Imagem

 Conclusão:Estreia nunca é fácil, tem a ansiedade e esta muitas vezes atrapalha, jogando contra um adversário que está longe de ser uma potência no volei a seleção oscilou em algumas situações,mas jogando com um objetivo em mente soube retomar a concentração e assim conquistar três pontos importantes para a conquista da classificação, já que o Brasil está no grupo considerado o “Grupo da Morte”. A próxima partida será contra a forte equipe Rússia, na terça-feira, 31 de Julho, às 18horas.

 

Fotos: FIBV( FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE VOLEIBOL)

LIGA MUNDIAL: Após fazer o dever de casa, seleção brasileira viaja para a Finlândia

Depois de vencer os 3 jogos em território brasileiro a seleção comandada pelo técnico Bernardinho já embarcou para a Finlândia para  disputar nos dias 15, 16 e 17 de Junho os três últimos jogos da fase inicial da Liga Mundial 2012. A fase final da competição serão nos dias 4 a 8 de Julho em Sofia, Bulgária.

o levantador Bruninho comentou sobre a etapa do Brasil  e o que espera enfrentar pela frente da competição:

“A torcida brasileira aqui nos inflamou e fez com que continuássemos com a mesma disposição durante os jogos inteiros”.

 “Agora, temos que continuar com a faca nos dentes. Nossa atitude tem que ser sempre essa e não podemos tirá-la de lá de maneira alguma. O mais importante é manter essa liderança e confirmar a classificação para a Bulgária”.

 

Pelo twitter Bruno, Murilo, Éder e Rodrigão agradecem a torcida brasileira e informam que já estão a caminho da Finlândia

LIGA MUNDIAL: INGRESSOS PARA OS JOGOS DE SÃO BERNARDO ESTÃO ESGOTADOS

A 3ª etapa da Liga Mundial será no Brasil, em São Bernardo do Campo nos dias 8, 9 e 10 de Junho ( sexta, sábado e domingo) mas quem não comprou os ingressos para a partida só poderá assistir aos jogos diante da tv. Com a venda aberta para o público desde o dia 1° de Junho os ingressos já se esgotaram.

Os jogos da seleção brasileira serão às 10h e terá transmissão da GLOBO e do ESPORTE INTERATIVO. Confira a programação:

Sexta: Brasil x Finlândia- 10h

Polônia X Canadá – 12h30min

Sábado: Brasil X Canadá -10h

Polônia X Finlândia – 12h30min

Domingo: Brasil X Polônia- 10h

Finlândia X Canadá-12h30min

Giba treina com a equipe depois de ficar 6 meses se recuperando de uma cirurgia. Foto: CBV

A seleção  está treinando em São Bernardo com osjogadores: Bruno, Ricardinho e Rapha; os opostos Wallace, Theo, Leandro Vissotto e Renan; os centrais Lucão, Sidão, Rodrigão e Éder; os ponteiros Giba, Murilo, Dante, Thiago Alves, Maurício e Lucarelli e os líberos Serginho e Mário Júnior. E o téchico Bernardinho em entrevista a CBV disse o que espera para essa etapa:

“A nossa virada de bola tem sido o tendão de Aquiles. Temos que ser mais estáveis. Não variar tanto é o mais importante. E, neste momento, não podemos deixar que o emocional tome conta. A nossa preparação, a atenção aos detalhes, aos nossos defeitos e qualidades tem que ser o foco”.

A novidade do treino ficou por conta de GIBA, depois de passar por uma cirurgia o atleta voltou a treinar com o grupo depois de 6 meses e segue sua rotina rumo a os Jogos Olímpicos de Londres.

 

RESUMO- 2ª ETAPA LIGA MUNDIAL 2012

A seleção brasileira  disputou nesse final de semana no  ginásio Spodek, em Katowice, na Polônia a segunda etapa da Liga Mundial 2012.   Na sexta,01 de Junho, a seleção enfrentou a Finlândia( única equipe que a seleção havia vencido na 1ª rodada) e voltou a vencer, desta vez por 3 sets a 0. Parciais de 25/13, 25/14 e 25/14. Essa partida marcou a estreia de Murilo na competição, já que o capitão brasileiro havia ficado de fora dos 3 primeiros jogos da seleção porque se recuperava de uma lesão no ombro.

O destaque do jogo foi o bloqueio e o central Sidão se destacou nesse fundamento. O jogador saiu satisfeito com a atuação: “Venho treinando muito. O Bernardo sempre me falou que sempre fui um bom jogador de ataque, mas que tinha que sacar e bloquear mais. Então, estamos focando bastante nos treinos e hoje deu certo”.

BRASIL – Ricardinho, Wallace, Rodrigão, Sidão, Dante e Murilo. Líbero – Serginho

Entraram: Theo, Bruno e Thiago Alves

FINLÂNDIA – Sinkkonen, Siltala, Hietanen, Oivanen Mi, Oivaven Ma e Lehtonen. Líbero – HyvärinenEntraram: Tuominen, Tervaportti, Sammelvuo, Palokangas e Esko

No Sábado, 02 de Junho, a seleção brasileira começou perdendo o jogo contra o Canadá mas virou o jogo e voltou a vencer. Parciais de 23/25, 25/18, 25/23 e 25/15 e 3 sets a 1. O destaque da equipe foi o oposto Wallace que marcou 20 pontos. Pelo lado canadesne Schmitt foi o destaque.

Bernardinho promoveu o rodízio de centrais. No segundo jogo Lucão e Rodrigão foram titulares. Sidão que foi o destaque do bloqueio no 1 º jogo ficou no banco.  O técnico brasileiro gostou da partida:  “Evoluímos muito. Na partida contra a Finlândia tivemos uma boa apresentação. Hoje cometemos alguns erros, mas soubemos recuperar. Em momentos importantes, vimos um Brasil mais próximo de um entrosamento melhor. Tudo isso é conquistado passo a passo”.

Equipes:

BRASIL – Ricardinho, Wallace, Rodrigão, Lucão, Murilo e Dante. Líbero – Serginho

Entraram: Bruno, Theo e Thiago Alves

CANADÁ – Howatson, Simac, Schmitt, Kaminski, Winters e Perrin. Líbero – Lewis

Entraram: Soonias e Gaumont

A seleção jogouno domingo, 03 de Junho, a seleção da casa: Polônia, líder do Grupo B. Além disso, enfrentou os 11mil torcedores apaixonados que estavam no ginásio.(na Polônia o voleibol é o 1º esporte do país ).Depois de 2h e 16min a Polônia venceu o Brasil  no tie break. Parciais de 26/24, 23/25, 25/23, 23/25 e 15/10.

O ponteiro Kurek  que sempre é o destaque da Polônia desta vez foi “apagado” por  Winiarski e  pelo oposto polonês  Bartman, o foi o destaque da partida com  26 pontos. A seleção brasileira  não soube jogar a pressão para a seleção da casa e nos momentos decisivos do set não teve calma para fechar.

EQUIPES

BRASIL – Ricardinho, Wallace, Sidão, Lucão, Murilo e Dante. Líbero – Serginho Entraram: Bruno, Theo, Thiago Alves e Rodrigão

POLÔNIA – Nowakowski, Winiarski, Kurek, Bartman, Zygadlo e Mozdzonek. Líbero- Ignaczak

Entraram: Jarosz, Ruciak, Kosok e Kubiak

Agora a seleção brasileira jogará os 3 próximos jogos no Brasil, São Bernardo do Campo- SP, nos dias 08,09 e 10 de Junho.  Informações aqui.

FOTOS: FIVB ( Federação Internacional de Volei)


Liga Mundial: Seleção Brasileira desembarca na Polônia

A seleção masculina de volei  chegou hoje( 28/05/2012) na cidade de Katowice,na Polônia para a continuação da Liga Mundial 2012.

A seleção comandada pelo técnico Bernardinho enfrenta Finlândia. Canadá e a Polônia nos dias 1°, 2 e 3 de Junho pela segunda rodada do Grupo B.  A seleção brasileira não teve um bom início de competição, perdeu na primeira rodada para Polônia e Canadá no tie break e venceu a Finlândia por 3 x 1.

Para essa segunda rodada a seleção contará com:

Líbero: Serginho;Opostos: Théo e Wallace; Ponteiros: Dante, Lucarelli, Thiago Alves, João Paulo Bravo e Maurício;Centrais: Sidão, Lucão e  Rodrigão e Levantadores: Bruninho e Ricardinho e a grande novidade é a volta do ponteiro Murilo Endres que não participou dos três primeiros jogos do brasil pois se recuperava de uma lesão no ombro mas já está pronto para ajudar a  seleção:

“Passei a treinar normal com o grupo que voltou do Canadá, me senti bem e comecei a aguardar pela decisão do Bernardo. Por mim, já teria ido desde antes. Quero jogar”. Murilo ainda disse que sofreu vendo os jogos pela Tv:

 

   

“É diferente ver uma partida só pela televisão. Percebi que estávamos com menos ritmo de jogo do que os nossos adversários. Mas a tendência é melhorar nessa próxima etapa e continuar crescendo até os Jogos Olímpicos”.