Rouzier é eleito MVP do Europeu e jovem italiano é o melhor levantador

Após performance espetacular na final do Europeu, o oposto francês Antonin Rouzier foi eleito MVP do campeonato. Na final deste domingo (18), Rouzier foi responsável por 21 pontos de sua equipe que venceu a competição continental pela primeira vez.

Na seleção do campeonato, a grande surpresa ficou com a escolha do melhor levantador. O italiano Simone Giannelli, de 19 anos, foi eleito o melhor da posição. Giannelli assumiu o posto na Azzurri ainda na Fase Final da Liga Mundial, após o corte do veterano Travica por indisciplina.

O troféu Fair Play ficou com a lenda búlgara Vladimir Nikolov.

Confira abaixo a lista completa dos escolhidos.

MVP: Antonin Rouzier (França)

Levantador: Simone Giannelli (Itália)
Oposto: Ivan Zaytsev (Itália)
Ponteiros: Ngapeth (França) e Urnaut (Eslovênia)
Centrais: Viktor Yosifov (Bulgária) e Teodor Todorov (Bulgária)
Líbero: Grebennikov (França)

Troféu Fair Play: Vladimir Nikolov (Bulgária)

*Com informações da Confédération Européenne de Volleyball – CEV

Foto: Confédération Européenne de Volleyball – CEV

Anúncios

[Europeu] Em noite fantástica de Rouzier, França conquista o Europeu pela 1ª vez

A França conquistou pela primeira vez o Campeonato Europeu de Seleções ao vencer a Eslovênia por 3×0 (25×19, 29×27 e 29×27), em Sófia, Bulgária. Apesar da vitória em sets diretos, a partida foi bastante equilibrada. Este é o terceiro título francês na temporada 2015 – os Le Bleus venceram a 2ª divisão da Liga Mundial e o Final Six da mesma competição no Rio de Janeiro.

Destaque para o oposto Rouzier que fez uma partida memorável, sendo responsável por 21 pontos franceses na decisão. Rouzier também foi escolhido o melhor jogador da final. (Confira os escolhidos para a seleção do campeonato)

Mais cedo, a Itália conquistou o bronze ao vencer a Bulgária por 3×1 (25×20, 25×14, 23×25 e 25×20) encerrando sua temporada conturbada após confusões na Liga Mundial, dispensa de jogadores, troca de treinador e incrível classificação para a Rio 2016 na Copa do Mundo do Japão.

Rouzier comemora o título com o veterano Pujol (Foto: CEV)

O jogo

Os franceses começaram a partida mais ligados e na primeira parada obrigatória estavam 3 pontos à frente dos eslovenos (8×5). A vantagem da França chegou a cinco pontos (11×6), forçando pedido de tempo de Andrea Giani. Mesmo com a chamada do treinador, os eslovenos não responderam em quadra. Num erro da recepção, a França marcou o 13º ponto no saque de Le Roux (13×7). Os eslovenos tentaram a reação após longo rally (15×12), porém os franceses ampliaram a vantagem em novo ace do central Le Roux (20×15). Foi num ataque de Rouzier pela saída que a França deu ponto final no set (25×19)

2º set

A Eslovênia não se deu por vencida, aproveitou os erros franceses e chegou ao primeiro tempo técnico com cinco pontos de vantagem (3×8). Os comandados de Andrea Giani iam administrando a vantagem até que a França acordou, diminuiu a diferença (15×16) e empatou com Ngapeth (17×17). Numa boa passagem de Gasparini pelo saque, a Eslovênia abriu dois pontos (19×21). A vantagem foi ampliada e os eslovenos tiveram o ponto do set nas mãos (21×24). Com a frieza de Ngapeth, a França salvou cinco set points e virou a vantagem. No ace de Rouzier, os franceses fecharam a parcial em 29×27.

3º set

A virada no set anterior deu mais gás para os franceses. Rouzier não tomou conhecimento do bloqueio esloveno e deu vantagem à sua seleção (4×3). Na sequência, Ngapeth aproveitou o contra-ataque e fez 5×3. Os franceses foram administrando a vantagem de dois pontos, até que Urnaut empatou (17×17) e o central Kozamernik virou para a Eslovênia (17×18). Apesar da incrível reação, a liderança eslovena não durou muito. Após quatro pontos seguidos de Rouzier, a França recuperou a vantagem no marcador (22×21). As equipes trocaram pontos até que Ngapeth aproveitou contra-ataque e fez 29×27, repetindo o placar do 2º set para dar à França seu primeiro título europeu.

Fotos: Confédération Européenne de Volleyball – CEV

[Europeu] Bulgária cai diante da França e dá adeus à briga pelo título em casa

Diante de mais de 12 mil torcedores na Arena Armeec, em Sófia, a Bulgária não conseguiu conter a reação francesa e teve que dizer adeus à final do Campeonato Europeu. Os búlgaros venciam por 2 sets a 0 (25×18, 25×22) quando os campeões da Liga Mundial seguraram a pressão da torcida local e empataram a partida (24×26,21×25). Embalados pela recuperação, os franceses levaram o tie-break (12×15) e a vaga na decisão contra a Eslovênia, que mais cedo havia derrotado a seleção italiana.

O oposto francês Rouzier foi o maior pontuador do confronto com 30 pontos. “A Bulgária tem um time muito forte e jogaram muito bem. Entretanto, nós estávamos extremamente fortes mentalmente hoje e continuamos acreditando que podíamos reverter o placar. Amanhã jogamos contra a Eslovênia que tem tido uma campanha sensacional até agora, mas nós temos que manter o foco no ouro e nada além disso”, disse.

Com os resultados de hoje, o Europeu terá um campeão inédito. Esta será a primeira final da Eslovênia enquanto os franceses acumulam quatro vice-campeonatos.

 

* Com informações da Confédération Européenne de Volleyball – CEV

Foto: Confédération Européenne de Volleyball – CEV