[Superliga] SESI SP confirma favoritismo, vence JF Vôlei e mantém o terceiro lugar na classificação

Na noite de sábado (3), o JF Vôlei recebeu o Sesi SP, no Ginásio da UFJF, em partida válida pela quarta rodada do returno da Superliga Masculina 2017/18. Com um elenco estrelado, composto pelos campeões olímpicos Lipe,Lucão, Douglas Souza e William, além do agora líbero Murilo Endres, os paulistas  venceram por 3 sets a 1, com parciais de 25×16, 25×16, 23×25 e 17×25). Apesar da experiência de seus jogadores, o destaque da partida foi o jovem oposto do Sesi, Alan, que recebeu o Troféu Viva Vôlei como o melhor em quadra.

DSC01032.jpgA quinta vitória seguida mantém a equipe do técnico Rubinho em terceiro lugar, com 35 pontos. Já o time mineiro segue sem vencer diante do seu torcedor e,  com apenas quatro pontos, amargura a vice-lanterna da competição. As duas equipes voltam à quadra nesta quinta-feira(8). O Sesi-SP recebe o Minas, às 19h, na Vila Leopoldina. Já o JF Vôlei encara o Taubaté, às 19h30, na Arena UFJF.

O jogo

O início foi equilibrado (5×5), mas com Lucão no saque, os visitantes começaram a abrir uma vantagem (7×12).  Com  o passe “ A” chegando nas mãos de William, o levantador distribuía as bolas para seus jogadores e dificultava o trabalho do bloqueio adversário(11×18). O treinador Henrique Furtado pediu tempo técnico e promoveu a troca do levantador e oposto. Porém, as mudanças não surtiram muito efeito e o SESI fechou a parcial, sem dificuldades em 16×25, após erro de saque de Juiz de Fora.

O segundo set estava apenas no início e após uma marcação da arbitragem a JF Vôlei a favor do JF Vôlei gerou muita reclamação por parte do Sesi, que acabou resultando em um cartão amarelo para Lipe (4×4). Assim como no set anterior, a jovem equipe mineira equilibrou nos momentos iniciais, mas abusou dos erros de saque, fundamento que funcionou muito bem para os paulistas, sobretudo com Aracaju e Alan (15×21), que se encaminharam para repetir o placar da parcial anterior: 16×25.

DSC01727.jpgJuiz de Fora voltou à quadra com uma postura mais agressiva e com o ataque funcionando muito bem, sobretudo com o ponteiro Leozinho (9X9). Foi o início de parcial mais equilibrado, com os times se alternando à frente do marcador. Só que, ao contrário do que havia acontecido nos dois sets anteriores, a equipe da casa não deixou o adversário desgarrar no placar e manteve a liderança na reta final do set (23×20). Com o saque forçado os paulistas buscaram uma reação (24×23), mas no ataque de Emerson Rodriguez pela saída de rede, JF deu números finais ao set: 25×23.

Animados com o resultado e incentivados a todo tempo pelo técnico Henrique, Juiz de Fora tentou repetir a boa atuação do set anterior. Do outro lado, dispostos a não perderem mais um set e consequentemente um ponto, o Sesi voltou a se impor, com dois pontos seguidos de Vaccari, que entrou no lugar de Douglas no terceiro set e não saiu mais (5×7).  Com muito volume de jogo, os paulistas ditavam o ritmo da parcial e foram abrido no placar(12×17). Com uma boa margem o time foi administrando a vantagem construída até darem números finais ao set (17×25) e a partida.

Equipes:

JF VÔLEI: Adami, Emerson Rodriguez, Rômulo, Bruno, Rammé, Leozinho e líbero Juan Mendez

Entraram: Felipe, Franco, Wellinton, Raphael

Técnico: Henrique Furtado

SESI SP: William, Alan, Lucão, Leandro Aracaju, Lipe, Douglas Souza e líbero Murilo

Entraram: Evandro, Franco, Vaccari

Técnico: Rubinho

 

Fotos: Lucilia Bortone/Sacandoovolei

Anúncios

[Copa Brasil] Em final disputadíssima, Sada Cruzeiro é tricampeão e Murilo é homenageado

A noite de sábado (27) na Vila Leopoldina foi palco de uma das finais mais emocionantes da Copa Brasil e de uma homenagem a Murilo Endres. Após um duelo equilibrado contra o Sesi-SP, o Sada Cruzeiro se sagrou tricampeão do torneio vencendo a partida por 3×2 (25/23, 20/25, 25/17, 29/31 e 15/9).

O central cubano Simon foi um dos destaques da vitória cruzeirense marcando 21 pontos, mesma pontuação do oposto do Sesi, Alan, que já defendeu o Sada Cruzeiro. Ídolo da torcida mineira e em sua primeira temporada defendendo o Sesi, o levantador William frisou a vontade da equipe durante a partida. “Nossa equipe foi guerreira e valente. Estamos construindo um time corajoso. Faltou um pouco de tranquilidade no quinto set para jogar de igual para igual com uma equipe acostumada a decisões. Estou orgulhoso da minha equipe e o Sesi-SP está de parabéns. Estamos no caminho certo e acredito que vamos chegar lá”, disse.

Do lado cruzeirense, o capitão Filipe destacou a paciência do time na final. “Sabíamos da dificuldade que seria jogar na casa do Sesi, uma equipe tão qualificada. Em uma final tem nervosismo, o nosso passe não entrou no início, mas o time logo se encaixou, fomos jogando tranquilamente. Eles tiveram bons momentos, mas a gente soube ter paciência. Essa final foi para mostrar que a nossa equipe pode jogar em alto nível sempre, com vontade, com comprometimento tático, como queria o Marcelo Mendez. Vencer, fora de casa, um time como o do Sesi, é perfeito. E nós temos que comemorar sempre, independente do torneio, porque qualquer campeonato que nos colocam para jogar, vamos sempre querer ganhar. Esse espírito nunca morreu e há de prevalecer por muito tempo ainda no Sada Cruzeiro”, analisou.

27331645_1608886739166827_325775694431653727_nMurilo homenageado
Momentos antes do início da final, o ex-ponteiro e agora líbero do Sesi, Murilo Endres, recebeu uma homenagem do clube e teve sua camisa aposentada. Emocionado, o jogador agradeceu à diretoria do time. Outro momento emocionante foi a execução do hino nacional nas mãos do maestro João Carlos Martins.
Agora, as duas equipes voltam as atenções para o prosseguimento da Superliga 2017/2018. Os cruzeirenses terão pouco tempo para comemorar o título da Copa Brasil já que enfrentam o Lebes Canoas no dia 31. No próximo sábado (3), o Sesi vai à Zona da Mata de Minas Gerais enfrentar o JF Vôlei.

Com informações da CBV, Sada Cruzeiro e Sesi-SP
Foto destaque: Willian Lucas/Inovafoto
Foto interna: Reprodução Facebook Sesi-SP Vôlei

[Copa Brasil] Semifinais agitam a quinta-feira na Vila Leopoldina

Chegou o dia! O ginásio do Sesi Vila Leopoldina abre os portões para a Fase Final da Copa Brasil Masculina nesta quinta-feira (25). Sesi-SP, Sada Cruzeiro, EMS Taubaté Funvic e Sesc-RJ entram em quadra em busca de uma vaga na final do próximo sábado. Todas as partidas terão transmissão dos canais Sportv.

DSC08633.jpgEstreante na competição, o Sesc enfrenta o Sada Cruzeiro na primeira semifinal, às 19h.  “Chegamos este ano e estamos curtindo a felicidade de poder estar no grupo de elite do voleibol brasileiro e espero que o meu time jogue com alegria e curtindo cada ponto desse momento tão importante do calendário”, comentou o treinador da equipe carioca Giovane Gávio.

Para o ponteiro Filipe, do Sada Cruzeiro, o ponto principal para fazer uma boa fase final é o foco. “O nosso time está bem focado, bem concentrado, coeso. Acho que todos estão crescendo em um bom momento e a equipe está bem fechada, para chegar firme nesta fase final da Copa Brasil. Com certeza será uma partida difícil contra o Sesc, mas jogo é jogado. Dependemos muito do nosso trabalho, da gente sacar bem, estruturar bem o nosso bloqueio-defesa. Eles têm um poder de ataque também muito bom, mas eu acho que se a gente sacar bem, uma coisa que nós não fizemos contra eles lá no Rio de Janeiro, pela Superliga, nós podemos sobressair. Temos que nos preocupar com o nosso time. Essa semifinal é uma grande decisão, contra um adversário forte, mas as atenções precisam ser voltadas para nós, para fazermos o nosso melhor e com certeza as coisas vão fluir para a gente”, analisou o capitão cruzeirense.

Na segunda semifinal, teremos mais um clássico paulista entre o Sesi e o Taubaté, atual campeão da competição. “Para nós, o ano tem dois momentos mais importantes: a Copa Brasil e o playoff da Superliga. Então, é um momento que o jogador sente, quer jogar, são momentos importantes e chegamos aqui querendo ser protagonistas e nos organizamos para estes dois momentos. Sem dúvida, são os momentos auges do ano”, disse o treinador do Taubaté Daniel Castellani.

Do lado do Sesi, Rubinho também destacou a importância de torneios com esse formato. “Essas são competições que colocam as equipes em chance de mais um título e de criar essa situação de competitividade. É algo extremamente utilizado no exterior, e é um momento muito interessante, no meio da Superliga, colocando esses times a prova, em jogos eliminatórios. É mais uma competição, uma fase final e, com isso, temos como nos desenvolver ainda mais”, comentou.

COPA BRASIL MASCULINA 2018
Fase classificatória – 09.01
Sada Cruzeiro 3 x 2 Vôlei (25/15, 24/26, 21/25, 25/22 e 15/9)
Sesc RJ 3 x 0 Corinthians-Guarulhos (26/24, 25/17 e 25/20)
EMS Taubaté Funvic 3 x 1 Minas Tênis Clube (19/25, 25/22, 25/21 e 26/24)

Semifinal – 25.01
Sada Cruzeiro x Sesc RJ, às 19h, no Sesi-SP Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) – SPORTV
Sesi-SP x EMS Taubaté Funvic, às 21h, no Sesi-SP Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) – SPORTV

Final – 27.01
Vencedor do jogo 4 x Vencedor do jogo 5, às 21h30, no Sesi-SP Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) – SPORTV


Com informações da CBV e Sada Cruzeiro

[Superliga] Rodada do 3×0 tem 1ª vitória do Caramuru; confira os resultados

A 6ª rodada do turno da Superliga 2017/2018 terminou com resultados curiosos: todas as seis partidas foram vencidas em sets diretos. No clássico mineiro (apelidado de matriz versus filial), o Sada Cruzeiro superou o JF Vôlei, em Juiz de Fora, na abertura da rodada no dia 10. Minas Tênis Clube e Montes Claros Vôlei foram derrotados por EMS Taubaté Funvic e Sesi-SP, respectivamente. Na renovada Vila Leopoldina, o MOC ainda protagonizou, no sábado (11), um desentendimento entre o oposto Lorena e o treinador Sérgio Cunha durante um pedido de tempo no 2º set.

leozao-caramuruAinda no sábado, tivemos o confronto paranaense entre Copel Telecom Maringá e Ponta Grossa Caramuru Vôlei, no ginásio Chico Neto. Com destaque para o ponteiro Perón e o oposto Leozão – eleito melhor do jogo, o Caramuru conquistou sua primeira vitória na competição, deixando Maringá na lanterna por mais uma rodada.

Enquanto isso, o Sesc-RJ segue na cola dos líderes e passou pelo Lebes Canoas, acumulando cinco vitórias em seis partidas. No encerramento da rodada, o Corinthians-Guarulhos recebeu o Vôlei Renata e também venceu.

Superliga Masculina 2017/2018 – 6ª rodada turno – 10, 11 e 12.11
JF Vôlei 0 x 3 Sada Cruzeiro (20×25, 19×25, 16×25)
Copel Telecom Maringá Vôlei 0 x 3 Ponta Grossa Caramuru Vôlei (21×25, 21×25, 18×25)
Sesc-RJ 3 x 0 Lebes Canoas (25×16, 25×19, 25×17)
EMS Taubaté Funvic 3 x 0 Minas Tênis Clube (25×21, 25×20, 25×22)
Sesi-SP 3 x 0 Montes Claros Vôlei (25×18, 25×17, 25×22)
Corinthians-Guarulhos 3 x 0 Vôlei Renata (25×20, 25×16, 25×21)

Foto destaque: Rodrigo Araújo/Maringá Vôlei

[Superliga] Sada segue líder e Minas supera o Sesi; confira todos os resultados

Atual campeão, o Sada Cruzeiro foi ao sul do país enfrentar o Lebes Canoas na abertura da 5ª rodada do turno da Superliga Masculina 2017/2018 e saiu com mais uma vitória no início da noite de ontem (8). O triunfo por 3×1 (25×22, 25×17, 22×25, 25×13) foi o sexto em sete partidas disputadas pela equipe mineira, que antecipou alguns confrontos em decorrência de sua participação no Mundial de Clubes no próximo mês. “Foi um jogo difícil, como todos têm sido nessa Superliga. A nossa equipe ainda não está no nível mais alto que pode chegar por um desgaste de viagens, jogos, treinamentos pesados e isso conta um pouco nessa possível queda de rendimento que temos sofrido. Mas, foi um jogo bonito e valeu para quem assistiu aqui o ginásio ou pela televisão”, disse o levantador cruzeirense Cachopa.

minas-sesi-orlandobento.pngOutro mineiro que comemorou mais uma vitória foi o Minas Tênis Clube que, diante de sua torcida, passou pelo Sesi-SP também por 3×1. “O troféu de melhor em quadra fica pequeno perto da garra e do comprometimento que essa equipe tem. Hoje, sacamos bem e passamos bem. Buscamos sempre algo maior, nosso crescimento individual e também como equipe. Temos nos fortalecido cada vez mais. E, quando jogamos na Arena, nos sentimos mais poderosos, com o apoio da torcida e das pessoas que gostam de voleibol. Procuramos sempre fazer o melhor”, comemorou o levantador Marlon.

Montes Claros e JF Vôlei, que esteve desfalcado do oposto Emerson, perderam na rodada para Vôlei Renata e EMS Taubaté Funvic, respectivamente. Destaque do Taubaté na partida e eleito melhor do jogo, o ponteiro Ruiz ressaltou os perigos de se entrar em quadra contra uma equipe como a de Juiz de Fora. “Em um jogo contra uma equipe mais frágil, é natural que a equipe entre mais relaxada, e passe a impressão de não estar jogando tão bem. Mas hoje nós soubemos levar a partida com total controle, e foi importante que os jogadores que vinham atuando menos, pudessem estar em quadra por mais tempo”, analisou.

Em Maringá, os donos da casa foram superados pelo Corinthians-Guarulhos e, também fora de casa, o Sesc-RJ fez 3×0 no Ponta Grossa Caramuru.

Superliga Masculina 2017/2018 – 5ª rodada turno – 08.11.2017

Lebes Canoas 1 x 3 Sada Cruzeiro (22×25, 17×25, 25×22, 13×25)
Copel Telecom Maringá Vôlei 0 x 3 Corinthians-Guarulhos (24×26, 21×25, 18×25)
EMS Taubaté Funvic 3 x 0 JF Vôlei (25×16, 25×18, 25×20)
Ponta Grossa Caramuru 0 x 3 Sesc-RJ (15×25, 19×25, 15×25)
Minas Tênis Clube 3 x 1 Sesi-SP (20×25, 25×23, 25×21, 25×22)
Montes Claros Vôlei 1 x 3 Vôlei Renata (25×22, 15×25, 17×25, 23×25)

Com informações da CBV, EMS Taubaté Funvic e Minas Tênis Clube.
Foto destaque: Fernando Potrick | Gama
Foto interna: Orlando Bento/MTC

 

[Superliga] No reencontro com William, Sada vence o Sesi por 3 sets a 1

Nesta quinta-feira(26), em confronto adiantado da 10ª rodada do turno, o Sada Cruzeiro Vôlei recebeu o Sesi SP e venceu no ginásio do Riacho, em Contagem(MG) por 3 seta a 1(26×24, 25×23, 21×25 e 25×21). Esta foi uma das partidas que o Sada solicitou mudança de data devido à participação da equipe mineira no Mundial de Clubes, que será realizado na Polônia, no mês de dezembro.

Um  fato marcante do jogo foi o  reencontro de dois jogadores com o ex- time. O  levantador William, que defendeu o time mineiro por sete temporadas, e o oposto Alan, revelado nas categorias de base do time celeste, hoje defendem as cores do time paulista,  enfrentaram  torcida celeste.  O levantador Nico Uriarte, que chegou ao Cruzeiro para substituir o William, marcou oito pontos e foi eleito, por votação popular online, o melhor jogador da partida.

No próximo sábado(28), em duelo da terceira rodada. O invicto e líder Cruzeiro vai à Maringá enfrentar os paranaenses, às 18h30, no Ginásio Chico Neto. Já o Sesi viaja para Canoas, para jogar diante dos gaúchos, que ainda estão invictos na competição.

O jogo

Os times entraram em quadra com o intuito de forçar o saque, mas cometiam mais erros que acertos nesse fundamento, o que não deixava ninguém se deslanchar no placar. No bloqueio de Simón, o Cruzeiro abriu dois pontos (12×10), porém, com uma defesa ligada e contando com a maestria do levantador William, a equipe paulista foi buscar reverter a desvantagem e até passou à frente (16×17), após ace de Lipe. Os visitantes fizeram (22×23), quando Uriarte acionou o central Simón duas vezes e o cubano deu a vantagem para o Sada(24×23). Após 26 minutos, Filipe marcou ponto direto no saque e definiu o primeiro set (26×24)

O Sesi voltou à quadra mais agressivo e dominando o placar (4×7). Com ótimo aproveitamento de ataque de seus ponteiros Douglas e Lipe, o time paulista não dava chances para reação do adversário (9×13), além disso, os cruzeirenses cometiam muitos erros no saque, na metade do set, já eram sete erros dos mineiros no fundamento. Porém, quando parecia que o Sesi se encaminhava para empatar o jogo, a equipe começou a cometer muitos erros e viu os donos da casa tirarem a desvantagem ponto a ponto, empatar a parcial (19×19) e virar o set, após erro do time paulista(20×19). Em uma pipe incrível, Leal deu a vitória para o Sada (25×23), que abriu 2 sets a 0.

nico

–  Com oito pontos e excelente atuação, o levantador Nicolás Uriarte foi eleito o melhor jogador da partida. [Foto: Reprodução Twitter  Sada Cruzeiro]

A partida era quente, após um bate-boca na rede entre Lipe e Isac, ambos levaram cartão amarelo. Sem pontuar no bloqueio, o técnico Rubinho tirou Aracaju e colocou Gustavão, que entrou muito bem no jogo marcando dois pontos seguidos nesse fundamento (8×10). O jogo seguiu nervoso, dessa vez com uma discussão na própria equipe, o oposto Evandro e o técnico Marcelo Mendez se desentenderam e o jogador acabou sendo substituído. Os nervos à flor da pele do time mineiro se refletiram dentro de quadra e os jogadores estavam apáticos dentro de quadra. Sem ter nada com os problemas do outro lado da quadra e jogando melhor(15×21), o Sesi se encaminhou para fechar o set (21×25), no ataque de Lucão.

O duelo seguiu quente e com muita falação dos jogadores de Sesi e Cruzeiro, que mostravam insatisfação com algumas marcações da arbitragem. Quando a bola voltou a rolar, o equilíbrio permaneceu na primeira parte do set (14×14).  Com grande atuação no saque do levantador cruzeirense Uriarte, a equipe celeste abriu quatro pontos (21×17).  Os mandantes mantiveram a vantagem e, após ataque de Isac, definiram o set (25×21) e o jogo por 3 a 1. Com oito pontos e excelente atuação, Uriarte recebeu o troféu de melhor jogador do confronto.

Equipes:

SADA CRUZEIRO:  Uriarte, Evandro, Leal, Filipe, Simón e Isac. Líbero: Serginho

Entraram: Éder Levi, Rodriguinho, Evandro

Técnico: Marcelo Mendez

SESI SP – William, Alan, Douglas Souza, Lipe, Aracaju e Lucão. Líbero: Pureza

Entraram: Franco, Evandro, Piá, Gustavão

Técnico: Rubinho

 

[Superliga] Canoas vence a segunda partida e é líder; confira todos os resultados

A Superliga Masculina 2017/2018 não decepcionou em grandes jogos em sua 2ª rodada: Sada Cruzeiro e Corinthians-Guarulhos fizeram jogos equilibrados e venceram Sesc-RJ e Minas Tênis Clube por 3×2, respectivamente. Quem vem surpreendendo é o Lebes Canoas Vôlei que já acumula duas vitórias por 3×0 e assumiu a liderança da competição, seguido pelo Sesi-SP.

Vice-campeão na temporada passada, o EMS Taubaté Funvic se recuperou da derrota na 1ª rodada e venceu, no sábado (21), o Copel Telecom Maringá Vôlei no interior de São Paulo. Também no sábado, o Montes Claros Vôlei passou pelo JF Vôlei no Norte de Minas. Apesar do placar de 3×1 para os donos da casa, a partida foi bastante equilibrada e o ponteiro Leozinho do JF Vôlei, com 18 pontos no jogo, segue como maior pontuador da competição com 50 acertos. Esta foi a primeira vitória do Pequi Atômico após a saída de Chico dos Santos do comando da equipe. Confira abaixo todos os resultados:

Superliga Masculina 2017/2018 – 2ª rodada – Turno – 21 e 22.10.17
EMS Taubaté Funvic 3 x 0 Copel Telecom Maringá (25×20, 25×18, 25×17)
Montes Claros Vôlei 3 x 1 JF Vôlei (25×22, 25×22, 23×25, 25×19)
Sada Cruzeiro 3 x 2 Sesc-RJ (25×13, 29×31, 32×34, 25×18, 15×10)
Ponta Grossa Caramuru Vôlei 1 x 3 Sesi-SP (21×25, 19×25, 25×17, 22×25)
Vôlei Renata 0 x 3 Lebes Canoas Vôlei (20×25, 21×25, 20×25)
Corinthians-Guarulhos 3 x 2 Minas Tênis Clube (18×25, 25×21, 18×25, 25×19, 17×15)

classificacao_2017-2018_2arodadaturno_22-10-17

Foto destaque: Marcos Ribolli/Vôlei Renata