[Superliga] Em casa, Sesi vence JF Vôlei e segue na briga pela vice-liderança

Sem poder contar com Serginho, Aracaju e Vaccari, o Sesi-SP recebeu ontem (9), na Vila Leopoldina, o JF Vôlei em confronto válido pela 10ª rodada do returno da Superliga 2016/2017. A equipe paulista saiu com a vitória por 3×1 (25×16, 21×25, 25×21, 25×18), em quase duas horas de partida, e teve o ponteiro Murilo na lista dos relacionados, apesar de ainda não ter condições totais de jogo.

Errando mais, Juiz de Fora sentiu o forte saque do Sesi, porém se destacou no bloqueio: foram 10 pontos dos mineiros no fundamento contra três dos paulistas. O troféu VivaVôlei ficou com o ponteiro Douglas Souza que saiu de quadra com 17 pontos e o posto de maior pontuador da partida.

As duas equipes encerram sua participação na primeira fase da competição no próximo sábado (11) e, dependendo de seus resultados, podem voltar a se enfrentar na fase quartas-de-final. O JF Vôlei já assegurou a sétima posição na tabela, não podendo ser superado pelo oitavo colocado Lebes Gedore Canoas.

Sada poupa titulares e é superado por Taubaté

De olho nos playoffs, o Sada Cruzeiro foi ao Vale do Paraíba enfrentar o vice-líder Funvic Taubaté, na última quarta-feira (8), e poupou parte de seu elenco titular – o levantador William, o ponteiro Leal, o central Simon e o líbero Serginho não viajaram. Taubaté, que não tem nada com isso, aproveitou e fez uma bela partida, vencendo por 3×0, parciais de 25×20, 25×21 e 26×24. Esta foi a primeira derrota cruzeirense na competição.

Confira os resultados da 10ª rodada do returno da Superliga 2016/2017

08.03.2017
Montes Claros Vôlei 3 x 1 Caramuru Vôlei Castro (26×24, 25×17, 22×25, 25×19)
Copel Telecom Maringá Vôlei 3 x 0 Bento Vôlei Isabela (25×23, 25×23, 25×21)
Vôlei Brasil Kirin 3 x 1 São Bernardo Vôlei (14×25, 25×23, 25×19, 25×21)
Funvic Taubaté 3 x 0 Sada Cruzeiro (25×20, 25×21, 26×24)
Minas Tênis Clube 3 x 2 Lebes Gedore Canoas (25×20, 25×22, 26×28, 21×25, 15×11)

09.03.2017
Sesi-SP 3 x 1 JF Vôlei (25×16, 21×25, 25×21, 25×18)

Foto destaque: Karen Griz/Divulgação Sesi-SP

Anúncios

[Superliga] Mantendo a boa fase, Sesi vence Bento Vôlei de virada

Sem o ponteiro Murilo, lesionado, e o central Lucão, com uma virose, o Sesi-SP segue na vice-liderança da Superliga 2016/2017. A equipe da Vila Leopoldina venceu, em casa, o Bento Vôlei/Isabela, na noite de ontem (4) por 3×1 (21×25, 25×17, 25×23, 25×19). O troféu VivaVôlei ficou com Bruninho, eleito em votação no portal da CBV.

Com a derrota, o Bento Vôlei mantém os 15 pontos conquistados, dois a menos que o oitavo colocado Lebes Gedore Canoas. Na próxima quarta-feira (8), o time gaúcho enfrenta o Funvic Taubaté, no Vale do Paraíba. Enquanto o Sesi recebe o Montes Claros no mesmo dia.

O jogo

Logo no início da partida, o saque pesado do Sesi desestabilizou a recepção do Bento que errou dois ataques seguidos (3×0). O começo ruim fez com que o técnico Paulão queimasse seu primeiro pedido de tempo (4×0). Aos poucos, Bento se colocou na partida aproveitando seu volume de jogo e contra-ataques (9×7). O time visitante encostou no placar com um belo bloqueio do central Michel pra cima de Riad, empatando na sequência no contra-ataque de Clinty pela entrada de rede (10×10). Com o confronto equilibrado, nenhuma das equipes conseguia desgarrar no placar (15×15). O bloqueio do Bento Vôlei colocou os visitantes dois pontos na frente (17×19). Os donos da casa chegaram a empatar (20×20), porém dois erros de ataque seguidos do Sesi deram ao time gaúcho o set point (21×24). Com a defesa atenta, Clinty fechou o set para o Bento Vôlei no contra-ataque de meio-fundo (21×25).

2º set

A segunda parcial começou equilibrada e com rallys (6×4). Variando o saque, o Sesi conseguiu dificultar o passe e desacelerar o ataque de Bento (10×7). Com Bruninho no saque, o Sesi não desperdiçou as oportunidades e ampliou a vantagem no bloqueio simples de Douglas pra cima de Wagner (13×8). Errando ataques, Bento viu os paulistas abrirem nove pontos no marcador (17×8). Com a recepção falhando, Paulão colocou Deivid e Dante nos lugares de Gabriel e Clinty. Administrando a vantagem e jogando solto, o Sesi fechou o set em 25×17.

3º set

Os erros de saque dividiram a atenção no início da terceira parcial com a discussão entre os técnicos das duas equipes. Aproveitando os erros do Sesi, o time gaúcho abriu três pontos no marcador (6×9). Os paulistas encostaram com o bloqueio de Theo e Aracaju, parando o ataque do central Michel, e empataram no erro de ataque do meio-de-rede de Bento (10×10). No saque do levantador Bruninho, o Sesi passou à frente (19×18). Na reta final, uma bola duvidosa deu ao Sesi a vitória pela vantagem mínima (25×23).

4º set

Buscando salvar um ponto, Bento começou o 4º set quente no saque, desestabilizando o passe do Sesi (2×4). Com a marcação de bloqueio pesada, Bento foi ampliando a vantagem e forçou pedido de tempo de Marcos Pacheco (5×9). Aracaju e Douglas Souza recolocaram o Sesi no set após pegarem Wagner no bloqueio (9×10). Em um erro da arbitragem, Bento viu o Sesi empatar a parcial e passar à frente no ace de Bruninho (11×10). A entrada do ponteiro Vaccari deu novo gás ao Sesi que abriu quatro pontos (18×14). Sem grandes problemas, o Sesi fez 25×19 e garantiu os três pontos.

Sesi-SP
Bruninho, Theo, Fábio, Douglas Souza, Riad, Aracaju. Líbero: Serginho
Entraram: Alan, Rafinha, Leitzke, Vaccari
Técnico: Marcos Pacheco

Bento Vôlei/Isabela
Sandro, Wagner, Gabriel, Clinty, Ze Ricardo, Michel. Líbero: Daniel
Entraram: Deivid, Dante, Rivoli, Tarcísio
Técnico: Paulão

Fotos: Divulgação Sesi-SP/Facebook

[Superliga] Confira os resultados da rodada de abertura

A primeira partida da Superliga 2016/17 foi realizada em Juiz de Fora (MG), com a equipe da casa, JF Vôlei(MG), sendo superado, de virada, pelos atuais vice-campeões, o Vôlei Brasil Kirin(SP).Com 21 pontos, o oposto campineiro Rivaldo foi o maior pontuador e eleito, pela comissão técnica, o melhor jogador em quadra, recebendo o Troféu Viva Vôlei.

O Sesi(SP) estreou com uma vitória importante por 3 a 0(25/18, 25/16, 25/20), fora de casa, diante do Copel Telecom Maringá Vôlei (PR). A partida marcou a reestreia do levantador Bruno e do central Lucão na competição nacional, depois que ambos atuaram pelo Modena, da Itália, na última temporada. Em votação pela internet, Bruninho foi eleito o melhor jogador em quadra e recebeu o troféu de melhor da partida.

Em Belo Horizonte, Minas Tênis Clube (MG) e Bento Vôlei Isabela (RS) fizeram um jogo equilibrado e quem levou melhor foram os mineiros, 3 a 1, parciais de (23/25, 25/18, 25/18 e 25/23).  Mesmo com a derrota, o ponteiro Deivid foi o maior pontuador do confronto, com 21 acertos. Mão, ponteiro minastenista, foi eleito o melhor jogador da partida, em votação popular realizada no site da CBV(Confederação Brasileira de Vôlei).

Em outro duelo envolvendo equipes mineiras e gaúchas, o Montes Claros Vôlei(MG) recebeu no Ginásio Tancredo Neves a equipe do Lebes Gedore Canoas (RS) e levou a melhor por 3 a 1, parciais de (25×22,22×25,25×20 e 25×23). O central Thiago Salsa recebeu o troféu Vila Vôlei como o melhor em quadra, indicação da comissão técnica.

O time paranaense do Caramuru Vôlei Castro estreou na Superliga B recebendo o Funvic Taubaté (SP). E a equipe paulista levou a melhor em sets diretos, 3 a 0, parciais de (25/20, 25/21 e 25/22), em 1h15. O oposto Wallace foi eleito o melhor da partida e recebeu o Troféu Viva Vôlei. O ponteiro Robinho, do Castro, foi o maior pontuador com 12 acertos.

A rodada inicial da Superliga só irá se completar no dia 17 de novembro,  quando o São Bernardo Vôlei (SP) receberá o Sada Cruzeiro Vôlei (MG), às 21h45, no Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP). A partida foi adiada  pois o Sada Cruzeiro estava disputando o Mundial de Clubes e , logo em seguida, disputou a final da Supercopa, vale ressaltar que os cruzeirenses saíram vitoriosas nas duas competições.

Foto de capa: Washington Alves/Inovafoto/CBV

[Superliga] Derrota para o Sesi no tie-break tira Cruzeiro da liderança

O Sesi-SP suou para vencer o Sada/Cruzeiro na noite deste sábado. A equipe de Marcos Pacheco venceu o então líder Sada/Cruzeiro no tie-break, parciais de 22×25, 25×19, 25×23, 15×25 e 15×12. Com a derrota na Vila Leopoldina, o Sada perdeu a liderança já que o Funvic/Taubaté bateu Maringá também por 3×2 e leva vantagem nos critérios de desempate.

Eleito melhor do jogo, o ponteiro Murilo terminou a partida com 15 pontos. O maior pontuador foi o oposto do Sesi, Theo, com 18 acertos.

O jogo

Longos rallys e alto volume de jogo em ambos os lados mostraram que a partida seria equilibrada. Aproveitando erro na recepção do Sesi, William armou o contra-ataque com Filipe e o Sada chegou à primeira parada obrigatória com 6×8 no marcador. Com eficiência nos contra-ataques e aproveitando erros do Sesi, os cruzeirenses conseguiram abrir vantagem (7×10). Buscando encostar no placar, o técnico do Sesi, Marcos Pacheco, fez a inversão do 5-1 colocando Vinhedo e Rafael em quadra. A mudança surtiu efeito e, em dois bloqueios seguidos, os donos da casa empataram em 16×16. Na reta final do set, o Sesi voltou a errar e o Cruzeiro voltou a ter dois pontos de vantagem. Com o central Isac inspirado no ataque, o Sada manteve a boa atuação e fechou a parcial em 22×25.

Oposto Theo foi o maior pontuador do confronto. (Foto: Sesi-SP/Reprodução Facebook)

2º set

O início do 2º set não foi diferente do primeiro, as duas equipes foram trocando pontos até o bloqueio do Sesi pegar Wallace na saída de rede e, na sequência, pontuar no contra-ataque (7×4). Os erros mudaram de lado e o Sesi aproveitou para ampliar a vantagem (12×8). Na segunda parada técnica, o Sesi vencia por 16×11. Após erro de ataque do ponteiro Douglas Souza, Marcos Pacheco pediu tempo para tentar parar a reação cruzeirense (16×13). Em uma sequência de dois erros do ataque cruzeirense (Isac e Leal), o Sesi abriu seis pontos e Marcelo Mendez pediu tempo (19×13). Atentos na defesa, os paulistas pararam ataque adversário, ampliando a vantagem para sete pontos (21×14). Com o apoio da torcida, o Sesi fechou o set em 25×19 e empatou a partida.

3º set

Vibrante em quadra, o Sesi chegou embalado pela vitória no set anterior e, no contra-ataque do oposto Theo, chegou à primeira parada técnica com dois pontos na frente do Cruzeiro (8×6). Em um dos raros pontos do bloqueio cruzeirense, Leal, Isac e Wallace fecharam a porta para Theo e empataram o set em 9×9. A parcial continuou equilibrada e ninguém conseguia abrir vantagem considerável. No fim do set, prevaleceu o volume de jogo paulista que deu a vitória por 25×23 aos donos da casa.

4º set

Logo no início do set, Marcelo Mendez colocou Winters em quadra no lugar de Filipe. No bloqueio simples em cima do oposto Wallace, Murilo marcou o 5º ponto do Sesi (5×4) e levantou a torcida na Vila Leopoldina. Porém, o Cruzeiro passou à frente em erro de ataque da equipe paulista (6×8). Precisando da vitória para manter a liderança no campeonato, o Sada/Cruzeiro se manteve equilibrado e abriu quatro pontos (11×15). Após pedido de tempo de Marcos Pacheco, o Sesi voltou a errar e deu mais um ponto de graça aos cruzeirenses (11×16). Com Winters no saque, o Cruzeiro continuou a abrir no marcador (11×20). Marcos Pacheco colocou Thaigo Alves em quadra no lugar de Douglas Souza, mas os visitantes estavam inspirados e levaram o set (15×25), empatando o jogo em 2×2.

5º set

O canadense Winters continuou em quadra pelo Cruzeiro, enquanto Pacheco colocou em quadra o time que começou a partida. Após erro da arbitragem e bloqueio em cima de Wallace, o Sesi abriu dois pontos importantes (4×2). Na sequência, Thiaguinho acionou Gustavão no contra-ataque e Marcelo Mendez pediu tempo (5×2). O Sada conseguiu encostar num ponto de bloqueio em cima de Douglas Souza (6×5), mas desperdiçou o saque com o central Éder (7×5). Na troca de lados, o Sesi tinha a vantagem no placar (8×7). Mais uma vez o Sesi abriu vantagem após bloqueio de Aracaju pra cima de Wallace (10×7). Buscando a recuperação, Marcelo Mendez colocou Filipe de volta em quadra no lugar de Winters. O Cruzeiro conseguiu diminuir a vantagem, mas o ponteiro Murilo fechou o set em 15×12 e a partida em 3×2.

Sesi-SP

Thiaguinho, Theo, Aracaju, Gustavão, Murilo, Douglas. Líbero: Serginho (Escadinha)
Entraram: Vinhedo, Rafael, Johan, Thiago Alves
Técnico: Marcos Pacheco

Sada/Cruzeiro

William, Wallace, Isac, Éder, Filipe, Leal. Líbero: Serginho
Entraram: Cachopa, Alan, Vanderson, Winters
Técnico: Marcelo Mendez

Foto destaque: Sesi-SP/Divulgação

[Superliga] Fora de casa, Sesi-SP vence Maringá

Neste sábado (21), Copel/Telecom Maringá e Sesi- SP se enfrentaram no ginásio Chico Neto, em Maringá, em partida válida pela 4ª rodada da Superliga Masculina de vôlei.  A partida foi a estreia do levantador de Maringá, Ricardinho, na competição. O jogador de 40 anos, completados nesta semana, se recuperou de uma contusão no ligamento do dedo da mão direita.  Porém, mesmo com esse importante reforço, os donos da casa não conseguiram sair com a vitória. De virada, a equipe do Sesi conquistou a vitória por 3 sets a 1, parciais de (23 x 25, 25 x 13, 25 x 12 e 25 x 19).

O JOGO:

A equipe do Sesi começou melhor e abriu vantagem (2×5). No primeiro tempo técnico, os paulistas tinham o dobro de pontos do adversário (4×8). Na volta à quadra os donos da casa voltaram mais regular e diminuíram a diferença para dois pontos (12x 14). Com o bloqueio de Maringá parando o ataque do Sesi, Maringá deixou tudo igual (15 x 15) e passou à frente no placar após uma recepção ruim do Sesi, que permitiu uma bola de xeque dos paranaenses (16×15). O set seguiu equilibrado (20×20). Sesi abriu dois pontos, mas, novamente, Maringá deixou tudo igual (22×22). No erro de recepção de Murilo, Maringá teve seu primeiro set point (24 x 23) e, no contra-ataque, fecharam o primeiro set (25×23), em 30 minutos.

2º set:

Assim como no set anterior, a equipe do Sesi começou muito bem nos contra-ataques e abriu três pontos (0x 3). Pressionando o adversário, os paulistas chegaram no tempo técnico com uma ótima vantagem (2 x 8). Com bons saques de Thiago Sens, Maringá diminuiu a desvantagem para três pontos (6×9). A boa vantagem dos visitantes se manteve, com o time sacando muito bem e com ótimo aproveitamento no ataque (10x 16).  Com um ritmo avassalador, o time visitante não deu chances para os donos da casa e abriram onze pontos à frente (12×23). Sem dificuldades, o SESI venceu a segunda parcial, empatando o jogo (13×25), em 22minutos.

3º set:

Após sofrer a derrota no set anterior, Maringá começou melhor (2 x0), mas, rapidamente, o Sesi retomou a liderança do marcador (4x 8). Desconcentrada, a equipe paranaense errava muitos ataques e via o adversário deslanchar no placar (5×12).  No segundo tempo técnico, o time paulista liderava com boa vantagem (9x 16). Com ótima sequência de saque do central Johan, o Sesi repetiu o placar da parcial anterior (13 x 25), em 23 minutos.

4º set:

Os visitantes começaram melhor (1×4), porém, querendo reagir depois de fazer dois sets muito irregulares, Maringá reequilibrou o set (5×6) e após excelente saque do ponteiro Thiago Sens, que atrapalhou a recepção adversária, a parcial ficou empatada (6×6). Na volta à quadra, mais regular, o Sesi retomou a liderança do placar (11 x 15).  Concentrados e errando pouco, o Sesi se encaminhou para fechar o set (19x 25) e o jogo por 3 sets a 1. O troféu Viva Vôlei, entregue ao melhor jogador da partida, ficou com o jovem oposto do Sesi, Douglas Souza.

[Foto: Arquivo Sesi-SP/ via facebook]

EQUIPES:

Copel/Telecom Maringá: Ricardinho, Ualas, Thiago Sens, Fukuzawa, Edinho, Aureliano e Rogerinho

 Entraram:  Thiago Gelinski, Deivid, Guilherme, Arthur, Michel

Técnico: Horácio Dileo

 Sesi -SP:  Thiaguinho, Theo, Murilo, Douglas, Gustavão, Aracaju e Serginho

Entraram: Vinhedo, Rafael Araújo, Johan

Técnico: Marcos Pacheco

[Superliga] Diante de sua torcida, Canoas é derrotado pelo Sesi

A noite de segunda-feira (9) não foi boa para o Lebes/Gedore/Canoas. A equipe gaúcha foi dominada pelo Sesi-SP, que venceu a partida, válida pela 1ª rodada da Superliga, por 3×0 (22×25, 15×25 e 11×25) no ginásio La Salle, em Canoas. O jovem ponteiro Douglas Souza (Sesi) foi eleito melhor em quadra em votação na internet e também foi o maior pontuador com 15 acertos.

Para o confronto, o Canoas não pôde contar com o treinador Marcelo Fronckowiak, suspenso. Quem dirigiu a equipe na estreia foi o auxiliar Alegrete que rodou a equipe para tentar uma reação para equilibrar a partida. As mudanças não surtiram efeito e o Canoas continuou a cometer erros. Ao todo, a equipe do Rio Grande do Sul cedeu 29 pontos ao Sesi, enquanto os paulistas cederam 19 pontos aos adversários.

“O nosso time começou muito concentrado. Como sempre, estudamos muito bem o adversário e pressionamos desde o começo. Não desperdiçamos contra-ataque e todos jogaram muito bem”, disse o ponteiro do Sesi, Douglas Souza.

O ponteiro do Canoas, Leo Caldeira, também avaliou a partida e a atuação da equipe na estreia. “Não conseguimos mostrar o mesmo vôlei que apresentamos no Campeonato Gaúcho. Não pressionamos o time deles no saque e contra uma equipe grande como o Sesi-SP isso não pode acontecer. Agora vamos procurar fazer um bom jogo contra o Sada Cruzeiro e o nosso time pode surpreender. Acredito muito no nosso grupo”, disse Leo Caldeira.

Na quarta-feira (11), o Canoas vai para Minas Gerais enfrentar o Sada/Cruzeiro. Já o Sesi-SP fará sua primeira partida em casa, na quinta-feira (12), contra o Montes Claros, que vem de vitória emocionante contra o Funvic/Taubaté.

EQUIPES

LEBES/GEDORE/CANOAS
Sandro, Dennis, Victor Hugo, Tarcísio, Leo Caldeira e Alê. Líbero – Jeffe
Entraram: Matheus, Evandro, Wanderson, Palocci, Batagim e Bozko
Técnico: Alegrete

SESI-SP
Thiaguinho, Theo, Gustavão, Aracaju, Murilo e Douglas Souza. Líbero – Serginho
Entraram: Rafael Araújo, Vinhedo e Thiago Alves
Técnico: Marcos Pacheco

Com informações da CBV

Foto: Matheus Beck/Vôlei Canoas

[Paulista] São José e Brasil Kirin saem na frente nas semifinais do Estadual

São José e Brasil Kirin venceram as duas primeiras partidas válidas pelas semifinais do Campeonato Paulista 2015 e deram importante passo para a classificação para a final do Estadual.

Na segunda-feira (19), o São José venceu o Sesi-SP, de virada, por 3×2 (16×25, 25×16, 22×25, 25×23 e 15×9). A decisão da vaga na final será no próximo sábado (24) na Vila Leopoldina.

Na outra chave, Brasil Kirin e Funvic/Taubaté fizeram partida bastante equilibrada, apesar da vitória do time de Campinas por 3×0 (33×35,20×25 e25x27). O finalista será conhecido no sábado (24), no Ginásio do Taquaral, em Campinas.

Caso ocorra vitória do Sesi e/ou do Taubaté, será disputado um set desempate para definir quem avança para a final.

 

*Com informações das assessorias do São José Vôlei e Vôlei Brasil Kirin

Fotos: Vôlei Brasil Kirin e São José Vôlei