Invicto e sem perder sets, Zenit Kazan finalmente conquista o Mundial de Clubes

Após esbarrar no Sada Cruzeiro em duas oportunidades, o Zenit Kazan finalmente levantou o troféu de campeão do Mundial de Clubes. Campeão invicto e sem perder um set em toda a competição em 2017, a equipe russa superou o Lube Civitanova por 3×0 (27×25, 25×22, 25×22).

Pode não ser o estilo de jogo mais bonito, porém é eficiente. Mesmo com os atacantes abaixo do ideal, o Zenit conseguiu aproveitar contra-ataques no momento certo no 1º set e o alto número de erros dos italianos, além de dificultar a vida do líbero Grebennikov durante toda a partida. “Agora tenho duas pratas e o ouro. Não lembro da última vez que estive tão feliz quanto agora. O título da Champions League foi ótimo, todos estavam felizes, mas a vitória de hoje [ontem] era o objetivo principal. Sempre foi difícil jogar contra os campeões brasileiros, mas finalmente os vencemos [na semifinal]”, disse o líbero russo Verbov.

Do lado italiano, o treinador Giampaolo Medei não escondeu a decepção da derrota. “Com certeza não estamos felizes com o resultado, porque acho que jogamos no mesmo nível dos nossos oponentes. Mas perdemos por 3×0. Tivemos algumas chances, especialmente durante o 1º set e não as usamos. Meu time queria jogar pelo 1º lugar aqui, mas resumindo todo o torneio nós fizemos um trabalho incrível no Mundial de Clubes. Jogamos hoje [ontem] um bom voleibol contra provavelmente o melhor time do mundo, então estou confiante sobre o futuro”, avaliou Medei.

lube_sada.jpg

Sada conquista o bronze e Juantorena é o MVP

Sem tempo de remoer a derrota na semifinal, o Sada Cruzeiro se recompôs e conquistou o 3º lugar no Mundial vencendo o Skra Belchatow. “Para nós foi um grande prazer jogar em um lugar tão incrível. A 3ª posição é algo importante, porque foi muito difícil defender o título, então estamos muito felizes”, disse o capitão cruzeirense Filipe.

mundial-de-clubes2017_selecao.jpgCom tantas estrelas no campeonato, não foi surpresa a escolha do time dos. Com Juantorena conquistando seu 4º título de MVP no Mundial, os cubanos foram maioria na seleção: Leon (Zenit Kazan) e Leal (Sada Cruzeiro) foram os melhores ponteiros, e Simon (Sada Cruzeiro) um dos melhores centrais. A seleção se completou com o levantador Butko (Zenit Kazan), o meio-de-rede Samoylenko (Zenit Kazan), o líbero Grebennikov (Lube Civitanova) e o oposto Sokolov (Lube Civitanova).

Com informações da FIVb
Fotos: FIVb

Anúncios

[Mundial de Clubes] Com organização tática e saque potente, Civitanova vence Sada Cruzeiro em sets diretos

O primeiro dia do Mundial de Clubes Masculino, realizado na Polônia, prometia grandes duelos, principalmente a partida entre o atual campeão Sada Cruzeiro e o Lube Civitanova. Solta em quadra, a equipe italiana fez um sonoro 3×0 (25×21, 25×16, 25×18) nos cruzeirenses, que estiveram bem longe do que nos acostumamos a ver e cederam 22 pontos em erros aos italianos.

A equipe do Civitanova conseguiu anular os brasileiros principalmente no saque e na boa distribuição de jogo do levantador Christenson, mesmo com Juantorena sendo o grande alvo dos saques do Cruzeiro. O grande destaque da partida foi o oposto Sokolov responsável por 20 pontos, sendo seis de saque.

Além da má atuação, a equipe brasileira ainda foi responsável por uma discussão acalorada. Durante um pedido de tempo, já no final da partida, o ponteiro Leal e o líbero Serginho se desentenderam e Marcelo Mendez os tirou de quadra.

Na outra partida do Grupo A, a equipe polonesa Zaksa Kedzierzyn-Kozle precisou suar para passar pelo Tehran VC por 3×2. Após estar perdendo por 2×0, o saque do Zaksa passou a entrar no 3º set e marcou a virada da equipe polonesa no jogo. Confiante na recuperação, os locais conseguiram levar a partida para o tie-break e vencer o Tehran VC de virada.

Amanhã (13), o Sada Cruzeiro busca a recuperação e pega o Tehran VC, às 17h30, com transmissão do Sportv2. Mais cedo, às 14h30, Zaksa Kedzierzyn-Kozle enfrenta o Lube Civitanova.

ZenitKazan.jpgPra variar, Zenit vence sem brilho
No Grupo B, o Zenit Kazan fez o de sempre no Mundial, jogou o bastante para não deixar o Personal Bolívar com chances. A equipe russa segurou o jogo trocando pontos até a metade de cada set e atropelou os argentinos no bloqueio depois das paradas técnicas do 16º ponto.

Fechando a primeira rodada no grupo sediado em Lódz, o Skra Belchatow não teve dor de cabeça para fazer 3×0 no Shanghai VC, que conta com o ponteiro Facundo Conte, estrela da seleção argentina, como referência da equipe. “Foi muito importante impor rapidamente um ritmo de jogo, porque era nossa primeira partida. Skra mostrou que é um time bom. Colocamos muita pressão no saque, mas, para ser honesto, cometemos muitos erros”, avaliou o italiano Roberto Piazza, treinador do Belchatow.

Confira a tabela do Mundial de Clubes 2017:

12.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
Zaksa Kedzierzyn-Kozle 3 x 2 Tehran VC (19×25, 20×25, 25×16, 31×29, 17×15)
Sada Cruzeiro 0 x 3 Lube Civitanova (21×25, 16×25, 18×25)

Grupo B – Sede: Lódz
Zenit Kazan 3 x 0 Personal Bolívar (25×20, 25×19, 25×17)
Skra Belchatow 3 x 0 Shanghai VC (25×18, 25×19, 25×21)

13.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
14h30 – Zaksa Kedzierzyn-Kozle x Lube Civitanova
17h30 – Tehran VC x Sada Cruzeiro

Grupo B – Sede: Lódz
14h30 – Zenit Kazan x Shanghai VC
17h30 – Skra Belchatow x Personal Bolívar

14.12.2017
Grupo A – Sede: Opole
14h30 – Zaksa Kedzierzyn-Kozle x Sada Cruzeiro
17h30 – Lube Civitanova x Tehran VC

Grupo B – Sede: Lódz
14h30 – Shanghai VC x Personal Bolívar
17h30 – Skra Belchatow x Zenit Kazan

Com informações da FIVB
Fotos: FIVB

ZenitKazan.jpg