[Sul-americano] Sada Cruzeiro conquista o pentacampeonato; Simon é MVP

A noite de sábado (3) em Montes Claros foi marcada pela bela apresentação do Sada Cruzeiro na final do Sul-americano Masculino de Clubes 2018. Diante de pouco mais de quatro mil espectadores, a Raposa levantou o seu quinto troféu de campeão continental (2012, 2014, 2016, 2017, 2018), igualando o Banespa e Paulistano em número de conquistas.

Na decisão, os cruzeirenses bateram o Lomas Voley por 3×0, parciais de 25×19, 25×18 e 25×20, e se garantiram no Mundial de Clubes. “A Polônia nos espera. Acredito que será muito legal jogar mais um Mundial no final do ano e esse era um dos nossos grandes objetivos. Mas antes disso precisamos pesar em fechar bem a temporada e concentrar todo o nosso trabalho na Superliga. Vamos com tudo! É hora de festejar bastante mais este título do Sul-Americano e desfrutar deste momento antes de voltar a trabalhar pelo próximo título”, comentou o central Simon.

WhatsApp Image 2018-03-04 at 11.26.49Além do título e da vaga para o Mundial, a equipe brasileira teve quatro jogadores escolhidos para a seleção do campeonato: o central Isac, o levantador Uriarte, o ponteiro Leon e o líbero Serginho. Completaram o time o oposto Lorena (Montes Claros), o ponta Lucas Ocampo (LomasVoley) e o central Jonadabe Carneiro (Lomas Voley). O central cubano do Sada Cruzeiro, Simon, levou o prêmio de melhor do campeonato.

MOC é bronze
Anfitriões da competição, o Montes Claros Vôlei venceu a disputa do terceiro lugar contra o Personal Bolívar (ARG). O Pequi Atômico fez 3×1, parciais de 26×28, 25×23, 25×23, 25×15.

Com informações da CSV, Lomas Voley e Sada Cruzeiro.
Foto destaque: Uarlen Valerio/O Tempo (via Sada Cruzeiro)
Foto interna: Reprodução Instagram Sada Cruzeiro

JF Vôlei lança novo escudo e anuncia a contratação de um oposto venezuelano

Nesta manhã de quinta-feira (17) o JF Vôlei recebeu no Salão Nobre do Hospital Santa Casa, jornalistas e patrocinadores e apresentou novidades dentro e fora de quadra.  A primeiro foi a alteração da identidade visual da equipe para a temporada 2017 e o segundo anúncio foi a contratação de um oposto, o venezuelano Emerson Rodriguez, de 25 anos, que recentemente foi vice-campeão Sul-americano por sua seleção.

Emerson tem 2,02m e chega para suprir a carência da posição, já que o time mineiro tinha 10 atletas que vieram da base do Sada Cruzeiro, além do levantador Felipe Hernandez, até então único jogador contratado por Juiz de Fora, porém não tinha um oposto de origem e vinha improvisando os atletas do elenco.  O diretor técnico do JF Vôlei, Maurício Bara contou como o time chegou até o oposto.

escudo

Essa é a nova identidade visual da equipe de Juiz de Fora.

“Foi uma soma de fatores. Primeiro o trabalho do Henrique de observar jogadores da nossa característica, que não impactassem tanto financeiramente no orçamento da equipe. Todos sabem que vivemos um processo muito limitado. O Henrique buscou, o procurador do jogador é brasileiro, e conversamos. Outro fator importante foi que ele jogou com o Manius, um importante atleta que passou aqui na temporada 2014/2015, veterano, e que manteve uma relação muito próxima com a gente, e nos disse que o Emerson tem muito potencial e precisava de mais treinamentos de qualidade. Então isso corroborou. Ele entendeu nossa limitação, quer entrar em um mercado diferente e abrir portas”, explicou Maurício.

O treinador Henrique Furtado também comentou sobre o seu novo jogador: “Já o conheço há dois anos. É um jogador jovem, ex-central, e tem muitos anos de categorias de base da Venezuela e, depois, no time adulto. Tornou-se oposto por volta de dois anos e meio atrás. Foi indicado por um ex-jogador da Seleção da Venezuela, no ano passado, mas apareceu a possibilidade de contar com o Renan. Mantivemos conversas com o Emerson, que sempre se mostrou muito disposto a vir trabalhar conosco e enxerga no vôlei brasileiro uma grande oportunidade em sua carreira. É um jogador de muita força, bons saques e ataques, com muito potencial para trabalhar bem os outros fundamentos também”, exaltou o treinador.

max montecinos emerson rodriguez

– Emerson Rodriguez( nº5), nova contratação do JF Vôlei. [Foto: Max Montecinos]

O atleta ainda não chegou à Juiz de Fora (MG) pois tem compromissos a cumprir com a Venezuela, a disputa do Classificatório para o Campeonato Mundial, que será na Argentina entre os dias 20 de agosto a 4 de setembro, na Argentina.  O plano é que Emerson chegue em juiz de Fora no dia posterior ao fim da competição, para que o jogador já possa estar disponível para estrear com o JF Vôlei no dia 08 de setembro diante do Sada Cruzeiro, em Contagem (MG), em partida válida pelo Campeonato Mineiro.

 

[Sul-americano] Brasil conquista o 31º título continental e se garante no Mundial do ano que vem

Sem perder nenhum set em cinco jogos, a seleção masculina de vôlei conquistou, nesta sexta-feira (11), o primeiro título no comando do técnico Renan dal Zotto. Jogando no Centro Nacional de Entreinamento, em Santiago, Chile, os brasileiros venceram a final diante da Venezuela por 3 a 0, parciais de (25×21, 25×6 e 25 x 18), em 1h07 minutos de partida e carimbaram o passaporte para o Mundial de 2018, que terá como sede a Itália e a Bulgária.

Com mais esse resultado positivo, o Brasil venceu seu 31º título do Sul-americano, mantendo a hegemonia na competição continental.  São 32 edições do campeonato e apenas em 1964 houve um outro campeão, porém, os brasileiros não participaram naquele ano.

Essa foi a nona vez em que Brasil e Venezuela se enfrentaram em uma final de Sul-americano, sendo que a última vez havia sido em 2003, no Rio de Janeiro, quando os brasileiros levaram o ouro, a Venezuela ficou com a prata e a Argentina completou o pódio. Nesta atual edição, as posições das equipes se manteve: na disputa de terceiro lugar, a Argentina superou o Chile, donos da casa por 3 sets a 0, parciais de (25×18,25×22 e 25×21).

Sem muito tempo para descansar, o Brasil já entra em quadra novamente neste domingo (13), às 10h, quando recebe os Estados Unidos, em São Paulo. A partida terá transmissão do Sportv e Globo. Na terça-feira (15), os times voltam a se enfrentar, só que desta vez em Manaus (AM). As partidas servem de preparação para as duas seleções que irão disputar a Copa dos Campeões entre os dias 12 a 17 de setembro no Japão. Além de Brasil e Estados Unidos, França, Itália, Irã participarão da competição.

 Seleção do Campeonato

sleeeee

Os melhores atletas do Sul-americano. [Foto: Max Montecinos]

Campeão e invicto, o Brasil dominou a seleção do campeonato, que é formado pelos melhores jogadores de acordo com as estatísticas. Confira os eleitos: levantador Bruno (Brasil), oposto Wallace (Brasil), centrais: Jordi Verdi (Venezuela) e Sebastián Solé (Argentina), ponteiros: Lucarelli (Brasil) e Vicente Parraguirre (CHILE) e líbero: Héctor Mata (Venezuela). O ponteiro brasileiro Maurício Borges foi eleito o MVP, ou seja, o jogador mais valioso do campeonato.

Veja como foi o campeonato:

07.08
20h – Venezuela 3 x 1 Colômbia (25×22, 25×18, 22×25 e 26×24
22h – Brasil 3 x 0 Paraguai (25×4, 25×14 e 25×10)
19h30 – Argentina 3×0 Uruguai (25×16, 25×18 e 25×20)
21h30 – Chile 3 x 0 Peru (25×19, 25×12 e 25×22

08.08
20h – Colômbia 3 x 0 Paraguai (25/18, 25/16, 25/17)
22h –Brasil 3 x 0 Venezuela (25×10, 25×16 e 25×14)
19h30 – Argentina 3 x 0 Peru (25×15, 25×22 e 25×12)
21h30 – Chile 3 x 0 Uruguai (25×19, 25×12 e 25×19)

09.08
13h – Venezuela 3×0 Paraguai(25×17, 25×9 e 25×14)
15h – Brasil 3×0 Colômbia(25×14,25×11 e 25×21)
19h30 – Uruguai 3×2 Peru(22×25, 27×25, 28×26 e 20×25)
21h30 – Argentina 3×0 Chile (25×18, 21×25, 25×15 e 25/21)

10.08 – Semifinais:

19h30 _ Brasil 3×0 Chile (25×20, 25 x12 e 25×14)

21h30 _ Venezuela 3×2 Argentina ( 26/24, 15/25, 24/26, 26/24 e 15/13)

11.08 

3º lugar: Argentina 3 x 0 Chile(25×18,25×22 e 25×21)

Final: Brasil 3×0 Venezuela(25×21, 25×6 e 25×18)

Com informações da CBV e CSV
Foto destaque:  Max Montecinos/ CSV