SUPERLIGA 2012/ 2013: UFJF tem sequência difícil e vê o sonho dos playoffs cada vez mais distante

 

por Luara Herédia

A  UFJF vêm de cinco derrotas na Superliga, a última vitória do time de Juiz de Fora foi diante do Volta Redonda por 3 x 2 na casa do adversário em partida válida pela 1ª rodada do returno da competição. Faltando apenas cinco rodadas para o fim do 2º turno, a UFJF ocupa o 10º lugar  com 14 pontos e está a seis pontos do Vôlei Futuro, 8º colocado e última equipe que se classifica para os playoffs.

8424569968_c144dc3494_z

        A vaga para para a próxima fase está um pouco mais distante, mas uma reação do time mineiro não é impossível, já que uma vitória por 3 x 0 ou 3 x 1 dão três pontos para o vencedor. Porém, a sequência de jogos que o time vai fazer é que dificulta os planos para a Federal. Na quinta-feira (07/ 02), a UFJF enfrenta o líder da competição, RJX, na casa do adversário. Em seguida o time tem dois clássicos estaduais fora de casa. No sábado,a equipe enfrenta o Sada/ Cruzeiro( 2º), em Contagem. Depois a UFJF viaja para Belo Horizonte para um duelo contra o Vivo/ Minas (4º), equipe que está em ascensão na competição e não perde a nove rodadas .

   8417330334_63a5a9a7db_z     Jogos diante da sua torcida só nas duas últimas rodadas do returno. No dia 28/02, a UFJF recebe a equipe do Super Imperatriz Vôlei(11º) e encerra  o 2º turno diante do Canoas( 5º), dia 02/ 03.

Anúncios

SUPERLIGA 2012/ 2013: UFJF se prepara para a maratona de jogos fora de casa

       por Luara Herédia               Imagem

             Depois de fazer duas partidas em casa, a UFJF desembarcou em Campinas( SP) para o confronto diante da equipe da casa., Medleyq Campinas. A partida será valida pela 5ª rodada do returno da Superliga 2012/2013 e será o primeiro dos cinco jogos que o time de Juiz de Fora fará como “visitante”. O jogo será amanhã( quinta-feira), às 19h30 min, no ginásio Taquaral. O site da CBV( Confederação Brasileira de Vôlei) vai fazer o ponto a ponto da partida. Acompanhe por aqui: http://www.cbv.com.br/v1/superliga/sllv.asp?nj=93&fm=M&Sets=0 

Imagem

A UFJF só volta a jogar em casa no dia 28 de fevereiro              Foto: Lucilia Bortone

           A UFJF na sequência adversários difíceis fora de casa e enfrenta  as equipes de Campinas (4º), Volei Futuro (8º), RJX (2º), Cruzeiro (1º) e Minas(5º) e só reencontra sua torcida no dia 28 de fevereiro, diante da equipe de Florianópolis, Super Imperatriz Vôlei (11º).

      O objetivo da equipe é um só: pontuar o máximo possível para subir na tabela e ficar entre os oito primeiros da competição para se classificar para os playoffs. Atualmente a UFJF está em 10º lugar com 13 pontos, mesma pontuação que Volta Redonda (9º), mas o time mineiro tem uma derrota a mais. A equipe de Juiz de Fora está a cinco pontos do Volei Futuro( 8º), no momento último time classificado para a próxima fase da Superliga. Confira a tabela de classificação completa:

tabela

SUPERLIGA 2012/2013 – Em duelo de três horas, Sesi vence UFJF no tie-break

por Lucilia Bortone

A Arena UFJF ferveu. UFJF, Sesi-SP e os mil torcedores que lotaram o ginásio da Faefid ontem mostraram por que o voleibol é emocionante. A Federal não se intimidou diante dos adversários e vendeu caro a derrota por 3×2 (25×21,21×25,25×22,21×25,16×18). O oposto Lorena (Sesi) e os ponteiros Japa (UFJF) e Murilo (Sesi) marcaram 17 pontos e foram os maiores pontuadores da partida. Murilo (Sesi) ainda foi eleito o melhor jogador da partida e recebeu o troféu Viva Vôlei.

O jogo

1º set

O primeiro set começou equilibrado e a UFJF chegou à primeira parada técnica com um ponto a mais que os adversários. Em um ace do central Sidão, o Sesi passou à frente (9×10). A vantagem não durou muito. Depois de uma sequencia de erros, o Sesi viu os donos da casa abrirem vantagem de três pontos no bloqueio do central Robinho em cima do oposto Lorena. O Sesi voltou a encostar e diminuiu a vantagem da UFJF. Porém, os juiz-foranos conseguiram abrir vantagem novamente. O central Lucão deu à Federal o primeiro set point (24×20), mas foi num erro de saque de Lorena que os mineiros fecharam o primeiro set em 25×21.

2º set

No segundo set, a Federal começou errando e o Sesi logo abriu 3×0. Mas os visitantes voltaram a cometer erros e viram a UFJF empatar a partida em 6×6 num erro de Murilo no ataque de meio-fundo. Depois da parada técnica, o Sesi voltou mais atento, conseguiu bloquear os ataques da Federal e obrigou o técnico da UFJF, Maurício Bara, a pedir tempo quando o placar marcava 8×11. Mesmo com um cartão amarelo contra, o Sesi seguiu na ponta até fechar o set em 21×25. Continuar lendo

SUPERLIGA- Após o encerramento do 1 ºturno, Danilo Gelinski, Hugo e Luan são os destaques da UFJF nas estatísticas da CBV

Após  66 jogos o primeiro turno da Superliga 2012/ 2013 acabou. O turno da competição se encerrou com a equipe do RJX em primeiro lugar com  25 pontos, seguido de perto pelo atual campeão Sada/ Cruzeiro e da equipe paulista do SESI ambos com 24 pontos. A equipe da UFJF está em 11º lugar com 8 pontos. Confira a seguir a tabela completa:

Imagem

Nas estatísticas do site da CBV ( Confederação Brasileira de Voleibol), sobre os times da Superliga, a equipe da UFJF  tem como melhor classificação o fundamento levantamento em 3º lugar entre as 12 equipes da competição. No saque, a equipe ocupa o décimo lugar, aparece em  9º na defesa, em sexto na recepção e em último lugar no bloqueio.

Já no ranking que classifica individualmente  os destaques  da UFJF são o ponteiro Hugo Hamacher, o levantador Danilo Gelinski e o oposto Luan Weber.

Imagem

Com eficiência de 35,20% , Gelinski aparece em terceiro lugar no levantamento. Atrás de William do Sada/ Cruzeiro e de Marcelinho do Vivo Minas. O ponteiro  Hugo com aproveitamento de 47,14 % está em décimo no fundamento recepção. Já o oposto Luan Weber, com 174 pontos, sendo 154 de ataque, 14 de bloqueio e 6 de saque é o terceiro maior pontuador da Superliga .Em primeiro lugar está Rodrigo Pinto, mais conhecido como Rivaldo , seguido por Ricardo Souza, o Lucarelli, ponteiro da equipe do Minas.

SUPERLIGA 2012/ 2013- UFJF perde para a experiente equipe de Canoas

A UFJF entrou em quadra diante da equipe de Canoas pela última rodada do turno da Superliga 2012/ 2013 animada com a vitória fora de casa na última quinta-feira diante do time de Florianópolis, Super Imperatriz, mas a equipe gaúcha comandada pelo experiente central Gustavo Endres( o jogador levou o troféu de melhor da partida) atrapalharam os planos do time de Juiz de Fora. Impulsionada pela torcida , o time gaúcho venceu o time mineiro por 3 sets a 0. Parciais de 25 x 17, 25 x 23 e 25 x 16.

Agora a UFJF se reapresenta na próxima segunda feira e se prepara para o próximo jogo, dia 17/01, contra o time de Volta Redonda, na casa do adversário.

 O JOGO

A Federal começou o jogo com ose seguintes jogadores: levantador Gelinski, Líbero Fabio Paes, os centrais Robinho e Victor Hugo, o oposto Luan e os ponteiros: Japa e Clinty.

O jogo se iniciou com um belo rally que terminou em ponto de bloqueio de Bérgamo para a equipe de Canoas : 1 x 0. A UFJF cometeu três erros seguidos( duas invasões por cima do levantador Danilo Gelinski e um erro de ataque de Luan) fizeram o placar se transformar em 4 x 0. Abatida com o início da partida, o time mineiro não conseguia pontuar, do outro lado, Canoas aproveitava os contra-ataques e pontuou de novo, fazendo cinco pontos seguidos: 5 x 0. Na primeira parada técnica, o placar era: 8 x 3 para o time da casa. No saque balanceado de Victor Hugo a UFJF diminuiu o placar para: 8 x 5.. Clinty marcou mais um ponto para o time mineiro: 10 x 13, Canoas. No contra-ataque a Federal diminuiu a desvantagem no placar para apenas dois pontos 13 x 11. Na segunda parda técnica, Canoas tinha três pontos de vantagem:16 x 13.
O time de Juiz de Fora seguia irregular e desperdiçando contra-ataques, já o time gaúcho com mais volume de jogo aproveitava a folga no placar e jogava melhor. O técnico da UFJF , Maurício Bara , parou o jogo quando o placar era 19 x 14 para o adversário e na sequência colocou o ponteiro Hugo no lugar de Japa: 20 x 16. Nos ataques eficientes e com ajuda dos bloqueios , Xanxa fechou o 1º set: para Canoas: 25 x 17.

 2º SET
A UFjF marcou o prmeiro ponto do set. Na largadinha de Luan, o time mineiro fez 3 x 2. O set era mais equilibrado que o primeiro e as duas equipes trocavam pontos: 5 x 5. No tempo técnico, o placar era: 8 x 7 para o Canoas. No saque de Luan, a UFJF passou na frente do amrcador: 9 x 8. Clinty fez 10 x 9. No erro de saque de Gustavo:, o placar era:12 x 11 , UFJF. No erro do levantador Jotinha, a UFJF abriu dois pontos 13 x 11. No erro de ataque do time gaúcho a UFJF abriu três pontos: 14 x 11, fazendo o técnico Paulão parar o jogo. Depois do pedido de tempo , Canoas voltou melhor e no contra-ataque, Dentinho diminui 13 x 14, UFJF. Na segunda parada técnica, o placar era 16 x 14, UFJF.
A equipe de Juiz de Fora era mais regular e no ataque que explorou o bloqueio, o time seguia com três pontos de vantagem: 17 x 14. O oposto Luan marcou mais um ponto para a UFJF pela saída de rede: 18 x 14. No ponto de saque de Luan, a UFJF abriu cinco pontos:19 x 14. O time de Canoas buscou reagir no set e com dois pontos fez com que o técnico Maurício Bara parasse a partida: 19 x 17. A UFJF chegou a abrir 21 x 18 UFJF, mas no saque de Gustavo, a experiente equipe gaúcha buscou o marcador , fez três pontos seguidos e empatou a partida: 21 x 21. Após reclamação do time de Juiz de Fora, a árbitra deu um cartão amarelo para o levantador Danilo Gelinski, o que deu um ponto a mais para Canoas, que virou o placar para: 22 x 21. Bara pediu tempo. Na volta, o oposto Luan empatou o jogo Luan e no contra- ataque botu a UFJF na frente novamente:23 x 22. Quando o placar estava empatado em 23 x 23, Canoas pontuou no bloqueio duas vezes e fechou o set em 25 x 23 .

3º SET
O terceiro set começou equilibrada como no set anterior: 2 x 2. Para a Federal era vencer e levar a partida para o quarto set, para o time de Canoas, o objetivo era vencer o mais rápido, faturar os três pontos e subir na tabela de classificação( o time terminou a rodada em 3º lugar). No bloqueio de Gustavo, Canoas fez 8 x 6 no primeiro tempo técnico. O ponteiro Hugo e o oposto Luan lideraram a reação da UFJF e empataram a partida: 9 x 9. No contra-ataque a equipe de Canoas abriu dois pontos: 12 x 10. o erro de recepção da UFJF, Gustavo Canoas abriu três pontos: 13 x 10. O time mineiro voltou a ser mais irregular. O técnico Maurício promoveu a inversão do 5 x 1, Wanderson e Ricardinho entraram no lugar de Gelinski e Luan: 14 x 12, Canoas. No segundo tempo técnico o time da casa tinha três pontos na frente: 16 x 13, Canoas.
Com ótimos saques de Gustavo, o time gaúcho abriu cinco pontos: 18 x 13. Com ampla vantagem e com o apoio da torcida, Canoas se encaminhava para fechar o jogo: 22 x 16. Após erro de recepção de Japa, Canoas pontuou e conseguiu o match point e fechou o jogo em 25 x 16.

SUPERLIGA 2012/ 2013- UFJF volta às quadras no confronto de ” Gelinski’s “

   por Luara Herédia

          A UFJF retorna às quadras no jogo válido pela décima rodada da Superliga Masculina de Vôlei. O time de Juiz de Fora enfrenta o Super Imperatriz Vôlei em Florianópolis, às 20h30min. Em último lugar na tabela de classificação com apenas cinco pontos, a UFJF encara o próximo jogo como uma decisão. O adversário de hoje ocupa a décima posição e tem quatro pontos a mais que o time mineiro.
          O confronto entre as equipes vai colocar dois irmãos frente a frente, os levantadores Danilo e Thiago Gelinski vão se enfrentar pela primeira vez. Danilo, levantador da UFJF é três anos mais novo que seu irmão e não esconde que Thiago foi importante para a sua entrada no mundo do voleibol, mas o caçula diz que será um confronto equilibrado e com muito respeito: “Tenho certeza que nem eu e nem ele vamos dar moleza um para o outro”.

          O jogo entre Super Imperatriz x UFJF vai ser transmitido pelo site da CBV ( Confederação Brasileira de Voleibol), você pode acompanhar  o jogo clicando aqui: SUPER IMPERATRIZ x UFJF 

SUPERLIGA 2012/2013- No confronto mineiro, UFJF é superada pelo Vivo/Minas

 

            O histórico de  confronto entre as equipes da UFJF  e do Vivo/Minas  é recentes, mas sempre  são sinônimos de rivalidade, polêmicas com a arbitragem e incentivo da torcida. No jogo válido pela nona rodada da Superliga 2012/2013 não foi diferente. Jogando em casa, a UFJF buscava sua segunda vitória na Superliga e até começou melhor no jogo, mas no fim, a equipe do ponteiro Lucarelli usou a força do seu bloqueio, liderados pelos centrais Henrique e Mauricio , a equipe do Minas  levou os três pontos para Belo Horizonte. Vitória por 3 sets a 1 ( 25 x 23, 19 x 25, 14 x 25 e 25 x 23).

            Agora, a Superliga para por alguns dias por conta das festas de fim de ano. A competição volta no dia (06/01) O próximo jogo da equipe de Juiz de Fora será em Florianópolis, no dia ( 10/01 )contra a equipe da casa.

     O JOGO:

     1º set:

     A UFJF iniciou a partida com a seguinte formação: o levantador Danilo Gelinski, os centrais Victor Hugo e Robinho, os ponteiros Hugo e Japa, o oposto Luan  o líbero Fábio Paes. O jogo começou no erro de saque de Lucarelli. No saque tático de Henrique o Minas fez: 2 x 1. O central, Victor Hugo  bloqueou duas vezes e com isso a UFJF abriu dois pontos: 4 x 2. Na bola de segunda do levantador Gelinski, a UFJF fez: 5 X 3.No contra- ataque , Hugo marcou: 7 x 4. O Minas encostou no placar após a bola de xeque do levantador  Marcelinho: 7 x 6. Na primeira parada técnica, o placar era: 8 x 6 para o time de Juiz de Fora. Na sequência do jogo o time de Belo Horizonte voltou melhor e empatou a partida: 8 x 8. O jogo seguia muito equilibrado, no erro do oposto Luan a equipe do Minas passou no placar: 13x 12. No contra-ataue pelo meio, o central Otávio deu a vantagem de dois pontos para o Minas: 14 x 12. No bloqueio de Robinho a UFJF empatou: 14 x 14. No segundo tempo técnico o placar era 16 x 15 para a UFJF.

     No erro de ataque, o Minas abriu dois pontos: 17 x 15. Impulsionada pela torcida a UFJF foi buscar o placar e empatou: 18 x 18. Pelo meio, Victor Hugo virou mais uma bola para o time da casa: 20 x 20. No bloqueio, Victor Hugo deu a frente do marcador para o time de Juiz de Fora, forçando o técnico do Minas, Horácio Diléo parar a partida: 21 x 20. Em seguida o levantador  Danilo Gelinski bloqueou  e a UFJF abriu dois pontos no momento importante: 22 x 20. No contra-ataque, Luan desperdiçou a chance de abrir três pontos: 22 x 21.  O ponteiro do Minas, Lucas Loh pisou na linha na hora do saque e deu ponto de graça para a UFJF: 23  x 21, Horácio Dileo parou novamente o jogo. O ponteiro Lucarelli, pela entrada de rede diminuiu: 23 x 22. No erro de saque do central Otávio, a UFJF ganhou o seu primeiro set point: 24  x 22 e no ataque de Hugo, a UFJF venceu o primeiro set: 25 x 23.

     2º set

     O oposto theco, Filip marcou o primeiro ponto do set. Em erro de ataque da equipe minastenista, a UFJF passou: 2 x 1. O ponteiro Japa, pela entrada de rede cravou mais um ponto: 4 x 3, UFJF. Após, ótimo saque de Luan, Gelinski pontuou na bola de xeque: 5 x 3. Após invasão da linha dos três do ponteiro Hugo, o Minas empatou: 5 x 5.  Com  dois bloqueio na sequência, o primeiro do central Henrique e o segundo do ponteiro Lucarelli, o time doo Vivo/Minas ponto foi com vantagem de dois pontos: 8 x 6. Hugo, explorando o bloqueio diminuiu: 10 x 9.  O árbitro, deu um cartão amarelo para o central da UFJF, Robinho, o que deu um ponto para o adversário que abriu três pontos: 13 x 10. Maurício no bloqueio simples aumentou a vantagem para quatro pontos: 14 x 10. O técnico da UFJF, Maurício Bara parou o jogo. O levantador do Minas, Marcelinho seguiu explorando as jogadas rápidas pelo meio: 15×12. No lado da UFJF, o técnico fez a inversão de 5 x 1, Ricardinho e Wanderson entraram no lugar de Luan e Gelinski. No ataque errado de Wanderson, o Minas foi para o tempo técnico com cinco pontos na frente: 16 x 11.

      O técnico de Juiz de Fora fez uma troca de ponteiros, Hugo saiu para a entrada de Juninho.  O oposto Wanderson pontuou pela sápida de rede: 17 x 13.No erro de ataque de Filip e na sequência o bloqueio da UFJF fizeram a diferença cair para apenas dois pontos: 17 x 15, o técnico Horácio Diléo, parou a partida. Na sequência, Bara desfez a inversão, Luan  Danilo Gelinski voltaram para o jogo. No bloqueio, Maurício fez: 20 x 18 para o Vivo/Minas. Luan, explorou o bloqueio e marcou: 20 x 18.  No bloqueio duplo de Evandro e Maurício, o Minas parou o ataque da UFJF: 22 x 18, Bara pediu tempo. O central Maurício com dois bloqueios seguidos deu o set point para o time de Belo Horizonte: 24 x 18. No ataque de Lucarelli, a equipe do Vivo/Minas fechou o set em 25 x 19 e empatou a partida em 1 set a 1.

     3º set:

     Lucas Lóh , no bloqueio marcou o primeiro ponto do set. Luan, explorando o bloqueio empatou: 1 x 1. No contra-ataque, o Minas abriu dois pontos: 3 x 1. Victor, Hugo pelo meio marcou para a UFJF: 4 x3, Vivo/Minas.  No bloqueio do ponteiro Lucarelli, a equipe de Belo Horizonte tinha o dobro do placar no primeiro tempo técnico: 8 x 4. Na bola de xeque, Danilo marcou o sexto ponto da UFJF: 8 x 6.  No ataque de Hugo pela entrada de rede: 9 x 7, UFJF. No bloqueio simples de Lucas Lóh, o Minas abriu quatro pontos, forçando o técnico da UFJF pedir tempo técnico. A equipe de Juiz de Fora cometia muitos erros. No segundo tempo técnico, o placar era: 16 x 11 para o Minas.  

     O bloqueio da equipe do Vivo/Minas era o melhor fundamento do time, assim, a equipe abriu a vantagem do set para: 19 x11. Do outro lado, a jovem equipe da UFJF sentiu o jogo e seguiu errando muitos ataques. O time do Vivo/Minas abriu ampla vantagem de dez pontos: 22 x 12. E como foi no set inteiro, em mais um erro da UFJF, desta vez uma  invasão do central Victor Hugo, a equipe do Minas fechou o set em 25 x 14 e virou a partida para 2 sets a 1.

     4º set

      O quarto set começou com uma mudança na equip titular da UFJF, o central Lucão começou o set no lugar no lugar de Robinho. Lucas Lóh marcou pela entrada d rede: 2 x1. O oposto Luan empatou: 2 x 2.   No ataque para fora de Filip,a UFJF passou no placar: 5 x 4. Lucão no bloqueio du vantagem de dois pontos para o time da casa: 6 x 4. Na jogada pelo meio: 7 x 5, UFJF. No ace de Lucarelli, o Minas empatou o set: 7 x 7. No primeiro tempo técnico, a UFJF tinha vantagem no placar: 8 x 7. Filip, no bloqueio fez : 9 x 8, Minas. O saque do oposto Luan atrapalhou a recepção do  Minas: 10 x 9. Mais uma vez usando a força do seu bloqueio, o time do Minas UFJF passou no marcador:13 x 12. No ataque de Japa na jogada fundo meio: 15 x 14,Vivo/Minas.  No segundo tempo técnico o placar era 16 x 14 para o visitantes

.      No ataque de Lucarelli , o Minas marcou mais um ponto: 18 x 16. O oposto Luan tentou fugir do bloqueio do adversário, mas atacou para fora: 19 x 16, Minas.. O técnico da UFJF parou o jogo quando o placar era 21 x 17 para o Minas. A UFJF diminuiu a diferença do placar para dois pontos: 21 x 19, desta vez foi o técnico Horácio que parou o jogo para quebrar a sequência da UFJF. Após confusão e muita reclamação dos jogadores do Minas, o árbitro deu  cartão amarelo  para Lucas Loh: 21 x 20 UFJF. O ponteiro Lucarelli em mais um ataque eficiente marcou mais um ponto para o time de Belo Horizonte: 23 x 20. Em mais um erro de ataque  o Minas chegou ao ponto do jogo: 24 x 20. A equipe da UFJF tentou reagir, Lucão no bloqueio parou o ataque do ponteiro Lucarelli: 24 x 22, Horácio Diléo parou o jogo. O time do Minas teve mais um ataque para fechar o set  o jogo, mas o central Maurício cometeu o erro:24 x 23. Porém, a reação do time de Juiz de Fora foi interrompida após ataque eficiente  pela entrada de rede do jovem  Lucarelli  que fechou o set em 25 x 23. E o jogo por 3 sets a 1.