UFJF vence Sao Bernardo e entra na zona dos playoffs

por Luara Herédia

      Em partida válida pela última rodada  do 1º turno da Superliga, realizado neste domingo,14, a UFJF foi à São Bernardo do Campo(SP) enfrentar os donos da casa e conseguiram vencer por 3 sets a 0. Parciais de 18×25 ,18 x 25 e . Com a vitória, a UFJF somou 3 importantes pontos na tabela e com 12 pontos conquistados, os mineiros subiram na tabela e beliscaram a última vaga para a Copa do Brasil, competição em que os oitos primeiros colocados da Superliga participam(UFJF e Voleisul têm a mesma pontuação, porém, Juiz de Fora tem quatro vitórias contra três dos gaúchos).Já São Bernardo permanece em último lugar, com 2 pontos.

          As duas equipes voltam à quadra na próxima quarta, 17. São Bernardo recebe Ziober/Maringá, às 19 horas e Juiz de Fora vai até Canoas(RS), enfrentar os gaúchos, às 20h. As partida são válidas pela primeira rodada do segundo turno.

O JOGO

         Sabendo da importância da partida para os planos na competição, a  UFJF começou impondo seu ritmo e logo abriu vantagem 7×12. Com os centrais Ialisson e Victor Hugo inspirados, o levantador Rodrigo de Juiz de de Fora explorava as jogadas rápidas. Com isso, a equipe mineira abriu 10 pontos 12×22, e fechou o 1º set sem dificuldades por 18×25.

2º set
O set começou mais equilibrado, mas no primeiro tempo técnico os visitantes estavam à frente 6x 8. O técnico de São Bernardo tentava acertar sua equipe, mas acumulando erros, o time mineiro abriu vantagem 8 x 15. Edy, ponteiro do time paulista  se destacava no set, porém, Juiz de Fora tinha boa margem 15 x 21. No final do set, os donos da casa tentaram reagir, mas a UFJF repetiu o placar do set anterior, fechando em 18 x 25.

3º set

            São Bernardo começou melhor o set e aproveitando os erros do adversário abriu três pontos de vantagem 4 x 1. Após pedido de tempo do técnico da Federal, os mineiros reagiram  e encostaram no placar 5 x 4. Após ponto de saque, os donos da casa foram para o primeiro tempo técnico à frente do marcador 8 x 5. Na sequência, a UFJF voltou melhor e empatou o jogo 9 x 9. O set seguiu equilibrado e após contra-ataque, Dede virou o jogo para os mineiros 13 x 15. Jogando à frente, os visitantes pararam de cometer erros e ampliaram a vantagem 14 x 20 e se encaminharam para fechar o terceiro set em 20 x 25. O troféu Viva Vôlei, dado ao melhor do jogo ficou com o levantador Rodrigo, de Juiz de Fora.

São José supera UFJF e conquista primeira vitória

por Luara Herédia

_ Derrota amarga para os planos da UFJF. ( Foto: Leonardo Costa/Tribuna de Minas)

_ Derrota amarga para os planos da UFJF.
( Foto: Leonardo Costa/Tribuna de Minas)

              Após oito rodadas, a equipe do São José(SP) finalmente conquistou sua primeira vitória na Superliga 2014/2015. Em jogo realizado no Ginásio da Universidade Federal de Juiz de Fora( UFJF), o time do interior paulista superou os donos da casa por 1 x 3. Parciais de 21 x 25, 22/25, 27/25 e 21/25.  Com o triunfo, São José somou três pontos importantes e chegou aos quatro pontos na tabela.

           Pelo time paulista, dois jogadores que já atuaram pela UFJF se destacaram. O levantador Danilo Gelinski, responsável por armar as jogadas e o ponteiro Juninho, que pontuou 14 vezes, mesmo número pontos de Éverton, central de São José, que recebeu o Troféu Viva Vôlei, prêmio para o melhor do jogo.

           Se por um lado os visitantes eram só alegria, os donos da casa não tinham motivos para festejar. Afinal, o duelo contra o time do interior paulista era considerado um “jogo de seis pontos”, pois as equipes brigam diretamente por uma das oito vagas para os playoffs.

            Ao final do jogo, o técnico da UFJF, Carlos Augusto “Chiquita”, reuniu com seus jogadores e comissão técnica no meio da quadra e mostrou sua insatisfação com o resultado. E a conversa não parou por aí, o treinador mandou todos os jogadores para o vestiário e fez uma reunião no vestiário de portas fechadas.

         Já com a adrenalina mais baixa, o treinador do time mineiro analisou o jogo: “Estamos com dificuldade no ataque, fundamento  em  que  tivemos  muitos  erros.  E  nosso  saque não está  surtindo efeito.  Tentamos mudar algumas posições que não estavam dando certo. Os jogadores que entraram ajudaram um pouco, mas não foi suficiente.Infelizmente isso aconteceu na nossa casa e contra um adversário direto. Mas temos que levantar a cabeça e pensar para a frente. Temos que corrigir esses erros para sábado.”

   Sem tempo para lamentações

            Sem muito tempo para digerir a derrota, a UFJF volta suas atenções para a próxima partida. No sábado, 06, às 19h, Juiz de Fora recebe o time de Maringá(PR), do experiente levantador Ricardinho.  A equipe paranaense ocupa o sexto lugar na tabela, com 11 pontos conquistados. A Federal está em décimo, fora da zona de classificação, com seis pontos.

JOGADORES:

 UFJF: Rodrigo Ribeiro (levantador), Bergamo (oposto), Ialisson e Guinter (centrais), Manius e Sérgio (ponteiros), Fábio Paes (líbero).

TÉCNICO: Carlos Augusto “Chiquita”

ENTRARAM: Gelli (levantador), Alemão (oposto), Victor Hugo (central) e Deivison (ponteiro).

SÃO JOSÉ

Gelinski (levantador), Kaio (oposto), Everton e Maicon (centrais), Bob e Juninho (ponteiros), Túlio (líbero).

ENTRARAM: Pedro (levantador), Jean (oposto) e Rodrigo (ponteiro).

TÉCNICO:  Alexandre Rivetti