[Superliga] SESI SP confirma favoritismo, vence JF Vôlei e mantém o terceiro lugar na classificação

Na noite de sábado (3), o JF Vôlei recebeu o Sesi SP, no Ginásio da UFJF, em partida válida pela quarta rodada do returno da Superliga Masculina 2017/18. Com um elenco estrelado, composto pelos campeões olímpicos Lipe,Lucão, Douglas Souza e William, além do agora líbero Murilo Endres, os paulistas  venceram por 3 sets a 1, com parciais de 25×16, 25×16, 23×25 e 17×25). Apesar da experiência de seus jogadores, o destaque da partida foi o jovem oposto do Sesi, Alan, que recebeu o Troféu Viva Vôlei como o melhor em quadra.

DSC01032.jpgA quinta vitória seguida mantém a equipe do técnico Rubinho em terceiro lugar, com 35 pontos. Já o time mineiro segue sem vencer diante do seu torcedor e,  com apenas quatro pontos, amargura a vice-lanterna da competição. As duas equipes voltam à quadra nesta quinta-feira(8). O Sesi-SP recebe o Minas, às 19h, na Vila Leopoldina. Já o JF Vôlei encara o Taubaté, às 19h30, na Arena UFJF.

O jogo

O início foi equilibrado (5×5), mas com Lucão no saque, os visitantes começaram a abrir uma vantagem (7×12).  Com  o passe “ A” chegando nas mãos de William, o levantador distribuía as bolas para seus jogadores e dificultava o trabalho do bloqueio adversário(11×18). O treinador Henrique Furtado pediu tempo técnico e promoveu a troca do levantador e oposto. Porém, as mudanças não surtiram muito efeito e o SESI fechou a parcial, sem dificuldades em 16×25, após erro de saque de Juiz de Fora.

O segundo set estava apenas no início e após uma marcação da arbitragem a JF Vôlei a favor do JF Vôlei gerou muita reclamação por parte do Sesi, que acabou resultando em um cartão amarelo para Lipe (4×4). Assim como no set anterior, a jovem equipe mineira equilibrou nos momentos iniciais, mas abusou dos erros de saque, fundamento que funcionou muito bem para os paulistas, sobretudo com Aracaju e Alan (15×21), que se encaminharam para repetir o placar da parcial anterior: 16×25.

DSC01727.jpgJuiz de Fora voltou à quadra com uma postura mais agressiva e com o ataque funcionando muito bem, sobretudo com o ponteiro Leozinho (9X9). Foi o início de parcial mais equilibrado, com os times se alternando à frente do marcador. Só que, ao contrário do que havia acontecido nos dois sets anteriores, a equipe da casa não deixou o adversário desgarrar no placar e manteve a liderança na reta final do set (23×20). Com o saque forçado os paulistas buscaram uma reação (24×23), mas no ataque de Emerson Rodriguez pela saída de rede, JF deu números finais ao set: 25×23.

Animados com o resultado e incentivados a todo tempo pelo técnico Henrique, Juiz de Fora tentou repetir a boa atuação do set anterior. Do outro lado, dispostos a não perderem mais um set e consequentemente um ponto, o Sesi voltou a se impor, com dois pontos seguidos de Vaccari, que entrou no lugar de Douglas no terceiro set e não saiu mais (5×7).  Com muito volume de jogo, os paulistas ditavam o ritmo da parcial e foram abrido no placar(12×17). Com uma boa margem o time foi administrando a vantagem construída até darem números finais ao set (17×25) e a partida.

Equipes:

JF VÔLEI: Adami, Emerson Rodriguez, Rômulo, Bruno, Rammé, Leozinho e líbero Juan Mendez

Entraram: Felipe, Franco, Wellinton, Raphael

Técnico: Henrique Furtado

SESI SP: William, Alan, Lucão, Leandro Aracaju, Lipe, Douglas Souza e líbero Murilo

Entraram: Evandro, Franco, Vaccari

Técnico: Rubinho

 

Fotos: Lucilia Bortone/Sacandoovolei

Anúncios

[Superliga] Sada Cruzeiro não dá chances ao Taubaté e vence clássico recheado de estrelas

No jogo mais esperado da 10ª rodada, recheado de estrelas e que fez com que o oposto Wallace enfrentasse pela primeira vez o ex-time que defendeu por sete temporadas, o líder Sada Cruzeiro recebeu no ginásio em Contagem, o vice-líder Funvic Taubaté, e não encontrou dificuldades para vencer por 3 sets a 0, parciais de (25×17, 25×18 e 30×28).  O melhor jogador em quadra foi o oposto Evandro.

 Com o resultado, os cruzeirenses chegaram aos 29 pontos e abriram seis pontos em relação ao segundo colocado, que agora é o time do Sesi SP, que venceu o JF Vôlei nesta rodada. Com a derrota, Taubaté permaneceu com 20 pontos e caiu de segundo para o quarto lugar, Campinas agora é o terceiro colocado, com dois pontos a mais.

Na próxima rodada, a 11ª e última do primeiro turno, o Sada Cruzeiro vai para Campinas enfrentar o Brasil Kirin. O jogo será na quarta-feira (21), às 19h30, com transmissão do Sportv. Já o Taubaté recebe o JF Vôlei na quinta-feira (22), às 21h55, com transmissão da Rede TV.

O JOGO:

O Sada Cruzeiro começou melhor e logo abriu vantagem com ajuda da boa passagem do central Simón no saque (4×1). Com Evandro virando todas as bolas, o técnico de Taubaté, Cézar Douglas, parou a partida (9×6), porém, os cruzeirenses seguiram abrindo vantagem (15×10). Os paulistas seguiram sendo dominados pelo Sada (19×11) e não conseguiam buscar uma reação. Com ampla vantagem e no ataque fundo meio do ponteiro Filipe, o Cruzeiro fechou a primeira parcial (25×17), em 22minutos.

2º set

 Os donos da casa mantiveram o ritmo no início do set (6×3), mas o Funvic voltou melhor para a quadra e, após longa troca de bolas, o oposto Wallace colocou a bola no chão e diminuiu a desvantagem e deixou tudo igual (8×8). Porém a igualdade não durou muito e o time mineiro se impôs no bloqueio e voltou a abrir (14×10).  Se os ponteiros d Taubaté, Lóh e Lucarelli, estavam apagados, do outro lado, Leal e Filipe colocavam todas bolas na quadra adversária (22×16).  Apáticos, os jogadores do time paulista viram o Sada fechar mais um set (25×18).

3º set

Assim como nos sets anteriores, o time da casa começou melhor (3×1).  Vendo seu time com a mesma apatia, Cézar Douglas parou a partida e cobrou sua equipe. A conversa fez bem ao time que voltou com uma postura melhor e equilibrou o set (12×12), após excelente passagem de saque do ponteiro Lucarelli. A igualdade permaneceu, sendo o set mais equilibrado do confronto. Funvic passou à frente, forçando o tempo técnico de Marcelo Mendez (20×21). Na sequência ambas as equipes tiveram chances de fechar o set, que foi definido após erro de ataque de Lucas Lóh, o que deu o set (30×28) e o jogo para o Sada Cruzeiro.

 EQUIPES:

SADA CRUZEIRO: William, Evandro, Isac, Simón, Filipe, Leal e Serginho

Entraram: Cachopa, Alan,

Técnico: Marcelo Mendez

FUNVIC TAUBATÉ: Raphael, Wallace, Otávio, Éder, Lucas Lóh, Lucarelli e Mário Júnior

Entraram:  Renan, Gelinski, Kaio

Técnico: Cézar Douglas

 Foto: Washigton Alves/Inovafoto/ CBV

[Superliga] Diante de sua torcida, JF Vôlei conquista a segunda vitória seguida na competição

 

Embalados pela vitória na rodada anterior , o JF Vôlei(MG) voltou à quadra neste sábado(19) e  venceu a segunda partida consecutiva na competição, 3 a 0 diante do  Caramuru Vôlei Castro(PR), parciais de (25×19, 25×15 e 25×18).  Foi a primeira vitória dos mineiros em seu ginásio, que contou com a presença de um torcedor ilustre , o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, estava nas arquibancadas. Marcelo é pai do líbero Juan, do JF Vôlei.

Superliga 2016/2017 - JF Volei 3 x 0 Caramuru Castro - 19.11.201

Marcelo Mendez em dia de torcedor.  O treinador do Cruzeiro estava nas arquibancadas acompanhando JF Vôlei x Caramuru Vôlei Castro. (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

O oposto Renan, com 20 pontos, foi o o maior pontuador do jogo e ficou com o troféu Viva Vôlei, dado ao melhor jogador da partida. Com atuação sólida de todo time mineiro, o técnico Henrique Furtado comemorou a postura de seus comandados. “Hoje, fomos muito bem, o tempo todo, em todos os fundamentos. Estamos ganhando constância e errando menos. Conseguimos neutralizar um saque muito agressivo do Caramuru e ir bem no ataque. A evolução vem a partir do trabalho forte. Treinamos para oscilar pouco. Ainda temos muito a melhorar, mas já estamos evoluindo”

 Após quatro rodadas, Juiz de Fora tem cinco pontos, duas vitórias em quatro jogos e ocupa a oitava posição da tabela. Na próxima quarta-feira(23), a equipe enfrenta outra equipe paranaense, o Copel Telecom Maringá, do levantador Ricardinho,  que ainda não venceu na competição e ocupa a vice lanterna. Já Castro também ainda não venceu um set na Superliga 2016/2017 , ocupa o último lugar, mas tentará reagir diante de São Bernardo(SP) na próxima rodada.

O JOGO

A partida começou muito equilibrada, com os times se alternando à frente do marcador. Os donos da casa só conseguiram uma diferença mínima após a passagem de saque do levantador Rodrigo (14×12). Na sequência do set o JF Vôlei parou de cometer erros e foi aumentando a vantagem liderados pelo oposto Renan (17×13). Pela equipe paranaense, os ponteiros Peron e Robinho se destacavam, mas a jovem equipe continuava atrás do marcador (20×14). Após erro de saque do Caramuru, JF Vôlei fechou a primeira parcial (25×19).

2º set

Os donos da casa voltaram à quadra impondo o ritmo e logo tinham o dobro de pontos do adversário (10 x 5), provocando o tempo técnico de Caramuru. O JF Vôlei seguiu dominando (11×5). Do outro lado, a jovem equipe de Casto encontrava dificuldades na recepção e cometia erros excessivos de ataque(21×13). O ponteiro Rammé conseguiu dois ótimos saques e ampliou a diferença para dez pontos(23×13) e  se encaminhou para vencer o set(25×15) sem dificuldades.

3º set

  O técnico de Caramuru promoveu algumas mudanças em sua equipe com objetivo de dar um gás novo ao seu time, mas muito sólido, Juiz de Fora não deixava o adversário reagir(8×4). Com duas bolas de segunda seguidas do levantador Rodrigo, os donos da casa seguiam construindo margem(11×5). Com folga no placar(23×13) a equipe diminuiu a intensidade, cometeu alguns erros bobos por ansiedade e ainda viu uma ótima sequência de saques de Cris diminuir a vantagem mineira(23×17), mas a reação foi freada e o JF Vôlei conseguiu fechar o set(25×18) e o jogo por 3 a 0.

Equipes:

JF Vôlei: Rodrigo, Bruno,  Rômulo Ricardo, Rammé, Renan e Fábio Paes

Entrou: Juan Mendez

Técnico: Henrique Furtado

Caramuru Vôlei Castro: Edgar, Maycon,Thales,Robinho,Peron,Caio e Matheus

Entraram: Eric, Gustavo, Bruno, Sibá, Diego, Cris

Técnico: Fábio Sampaio

 

 

[Superliga] De virada, Brasil Kirin vence JF Vôlei na abertura da competição

A temporada 2016/2017 da Superliga começou oficialmente nesta quarta-feira (26). Em Juiz de Fora (MG), JF Vôlei (MG) e Vôlei Brasil Kirin (SP) fizeram a partida de abertura da competição, que terminou com vitória dos visitantes e atuais vice-campeões, de virada, por 3 a 1, parciais de (23×25,25×17,25×21 e 25×17). O oposto Rivaldo foi eleito o melhor jogador do jogo e recebeu o troféu Viva Vôlei.

Sem muito tempo para comemorar a vitória, o Brasil Kirin deixa um pouco a Superliga e embarca para Fortaleza (CE), onde no sábado (29), às 21h30, vai enfrentar o Sada Cruzeiro, campeão mundial, na final da Supercopa, competição que reúne as duas melhores equipes da temporada anterior. Vale ressaltar que os cruzeirenses venceram a última Superliga contra o Campinas.

Já Juiz de Fora também terá como próximo adversário a fortíssima equipe cruzeirense. O confronto mineiro será no sábado (5.11), às 14h, no Ginásio da Faculdade de Educação Físicas e Deportes (Faefid), em partida válida pela segunda rodada da Superliga, com transmissão da Rede TV.

O JOGO

O primeiro set da Superliga 2016/17 começou de forma equilibrada e com os opostos, Renan, JF Vôlei, e Rivaldo, Campinas, sendo bastante acionados por seus levantadores (8×8). O bloqueio das equipes estava afiado, o fundamento foi o responsável pelas viradas no comando do placar (14×14). Com o JF Vôlei atrás, Henrique pediu tempo (15×17), a parada fez bem ao time da casa que foi buscar o marcador (21×21). No bloqueio do levantador Rodrigo, o time mineiro retomou à frente (23×22) e manteve a vantagem para fechar a primeira parcial (25×23), em 28 minutos, após contra-ataque de Ricardo.

2º set

O Brasil Kirin voltou com mais volume de jogo e comandada pelos ataques de Rivaldo e Diogo, a equipe visitante rapidamente abriu margem (3×7). O central Maurício também começou a fazer a diferença com os bloqueios e o time visitante foi ampliando. Atrás do marcador, a jovem equipe juiz-forana sentiu o momento e caiu na partida, sobretudo na recepção. Do lado campineiro, Ygor Ceará colocava todas as bolas no chão (14×21) e Campinas seguiu para fechar o set (17×25) e igualar o jogo em 1 set a 1, após 24 minutos.

Superliga 2016/2017 - JF Volei 1 x 3 Volei Brasil Kirin - 26.10.

_ Ygor Ceará foi um dos destaques do Brasil Kirin.(Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com)

3º set

O set começou do mesmo jeito que terminou a parcial anterior, com a equipe paulista se impondo (4×8). O técnico do JF Vôlei, Henrique Furtado, fez a troca de seu levantador e do oposto, querendo dar um novo ritmo para seus comandados, mas a inversão não deu resultado e os mineiros erraram três ataques seguidos (10×18). Empurrados pela torcida, Juiz de Fora até buscou uma reação e diminuiu a desvantagem para três pontos (21×24), mas viram Ceará atacar na paralela e encerrar o set (21×25), em 26 minutos.

4º set

O início do set foi marcado pelos erros bobos e sucessivos da equipe mineira. Após toque na rede de Renan, Campinas passou à frente (7×9).  Muito experientes, os centrais campineiros Vini e Maurício, fechavam a rede e não davam espaço para os atacantes do JF Vôlei (10×15). Com o ataque com dificuldades em pontuar, o time visitante aproveitou para ir aumentando a vantagem (13×19).  Com placar largo ao seu favor, o Brasil Kirin se encaminhou para dar números finais ao set (17×25) e ao jogo.

Equipes:

JF VÔLEI:  Rodrigo, Bruno, Raphael, Ricardo, Renan, Rômulo e Fábio

Entraram: Juan, Franco, Adami, Moreno, Rammé, Victor

Técnico: Henrique Furtado

 Vôlei Brasil Kirin:  Diogo, Rodrigo, Rivaldo, Vini, Ceará, Maurício, Brendle

Entraram: Jotinha, Baiano, Matheus

Técnico: Horácio Dileo

Primeira rodada do turno:

26.10 (QUARTA-FEIRA) – JF Vôlei (MG) 1 x 3 Brasil Kirin (SP), às 20h, no ginásio da UFJF, em Juiz de Fora (MG) (25/23, 17/25, 21/25 e 17/25).

27.10 (QUINTA-FEIRA) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) x Sesi-SP, às 21h30, no ginásio Chico Neto, em Maringá (PR) – SPORTV.

29.10 (SÁBADO) – Minas Tênis Clube (MG) x Bento Vôlei/Isabela (RS), às 14h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – REDETV.

29.10 (SÁBADO) – Montes Claros Vôlei (MG) x Lebes/Gedore/Canoas (RS), às 18h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG).

29.10 (SÁBADO) – Caramuru Vôlei/Castro (PR) x Funvic/Taubaté (SP), às 20h, no Padre José Pagnacco, em Castro (PR).

17.11 (QUINTA-FEIRA) – São Bernardo Vôlei (SP) x Sada Cruzeiro Vôlei (MG), às 21h45, no Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP) – REDETV.

[Superliga] Sada/Cruzeiro confirma favoritismo, elimina São José e enfrenta Sesi na semifinal

A equipe do Sada/Cruzeiro segue firme na tentativa de defender o título da Superliga.  Mesmo longe da sua melhor atuação, os mineiros voltaram a vencer o São José Vôlei por 3 sets a 0(28×26, 25×20 e 25×20) e avançaram para a semifinal. Na próxima fase a equipe cruzeirense irá enfrentar o Sesi, que eliminou o Montes Claros nas quartas de final. As datas das partidas ainda não foram divulgadas pela CBV (Confederação Brasileira de Vôlei).

O JOGO

Aproveitando melhor os contra-ataques e no saque forçado de Leal, o Cruzeiro iniciou a partida liderando o marcador (1×4). Porém, precisando da vitória, São José demostrava garra para buscar o placar e não deixar o adversário deslanchar (10×11). A pressão da equipe paulista deu resultado e, no ace de Alberto, o time da casa passou à frente no marcador (13×12). Insatisfeito com a sua recepção, o técnico Marcelo Mendez colocou o canadense Winters no lugar de Filipe, mas a equipe seguiu inconstante e viu São José abrir dois pontos importantes na reta final do set. Foi a vez dos cruzeirenses buscarem o placar e, novamente na força do saque, a equipe igualou a parcial 20×20). O final do set foi equilibrado, com os dois times tendo chances de definir. Após 33 minutos, Wallace bloqueou Diogo e o Sada fechou o 1º set (26×28).

2º set

Assim como no set anterior, o saque foi o fundamento em destaque. Com dois aces seguidos de Leal, o Cruzeiro começou abrindo vantagem (3×7). Mais regulares na recepção, o levantador William tinha mais alternativas para distribuir as jogadas (13×19). Se do lado mineiro a recepção melhorou, do lado paulista a equipe enfrentava dificuldades em recepcionar e consequentemente virar as bolas. O técnico Renato modificou sua equipe, tirando Lorena e colocando Hugo, mas pouca coisa mudou. Com larga vantagem do adversário, os jogadores se São José arriscaram mais no saque e o resultado foram dois pontos diretos desse fundamento, um de Diogo, outro de Alberto, diminuindo a desvantagem para quatro pontos (16×20), porém não foi o suficiente para impedir que os visitantes fechassem também o segundo set (20×25).

 3º set

O Sada saiu na frente (0x2), mas São José foi buscar o marcador (5×4), no ataque do ponteiro Polaco. A equipe mineira voltou a oscilar e, o técnico Marcelo tentando conter o crescimento do time paulista promoveu modificações, Éder e William saíram para a entrada de Pedrão e Cachopa, respectivamente. As mudanças deram um novo ânimo ao Cruzeiro que voltou a abrir no marcador (13×16). São José chegou a diminuir a desvantagem para apenas um ponto (17×18), mas voltou a cometer erros nos momentos decisivos (19×23) e viu o Cruzeiro fechar o set no mesmo placar da parcial anterior (20×25) e o jogo por 3 sets a 0.  Com 15 pontos, o ponteiro Leal foi eleito o melhor jogador da partida e ganhou o troféu Viva Vôlei.

 Foto:Renato Araújo / Divulgação Sada Cruzeiro

 EQUIPES

SÃO JOSÉ VÔLEI: Rodriguinho, Lorena, Alberto, Everton, Diogo, Polaco. Líbero: Mário Júnior

Entraram: Alemão, Lucas Salim, Matheus, Hugo, Brunão

Técnico: Renato Júnior

 SADA CRUZEIRO: William, Wallace, Isac, Éder, Filipe, Leal.  Líbero: Serginho

Entraram: Winters, Alan, Cachopa, Pedrão

Técnico: Marcelo Mendez

[Superliga] – Sesi atropela Montes Claros e avança à semifinal

A equipe do Sesi SP é a segunda equipe classificada para a fase semifinal da Superliga(mais cedo, o Brasil/Kirin conseguiu a classificação ao vencer o Bento Vôlei). Demonstrando superioridade do início ao fim, a equipe paulista venceu o Montes Claros Vôlei, na casa do adversário, por 3 sets a 0 (25×19, 25 x 13 e 25×15), e fechou o confronto por 2×0. Agora a equipe aguarda o seu adversário da próxima fase, que sairá do confronto entre o atual campeão Sada/Cruzeiro e São José Vôlei. Na primeira partida a vitória foi dos mineiros por 3 sets a 0(25-18, 25-17 e 25-21)

O JOGO

A partida até começou equilibrada (8×7), mas logo o Sesi imprimiu um ritmo, passou à frente (13×14) no ataque de Douglas Souza, e ampliou o marcador para três pontos (14×17). Com o bloqueio paulista parando o ataque adversário, a vantagem aumentou para cinco pontos (15×20). A equipe da casa até tentou reagir, marcando dois pontos consecutivos (19×23), mas os visitantes frearam a reação adversário e fecharam a primeiro set (19×25), em 27 minutos.

2º set

 O Sesi começou arrasador no set e na ótima sequência de saques de Douglas Souza, a equipe paulista chegou ao tempo técnico com excelente vantagem (2×8). Apático em quadra, Montes Claros não mostrava reação dentro de quadra. O técnico Talmo promoveu modificações, mas a equipe não reagia. Do outro lado, os visitantes seguiram se impondo e abriram dez pontos (6×16) e se encaminharam para fechar o segundo set com muita facilidade por (13×25), em 21 minutos.

3º set

Montes Claros voltou à quadra bastante modificada em relação aos jogadores que iniciaram a partida, Renan, Índio, Jamelão e Gean entraram nos lugares de Bob, Rodriguinho, Juninho e Kachel, respectivamente.  Mas, a equipe mineira seguiu sem demonstrar forças e viu o adversário novamente demonstrar superioridade (11×16). Nas arquibancadas a torcida mineira até tentava incentivar a equipe, mas em dia de extrema competência do Sesi, os mineiros não encontraram alternativas e apenas assistiam o Sesi ampliar a vantagem (12×20), se encaminhar para fechar o set (15×25),o jogo por 3 sets a 1, e seguir rumo à semifinal.  Com excelente percentual de ataque, o jovem ponteiro Douglas Souza recebeu o troféu Viva Vôlei, prêmio dado ao melhor jogador da partida.

  • Foto: (Divulgação/Sesi SP)

EQUIPES:

Montes Claros Vôlei – Rodrigo, André Nascimento, Rafael, Maicon,Bob,Juninho e líbero Kachel

Entraram: Índio, Kadu, Jamelão, Gean, Renan

Técnico: Talmo de Oliveira

SESI SP: Thiaguinho, Murilo, Douglas, Aracajú, Gustavão, Théo e líbero Serginho

Entraram: Vinhedo, Rafael Araújo, Sidão

Técnico: Marcos Pacheco

[Superliga] No interior de Minas, Sesi vence e JF Vôlei amarga mais uma derrota

Em jogo antecipado da nona rodada do returno, o Sesi-SP venceu o JF Vôlei por 3 sets a 1, parciais de 14×25, 20×25, 25×20 e 20×25, na noite de sexta-feira (19), em Juiz de Fora. O central Aracaju, com 21 pontos, foi eleito o melhor jogador em quadra, e levou o troféu VivaVôlei.

Com os três pontos do triunfo, o Sesi chegou aos 37 pontos e ocupa a 3ª posição na classificação da Superliga. Na próxima quinta-feira (25) enfrenta o Bento Vôlei Isabela, na casa do adversário. Já o JF Vôlei acumulou a 16ª derrota e, com apenas oito pontos, é o lanterna da competição. Na próxima rodada, a equipe tem mais um duro confronto, desta vez contra o vice-líder Funvic/Taubaté.

Diante de sua torcida, JF Vôlei não conseguiu segurar o Sesi (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

O JOGO

 A equipe da casa começou a partida cometendo muitos erros, dando os três primeiros pontos para o adversário (1 a 3). No bom saque do central Aracaju, o Sesi abriu boa vantagem (2 x 6), provocando um pedido de tempo do técnico do JF Vôlei, Fadul. Com dois bloqueios seguidos, os mineiros até tentaram encostar no marcador (8×13), mas, na segunda parada técnica, os visitantes lideravam por seis pontos (10×16). Na sequência do jogo, com o saque sendo o fundamento de destaque, o time paulista abriu dez pontos (13×23) e se encaminhou para fechar, sem dificuldades, por (14×25), em 24 minutos.

2º set

A segunda parcial iniciou com um apagão parcial dos refletores. Dentro de quadra, o JF Vôlei parecia que não tinha voltado para o 2º set (0x4). Na parada, Fadul gritou muito com sua equipe, cobrando mais atitude. O puxão de orelha fez efeito e a equipe da casa reagiu (11 x13). Com o poder ofensivo do time mineiro sendo mais eficiente do que na parcial anterior, o set ficou mais equilibrado (17×20), porém, com uma linha de passe da seleção brasileira, composta pelo ponteiro Murilo e o líbero Serginho, a equipe paulista aproveitava os contra-ataques para aumentar o placar (18×22) e, novamente com excelentes saques, o SESI saiu vitorioso, após ace de Aracajú (20×25), em 26 minutos.

3º set

O SESI voltou modificado para o set, o central Riad, o oposto Théo e o ponteiro Thiago Alves entraram nos lugares de Gustavão, Rafael Araújo e Douglas Souza, respectivamente. Com todas essas mudanças, o início do 3º set foi o mais equilibrado (7×7). Após o tempo técnico, o JF Vôlei voltou com uma outra postura e, no contra-ataque, passou à frente no placar pela primeira vez no jogo (11×10). Empurrados pela torcida que lotou as arquibancadas, Juiz de Fora cresceu e abriu dois pontos (13×11), porém, viu os paulistas reagirem e chegarem ao tempo técnico na frente (14×16).

Na sequência do jogo, foi a vez dos donos da casa buscarem o marcador e, no bloqueio do central Diego, a equipe retomou à liderança do placar (17×16) e abriu boa vantagem (23x 19), para devolver o placar sofrido no segundo set (25×20), em 26 minutos.

4º set

Com a derrota no set anterior, Marcos Pacheco voltou com os seus jogadores titulares. Na primeira parada obrigatória, os visitantes venciam por dois pontos (6×8). O JF Vôlei não deixou o SESI se distanciar no placar e, no bloqueio do central Diego, o set ficou empatado (14×14).  O time paulista voltou a abrir vantagem, com destaque para Aracaju, que marcou pontos no bloqueio e teve uma ótima sequência de saques, que dificultou a recepção de Juiz de Fora (17×21). Com uma boa margem, os paulistas se encaminharam para fechar o set (20×25), após 26 minutos, e o jogo por 3 sets a 1.

Equipes:  

JF VÔLEI: Mauricio, Djalma, Renato, Thiago Maciel, Diego, Igor. Líberos: Fábio Paes, Tatinho

Entraram: Felipe, Leandrão, Zóio

Técnico:  Alessandro Fadul

SESI SP: Vinhedo, Rafael Araújo, Douglas Souza, Murilo, Gustavão, Aracaju e Serginho

Entraram: Thiaguinho, Théo, Thiago Alves, Riad

Técnico: Marcos Pacheco