[Pré- temporada] Montes Claros vence os dois jogos contra JF Vôlei e fatura o Desafio Mineiro

A equipe de Montes Claros veio à Juiz de Fora enfrentar o JF Vôlei em dois amistosos e vai voltar para casa com duas vitórias na bagagem. Na primeira partida, disputada na quinta-feira (17), os visitantes venceram por por 3 a 2, com parciais de (24×26, 21×25, 25×20, 25×18 e 09×15), nesta sexta-feira (18), MOC venceu, de virada, mais uma no quinto set, desta vez com parciais de (17×25, 25×22, 29×31, 26×24 e 15×5), conquistando o troféu do Desafio Mineiro.

Em pré-temporada, o que significa muito treino, porém pouco ritmo de jogo, os técnicos comemoram a oportunidade de testar suas equipes às vésperas da estreia no Campeonato Mineiro. O técnico Chico dos Santos, que levou o Pequi Atômico ao vice-campeonato da Superliga na temporada 20009/2010 e retornou ao comando do time nessa temporada, fez uma avaliação positiva. “A gente precisava jogar e estávamos sem jogo. As equipes de São Paulo já estavam envolvidas com o [Campeonato] Paulista e não foi possível jogar, teve também a disputa da Taça Ouro que também impossibilitou jogos, mas quando a equipe de Juiz de Fora nos convidou, nós aceitamos na hora. Foram dois jogos excelentes, a equipe deles é muito forte e para nós valeu muito. ”

chico e henrique

_ À beira da quadra Chico dos Santos, com a prancheta na mão e, do outro lado, Henrique Furtado; os treinadores aprovaram os amistosos.   [Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovôlei.com]

 O treinador de Juiz de Fora, Henrique Furtado, também avaliou o adversário e, apesar da derrota, gostou do que viu. “Faço um balanço positivo. Foram dois jogos de altíssimo nível contra um time muito experiente e que nos exigiu em todos os fundamentos. Foi muito importante passar por esses jogos antes da estreia no Mineiro”, explicou Henrique.

O time do Norte de Minas estreia na próxima sexta-feira (25) no campeonato estadual contra o Sada/Cruzeiro, em Contagem.  Já o time da Zona da Mata só entra em quadra no dia 08 de setembro, também diante do time cruzeirense. JF Vôlei e Montes Claros se enfrentam nos dias 14 e 16 de setembro,  com mando do time do Pequi Atômico.

Anúncios

[Superliga] JF Vôlei vence Minas por 3 sets a 2 e conquista vaga inédita nos playoffs

A noite de sábado (18) foi para lá de especial para o JF Vôlei e os torcedores que estiveram presentes no ginásio da UFJF, em Juiz de Fora (MG). A equipe recebeu o Minas Tênis Clube, em partida válida pela 7ª rodada do returno, e venceu por 3 sets a 2, parciais de (33×31,16×25,25×19, 19×25 e 15×10), em 2h28. Além de mais dois pontos conquistados, chegando aos 27 na tabela e permanecendo em sexto lugar, o time da Zona da Mata garantiu, com quatro rodadas de antecedência, a classificação inédita para os playoffs da Superliga Masculina, nesta que é a sexta participação consecutiva na equipe na elite do voleibol nacional. Do outro lado, com dois sets conquistados, o Minas somou um ponto e chegou aos 23, e está uma posição atrás de Juiz de Fora na tabela.

Mesmo com a derrota, um  dos destaques do confronto, com 16 pontos, foi o jovem oposto de 19 anos, Felipe Roque, que nasceu em Juiz de Fora e atua no time da capital. O maior pontuador do jogo foi, mais uma vez, o oposto Renan, com a expressiva marca de 27 pontos, e o troféu Viva Vôlei, dado ao melhor jogador em quadra, ficou com o ponteiro Ricardo Júnior, que marcou 15 pontos e protagonizou belas jogadas durante o jogo.

Na próxima rodada, a 8ª do returno, o Juiz de Fora vai até Bento Gonçalves (RS), enfrentar o Bento Vôlei Isabela, que ocupa o penúltimo lugar, com 11 pontos conquistados. Já o Minas Tênis Clube recebe em Belo Horizonte (MG), o lanterna Caramuru Castro Vôlei, que tem apenas cinco pontos.

O jogo

O clássico mineiro começou com os donos da casa à frente do placar, com o levantador Rodrigo acionando bastante o oposto Renan (7×4). Porém, dois excelentes saques do ponteiro Mão empataram o set (8×8).  Daí por diante, o equilíbrio se estabeleceu (18×18), com os times se revezando na liderança do marcador.  O árbitro corretamente marcou invasão do levantador do Minas, Gelinski, lance que gerou muita reclamação do time de Belo Horizonte, e que deu uma vantagem mínima no placar para o JF Vôlei (23×21), mas nada estava decidido, os visitantes voltaram a buscar o placar (25×25). Abouba entrou para sacar e conseguiu um ponto direto nesse fundamento, dando o set point (25×26) para o Minas. Após chances desperdiçadas de fechar o primeiro set pelas duas equipes, o bloqueio do central Rômulo, que veio para o jogo no lugar de Diego, definiu o set (33×31), em 36 minutos.

2º set

O Minas voltou à quadra mais concentrado e comandando o placar (1×4), provocando, de forma precoce, o pedido de tempo do treinador Henrique Furtado. A equipe de Juiz de Fora cometia muitos erros de ataques, do outro lado, o oposto Felipe e o ponteiro Mão, colocavam todas as bolas no chão na quadra do adversário (11×18). Além disso, os centrais da equipe da capital, Pétrus e Flávio, além de pontuarem no bloqueio, cresceram no fundamento ataque, ampliando o placar e impedindo qualquer reação do time da casa (15×23).  Após 24 minutos, os visitantes fecharam o set com nove pontos de vantagem (16×25).

Superliga 2016/2017 - JF Volei 3 x 2 Minas Tenis Clube - 18.02.2

– Com a recepção funcionando, o levantador Rodrigo utilizou muito a bola rápida com o central Bruno. Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei.com

 3º set

 Se o set anterior foi dominado pelos visitantes, o terceiro set foi dos donos da casa, que desde o início lideraram o marcador (8×4). Os ponteiros de Juiz de Fora cresceram muito na partida, Rammé com uma recepção eficiente, e Ricardo com belas defesas e ataques certeiros (10×4). O ataque minastenista caiu de rendimento e o técnico Nery Tambeiro colocou Vanole na partida para tentar mudar algo no set. O ponteiro entrou bem, conseguiu uma boa sequência de saques, o que animou os visitantes a buscarem o placar e diminuírem a desvantagem para apenas dois pontos 19×17). Porém, o JF Vôlei voltou a marcar com o central Bruno e freou a reação adversário. Após ataque de Rammé, os donos da casa venceram o set (25×19), em 27 minutos.

4º set

Precisando da vitória no set para se manter vivo no jogo, o Minas voltou a ditar o ritmo da parcial (4×10). Sabendo da importância de fechar a partida no quarto set e somar três pontos, o técnico de JF promoveu a entrada do levantador Adami e do oposto Moreno, nos lugares de Renan e Rodrigo, respectivamente, para tentar dar um gás novo ao time, mas a equipe de Belo Horizonte seguiu superior, com o levantador Gelinski distribuindo bem as bolas entre seus atacantes (12×20).  No erro de ataque de Juiz de Fora, o Minas fechou o set (19×25) em 26 minutos, levando a decisão para o tie-break.

 5º set

Com a torcida jogando junto com o time e fazendo pressão contra o adversário, o JF Vôlei começou o set decisivo à frente (6×3), contando com excelentes saques, pontos de bloqueio e erros do adversário. Na virada de lado, o placar era (8×3) a favor do time da Zona da Mata, sendo quatro dos oito pontos, erros dos visitantes. Bisset voltou à quadra pelo time do Minas, desta vez como oposto, para tentar aumentar o poder ofensivo, porém, a equipe continuou errando em excesso (11×6) e viu Juiz de Fora se encaminhar para dar números finais ao set (15×10) e ao jogo.

 Equipes:

JF VÔLEI: Rodrigo, Renan, Ricardo, Rammé, Bruno, Diego e Fábio Paes

Entraram: Juan Mendez, Rômulo, Franco, Raphael, Moreno e Adami

Técnico: Henrique Furtado

MINAS TÊNIS CLUBE: Gelinski, Felipe, Bisset, Mão, Flávio, Pétrus e Rogerinho

Entraram: Abouba, Carísio, Willian, Vanole e Matheus

Técnico: Nery Tambeiro

[Superliga] Veja os resultados da sétima rodada

Na abertura da 7ª rodada, o Montes Claros (MG) venceu o Brasil Kirin (SP), de virada, por 3 sets a 1(21×25, 25×17, 25×18 e 25×22), em 2h2min, quebrando a invencibilidade de outra equipe, já que na rodada anterior, o time mineiro havia derrotado o Funvic Taubaté (SP), que também estava invicto até enfrentar MOC. Em ótima fase, o oposto Luan Weber foi o maior pontuador, com 22 pontos, porém, o troféu VivaVôlei ficou com o líbero Gian, que fez defesas espetaculares ao longo do confronto.

Fora de casa, o Sada Cruzeiro (MG) bateu o Bento Vôlei Isabela (RS) por 3 sets a 0, parciais de (14×25,25x27e18x25), em 1h21minutos. Essa foi a sétima vitória dos cruzeirenses, que se isolaram na liderança da competição, e agora é a única equipe invicta na Superliga Masculina. O central cubano Simón foi eleito o melhor jogador da partida.

No confronto de mineiros da rodada, o Minas Tênis Clube recebeu o JF Vôlei na Arena JF, em Belo Horizonte, e foi superado pelos visitantes por 3 a o, parciais de (24×26,25×27 e 20×25), em 1h41minutos de partida. O central Bruno recebeu o troféu Viva Vôlei.  Com mais esse resultado positivo, Juiz de Fora chegou à quinta vitória consecutiva, superando a melhor sequência da equipe em seis anos disputando a Superliga.

Fora de casa, o São Bernardo (SP) venceu a segunda na competição e entrou na zona de classificação para os playoffs. O time paulista venceu o Copel Telecom Maringá (PR) por 3 sets a 1 (25×23, 25×22, 19×25 e 25×18), entrando no G8, zona de classificação para a próxima fase da competição.  O central Wennder saiu do banco de reservas para ajudar sua equipe, somou 17 pontos, sendo sete de bloqueio, e ganhou o VivaVôlei.

No duelo entre equipes que ainda não tinham conquistando vitórias, o Lebes Gedore Canoas (RS) saiu de quadra com o primeiro triunfo ao superar o Caramuru Castro (PR), de virada, por 3 sets a 1, parciais de (21×25, 25×20, 25×20 e 25×21), em 2horas e 01 minuto. Com nove pontos, sendo quatro em saques, o central Giovanni foi eleito o melhor jogador da partida.

No último jogo da rodada, o confronto SESI (SP) e Funvic Taubaté (SP) reuniu sete campeões olímpicos em quadra no ginásio da Vila Leopoldina e era o duelo mais esperado da rodada. Porém, com um saque arrasador, o time do Sesi não deu chances ao adversário e venceu por 3 a 0, parciais de (25×23,25×18 e 25×18), em 1he 30minutos. Com 14 pontos, o ponteiro Douglas Souza saiu de quadra como o melhor jogador da partida.

[Foto: Reprodução Facebook  Sesi SP)

 

JF Vôlei segue sem vencer no Mineiro

por Lucilia Bortone

Três Corações chegou à segunda vitória no Mineiro (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei

A equipe do Juiz de Fora Vôlei amargou mais uma derrota no Campeonato Mineiro, a segunda em casa. Contra o UninCor/Três Corações, os juiz-foranos lutaram, porém foram superados em cinco sets (22/25, 25/17, 19/25, 29/27 e 12/15).

Apesar da derrota, o JF Vôlei segue confiante para a próxima rodada do Mineiro quando recebem o Montes Claros. A partida será na quarta-feira, às 20h, no Ginásio da UFJF. Já Três Corações enfrenta, em casa, o Minas no próximo sábado.

Confira aqui as fotos da partida.

O jogo

Os donos da casa começaram bem a partida, arrancando um 4×0 e forçando um pedido de tempo do Unincor. O JF Vôlei comandou o placar durante todo o set, porém viu o Três Corações empatar em 21×21 e, em seguida, passar à frente com dois bloqueios seguidos. Os visitantes mantiveram a diferença e fecharam a primeira parcial com um ataque do oposto Alemão (22×25). O segundo set também foi marcado pelo equilíbrio entre as duas equipes. Com o apoio da torcida, o JF Vôlei conseguiu se recuperar e empatar o jogo (25×17).

No terceiro set, Juiz de Fora voltou a cometer erros. Num ace de Alemão, Três Corações abriu seis pontos de vantagem (3×9). O técnico Alessandro Fadul colocou o levantador Tarik e o central Sequela em quadra, ainda assim o time não reagiu. Enquanto a recepção juiz-forana ia mal, Três Corações mostrava bom volume de jogo e aproveitava seus contra-ataques. Após quatro set points, os visitantes fecharam a parcial em 19×25.

Atrás no placar, os donos da casa precisavam vencer o quarto set para salvar pelo menos um ponto na classificação. Na primeira metade do set, as equipes mantiveram o equilíbrio até que a equipe do sul de minas abriu três pontos (15×18). Buscando saídas com as poucas peças que tinha à disposição, o técnico de Juiz de Fora colocou o líbero Tatinho em quadra no lugar do ponteiro Fuchs para ajudar a recepção. Vendo a partida escapando, Juiz de Fora buscou forças para se recuperar, e saiu de um 15×19 para um 24×24. Com a torcida acesa, o JF Vôlei levou o set e a partida para o tie-break (29×27).

Mais tranquila em quadra, a equipe do Unincor conseguiu abrir dois pontos (6×8). Depois da troca de lado, o técnico de Juiz de Fora pediu tempo, porém a equipe continuou a sofrer com erros. Os visitantes frustraram a torcida local e fecharam o tie-break em 12×15.

 

Após oito anos, vôlei da UFJF muda de nome

por Lucilia Bortone

Em encontro com a imprensa e patrocinadores, a direção do Vôlei UFJF apresentou uma série de mudanças, a começar pelo nome: agora o time passa a se chamar Juiz de Fora Vôlei. Durante o evento também foram apresentados os novos uniformes de jogo e a estruturação do projeto, que continua vinculado ao programa de extensão da Faculdade de Educação Física da UFJF.

O novo ciclo do JF Vôlei busca consolidar o projeto tendo como algumas de suas metas a ampliação de escolinhas de vôlei na cidade e a promoção de cursos de capacitação.

Novas parcerias e velhos desafios

Se no início da temporada o clima era de tensão por conta da drástica diminuição de verba para o projeto e da dificuldade em conseguir apoio de empresas locais, a direção do Juiz de Fora já respira um pouco mais aliviada. “O que consolidamos hoje foi uma luta de dois meses e 110 visitas a empresas. Isso já dá um alívio para a continuidade da temporada, sabendo que o que vier nos permitirá novas ações”, disse o diretor do projeto, Maurício Bara. Ao todo, foram confirmados 19 colaboradores, entre patrocinadores e parceiros.

Enquanto as novidades dão novo gás ao JF Vôlei, um desafio persiste: fechar o elenco com o orçamento apertado. “Ainda precisamos de três peças para compor o elenco, porém já não tem tanta gente no mercado. Temos que avaliar de acordo com a nossa realidade”, completou Bara.

UFJF vence amistoso contra Flamengo

por Luara Herédia

 - Com arquibancadas lotadas, UFJF vence amistoso contra Flamengo. ( Foto: Lucilia Bortone/ Sacandoovole.com)

– Com arquibancadas lotadas, UFJF vence amistoso contra Flamengo. ( Foto: Lucilia Bortone/ Sacandoovolei.com)

A torcida da UFJF finalmente conheceu o time que vai defender as cores da Federal na temporada 2015/2016. Neste sábado(15), o time de Juiz de Fora realizou um amistoso contra o Flamengo e venceu por 3 sets a 1.Parciais de 21×25, 26×24, 25×20 e 25×21. A partida foi vista por cerca de 450 torcedores que compareceram no Ginásio da Faculdade De Educação Física e Desportos (FAEFID).

Com um elenco montado às pressas e com um orçamento bem mais modesto que no ano anterior, a equipe mineira conta com apenas três atletas remanescentes: o central Ninão e os centrais Fábio Paes e Tatinho.  Nesta temporada a UFJF vai contar com a força da sua base, formada pelos jovens atletas do Bom Pastor.

O amistoso serviu de preparação para a equipe mineira que estreia no Campeonato Mineiro na próxima sexta- feira (21), fora de casa, contra o time de Três Corações. Além do Mineiro, a UFJF tem pela frente a Superliga, principal competição do voleibol nacional, que deve se iniciar em outubro.

O Jogo

Com apenas duas semanas de treinamento, a equipe da casa começou o jogo mais devagar, sentindo a falta de entrosamento.  O Flamengo ,equipe vice- campeã da Copa Rio foi mais objetiva  e aproveitou o erros cometidos pelo adversário para fechar o 1º set em 25 x21. No segundo set a UFJF voltou mais equilibrada e se manteve à frente do marcador : 21 x 17, porém,  o time voltou a acumular erros e permitiu a virada da equipe carioca: 22 x 23. A torcida fez seu papel da arquibancada e a UFJF respondeu em quadra, fechando o set em 26 x24, deixando tudo igual.20610189425_364396ef1c_z

No terceiro set  as equipe se revezaram na liderança do placar até os 18 pontos, quando o sistema defensivo dos mineiros começaram a funcionar e a UFJF abriu dois pontos: 20 x 18.  Com vantagem, os mineiros jogaram mais soltos e fecharam a parcial por 25 x 20, virando o jogo para 2 sets a 1.  O quarto set começou com os cariocas impondo o ritmo, dispostos a levarem o jogo para o set decisivo 5 x 8. Porém, na metade do set, Juiz de Fora retomou o marcador e se encaminhou para fechar o set 25 x 21 e o jogo por 3 sets a 1, conquistando a primeira vitória do ano.

Para conferir mais fotos da partida, clique aqui.

Fotos por: Lucilia Bortone

UFJF sofre primeira baixa no elenco

Amanhã, 15, o Vôlei UFJF se apresenta oficialmente à sua torcida em amistoso com a equipe do Flamengo, porém o time juiz-forano não irá contar com o oposto Alemão. O atleta, que estava emprestado ao São Bernardo, não fará mais parte do elenco da Federal. O jovem Álvaro, revelado pelo Bom Pastor/UFJF, assumirá a posição para o amistoso de sábado.

Ricardo Faccin (10) será o novo oposto da UFJF (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei – arquivo)

Em entrevista do portal Toque de Bola, o técnico da UFJF, Alessandro Fadul, confirmou a contratação de Ricardo Faccin. O jogador atuou pelo Volta Redonda na temporada 2013/2014 sob o comando de Alessandro Fadul.

O amistoso deste sábado será o primeiro teste da equipe na temporada. Com entrada franca, UFJF e Flamengo entram em quadra às 16h no ginásio da Faefid.

 

 

* com informações da Assessoria de Comunicação do Vôlei UFJF