Bola Rápida – Lucarelli fora da Superliga e lances do Italiano

DSC02901.jpg

Peça importante para o Taubaté e para a seleção brasileira, Lucarelli ficará fora da 1ª fase da Superliga (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei – arquivo)

– Durante a derrota para o Vôlei Renata, o ponteiro Lucarelli se lesionou. Ontem (26), o jogador da EMS Taubaté Funvic passou por exames que constataram ruptura do tendão de Aquiles do pé direito e terá que passar por cirurgia. Lucarelli ficará fora das quadras por pelo menos quatro meses, perdendo, portanto, o restante do turno e o returno da Superliga. Em nota divulgada pelo Vôlei Taubaté, o médico da equipe, Alexandre de Paiva, não garante o retorno do atleta para a fase final da Superliga.

– Atuando pelo Personal Bolívar no Campeonato Argentino, o oposto brasileiro Theo é o segundo maior pontuador da competição com 129 acertos (111 de ataque,  8 de saque, 10 de bloqueio) em sete partidas disputadas. A equipe argentina participará do Mundial de Clubes no próximo mês e está no Grupo B com o Shanghai VC, Skra Belchatow e Zenit Kazan.

– O Campeonato Italiano está na 9ª rodada do turno e o Civitanova segue líder da competição com 26 pontos. Olha só o que o levantador Christenson aprontou na vitória contra o Perugia no domingo (26).

Com informações da EMS Taubaté Funvic, Lube Volley Civitanova e Aclav

 

Anúncios

[Superliga] Rodada do 3×0 tem 1ª vitória do Caramuru; confira os resultados

A 6ª rodada do turno da Superliga 2017/2018 terminou com resultados curiosos: todas as seis partidas foram vencidas em sets diretos. No clássico mineiro (apelidado de matriz versus filial), o Sada Cruzeiro superou o JF Vôlei, em Juiz de Fora, na abertura da rodada no dia 10. Minas Tênis Clube e Montes Claros Vôlei foram derrotados por EMS Taubaté Funvic e Sesi-SP, respectivamente. Na renovada Vila Leopoldina, o MOC ainda protagonizou, no sábado (11), um desentendimento entre o oposto Lorena e o treinador Sérgio Cunha durante um pedido de tempo no 2º set.

leozao-caramuruAinda no sábado, tivemos o confronto paranaense entre Copel Telecom Maringá e Ponta Grossa Caramuru Vôlei, no ginásio Chico Neto. Com destaque para o ponteiro Perón e o oposto Leozão – eleito melhor do jogo, o Caramuru conquistou sua primeira vitória na competição, deixando Maringá na lanterna por mais uma rodada.

Enquanto isso, o Sesc-RJ segue na cola dos líderes e passou pelo Lebes Canoas, acumulando cinco vitórias em seis partidas. No encerramento da rodada, o Corinthians-Guarulhos recebeu o Vôlei Renata e também venceu.

Superliga Masculina 2017/2018 – 6ª rodada turno – 10, 11 e 12.11
JF Vôlei 0 x 3 Sada Cruzeiro (20×25, 19×25, 16×25)
Copel Telecom Maringá Vôlei 0 x 3 Ponta Grossa Caramuru Vôlei (21×25, 21×25, 18×25)
Sesc-RJ 3 x 0 Lebes Canoas (25×16, 25×19, 25×17)
EMS Taubaté Funvic 3 x 0 Minas Tênis Clube (25×21, 25×20, 25×22)
Sesi-SP 3 x 0 Montes Claros Vôlei (25×18, 25×17, 25×22)
Corinthians-Guarulhos 3 x 0 Vôlei Renata (25×20, 25×16, 25×21)

Foto destaque: Rodrigo Araújo/Maringá Vôlei

[Superliga] Canoas vence a segunda partida e é líder; confira todos os resultados

A Superliga Masculina 2017/2018 não decepcionou em grandes jogos em sua 2ª rodada: Sada Cruzeiro e Corinthians-Guarulhos fizeram jogos equilibrados e venceram Sesc-RJ e Minas Tênis Clube por 3×2, respectivamente. Quem vem surpreendendo é o Lebes Canoas Vôlei que já acumula duas vitórias por 3×0 e assumiu a liderança da competição, seguido pelo Sesi-SP.

Vice-campeão na temporada passada, o EMS Taubaté Funvic se recuperou da derrota na 1ª rodada e venceu, no sábado (21), o Copel Telecom Maringá Vôlei no interior de São Paulo. Também no sábado, o Montes Claros Vôlei passou pelo JF Vôlei no Norte de Minas. Apesar do placar de 3×1 para os donos da casa, a partida foi bastante equilibrada e o ponteiro Leozinho do JF Vôlei, com 18 pontos no jogo, segue como maior pontuador da competição com 50 acertos. Esta foi a primeira vitória do Pequi Atômico após a saída de Chico dos Santos do comando da equipe. Confira abaixo todos os resultados:

Superliga Masculina 2017/2018 – 2ª rodada – Turno – 21 e 22.10.17
EMS Taubaté Funvic 3 x 0 Copel Telecom Maringá (25×20, 25×18, 25×17)
Montes Claros Vôlei 3 x 1 JF Vôlei (25×22, 25×22, 23×25, 25×19)
Sada Cruzeiro 3 x 2 Sesc-RJ (25×13, 29×31, 32×34, 25×18, 15×10)
Ponta Grossa Caramuru Vôlei 1 x 3 Sesi-SP (21×25, 19×25, 25×17, 22×25)
Vôlei Renata 0 x 3 Lebes Canoas Vôlei (20×25, 21×25, 20×25)
Corinthians-Guarulhos 3 x 2 Minas Tênis Clube (18×25, 25×21, 18×25, 25×19, 17×15)

classificacao_2017-2018_2arodadaturno_22-10-17

Foto destaque: Marcos Ribolli/Vôlei Renata

[Superliga] Sesc-RJ ignora queda de energia e derrota Taubaté; confira todos os resultados

A temporada 2017/2018 da Superliga Masculina começou ontem (14) e foi repleta de bons jogos. Em seu primeiro ano na Superliga, o Sesc-RJ conquistou importante vitória na estreia contra a EMS Taubaté Funvic por 3×1. Uma queda de energia parou o 1º set quando o Sesc vencia por 23×20. A pausa não desconcentrou os cariocas que fecharam a parcial para a alegria da torcida no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Confiante, o Sesc-RJ deu o ritmo da partida e o Taubaté, que jogou a Supercopa na quarta-feira (11), não conseguiu acompanhar.

Também fazendo sua estreia na elite, o Corinthians-Guarulhos começou a competição dando recado no primeiro set. A derrota no 1º set fez o Sada acordar e a apostar mais ainda no seu poder de saque, ajudando, assim, a marcação de bloqueio. No final, o alto número de erros do Corinthians dificultaram a reação da equipe: ao todo foram 49 pontos cedidos.

O ponteiro Leozinho do JF Vôlei foi o maior pontuador da rodada com os 32 pontos marcados na derrota de sua equipe para o Minas Tênis Clube na Zona da Mata mineira.

Outro mineiro que começou a competição com derrota foi o Montes Claros Vôlei, que caiu diante do Lebes Gedore Canoas e ficou sem o treinador Chico dos Santos, demitido após o jogo. Confira todos os resultados:

Superliga Masculina 2017/2018 – 1ª rodada – Turno – 14.10.17

Sesc-RJ 3 x 1 EMS Vôlei Taubaté Funvic (25×22, 25×19, 23×25, 25×19)
Lebes Gedore Vôlei Canoas  3 x 0 Montes Claros Vôlei (26×24, 25×22, 25×23)
JF Vôlei 1 x 3 Minas Tênis Clube (11×25, 22×25, 26×24, 21×25)
Copel Telecom Maringá Vôlei 0 x  3 Sesi-SP (22×25, 22×25, 13×25)
Ponta Grossa Caramuru Vôlei 0 x 3 Vôlei Renata (21×25, 21×25, 20×25)
Corinthians-Guarulhos 1 x 3 Sada Cruzeiro (31×29, 18×25, 15×25, 22×25)

classificacao_2017-2018_1arodadaturno_15-10-17

Foto destaque: Rafinha Oliveira/Vôlei Taubaté

[Superliga] Taubaté passa por Juiz de Fora e encara o Sesi na semi

Só falta um semifinalista a ser conhecido na Superliga 2016/2017. No início da noite de ontem (27), a Funvic Taubaté superou a jovem equipe do JF Vôlei por 3×0 (25×21,25×18, 25×14), e ficou com a terceira vaga nas semifinais da competição nacional. Com o saque afiado e bela atuação do levantador Rapha, o Taubaté aproveitou o baixo rendimento do oposto Renan, do JF Vôlei, e levou a série quartas-de-final em três jogos a zero. Na semifinal, o time do interior de São Paulo enfrenta o Sesi-SP.

Em entrevista ao Sportv após o jogo, o ponteiro Lucarelli avaliou o desempenho da equipe contra o JF Vôlei. “Dos quatro jogos que fizemos em sequência contra JF Vôlei (o último da fase classificatória e os três dos playoffs pelas quartas de final), o de hoje foi o melhor disparado. Nosso contra-ataque foi muito bom, e esse era um ponto que precisávamos evoluir. Temos que ter um jogo desse como parâmetro e tentar sempre melhorar”, disse Lucarelli, eleito melhor em quadra na última partida das quartas-de-final.

Apesar da eliminação, o JF Vôlei sai competição com sua melhor temporada na conta desde que chegou à elite do voleibol brasileiro, em 2011. Contando com atletas e parte da CT vindos da parceria com o Sada Cruzeiro, o Juiz de Fora já pensa no futuro. “Foi uma campanha histórica para o esporte de Juiz de Fora. Não é fácil conseguir doze vitórias – é só pegar as estatísticas dos últimos anos e analisar. Lembrando que vencemos seis partidas no tie-break, que poderiam ter mudado nossa história caso terminassem de outra forma. O sucesso veio com muita luta. Viemos batalhando por isso há quase dez anos. Já estamos na rua em busca da viabilização da temporada 2017/18. Agora, precisamos aumentar significativamente o nosso aporte financeiro para jogar uma Superliga de maneira digna também fora de quadra. A partir de hoje, esta é a nossa batalha”, disse o diretor técnico e idealizador do projeto, Maurício Bara.

Sada aguarda definição do adversário

Sem dificuldades para fechar a série em três a zero diante do Lebes Gedore Canoas, o Sada Cruzeiro aguarda a definição do confronto entre Vôlei Brasil Kirin e Montes Claros Vôlei. Os paulistas lideram por 2×0 e podem fechar a conta na próxima quinta-feira (30), em Campinas.

SUPERLIGA MASCULINA 16/17

Quartas de final

Terceira rodada

25.03 – Sada Cruzeiro 3 x 1 Lebes/Gedore/Canoas (25/16, 25/18, 21/25 e 25/19)

26.03 – Sesi-SP 3 x 0 Minas Tênis Clube (25/22, 25/20 e 25/22)

27.03 – Funvic Taubaté 3 x 0 JF Vôlei (25/21, 25/18 e 25/14)

30.03 (QUINTA-FEIRA) – Vôlei Brasil Kirin (SP) x Montes Claros Vôlei (MG), às 21h55, no ginásio do Taquaral, em Campinas (SP) – REDETV e no SporTV.com

 

Com informações da CBV e JF Vôlei

[Superliga] Fora de casa, Funvic Taubaté se impõe, vence JF Vôlei e sai na frente nos playoffs

O JF Vôlei recebeu, neste sábado (18), em Juiz de Fora (MG), a equipe do Funvic Taubaté (SP), na primeira partida da série melhor de cinco jogos dos playoffs. Ao contrário do jogo da semana anterior, quando os mineiros venceram por 3 a 2, desta vez, a experiente equipe de Taubaté, que conta com três campeões olímpicos: Wallace, Lucarelli e Éder, venceram por 3 a 0, parciais de (29×27, 25x 23 e 25×18), em 1h45minutos.

Agora, os paulistas irão realizar as duas próximas partidas em casa, no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP). O próximo jogo entre as equipes será na quinta-feira (23), às 21h55, com transmissão da RedeTV e do SporTV.com.

O JOGO

A partida começou muito equilibrada. Com os ataques de ambas as equipes muito bem, nenhuma equipe conseguia abrir (8×8).  O set seguiu com os times se revezando à frente do marcador (16×17). Em um set tão equilibrado, o oposto Wallace fez a diferença e, no contra-ataque, colocou o time paulista com vantagem de dois pontos (18×20). A diferença a favor dos visitantes permaneceu e a equipe chegou a ter duas chances de fechar o set (22×24), mas foi a vez do oposto de Juiz de Fora, Renan, chamar a responsabilidade e deixar tudo igual (24×24), para delírio da torcida presente. Porém, na sequência, a experiência de Taubaté pesou e depois de um saque de Lucarelli que dificultou a recepção mineira, a equipe do Funvic Taubaté fechou o set (27×29), em 33minutos.

2º set

No bloqueio de Diego, os donos da casa abriram o placar (1×0), mas, rapidamente, com boa sequência de saques de Wallace, que proporcionou contra-ataques para os paulistas, o Funvic abriu ótima vantagem (4×10). Juiz de Fora sentiu o ritmo adversário e acumulou erros, fazendo o treinador promover a troca de seu oposto e levantador, entraram Moreno e Adami, nos lugares de Rodrigo e Renan, respectivamente. A mexida deu resultado e o time mineiro foi tirando a desvantagem no set pouco a pouco, com o bloqueio do JF Vôlei crescendo, sobretudo com o central Bruno (13×15). A equipe da Zona da Mata até teve a bola na mão para deixar tudo igual (20×21), mas a jovem equipe desperdiçou ataque e o time taubateano seguiu à frente (23×24). O ponteiro de Juiz de Fora, Ricardo foi tentar uma deixadinha e o bloqueio de Taubaté botou a bola no chão no lado adversário (23×25), dando números finais ao segundo set, em 33 minutos.

3º set

Assim como aconteceu no set anterior, o time paulista começou ditando o ritmo do set (2×7), com Otávio bloqueando muito bem e recebendo muitas bolas do levantador Rapha (3×12). A torcida tentava jogar junto com o time e tentava empurrar a equipe mineira que, mais uma vez, tentava fazer um set de recuperação (10×16). Com Rapha fazendo uma distribuição perfeita, o bloqueio adversário encontrava dificuldades para parar o ataque de Taubaté (12×19). Determinados a não cometer o erro do set anterior, quando deixaram Juiz de Fora crescer na parcial, Wallace botava no chão todas as bolas que recebia (15×22), encaminhando a vitória no set (18×25), em 27 minutos, e no jogo por 3 a 0. Em votação popular, o oposto Wallace foi escolhido o melhor jogador da partida e recebeu o Troféu Viva Vôlei.

EQUIPES:

JF VÔLEI: Rodrigo, Ricardo, Rammé, Renan, Bruno Diego e Fábio Paes

Entraram: Juan Mendez, Franco, Raphael, Moreno e Adami,

Técnico: Henrique Furtado

FUNVIC TAUBATÉ:  Raphael, Lucas Lóh, Lucarelli, Otávio, Éder, Wallace e Mário Jr.

Entraram: Matheus, Gelinski e Renan

Técnico: Cézar Douglas