[Mineiro] No tie break, JF Vôlei bate Minas e conquista primeira vitória no Estadual

JF Vôlei e Minas Tênis Clube voltaram à quadra nesta quarta-feira (27) para a última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro. Em um jogo muito equilibrado, diferente da partida da noite anterior, o time da Zona da Mata venceu no quinto set, com parciais de (25×21,22×25, 25×21, 23×25 e 15×8), conquistando a primeira vitória no Estadual. O ponteiro e capitão de Juiz de Fora, Leozinho, foi escolhido o melhor jogador do confronto. Com o resultado, o JF Vôlei somou seus primeiros pontos, terminando a classificação com dois pontos e o quarto lugar. O Minas terminou em terceiro, com seis pontos, enquanto Montes Claros foi o segundo, com sete, e o Sada Cruzeiro, líder com 17 pontos.

Sem chances de mudar a posições na tabela, o time de Belo Horizonte colocou seus jovens jogadores em quadra, enquanto os titulares voltaram para Belo Horizonte, já visando o confronto de semifinal diante de Montes Claros, que será realizado no sábado (30), às 17h, na casa do Pequi Atômico, como explicou o técnico Nery Tambeiro:  “Nós já estamos pensando em MOC, tanto é que os titulares já estão em casa descansando, se preparando. Normalmente a gente coloca a força máxima e acaba sobrando pouco oportunidade para esses jovens. Eles fizeram um ótimo jogo, foi um 3 a 2, e eles tiveram a oportunidade de mostrar o trabalho deles, ver o que está dando certo e o que está dando errado para corrigir”, explicou o técnico do Minas.

Satisfeito com a primeira vitória, o treinador do JF Vôlei, Henrique Furtado, comemorou o crescimento de sua equipe. “O time teve uma evolução muito grande no sistema ofensivo e trabalhou muito bem no ataque contra uma equipe que jogou muito agressivo no saque. Nós conseguimos ter um equilíbrio muito grande na recepção, no levantamento e no ataque. Todo mundo atacou bem, isso é muito mérito do nosso levantador, que fez uma partida muito boa, trabalhou com muita precisão, qualidade e a equipe como um todo evoluiu bastante. ” Agora o time tem pela frente o Sada Cruzeiro, a partida será na semana, mas a data oficial ainda não foi divulgada.

O jogo

A partida começou equilibrada, com os times se alternando à frente do marcador. Após boa sequência de saques de Honorato (11×13), o JF Vôlei pediu tempo. A parada fez bem ao time da casa, que voltou mais ligado e retomou o comando do placar (15×13). A recepção de Juiz de Fora funcionava bem e o levantador Felipe fazia uma boa distribuição das jogadas. Do outro lado, com bons ataques, com destaque para Davy, os visitantes equilibravam o set e não deixavam o adversário deslanchar no placar (21×19). Após erro dos minastenistas, o JF Vôlei fechou o primeiro set (25×21).

 Na segunda parcial o Minas abriu vantagem logo no início, após boa sequência de saques de Vanole (0x3). O time da casa buscou o placar e tomou a liderança (12×11) equilibrando o set (17×17). O JF Vôlei desperdiçou chances, viu  e viu o adversário abrir vantagem mínima e se encaminhar para fechar o set (22×25), em 26 minutos.

Mineiro 2017 - JF Vôlei 3x2 Minas Tenis Clube - 27.09.2017

Mineiro 2017 – JF Vôlei 3×2 Minas Tenis Clube – 27.09.2017

Foi o início mais equilibrado  dos sets (10×10). Porém,  o time de Belo Horizonte cometeu mais erros do que anteriormente e viu os donos da casa se distanciarem no placar (19×14). Com Leozinho sendo o principal nome no ataque e o bloqueio dando trabalho ao ataque adversário, Juiz de Fora fez (25×21).

No set decisivo,  o JF Vôlei começou com um bom saque balanceado de Bruno, o que dificultou a recepção adversária(3×0). O time da Zona da Mata continuou ditando o ritmo e na troca de lado de quadra tinha cinco pontos de vantagem (8×3).  Após uma linda recuperação do levantador Felipe, a equipe de Juiz de Fora foi premiada com o erro de ataque do Minas (11×4). Superior durante todo o tie break, o time da casa fechou o set (15×8) e o jogo, conquistando os primeiros pontos no Mineiro.

Equipes:

JF VÔLEI: Felipe, Emerson Rodríguez, Leozinho, Rammé, Bruno, Drago e líbero Juan Mendez

Entraram: Adami e Raphael

Técnico: Henrique Furtado

Minas Tênis Clube: Carísio,Davy, Honorato, Vanole, Elian, Mascarenhas e líbero Maique

Entrou: Rogerinho

Técnico: Nery Tambeiro

Anúncios

[Mineiro] Minas vence JF Vôlei por 3 a 0 fora de casa e garante o terceiro lugar na fase de classificação

O JF Vôlei fez, nesta terça(26), seu primeiro jogo oficial no ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos(FAEFID) da temporada 2017/2018. Em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Mineiro, o time recebeu o Minas Tênis Clube e foi derrotado por 3 sets a 0, parciais (25×20, 22×25 e 12×25). O grande nome da partida foi o oposto canhoto minastenista Felipe Roque, que curiosamente nasceu e foi revelado nas categorias de base de Juiz de Fora.

Mesmo com mais uma derrota, o treinador do time da Zona da Mata, Henrique Furtado, comentou sobre a evolução do seu time, que comandou o placar por um bom período nos dois primeiros sets e elogiou o adversário.  “O Minas impôs um ritmo de saque muito agressivo e alguns jogadores tiveram uma constância muito grande na virada de bola, o que nos impediu de rodar a  bola no mesmo nível durante todo o tempo. Nós  acabamos deixando  o placar muito elástico e não conseguindo ter o mesmo rendimento dos outros dois sets, mas seguimos lutando por uma evolução no sistema ofensivo, por jogar bem por mais tempo”, afirmou Henrique.

Nesta quarta-feira (27)  Juiz de Fora e Minas voltam a se enfrentar pela última rodada do Estadual, mas as posições e os confrontos das semifinais já estão definidos. Com mais três pontos adquiridos, o Minas chegou aos seis pontos,  se garantiu no terceiro lugar na tabela e irá à Montes Claros, que terminou a fase de classificação em segundo com sete pontos, para a disputa da semifinal. Ainda sem marcar pontos, o JF Vôlei é o quarto colocado e vai enfrentar o Sada Cruzeiro, líder isolado da primeira fase com 17 pontos.

 O JOGO

O JF Vôlei iniciou a partida com muito volume de jogo, bons ataques de Emerson Rodriguez e Leozinho, além de boas defesas do líbero Juan, que proporcionaram contra-ataque para o time da Zona da Mata (12×9). Após o pedido de tempo do técnico Nery, sua equipe voltou mais ligada, errando menos e empataram a parcial (15×15). Mesclando a experiência, como a do levantador Marlon, e a juventude do oposto Felipe Roque, o Minas passou a liderar o marcador e a abrir vantagem (17×21). A combinação saque e  bloqueio dos minastenistas fizeram a diferença e o time se encaminhou para fechar a primeira parcial (20×25) em 26 minutos.

Mineiro 2017 - JF Vôlei x Minas Tenis Clube

Defendendo as cores do Minas, o juizforano Felipe Roque foi eleito o melhor jogador da partida.

Assim como no primeiro set, Juiz de Fora começou à frente do marcador (14×11) e viu o time de Belo Horizonte se ajustar, aproveitar os erros do adversário, além de contar com uma noite inspirada de Roque, que manteve um alto aproveitamento e eficiência de ataque. O treinador de Juiz de Fora, Henrique Furtado, chamou a atenção de seus comandados, mas os mandantes sacavam mal e não conseguiram parar o poder ofensivo do outro lado da quadra(22×25), em 27 minutos.

O time da Capital voltou impondo um ritmo muito forte (1×8). Abatido, o JF Vôlei não conseguia buscar uma reação. O bloqueio do Minas com Flávio e Pétrus incomodava os atacantes adversários que não conseguiam botar a bola no chão(4×11).  A parcial seguiu muito favorável para os visitantes que abriram dez pontos de vantagem(5×15). Do lado da quadra Henrique Furtado tentava incentivar seus jogadores, mas o set se encaminhava tranquilamente a favor da equipe de Belo Horizonte(12×25) em 19 minutos.

Equipes:

JF VÔLEI: Felipe, Emerson Rodríguez, Leozinho, Rammé, Bruno, Drago e líbero Juan Mendez

Entraram: Adami e Raphael

Técnico: Henrique Furtado

Minas Tênis Clube: Marlon, Felipe Roque, Bisset, Bob, Flávio, Pétrus e líbero Rogerinho

Entraram: Maique, Carísio,  Davy e Vanole

Técnico: Nery Tambeiro

[JF Vôlei] Emerson Rodriguez é apresentado e demonstra confiança: “Tenho capacidade para crescer e prometo dar o melhor de mim”

Antes mesmo de pisar em Juiz de Fora (MG), o oposto venezuelano Emerson Rodriguez estreou com a camisa do JF Vôlei, nas duas derrotas diante do Sada Cruzeiro pelo Campeonato Mineiro. Nesta-segunda-feira (11), em ritmo do bom e quase sempre eficiente “portunhol, o atleta foi apresentado oficialmente a imprensa, em coletiva realizada no Ginásio da Escola Móvel SESI SENAI, e se mostrou bastante animado com o novo desafio.

Emerson já jogou na posição de central, atuou na Eslováquia, Líbano, defende a sua seleção desde os 17 anos e recentemente foi vice-campeão Sul-americano, perdendo a final para o Brasil. O atleta chega para suprir a falta de um oposto no elenco, já que outros jogadores estavam sendo revezados na posição. Apesar dos seus 25 anos, o oposto será o jogador mais velho do time mineiro. “Fiquei surpreso que a equipe é muito jovem e eu sou o mais velho, mas a equipe tem uma qualidade de jogo impressionante. Apesar de serem jovens, eles têm um potencial muito grande e o melhor é que são boas pessoas e me abriram as portas.”

O treinador Henrique Furtado elogiou Rodriguez e comentou como foi o processo até a contratação. ” É um prazer contar com Emerson aqui no elenco, ele é um jogador que já acompanho há dois anos. Ele me foi indicado pelo ex-capitão da Venezuela para Superliga 2016/2017, mas nós acabamos trabalhando com outro oposto. Nesta temporada retornamos a conversa e as coisas se concretizaram. Emerson é um atleta jovem de muito potencial em alguns fundamentos e que pode crescer muito em outros. Tenho certeza que ele vai acrescentar muito o nosso time e sem dúvida nenhuma vai ser uma peça importante”.

DSC05559

_ Antes do treino, Emerson ouve as instruções do Diretor Técnico, Maurício Bara. [Foto; Lucilia Bortone/Sacandoovôlei.com]

O atleta retribuiu agradecendo a confiança e a oportunidade de jogar no Brasil. “Na Venezuela nós não temos uma boa Liga e estamos há quilômetros de chegar no Brasil, por isso me sinto muito feliz de estar aqui, agradeço a oportunidade do professor Henrique que é muito competente e sempre esteve falando comigo sobre essa oportunidade até que se cumpriu. Tenho capacidade para crescer e prometo dar o melhor de mim”.

Campeonato Mineiro

O JF Vôlei ainda não venceu no Campeonato Estadual, mas o treinador Henrique Furtado fez uma análise em relação aos dois jogos diante do Sada Cruzeiro. “Foram jogos interessantes, porque é sempre muito importante estrear com um adversário de alto nível, como é o Sada Cruzeiro, que é uma referência para nós. Eles foram agressivos o tempo inteiro no saque e nos colocaram em dificuldades, então foi um aprendizado jogar contra esse bloqueio e saque tão eficientes e espero que esse aprendizado sirva para as outras partidas. ”

O técnico do JF Vôlei também falou sobre o crescimento do time  comentou sobre o pouco tempo de treinamento com sua equipe completa. “A equipe tem muito o que evoluir, não dá para mensurar exatamente a evolução, mas acho que nós evoluímos muito no passe e estamos tendo um crescimento no levantamento. Nós tivemos pouco tempo para treinar com a equipe inteira, o Leozinho já chegou e foi para os dois amistosos contra o SESC RJ e agora o Emerson que já chegou e foi direto para um jogo oficial, mas tenho certeza que dentro de um tempo nós vamos estar jogando um voleibol de muita qualidade”.

A equipe da Zona da Mata terá mais um desafio pelo Mineiro nesta quarta (13). O time está Montes Claros para enfrentar o Pequi Atômico. Na sexta (15), os times voltam à quadra para mais uma rodada do Estadual. As duas partidas serão às 20h e terão transmissão online do Jornal O Tempo.

[Pré-temporada] SESC RJ supera JF Vôlei e conquista o Desafio Minas-Rio

Na reta final de pré-temporada, o JF Vôlei recebeu o SESC RJ no Desafio Minas-Rio, uma série de dois jogos amistosos que foram realizados na quarta (30) e quinta (31) no Ginásio da UFJF, e viu o adversário levantar o troféu. Mesmo desfalcada – já que os atletas Tiago Brendle, Maurício Souza, Maurício Borges e Renan Buiatti estão em treinamento com a seleção brasileira em Saquarema (RJ) –, a equipe carioca venceu as duas partidas por 3 sets a 1, com parciais de 16 x 25, 25 x 21, 25 x 17 e 25 x 21) no primeiro confronto, e 20 x 25, 25 x 22, 25 x 16, 25 x 21) no segundo jogo, conquistando o campeonato simbólico.

20170831_130402.jpgOutro desfalque do SESC foi o técnico Giovane Gávio, o treinador que também comanda a seleção brasileira sub-23 não esteve em Juiz de Fora, e o time foi comandado pelo auxiliar técnico Vinícius Gomes, o Alegrete, que falou a importância de jogos-treinos. “Nós estávamos treinando desde o dia 10 de julho entre a gente, então foi fundamental jogar com outra equipe agora para estabelecer novas metas e novos parâmetros para os treinamentos, e para dar um pouco de ritmo de jogo para a equipe. Eu achei o adversário, apesar de ser um time jovem, muito ajustado, muito aguerrido, ofereceram uma resistência muito boa e o jogo foi disputado, isso que foi o mais importante.”.

Henrique Furtado, técnico da equipe de Juiz de Fora, elogiou o adversário e ressaltou a evolução na sua equipe em relação aos outros amistosos já realizados na temporada. “Foram dois jogos muito equilibrados. Nós enfrentamos uma equipe muito qualificada, que jogou muito bem e imprimiu um ritmo muito forte, principalmente no saque e no ataque.  Eu fiquei muito satisfeito com o time em muitos aspectos, nós trabalhamos muito bem no bloqueio e tivemos números melhores que eles nesse fundamento, também trabalhamos muito bem a recepção diante de um saque tão agressivo, já eles foram melhores no ataque e isso foi determinante para a vitória deles nos dois jogos”, concluiu Henrique.

Agora o JF Vôlei volta sua atenção para a estreia no Campeonato Mineiro no dia 7 de setembro, quando entrará em quadra contra o Sada Cruzeiro, no ginásio do Riacho, em Contagem. Pela Superliga, JF Vôlei e SESC-RJ estreiam no dia 14 de outubro. A equipe da Zona da Mata faz um clássico estadual contra o Minas, enquanto os cariocas duelam contra o Funvic Taubaté (SP).

Novidade no JF Vôlei

DSC05117.jpg

-Leozinho treinou um dia e já entrou em quadra diante do SESC-RJ (Foto: Lucilia Bortone/Sacandoovolei)

Leozinho, ponteiro de 22 anos, é mais um atleta cedido pelo Sada Cruzeiro e foi apresentado na terça-feira (30). Treinou um dia apenas e já foi para quadra no desafio Minas – Rio. O jogador estava com a seleção sub-23, quarta colocada no Mundial da categoria, disputado no Egito e disse estar empolgado para a temporada 2017/2018. “Estou feliz demais aqui no JF Vôlei, acho que vai ser um ano em que eu vou aprender muita coisa jogando e veio em busca de uma bagagem, uma experiência que eu ainda não tenho”. O ponteiro aprovou sua atuação, mas fez uma autocrítica em relação a sua atuação nos amistosos e pontou sobre o que precisa melhorar. “Tomei muitas decisões erradas no ataque que acabaram gerando contra-ataques muito fáceis para o adversário”, concluiu.

 

JF Vôlei lança novo escudo e anuncia a contratação de um oposto venezuelano

Nesta manhã de quinta-feira (17) o JF Vôlei recebeu no Salão Nobre do Hospital Santa Casa, jornalistas e patrocinadores e apresentou novidades dentro e fora de quadra.  A primeiro foi a alteração da identidade visual da equipe para a temporada 2017 e o segundo anúncio foi a contratação de um oposto, o venezuelano Emerson Rodriguez, de 25 anos, que recentemente foi vice-campeão Sul-americano por sua seleção.

Emerson tem 2,02m e chega para suprir a carência da posição, já que o time mineiro tinha 10 atletas que vieram da base do Sada Cruzeiro, além do levantador Felipe Hernandez, até então único jogador contratado por Juiz de Fora, porém não tinha um oposto de origem e vinha improvisando os atletas do elenco.  O diretor técnico do JF Vôlei, Maurício Bara contou como o time chegou até o oposto.

escudo

Essa é a nova identidade visual da equipe de Juiz de Fora.

“Foi uma soma de fatores. Primeiro o trabalho do Henrique de observar jogadores da nossa característica, que não impactassem tanto financeiramente no orçamento da equipe. Todos sabem que vivemos um processo muito limitado. O Henrique buscou, o procurador do jogador é brasileiro, e conversamos. Outro fator importante foi que ele jogou com o Manius, um importante atleta que passou aqui na temporada 2014/2015, veterano, e que manteve uma relação muito próxima com a gente, e nos disse que o Emerson tem muito potencial e precisava de mais treinamentos de qualidade. Então isso corroborou. Ele entendeu nossa limitação, quer entrar em um mercado diferente e abrir portas”, explicou Maurício.

O treinador Henrique Furtado também comentou sobre o seu novo jogador: “Já o conheço há dois anos. É um jogador jovem, ex-central, e tem muitos anos de categorias de base da Venezuela e, depois, no time adulto. Tornou-se oposto por volta de dois anos e meio atrás. Foi indicado por um ex-jogador da Seleção da Venezuela, no ano passado, mas apareceu a possibilidade de contar com o Renan. Mantivemos conversas com o Emerson, que sempre se mostrou muito disposto a vir trabalhar conosco e enxerga no vôlei brasileiro uma grande oportunidade em sua carreira. É um jogador de muita força, bons saques e ataques, com muito potencial para trabalhar bem os outros fundamentos também”, exaltou o treinador.

max montecinos emerson rodriguez

– Emerson Rodriguez( nº5), nova contratação do JF Vôlei. [Foto: Max Montecinos]

O atleta ainda não chegou à Juiz de Fora (MG) pois tem compromissos a cumprir com a Venezuela, a disputa do Classificatório para o Campeonato Mundial, que será na Argentina entre os dias 20 de agosto a 4 de setembro, na Argentina.  O plano é que Emerson chegue em juiz de Fora no dia posterior ao fim da competição, para que o jogador já possa estar disponível para estrear com o JF Vôlei no dia 08 de setembro diante do Sada Cruzeiro, em Contagem (MG), em partida válida pelo Campeonato Mineiro.

 

[Taça Ouro] Corinthians/Guarulhos vence Botafogo e está na Superliga 2017/2018

O Corinthians/Guarulhos (SP) está classificado para a Superliga Masculina 2017/2018. Na noite deste domingo (13), na partida final da do quadrangular da Taça Ouro, o time paulista venceu o Botafogo (RJ) por 3 sets a 1 (25×20, 25×20, 28×30 e 25×19), em 2h e 33 minutos de partida no ginásio Oscar Zelaya, no Rio de Janeiro (RJ), conquistando a vaga para a elite do voleibol nacional.  As equipes de Castro (PR) e Rádio Clube/AVP (MS), também participaram da competição.

Ao fim da partida, o líbero bicampeão olímpico Serginho, um dos mentores do projeto, comemorou o objetivo alcançado e ainda elogiou o adversário. “Foi muito difícil, pois jogamos uma Taça Ouro com um nível altíssimo. Fico triste por outro lado em ver equipes tão fortes ficando de fora, como o Botafogo que tem um elenco talentoso, torcida maravilhosa, comissão técnica e estrutura muito boas. Fiz a minha parte, e quero sempre o bem do voleibol”, disse o atleta multi-campeão.

Com a classificação do 12º time, a Superliga Masculina 2017/2018 está completa e contará com quatro equipes mineiras: Sada Cruzeiro, Montes Claros Vôlei, Minas Tênis Clube e Juiz de Fora Vôlei; quatro times paulistas: Funvic Taubaté, SESI-SP, Vôlei Renata e Corinthians/Guarulhos; dois representantes do Rio Grande do Sul: Lebes/Gedore/Canoas e Bento Vôlei; uma equipe paranaense: Copel Telecom Maringá (PR) e um time do Rio de Janeiro: o SESC-RJ.

TAÇA OURO MASCULINA

11.08 (SEXTA-FEIRA) – 1ª RODADA

18h – Castro (PR) 3×2 Corinthians/Guarulhos (SP) (26×24, 18×25, 25×22, 20×25 e 15×13)

20h – Botafogo (RJ) 3×0 Rádio Clube/AVP (MS) (25×18, 25×23 e 25×16)

12.08 (SÁBADO) – 2ª RODADA

18h – Corinthians/Guarulhos (SP) 3×0 Rádio Clube/AVP (MS) (25×17, 25×10 e 25×15)

20h – Botafogo (RJ) 3×2 Castro (PR) (25×23, 24×26, 22×25, 25×23 e 15×10)

13.08 (DOMINGO) – 3ª RODADA

18h – Rádio Clube/AVP (MS) 0x3 Castro (PR) (21×25, 16×25 e 19×25)

20h – Botafogo (RJ) 1×3 Corinthians/Guarulhos (SP) (20×25, 20×25, 30×28 e 19×25)

 

Com informações: CBV

Foto em destaque: Reprodução Corinthians/Guarulhos/Facebook

[Sul-americano] Brasil conquista o 31º título continental e se garante no Mundial do ano que vem

Sem perder nenhum set em cinco jogos, a seleção masculina de vôlei conquistou, nesta sexta-feira (11), o primeiro título no comando do técnico Renan dal Zotto. Jogando no Centro Nacional de Entreinamento, em Santiago, Chile, os brasileiros venceram a final diante da Venezuela por 3 a 0, parciais de (25×21, 25×6 e 25 x 18), em 1h07 minutos de partida e carimbaram o passaporte para o Mundial de 2018, que terá como sede a Itália e a Bulgária.

Com mais esse resultado positivo, o Brasil venceu seu 31º título do Sul-americano, mantendo a hegemonia na competição continental.  São 32 edições do campeonato e apenas em 1964 houve um outro campeão, porém, os brasileiros não participaram naquele ano.

Essa foi a nona vez em que Brasil e Venezuela se enfrentaram em uma final de Sul-americano, sendo que a última vez havia sido em 2003, no Rio de Janeiro, quando os brasileiros levaram o ouro, a Venezuela ficou com a prata e a Argentina completou o pódio. Nesta atual edição, as posições das equipes se manteve: na disputa de terceiro lugar, a Argentina superou o Chile, donos da casa por 3 sets a 0, parciais de (25×18,25×22 e 25×21).

Sem muito tempo para descansar, o Brasil já entra em quadra novamente neste domingo (13), às 10h, quando recebe os Estados Unidos, em São Paulo. A partida terá transmissão do Sportv e Globo. Na terça-feira (15), os times voltam a se enfrentar, só que desta vez em Manaus (AM). As partidas servem de preparação para as duas seleções que irão disputar a Copa dos Campeões entre os dias 12 a 17 de setembro no Japão. Além de Brasil e Estados Unidos, França, Itália, Irã participarão da competição.

 Seleção do Campeonato

sleeeee

Os melhores atletas do Sul-americano. [Foto: Max Montecinos]

Campeão e invicto, o Brasil dominou a seleção do campeonato, que é formado pelos melhores jogadores de acordo com as estatísticas. Confira os eleitos: levantador Bruno (Brasil), oposto Wallace (Brasil), centrais: Jordi Verdi (Venezuela) e Sebastián Solé (Argentina), ponteiros: Lucarelli (Brasil) e Vicente Parraguirre (CHILE) e líbero: Héctor Mata (Venezuela). O ponteiro brasileiro Maurício Borges foi eleito o MVP, ou seja, o jogador mais valioso do campeonato.

Veja como foi o campeonato:

07.08
20h – Venezuela 3 x 1 Colômbia (25×22, 25×18, 22×25 e 26×24
22h – Brasil 3 x 0 Paraguai (25×4, 25×14 e 25×10)
19h30 – Argentina 3×0 Uruguai (25×16, 25×18 e 25×20)
21h30 – Chile 3 x 0 Peru (25×19, 25×12 e 25×22

08.08
20h – Colômbia 3 x 0 Paraguai (25/18, 25/16, 25/17)
22h –Brasil 3 x 0 Venezuela (25×10, 25×16 e 25×14)
19h30 – Argentina 3 x 0 Peru (25×15, 25×22 e 25×12)
21h30 – Chile 3 x 0 Uruguai (25×19, 25×12 e 25×19)

09.08
13h – Venezuela 3×0 Paraguai(25×17, 25×9 e 25×14)
15h – Brasil 3×0 Colômbia(25×14,25×11 e 25×21)
19h30 – Uruguai 3×2 Peru(22×25, 27×25, 28×26 e 20×25)
21h30 – Argentina 3×0 Chile (25×18, 21×25, 25×15 e 25/21)

10.08 – Semifinais:

19h30 _ Brasil 3×0 Chile (25×20, 25 x12 e 25×14)

21h30 _ Venezuela 3×2 Argentina ( 26/24, 15/25, 24/26, 26/24 e 15/13)

11.08 

3º lugar: Argentina 3 x 0 Chile(25×18,25×22 e 25×21)

Final: Brasil 3×0 Venezuela(25×21, 25×6 e 25×18)

Com informações da CBV e CSV
Foto destaque:  Max Montecinos/ CSV